Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalÚltimas imagensPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Diário de um Auto-suspenso

Ir para baixo 
+9
Jorge Ferreira
Nafty
Mattos
João Henrique
Vodoo
Luis Filipe Goios
Stereo
António José da Silva
MJC
13 participantes
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyTer Dez 06 2011, 19:19

Terça-feira 6 de Dezembro 19:20

Estou a ouvir um disco da DG, com a 5ª Sinfonia de Malher e »Canções de um Companheiro de Viagem« (por vezes »Canções de um Viajante Errante«). O que me leva a escrever este comentário tem a ver com as canções e não com a gravação da sinfonia.

Muitos sabem que eu gosto (muito) de ouvir a profundidade do palco audiófilo (mesmo sabendo do quão horripilante é este termo para muitos) e a configuração que adoptei na sala onde presentemente tenho o sistema, a isso ajuda.

Tenho os meus caixotes a cerca de 1,84m das paredes laterais e a apr. 2,24m da parede traseira. Quando as gravações são boas (boas, nmmo) tenho um palco com uma óptima profundidade, tanta que às vezes a fila traseira da orquestra chega à avenida que passa por trás da minha casa. Fantástico, dirão alguns. De facto, assim é. Mas com alguns inconvenientes. Noutro dia estava a ouvir a »Kreisleriana« e o rapaz que toca tuba sentado na fila de trás do palco, foi atropelado pelo autocarro 708 que vai de Moscavide para o Saldanha. E agora interrogam-se vocês,
― Mas a »Kreisleriana« é uma peça de Schumann onde não existe tuba.
Respondo eu,
― E queriam vocês que depois da berlaitada que levou o rapaz para a urgência de S, José, o moço ainda tivesse força e disposição para tocar tuba? Claro que não o ouvimos na peça de Schumann.
Adiante.

A dita gravação das canções de Mahler tem um palco muito bom com a orquestra judiciosamente espalhada no espaço e que, em conjunto com uma profundidade de palco brutal, quase nos permite visualizar o semicírculo em que a orquestra está, supostamente, disposta.

O problema está no posicionamento do, neste caso, barítono. O homem tem um vozeirão do caraças, uma técnica do caneco e uma alma que, em conjunto com o posicionamente adoptado na mistura, nos faz imaginar a sua presença mesmo ali, à nossa frente.
E aqui é que está o busílis. Tenho o Dietrich Fischer-Dieskau bem à minha frente. Demasiado à frente. Tão à frente que parece que existe um fosso entre ele e a orquestra. Será que o produtor procedeu deste modo para que consigamos ter uma melhor percepção das palavras que o barítono canta?
Não sei responder. Sei é que há qualquer coisa de esquisito nesta, em todo o resto, excelente gravação e que talvez sejam questões deste tipo que motivam alguns a zombar do famoso/famigerado palco audiófilo.

Cumprimentos,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 57
Localização : Quinta do Anjo

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyTer Dez 06 2011, 19:37

Pode-se dar o caso que a mistura tenha sido feita a pensar em sistemas menos transparente e com palcos menos profundos. Ai provavelmente o que se pretende é que o homem realce mais. Será?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Diário de um Auto-suspenso 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo


Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 63
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyTer Dez 06 2011, 23:29

Eu também sou apreciador destas coisas... E apesar de ser algo subjectivo, dá um grande gozo!
Naturalmente que não só a gravação está em causa, mas a mistura... e não esquecer o sistema. Aqui, uma das coisas que fazem a diferênça é a qualidade dos cabos, dos componentes...

Eu felizmente tenho uma profundidade e espacialidade espectacular. E noto bem a diferênça relativamente à qualidade de um ou outro aparelho ou gravação. Diário de um Auto-suspenso 22692
Ir para o topo Ir para baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
Luis Filipe Goios


Mensagens : 10506
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 65
Localização : Lanhelas - Minho

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQua Dez 07 2011, 00:08

MJC escreveu:
Terça-feira 6 de Dezembro 19:20

Estou a ouvir um disco da DG, com a 5ª Sinfonia de Malher e »Canções de um Companheiro de Viagem« (por vezes »Canções de um Viajante Errante«). O que me leva a escrever este comentário tem a ver com as canções e não com a gravação da sinfonia.

Muitos sabem que eu gosto (muito) de ouvir a profundidade do palco audiófilo (mesmo sabendo do quão horripilante é este termo para muitos) e a configuração que adoptei na sala onde presentemente tenho o sistema, a isso ajuda.

Tenho os meus caixotes a cerca de 1,84m das paredes laterais e a apr. 2,24m da parede traseira. Quando as gravações são boas (boas, nmmo) tenho um palco com uma óptima profundidade, tanta que às vezes a fila traseira da orquestra chega à avenida que passa por trás da minha casa. Fantástico, dirão alguns. De facto, assim é. Mas com alguns inconvenientes. Noutro dia estava a ouvir a »Kreisleriana« e o rapaz que toca tuba sentado na fila de trás do palco, foi atropelado pelo autocarro 708 que vai de Moscavide para o Saldanha. E agora interrogam-se vocês,
― Mas a »Kreisleriana« é uma peça de Schumann onde não existe tuba.
Respondo eu,
― E queriam vocês que depois da berlaitada que levou o rapaz para a urgência de S, José, o moço ainda tivesse força e disposição para tocar tuba? Claro que não o ouvimos na peça de Schumann.
Adiante.

A dita gravação das canções de Mahler tem um palco muito bom com a orquestra judiciosamente espalhada no espaço e que, em conjunto com uma profundidade de palco brutal, quase nos permite visualizar o semicírculo em que a orquestra está, supostamente, disposta.

O problema está no posicionamento do, neste caso, barítono. O homem tem um vozeirão do caraças, uma técnica do caneco e uma alma que, em conjunto com o posicionamente adoptado na mistura, nos faz imaginar a sua presença mesmo ali, à nossa frente.
E aqui é que está o busílis. Tenho o Dietrich Fischer-Dieskau bem à minha frente. Demasiado à frente. Tão à frente que parece que existe um fosso entre ele e a orquestra. Será que o produtor procedeu deste modo para que consigamos ter uma melhor percepção das palavras que o barítono canta?
Não sei responder. Sei é que há qualquer coisa de esquisito nesta, em todo o resto, excelente gravação e que talvez sejam questões deste tipo que motivam alguns a zombar do famoso/famigerado palco audiófilo.

Cumprimentos,
MJC

Diário de um Auto-suspenso 754215
Só mesmo o mestre.... mais um " poema ", que é um prazer ler e " ouvir ".
Grande Mário.
Obrigado.
Cumprimentos.
Filipe
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQua Dez 07 2011, 00:26

E eu como não entendo nada disso e tão pouco sei o que raio é isso do tuba e desse tal Mahalas ou lá o que sejem, recordo-me de algo chamado Phase (inverter) que nalguns aparelhómetros mais antigos do que eu que corrigiam alguns desses tais barómetros das Tripas coração e colocavam-nos no respetivo lugar relativamente á posição de escuta.

Diário de um Auto-suspenso 447836
Ir para o topo Ir para baixo
João Henrique
Membro AAP
João Henrique


Mensagens : 1570
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQua Dez 07 2011, 12:05

Com análises destas quem é que não se sente impelido a ouvir esta e outras obras? Obrigado Mário
Ir para o topo Ir para baixo
Mattos
Membro AAP
Mattos


Mensagens : 68
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 54
Localização : MUNDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 03:56

Tenho o Dietrich Fischer-Dieskau bem à minha frente. Demasiado à frente. Tão à frente que parece que existe um fosso entre ele e a orquestra. Será que o produtor procedeu deste modo para que consigamos ter uma melhor percepção das palavras que o barítono canta?


Olhe que sorte a sua!!!
Nao e isso o que o STEREO faz,dar a ilusao da presença...Se quiser empurrar o Dietrich Fischer-Dieskau para traz,ponha em MONO Smile)__((:

Fora de brincadeiras,veja a distancia entre as colunas e de si,eu consegui o "palco" quasi perfeito num trinagulo equilatero de 3.00m,mas este e o meu ex,nao quer dizer que seja aplicavel a todos!!! Wink
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 09:57

Diário de um Auto-suspenso 1290056511
Ir para o topo Ir para baixo
Nafty
Membro AAP
Nafty


Mensagens : 607
Data de inscrição : 06/12/2011
Localização : Madrid

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 12:12

Data, 6 de Dezembro. Um dia depois do aniversário da morte de Mozart.
O diário está bem, muito bem mesmo e, ao qual aplaudo de pé.
O unico que não entendi foi;- aonde encaixa este puzzle ?
Me refiro á bografia do autor.
Quero dizer;- quem é o auto-suspenso e qual é a ponte de ligação?
Nafty
Ir para o topo Ir para baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
Jorge Ferreira


Mensagens : 3386
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 55
Localização : Palmela

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 13:51

Eu percebo o gosto que algumas pessoas têm pelo palco sonoro com uma enorme largura e profundidade.

É uma forma de ouvir a musica que temos de respeitar.

Para quem procura esse tipo de som, alguns aparelhos a válvulas favorecem esse tipo de apresentação mais tridimensional,
e também é muito importante ter colunas com maior dispersão para atingir esse objectivo.

Também já estive nessa onda e também já ouvi a música dessa forma.

Actualmente prefiro o tipo de som Naim que favorece mais outras coisas em deterimento da enorme profundidade do palco sonoro.

Nos equipamentos melhores da Naim o palco sonoro tem uma largura grande mas a profundidade não é efectivamente o seu ponto forte.

A filosofia de som Naim que eu prefiro actualmente favorece principalmente o conteudo intrinseco da musica em vez da sua apresentação no espaço.

ou seja favorece coisas como o ataque inicial das notas que é muito importante para criar a emoção,
o timming coerente entre os musicos, o ritmo e a musicalidade.

Algumas destas coisas perdem-se um pouco ou são simplesmente relevadas para segundo plano quando nos preocupamos em demasia com o palco Sonoro.

Mas claro que existem outros sistemas talvez mais equilibrados e que ficam algures pelo meio e que não são tão radicais como os sistemas Naim.

Cada um tem a sua preferência e forma de ouvir, desde que o seu sistema esteja de acordo com isso, então ele é o perfeito para si!!!

Mas quando apreciamos essencialmente a apresentação do palco sonoro durante a audição podemos ficar frustrados em muitas das gravações,
é que a maior parte das vezes essa apresentação é fabricada pelos engenheiros de som.

O Grande engenheiro de som Kenneth Wilkinson e as suas Fabulosas gravações DECCA SXL Stereo a partir de 1958,
usava vários microfones dispostos em árvore (outros usavam ainda mais microfones), depois os gravadores tinham várias pistas e finalmente existia a mistura final.

Claro que podemos ouvir a reverberação do som em Kingsway Hall ou em Walthamstow Town Hall, podemos tentar contar quantos violinos estão a tocar e onde estão posicionados, etc...

Eu prefiro ouvir as vagas de musicalidade que os violinos me proporcionam e na verdade é isso que me faz arrepiar nestas gravações fabulosas,
e não o eco que o som da orquestra faz nas paredes da sala onde foi gravado o concerto.


Uma gravação que pode ser muito frustrante para quem liga muito ao palco sonoro é um clássico de JAzz da Blue Note,
trata-se de uma das primeiras gravações stereo do Grande Rudy Van Gelder e o album é "Newk's Time" do Sonny Rollins.

Se tiverem a recente edição audiófila da Music Matters Stereo a 45rpm então esta situação é ainda mais evidente.

Pois no canal esquerdo existem alguma quebras no som dos pratos da bateria durante alguns segundos (embora poucos segundos).
E depois temos a questão do palco sonoro em que a posição do Sonny Rollins é variável.

Vocês podem sentir-se desiludidos ao ouvirem isto numa prensagem que custa $50 nos states, certo ?

Podem ficar com uma má impressão da Music Matters e atribuir isso a uma má prensagem,
ou ao mau estado da master original analógica ou ainda ao trabalho de mastering do Kevin Gray e do Steve Hoffman...

Acontece que a realidade é que o Sonny Rollins tinha o hábito de andar sempre de um lado para o outro enquanto tocava,
o homem tocava melhor assim o que é que querem ?

E o Rudy Van Gelder via-se aflito a ajustar o microfone "on the fly" enquanto o Sony Rollins andava pela sala a tocar.

O que é facto é que o Sonny Rollins neste disco tocou dos melhores sons que já alguma vez foram captados vindos do seu saxofone,
e o RVG fez o milagre de conseguir captar toda essa musicalidade e essencia da musica.

Mas se ouvirem este disco na perspectiva do palco sonoro, esqueçam! Este disco tem de ser ouvido de outra forma, pela Musica e nada mais, o mesmo também se aplica à esmagadora maioria dos discos da DG.

Abraços,
jorge Ferreira
Ir para o topo Ir para baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 14:11

Nafty escreveu:
Data, 6 de Dezembro. Um dia depois do aniversário da morte de Mozart.
O diário está bem, muito bem mesmo e, ao qual aplaudo de pé.
O unico que não entendi foi;- aonde encaixa este puzzle ?
Me refiro á bografia do autor.
Quero dizer;- quem é o auto-suspenso e qual é a ponte de ligação?
Nafty

Boa tarde Nafty.

O auto-suspenso sou eu, Mário João Ceia, a.k.a. MJC. E a minha auto-suspensão deve-se ao facto de ter cometido um erro imperdoável como pode verificar no edital que publiquei no dia em que me auto-sentenciei, aqui,

http://audioanalogicodeport.forumeiros.net/t455p350-regresso-ao-futuro
comentário de 6 de Dezembro às 15:30.

Mas como ninguém me leva a sério, muito menos eu próprio, não tarda uma loja de barbeiro e suspendo a minha auto-suspensão e volto a dizer mal de tudo e mais alguma coisa. A malta já me conhece: sou muito brincalhão e só escrevo coisas sérias quando estou a brincar, porque quando escrevo coisas a brincar, então aí, estou a falar a sério. Porque gosto de brincar com coisas sérias. E depois de tantos trocadilhos já não sei se estou a brincar ou a falar a sério.

Agora a brincar, e aproveitando para responder ao colega Mattos,

A distância entre o barítono referenciado e a orquestra, o tal fosso (o virtual, da gravação, não o fosso da orquestra) só pode ter a ver com exigências de produção. Desde logo, não existem nos catálogos de clássica tantas canções com acompanhamento orquestral. Daí que talvez houvesse a vontade de projectar o solista bem para a frente. Talvez para marcar uma assinatura sónica que imediatamente alertasse o ouvinte (como se isso fosse necessário) para o facto de estar a escutar algo que nada tem a ver com ópera. Mas, na minha modesta opinião, aqui não resultou. Parece que o Dietrich venceu a etapa com um poderoso sprint que deixou o pelotão completamente atrás.

A 5ª de Mahler está muito bem em todos os aspectos, se bem que terei que ouvir mais umas quantas vezes o Adagietto para saber qual o lugar que este disco ocupará na minha escala das 5ªs de Mahler. Há quem julgue as pessoas pelo seu carácter, eu julgo as 5ªs do Gustavo pelos Adagiettos. Enfim, manias.

Saudações Analógicas,
MJC

Diário de um Auto-suspenso MahlerSymphonieNr5DG2707056
Gustav Mahler • Sinfonia Nr. 5 em Dó sustenido menor
Symphonie-Orchester des Bayerischen Rundfunks • Rafael Kubelik
Gustav Mahler • »Lieder eines fahrenden Gesellen«
Dietrich Fischer-Dieskau • barítono
Symphonie-Orchester des Bayerischen Rundfunks • Rafael Kubelik
Produção • Dr. Wilfried Daenicke
DG 2707 056 • 1971
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 14:41

Caro Jorge,

Sendo que durante a minha atribulada vida de melómano já tive a felicidade de sentar o cu nalgumas salas de concerto da Europa, concertos onde tive todo o tipo de sensações e mais um par de botas, tudo o que eu quero ter, é a possibilidade de em minha casa recriar, tão aproximadamente quanto a tecnologia me proporcionar, o que a minha memória auditiva me fornece. Seja de um grande auditório seja de um clube escafiado do tamanho de uma cabine telefónica.

Acho que conheço relativamente bem o som Naim, aliás, tenho uma grande admiração por Julian Vereker que tive oportunidade de conhecer pessoalmente, e não vejo no som Naim que conheço, que o aspecto espacial seja despiciendo.

Quanto aos aspectos que destaca no som Naim, e que me parecem mais a filosofia de Ivor Tiefenbrun, que também tive a oportunidade de conhecer, acho que é uma discussão gasta, Qualquer equipamento que não reproduza correctamente aspectos como ataque inicial das notas e os outros items que enumera, nem sequer é digno de ser apelidado de alta-fidelidade. O que interessa é que os timbres dos instrumentos sejam respeitados tanto na gravação como na reprodução. Sou como o Nafty: timbre e mais timbre. O resto é só para levar e trazer.

A questão da musicalidade intrínseca, exógena, ou qualquer outro epíteto utilizado, caberá quanto a mim no mesmo saco. Se está na obra o sistema deita-a cá fora.
É como um amigo meu afirma.
― As mulheres não me fazem tesão. Eu é que o tenho.


Discordo da sua afirmação quanto à esmagadora maioria das edições DG. Uma das decisões que tomei mal tive alguma capacidade económica para adquirir discos, foi a de coleccionar edições da DG. Isto porque quando era miúdo olhava fascinado para os discos com o enorme logótipo amarelo e preço inatingível. Muitos anos após, e uns milhares de discos da DG depois, continuo a minha colecção com a mesma vontade de que quando a comecei. Como as colecções SXL, ASD, LSC,. SR.

SA,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
Mattos
Membro AAP
Mattos


Mensagens : 68
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 54
Localização : MUNDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 16:31

A 5ª de Mahler está muito bem em todos os aspectos, se bem que terei que ouvir mais umas quantas vezes o Adagietto para saber qual o lugar que este disco ocupará na minha escala das 5ªs de Mahler. Há quem julgue as pessoas pelo seu carácter, eu julgo as 5ªs do Gustavo pelos Adagiettos. Enfim, manias.



BOM GOSTO...QUE TAMBEM SOU FA DE MAHLER... Diário de um Auto-suspenso 843159
ENTAO AQUI VAI MAIS UMA 5,(NA VERDADE A 5* E A 10* POIS SAO 2 CD's) DESTA PELO RUDOLF BARSHAI COM A JUNGE DEUTSCHE PHILHARMONIE DAS MELHORES QUE OUVI,SIMPLESMENTE DE TIRAR O FOLEGO.....DA LABEL BRILHANT CLASSICS A GRAVAÇAO E SIMPLESMENTE SUBERBA...

Diário de um Auto-suspenso Dscn2735


Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 17:15

Mattos escreveu:


BOM GOSTO...QUE TAMBEM SOU FA DE MAHLER... Diário de um Auto-suspenso 843159
ENTAO AQUI VAI MAIS UMA 5,(NA VERDADE A 5* E A 10* POIS SAO 2 CD's) DESTA PELO RUDOLF BARSHAI COM A JUNGE DEUTSCHE PHILHARMONIE DAS MELHORES QUE OUVI,SIMPLESMENTE DE TIRAR O FOLEGO.....DA LABEL BRILHANT CLASSICS A GRAVAÇAO E SIMPLESMENTE SUBERBA...


Quer então dizer que vou ter que procurar essa edição? Este é um dos aspectos negativos dos fóruns... Quando menos se espera, um tipo vê-se obrigado a abrir os cordões à bolsa. Mas neste, como em muitos outros casos aqui no AAP, é por uma boa causa.

SA,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 57
Localização : Quinta do Anjo

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 17:18

MJC escreveu:


Quer então dizer que vou ter que procurar essa edição? Este é um dos aspectos negativos dos fóruns... Quando menos se espera, um tipo vê-se obrigado a abrir os cordões à bolsa. Mas neste, como em muitos outros casos aqui no AAP, é por uma boa causa.

SA,
MJC


Querem ver que também se vais auto-suspender no que ao tema Musica diz respeito?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Diário de um Auto-suspenso 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo


Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 63
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 17:30

MJC escreveu:
Mattos escreveu:


BOM GOSTO...QUE TAMBEM SOU FA DE MAHLER... Diário de um Auto-suspenso 843159
ENTAO AQUI VAI MAIS UMA 5,(NA VERDADE A 5* E A 10* POIS SAO 2 CD's) DESTA PELO RUDOLF BARSHAI COM A JUNGE DEUTSCHE PHILHARMONIE DAS MELHORES QUE OUVI,SIMPLESMENTE DE TIRAR O FOLEGO.....DA LABEL BRILHANT CLASSICS A GRAVAÇAO E SIMPLESMENTE SUBERBA...


Quer então dizer que vou ter que procurar essa edição? Este é um dos aspectos negativos dos fóruns... Quando menos se espera, um tipo vê-se obrigado a abrir os cordões à bolsa. Mas neste, como em muitos outros casos aqui no AAP, é por uma boa causa.

SA,
MJC

E eu com isto fiquei frustrado, pois tenho tudo mal arrumado e nem sei se tenho este disco; e por vezes até compro o mesmo disco por pensar que ainda não tenho! Diário de um Auto-suspenso 317942 Carago! Tenho que ver se arrumo isto! Diário de um Auto-suspenso 809774
Ir para o topo Ir para baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
Jorge Ferreira


Mensagens : 3386
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 55
Localização : Palmela

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 18:15

MJC escreveu:
Caro Jorge,

Sendo que durante a minha atribulada vida de melómano já tive a felicidade de sentar o cu nalgumas salas de concerto da Europa, concertos onde tive todo o tipo de sensações e mais um par de botas, tudo o que eu quero ter, é a possibilidade de em minha casa recriar, tão aproximadamente quanto a tecnologia me proporcionar, o que a minha memória auditiva me fornece. Seja de um grande auditório seja de um clube escafiado do tamanho de uma cabine telefónica.

Acho que conheço relativamente bem o som Naim, aliás, tenho uma grande admiração por Julian Vereker que tive oportunidade de conhecer pessoalmente, e não vejo no som Naim que conheço, que o aspecto espacial seja despiciendo.

Quanto aos aspectos que destaca no som Naim, e que me parecem mais a filosofia de Ivor Tiefenbrun, que também tive a oportunidade de conhecer, acho que é uma discussão gasta, Qualquer equipamento que não reproduza correctamente aspectos como ataque inicial das notas e os outros items que enumera, nem sequer é digno de ser apelidado de alta-fidelidade. O que interessa é que os timbres dos instrumentos sejam respeitados tanto na gravação como na reprodução. Sou como o Nafty: timbre e mais timbre. O resto é só para levar e trazer.

A questão da musicalidade intrínseca, exógena, ou qualquer outro epíteto utilizado, caberá quanto a mim no mesmo saco. Se está na obra o sistema deita-a cá fora.
É como um amigo meu afirma.
― As mulheres não me fazem tesão. Eu é que o tenho.


Discordo da sua afirmação quanto à esmagadora maioria das edições DG. Uma das decisões que tomei mal tive alguma capacidade económica para adquirir discos, foi a de coleccionar edições da DG. Isto porque quando era miúdo olhava fascinado para os discos com o enorme logótipo amarelo e preço inatingível. Muitos anos após, e uns milhares de discos da DG depois, continuo a minha colecção com a mesma vontade de que quando a comecei. Como as colecções SXL, ASD, LSC,. SR.

SA,
MJC


Eu apenas me limitei a comentar o seu post inicial quando tomei conhecimento do aparatoso acidente.

Pois segundo diz, parece que alguns dos músicos foram atropelados nas traseiras de sua casa durante uma audição,
facto que lamento profundamente e desde já endereço os meus mais sinceros pêsames aos familiares das vitimas.

Mas eu pergunto-me a mim próprio o seguinte, será que além da enorme preocupação por si demonstrada em refutar tudo o que eu disse,
concorda ao menos com alguma coisa que seja em tudo aquilo que eu disse ?

Se reparar no meu texto, Eu não estive preocupado em refutar nem em censurar, mas mais preocupado em fazer uma análise da questão do palco sonoro e das gravações.

Também já vi muitos concertos ao vivo e conheci muita gente, mas não me parece que isso seja relevante para aqui, a não ser para satisfazer o nosso Ego.

E nesse caso também posso satisfazer o meu Ego, pois o meu rabinho também já teve o prazer de se sentar em algumas cadeiras de veludo em salas de concerto por esse mundo fora, nomeadamente lembro-me da Anne-Sophie Mutter violinista que tive o enorme prazer de ouvir ao vivo, se bem que nada comparado com o prazer que ela sentiria se sentasse o rabinho dela em cima de mim nessa altura...

Quanto ao som Naim eu tenho a certeza que o conheço bem, pois tenho o mesmo sistema à quase 15 anos.

Uma coisa é certa, eu tenho inveja de si,
no facto de ter conhecido pessoalmente o condutor de ralis e fundador da Naim Julian Vereker, pois eu já não terei essa oportunidade.

O facto de ter conhecido também o fundador da Linn já não tenho tanta inveja assim.

Apesar de a filosofia de som dos dois estar presente no meu sistema, já que as únicas coisas que não são Naim são apenas a base de gira discos Linn LP12 e a célula.

Pena o meu amigo não ter tido tempo para conhecer melhor o Vereker,
pois saberia que ele não acreditava no palco sonoro, mas sim em ritmo e timming.

Quando o sistema favorece a profundidade do palco sonoro o ataque das notas é menor.
Bem...a não ser que queira correr o risco de ser atropelado.

Pois é fisicamente impossível tentarmos dar um murro simultâneamente na cara de alguém e também nas nossas próprias costas, e ainda assim termos a pretensão de ao fazer isso conseguirmos atingir a cara dessa pessoa com mais impacto do que alguém que está a direcionar toda a sua força num murro na cara de alguém. Fiz-me entender ?

Esta opinião não é só a minha, era a do próprio Vereker também.
Mas seja como for, independentemente da opinião do Vereker, tenho a certeza que o meu caro administrador me deixará ter a minha própria opinião.

Claro que se o disco tiver profundidade os Naim também a dão, mas não o suficiente para alguém ser atropelado nas traseiras,
o mais certo é serem os músicos a atropelar-nos de frente.

Não acho que estas discussões estejam gastas como diz, senão estamos aqui a fazer o quê neste forum ?

O timbre é muito importante para a musicalidade, claro que sim, acho isso básico e evidente,
mas como os meus timbres são tão correctos nem me lembro de falar nisso...

Pois no meu sistema um saxofone baritono destingue-se perfeitamente de um saxofone tenor e ambos se destinguem perfeitamente de um trompete, coisa básica não é ? mas que em muitos sistemas não se destinguem assim tão fácilmente.

Não acho que seja apenas o timbre o mais importante, acho que de facto além do timbre ter de ser o mais correcto,
coisas que as pessoas se esqueçem muitas vezes como o ritmo e timming são muito importantes para mim,
sendo que muitas vezes são precisamente essas coisas que estão ausentes nos sistemas ditos High-End (principalmente os americanos) mais preocupados com o palco sonoro.

Quanto a esse seu amigo que tem tesão, apenas porque tem...tenha cuidado e nunca se ponha a geito virado de costas para ele... Smile)__((:

Finalmente, se tem assim tantos LP's da DG também não percebo quando discorda comigo quando eu digo que se devem ouvir na esmagadora maioria pela musicalidade e não pelo palco sonoro.

Mas tudo bem, é a sua opinião. Teve mais sorte que eu nas milhares de edições de que é feliz possuidor, já que eu apenas tive algumas centenas de DG's, tenho mesmo muito azar de facto...vida de pobre não presta mesmo... Diário de um Auto-suspenso 57537

Eu tento perceber a opinião dos outros e respeito-as, mas também gosto que tentem entender a minha opinião e aquilo que eu digo,
mas quando a principal preocupação parece ser contradizer e refutar...normalmente isso significa que nem sequer estão interessados em entender a minha opinião, e nessa altura eu calo-me e tou fora.

Diário de um Auto-suspenso 22692

Um abraço,
Jorge Ferreira
Ir para o topo Ir para baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 57
Localização : Quinta do Anjo

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 18:21

E viva o direito à discórdia. Diário de um Auto-suspenso 754215

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Diário de um Auto-suspenso 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 18:46

Diário de um Auto-suspenso 1290056511
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 20:54

Caro Jorge Ferreira,

Não me interessa alimentar uma polémica que nem sequer foi por mim iniciada.

Não posso é deixar passar a sua insinuação »... vida de pobre é mesmo assim...«.

Afinal parece-me que não terei sido eu a dar lustro ao ego ao acender uma pequena fogueira de vaidades desfilando um sem número de edições audiófilas, prensagens japonesas, tudo pechisbeque acessível ao mais comum dos mortais.

Cumprimentos,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 20:55

Vodoo escreveu:
Diário de um Auto-suspenso 1290056511

E isto quer significar o quê?

Abraço,
MJ
Ir para o topo Ir para baixo
João Henrique
Membro AAP
João Henrique


Mensagens : 1570
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 21:26

Vodoo escreveu:
Diário de um Auto-suspenso 1290056511

O Francisco, tu desculpa lá, mas o que é isto?
Diário de um Auto-suspenso 1290056511
Eu não sei quem foi o administrador que colocou isto disponível, mas lá que é um bocado ama.... Lá isso é.
Ó homem tu muda isto sff
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 23:01

Diário de um Auto-suspenso 21181


Talvez seja melhor este:

Diário de um Auto-suspenso 524928826
Ir para o topo Ir para baixo
Milton
Membro AAP
Milton


Mensagens : 15388
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 62
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 23:16

Jorge Ferreira escreveu:

......normalmente isso significa que nem sequer estão interessados em entender a minha opinião, e nessa altura eu calo-me e tou fora.
Nada disso amigo Jorge !
Nada disso.
Queremos continuar a testemunhar essa paixão pelas bolachas gourmet, que tanta satifação e gula nos desperta...
Diário de um Auto-suspenso 754215
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptyQui Dez 08 2011, 23:20

Claro que queremos Caro Jorge, senão isto aqui fica que parece o Antigo Regime onde uma entidade suprema aparenta sêr dona da verdade absoluta e coitados dos infelizes que não estejam totalmente de acordo com as suas sentenças e decisões !!!

Ir para o topo Ir para baixo
João Henrique
Membro AAP
João Henrique


Mensagens : 1570
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 01:29

Vodoo escreveu:
Diário de um Auto-suspenso 21181


Talvez seja melhor este:

Diário de um Auto-suspenso 524928826


Agora sim Diário de um Auto-suspenso 491368 Já pareces aquele Francisco que eu conheço. Bem não tão irritado, mas prontosssss antes Diário de um Auto-suspenso 524928826 do que Diário de um Auto-suspenso 1290056511
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 09:58

Vodoo escreveu:
Claro que queremos Caro Jorge, senão isto aqui fica que parece o Antigo Regime onde uma entidade suprema aparenta sêr dona da verdade absoluta e coitados dos infelizes que não estejam totalmente de acordo com as suas sentenças e decisões !!!


Caro Vodoo,

Será que por qualquer obra do Espírito Santo te estás a referir a mim?
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 10:44

Diário de um Auto-suspenso 57537

Caro Mestre Mário mas quêm eu ??
Longe de mim tal ideia !!!

Diário de um Auto-suspenso 707387

Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 10:54

Vodoo escreveu:
Diário de um Auto-suspenso 57537

Caro Mestre Mário mas quêm eu ??
Longe de mim tal ideia !!!

Diário de um Auto-suspenso 707387


Continuo sem perceber...
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 11:00

Bom nesse caso, o melhor será relevar a minha intervenção para a coisa não descambar !!!

Diário de um Auto-suspenso 22692
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 11:46

Vodoo escreveu:
Bom nesse caso, o melhor será relevar a minha intervenção para a coisa não descambar !!!

Diário de um Auto-suspenso 22692

Caro Vodoo,

Não vejo o que possa ser relevado (no verdadeiro significado da palavra, perdoar, desculpar). A não ser que existam outras intenções por trás da tuas palavras que eu desconheça.

Tenho-te como uma pessoa frontal que, como eu e ao contrário de muitos, não têm problemas em chamar os bois pelos nomes.

Se tens algo a dizer, por mais que isso me possa atingir, agradeço-te que o faças. Até porque, às tantas, até terei que ser eu eu a pedir relevação. Não me custa nada fazê-lo. Aliás, esta brincadeira da auto-suspensão resulta da admissão de um terrível erro que cometi.

Abraço,
MJ
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo


Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 63
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 12:49

MJC escreveu:
esta brincadeira da auto-suspensão resulta da admissão de um terrível erro que cometi.

Abraço,
MJ

Aqui está o cerne da questão. Penso que se está a criar algum mal-entendido...
Pessoalmente já tenho mostrado que, se por um lado por vezes mostro o lado emocional como justificação da satisfação ou o oposto, dando uma impressão de fundamentalismo, na verdade também tenho mostrado que não passa de uma realidade relativa. E por isso também tenho muitas vezes mostrado a minha frustração que, por vezes, são a mostra da relatividade então revelada noutra versão e que afinal revela uma condição não contabilizada antes.
Como se costuma dizer «errar é humano» e, muitas vezes, o erro até é um sinal saudável. Como distraído que sou, já é costume uma ou outra vez meter água, apesar de me considerar uma pessoa acertiva. Por isso acho que se está aqui a dar espaço a algo que só desvia a atenção daquilo que importa, que é o entendimento.

Para voltar ao assunto, lembro algumas das últimas experiências aqui relatadas: com as últimas alterações que tenho feito e algumas escolhas em termos de aparelhos e acessórios, tenho chegado a algumas conclusões, entre elas está a questão de que se os técnicos tivessem melhores condições para detectar aquilo que de facto estão a fazer, teriam corrigido alguns erros e ou excessos ora nas gravações ora nas misturas. Ora isto quer dizer também que tal acontece devido à capacidade do sistema apresentar a coisa, ou seja, de reproduzir. Um exemplo disso, foi a comparação entre um andar de phono a transistores e um a válvulas... com um SUT.

Fiquem bem, que isso é que importa! Diário de um Auto-suspenso 22692
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 14:31

Stereo escreveu:
MJC escreveu:
esta brincadeira da auto-suspensão resulta da admissão de um terrível erro que cometi.

Abraço,
MJ

Aqui está o cerne da questão. Penso que se está a criar algum mal-entendido...

Não vejo onde é que está o mal-entendido. Acho que qualquer forista compreendeu/compreende os textos que o forista Jorge Ferreira e eu escrevemos.

Se o caro Stereo se refere ao comentário do colega Vodoo acerca do antigo regime e mais não sei o quê, aí, confesso que, também eu fiquei sem perceber patavina.

Cumprimentos,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo


Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 63
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 17:06

Bom, eu vou tentar evitar qualquer interpretação... Vou só dizer o seguinte: este tópico estava muito interessante! Espero que assim continue! Diário de um Auto-suspenso 22692
Ir para o topo Ir para baixo
Mattos
Membro AAP
Mattos


Mensagens : 68
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 54
Localização : MUNDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 17:29

Caros Srs,

Pois,sendo novo aqui fico com a impressao que estou na presença de um bando de loucos...ou de pessoas que teem assuntos pendentes para resolver fora deste ring...Com tanto assunto interessante para falar e aprender uns com os outros estao a falar que o meu e melhor que o teu,que eu sei mais que tu,que disseste isto e aquilo...por favor!!!!
Ter na vida o gosto pelo som e pelo o que o reproduz e um previlegio...ver arte naquilo que a vasta maioria nao ve e uma dadiva!!!!
Estao voçes importados com mundanisses e murcaneiras????para isso servem os telefones privados...
Na verdade o que importa e que o nosso ouvido esteja satisfeito...e partilhar como,e com que aparelhos...
Quero eu la saber se privaram com a Maria Callas ou com o Peter Walker,ou se estiveram na Sidney Opera House,foram voçes nao fui eu...valemos por aquilo que na vida conquistamos...
Mas no entanto penso que e muito mais interessante partilhar diferentes filosofias e tipologias do audio,ou labels...nao e para isso que foi construido este forum???
Sou um homem franco e frontal (as vezes demasiado) mas se nao gostarem ponham de lado.
PS:desculpem de o texto nao ter acentuaçao grafica pois o teclado e commonwealth,
Abraços
Mattos
Orquestra


Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 57
Localização : Quinta do Anjo

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 17:33

Mattos escreveu:
Caros Srs,

Pois,sendo novo aqui fico com a impressao que estou na presença de um bando de loucos...ou de pessoas que teem assuntos pendentes para resolver fora deste ring...Com tanto assunto interessante para falar e aprender uns com os outros estao a falar que o meu e melhor que o teu,que eu sei mais que tu,que disseste isto e aquilo...por favor!!!!
Ter na vida o gosto pelo som e pelo o que o reproduz e um previlegio...ver arte naquilo que a vasta maioria nao ve e uma dadiva!!!!
Estao voçes importados com mundanisses e murcaneiras????para isso servem os telefones privados...
Na verdade o que importa e que o nosso ouvido esteja satisfeito...e partilhar como,e com que aparelhos...
Quero eu la saber se privaram com a Maria Callas ou com o Peter Walker,ou se estiveram na Sidney Opera House,foram voçes nao fui eu...valemos por aquilo que na vida conquistamos...
Mas no entanto penso que e muito mais interessante partilhar diferentes filosofias e tipologias do audio,ou labels...nao e para isso que foi construido este forum???
Sou um homem franco e frontal (as vezes demasiado) mas se nao gostarem ponham de lado.
PS:desculpem de o texto nao ter acentuaçao grafica pois o teclado e commonwealth,
Abraços
Mattos
Orquestra




Diário de um Auto-suspenso 754215

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Diário de um Auto-suspenso 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 19:44

Caro Mattos,

Relativamente ao seu comentário por favor note o seguinte,

Que somos todos loucos, isso é absolutamente inquestionável. Que temos assuntos pendentes para resolver fora do fórum, também é verdade, porque de quando em vez temos uns petiscos e uns copos para deitar abaixo.

Pela parte que me toca e se ler com atenção o que tenho escrito ao longo deste ano e tal, poderá conferir que devo ser aquele que mais maldiz o seu (meu) próprio sistema, ou que pelo menos não o elogia quando não é o caso. Pode também constatar que nos tópicos em que o pessoal anda a medir pilas, o meu nome não aparece.

Não posso é ficar calado quando alguém insinua determinadas »coisas«.

Quanto ao saber se a, b ou c privaram com x, y ou c, aí discordo totalmente.
Eu por exemplo gostaria imenso de conversar com alguém que tivesse privado, para não ir mais longe, com a Callas e com o Peter Walker. E já agora com alguém que tivesse estado na ópera de Sidney assistindo a um concerto. Da mesma forma que valorizo os seus testemunhos relativamente aos equipamentos que possui e que nunca tive oportunidade de ouvir. Posso afirmar que o fórum me permitiu trocar ideias com alguém que tem umas Western Electric e com outrem que teve a felicidade de escutar a Mutter ao vivo.

Cumprimentos,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 19:51

Gostaria de avisar o pessoal que desta vez vou decretar a minha auto-suspensão total do fórum pela simples razão de que, há cerca de uma hora, nasceu mais uma ninhada cá em casa. Vou agora para a maternidade, que de momento está instalada mesmo em frente ao woofer da coluna do lado direito.

Não sei quando terei tempo para voltar. Quanto às encomendas pendentes, mal tenha novidades virei aqui informar o pessoal, nem que seja com os cachorros pendurados e o biberão a pingar.

Até então,
MJC

PS: Para aqueles que conhecem o canil, nasceram mais Yorkies.
Ir para o topo Ir para baixo
Milton
Membro AAP
Milton


Mensagens : 15388
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 62
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 20:04

MJC escreveu:
Gostaria de avisar o pessoal que desta vez vou decretar a minha auto-suspensão total do fórum pela simples razão de que, há cerca de uma hora, nasceu mais uma ninhada cá em casa. Vou agora para a maternidade, que de momento está instalada mesmo em frente ao woofer da coluna do lado direito.

Não sei quando terei tempo para voltar. Quanto às encomendas pendentes, mal tenha novidades virei aqui informar o pessoal, nem que seja com os cachorros pendurados e o biberão a pingar.

Até então,
MJC

PS: Para aqueles que conhecem o canil, nasceram mais Yorkies.
Parabéns aos progenitores....
Diário de um Auto-suspenso 933723
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 57
Localização : Quinta do Anjo

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 20:08

MJC escreveu:
Gostaria de avisar o pessoal que desta vez vou decretar a minha auto-suspensão total do fórum pela simples razão de que, há cerca de uma hora, nasceu mais uma ninhada cá em casa. Vou agora para a maternidade, que de momento está instalada mesmo em frente ao woofer da coluna do lado direito.

Não sei quando terei tempo para voltar. Quanto às encomendas pendentes, mal tenha novidades virei aqui informar o pessoal, nem que seja com os cachorros pendurados e o biberão a pingar.

Até então,
MJC

PS: Para aqueles que conhecem o canil, nasceram mais Yorkies.

Boa sorte para a ninhada.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Diário de um Auto-suspenso 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Mattos
Membro AAP
Mattos


Mensagens : 68
Data de inscrição : 26/11/2011
Idade : 54
Localização : MUNDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 20:40


PS: Para aqueles que conhecem o canil, nasceram mais Yorkies.
[/quote]

Caro MJC,

Diário de um Auto-suspenso 843159 Parabens e um abraço!!! Diário de um Auto-suspenso 843159
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 20:55

Olá rapazes,

Terminei agora o meu turno na maternidade e aproveitei o intervalo, antes de dar de comer aos outros hóspedes, para vir aqui cheirar.

Muito obrigado pelas vossas amáveis palavras.

Os progenitores,
Emilie Charlotte Le Breton, mais conhecida pelo nome artístico Lillie Langtry
e
Albert Edward Charles Henry Royce III
também agradecem.

Aproveito para dizer que aceitamos doações sob a forma de vinil. Essas doações reverterão a favor do canil, sendo que eu serei seu fiel depositário e usufrutuário.

SA,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 57
Localização : Quinta do Anjo

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 20:59

Já agora, em quanto aumentou a família?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Diário de um Auto-suspenso 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
MJC
Membro AAP
MJC


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 73
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 21:12

Uma gaja. Acho que já está tudo cá fora.

Não digo quantos são ao todo cá em casa senão a carrinha da »funny farm« vem-me buscar. A mim e a minha mulher...

Anyway, who's counting?

SA,
MJC
Ir para o topo Ir para baixo
Mozarteano
Membro AAP
Mozarteano


Mensagens : 770
Data de inscrição : 26/08/2010
Idade : 60
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 21:34

Nafty escreveu:
Data, 6 de Dezembro. Um dia depois do aniversário da morte de Mozart.

Livra... eu ainda quero viver mais alguns aninhos lol! Diário de um Auto-suspenso 491368 Diário de um Auto-suspenso 758687
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo


Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 63
Localização : Lisboa

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 22:49

Ainda há espaço para o vinilo?! Diário de um Auto-suspenso 933723
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 23:18

Diário de um Auto-suspenso 843159

Parabêns Mestre Mário, e não se esqueça de guardar um coisinho desses para o Amigo Ferpina que tão bêm lhe ia fazer e companhia tambêm !!!

Diário de um Auto-suspenso 758687
Ir para o topo Ir para baixo
Ulrich
Membro AAP
Ulrich


Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 45
Localização : Aveiro

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 23:28

Diário de um Auto-suspenso 96146

a familia do AAP sempre a crescer Diário de um Auto-suspenso 874774

para quem gosta de animais é uma emoção,

agora é deixar descansar a progenitora e deixa-la aconchegar os rebentos.

Abraços
Ir para o topo Ir para baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina


Mensagens : 10767
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 68
Localização : Assado - Perú

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 23:35

Vodoo escreveu:
Diário de um Auto-suspenso 843159

Parabêns Mestre Mário, e não se esqueça de guardar um coisinho desses para o Amigo Ferpina que tão bêm lhe ia fazer e companhia tambêm !!!

Diário de um Auto-suspenso 758687

É checa? Diário de um Auto-suspenso 936335

_________________
Diário de um Auto-suspenso Signat10
Diário de um Auto-suspenso Vu-1_z10 Diário de um Auto-suspenso Vu-1_z10
Ir para o topo Ir para baixo
Vodoo
Membro AAP



Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso EmptySex Dez 09 2011, 23:37

Diário de um Auto-suspenso 491368

É pois e de pelo encaracolado !!!

Diário de um Auto-suspenso 933723
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado





Diário de um Auto-suspenso Empty
MensagemAssunto: Re: Diário de um Auto-suspenso   Diário de um Auto-suspenso Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Diário de um Auto-suspenso
Ir para o topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos semelhantes
-
» Diário de Um Cinomelómaudiúsico
» Diàrio de uma visita !...
» Diario de um confinado ...
» Auto GD
» Auto arm lifter

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Apresentação-
Ir para: