Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Um café na Suprema

Ir para baixo 
AutorMensagem
MJC
Membro AAP
MJC

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 70
Localização : Lisboa

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 16:08

Um café na Suprema

São aproximadamente três horas da tarde e a Av. De Roma exibe o seu movimento habitual. Na parte de cima da Pastelaria Suprema duas intrigantes figuras femininas conversam animadamente com XXX. Mesmo para um observador pouco atento é fácil reconhecer à direita, deslumbrante no seu vestido preto e sapatos de salto agulha, Ana Lógica e Silva. Do lado oposto da mesa, Diana Garcês de Thales ― Di para os amigos, ou Di G. Thales como gosta de aparecer nas colunas sociais ― veste um top prateado e usas umas calças de ganga, aliás muito usuais no seu modo despreocupado de trajar.

Da mesa onde me encontro consigo ouvir algumas das passagens da conversa a três, sendo que XXX é mais ouvinte do que participante. As duas mulheres embora com uma diferença de idade apreciável falam sobre um tema de sempre no universo feminino: a abordagem aos homens. Do que me foi dado a entender e não tendo assistido à conversa desde o início, Di G. Thales reforça a sua ideia de que os homens devem ser entendidos segundo o princípio maniqueísta: ou sim ou sopas. Tudo o resto que não caiba neste dualismo deverá ser arredondado para um dos lados, ou na pior das hipóteses ignorado. Desfila posteriormente as vantagens, ao mesmo tempo que XXX abana a cabeça ora em concordância, ora em total desacordo.

Por seu lado Ana Lógica, afirma-se defensora de uma abordagem aos homens tal qual eles são; seguindo o seu perfil de vida caso a caso, acompanhando as suas trajectórias diárias e lendo os seus pensamentos para onde quer que eles a conduzam.

As vozes aqui e ali levantam-se um pouco, mas nada que perturbe o funcionamento da velha Suprema. XXX, nem se atreve a comentar, muito menos a tomar partido, se bem que no seu íntimo, as agulhas dos saltos de Ana Lógica mexam mais com ele do que o top prateado de Di G. Thales.

A dama de negro, por contraste com a rapariga de prateado, diz-se adepta das boas roupas, com figurinos bem desenhados, enquanto do outro lado não se liga muito ao aspecto exterior: qualquer roupa de tecido sintético será apropriada.
Di G. Thales reforça a ideia de que a sua aproximação aos homens facilita as relações entre ambos, dado que estas se revestem de uma maior simplicidade e imediatismo. Aqui, XXX concorda efusivamente. Olhando para Ana Lógica à espera da réplica e como quem diz ― ora toma lá ― fica no entanto completamente embasbacado quando esta lhe fala do encanto do namoro, mesmo que rotineiro, dos preliminares, da aventura percorrida até se obter o resultado pretendido. A agitação desaparece de XXX, dando lugar a um ar contemplativo, queixo apoiado no braço, olhar fixo na mulher mais velha.

Duas mesas ao lado, um senhor com ar de reformado da Força Aérea Inglesa, na casa dos cinquentas, olha despudoradamente para Ana Lógica. Di G. Thales repara e comenta,
― Só homens dessa idade é que reparam em ti.

Mal acaba de proferir a frase, um rapaz nos seus 16, 17 anos, acabado de entrar e à procura de mesa, diz baixinho para o amigo que o acompanha enquanto olham para Ana Lógica,
― Tão boa! Aquilo é que é uma mulher.

Eu, acabado o café, levanto-me, cumprimento as duas senhoras, pago e volto para casa. Para os meus namoros, para a minhas Anas de vestido preto e sapatos de salto agulha.

Mário
Ir para o topo Ir para baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3026
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Para onde nos pode levar uma música? Para qualquer lugar onde seja capaz de voar o pensamento.

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 17:23

este "quadro" precisa de um adorno classico!

Um café na Suprema Marycassattfiveoclockte
Um café na Suprema 874774
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 17:56

vlopes escreveu:
este "quadro" precisa de um adorno classico!

Um café na Suprema Marycassattfiveoclockte
Um café na Suprema 874774


Falta aí a xxx.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Um café na Suprema 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3026
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Para onde nos pode levar uma música? Para qualquer lugar onde seja capaz de voar o pensamento.

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 18:17

António José da Silva escreveu:
vlopes escreveu:
este "quadro" precisa de um adorno classico!

Um café na Suprema Marycassattfiveoclockte
Um café na Suprema 874774


Falta aí a xxx.

a ou o (?) Um café na Suprema 447836
Ir para o topo Ir para baixo
Milton
Membro AAP
Milton

Mensagens : 15387
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 59
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 18:26

Faltava lá a Filipa Tiago da Cunha, Fitinha para os amigos, que, com a sua fita no cabelo a condizer com a que trazia á cintura, teria feito uma fita de kilómetro, porque ambas lhe teriam passado a perna e, o homem de quem falavam seria o dela, que ainda não tinha aparecido, desde que alegadamente, teria ido mudar o óleo e afinar as suspensões....
Ir para o topo Ir para baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3026
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Para onde nos pode levar uma música? Para qualquer lugar onde seja capaz de voar o pensamento.

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 18:48

Milton escreveu:
Faltava lá a Filipa Tiago da Cunha, Fitinha para os amigos, que, com a sua fita no cabelo a condizer com a que trazia á cintura, teria feito uma fita de kilómetro, porque ambas lhe teriam passado a perna e, o homem de quem falavam seria o dela, que ainda não tinha aparecido, desde que alegadamente, teria ido mudar o óleo e afinar as suspensões....

Um café na Suprema 758687 Um café na Suprema 758687 Um café na Suprema 758687
Ir para o topo Ir para baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
Luis Filipe Goios

Mensagens : 10505
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 63
Localização : Lanhelas - Minho

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 20:17

MUITO BOM, MUITO BOM, MUITO BOM Um café na Suprema 754215 Um café na Suprema 874774
Ir para o topo Ir para baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
Luis Filipe Goios

Mensagens : 10505
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 63
Localização : Lanhelas - Minho

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 20:19

Luis Filipe Goios escreveu:
MUITO BOM, MUITO BOM, MUITO BOM Um café na Suprema 754215 Um café na Suprema 874774


vocês são demais !!!!!! Um café na Suprema 843159
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptySeg Nov 01 2010, 20:28

Eu e um amigo temos a impressão de que ele deu o texto a ler à mulher, só para ganhar pontos. Sim porque deve de estar bem no negativo.... Smile)__((:

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Um café na Suprema 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 60
Localização : Lisboa

Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema EmptyTer Nov 02 2010, 00:55

A variante não será significativa, mas eu prefiro as Marias, e estão não usam necessariamente sapatos de salto agulha - são um pouco menos vaidosas... Um café na Suprema 758687
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado




Um café na Suprema Empty
MensagemAssunto: Re: Um café na Suprema   Um café na Suprema Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Um café na Suprema
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissão neste fórum:Você não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Off Topic-
Ir para: