Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 A rodar XLVII

Ir para baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 11 ... 17  Seguinte
AutorMensagem
TD124
Membro AAP


Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 10:32

José Miguel escreveu:
... O jantar foi Bacalhau à Brás, com alguns toques de personalização (junto alho francês para dar frescura adicional), o vinho Alentejano acompanhou muito bem. Prato e vinho têm algo em comum, notas diversas, mas uma leveza aparente que conforta. ... seguiremos com um álbum bem conhecido, mas que não deixa de surpreender pela frescura e amplitude dentro de uma simplicidade difícil de atingir. É um piano tocado com mestria, mas acima de tudo tocado com paixão.

A rodar XLVII - Página 6 20201210...

Fui ver na net o que era o alho-françês ... afinal conheço-o como alho-porro, vi que também existe feito à moda "bràs"! Estranhei no inicio a adição desse vegetal no Bacalhau à Bràs, e depois disse-me que a ideia até pode ser boa ... é algo que tenho que experimentar, boa dica  Wink Penso que o prato deve melhor casar com um Buçelas ou um branco do alto-douro ou mesmo um verde de Loureiro ... mas isto sou eu a imaginar, a divagar  drunken

O disco foi bem escolhido para acompanhar esse prato e mesmo o alentejano tinto, que espero que fosse jovém e leve ... mas não estou de acordo com o termo paixão utilisado em relação ao Koln Concert, ném mesmo ao Keith Jarrett globalmente. È um artista aonde sinto a mestria, a precisão, a osmose e mesmo por vezes uma forma de abandono (espiritualidade?) ... mas paixão não! Deu-me vontade de escutar um pianista que o amigo Manfred me fez descobrir e para o qual em contrapartida utilisaria esse adjectivo ... uma espécie de Schumann do Jazz, é isso mesmo, pelo menos aqui! Convido à descoberta  Wink
A rodar XLVII - Página 6 06144210
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 11:43

Apòs um pianista elegante sò pode ser outro pianista elegante! Não, na realidade poderia ser qualquer outra coisa que tivesse vontade ... mas o Michael Wollny deu-me vontade de escutar o Tord Gustavsen e aconteçe que existém pontos comuns na musica dos dois. O pianista alemão tém mais fulgurâncias e dinamica ora que o norueguês é mais contemplativo, interiorisado ... ambos possuém no entanto uma emoção à flor da pele, é uma evidência. Uma forma de melancolia subjacente percorre este album que é ideal para um domingo de outono a olhar para o fogo. Agora que temos direito a sair três horas por dia vamos beber o café e comer uma sobremesa na casa de amigos aqui ao lado ... enquanto espero que a madame coma o seu almoço escuto isto! Excelente gravação, produção e prensagem como a ECM sabe fazer de vez em quando...
A rodar XLVII - Página 6 711z7a10

Fernando Salvado gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 11:47

A ideia de colocar alho-francês vem do prato vegetariano com esse nome: Alho-Francês à Brás. No tempo de faculdade tinha um amigo vegetariano e aprendi umas coisas com ele, como nós gostamos desse prato (experimente só com o vegetal, fica muito bem), acabamos a cruzar a tradição com ele. Wink
Há mais uns truques que já deve saber, as batatas misturam-se em duas partes. Metade entra na mistura com o ovo e formam a parte mais cremosa, a segunda metade de batatas entra no final e formam a parte crocante - o prato fica mais divertido.

Enquanto escrevo estamos a ouvir Michael Wollny Trio - Weltentraum, com Tidal (ainda sem DAC externo dedicado) quase tudo é possível. Fiquei de olho na versão do álbum ao vivo, fica para depois.
Há algo de Bill Evans no ar... um fraseado que se insinua, ondulante, onde a tónica está mais no meio do que no fim... ainda não bebi hoje. Smile

O uso do adjectivo paixão é algo que sinto como pertinente a ouvir o Koln Concert, talvez seja a palavra que possa ter uma referência diferente, mas quando o escuto sinto uma entrega ao momento e isso é paixão. Smile

O Insónia é jovem e leve, disse a um amigo com quem partilhamos experiências de prova que ele é simples na aparência, pouco caprichoso, mas senhor de si. Acompanhou bem o prato de bacalhau, que partilha essas características. Wink
Brancos aqui em casa!? Em dias de festa ou vinhos muito especiais, a Luciana prefere tintos e eu deixei-me contagiar. drunken
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 12:54

A rodar XLVII - Página 6 R-989079-1366450050-2605.jpeg

Directamente do sótão onde estavam armazenadas umas caixas com cd´s, encontrei este álbum que muito admiro, e faz parte integrante da minha juventude, também existia em vinil que foi emprestado, mas nunca mais regressou. A rodar XLVII - Página 6 524928826
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 14:24

Este é um disco que retrata  a doença - e como viver com ela. É o relato do narrador doente e da evolução da sua maleita, através de canções intimas que retratam cruelmente uma anónima batalha perdida contra o cancro, o luto, a mágoa, e os "pequenos milagres" que normalmente acompanham o tratamento. Um álbum realista que quando foi editado eu não tinha capacidade de o entender, era demasiado novo com uma experiência de vida que não me permitia entendâ-lo.

Estive no Coliseu dos Recreios na apresentação do disco em Portugal, um concerto memorável, a primeira parte de tão melancolica que foi (inesperadamente para muitos),  chegou a ser assobiada (o pessoal queria ouvir Velvel e os grandes êxitos do Lou Reed). Quando entrou na segunda parte, Lou Reed, como um guerreiro, fez cobrar ao Coliseu o seu sorriso, ele só parou de tocar quando tinha todos, mas mesmo todos, na mão e ter resgatado o seu Trono, que havia sido colocado em causa na primeira parte.

A rodar XLVII - Página 6 R-2958387-1383348937-4846.jpeg
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 18:40

Alexandre Vieira escreveu:
Este é um disco que retrata  a doença - e como viver com ela. É o relato do narrador doente e da evolução da sua maleita, através de canções intimas que retratam cruelmente uma anónima batalha perdida contra o cancro, o luto, a mágoa, e os "pequenos milagres" que normalmente acompanham o tratamento. Um álbum realista que quando foi editado eu não tinha capacidade de o entender, era demasiado novo com uma experiência de vida que não me permitia entendâ-lo. ...

A rodar XLVII - Página 6 R-2958387-1383348937-4846.jpeg

Confesso que pouco acompanhei o trabalho do Lou Reed, segui mais o seu binômio dos Velvet! Tenho o inoxidàvel "Transformer", o épico "Berlin" e o sensivel "Songs for Drella" ... mas nunca me afastei demasiado e sempre que pude dei uma escuta a outros albums. Esse ném sabia que ele existia, ném que ele tinha escrito durante a sua doença. As tuas palavras téem o mérito de me tocar dando-me vontade de escutar e descobrir esse album ... é uma das forças deste topico e vou-lhe dar uma orelhada desde que possivel... 2cclzes

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 06 2020, 20:29

È sempre dificil apresentar um album ... ou falar de musica globalmente. Por vezes um album de um estilo que não gostamos toca-nos, por vezes discos que os amigos adoram não vamos gostar nada, por vezes obras que téem tudo para nos tocar deixam-nos indiferentes e por vezes é ao contràrio ... esta dupla contradição foi o que se passou com este album. Saido oito anos apòs o ultimo album dos Talk Talk esta obra tinha tudo para que tombe apaixonado por ela: minimalista, epurada, suspendida, cinzelada, espiritual e diabolicamente evocativa eis um trabalho alizado até à exaustão, até ao silêncio da alma! E portanto a magia não operou desde o começo: asfixiantemente lenta, formalista, leve e sobretudo a sensação de escutar um cruzamento entre os dois ultimos albums dos TalK Talk ... uma espécie de auto-plàgio! O tempo fez o seu trabalho e hoje estamos reconciliados ... ela continua a possuir todas as qualidades, e os defeitos, que citei ... e por vezes digo-me, que os seus defeitos são hoje o que considero como as suas mais grandes qualidades. Eu bem disse, é complicado de falar disto...
A rodar XLVII - Página 6 716ran10

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 07 2020, 15:24

O que é que Tord Gustavsen (proposta do Paulo em cima) e Renato Teixeira (Músico Brasileiro) têm em comum?! Aparentemente nada, talvez nada na realidade para lá da aparência. Contudo eu estou para aqui a relacionar ambos e não é por obra do acaso, mas do famigerado Tidal...

Fui espreitar o álbum do Tord Gustavsen, gostei e para seguir a minha hora de relaxamento (passei a manhã toda a ler coisas de adolescentes), decidi aceitar uma das sugestões que o Tidal me apresentou. Achei curioso o nome do álbum, confesso, mas por não conhecer não o liguei logo...
A rodar XLVII - Página 6 Andy-sheppard-romaria
Andy Sheppard Quartet - Romaria...

Um saxofonista Britânico que se encantou com uma canção "folk" do Brasil, que a interpreta com encanto e de forma pertinente, reveste-a de uma leveza que a letra nem sempre nos permite encontrar.
(...) "Me disseram porém que eu viesse aqui
Pra pedir de romaria e prece, paz nos desaventos
Como eu não sei rezar só queria mostrar
Meu olhar, meu olhar, meu olhar" (...)

As frases da letra de Romaria são simples, mas dizem muito de quem cresce numa sociedade como a Brasileira. Pode não existir a ligação directa entre cada pessoa e o culto religioso, mas há sempre no horizonte uma esperança alimentada por uma crença que deixa tudo em suspenso e faz acreditar que haverá algo positivo. Pois bem, o fraseado dos instrumentistas em todo o álbum é assim, cuidado e elegante, carrega uma certa dose de esperança e luminosidade... um lugar tranquilo para estar.

masa e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 8748
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 07 2020, 17:56

Analisando cousas, recorro à audição de «In/ rainbows In rain/bows In rainbow/s In rainbows Ra d iohea_d _Rad io hea d».
A rodar XLVII - Página 6 4816245
(XL Recordings, XLLP 324)
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 07 2020, 18:24

Acho que ainda assim o meu amigo não colocou corretamente o nome do álbum lol!
Ir para o topo Ir para baixo
Fernando Salvado
Membro AAP


Mensagens : 375
Data de inscrição : 02/03/2018
Localização : Parede

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: A rodar XLVI   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 07 2020, 19:03

...Obrigado José Miguel por nos fazer retornar ao original Romaria da Elis Regina.

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 07 2020, 20:43

Fernando Salvado escreveu:
...Obrigado José Miguel por nos fazer retornar ao original Romaria da Elis Regina.

Caro Fernando Salvado, a Elis Regina tornou o tema famoso cantando-o, o original é do Renato Teixeira, que andou 3 anos atrás (literalmente) de alguém para gravar a canção. Finalmente encontrou Elis e ela deu-lhe um belo corpo.

Eu gosto do original de 1977 da Elis e da versão de 78 do Renato Teixeira, mas gosto mais desta versão:


A voz gasta dá às palavras um corpo especial... se não conhece, escute em bom som. Wink

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Fernando Salvado
Membro AAP


Mensagens : 375
Data de inscrição : 02/03/2018
Localização : Parede

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: A rodar XLVI   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 07 2020, 22:41

Caro José Miguel
Obrigado pela partilha. Não conhecia esta versão do Renato Teixeira . ...mas, para mim, a interpretação da Elis Regina é incomparável.
Ir para o topo Ir para baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9567
Data de inscrição : 05/03/2012

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 00:01

Um album excepcional e um dos mais injustamente esquecidos que fez 40A a semana passada
A rodar XLVII - Página 6 1f7c9a10

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 00:02

anibalpmm escreveu:
Um album excepcional e um dos mais injustamente esquecidos que fez 40A a semana passada
A rodar XLVII - Página 6 1f7c9a10

Aqui em casa, desde que nos deu a conhecer, não é esquecido. Wink

anibalpmm gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 09:17

anibalpmm escreveu:
A rodar XLVII - Página 6 1f7c9a10

Um album excepcional e um dos mais injustamente esquecidos que fez 40A a semana passada

Èfectivamente é um disco digno de apareçer no "De Bestas a Bestiais" ... infelismente para ele o ano 1980 foi uma colheita excepcional na qualidade e quantidade de grandes albums e o Colossal Youth acabou por ficar à sombra de outros nmho Wink

PS: A reedição da Domino com os três discos (2 vinilos e 1 CD) é excelente, està tudo o que eles fizeram e é barata ... fica a ideia para os interessados pois o Natal està a chegar cyclops

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 13:32

A rodar XLVII - Página 6 R-135121-1542037125-2143.jpeg

Os Suíços não produzem só bom chocolate e relógios, também sabem produzir electricidade em estado puro. A rodar XLVII - Página 6 491368

Um álbum muito recomendável este, assim como o L'eau rouge, considerado por muitos como uma obra prima da sua discografia.
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 13:37

A rodar XLVII - Página 6 R-249138-1250931247.jpeg

Mais um daqueles cd´s que estava na arrecadação. Até me esquecia quantas vezes ouvi este disco como música de fundo quando estava estudar.

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
masa
Membro AAP


Mensagens : 365
Data de inscrição : 29/01/2013
Idade : 75
Localização : Vale de Milhaços

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 15:48

Já tinha referido neste forum Renato Teixeira e Osvaldo Montenegro .Vale a pena ver .
https://www.youtube.com/watch?v=T2ZYdeJ9TDQ

Alexandre Vieira e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
masa
Membro AAP


Mensagens : 365
Data de inscrição : 29/01/2013
Idade : 75
Localização : Vale de Milhaços

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 16:35

Alexandre ,quando voltar à civilização temos que falar sobre esse Blue Moods of Spain .Acredito que música desta estava mesmo esquecida !
Cts

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 17:00

masa escreveu:
Já tinha referido neste forum Renato Teixeira e Osvaldo Montenegro .Vale a pena ver .
https://www.youtube.com/watch?v=T2ZYdeJ9TDQ

Eu estou (nós estamos) numa fase de Música Brasileira, não me recordo dessa referência, mas quando partilhei em cima pensei que Renato Teixeira merecia a referência - a canção foi escrita por ele. A versão ao vivo, tardia, a mim toca-me... a voz gasta, o peso da idade, conferem à letra a densidade que ela merece (pelo menos como a eu entendo).

Agora mesmo está a rodar um outro álbum de Música Popular Brasileira/Bossa Nova, este:

A rodar XLVII - Página 6 20201211
Werther - Werther (1970)

É um álbum de Bossa Nova, arranjos melódicos e letras honestas, mas ainda se nota a força transformadora do Tropicalismo, o perfume do Psicadelismo. Werther contém muito do melhor que se pode encontrar no Brasil, escute-se Avé Maria de Caetano Veloso:



É assim que termina o álbum, em grande.
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyTer Dez 08 2020, 17:06

A rodar XLVII - Página 6 R-129886-1307461990.jpeg

Análise ao disco de Ned Raggett

Continuando - talvez com uma falha - o som e o estilo de LC , Another Setting é um ótimo trabalho de Reilly e Mitchell , que compensa pela qualidade o que falta em uma reinvenção surpreendente. Considerando que LC foi um claro salto à frente de um começo impressionante, Another Setting tenta pequenas variações, caso contrário, mantendo a mesma combinação do elegante trabalho de guitarra de Reilly ; As linhas de bateria sutis e eficazes de Mitchell ; e um monte de canto distanciado e trabalho de teclado de Reillyalém dessa parceria. Dado que esta combinação já é tão distinta e única da banda, no entanto, é difícil reclamar muito ao ouvir números como o suavemente tenso "Bordeaux" e o emocionante rastejar tingido de oboé de "Smile in the Crowd", posteriormente coberto por Depeche Mode 's Martin Gore . A faixa de abertura "Prayer" é, na verdade, uma das melhores coisas que ele fez, uma peça meditativa de subida suave com sopros de sintetizador suaves que se misturam com uma breve parte de guitarra de Reilly . "Francesca", por sua vez, demonstra suas habilidades em combinar uma melodia central com improvisação sutil e desenvolvimento ao longo do resto da faixa, novamente acompanhando suas peças para criar um efeito hipnótico.Esses e muitos outros momentos sinalizam claramente onde uma boa quantidade deO trabalho de Cocteau Twins acabaria, sem mencionar outros avatares posteriores da calma experimental da guitarra, como Talk Talk e Piano Magic . Os momentos de destaque de Mitchell aparecem ao longo do filme, sendo um dos melhores "The Beggar". Dando peso e força de bateria suficientes para ser tão hino quanto uma das primeiras canções do U2 sem soar ridiculamente exagerada, é uma grande fusão da contenção geral de Durutti e um soco mais direto. O humor às vezes fácil de perder em Durutti também permanece presente, como o título de um MorriconeO número marcado como "Para um faroeste". A sua reedição de 1998 é uma humdinger - além de incluir a totalidade do raro lançamento de Amigos Em Portugal , um EP de cinco canções lançado apenas naquele país, ambos os lados do single "Favorite Descending Intervals" / "To End With" preenchidos o disco.

É muito diferente do Maravilhoso LC, mas o LC já estava feito este tenta trilhar outros caminhos, daí (penso) o nome do disco:The Durutti Column ‎– Another Setting
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyQui Dez 10 2020, 18:25

A rodar XLVII - Página 6 R-10036455-1490516409-3206.jpeg

Um disco que é estranho, tem coisas maravilhosas e outras nem por isso, a voz dela não é assim muito boa, va lá até chegar a ser péssima, mas ao mesmo tempo dá gosto ouvir em alguns temas; é um disco em que após a audição ficamos dividido, com um sentimento misto, mas é um disco que nos últimos tempos tem tido procura, não sei se só por coleccionadores se por gosto da obra...
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySex Dez 11 2020, 12:17

Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLVII - Página 6 R-129886-1307461990.jpeg

Análise ao disco de Ned Raggett

... Another Setting é um ótimo trabalho de Reilly e Mitchell , que compensa pela qualidade o que falta em uma reinvenção surpreendente. ...

È sempre bom lembrar os DC ... mesmo se esse trabalho não é dos meus preferidos cheers
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySex Dez 11 2020, 14:03

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLVII - Página 6 R-129886-1307461990.jpeg

Análise ao disco de Ned Raggett

... Another Setting é um ótimo trabalho de Reilly e Mitchell , que compensa pela qualidade o que falta em uma reinvenção surpreendente. ...

È sempre bom lembrar os DC ... mesmo se esse trabalho não é dos meus preferidos cheers

Estamos de acordo saí mais fora da caixa DC. Eu comecei a gostar mais dele recentemente.
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySex Dez 11 2020, 15:37

Toda a vossa conversa fez-me pensar num álbum que anda aqui por casa e que creio nunca ter partilhado. De alguma forma liga-se ao universo dos Durutti Column.

A rodar XLVII - Página 6 20201212
Dif Juz - Extractions...

Este álbum talvez seja um pouco mais atmosférico, aqui e acolá sente-se a presença da Música como ela é colada ao rótulo "new age" (algum trabalho de estúdio, mas bem integrado), a evolução soa orgânica, consistente, natural.

O lado B começa com Love Insane e a presença da voz de Elizabeth Fraser.

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySex Dez 11 2020, 16:14

Uns quantos passos para o lado e é possível entrar no mágico mundo de Brian Eno. Gosto muito de alguns dos trabalhos dele no estilo Ambient, mas o início da sua carreira a solo é uma maravilha.

A rodar XLVII - Página 6 20201213
Brian Eno - Taking Tiger Mountain (By Strategy)

Este é um álbum de 1974, ainda o Rock Progressivo se fazia sentir nas ruas, mas Eno aposta na Pop e no rendilhado cuidado, na simplicidade da construção por camadas, no encanto das canções.

Este é um daqueles álbuns que não falham e sabe mesmo bem num dia cinzento como este.

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySex Dez 11 2020, 19:48

O jantar demorou a ser preparado, mas agora que os processos estão concluídos, resta terminar no forno... desta forma podemos dedicar uns minutos a mais um álbum.

A rodar XLVII - Página 6 20201214

Changri-Lá de Carlos Alberto Vidal aparece pouco por aqui, apesar de ter sido comprado por muitos. É pena, o álbum merece a atenção, cada minuto dela. Wink
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 00:12

A rodar XLVII - Página 6 R-3837424-1346357464-3448.jpeg

Electrónico como gosto e com um amadorismo que lhe dá o salero! Vale a pena experimentar! Este é daqueles vinis que vai comigo para a cova! lol!
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 09:43

José Miguel escreveu:
Toda a vossa conversa fez-me pensar num álbum que anda aqui por casa e que creio nunca ter partilhado. De alguma forma liga-se ao universo dos Durutti Column.
...
Dif Juz - Extractions...
...
Este álbum talvez seja um pouco mais atmosférico, aqui e acolá sente-se a presença da Música como ela é colada ao rótulo "new age" (algum trabalho de estúdio, mas bem integrado), a evolução soa orgânica, consistente, natural. ...

Não conhecia e fui escutar ... senti a obra mais do lado dos Cocteau Twins que dos Durutti Column e paradoxalmente regularmente tive a impressão de escutar uma obra tipica da ECM mais do que da 4AD! Bom momento e boa dica Wink
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 09:51

Alexandre Vieira escreveu:
... Electrónico como gosto e com um amadorismo que lhe dá o salero! Vale a pena experimentar! Este é daqueles vinis que vai comigo para a cova! lol!

Não sei se reparaste que hà Jazz escrito na capa affraid . Fui escutar pois não conhecia e sò os titulos das faixas jà anunciam o lado "pedrado" do rapaz, uma espécie de Brigitte Fontaine em masculino! Tive a impressão de escutar Jean Michell Jarre mas que engoliu uns quantos "acidos"!!! Interessante OBC* Wink

*(Objecto Musical Curioso)

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 10:08

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
... Electrónico como gosto e com um amadorismo que lhe dá o salero! Vale a pena experimentar! Este é daqueles vinis que vai comigo para a cova! lol!

Não sei se reparaste que hà Jazz escrito na capa affraid . Fui escutar pois não conhecia e sò os titulos das faixas jà anunciam o lado "pedrado" do rapaz, uma espécie de Brigitte Fontaine em masculino! Tive a impressão de escutar Jean Michell Jarre mas que engoliu uns quantos "acidos"!!! Interessante OBC* Wink

*(Objecto Musical Curioso)

Esse disco é verdadeira Cocaína Vitamina lol!
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 17:02

Alexandre Vieira escreveu:
... Esse disco é verdadeira Cocaína Vitamina lol!

Sim!... o rapaz ficou colado ao tecto e ainda não descolou, temo que seja a mesma coisa para os que o escutam affraid

lol!
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 17:33

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
... Esse disco é verdadeira Cocaína Vitamina lol!

Sim!... o rapaz ficou colado ao tecto e ainda não descolou, temo que seja a mesma coisa para os que o escutam affraid

lol!

Olha que ele é francês, cuidado que ele não precisa de mudar de País para te obrigar assistir a um belo concerto desconcertante.
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 18:16

Alexandre Vieira escreveu:
... Olha que ele é francês, cuidado que ele não precisa de mudar de País para te obrigar assistir a um belo concerto desconcertante.

Eu sei, fui espreitar e vi que ele é daqui ao lado, de Toulouse! Mas, a musica do rapaz fez-me pensar a uma lição do meu professor de enologia e que é valida para a analise de tudo, vou-a transformar no sentido da musica:

Não gosto do Serge Gainsbourg mas sei que é bom ... gosto do teu rapaz mas sei que não é bom!!!...

A partir desta base, é sempre possivel de apreciar tudo sobre terra ... com classe e elegância lol!
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 20:48

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
... Olha que ele é francês, cuidado que ele não precisa de mudar de País para te obrigar assistir a um belo concerto desconcertante.

Eu sei, fui espreitar e vi que ele é daqui ao lado, de Toulouse! Mas, a musica do rapaz fez-me pensar a uma lição do meu professor de enologia e que é valida para a analise de tudo, vou-a transformar no sentido da musica:

Não gosto do Serge Gainsbourg mas sei que é bom ... gosto do teu rapaz mas sei que não é bom!!!...

A partir desta base, é sempre possivel de apreciar tudo sobre terra ... com classe e elegância lol!

A rodar XLVII - Página 6 265963 A rodar XLVII - Página 6 265963 A rodar XLVII - Página 6 265963

Não tens coragem de colocar aqui o teu endereço de casa! Olha que ele deve ser mais falado por aqui nestes últimos dias do que quase todos os restantes dias da sua enorme carreira, e imagino que ele te deva ter umas coisas a dizer e a reafirmar pessoalmente A rodar XLVII - Página 6 310490
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 20:50

A rodar XLVII - Página 6 R-1398824-1389949038-7222.jpeg

Um disco suave, intimo como a contemplação de um belo por do sol num dia de verão.

Para ouvir de preferência com a cara metade... A rodar XLVII - Página 6 491368



Yo La Tengo ‎– Summer Sun
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 21:36

Alexandre Vieira escreveu:
... Olha que ele deve ser mais falado por aqui nestes últimos dias do que quase todos os restantes dias da sua enorme carreira, e imagino que ele te deva ter umas coisas a dizer e a reafirmar pessoalmente  A rodar XLVII - Página 6 310490

Alexandre Vieira escreveu:
... Um disco suave, intimo como a contemplação de um belo por do sol num dia de verão.

Para ouvir de preferência com a cara metade... A rodar XLVII - Página 6 491368

Yo La Tengo ‎– Summer Sun

Quanto ao rapaz françês ... se ele encontrou em Portugal um tardivo reconhecimento estou contente por ele, pois aqui ele continua um perfeito e merecido desconhecido Razz

Mas, de vez em quando e de certeza por acaso  Cool  tens boas referências, "Yo La Tengo" é um excelente grupo ... mas é melhor ir ver do lado dos albums Fakebook, Painful ou do sublime I Can Hear the Heart Beating as One ... de todas as maneiras, bravo por lembrar um excelente e pouco badalado grupo americano 2cclzes

Quanto ao gajo de Toulouse ... é giro e curioso mas nada mais, passa numa soirée de buba dvil

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7085
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 22:49

Não é nos meus habitos de mandar a foto de um album aqui no topico sém umas palavritas ... seria uma falta de respeito e à obra e a voçês mesmos ... isto do meu ponto de vista é claro. Mas, hoje não tenho vontade de escrever o que sinto, talvez não esteja suficientemente impregnado pela obra ou ao contrario não a tenha suficientemente digerido ... o resultado é o mesmo pois nada vou escrever sobre ela. Direi apenas em forma de "teasing" que venho de levar uma, não!, duas bofetadas com isto e que vou necessitar de um certo tempo para incorporar esta obra na minha vida. Estou perturbado mas feliz, a musica vale por estes momentos e prometo que desde que estarei pronto deixarei umas linhas a descrever o que isto me fez, ou faz sentir. Serà menos espontâneo e mais reflectido ... mas hoje é simplesmente impossivel e jà fazia algum tempo que uma obra não me impressionava tanto Wink
A rodar XLVII - Página 6 71ccsm10
Ir para o topo Ir para baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 8748
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySab Dez 12 2020, 23:52

No décor de Natal, está incluso o pinheiro. Esta tradição remonta ao século VIII... Bonifácio, missionário inglês na Alemanha, deparou com um grupo de pessoas junto de um carvalho, prontas a sacrificar uma criança para agradar ao seu deus. Prontamente, Bonifácio salvou a criança e cortou um pequeno abeto, oferecendo às pessoas, como símbolo de vida, baptizando aquele abeto de a árvore do Cristo-Menino.

Em Dezembro de 1540, Martinho Lutero deu continuidade ao significado, cortando um abeto para levá-lo para casa. Para ele, a árvore de folha duradoura, recordava que a vida continua durante o Inverno, quando a maior parte da natureza parece ter sucumbido.

No séc. XIX, a árvore de Natal foi introduzida pelo esposo da rainha Vitória, príncipe Alberto, de origem germânica. Desde esse momento, a popularidade da árvore foi em crescendo, sendo um ícone das celebrações natalícias. Actualmente, após a instalação e montagem da árvore (natural ou artificial), confortavelmente sentados no sofá, apreciamos o pinheiro com todos os seus enfeites.
A rodar XLVII - Página 6 R-2177356-1419348412-8560.jpeg
(CBS, 26704)

Alexandre Vieira e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 10:15

TD124 escreveu:
Não é nos meus habitos de mandar a foto de um album aqui no topico sém umas palavritas ... seria uma falta de respeito e à obra e a voçês mesmos ... isto do meu ponto de vista é claro. Mas, hoje não tenho vontade de escrever o que sinto, talvez não esteja suficientemente impregnado pela obra ou ao contrario não a tenha suficientemente digerido ... o resultado é o mesmo pois nada vou escrever sobre ela. Direi apenas em forma de "teasing" que venho de levar uma, não!, duas bofetadas com isto e que vou necessitar de um certo tempo para incorporar esta obra na minha vida. Estou perturbado mas feliz, a musica vale por estes momentos e prometo que desde que estarei pronto deixarei umas linhas a descrever o que isto me fez, ou faz sentir. Serà menos espontâneo e mais reflectido ... mas hoje é simplesmente impossivel e jà fazia algum tempo que uma obra não me impressionava tanto Wink
A rodar XLVII - Página 6 71ccsm10

Eu gosto do espontâneo, o excesso de ponderação no acto de escrita mata as palavras, torna-as vazias de significado e referência, pois dizem menos de nós. Quem procura palavras é por que não as tem...

As palavras que partilhou sobre o álbum de Coil a mim bastaram-me... esta manhã fui escutar e dei comigo a navegar entre palavras. Há frases nas letras que marcam, imagens que perturbam. O álbum segue um caminho, é um alerta... "What are you going to do if they don't believe you?" é a pergunta que se eleva em Red Queen, logo depois "By working the soil we cultivate the sky", uma ideia bem elaborada em Broccoli.

E a meio dessa faixa lá me deu para escrever o que queria aqui colocar... a propósito do álbum e das palavras em geral.

Não sei se foi a melhor forma de começar o dia, digo depois de tomar o pequeno-almoço, evidentemente. Enquanto comia observava as notícias, é um dos meus tristes hábitos. Tento fazer a digestão da comida que como, tento fazer a digestão das notícias que observo. Os dois processos, emparelhados, fazem sentido. Não se deve engolir a comida sem mastigar, também não se deve reter informação sem a processar. Dizem que é a dormir que se processa o grosso da informação que vamos retendo enquanto estamos acordados, somos como o gado que rumina. Já lhes vestimos a pele, comemos da sua carne, não é de estranhar que tomemos para nós alguns dos seus hábitos. A evolução é um caminho curioso, enquanto pensada leva-nos a crer que nos distancia de tudo o resto e eleva-nos, quando experimentada aproxima-nos mais da terra do que do céu. Ícaro tentou tocar o sol e caiu. Pensar não nos basta, precisamos sentir. Corremos riscos, fazemos apostas que nos colocam face ao desconhecido e ao perigo. As estrelas não guardam no seu núcleo o calor, elas irradiam-no. Lá longe podem já nem existir, mas aqui sim, no meu mundo existem aos milhões. Os pés devem estar em terra, para da Terra cuidar. É dela que somos próximos, é ela que nos tenta com engenhosa acuidade. A resposta está aqui.

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 11:27

TD124 escreveu:
as maneiras, bravo por lembrar um excelente e pouco badalado grupo americano 2cclzes

Quanto ao gajo de Toulouse ... é giro e curioso mas nada mais, passa numa soirée de buba dvil

Tu tem cuidado com o que escreves. Tu sabes lá a qualidade e quantidade de fanáticos (como eu) da obra deste senhor. Olha que é pessoal que não costuma deixar marcas visíveis, mas é muito cruel A rodar XLVII - Página 6 933723
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 11:28

TD124 escreveu:
Não é nos meus habitos de mandar a foto de um album aqui no topico sém umas palavritas ... seria uma falta de respeito e à obra e a voçês mesmos ... isto do meu ponto de vista é claro. Mas, hoje não tenho vontade de escrever o que sinto, talvez não esteja suficientemente impregnado pela obra ou ao contrario não a tenha suficientemente digerido ... o resultado é o mesmo pois nada vou escrever sobre ela. Direi apenas em forma de "teasing" que venho de levar uma, não!, duas bofetadas com isto e que vou necessitar de um certo tempo para incorporar esta obra na minha vida. Estou perturbado mas feliz, a musica vale por estes momentos e prometo que desde que estarei pronto deixarei umas linhas a descrever o que isto me fez, ou faz sentir. Serà menos espontâneo e mais reflectido ... mas hoje é simplesmente impossivel e jà fazia algum tempo que uma obra não me impressionava tanto Wink
A rodar XLVII - Página 6 71ccsm10

Gosto muito de Coil embora não seja um fanático pela obra deles, mas quando se está em uma de ouvir Coil pára o mundo! A rodar XLVII - Página 6 22692
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8169
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 11:28

Ghost4u escreveu:
No décor de Natal, está incluso o pinheiro. Esta tradição remonta ao século VIII... Bonifácio, missionário inglês na Alemanha, deparou com um grupo de pessoas junto de um carvalho, prontas a sacrificar uma criança para agradar ao seu deus. Prontamente, Bonifácio salvou a criança e cortou um pequeno abeto, oferecendo às pessoas, como símbolo de vida, baptizando aquele abeto de a árvore do Cristo-Menino.

Em Dezembro de 1540, Martinho Lutero deu continuidade ao significado, cortando um abeto para levá-lo para casa. Para ele, a árvore de folha duradoura, recordava que a vida continua durante o Inverno, quando a maior parte da natureza parece ter sucumbido.

No séc. XIX, a árvore de Natal foi introduzida pelo esposo da rainha Vitória, príncipe Alberto, de origem germânica. Desde esse momento, a popularidade da árvore foi em crescendo, sendo um ícone das celebrações natalícias. Actualmente, após a instalação e montagem da árvore (natural ou artificial), confortavelmente sentados no sofá, apreciamos o pinheiro com todos os seus enfeites.
A rodar XLVII - Página 6 R-2177356-1419348412-8560.jpeg
(CBS, 26704)

A rodar XLVII - Página 6 754215

E viva o Bonifácio!
Ir para o topo Ir para baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 8748
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 13:38

De pequenas dimensões e, constituindo um cordofone popular em Portugal Continental e seus arquipélagos, igualmente no Brasil, Cabo Verde e no Hawai, escuto ««Cavaquinho». Em 1981, com este LP, Júlio Pereira conquistou o 1º Prémio da Crítica na categoria Música Popular Portuguesa, quebrando fronteiras para o público adolescente se interessar pela boa música popular.
A rodar XLVII - Página 6 Julio%20pereira%20front
(Diapasão, DIAP 20001)

Alexandre Vieira e masa gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8582
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 18:33

A manhã foi ocupada com Música de tendência para os tons escuros, depois de começar torna-se algo viciante... por vezes penso mesmo que não se cria grande coisa em volta de sentimentos positivos.

A tarde foi dedicada a comer e beber, experiências no fogão, muita animação. Agora é hora de relaxar e o álbum que veio à mente não é mais alegre do que os da manhã. Começa com uma faixa bastante "swingada" e animada, mas depois lá desce para se dedicar às problemáticas (da) "soul'.
Para lá de tudo isto, o álbum pertence a um talentoso jovem que não viveu muitos anos. Este não é o seu melhor registo, mas sempre gostei dele... Memorial revela-o intimista, como que a convidar o ouvinte a entrar no seu mundo e a partilhar parte dos seus pensamentos.

A rodar XLVII - Página 6 20201215
Ir para o topo Ir para baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 8748
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 21:55

"Mandei-lhe uma carta em papel perfumado
e com letra bonita eu disse, ela tinha
um sorriso luminoso tão triste e gaiato
como o sol de Novembro brincando de artista
nas acácias floridas, na fímbria do mar.

Sua pele macia era sumauma
sua pele macia, cheirando a rosas
seus seios laranja, laranja do Loge
eu mandei-lhe essa carta
e ela disse que não.

Mandei-lhe um cartão
que o amigo Maninho tipografou
«por ti sofre o meu coração»
num canto «sim», noutro canto «não»
e ela o canto do «não» dobrou.

Mandei-lhe um recado pela Zefa do sete
pedindo e rogando de joelhos no chão
pela Senhora do Cabo, pela Sta. Efigénia
me desse a ventura do seu namoro
e ela disse que não.

Mandei à Vó Xica, quimbanda de fama
a areia da marca que o seu pé deixou
para que fizesse um feitiço bem forte e seguro
e dele nascesse um amor como o meu
e o feitiço falhou.

Andei barbado, sujo e descalço
como um monangamba procuraram por mim
não viu, ai não viu, não viu Benjamim
e perdido me deram no morro da Samba

Para me distrair levaram-me ao baile
do Sr. Januário, mas ela lá estava
num canto a rir, contando o meu caso
às moças mais lindas do bairro operário.

Tocaram a rumba e dancei com ela
e num passo maluco voamos na sala
qual uma estrela riscando o céu
e a malta gritou: «Aí Benjamim!»

Olhei-a nos olhos, sorriu para mim
pedi-lhe um beijo, la la la la la
e ela disse que sim
e ela disse que sim."


1976. Na contra-capa, fotos de infância de individualidades da música feita em Portugal. Na matéria-prima, onze temas preenchem ««De pequenino se torce o destino», quarto álbum do portuense Sérgio Godinho. «O namoro», com os seus simples arranjos, é um tema arrebatador.
A rodar XLVII - Página 6 S_rgio_godinho_1de_pequenino_se_torce_o_destino.
(Diapasão, DIAP 16039)

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
kazumbi
Membro AAP
kazumbi

Mensagens : 212
Data de inscrição : 11/04/2013
Idade : 59
Localização : Vila Nova de Santo André

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 22:51

Ghost4u escreveu:
"....«O namoro», com os seus simples arranjos, é um tema arrebatador
(Diapasão, DIAP 16039)[/justify]

Música do Fausto e letra de Viriato da Cruz
O Fausto viria a gravar o tema alguns anos mais tarde no álbum "A Preto e Branco".
Uma grande canção, sem dúvida.

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 8748
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptyDom Dez 13 2020, 23:24

Antes dos Beatles, o cenário rock britânico era dominado pela instrumentalização dos Shadows. Melodias primorosas, com solos pautados por vibrato, repletos de ar e clareza (características da guitarra Fender Stratocaster, da qual Hank Marvin foi proprietário de um dos primeiros exemplares a chegar ao Velho Continente), fizeram que durante algum tempo fosse o grupo inglês mais célebre do mundo.

No lar, este agrupamento era um dos preferidos dos paizinhos, que ouviam os discos de 33 r.p.m. numa aparelhagem Grundig. Na Drogaria Central, deparando-me com ««20 Golden Greats» - salientando que torço o nariz a colectâneas - decidi que o meu habitat daria guarida a este registo de prensagem germânica.
A rodar XLVII - Página 6 R-1726240-1546718282-4241.jpeg
(EMI Electrolas, 1C072 - 06 297)

masa gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9567
Data de inscrição : 05/03/2012

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 14 2020, 00:58

Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLVII - Página 6 R-249138-1250931247.jpeg

Mais um daqueles cd´s que estava na arrecadação. Até me esquecia quantas vezes ouvi este disco como música de fundo quando estava estudar.

Podes sempre comprar o vinil A rodar XLVII - Página 6 271350
Ir para o topo Ir para baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9567
Data de inscrição : 05/03/2012

A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 EmptySeg Dez 14 2020, 01:08

Depois dum lanche ajantarado bem regado
A rodar XLVII - Página 6 993c4810

Nada como um disco genial e revolucionário para a época
A rodar XLVII - Página 6 5a08fe10

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado




A rodar XLVII - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLVII   A rodar XLVII - Página 6 Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
A rodar XLVII
Ir para o topo 
Página 6 de 17Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 11 ... 17  Seguinte

Permissão neste fórum:Você não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Música Geral :: O que andam a ouvir (a rodar)-
Ir para: