Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Resistência

Ir para baixo 
+9
José Miguel
analog_sa
ricardo.canelas
galvaorod
tomaz
PedroH
Alexandre Vieira
TD124
agorgal
13 participantes
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
AutorMensagem
TD124
Membro AAP



Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Mar 29 2022, 15:36

agorgal escreveu:
...Que é que isto tem a ver com a guerra na Ucrânia?

Nada e tudo. Um homem "ofendido", uma bofetada; um déspota "ofendido", um país destruído!

Uma das faces da humanidade... não somos seres perfeitos, mesmo quando queremos ou tentamos Exclamation
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Mar 29 2022, 16:27

TD124 escreveu:
agorgal escreveu:
...Que é que isto tem a ver com a guerra na Ucrânia?

Nada e tudo. Um homem "ofendido", uma bofetada; um déspota "ofendido", um país destruído!

Uma das faces da humanidade... não somos seres perfeitos, mesmo quando queremos ou tentamos Exclamation

Eu chamar-lhe-ia "a Condição Humana"... mas não tenho a estatura intelectual de André Malraux nem de Hannah Arendt!
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Mar 29 2022, 23:00

O que passou com essa "chapada" é na verdade uma vergonha tanto do que deu como do palerma que levou, é um espelho desse país e do mundo que influenciam, é um resultado de uma descaraterização que esse concurso como todos tem vindo a sofrer com a politica da cultura woke nos EUA, onde  predomina o lado mais fútil do ser humano e o niilismo cultural.

Para mim a melhor coisa que esses oscares de Hollywood tem, é passarem na tv durante  madrugada e eu a essa hora já estar a dormir e  não cair na tentação de perder tempo a ver. Resistência - Página 4 707387





Resistência - Página 4 Whats131

analog_sa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Mar 31 2022, 18:31

agorgal escreveu:


Eu chamar-lhe-ia "a Condição Humana"... mas não tenho a estatura intelectual de André Malraux nem de Hannah Arendt!

Não precisa ser André ou Hannah para ter tal estatura, ao ler André e Hannah hoje é bem capaz de os ultrapassar (é a graça de trazer para o presente obras do passado, actualizamos o texto aplicando o conhecimento acumulado). Wink

Nunca gostei das palavras "humano" ou "humanidade" quando usadas como conceitos que definem o Homem (verdadeiramente só gosto do termo Homem, ao longo do tempo usaram-se outras), simplesmente por me parecerem curtos para nos descrever e, por isso, nos compreender. Não é menos humano o que faz mal por lhe dar na cabeça, não é menor sinal de humanidade uma guerra violenta... contudo fomos criando limites para preencher palavras que cada vez mais nos pareciam dar o nosso melhor lado. Fomos deixando outros lados de fora, tentando esquecer que existem... ou tentando usar isso como desculpa para uma humanidade com muitos pontos de fuga (assim se desenha melhor).

As palavras fazem parte do nosso Ser?
Existirá Homem sem palavras?
Olha para o que digo, não para o que faço... em consciência será possível fazer algo sem o saber dizer?

Enquanto crianças pequenas, sem capacidade de pensar muito, lá vamos conseguindo o que precisamos sem muitas vezes termos consciência da acção - saber fazer sem consciência. Do nosso Ser também participa este nosso lado, mesmo depois de adultos, não temos consciência de tudo o que fazemos, por vezes (dizem!) fazemos por ver os outros fazer ou por reflexo.


Para não me perder nem vos perder: digo isto a pensar nas notícias, nesta correria louca por armas, mas também a pensar como somos capazes de sermos mais elevados do que os que pensaram a Ética e Moral há 50 anos... é engraçado, queremos ser "humanos", mas cada vez há maior necessidade de nos defendermos dos outros... "humanos". Pelo menos é o que se diz!

O Homem evolui e as palavras são a sua maior ferramenta de evolução, pena que por vezes as aplique tão mal.

Estou a ouvir Eno, voltei a colocar a face A e isto parece um texto de pontas soltas, mas talvez sirva para algo. Rolling Eyes
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySeg Abr 04 2022, 22:30

José Miguel escreveu:


Não precisa ser André ou Hannah para ter tal estatura, ao ler André e Hannah hoje é bem capaz de os ultrapassar (é a graça de trazer para o presente obras do passado, actualizamos o texto aplicando o conhecimento acumulado). Wink

Nunca gostei das palavras "humano" ou "humanidade" quando usadas como conceitos que definem o Homem (verdadeiramente só gosto do termo Homem, ao longo do tempo usaram-se outras), simplesmente por me parecerem curtos para nos descrever e, por isso, nos compreender. Não é menos humano o que faz mal por lhe dar na cabeça, não é menor sinal de humanidade uma guerra violenta... contudo fomos criando limites para preencher palavras que cada vez mais nos pareciam dar o nosso melhor lado. Fomos deixando outros lados de fora, tentando esquecer que existem... ou tentando usar isso como desculpa para uma humanidade com muitos pontos de fuga (assim se desenha melhor).

As palavras fazem parte do nosso Ser?
Existirá Homem sem palavras?
Olha para o que digo, não para o que faço... em consciência será possível fazer algo sem o saber dizer?

Enquanto crianças pequenas, sem capacidade de pensar muito, lá vamos conseguindo o que precisamos sem muitas vezes termos consciência da acção - saber fazer sem consciência. Do nosso Ser também participa este nosso lado, mesmo depois de adultos, não temos consciência de tudo o que fazemos, por vezes (dizem!) fazemos por ver os outros fazer ou por reflexo.


Para não me perder nem vos perder: digo isto a pensar nas notícias, nesta correria louca por armas, mas também a pensar como somos capazes de sermos mais elevados do que os que pensaram a Ética e Moral há 50 anos... é engraçado, queremos ser "humanos", mas cada vez há maior necessidade de nos defendermos dos outros... "humanos". Pelo menos é o que se diz!

O Homem evolui e as palavras são a sua maior ferramenta de evolução, pena que por vezes as aplique tão mal.

Estou a ouvir Eno, voltei a colocar a face A e isto parece um texto de pontas soltas, mas talvez sirva para algo. Rolling Eyes


Caro José Miguel

Muito poderia escrever sobre este tema mas os bold's ajudam a sintetizar o que penso.
Penso não adiantar uma leitura contemporânea dos "clássicos" porque o ser humano não mudou assim tanto. Bem pelo contrário... Podemos, enquanto indivíduo, actualizar o nosso pensamento, adequá-lo aos tempos que correm. Mas, e enquanto grupo, continuámos no comportamento de "matilha".
Li, não há muito tempo, que se o governo do mundo o fosse apenas por mulheres o "Homem" teria uma vida melhor. E concordei plenamente. Ao ser humano "Homem" falta uma, a maior, experiência da vida: parir. Este "simples" acontecimento da vida de cada uma das mulheres dá-lhes uma visão (um sentir) sobre o valor da vida humana que jamais, nós homens, poderemos compreender. Portanto prefiro (não, não tem a ver com modas - desde há muito que questiono o porquê do nosso vocabulário ser tão masculinizado) Humanidade. É feminino e, bem lá no fundo, não tem género.
O Homem (A Humanidade) evolui... 100% de acordo... as palavras são a sua maior ferramenta de evolução...100% de acordo...pena que por vezes as aplique tão mal... 200% de acordo!


A guerra é suja, muito suja. Foi-o no séc. XX, no séc. XIX, no séc. XViii... sempre foi, desde que um primevo ser humano agarrou numa tíbia e descobriu que, com ela, podia abrir um crânio! (Aqui fica a minha homenagem a Kubrick que tão bem nos mostrou esse momento)
Nos últimos dias (em pleno séc. XXI) acabamos confrontados com esta realidade. Já não são apenas prédios esventrados, mas sim a crueza dos corpos espalhados pelas ruas. E um duelo de acusadores e acusados, nos meios de comunicação social, nos bastidores da diplomacia e na gritaria do povo.
Como gosto de ouvir/ler opiniões diversas aqui deixo, e para critério de quem segue este tópico (e em quem deve/pode acreditar), a interpretação de ambos os lados. Eu já formei a minha opinião, já a tinha formado antes e deixado aqui expressa. Para mim nada mudou e, infelizmente, também nada me surpreende).

Izvestia... (o google traduz muito bem para inglês)
BBC...
Pravda...
New York Times...
Euromaidan Press...
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Abr 05 2022, 09:46

agorgal escreveu:
...Nos últimos dias (em pleno séc. XXI) acabamos confrontados com esta realidade. Já não são apenas prédios esventrados, mas sim a crueza dos corpos espalhados pelas ruas. E um duelo de acusadores e acusados, nos meios de comunicação social, nos bastidores da diplomacia e na gritaria do povo.
Como gosto de ouvir/ler opiniões diversas aqui deixo, e para critério de quem segue este tópico (e em quem deve/pode acreditar), a interpretação de ambos os lados. Eu já formei a minha opinião, já a tinha formado antes e deixado aqui expressa. Para mim nada mudou e, infelizmente, também nada me surpreende). ...

Com 17 anos tinha um poster do massacre de Sabra Chatila (que vinha de aconteçer) no meu quarto. Nessa época pensava compreender as coisas e tinha formado a minha opinião... hoje sei que o que se passou não é exactamente o que tinha acreditado antes. Desde essa época vàrios massacres de civis se fizeram e se fazém pelo mundo fora mas deixei de ter uma opinião... ou pelo menos a opinião de quém é culpado ou inocente, não sou juiz. Nestes ultimos dias muitos civis foram mortos no Iemen... também na Siria e no Afeganistão e no dia 12 de Março de 2022 a Arabia Saudita executou 81 pessoas. Penso então a todas as almas sém distinção que perdem a vida de uma maneira violenta e intencional, é a unica opinião que tenho...

astra e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Abr 05 2022, 13:57

agorgal escreveu:
a. Para mim nada mudou e, infelizmente, também nada me surpreende).

Pegando nesta afirmação que a nível militar concordo em absoluto nada mudou, os russos e ucranianos continuam com uma postura classica que sempre a fizeram, bombardamentos de artilharia á distancia e até minas terrestes. Acabam por fazer um elevado nivel de destruição e muitas vitimas civis, esta tipo de querra já os russo fizerem desde a segunda guerra mundial mas fizeram por exemplo em Angola e no Afganistão com resultados catastróficos e muito desumanos.

Portanto assustadoramente nada mudou nem as minas mesmo tendo sido proibidas.

Mas outras coisas mudaram, eu ver um noticiário em Portugal da RTP e abrir a falar da Ucrânia e fechar a falar da Ucrânia é diferente de tudo o que vi até hoje, na verdade os jornalistas e o fanatismo da politica globalista faz a guerra atualmente de visão unica, recurso um comentador televisivo Alexandre Guerreiro um dos melhores conhecedores de politica internacional deste país e especialmente deste conflito ter analisado o conflito e ter sido corrido e criticado patéticamente por alguem que achou que ele era espião russo. enfim, é a ditadura que vivemos.


Os jornalistas e a fanatismo fazem o acontecimento, hoje são os ucranianos os "bons" os mesmos que há 1- 2 - 3 anos atras a comunicação social os acusava de neonazis

A comunicação e a politica globalista fazem a noticia, o TD124 falou em massacres vários tambem importantes, como massacres étnicos por este mundo, falou em Sabra Chantila muito potenciado por ativistas da causa palestiniana, um pouco por todo o mundo há massacres , muitos deles pequenos e potenciados outros maiores e minimizados

Massacres a sério depois da 2GM recordo o do Ruanda em 1994

Mas estes massacres como o do Yemen na Arabia Saudita , Siria , mesmo estes mortos da Ucrania que todo o mundo está horrizado pelo intensivo debate jornalistico em politico, são pequenos comparados com outros massacres que o jornalismo ignora, como por exemplo as mortes no Brasil, em 2017 tendo Temer como Presidente foram 60mil mortos num ano, mais que estas guerras e massacres todos que falamos menos o do Ruanda
Durante a governação de Lula da Silva, Dilma e Temer morreu mais gente assassinada no Brasil que nas guerras e massacres do mundo todo, e no entanto o Lula vem cá e é recebido em Palmas no Parlamento Português... Agora com Bolsonaro a criminalidade desceu de ano para anos e no ano passado mais uma descida de 7%...ainda assim a politica globalista continua a dizer mal .

As mortes feitas por bandidos no Brasil superam as mortes da Ucrania pelo Putin e na Siria e tudo o mais....

Portanto o que mudou mesmo é a importância polotica/fanática que se dá ás coisas.
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Abr 05 2022, 18:18

agorgal escreveu:

(...)
Li, não há muito tempo, que se o governo do mundo o fosse apenas por mulheres o "Homem" teria uma vida melhor. E concordei plenamente. Ao ser humano "Homem" falta uma, a maior, experiência da vida: parir. Este "simples" acontecimento da vida de cada uma das mulheres dá-lhes uma visão (um sentir) sobre o valor da vida humana que jamais, nós homens, poderemos compreender. Portanto prefiro (não, não tem a ver com modas - desde há muito que questiono o porquê do nosso vocabulário ser tão masculinizado) Humanidade. É feminino e, bem lá no fundo, não tem género.
O Homem (A Humanidade) evolui... 100% de acordo... as palavras são a sua maior ferramenta de evolução...100% de acordo...pena que por vezes as aplique tão mal... 200% de acordo!

(...)

Caro Agorgal, permita-me pegar com maior dedicação nesta parte da sua mensagem, pois gosto do que ela encerra (adianto que não estou completamente ao lado na posição, mas gosto do ponto). O resto creio que compreenderá que estou muito perto de si na linha de pensamento e na escolha de posição (nem sei o que dizer sobre o que se ouve do lado Russo e dos seus amigos).

O tema sobre as mulheres e os homens não está muito longe do tema das palavras e da importância que elas têm para o nosso desenvolvimento enquanto espécie (por exemplo: Homem é uma palavra sem género, diferente de homem ou mulher). Por vários vícios de raciocínio, eu imagino que o mundo é diferente aos olhos de cada um e digo isto em plena consciência (é uma ideia de tal forma forte em mim que não consigo descolar desse ponto de vista), por isso o Mundo seria diferente se Governado por mulheres em vez de homens, da mesma forma que seria diferente se Governado por mim ou pelo Agorgal - e nisto para mim há mesmo uma equivalência.

Cruzando o tema palavras e mulheres ou homens no Governo: o exercício de poder carrega consigo uma série de responsabilidades (expressas em palavras bem conhecidas), o exercício de poder carrega consigo uma série de obrigações, exigências, ... manifestações desse mesmo poder (eu adoro Rousseau, mas Hobbes não nos compreendeu pior). Tudo o que deriva do exercício de poder, expresso em palavras, é comummente relaccionado com homens, contudo sabemos que algumas mulheres carregaram esse fardo e viram as mesmas palavras a si associadas (normalmente vistas de forma negativa).

Ainda durante este ano (não consigo dizer ao certo quando) alguém me perguntou o que pensava da seguinte ideia: a mulher é a origem da vida e da morte.

A frase é interessante, compreendi (pelo contexto da conversa) de imediato que a vida e morte estavam ligadas ao plano físico, com o nosso plano metafísico como pano de fundo. A momento da vida é o princípio para a morte.
Eu não vejo a coisa assim, carregar a mulher com este fardo (é histórico, vem de civilizações antigas e ainda hoje se reproduz) é absurdo, o momento do parto não é o momento da origem da vida, logo não é o momento para o princípio de morte. O homem está tão presente no momento gerador de vida como a mulher (se ainda me lembro das aula de biologia).

Pelo lado do homem, este também viu nas suas costas, como um fardo, palavras (ideias são palavras) que o puxam para o que é a sua natureza. A invenção da agricultura, lá muito longe, permitiu que homens e mulheres se fixassem e começassem a pensar em ter cada vez mais coisas (acumularam). As divisões de tarefas participam tanto do nosso ser hoje como participam as nossas valências biológicas. Já não somos apenas homens e mulheres que se separam pela capacidade de carregar uma criança no ventre, pela força muscular ou pela capacidade de raciocínio (mais lógico-matemático ou emocional).

Creio convictamente que o mundo Governado por mulheres seria diferente, não sei dizer se seria melhor ou pior, apenas diferente pois o peso em cima das costas das mulheres seria outro, assim como o peso em cima das costas dos homens.

O meu gosto ou falta dele em relação a palavras prende-se com a minha capacidade de as compreender e conseguir usar. Eu nunca soube, nunca compreendi verdadeiramente, o significado e referência de "pessoa", indivíduo", "sujeito", "humano", ... para dar alguns exemplos de palavras que ao longo da história serviram de referência. É menos humano (acção de um homem ou mulher) matar do que dar a roupa ao próximo? É menos pessoa o que disse que a escravatura era uma necessidade? É menos indivíduo o que se julga capaz de trabalhar/usufruir de terras/bens que perde de vista?

Eu não vou em modas com palavras, mas elas mudam de significado e referência com alguma regularidade e é preciso saber para o que mudam e que mudanças provocam - e simples palavras mudam o mundo! Wink

Eu disse que não estaria bem ao lado, mas estamos perto. Smile
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Abr 05 2022, 20:10

José Miguel escreveu:


(...)
Eu não vejo a coisa assim, carregar a mulher com este fardo (é histórico, vem de civilizações antigas e ainda hoje se reproduz) é absurdo, o momento do parto não é o momento da origem da vida, logo não é o momento para o princípio de morte. O homem está tão presente no momento gerador de vida como a mulher (se ainda me lembro das aula de biologia).
(...)


Parir: dar à luz, trazer para a luz, dar a ver a luz do sol, dar a ver a luz...

Não questiono a importância do homem no momento gerador da vida (se bem que a ciência tem oferecido possibilidades diferentes), nem o momento inicial dessa mesma vida (argumento que proporciona muitas discussões sobre um outro assunto que não quero chamar para aqui). Apenas pretendia significar esse dar a ver a luz, esse entregar ao mundo o que, durante um dado tempo, esteve escondido (protegido) desse mesmo mundo. Apenas isto. E apenas essa responsabilidade.

Responsabilidade que não posso considerar um fardo, bem pelo contrário. Não tendo filhos por opção pessoal - sou demasiado egoísta - grande parte da minha vida foi como uma aprendizagem sobre esta questão. Já vi morrer mas nunca vi nascer (no sentido literal do termo - nunca assisti a um parto). No entanto acompanhei nascituros e suas mães e, no que aqui interessa, encantou-me a disponibilidade, o desinteresse pelo que poderia-mos chamar "fardo" mas que, independente de alguma (por vezes muita) dor e muito inconforto, é sentido, genuinamente, como um enorme e profundo prazer.

Dar a ver a luz... dar a ver a verdade. Certo que essa (esta) verdade (o mundo?) é uma mescla de dor e prazer. Para muitos mais dor que prazer.

Talvez, nestas palavras, exista um pouco de visão romântica ou mesmo romanceada do que somos. Mas, muito recentemente, conversei com uma jovem mãe (que conheci, tinha ela poucas horas de vida) e cujo parto correu muito mal. Passados um par de meses afirmou-me estar pronta para uma nova experiência!
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Abr 05 2022, 20:56

Sobre se o mundo estaria ou não melhor governado por mulheres é um assunto discutível, parece deselegante dizer que estaria pior se fosse uma mulher a governar o mundo, acredito que o talento não tem género.

Mas podemos falar das mulheres da politica, temos em Portugal atualmente um governo com muitas mulheres,  tambem tivemos e temos outras mulheres na politica, temos mulheres lideres de partidos radicais de esquerda que não valem nada e que arrastaram o partido de 3º força politica para 6º força politica , uma delas até foi corrida de deputada do partido, uma vergonha... , são boas é a defender bandidos, tambem tivemos uma lider de um partido de um conhecido de direita que quase o levou o partido  á extinção, esse partido hoje nem está no parlamento está.

A nivel internacional mulheres tivemos uma Dilma Rousseff que foi segundo muitos brasileiros uma vergonha , por outro lado a Angela Merkel que nunca gostei mas em termos económicos fez a Alemanha subir, houve no passado a Margaret Thatcher a "dama de ferro" muito neoliberalista, foi o terror na época dos parasitas da sociedade, no entanto a politica neoliberal nunca foi algo que eu gostasse. Tambem fez uma guerra com a Argentina que apesar de muitas centenas de mortos nunca teve o mediatismo televisivo.

Temos tambem a lider da UE a Ursula von der Leyen uma globalista alemã que para já conhecida pela inovação de colocado a UE a vender armas para alimentar esta guerra.

Depois temos outras a Marine Le Pen  que quem sabe um dia não ganha as eleições.(já esteve mais longe)

A curiosamente já que se fala de mulheres na politica, ontem uma mulher criou um partido de direita, a Nova Direita fundado pela luso angolana Ossanda Liber , que pode dar algumas cartas num futuro proximo até um lugar no parlamento.

https://www.noticiasaominuto.com/politica/1968561/ossanda-liber-ex-candidata-a-lisboa-cria-partido-nova-direita
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyTer Abr 05 2022, 21:23

TD124 escreveu:

Com 17 anos tinha um poster do massacre de Sabra Chatila (que vinha de aconteçer) no meu quarto. Nessa época pensava compreender as coisas e tinha formado a minha opinião... hoje sei que o que se passou não é exactamente o que tinha acreditado antes. Desde essa época vàrios massacres de civis se fizeram e se fazém pelo mundo fora mas deixei de ter uma opinião... ou pelo menos a opinião de quém é culpado ou inocente, não sou juiz. Nestes ultimos dias muitos civis foram mortos no Iemen... também na Siria e no Afeganistão e no dia 12 de Março de 2022 a Arabia Saudita executou 81 pessoas. Penso então a todas as almas sém distinção que perdem a vida de uma maneira violenta e intencional, é a unica opinião que tenho...

Caro TD124

Estava em viagem e acompanhei esse período trágico da história do Líbano pelos jornais franceses. Não sei o que hoje sabe do que se passou em Sabra e Chatila mas o que me recordo é que, após duas ou três comissões de inquérito, as conclusões levaram à demissão do primeiro-ministro de Israel de então, Ariel Sharon, tendo ficado provado que foi um acto perpetado por milícias cristãs libanesas com a cumplicidade do exército israelita e da Mossad.

A minha (a nossa) vida está ensombrada por inúmeros massacres. Uns mais mediáticos do que outros. Uns mais visíveis ou mais distantes do que outros.
Estou ciente de todos os outros massacres que se vão cometendo numa base quase quotidiana. Grandes, pequenos... por causas políticas, étnicas, religiosas ou só porque sim! Qualquer vida tirada é um massacre!

Não deixa de ser curioso que muitos massacres por estas linhas foram nomeados mas o 11 de Setembro tem estado esquecido. O 11 de Março em Madrid. O Bataclan em Paris... e estes foram às nossas portas, afectaram as gentes da nossa cultura, da nossa religião, do nosso modo-de-viver.
Já passaram mais de 20 anos e ninguém se lembra mas o 11 de setembro encheu jornais, tele-jornais e conversas de café durante semanas. Levantou teorias da conspiração "até dizer basta!". Alimentou o "comércio" da informação, pagou a comentadores (uns melhores do que outros) e especuladores (uns mais fantasistas do que outros). Esta sociedade de informação (agora de hiper-informação) não dá descanso.

Estou à vontade para levantar estas questões: "Contra-violência" da Ulrich Meinhoff foi meu livro de cabeceira!

Sempre pensei que a Verdade está algures no meio de duas narrativas opostas. Vou aprendendo que, muitas vezes, não está no meio mas sim descaída para um dos lados. Na impossibilidade de assistir in loco, o que vou lendo aponta-me para qual dos lados. Apenas isso.

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 10:47

agorgal escreveu:
José Miguel escreveu:


(...)
Eu não vejo a coisa assim, carregar a mulher com este fardo (é histórico, vem de civilizações antigas e ainda hoje se reproduz) é absurdo, o momento do parto não é o momento da origem da vida, logo não é o momento para o princípio de morte. O homem está tão presente no momento gerador de vida como a mulher (se ainda me lembro das aula de biologia).
(...)


Parir: dar à luz, trazer para a luz, dar a ver a luz do sol, dar a ver a luz...

Não questiono a importância do homem no momento gerador da vida (se bem que a ciência tem oferecido possibilidades diferentes), nem o momento inicial dessa mesma vida (argumento que proporciona muitas discussões sobre um outro assunto que não quero chamar para aqui). Apenas pretendia significar esse dar a ver a luz, esse entregar ao mundo o que, durante um dado tempo, esteve escondido (protegido) desse mesmo mundo. Apenas isto. E apenas essa responsabilidade.

Responsabilidade que não posso considerar um fardo, bem pelo contrário. Não tendo filhos por opção pessoal - sou demasiado egoísta - grande parte da minha vida foi como uma aprendizagem sobre esta questão. Já vi morrer mas nunca vi nascer (no sentido literal do termo - nunca assisti a um parto). No entanto acompanhei nascituros e suas mães e, no que aqui interessa, encantou-me a disponibilidade, o desinteresse pelo que poderia-mos chamar "fardo" mas que, independente de alguma (por vezes muita) dor e muito inconforto, é sentido, genuinamente, como um enorme e profundo prazer.

Dar a ver a luz... dar a ver a verdade. Certo que essa (esta) verdade (o mundo?) é uma mescla de dor e prazer. Para muitos mais dor que prazer.

Talvez, nestas palavras, exista um pouco de visão romântica ou mesmo romanceada do que somos. Mas, muito recentemente, conversei com uma jovem mãe (que conheci, tinha ela poucas horas de vida) e cujo parto correu muito mal. Passados um par de meses afirmou-me estar pronta para uma nova experiência!

Agorgal,

A frase que citou referia-se a uma ideia em específico, não ao parto de forma generalizada, o fardo é constituído de pre-conceitos que têm carácter sócio-histórico e não biológico.

Eu tenho inclinação para ler uma boa "utopia", já disse várias vezes neste fórum que entendo a palavra utopia como a origem do termo: u-topos, ou seja, não lugar. Este não-lugar é conjugado no presente, não excluindo a possibilidade de existência no passado ou futuro. No caso do "mundo governado por mulheres", dada a minha outra forte inclinação para ver o Homem como um ser social, que se constrói essencialmente pela interacção e aprendizagem em sociedade, não consigo dar mais peso ao facto biológico parto.

Deixo para reflexão: a palavra mãe, num mundo governado por mulheres (o governo das coisas requer tempo e dedicação), teria o mesmo significado e referência que hoje tem? (hoje mais ou menos, pois a palavra mãe tem evoluído)
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 11:15

Durante esta guerra fala-se muito que a Ucrânia é um Estado Soberano , e fala-se em Portugal de soberania com autoridade .

Nesta guerra estamos a assistir de facto a 2 Estados soberanos irmãos e ambos bem nacionalistas á sua maneira, 2 Estados com uma história comum, alias o Putin e Zalensky veem da mesma escola com os mesmos principios e valores, a escola soviética.

O povo russo e ucraniano é evoluído, trabalhador, tem uma cultura forte e um grande poder de adaptação e de reabilitação ,onde estiverem marcarão a diferença , muitos com esta guerra fugiram e estão a fugir, para onde forem irão se safar e crescer numa nova vida provavelmente até melhor que tinham na Ucrânia que era o país mais pobre da Europa.

Por outro lado Portugal que tanto defende esta soberania ucraniana , há muito que perdeu o conceito "soberania" perdeu o conceito de nacionalismo , perdeu o conceito de Estado autonomo. É o pais mais pobre(ou dos mais pobres) dentro da UE , vive um fanatismo globalista de salvar o mundo, tenta atrair o terceiro mundo, privatiza o país para grupos estrageiros, não promove ou investe no nacionalismo económico social ou cultural , nem dependência alimentar nem energética tem por motivos patéticos e incompreensíveis .
Está dependente de mercados e valores impostos pelos outros.
E com esta guerra é sem duvida o grande prejudicado devido a essas fragilidades, pois anda num estado de bebedeira coletiva com assuntos futeis e globais, mas nada faz para combater o verdadeiro problema do país que é não ter crescimento, não ter condições de produtividade nem sustentabilidade, e isso agora reflecte-se nos preços das coisas que sofrem aumentos brutais em tudo porque não temos um nacionalismo económico que defenda o país e os portugueses.
Resumindo temos um conceito de soberania para os outros mas cá dentro não temos autonomia nenhuma e quem manda são os outros no sentido que o dinheiro e os bens essenciais vem dos outros com as regras que eles querem e ao preço que eles querem.

Acredito mais na capacidade de um Ucrânia se recompor depois desta guerra....que vejo Portugal com esta mentalidade crescer ou evoluir em algo que não seja para trás.
Portanto vivemos um Estado soberano apenas "teoricamente" e defendemos uma soberania teórica tambem na pratica fazemos tudo ao contrário e os resultados estão á vista.
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 11:26

Ainda sobre o "mundo governado por mulheres" , muitas teorias existem, já li e vi debates de psicólogos e criminalogistas que afirmam que o crime feito por mulheres tem um perfil diferente, por vezes mais sádico até, no entanto estas diferenças de género são discutíveis

mundo governado por mulheres será melhor? hoje vi a noticia da irmã da do Kim Jong Un que ameaçou com armas nucleares quem se meter com o seu país. E eu acredito que ela o faça sem problema nenhum, por isso é bom que os que tem a mania que são os donos do mundo como americanos e afins não se metam com a Coreia, esta mulher não está para brincadeiras.


https://observador.pt/2022/04/05/irma-de-kim-jong-un-deixa-ameaca-se-for-atacada-a-coreia-do-norte-usara-armas-nucleares/
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 13:32


O nosso parlamento o circo continua, hoje o PCP pede esclarecimento sobre o massacre de Bucha, afinal até o PCP o 6º partido em Portugal parece que já pede coisas e exige e quer mandar na Ucrânia , o que eu peço é que baixem a inflação e nem isso conseguem cá e querem mandar lá... enfim

https://www.noticiasaominuto.com/politica/1969602/pcp-apresenta-voto-de-solidariedade-e-pede-investigacao-sobre-bucha


Mas a pergunta fica, quem matou aqueles civis em Bucha ? foram as tropas russa ou foram os ucranianos que os mataram?

Se recuarmos um pouco na cultura soviética, muitas baixas na 2 GM por exemplo foram cometidas pelo próprio exercito vermelho, espiões, desertores, simplesmente pessoas que não querem lutar ou pessoas pró-"inimigo" foram mortas em guerras do passado, será que isto aconteceu em Bucha?

A Russia nega o massacre e as acusações vindas da Ucrânia

https://www.dn.pt/internacional/nem-um-unico-residente-de-bucha-sofreu-violencia-de-russos-diz-embaixador-na-onu-14742817.html
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 14:04

agorgal escreveu:
...Não deixa de ser curioso que muitos massacres por estas linhas foram nomeados mas o 11 de Setembro tem estado esquecido. O 11 de Março em Madrid. O Bataclan em Paris... e estes foram às nossas portas, afectaram as gentes da nossa cultura, da nossa religião, do nosso modo-de-viver...

Venho de ouvir esta manhã que hà uma semana atràs e durante cinco dias (do 27 ao 31 de Março) o exercito do Mali acompanhado pelas forças Wagner executaram vàrias centenas de civis na vila de Moura... a base da força da ONU situada a 50Km (Minusma) que portanto tém entre outras cargas a proteção dos civis não interferiu! Para a mim esta noticia é tão triste e abaladora quanto os massacres dos quais voçê fala... que sejam perto de mim e que toquem pessoas da minha cultura não me afecta ném mais ném menos pois qualquer vida é sagrada e igual no meu conçeito de existência. Eu chorei quando Notre Dame ardeu ora que não sou crente e quando entro num edificio religioso é apenas para contemplar a obra humana, não o simbolo... da mesma maneira sou tocado pelo absolutismo da morte arbitraria independentemente que a pessoa partilhe a minha cultura, religião ou maneira de viver, o meu coração faz uma excepção para a familia e amigos mas não sou perfeito!...

Não busco a verdade, ném mesmo entre duas narrativas opostas, mas tento compreender as pulsões e as razões que animam as pessoas a cometer o irreparàvel. Jà o tinha dito atràs e volto a repetir, esta guerra na Ucrânia não é em nada diferente de todas as outras guerras do passado ou do presente, fora em dois pontos: Trata-se quase de uma guerra civil pela relação historica entre os dois paises e no lugar do termo guerra esta foi cinicamente batizada de operação militar especial!...

A França foi condenada por não ter impedido o genocidio do Ruanda e isto levanta uma reflexão mais vasta do que a busca de uma hipotética verdade. Um genocidio, uma guerra ou um massacre são momentos aonde existe um antes historico, um atacante, um atacado, aqueles que podém fazer algo e não fazém, circunstâncias atenuantes, os que não deveriam fazer nada mas fazém, os que sabiam mas não disseram, circunstâncias agravantes, os que utilisam o feito em sua avantagem, os que manipulam a opinião publica, os que ganham dinheiro com isso e por final aqueles que hipocritamente fingém se sentir tocados...

A obscenidade da guerra moderna não são os cadaveres pelas ruas pois sempre foi assim... é o circo mediatico hà volta disso que cria este obsceno revoltante. Ninguém sabia aonde estava Kiev e toda a Europa se barimbava da Ucrânia... hoje são os nossos irmãos e o sal das nossas làgrimas, amanhã vamos-lhes virar as costas e olhar os massacres do Mali, depois seram os da Africa Central... depois vamos de novo falar do Yemen e dos Kurdos espreitando o que se passa na Siria e em Gaza esperando secretamente que a China và invadir Taiwan rapidamente pois assim teremos de novo a adrenalina difusa da morte pelas noticias frescas...

astra, Fernando Salvado e PedroH gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 17:12

A mim não me choca as imagens do massacre porque sempre foi assim, já previa isso e muito mais . Choca-me o mediatismo e a atitude dos lider mundiais antes e agora sempre terem alimentado este conflito, desde a venda de armas a muitas outras coisas que já falei.

Sei que sempre ha conflitos , é uma condição do serr humano, cá é igual , ainda ha dias 2 militares mataram um policia á porrada

Antes de me entristecer esta situação toda , prefiro me alegrar de saber que nada fiz nem farei para criar conflitos, por mim nunca venderia armas, nunca criaria pontos de conflito....faria tudo pela paz , portanto isso me alegra e me deixa de consciência tranquila saber que os outros se matam uns aos outros sem a minha interferência, portanto é um problema deles.

Cada pessoa deve ser responsável pelo seus actos em não procurar conflitos nem alimentar os conflitos dos outros, se todos pensassem assim não haveria conflitos num mundo Resistência - Página 4 22692
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 18:18

TD124 escreveu:

(...)
A obscenidade da guerra moderna não são os cadaveres pelas ruas pois sempre foi assim... é o circo mediatico hà volta disso que cria este obsceno revoltante. Ninguém sabia aonde estava Kiev e toda a Europa se barimbava da Ucrânia... hoje são os nossos irmãos e o sal das nossas làgrimas, amanhã vamos-lhes virar as costas e olhar os massacres do Mali, depois seram os da Africa Central... depois vamos de novo falar do Yemen e dos Kurdos espreitando o que se passa na Siria e em Gaza esperando secretamente que a China và invadir Taiwan rapidamente pois assim teremos de novo a adrenalina difusa da morte pelas noticias frescas...

O público, cada um de nós que vê os acontecimentos de fora, tenderá sempre por ser tocado pelo mediático ou por aquilo que permite que lhe entre cada dentro. Recordo-me de escrever algures neste fórum sobre o que se passava em Moçambique e em Portugal parecia que ninguém sabia dos ataques bárbaros em Cabo Delgado... mais tarde isso lá foi notícia. Cada um é tocado pelas notícias de forma diferente, pois cada um de nós tem um mundo diferente.

Chamar casos semelhantes quando se debate um caso particular serve para quê?
Penso muitas vezes que caímos na necessidade de relativizar tudo, como se de uma arma de defesa se tratasse para nos protegermos e protegermos o ser (o eu) que somos. A maioria de nós não está preparada para ter violência nas suas vidas, ainda que consiga viver bem com a consciência/conhecimento que existe a toda a hora algures.

Há muitas teses escritas sobre o caminho que tomamos e como de forma significativa vamos admitindo cada vez mais a exposição à violência. O nosso planeta está carregado de exemplos no presente, hoje já nem necessitamos responsabilizar Hollywood ou os vídeo-jogos, a exposição à violência é algo sistemático e está a moldar-nos.

Nós tendemos a justificar tudo o que tem interesse para nós, já referi Hobbes, o Homem é o lobo do Homem... para uns viverem bem, outros não podem viver bem - também há estudos sobre as necessidades de produção para vivermos todos como vivemos na Europa.

Seremos todos cínicos um dia, não há como evitar, o Pedro refere que não se devia vender armas à Ucrânia, eu nem sei qual a razão para se continuar a produzir armas... mas sei que colocar tudo na estaca zero é impossível e por isso quando uns se desmilitarizam, outros vão comprar os restos. Somos animais, essa parte de nós é combatida diariamente e diariamente ela espreita e ri-se.
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 20:20

José Miguel escreveu:
... Somos animais, essa parte de nós é combatida diariamente e diariamente ela espreita e ri-se.  

Nesta frase em forma de conclusão estamos todos de acordo, penso eu... 2cclzes
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 20:31

José Miguel escreveu:

(...)


Seremos todos cínicos um dia, não há como evitar, o Pedro refere que não se devia vender armas à Ucrânia, eu nem sei qual a razão para se continuar a produzir armas... mas sei que colocar tudo na estaca zero é impossível e por isso quando uns se desmilitarizam, outros vão comprar os restos. Somos animais, essa parte de nós é combatida diariamente e diariamente ela espreita e ri-se.  

José eu disse isso e muito mais, nesta e noutras guerras a UE e principalmente os EUA são os grandes patrocinadores,   disse isto e fui criticado mas há provas do que disse, a Russia está com armas vendidas pela Europa

https://www.wort.lu/pt/mundo/a-ue-vendeu-346-milh-es-de-euros-de-armas-a-russia-ap-s-o-embargo-de-2014-62336a21de135b9236203db1

E mais,  o governo Portugal que é uns palermas que sugam o povo com impostos , até nos combustiveis dos mais caros e que nem tem dinheiro para pagar a medicos e professores, agora anda a gastar o dinheiro dos portugueses em armas para alimentar esta guerra.


https://www.publico.pt/2022/02/27/mundo/noticia/portugal-vai-enviar-armas-ucrania-1996989


Portanto Portugal está a alimentar a guerra, não é opinião minha é a realidade já confirmada,  na minha opinião uma vergonha,  tivemos no passado o exemplo de Salazar que se manteve neutro na 2gm e agora temos estes cromos que andam a fomentar a guerra com o nosso dinheiro. No


https://www.publico.pt/2022/02/27/mundo/noticia/portugal-vai-enviar-armas-ucrania-1996989


Portanto esta guerra não vai a acabar, a ser patrocinada pelos EUA pela UE e até pelos patetas do governo português que andam a roubar os pobres para comprar armas, a guerra não vai acabar, e nem o presidente da Ucrânia me parece preocupado em que acabe,  ele certamente já deve ter no fim quando a Ucrania estiver em cinza um tacho em Hollywood ou até quem sabe cá em Portugal no Big Brother famosos.
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 22:09

Para esclarecer os (poucos?) que vão seguindo este tópico quero deixar aqui um manifesto pessoal:

Os patetas e os palermas do governo de Portugal foram eleitos pelo Povo Português. Como tal estão legitimados para governar este país.
Como estou muito longe de considerar o Povo Português pateta ou palerma convido quem tenha estes sentimentos a abandonar a Pátria.
A porta (a fronteira) está aberta!
Conheço quem aceita, de braços abertos e sorriso rasgado, todos os que estejam dispostos a viver num regime mais "democrático".
Mais informações por mensagem privada.

analog_sa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQua Abr 06 2022, 23:26

agorgal escreveu:
Para esclarecer os (poucos?) que vão seguindo este tópico quero deixar aqui um manifesto pessoal:

Os patetas e os palermas do governo de Portugal foram eleitos pelo Povo Português. Como tal estão legitimados para governar este país.
Como estou muito longe de considerar o Povo Português pateta ou palerma convido quem tenha estes sentimentos a abandonar a Pátria.
A porta (a fronteira) está aberta!
Conheço quem aceita, de braços abertos e sorriso rasgado, todos os que estejam dispostos a viver num regime mais "democrático".
Mais informações por mensagem privada.


Patetas é uma forma até carinhosa e longe de ser dirigida a quem votou no PS , o meu pai sempre votou no PS e eu já votei varias vezes,  e não eles não foram eleitos pela maioria, a maioria foram aqueles que ficaram em casa e não foram votar, são os anarcas os anti democráticos e por aí fora,  esses é que fazem uns ou outros ganharem sem maiorias mas apenas com "meia duzia de votos" esses é que são os palermas que fazem a nossa democracia ser fraca e questionavel ,  os que votam participam e escolhem e devem ser respeitados e podem e devem ter poder de critica.

Sobre esta guerra da Ucrânia não concordo com o PS, nem PSD, nem Chega nem BE nem PAN nem IL , curiosamente me identifico com a posição neutra do PCP e a nivel mundial com o governo do Brasil tambem neutro, estou a falar nesta matéria


Aqui a foto que mostra que o povo português na sua maioria não votou PS , a maioria não votou simplesmente, se tivesse votado o resultado podia ser outro totalmente diferente mas certamente mais democrático e representativo do povo português que vota e merece ser respeitado.

Resistência - Página 4 Result10


E mais mesmo assim o "sucesso" do PS e de toda esta conjuntura, é feita por terceiros, em Portugal quem manda no povo é as figuras publicas, os jornais e as tvs,  portanto se estes disserem para o povo comer arroz o povo come arroz, se estes disserem para o povo não comer arroz e comer feijão o povo come feijão...

O governo sabe disso e como tal paga bem a esta gente para dar a lavagem cerebral no povo que eles entenderem. Por isso se explica o fanatismo atual.

https://www.publico.pt/2020/05/19/politica/noticia/vao-distribuidos-15-milhoes-euros-destinados-media-1917205
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 10:07

PedroH escreveu:


(...)

a maioria foram aqueles que ficaram em casa e não foram votar, são os anarcas os anti democráticos e por aí fora,
(...)


Acabo a cometer o mesmo erro, argumentar consigo! Mas cá vai: então se essa maioria de "anarcas, anti democráticos e por aí fora" (suponho que este "por aí fora" inclua os activistas que tanto desdenha, os ciganos que não o acompanham na sua mesa e nunca viu trabalhar a não ser na feira - afinal trabalham, na feira mas trabalham - e os esquerdelhos que tanto detesta) votassem, em quem votariam?
No Chega? No partido de direita que há-de vir? No CDS (e foi por isso que ficou fora da Assembleia, faltaram-lhe esses votos)?

Democracia (ser-se democrata) é aceitar os resultados. Sejam eles quais forem sem tentar interpretar números no sentido de serem 2+2=5. Ou, como o outro fez, arrastar a populaça mais ignorante para o mito das eleições terem sido roubadas.

Quanto a fanatismo, até nestas páginas, que também são comunicação, o encontro. O seu!
Fanatismo também é torcer os factos até encaixarem na narrativa que, a todo o custo, quer que seja a verdade. É apenas a sua verdade mas que quer impor como a VERDADE.

Infelizmente a tendência actual (da política mas sobretudo dos que votam) é encarreirar (como carneiros em rebanho) no negacionismo dos avanços sociais que o fim do séc. XX e início do séc. XXI trouxeram às sociedades, pelos menos às sociedades ocidentais. Mais igualdade, mais representatividade, mais distribuição de riqueza. Ainda falta um longo caminho a percorrer, caminho este que ameaça tornar-se ainda mais longo graças a essa onda de revisão do que é (ou deve ser) a sociedade.
Não deixa de ser curioso que os que alimentam esta revisão são exactamente os ditadores (da Rússia, da China, da Coreia do Norte, e todos os seus aliados). O estafado discurso da comunicação social comprada vem desses lados, palavra por palavra. Assusta-os a liberdade de imprensa. Dá-lhes cabo do negócio. É por isso que neste momento, na Rússia, não há um único meio de comunicação independente. Não há nenhum, nem tv nem rádio nem jornal, que use a palavra "guerra" ou que expresse opinião discordante do discurso oficial. E o seu discurso está rigorosamente alinhado com este.

Escolheu o lado onde se coloca portanto seja coerente e corajoso. Ponha uma bandeira da Rússia na sua janela, pinte um Z (ou um V) no seu carro e nunca se afirme de pacifista, porque de pacifista não tem nada, absolutamente nada.
Tem medo de fazer isto? Zelinsky não teve medo de ficar em Kyev mesmo com os blindados russos às portas da sua cidade (afinal não fugiu!). Quem é covarde?
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 10:54

Esta citação apócrifa que é atribuida ao Voltaire nunca foi escrita ném proferida mas resume bem o pensar deste grande senhor doutro século:

Não concordo com o que você diz, mas vou lutar até a morte para que você tenha o direito de dizê-lo...

Possa esta frase acompanhar os nossos debates por aqui, noutros lados também e para sempre!...

2cclzes

astra e masa gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 13:46

agorgal escreveu:


Acabo a cometer o mesmo erro, argumentar consigo! Mas cá vai: então se essa maioria de "anarcas, anti democráticos e por aí fora" (suponho que este "por aí fora" inclua os activistas que tanto desdenha, os ciganos que não o acompanham na sua mesa e nunca viu trabalhar a não ser na feira - afinal trabalham, na feira mas trabalham - e os esquerdelhos que tanto detesta) votassem, em quem votariam?
No Chega? No partido de direita que há-de vir? No CDS (e foi por isso que ficou fora da Assembleia, faltaram-lhe esses votos)?

Não não estou a falar de ciganos nem ninguem em especial,  os ciganos portugueses tem cartão de cidadão e podem votar obviamente como todos nós,  a critica é para quem não quer votar, a critica é geral de todos os democráticos, até o Presidente da Republica criticou os que não votam.
Houve no passado gente que lutou pela democracia, para se poder votar,  se as pessoas não votam é porque não querem votar, ou preferem a anarquia ou preferem ter alquem que simplesmente esteja lá como numa ditadura.  Se salientar que o contrário de democracia é uma ditadura.



Citação :

Democracia (ser-se democrata) é aceitar os resultados. Sejam eles quais forem sem tentar interpretar números no sentido de serem 2+2=5. Ou, como o outro fez, arrastar a populaça mais ignorante para o mito das eleições terem sido roubadas.

Obviamente que sim, e eu aceito os resultados democráticos dos que votam seja no no PS na CDU ou no CHEGA e em qualquer partido , isso é a democracia e temos de aceitar e respeitar.

O que não aceito nem eu nem ninguem democrático  ,é que a maioria não vá votar.  Isso faz no país uma democracia deficiente fragil. Por exemplo o PS teve a maioria é verdade, mas é uma maioria dentro de uma minoria que foi votar.  Portanto é de censo comum e todos os politicos criticam esta abstenção, e apelam ao voto.






Citação :


Quanto a fanatismo, até nestas páginas, que também são comunicação, o encontro. O seu!
Fanatismo também é torcer os factos até encaixarem na narrativa que, a todo o custo, quer que seja a verdade. É apenas a sua verdade mas que quer impor como a VERDADE.

Disse alguma mentira?

Citação :

Infelizmente a tendência actual (da política mas sobretudo dos que votam) é encarreirar (como carneiros em rebanho) no negacionismo dos avanços sociais que o fim do séc. XX e início do séc. XXI trouxeram às sociedades, pelos menos às sociedades ocidentais. Mais igualdade, mais representatividade, mais distribuição de riqueza. Ainda falta um longo caminho a percorrer, caminho este que ameaça tornar-se ainda mais longo graças a essa onda de revisão do que é (ou deve ser) a sociedade.
Não deixa de ser curioso que os que alimentam esta revisão são exactamente os ditadores (da Rússia, da China, da Coreia do Norte, e todos os seus aliados). O estafado discurso da comunicação social comprada vem desses lados, palavra por palavra. Assusta-os a liberdade de imprensa. Dá-lhes cabo do negócio. É por isso que neste momento, na Rússia, não há um único meio de comunicação independente. Não há nenhum, nem tv nem rádio nem jornal, que use a palavra "guerra" ou que expresse opinião discordante do discurso oficial. E o seu discurso está rigorosamente alinhado com este.

Não entendo essa conversa nem nunca disse isso,  eu NUNCA neguei os avanços sociais, nunca leu isso em nenhum comentário meu,  eu venho de uma familia socialista que lutou pela liberdade e avanços sociais,   portanto isso que disse não se enquadra em nada do que disse ou defendo.

Sobre a comunicação comprada não precisamos ir para a Coreia do Norte nem recuarmos á censura do Estado Novo, hoje o governo paga á comunicação social, os lideres da comunicação escolhem os "amigos " escolhidos a dedo,   não tempo um lapis azul , mas temos uma comunicação com as pessoas certas para o discurso que queremos.  É um pouco como ver o canal benfica...o discurso é todo encarnado, não está lá sportinguistas nem portistas a trabalhar.



Citação :



Escolheu o lado onde se coloca portanto seja coerente e corajoso. Ponha uma bandeira da Rússia na sua janela, pinte um Z (ou um V) no seu carro e nunca se afirme de pacifista, porque de pacifista não tem nada, absolutamente nada.

Então para si ser pacifista é ir vender e oferecer armas?    


Imagine


Hipotese 1 :    tenho 2 vizinhos á porrada,   e eu ficou neutro e vou separar para acabar o conflito.


Hipotese 2 :    tenho 2 vizinhos á porrada,   e eu vou  lá oferecer armas a um deles para os 2 lutarem até a morte...


Eu sou da hipotese 1,     mas pelos vistos na sua opinião o pacifista é o que defende a hipotese 2,




Citação :

Tem medo de fazer isto? Zelinsky não teve medo de ficar em Kyev mesmo com os blindados russos às portas da sua cidade (afinal não fugiu!). Quem é covarde?


Nunca disse que ucranianos eram cobardes , nem russos,  tanto russos e ucranianos lutam até a morte, e desta vez estão dispostos a faze-lo,   por isso eu comparei o que aconteceu em Berlin em 1945 com a Ucrania, e infelizmente cada vez é mais isso que vai aconteceu uma luta até á morte.


Hoje em Bruxelas este a Nato UA e o ministro ucraniano, ele pede 3 coisas armas, armas e armas e a Nato e UE fornecem,  o ministro diz que os ucranianos vao lutar ate á morte.

Há uma ideia criada, formada que os russos querem invadir a europa ou o mundo todo, os ucranianos vao se sacrificar e morrer para nos salvarem, uma especie de "messias" dão a vida por nós e temos de ficar eternamente gratos a eles. Esta teoria já foi falada até no telejornal...

Ha uns anos uma teoria fez acreditar que o Iraque tinha armas quimicas para destruir o mundo e legitimar a sua destruição,  agora é os russos mas a destruição usando os ucranianos como martires...  ucranianos são uma ferramenta para destruir a russia, o mudo da armas aos ucranianos para eles matarem os russos.  E os russos claro cada vez carregam mais sobre eles...  basicamente é isto.


A outra teoria é cercar a Russia e isolar de todo e criar uma especie de "cerco a Leningrado"   ainda resta saber se a Coreia e a China não ajudam a Russia.

Seja como for cada teoria destas tem resultados dantescos...


A minha visão sobre esta guerra é a visão do PCP tem tambem,  não defende a Rua defende a paz e a neutralidade neste conflito, apenas isso.


Por isso á sua afirmação que tenho bandeiras russas, e que fique bem explicada eu responderei com as palavras do Jeronimo de Sousa

https://cnnportugal.iol.pt/videos/pcp-apoia-a-guerra-isso-e-uma-vergonhosa-calunia-diz-jeronimo-de-sousa/622513c00cf21a10a4239cdf
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 14:39

E a posição que defende o PCP e muita gente não comunista como eu, não é uma opinião fora do baralho nem uma doideira isolada, é uma posição apoiada por muita gente, cada vez mais  da esquerda á direita que vai abrindo os olhos e não se deixa levar na lavagem cerebral globalista dos Estados Unidos e da UE de alimentarem e patrocinarem guerras



https://sol.sapo.pt/artigo/767037/pcp-nao-esta-sozinho-no-boicote-a-zelensky
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 18:05

TD124 escreveu:
José Miguel escreveu:
... Somos animais, essa parte de nós é combatida diariamente e diariamente ela espreita e ri-se.  

Nesta frase em forma de conclusão estamos todos de acordo, penso eu... 2cclzes

Sabe Paulo, eu quando escrevi essa frase estava a tentar explicar a razão de não gostar das palavras humano ou humanidade para definir o Homem, pois compreendo (bem ou mal...) que essas palavras participam da imagem romanceada que temos de nós mesmos - um leão não sabe que é leão, um tubarão não sabe que é tubarão, ambos não sabem que estão a fazer mal ou bem às suas presas... as palavras moldam-nos tanto, mas tanto mais do que as pessoas tendem a acreditar.

Ver esta ou outras guerras a acontecer é algo que me deixa profundamente tocado, de manhã já tenho de mudar de canal para comer sossegado, procuro notícias que não de guerra. Não deixo de ter uma visão romântica do Homem, mas não deste que existe... tenho do potencial que temos, podemos ser algo diferente e essa construção diferente tem de incluir o que para mim é a palavra que melhor nos define: animal.

De todas as palavras que conheço, animal é a que menos nos trai na hora de definir o que somos, pois podemos ser um lobo ou um gatinho de calendário, podemos ser tudo isso e muito mais por tudo isso ser criação nossa (em termos de significado e referência lobo tende a ser visto como algo mau, gatinho de calendário como algo lindo e fofo).

O Homem trai-se a cada instante, nem toda a razão/consciência que desenvolvemos nos separa das células cancerígenas ou térmitas, para cumprirmos a nossa natureza vamos esgotar tudo o que tivermos ao alcance, mesmo que isto custe o que nos possibilita viver - isto deveria colocar todos a pensar, não faltam alertas desde a antiguidade para isto (criaram-se deuses e coisas afins para castigar excessos).

Estamos preparados para viver com menos?

Se não estamos, haverá guerra.
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 18:17

agorgal escreveu:

(...)
Democracia (ser-se democrata) é aceitar os resultados. Sejam eles quais forem sem tentar interpretar números no sentido de serem 2+2=5. Ou, como o outro fez, arrastar a populaça mais ignorante para o mito das eleições terem sido roubadas.
(...)
A Democracia é o pior dos sistemas, com excepção de todos os outros...

Sérgio Godinho torneou esta frase conhecida por cá, mas ela vem fazendo escola faz tempo. A Democracia é a ditadura da maioria que permite respirar as minorias, quando se esquece algo tão simples algo está profundamente errado.

Venho de dizer que somos animais e que esse é o termo que melhor nos define, contudo (a minha visão romântica de futuro) não vejo que o controle das massas seja tão simples como muitos querem pintar. Felizmente ainda há quem se dedique a pensar e considere as letras coisas com importância. O saber fazer está longe de significar saber pensar (ter consciência de), o contrário também é verdade e saber pensar não significa saber fazer (operar até sem consciência de em último caso).

Não tome por erro argumentar, erro é argumentar com argumentos inválidos e infelizmente eles acontecem... para não sermos carneiros, devemos apontar o erro, a falta de validade. Wink


Parafraseando o Paulo (que disse em outro tópico): seguir a maioria não é sinônimo de erro, por vezes a maioria segue para o mesmo lado por estar certo.
É verdade... nem sempre é, mas muitas vezes é. Smile

Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 19:54

TD124 escreveu:
Esta citação apócrifa que é atribuida ao Voltaire nunca foi escrita ném proferida mas resume bem o pensar deste grande senhor doutro século:

Não concordo com o que você diz, mas vou lutar até a morte para que você tenha o direito de dizê-lo...

Possa esta frase acompanhar os nossos debates por aqui, noutros lados também e para sempre!...

2cclzes

A pedra angular do meu conceito de democracia e de liberdade. E também do meu conceito de imprensa livre (independente dos seus defeitos, feitios e desvios)

E a razão por que me "enfurece" ler, não uma opinião sobre o tipo de comunicação social que temos. mas um permanente ataque à sua liberdade. Considerar a comunicação social em geral indigna de crédito e vendida à mentira é o princípio do fim das nossas democracias, por mais imperfeitas que sejam.
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 20:02

Não acreditei quando o li pela primeira vez, julguei ser mais um fenómeno da contra-informação ucraniana.
Mas encontrei o original e este não me deixou mais sossegado:

Aqui fica, na íntegra e traduzido para inglês via google, sem qualquer correcção:


TELEGRAM social network
Dmitry Medvedev*
✔
About fakes and real history
5th April, 08h00



"Ghost of Kyiv", an image of an aircraft, which is taken from a computer game. A drone shot down by a can of cucumbers. Surrendered to the Russian warship "dead heroes". Mariupol maternity hospital, now - Bucha. What unites them? These are fakes, ripened in the cynical imagination of Ukrainian propaganda. Numerous PR agencies, "troll factories" run by Western governments and their "manual" NGOs and NGOs, cook them for huge amounts of money.

Day by day, the news about "horror stories" and "overcomes" is becoming more and more delusional. However, the Kyiv fake car stops at nothing! In order to dehumanize Russia and its maximum denigration, the enraged beast from the National Battalions and the Terodefense is ready to casually kill their own civilians. This is because deep Ukrainianism, fueled by anti-Russian poison and an all-consuming lie about its identity, is one big fake. This phenomenon has never happened in history. And now it doesn't exist.

Leipzig University professor Oskar Peschel issued the legendary phrase, later attributed to Chancellor Otto von Bismarck: "The Austro-Prussian War of 1866 was won by a Prussian schoolteacher." German militarism was cultivated at the desks. His spirit at the end of his journey was reborn into the monster of National Socialism and was eventually destroyed only by the Red Army in 1945.
High German science and culture - Roentgen, Planck, Freud, Mann, Hesse - could not oppose anything to those who thirsted first for blood and colonies, and after the First World War - revenge and "living space" in the East. And if the great German minds failed to curb the war machine, what can we say about today's Kyiv - there are definitely no "Einsteins" there. True, there is Klitschko.

The current Ukrainian radical also grew up behind the student bench. In beautiful embroidered shirts and with thoughts of hatred for everything Russian. Instead of being proud of the joint achievements of their ancestors, since 1991, a pseudo-history of Ukrainian statehood has been written “on the knee”:
the generational connection of Kievan Rus with the lands of Novgorod, Pskov and Vladimir-Suzdal Rus was “cut”. For the sake of the mythical "history of Ukraine" of the XIV-XVII centuries, the idea of ​​a single Russian people was destroyed. The gallery of the 20th century is generally composed only of zoological Nazis, murderers and collaborators, elevated by the modern Ukrainian "agitprop" to the rank of heroes - Konovalets, Shukhevych, Bandera, Klyachkovsky, Melnyk.

The passionate part of Ukrainians has been praying for the Third Reich for the last 30 years. Literally. Disgust is caused by photographs in which Nazi symbols are found in almost every military unit of Ukraine taken by our army - standards, literature, posters. Even cups with swastikas! This is not a game of fascist aesthetics, as Westerners are trying to prove to us. This is an ideology. It should not be surprising that mentally transformed into the Third Reich, having written down the names of Jews and Nazi henchmen in history books, Ukraine will suffer its own fate. There she is dear, such Ukraine! As well as individual freaks who consider themselves entitled to represent such Ukraine. A lesson for them will be not only the current special operation, but also episodes of the glorious past. For example, when Pavel Sudoplatov destroyed the nationalist Yevgen Konovalets, politely handing over to this sweet lover in Rotterdam a candy box with a bomb inside - "Here's a present for you from Kiev." There will be many more such "gifts" for Nazi criminals!

Russian President Vladimir Putin firmly set the goal of demilitarization and denazification of Ukraine. These complex tasks do not happen all at once. And they will be decided not only on the battlefields. To change the bloody and full of false myths consciousness of a part of today's Ukrainians is the most important goal. The goal is for the sake of the peace of future generations of Ukrainians themselves and the opportunity to finally build an open Eurasia - from Lisbon to Vladivostok.


*Dmitry Medvedev - ex-primeiro ministro russo, presidente russo no período em que Putin não o pode ser.
Porta-voz do Kremlin para os discursos mais amargos ou ameaçadores.


Uma nota: lendo o texto não acredito numa origem que não a indicada. Não imagino alguém, na CIA, no MI5/MI6, ou nos serviços secretos ucranianos a elaborar este tipo de prosa.
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyQui Abr 07 2022, 20:56

PedroH escreveu:


(...)
(...)
(...)



Rebato os seus argumentos com seis perguntas muito simples e que gostaria respondidas de forma directa, também simples e sem devaneios pelo passado, pelos seus antecedentes familiares e pelas suas tendências ou opções políticas - apenas a sua opinião.

Leio nos seus textos ataques constantes aos Estados Unidos. Uma espécie de anti-americanismo profundo (para não dizer primário, palavra feia). Como a enorme importância da Rússia (da Federação Russa) nos acontecimentos que ocorrem, qual é a sua opinião sobra a democracia lá existente (é uma democracia - os russos votam)?

Leio nos seus textos ataques constantes à imprensa ocidental. Qual a sua opinião sobre o estado de coisas com a imprensa (os orgãos de comunicação em geral) russa?

Leio nos seus textos que se afirma democrata e respeitador do resultado das eleições. Porquê, sistematicamente, dizer mal do presidente da Ucrânia, livremente eleito por uma confortável maioria do povo desse país? E porque acha que deveria pirar-se ou render-se e abandonar o povo que o elegeu ao seu destino e o país que é seu a uma ocupação ou mesmo apagado do mapa?

Li, num dos seus textos, a censura pelo regime ucraniano ter proibido uma série de partidos políticos pró-russos. Qual a sua opinião sobre o panorama político na Federação Russa?

Depreende-se dos seus textos que acha que a guerra colonial foi legítima. E então defender um país de invasores, mesmo que mais poderosos, é repreensível, é condenável, ilegítimo mesmo?

Já li, num dos seus textos, um elogio, que presumo sincero, a Salgueiro Maia. Como compatibiliza esse elogio com as considerações e elogios feitos, noutros textos, sobre Trump e Bolsonaro e o seu silêncio sobre Putin?



Para terminar deixe-me dizer-lhe duas coisas:

Quando me dá na real vinheta eu voto PCP. Ou lá o que é a associação política que vem fazendo com os Verdes. E conheço muito bem o partido - nunca fui militante mas, e talvez aqui a razão desse voto "de vez em quando", fui grande frequentador das Festas do Avante, dos petiscos que por lá se comem, das canções que por lá se cantam e de muitas outras coisas que por lá se fazem e que são muito pouco comunistas.
A razão da postura do PCP, para usar um raciocínio simples e sem enveredar pelo percurso da História (as invasões da Checoslováquia e da Hungria, por exemplo) é apenas uma: o PCP olha para a Rússia de hoje e não vê Federação Russa nenhuma, vê a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. Velhos amores custam a morrer!

Ser pacifista não significa estar disposto a levar no pelo só porque o gajo que me ameaça é grande ou eu sou contra a violência. Ser-se pacifista também pode significar pegar numa arma para proteger a paz ou a liberdade. E isto com a convicção de lutar por uma causa!

analog_sa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySex Abr 08 2022, 00:54

[quote="agorgal"]
PedroH escreveu:


(...)
(...)
(...)



Leio nos seus textos ataques constantes aos Estados Unidos. Uma espécie de anti-americanismo profundo (para não dizer primário, palavra feia). Como a enorme importância da Rússia (da Federação Russa) nos acontecimentos que ocorrem, qual é a sua opinião sobra a democracia lá existente (é uma democracia - os russos votam)?

Não sou anti americano mas não gosto da extrema influencia que tem no mundo na da sua politica militar no mundo , desde as bombas atomicas, passado pela guerra fria, Coreia ,Vietnam, Servia, iraque, afganistao , Libia, terem armado o Estado Islamico, o Bin Laden e agora os talibas. Alem do incondicional apoio a Israel , Ou seja a politica militar americana de controlar o mundo tem deixado o mundo mais violento do que era.
Ainda ha dias vi um debate que se defendia que a morte de Kadafi deixou Africa pior mais insegura e que estes problemas migratórios em massa tem origem nisso mesmo. Não sei se é totalmente verdade mas pode ter uma certa verdade, certos homens poderosos nessas regiões controlam o povo e o que noto é que essas regiões depois ficam piores. No tempo do Kadafi não se via ninguem em botes de borracha a atravessar o mar mediterrâneo

Citação :

Leio nos seus textos ataques constantes à imprensa ocidental. Qual a sua opinião sobre o estado de coisas com a imprensa (os orgãos de comunicação em geral) russa?


Eu não conheço bem a comunicação russa, pelo que ate russos que conheci ca a viverem que contam e tenho lido, ha tambem uma forte manipulação na comunicação russa, se já existe no ocidente na russia existe mais.


Citação :

Leio nos seus textos que se afirma democrata e respeitador do resultado das eleições. Porquê, sistematicamente, dizer mal do presidente da Ucrânia, livremente eleito por uma confortável maioria do povo desse país? E porque acha que deveria pirar-se ou render-se e abandonar o povo que o elegeu ao seu destino e o país que é seu a uma ocupação ou mesmo apagado do mapa?

Nunca disse que Zalensky se devia pirar, primeiro temos de ver quem é essa pessoa, ele era uma vedeta de tv, que com um discurso populista e controverso ganhou aos 41anos as eleições sem nenhuma experiência politica , é o que se chama (politico celebridade) muito usual em paises com politicas frageis onde atores , futebolista etc podem facilmente ganhar eleições
No entanto ganhou democraticamente e de forma legitima e deve ser respeitado.

Aqui ha 2 situações, a Ucrania como país jovem sempre foi muito mal governado, país pobre e muito produtivo, é um dos celeiros do mundo, no entanto ucranianos vivem mal e muitos tem de sair de lá, sempre foi assim já antes de Zalensky

No caso da guerra , o discurso de Zalensky sempre foi muito hostil, tipo dente por dente e muito bélico sem medo de lutar até ao ultimo homem, alias este pensamento é tipico de povos sovieticos e russos e ucranianos tem a mesma escola e esta mesma cultura, portanto não tem medo de lutar tanto russos como ucranianos, isso é ponte assente, até tem um pouco de oriental neste campo, dão a vida pela guerra, matam os desertores e levam a guerra a serio.

Aqui ha uma questão, lutar ou não lutar, temos de ver o que é mais vatagoso... se a ucrania lutar e fizer o que está a fazer a guera será longa os russos vão carregar e carregar, haverá um numero de baixas enorme, um nivel de destruição gigante.

Se a Ucrania negociar, não significa se render ou humilhar, ou deixarem de lutar pelos seus ideiais, mas entre ficar tudo morto e destruído pode ser uma ideia.
O negociar e a rendição não significa uma humilhação e o fim de tudo,,,a França na 2ªGM se rendeu mas não desistiu, não ficou nazi eternamente, mas as cidades na maioria foram poupadas assim como os civis de bombardeamentos massivos.
O Japão na 2GM ter-se rendido não significou que ficasse pior.. Portugal na India ao se render hoje sabe-se que isso poupou a vida a centenas de homens, nas invasões napoleonicas a mudança estratégica da corte dentro do império fez ganhar força e reunir condições mais tarde para derrotar os franceses.

Há um ditado popular que diz "se não podes vencer o inimigo, junta-te a ele..." e isso tem um pouco de verdade.

Entre assistir-mos á destruição de um país e a um povo e tudo a fornecer armas e nem sabemos o desfecho disto, acho e acredito que existiam outras saídas ...



Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySex Abr 08 2022, 01:48

agorgal escreveu:


Li, num dos seus textos, a censura pelo regime ucraniano ter proibido uma série de partidos políticos pró-russos. Qual a sua opinião sobre o panorama político na Federação Russa?

Sei e já me contaram até ucranianos que muitos ucranianos são e sempre foram pró-russo, até pro sovietico, o mesmo acontece com russos que tem saudades dos tempos do comunismo.

Alias ha videos de opinião sobre isso, no tempo do comunismo não havia muita liberdade nem muita oferta de produtos, mas havia liberdade para se estudar gratuitamente, para se praticar desportos gratuitamente, para se ter emprego, para se ter uma familia e medico gratuito e acesso a hospitais e uma vida tranquila, hoje os russos tem liberdade, tem acesso a tudo, tem acesso a todos os produtos, ate podem comprar um ferrari e viajar, o problema é que não tem dinheiro nem para o basico... os seja é a velha história , a liberdade do capitalismo é bom para quem é rico para quem é pobre é melhor um regime comunista que nos oferece o basico de forma eficaz.

Citação :

Depreende-se dos seus textos que acha que a guerra colonial foi legítima. E então defender um país de invasores, mesmo que mais poderosos, é repreensível, é condenável, ilegítimo mesmo?

O meu pai foi combatente em africa alguns anos, conheceu de perto a guerra, os lideres da guerra, a oposição , os grosso dos militares, africanos portugueses e guerrilheiros opositores, falar da guerra colonial é algo complexo, não é uma guerra de semanas para se dizer que foi isto ou aquilo, começou em 1961 e acabou em 1974 , cidades portuguesas foram atacadas pela UPA em 1961 criança massacres violentos na população portuguesa, população branca mestiça e negra, isso arrastou Portugal para a guerra, basicamente um policiamento para proteger as cidades e as pessoas, começou e foi legitima, mas com os anos os militares que viverem em Africa descobriram que a guerra não era a solução para a Africa nem as colonias, a guerra tinha de ser ganha pela conquista das pessoas e não com as armas, o General Spinola chegou a escrever sobre isso, a guerra legitima com os anos se tornou num beco sem saída sem futuro e em algo obsceno que acabou com a revolta dos militares.

Na Ucrania o povo ucraniano tem de defender a Ucrania obviamente que sim, a forma como estão a defender é que não concordo eles estão a optar pela guerra e isso destroi mais do que protege, o que vemos diariamente da Ucrania não é uma defesa é tudo destruido, massacres e destruição. Essa é a realidade.




Citação :


Já li, num dos seus textos, um elogio, que presumo sincero, a Salgueiro Maia. Como compatibiliza esse elogio com as considerações e elogios feitos, noutros textos, sobre Trump e Bolsonaro e o seu silêncio sobre Putin?

Salgueiro Maia foi um homem que combateu legitimamente em Africa, e mais tarde lutou pela liberdade e fim da guerra, tal como o meu pai, embora o meu pai já não tivesse estado no 25de Abril apoiou a causa e antes ajudou pessoas a desertar numa altura que já não acreditava na guerra como solução.

Eu não sou fan de Trump mas tenho de admitir que foi dos poucos presidentes que não fez guerra nenhuma, ainda foi á Coreia lá ter com o Kim coisa que nenhum outro presidente o fez e até com Putin ele se reunia regularmente, Trump era um empresário o Biden parece-me mais um velho presidente americano no tempo da guerra fria.
Entre Trump e Biden prefiro o Trump , mas não sou fan dele.

Com Bolsonaro fui muito critico de inicio, sempre achei que nunca ganharia, mas ganhou e bem, Bolsonaro tem o mal de não saber falar e é impulsivo, isso condena-o mas a critica a ele é mais forte que ele, a minha mulher é brasileira e tenho informações reais do Brasil, com os anos tenho vindo a observar Bolsonaro e tem feito algumas coisas que o admito, tem mostrado sempre que é democrático, simples, humilde embora a seja por vezes crucificado pela oposição , eu não acho que ele seja pior que outros presidentes brasileiros , longe disso mesmo.
Bolsonaro uma coisa não duvido, entrou de forma democrática e sairá de forma democrática , não é nem de perto nem de longe o "papão" fascista que o querem pintar.


Putin é o homem frio da Russia, uma pais com uma democracia nova tal como a Ucrania, na verdade não temos acesso á Russia como temos com o Brasil, nem vou comparar esses paises, Putin alimenta guerras a distancia por exemplo na Siria tal como Trump fez, a hostilidade faz despertar o monstro.... faz lembrar a Coreia do norte, certos lideres precisam é de mimos, um deles é o Kim é maluco tem ar de psicopata, mas ele precisa é de uns "mimos" para ser mais simpático na sua loucura, se o tratam com hostilidade ele fica mais agressivo e ameaça tudo e todos.

No caso de Putim eu acho que varias hostilidade fizeram despertar o monstro, no passada ele teve politicos fortes, teve a Merkle e o Trump, antes do Obama. Com o Biden tudo mudou o Bidem entrou logo em conflito com o Putim e fez explodir o mostro



Citação :


Para terminar deixe-me dizer-lhe duas coisas:

Quando me dá na real vinheta eu voto PCP. Ou lá o que é a associação política que vem fazendo com os Verdes. E conheço muito bem o partido - nunca fui militante mas, e talvez aqui a razão desse voto "de vez em quando", fui grande frequentador das Festas do Avante, dos petiscos que por lá se comem, das canções que por lá se cantam e de muitas outras coisas que por lá se fazem e que são muito pouco comunistas.
A razão da postura do PCP, para usar um raciocínio simples e sem enveredar pelo percurso da História (as invasões da Checoslováquia e da Hungria, por exemplo) é apenas uma: o PCP olha para a Rússia de hoje e não vê Federação Russa nenhuma, vê a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. Velhos amores custam a morrer!

Conheço muito bem o Avante o PCP... e sou amigo de muitos comunistas do da margem sul, enfim isso tudo.

Na verdade tenho a ideia que em Portugal não ha comunistas nenhuns, há teoricos comunistas anticapitalistas etc , mas teoricos na pratica todos os que emigram é por dinheiro e nunca vi nenhum emigrar para um país comunista, são comunistas da bebedeira, copos e petiscos.

Depois lutam a defesa dos trabalhadores e muitas coisas que tambem defendo, muitos do PCP apesar de tudo e o próprio partido ja se assumiu como patriótico até diferente de um BE ou Livre. Embora este assunto não seja partilhado por todos.

Eu não sou de direita propriamente dita, a direira neoliberal das privatizações e do liberalismo, eu defendo um Estado social equilibrado e que defenda o nacionalismo economico, cultural de forma equilibrada e racional e os interesses do país e dos portugueses na sua soberania e autonomia.


Citação :

Ser pacifista não significa estar disposto a levar no pelo só porque o gajo que me ameaça é grande ou eu sou contra a violência. Ser-se pacifista também pode significar pegar numa arma para proteger a paz ou a liberdade. E isto com a convicção de lutar por uma causa!

Obviamente, o mundo não foi feito pela paz, e para eu estar aqui e você muitas guerras tiveram de existir, alias Portugal nasceu de guerras , conquistas e reconquistas, a questão é o equilibrio e a noção de guerra, ha varias formas de se lutar e há muitas armas, ás vezes a luta com a inteligência das palavras da democracia e das atitudes sem lutar a matar surte mais efeitos a curto , a médio e a longo prazo que com guerra direta que o que traz de forma imediata é guerra e destruição.
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySex Abr 08 2022, 20:10

O site do PCP foi atacado por piratas informáticos  fanáticos pró ucranianos affraid

vivemos na era do politicamente correto , do vitimismo, do fanatismo e da alienação mental,  a Russia ataca a Ucrânia o partido comunista português é que tem a culpa pelos vistos para estes palermas ... tristeza Resistência - Página 4 524928826

https://www.noticiasaominuto.com/tech/1972190/site-do-pcp-em-baixo-apos-ataque-de-hackers-pro-ucrania
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 10:11

PedroH escreveu:
O site do PCP foi atacado por piratas informáticos  fanáticos pró ucranianos affraid

vivemos na era do politicamente correto , do vitimismo, do fanatismo e da alienação mental,  a Russia ataca a Ucrânia o partido comunista  português é que tem a culpa pelos vistos para estes palermas ... tristeza Resistência - Página 4 524928826

https://www.noticiasaominuto.com/tech/1972190/site-do-pcp-em-baixo-apos-ataque-de-hackers-pro-ucrania

Ainda não percebeu, "Pedro H", que é a única pessoa que tem tido um discurso fanático neste tópico?

O site do PCP foi atacado por piratas informáticos pró-Ucrânia e a Rússia bombardeou uma estação de caminho-de-ferro cheia de gente. Não leu esta última notícia? Não era também importante? Ou não encaixa na sua narrativa?

O que é o "politicamente correto"? O que é o "vitimismo"? E o que é "alienação mental"?
Fica triste por uma simples página "web" estar em baixo mas um massacre de civis deixa-o silencioso?
Continua a julgar que o que se passa na Ucrânia é apenas uma invenção dos "niilistas", dos "fanáticos" e "vitimistas" controlados por uma comunicação social vendida aos (ou comprada pelos) governos da Nato e CE para controlar o povo ignorante?



Das suas respostas às perguntas que levantei apenas posso deduzir uma coisa: só vê a face da moeda que está virada para si e, portanto, só essa face existe. De uma árvore só vê as folhas e o tronco, as raízes não existem porque não estão à vista.
De Putin, de Bolsonaro, de Trump: Só os conhece pela rama mas a sua avaliação é positiva. De Zelinsky - conhece-o tão bem que até acha que nem guardador de retretes merece ser...

..."liberdade para se estudar gratuitamente" - Estudar gratuitamente não é uma liberdade é um direito! (pelo menos para os "politicamente corretos")
..."Hoje os russos têm liberdade" - De que liberdade fala? Da liberdade de comprar um Ferrari?
..."Na Ucrania o povo ucraniano tem de defender a Ucrania obviamente que sim" - E como? A assobiar para o ar? A cantar a "Marselhesa", talvez "A Internacional" soe melhor, à roda de uma fogueira? Ou a lutar com raiva e de armas na mão?
..."o mundo não foi feito pela paz" - pelo que vem dizendo deduzo que o seu desporto favorito é a guerra. Recomendo-lhe a leitura de "A Tribo do Futebol" do Desmond Morris (foi escrito nos anos 70 mas vem mesmo a jeito - até pela proximidade ao campeonato do mundo).
..."Não sou anti americano mas não gosto da extrema influencia que tem no mundo" - Perguntei a sua opinião sobre a democracia russa e contextualizei  a pergunta com a sua visão dos Estados Unidos. Respondeu-me com muito sobre os EU, mas sobre a Rússia e a sua democracia nem uma palavrinha. Falar da democracia russa é coisa muito inconfortável, não é?
..."forte manipulação na comunicação russa" - Não, não há uma forte manipulação na comunicação russa. Simplesmente não há comunicação russa no que ao assunto da guerra diz respeito. A palavra guerra está proibida!
..."Zalensky(...) primeiro temos de ver quem é essa pessoa, ele era uma vedeta de tv" - Trump também era uma vedeta da TV...
..."Há um ditado popular que diz "se não podes vencer o inimigo, junta-te a ele..." - Mas o ditado não diz rende-te incondicionalmente, verga-te aos meus pés! Este ditado (de que não consta a palavra "inimigo") tem muitas outras aplicações mas não a da guerra... (um pouco como um outro: inimigo do meu inimigo meu amigo é - e este sim, pode ser associado a uma estratégia bélica)
..."a França na 2ªGM se rendeu mas não desistiu" - A França que se rendeu também desistiu - a rendição implica desistência - a França de Petain, a França de Vichy passou a colaborar com os nazis. A França que resistiu foi aquela constituída pelos que tanto detesta: os activistas, os esquerdelhos, os anarquistas!

E fico-me por aqui que dissecar os seus escritos é tarefa árdua!
Chegou a altura de beber uma bebida alcoólica qualquer e ir ouvir um pouco de música para descansar o cérebro, esquecer os dramas da vida...

analog_sa e miguelbarroso gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 12:45

Hoje é vespera de eleições presidenciais em França e pela primeira vez existém três candidatos de extrema esquerda e dois de extrema direita. Para os que conheçem o sistema politico françês e mais exctamente o significado da republica actual (Quinta Republica), o presidente tém quase todos os poderes... é um monarca disfarçado! A proposito disto, ontém escutei um filosofo françês (Michel Onfray) do qual aprecio a sagacidade e algumas das suas ideias que disse uma frase que me gelou o sangue:

Cada vez mais as dictaduras vão ser eleitas democraticamente, pois consoante a vontade do povo!...

A França também pode "ganhar" um Orban, Morawiecki, Vučić ou Putin... e democraticamente eleito Wink
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 14:14

agorgal escreveu:
PedroH escreveu:
O site do PCP foi atacado por piratas informáticos fanáticos pró ucranianos ...

Ainda não percebeu, "Pedro H", que é a única pessoa que tem tido um discurso fanático neste tópico?...

O Churchill apresentava um fanatico, não sém humor, como sendo alguém que: não quer mudar de ideia ném de tema de discussão. Não sei se é o caso do PedroH mas as suas ideias, por demasiado anti politicamente correcto que pareçam tornaram-se banais... pelo menos aqui ouço quotidianamente muita gente clamar os valores de patria, fronteiras, soberania, cultura e mesmo subliminarmente a noção de raça ou de religião. Um dos candidatos à presidência de extrema direita e que ironicamente batisou o seu partido de Reconquête (Reconquista) recebeu mais de 120000 socios em dois meses, algo unico na historia francesa. Por si sò, isto mostra que muitos franceses aderem aos ideiais da extrema direita e outros aos ideais da extrema esquerda também... o extremismo tornou-se a solução ao politicamente correcto e aos ideais da democracia social nmho. O medo de perder as raizes culturais ou de ser substituido por outras culturas (teoria da grande mudança) são factores que podem explicar mas não sò... a grande decepção quanto à evolução da Europa e da sua tecnocracia são os principais, de novo nmho. Os franceses estão persuadidos de pagar para os outros, o que em si não é complétamente falso quando se vê quém é contribuinte na CEE e quém recebe dinheiro. A guerra de ideais moderna é o mundialismo vs o soberanismo e qualquer destas vias conduz a um beco sém saida. Como diz o Michel Onfray: As sociedades ocidentais jà estão condanadas e moribundas... o que nos resta é saber desaparecer com panache!!!... Talvez ele tenha razão Wink

analog_sa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 14:39

TD124 escreveu:


(...)
Como diz o Michel Onfray: As sociedades ocidentais jà estão condanadas e moribundas... o que nos resta é saber desaparecer com panache!!!... Talvez ele tenha razão Wink


É um pouco o meu sentimento.

A última frase do texto que citei anteriormente, do Dmitry Medvedev, que é o vice-presidente do conselho de segurança russo, ilustra bem o esforço desenvolvido pela cúpula política deste país na criação de uma espécie de "quinta coluna" transversal aos países europeus com vista à destruição de uma sociedade vista por ele como decadente, desviada dos valores sociais e religiosos conservadores (um pouco o deus - pátria - família da actualidade) que devem, obrigatoriamente, orientar uma sociedade: "finally build an open Eurasia - from Lisbon to Vladivostok". Sendo que este open não pretende significar aberta mas sim uniforme.

Os meus votos que o povo francês faça, na hora de votar, uma escolha sábia.
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 15:49

agorgal escreveu:
... "finally build an open Eurasia - from Lisbon to Vladivostok". Sendo que este open não pretende significar aberta mas sim uniforme...

Deixem a China dormir, pois quando ela acordar o mundo vai tremer... atribuida ao Napoleão 1° esta frase é o titulo do livro "Quando a China acordar... o mundo tremerà" do Alain Peyrefitte em 1973 que hoje apareçe como premonitório. Pareçe-me evidente que ném a dominação americana ném a europeia poderiam ser eternas, mesmo se esta ultima durou vàrios séculos... a eurasia vai ser o proximo umbigo do mundo pois tudo é ciclico e a hegemonia ocidental està a chegar ao fim nmho. Também nòs, à nossa maneira, tentà-mos uniformisar o mundo... partilhar uma religião, um modo de pensar e mesmo de viver. Os americanos tinham uma grande divida para com o UK antes da segunda guerra mundial e apòs a guerra eram quase todos os paises europeus que deviam aos americanos... foi o começo da grande potência americana. Eles também meteram a europa (o mundo?) a partilhar o "american way of life" que ainda hoje praticamos; carro, frigorifico, televisão, t-shirt, multibanco, familia, fast-food, vivenda, um cão e vida a crédito! Portanto vemos nesta uniformisação uma abertura... bem ironico tudo isto amigo agorgal Wink

PS: O Medvedev pode apresentar a coisa como quizer... a realidade é que a Russia é um anão economico ao lado da China! Nessa eurasia a China serà a patroa e a Russia o fornecedor de energia e matéria prima, como qualquer pais do terçeiro mundo. A potência nuclear e o tamanho do pais impressionam mas a realidade russa é muito mais contrastada... é um imenso pais de apenas 150 milhões de habitantes com o PIB da Espanha, ném tenho a certeza que vão poder conservar a parte asiatica de leste do pais muito tempo Shocked
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 17:04

TD124 escreveu:


(...)
...é o titulo do livro "Quando a China acordar... o mundo tremerà" do Alain Peyrefitte em 1973 que hoje apareçe como premonitório.
(...)



Lembro-me bem desse livro. E de, no ano anterior, alguém do Partido Comunista Chinês ter convidado Antonioni (dadas as suas credenciais de alinhamento à esquerda) a realizar um documentário sobre a China. O resultado não foi nada do agrado do partido. "Chung Kuo: China" nunca por lá foi visto, três horas e meia impressionantes de neorealismo cinematográfico e um enorme retrato da China em plena Revolução Cultural. Antes tivessem convidado Godard...

Penso que a China, no seu expansionismo ditado pela iniciativa "Belt and Road", pretendeu apenas que esse expansionismo se limitasse à economia, à distribuição dos bens que produzia e, para atingir estes fins e sempre que necessário, dominar países com enormes empréstimos que acabavam por não poder pagar. E, obviamente, investir em todas as grandes empresas que estivessem abertas aos seus capitais. Uma espécie de imperialismo económico. Mas não creio que houvesse algum tipo de interesse ideológico. Pelo menos aparentemente não.
A Rússia de hoje não o esconde: pretende apenas o domínio ideológico.
Se acabarão "comidos" pela China? Isso é uma outra questão. Da forma como as coisas estão não deixa de ser uma hipótese.
Mas a dinâmica da História é tanta que nada nos garante que a China, enquanto a grande China de hoje, prevaleça por muito tempo. Se o Partido Comunista Chinês abalar, abala a China toda. E, muito provavelmente, a China acabará como acabou a URRS, desmembrada.

Ainda há muita História para viver!
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 22:13

agorgal escreveu:


O site do PCP foi atacado por piratas informáticos pró-Ucrânia e a Rússia bombardeou uma estação de caminho-de-ferro cheia de gente. Não leu esta última notícia? Não era também importante? Ou não encaixa na sua narrativa?

Fica triste por uma simples página "web" estar em baixo mas um massacre de civis deixa-o silencioso?

Desde que começou a guerra que só tenho visto massacres a civis, morte e destruição, os jornais e os telejornais abrem a mostrar isso e fecham a falar disso. Eu não vejo é o que esta situação de guerra na Ucrania justifique este tipo de pirataria que se passou cá em Portugal.


Por outro lado a situação triste e lamentável de uma guerra não pode ser desculpa para os crimes feitos cá seja de que natureza forem.


Citação :


"niilistas", dos "fanáticos" e "vitimistas" controlados por uma comunicação social vendida aos (ou comprada pelos) governos para controlar o povo ignorante?
De Putin, de Bolsonaro, de Trump: Só os conhece pela rama mas a sua avaliação é positiva.


E você acha que a comunicação não é controlada? vou dar um exemplo Trump e Bolsonaro, esses 2 já encheram cá jornais, já deram muitas noticias, já se falou de tudo, até uma deputada de uma partido de extrema esquerda português lhe gritou a morte no meio da rua a poucos meses de ele ter ganho as eleições, isto no dia da Liberdade em plena av da Liberdade.
Eu pergunto:

Já ouviu alguma noticia dizer algo de bom destes politicos? eu em Portugal nunca vi,,, vejo falar de Bolsonaro sim, mas só do que é mau, "fascista , nazi, genocída etc etc... coisa boa nunca ouvi , felizmente a minha mulher é brasileira e tem acesso a outras noticias sem passarem pelo "filtro da esquerda radical" da nossa comunicação,

Por exemplo o Bolsonaro este ano aumentou os professores em mais de 33%, alguem leu alguma noticia sobre isto cá? nem uma noticia vi em Portugal sobre isto , só passam noticias para dizer mal de forma gratuita

https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2022/02/04/bolsonaro-oficializa-aumento-de-3324percent-no-piso-salarial-dos-professores-da-educacao-basica-da-rede-publica.ghtml


Citação :


..."liberdade para se estudar gratuitamente" - Estudar gratuitamente não é uma liberdade é um direito! (pelo menos para os "politicamente corretos")

O direito á educação, saúde e segurança são direitos em sociedades sociais e nacionalistas, em que o Estado forneça isso ás pessoas gratuítamente, aconteceu na ex união soviética , aconteceu na Alemanha nos anos 30, e é defendida por nacionalistas e socialistas de todo o mundo, infelizmente é por vezes uma longe de ser generalizada.
Nos paises sem Estado social nacional tem tudo privatizado e tudo se paga , só tem direito a essas 3 coisas os ricos ou quem tem dinheiro.





Citação :

..."a França na 2ªGM se rendeu mas não desistiu" - A França que se rendeu também desistiu - a rendição implica desistência - a França de Petain, a França de Vichy passou a colaborar com os nazis. A França que resistiu foi aquela constituída pelos que tanto detesta: os activistas, os esquerdelhos, os anarquistas!

Sim a França de Vichy passou a colaborar com os nazis é uma verdade , mas como deve saber os ucranianos tambem era essa a intenção deles, como deve saber receberam a invasão dos nazis com flores, bolos , abraços e tentaram toda a colaboração, que não se viria a concretizar porque pouco depois Göring disse que a Alemanha não estava lá para fazer amigos ou colaboradores mas sim escravos.

Portanto a colaboração que teve o governo francês com o nazismo só não tiveram os ucranianos tambem porque os alemães não quiseram.



Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 22:24

TD124 escreveu:


Cada vez mais as dictaduras vão ser eleitas democraticamente, pois consoante a vontade do povo!...



Eu não vejo uma ditadura propriamente dita , uma politica de uma pessoa sem direito a eleições livres, como aconteceu com Hitler que proibiu todos os partidos, Mussolini o pai do fascismo, mas tambem Franco e Salazar que governou durante cerca de 40anos.

Em democracia há regras, há o povo a escolher, e tem um prazo para depois o povo escolher outro.

Portanto o povo francês mostrará se quer o Macron ou a Marine Le Pen , se ganharem entram e vão governar e nas próximas eleições podem ou não sair se o povo entender.

Não é uma ditadura se tiverem regras,  na democracia temos o que uma maioria de votantes escolhe que pode não agradar aos outros obviamente mas isso é a democracia.

Infelizmente muitos ficam em casa e não vão votar e fazem com que cada vez menos escolham o destino do país.
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySab Abr 09 2022, 22:51

agorgal escreveu:


O que é o "politicamente correto"? O que é o "vitimismo"? E o que é "alienação mental"?
..

Há um deputado que é professor universitário e que eu considero um dos maiores filosofos portugueses deste seculo, o Professor Gabriel Mithá Ribeiro ele na sua obra explica bem isso e de forma brilhante esses fenómenos das sociedades atuais.

As sociedades atuais tem dominadas por novas narrativas politicamente corretas que levam a um engano quer histórico quer social quer politico.

Há imensos exemplos um deles é a mudança de narrativa e de interpretação, vou dar um exemplo, eu afirmei que sou nacionalista, e reafirmo que sou.  Hoje alguem dizer que é nacionalista soa mal, há gente que haja que um nacionalista é um nazi, um fanático etc e tal,  e pode ser um nacionalista radical pode ser um fanático. Devemos por isso combater o radicalismo!!!

O politicamente correto é hoje se dizer "eu sou um cidadão do mundo" vivemos numa "aldeia global" de todos e para todos etc e tal.

Por acaso o que esta guerra tem mostrado é uma guerra entre 2 países bastante nacionalistas, muito mais do que a europa ocidental está habituado hoje em dia.

Agora eu pergunto o que é afinal ser nacionalista? no fundo somos todos nacionalista mesmo os que dizem que o politicamento correto que são cidadãos do mundo, são nacionalistas.

Esta guerra está a mostrar a falta de nacionalismo económico do ocidente, com a inflação com e pouca capacidade de produzirem afecta Portugal, Espanha e todos mais.

Todas as pessoas tem uma nação, outro ate 2 mas uma sempre mais que outra, tem esse vinculo, defendem essa nação porque estão nela vinculados, querem uma nação com Estado que lhes dê segurança gratuita, educação gratuíta e saude, lutam pela nação ao se reformarem, lutam durante o trabalho para o povo deve país comprar o que produzem, lutam por uma sociedade forte, lutam pelo progresso,  lutam porque se não lutarem ninguem lutará por eles.
Lutam por uma Nação a qual fazem parte,  os que se acham "cidadão do mundo" se ficarem doentes não vão exigir coisas no Paquistão, nem no Iraque, e um dia que se reformarem não é no Bangladesh que vão pedir e exigir a reforma, é no pais onde trabalharam e se esforçaram a vida toda.
Ser nacionalista é defender uma Nação e um Estado forte para a sociedade ser forte, é defender uma nação composta por pessoas que tem de remar todas para o mesmo lado que é fazer funcionar a sociedade organizada, é um pais produzir e consumir o que consome, é um país ser soberano e o mais autónomo possível.
É um país conversar e respeitar a sua história e as suas tradições, é lutar por um país melhor e exigir isso dos outros tambem.

Isto é a  chave básica da politica para toda a sociedade funcionar, é transversal ao ser humano como ser coletivo
Ir para o topo Ir para baixo
tomaz
Membro AAP



Mensagens : 299
Data de inscrição : 21/10/2010
Idade : 49
Localização : Vila Nogueira de Azeitão

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyDom Abr 10 2022, 00:09

PedroH escreveu:
"Há um deputado que é professor universitário e que eu considero um dos maiores filosofos portugueses deste seculo, o Professor Gabriel Mithá Ribeiro ele na sua obra explica bem isso e de forma brilhante esses fenómenos das sociedades atuais."

Melhor ainda que o Diogo Pacheco de Amorim e o Steve Bannon?
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyDom Abr 10 2022, 09:38

agorgal escreveu:
...Penso que a China, no seu expansionismo ditado pela iniciativa "Belt and Road", pretendeu apenas que esse expansionismo se limitasse à economia,(...) Uma espécie de imperialismo económico. Mas não creio que houvesse algum tipo de interesse ideológico. Pelo menos aparentemente não.
A Rússia de hoje não o esconde: pretende apenas o domínio ideológico.
...
Ainda há muita História para viver!

Amigo agorgal, num mundo materialista qual é a diferença entre imperialismo economico e ideologico? Temo mesmo que nas sociedades do XXI séc. o primeiro seja muito mais potente e transversal... afinal, mesmo os EUA témem o crescimento economico da China. E por fim, o que é que a Russia tém a ofereçer como idealismo hoje em dia fora uma versão actualisada do nacionalismo eslavo?... nacionalismos em Europa jà hà muitos mesmo sém a Russia. Penso mesmo que o que se passa hoje é uma maneira, dum absurdo nostalgico, para a Russia de fazer esqueçer ao seu povo e aos seus dirigentes que hoje em dia ela pouco tém a ofereçer fora gaz, petroleo e matérias primas. A grandeza da Russia està atràs dela e não hà frente, como para o ocidente... Wink

A historia faz-se todos os dias e compreende-se um meio século depois, por vezes. Da mesma maneira que estamos apenas a começar a compreender os efeitos do desaparecimento da URSS hà trinta anos atràs... daqui a cinquenta anos vamos compreender esta guerra, talvez... Wink
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyDom Abr 10 2022, 18:18

PedroH escreveu:


(...)

As sociedades atuais tem dominadas por novas narrativas politicamente corretas que levam a um engano quer histórico quer social quer politico.

(...)

Penso que esta frase diz tudo do seu pensamento político: um horror às ideias novas.
Pelo que tem escrito imagino-o a dizer, se na época já fosse vivo, que a força braçal era superior ao vapor, que as diligências eram bem mais efectivas como transporte do que o caminho-de-ferro, que o cavalo era muito superior ao automóvel.
Continua fixado em ideias com duzentos anos, não acreditando que nestes duzentos anos tudo mudou. Continua a defender o nacionalismo numa época em que cada vez é mais evidente a vantagem das associações de nações. Continua a defender um nacional-centralismo económico quando a economia é universal. Agarrado a uma História que já passou, como se boia salva-vidas se tratasse, nega que a sociedade possa evoluir, nos direitos, nas liberdades, no modo de pensar a organização social, cívica e mesmo política. O seu tempo passou mas ainda não se apercebeu disso.

Com isto não quero dizer que essas novidades que tanto o assustam prevaleçam já para amanhã. Foram dados passos importantes nos últimos anos e, por vezes,  também há passos para trás. Um passo para trás para, depois, se poderem dar dois passos em frente.

Fala de Bolsonaro e Trump como se de excepcionais políticos se tratasse. Nem tão pouco são políticos na verdadeira acepção da palavra. Um, "democrata" admirador da ditadura dos militares brasileiros nos anos 60/70/80 e que fez todos os esforços para clarear. O outro, despedido pela maioria do povo americano, tudo fez para subverter o resultado do voto, encorajando até uma invasão do Senado, coisa inimaginável até então na que é, com todos os seus defeitos, uma das democracias mais estáveis do mundo.
E isto são factos, não invenções da imprensa dominada pela esquerda que, curiosamente, até cita quando a notícia vai ao encontro do que defende mas que nunca, é óbvio, cita quando contradiz as suas opiniões pessoais.

Já percebi que gosta de governantes fortes, com a ambição camuflada de serem ditadores, de permanecerem no poder bem para além do voto.
As afirmações que faz sobre o que se chama de alternância democrática são de grande ingenuidade: Hitler foi eleito (e acabou com a democracia na Alemanha), Mussolini e o seu partido consolidaram o poder em eleições.

No presente: Putin tem sido eleito sucessivamente nos últimos 20 anos - alterando a lei eleitoral para permanecer no poder outros tantos. Trump perdeu eleições e "ainda" pensa que não perdeu. Viktor Orbán, na Hungria, com um discurso ultra-conservador, viu o seu eleitorado reforçado (reprimindo a informação livre e independente). Marine Le Pen, para grande inveja do pai, ameaça conquistar o Eliseu. Bolsonaro: a ver vamos qual o comportamento que vai ter se perder.
Deste grupo (com a excepção de Putin) todos são indisfarçados admiradores de Putin. Putin é, provavelmente, o maior admirador dele próprio. Isto diz-lhe alguma coisa? É que há um denominador comum: todos eles se dizem perseguidos pela imprensa e, quando detêm o poder, fazem os possíveis e impossíveis para a limitar, para a calar.

Poderemos assistir, nos próximos anos, a um retrocesso das democracias e a um retorno dos nacionalismos, tudo aponta para isso.
Mas uma coisa é certa, passados esses anos o mundo voltará a pular e a avançar (como bola colorida nas mãos de uma criança - como diz o poeta). Porque a vida é feita de mudança (como diz outro poeta) e o mundo, também nas ideias políticas, vai evoluindo. Mesmo que muitos não o queiram, mesmo que muitos temam essa mudança.


Última edição por agorgal em Dom Abr 10 2022, 18:23, editado 3 vez(es)
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 9180
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyDom Abr 10 2022, 18:21

tomaz escreveu:
PedroH escreveu:
"Há um deputado que é professor universitário e que eu considero um dos maiores filosofos portugueses deste seculo, o Professor Gabriel Mithá Ribeiro ele na sua obra explica bem isso e de forma brilhante esses fenómenos das sociedades atuais."

Melhor ainda que o Diogo Pacheco de Amorim e o Steve Bannon?

Ainda falta contar a estória do aluno que entregou o exame em branco e tirou 20 valores! Evil or Very Mad

Ler os textos desse senhor no Observador até dói, mas cada vez compreendo melhor como já se escreveu neste fórum sobre "marxismo cultural" (apontando com a outra mão os problemas do capitalismo e seus valores) ou sobre o que são os valores do nacionalismo (ai a globalização que mata a identidade), como se explica que não há racismo em Portugal e no mundo (só tontos de esquerda e com cérebros lavados não compreendem, mas já agora pode dizer-se que a cor de pele impediu uma eleição) ou que devemos substituir a ditadura do politicamente correcto pelo "correcto, isso pode-se dizer".

Quem precisa de pensar quando tem gente com esse calibre a pensar!?!?
Ir para o topo Ir para baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal


Mensagens : 1094
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptyDom Abr 10 2022, 18:50


Jornal i - 13-10-2013

...Mithá Ribeiro indica ser um "professor autoritário" e que, para isso, beneficia "de duas vantagens que são vergonhosas de dizer num estado civilizado. Uma: sou homem e posso ser fisicamente afirmativo. Se um aluno desobedecer à minha ordem estou preparado para atuar. Não dou aulas sem estar fisicamente bem preparado - faço jogging, exercício, etc."

Talvez também boxe, digo eu...

Também fui professor, também tive de encarar de frente problemas de disciplina.
Sou homem mas não gosto de ser fisicamente afirmativo, sobretudo quando se trata de mais pequenos ou mais novos. Usei a sedução e a coisa resultou muito bem sem os inconvenientes dos narizes a sangrar...
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7930
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySeg Abr 11 2022, 09:07

Resistência, persistência, continuidade, luta... nas guerras fisicas como nas guerras de ideias cada campo agarra-se a estes elementos para tentar vençer ou convençer. Hà um século atràs a Europa vinha de sair da primeira guerra mundial e hoje està de novo com a guerra no seu territorio. Mesmo o periodo de paz entre a segunda guerra mundial e a guerra da Juguslavia foi tumultuoso e sangrento... a Europa foi sempre um palco de predileção para o terrorismo mundial ao qual devemos juntar os grupos nacionalistas ou extremistas internos. Hoje a Europa apareçe-me mais dividida do que ontém, tanto no plano externo quanto no interno...

A França desagregou-se nestes ultimos trinta anos em que aqui vivo... a direita e a esquerda classica desapareceram complétamente abrindo a porta aos dois extremos. O ideal republicano deu lugar ao nacionalismo republicano com a benção da democracia e tudo isto sob o lema da Liberdade, Igualdade, Fraternidade. Sei que quando atravessamos tempos complicados o passado é mais reconfortante do que um futuro incerto... sei também que o rumo natural da vida e das sociedades é de caminhar para a frente, avançar sempre. O que se passa aqui não é um caso isolado e as democracias instàveis serão a maioria daqui a uns anos. O futuro é mais do que nunca incerto... uma boa razão para reflectir ao proximo passo a dar assim que à maneira de agir em relação aos que não partilham dos nossos ideais. A democracia não deve ser um conçeito maleàvel mas deve se acompanhar sempre de empatia, a democracia é um direito de todos sém excepção...

Jà disse que não gosto da Europa (CEE) tal qual é hoje e que sou um europeu 2.0. Também não gostei da mão estendida à Ucrânia pela Von Der Leyen em Kiev. Ou fazemos a Europa do De Gaulle do atlantico até ao ural... ou uma Europa de afinidades socio-politicas pois o que temos hoje é bastardo! Apesar do que digo e porque gostaria de acreditar nesta utopia, no sentido do De Gaulle, deixo a bandeira da Europa como simbolo dessa união sagrada. Recusei três vezes a nacionalidade francesa pois sinto-me mais português do que françês mas... pelas mesmas razões abandonaria amanhã a nacionalidade portuguesa para me tornar europeu, é assim!...
Resistência - Página 4 Drapea10
Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySeg Abr 11 2022, 10:52

agorgal escreveu:



Penso que esta frase diz tudo do seu pensamento político: um horror às ideias novas.


Continua a defender o nacionalismo numa época em que cada vez é mais evidente a vantagem das associações de nações. Continua a defender um nacional-centralismo económico quando a economia é universal. Agarrado a uma História que já passou,

Eu gosto de ideias novas, e não estou agarrada á história, simplesmente não quero é que essa história seja doutrinada por extremistas de esquerda radical como tem sido até hoje, ou tambem tem duvidas disso ? ainda agora se opuseram ao Presidente condecorar o General Spinola , claro os mesmos do costume da esquerda radical que criam uma historia feita por eles só esquerdistas , terroristas e comunistas
Isto está tão enraizado que até os nomes de ruas eles mudaram, ruas Hugo Chaves, rua Amilcar Cabral rua isto e aquilo desde que seja um esquerdista radical tudo bem.



Já agora existe sim economia global mas não se esqueça da economia nacional e local, esta ultima a que lhe coloca comida na mesa.

Sóbre alianças entre paises ,Portugal tem das mais antigas aliança da europa com Inglaterra . Nunca disse que sou contra alianças desde que estas sejam benéficas e não retirem a soberania.





Citação :
Fala de Bolsonaro e Trump como se de excepcionais políticos se tratasse.

Não disse isso!!! nem acho nenhum deles um politico excepcional . , o que disse é que apesar de tudo o Bolsonaro não é pior que os outros presidentes que o Brasil teve, com isto não estou a dizer que seja formidável simplesmente os outros são maus demais.

Ir para o topo Ir para baixo
PedroH
Membro AAP
PedroH


Mensagens : 333
Data de inscrição : 06/04/2021
Idade : 52
Localização : Margem Sul

Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 EmptySeg Abr 11 2022, 10:56

Hoje li uma boa noticia de alguem que finalmente mostra coragem neste conflito , o Chamceler Austriaco Karl Nehammer

Este em vez de andar a vender ou a oferecer armas e a atirar lenha para a fogueira, faz aquilo que eu defendo, tentar a todo o custo se manter neutro e negociar a paz. Resistência - Página 4 754215



https://pt.euronews.com/2022/04/10/chanceler-da-austria-encontra-se-com-putin-nesta-segunda-feira
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado





Resistência - Página 4 Empty
MensagemAssunto: Re: Resistência   Resistência - Página 4 Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Resistência
Ir para o topo 
Página 4 de 8Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Off Topic-
Ir para: