Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Paris 7-01-2015

Ir para baixo 
AutorMensagem
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8170
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptyQua Jan 07 2015, 22:03

Paris 7-01-2015  33jn1ok
Ir para o topo Ir para baixo
Milton
Membro AAP
Milton

Mensagens : 15387
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 59
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptyQua Jan 07 2015, 22:10

Paris 7-01-2015  754215
Pelo sim pelo não já parti o bico a todos os lápis cá de casa....ter armas em casa é mau...
lol!
Ir para o topo Ir para baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 8170
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptyQua Jan 07 2015, 22:13

Milton escreveu:
Paris 7-01-2015  754215
Pelo sim pelo não já parti o bico a todos os lápis cá de casa....ter armas em casa é mau...
lol!

Muito bem verbalizado, o sentimento que nos inquieta Paris 7-01-2015  4019496139
Ir para o topo Ir para baixo
Paulo Paiva
Membro AAP
Paulo Paiva

Mensagens : 64
Data de inscrição : 10/09/2013
Idade : 51
Localização : Almada

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Orgulho na nossa Europa   Paris 7-01-2015  EmptyQui Jan 08 2015, 15:52

Boa tarde.
Sou novo por cá e este é o meu primeiro tópico no fórum.
Devemos cada vez mais ter orgulho na nossa velhinha Europa. A Europa do século das luzes (ou do Iluminismo se quiserem), a Europa da Declaração Universal dos Direitos do Homem, a Europa da tolerância, a Europa da Revolução francesa - igualde, liberdade e fraternidade!
Concordo totalmente com a ironia do lápis... muito bem dito. Por outro lado, desejo que nunca tenhamos medo de ter sempre os nossos lápis bem afiados contra a imbecilidade!
Um abraço a todos!
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptyQui Jan 08 2015, 16:22

Paulo Paiva escreveu:
Por outro lado, desejo que nunca tenhamos medo de ter sempre os nossos lápis bem afiados contra a imbecilidade!
Um abraço a todos!


Só assim a vida faz sentido e merece ser vivida. Tudo o resto, são culturas e muitas gerações de absoluta tristeza ética, moral e uma profunda ignorância que levam a atos ignóbeis em nome de um qualquer Deus.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Paris 7-01-2015  6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
Luis Filipe Goios

Mensagens : 10505
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 63
Localização : Lanhelas - Minho

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptyQui Jan 08 2015, 23:59

Milton escreveu:
Paris 7-01-2015  754215
Pelo sim pelo não já parti o bico a todos os lápis cá de casa....ter armas em casa é mau...
lol!
Paris 7-01-2015  754215 Paris 7-01-2015  754215
Em poucas palavras o "camarada" Milton, disse tudo!!
Obrigado.
Paris 7-01-2015  22692
Ir para o topo Ir para baixo
Mário Franco
Membro AAP
Mário Franco

Mensagens : 2473
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 62

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySex Jan 09 2015, 11:35

Paris 7-01-2015  57537

Os acontecimentos de Paris foram uma cortina de fumo organizada por obscuras forças internacionais, com o sentido de açambarcar a atenção dos media.

Na verdade o objectivo é desviar-nos a atenção e lançar o nosso pobre José ao esquecimento.

Rumemos a Évora.

Paris 7-01-2015  2613325421 Je suis José Paris 7-01-2015  2613325421
Ir para o topo Ir para baixo
Mário Franco
Membro AAP
Mário Franco

Mensagens : 2473
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 62

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySex Jan 09 2015, 12:04

[img]Paris 7-01-2015  2cq1j4p[/img]
Ir para o topo Ir para baixo
reirato
Membro AAP
reirato

Mensagens : 3594
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 77
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySex Jan 09 2015, 17:43

Mário Franco escreveu:
Paris 7-01-2015  57537

Os acontecimentos de Paris foram uma cortina de fumo organizada por obscuras forças internacionais, com o sentido de açambarcar a atenção dos media.

Na verdade o objectivo é desviar-nos a atenção e lançar o nosso pobre José ao esquecimento.

Rumemos a Évora.

Paris 7-01-2015  2613325421  Je suis José Paris 7-01-2015  2613325421

Não está mal esgalhado, não senhor!? ...

Eu próprio que não gosto muito que me façam a cabeça com tantas e tão coincidentes opiniões...
Já me tinha surpreendido a pensar que se não haveria por ali uns pózinhos da Mossad, terão reparado que os nossos amigos sionistas que tantas malfeitorias engendraram, se estão, agora muito quietinhos, no seu cantinho, a rir para dentro, magoaram os franceses tradicionais amigos do Libano, Jordânia e Síria e atrairam a má vontade do Mundo sobre os seus muito amados vizinhos Árabes!? ...

Isto das teorias da conspiração permite confabulações perversas e inifinitas!? ...

dvil

king
Ir para o topo Ir para baixo
http://arato.rocha@gmail.com
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySex Jan 16 2015, 08:19

Exmos Senhores

Mais uma viagem, mais uma corrida, .............e mais uma vez uma opinião profundamente discordante.

Tinha decidido desta vez ficar calado.

Mas nestes dias que tenho andado calado, a comichãozinha na consciência não me deixa ouvir os meus vinis sossegado.

Como o vinil tem prioridade, aqui vai.

Alguém quis que alguém dissesse:

“ para o mal prevalecer, basta que os homens de bem nada façam”

O gajo não disse nada disso, mas dá um jeito do caraças para desculpar o mundo das atrocidades que andámos a fazer aos judeus e a outros povos aqui á tempos.

Pois eu não penso nada assim: Um homem que nada faz perante o mal, não é homem de bem, é pior do que os maus.

“É o ladrão cobarde que fica á porta”

Assim, como ando a tentar ser um homem de bem, não posso ficar calado.

No momento em que todos guincham, a bom guinchar, que são charlies: eu digo:

Eu sou anti-charlie: sou profundamente anti-charlie.

Sou anti- charlie, por esta indignação toda não passar de pura hipocrisia.

E como sempre, explico bem porquê.

Primeiro: sou profundamente anti-violência;

e também sou profundo defensor do respeito entre países, entidades, povos, e culturas; e sobretudo pelas minorias e pelos mais fracos.

Nascemos todos iguais: iguais  nos direitos e nos deveres; e também o devia ser nas oportunidades e nas avaliações que fazemos.

É exatamente por pensar assim que sou profundamente anti-charlie.

Imaginem que um individuo insultava repetida e continuadamente a vossa família.

As autoridades nada faziam, invocando a liberdade de expressão.

Um dia, um vosso filho não se conseguia conter, e enfiava um murro nas trombas do sujeito.

Estou mesmo ver algum do pessoal, agora tão indignados com o que aconteceu em Paris, a dizer:

Boa: só se perderam as que caíram no chão.

Eu não penso assim: sou profundamente contrário á violência: a violência não justifica a violência; e sobretudo não conduz a qualquer resultado: vejam o caso da invasão do Iraque.

O que o charlie andou a fazer durante anos, e continua a fazer, foi, e é, uma violência cobarde aos muçulmanos; escondendo-se atrás da “liberdade de expressão”.

Grande liberdade de expressão: muito equilibrada.

Repare-se: nunca ninguém leu, ou viu, um único artigo, durante a sua vida, em qualquer meio de comunicação, sobre o sofrimento. dos 4 milhões de palestinianos que foram expulsos das suas casas, quando da criação do estado de Israel: casas que eram suas á  dois mil anos. ( imaginem que instalavam agora em vossas casas os palestinianos, invocando o direito histórico de há mil anos aqui ser terra árabe).

Um único artigo que fosse, durante toda a vossa vida.

Mas sobre os judeus, ou a insultar os muçulmanos,  há artigos diários em todos os meios de comunicação do mundo.

Grande liberdade de expressão.

Sou anti- charlie por quererem fazer agora dos autores dessa violência verbal, heróis.

Sou anti-charlie por o mundo estar agora muito indignado, mas ignorar completamente os bombardeamentos de aldeias inteiras no Iraque, Afeganistão e Paquistão, a que vergonhosamente chamamos “bombardeamentos cirúrgicos”.

Matar um insultador em Paris é crime contra a humanidade; matar uns milhares de crianças no Paquistão e no Afeganistão, é legal: é “direito á defesa, é luta ao terrorismo”.

Hipocrisia absoluta.

Sou anti- charlie por o mundo estar agora muito indignado, mas ninguém se preocupar com as centenas de milhares de mortos, e com o sofrimento causado pelas guerras civis que andámos a provocar no mundo árabe, e que vergonhosamente  chamamos “primaveras”.

Sou anti- charlie, por o mundo estar agora muito indignado, mas ninguém se preocupar minimamente com a morte os milhares de imigrantes no Mediterrâneo; e por metermos em campos de concentração os que sobrevivem.

Com estes escondemos a maldade atrás do “ilegal”.

Isto é também terrorismo: terrorismo de uma dimensão gigantesca comparativamente aos charlies:

E com isto e ninguém se indigna: antes pelo contrário: aplaude e aprova.

Sou anti-charlie por isto estar a ser cinicamente aproveitado para criar uma onda de anti-muçulmanismo: irá justificar mais umas maldades que lhes iremos fazer:” eles são maus, de modo que lhes podemos fazer maldades á vontade”.

Sou anti-charlie por isto ir servir para nos limitarem mais umas quantas liberdades fundamentais.

Sou anti-charlie, porque um país inteiro, com o que há de mais moderno de tecnologia, não ter,  primeiro, conseguido prever aquilo; depois, não ter conseguido levar os agressores a julgamento: teve de convenientemente lhes enfiar um tiro nos cornos; o medo de declarações inconvenientes era grande.

Para insultar muçulmanos, o direito da liberdade de expressão é absoluto; mas para os matar, o direito fundamental de terem um julgamento justo, não tem grande importância.

Por isto tudo digo: “grande europa”; “grande ocidente”.

Pois é, somos uns hipócritas do caraças.

Pior que hipócritas,  somos cínicos: fodemos os muçulmanos a bom foder, enquanto nos escondemos da maldade atrás de palavras bonitas, como, liberdade de expressão, direitos humanos, democracia, bombardeamentos cirúrgicos, primaveras, ilegais, direito á defesa e segurança, e por aí fora.

Antes fodemos os judeus, os ciganos e os eslavos; agora chegou a vez dos árabes,

Grande europa, grande ocidente.

Um amigo meu, um dos para quem escrevi este texto, dizia para tentar compreender o que se passou em Paris: “ fazem a cabeça aos gajos, e depois os gajos fazem aquilo”.

Não, não: fazem-nos é a cabeça a nós como está aqui demonstrado: e depois nós achamos bem as barbáries que andamos a fazer no mundo.

Pois é: condeno infinitamente os massacres de Paris; mas também, condeno infinitamente, os massacres e maldades, que nós acidentais andamos a praticar no mundo.

E condeno ainda mais infinitamente, esta hipocrisia e cinismo; e sobretudo ninguém se preocupar, nem se indignar, com o assunto.


E por tudo isto que sou profundamente anti- charlie


Tentem ouvir algumas coisinhas
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySex Jan 16 2015, 15:58

Como em muitas questões da humanidade (e não só) a verdade está algures no meio, e a que parece evidente (para um lado e para o outro), turva-se nos milénios da história humana.

Mas convêm ter muito cuidado com a velha máxima de querer defender e/ou explicar o "hoje" com a história, porque apesar de a história ser importante para entender o hoje, é mais do que sabido que a humanidade pouco aprende com os erros e que no fundo, tudo é cíclico e dificilmente evitável. Provavelmente, ao tentarmos entender para desculpabilizar mediante o passado, teremos antes que começar a exigir correção independentemente desse mesmo passado. Senão corrermos o risco de que todos, e em todos os pontos do globo, tenham alguma razão para alguma revolta.
A menção histórica para as razões atuais de situações A ou B, podem ser mais contraproducentes do que benéficas. Mas isto sou eu a pensar pela minha analise pessoal do mundo.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Paris 7-01-2015  6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
zaratustra
Membro AAP
zaratustra

Mensagens : 4762
Data de inscrição : 09/07/2010
Localização : Frossos, Albergaria-a-Velha

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySeg Jan 26 2015, 00:07

A propósito deste tema "demasiado" atual...

Vídeo em torno da influência histórica da cultura árabe e da religião islâmica em Portugal, publicado no Youtube em novembro de 2012.




Sem extremismos esta vida seria bem mais saudável...


Ir para o topo Ir para baixo
http://zaratustrices.blogspot.com/
Mister W
Membro AAP
Mister W

Mensagens : 4333
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 54
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySeg Jan 26 2015, 13:33

zaratustra escreveu:
A propósito deste tema "demasiado" atual...

Vídeo em torno da influência histórica da cultura árabe e da religião islâmica em Portugal, publicado no Youtube em novembro de 2012.

Sem extremismos esta vida seria bem mais saudável...

Infelizmente, nos tempos que correm é difícil concebermos uma sociedade onde impere uma sã convivência entre religiões... mas se ao longo de 4 séculos as religiões islâmica e cristã (e judaica) puderam conviver na Peninsula Ibérica, porque raio é que isso não pode voltar a acontecer?
Será que as religiões têm regredido tanto assim nos seus princípios ou será que esta "guerra" tem interesses colaterais?
Belo documentário Paris 7-01-2015  754215
Ir para o topo Ir para baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySeg Jan 26 2015, 16:11

Grande vídeo amigo Zaratustra.  Paris 7-01-2015  754215

Infelizmente,  a história de Portugal, que nos é apresentada, está cheia  de mentiras; e principalmente, de omissões de bradar aos céus..

A principal mentira, é apresentarem-nos os Ingleses como “salvadores da pátria”.

Infelizmente a realidade é exatamente a contrária: os ingleses sempre nos andaram  a fornicar a bom fornicar.

Um exemplo são as invasões francesas.

Os ingleses, durante as ditas invasões, com a estratégia da terra queimada, destruíram o pais todo: destruíram completamente o aparelho produtivo: arrasaram o país.

Estavam a preparar-se para fazer o mesmo durante a Segunda Guerra Mundial, só que o Salazar trocou-lhes as voltas.

A principal omissão,  é a presença dos árabes em Portugal.

Os árabes estiveram em Portugal mil anos:

mil anos!

Estiveram cá mais tempo, do que nós cristãos.

Alguém deu por isso quando estudamos história?

Pois não!

Falamos mais nos Celtas e nos Visigodos do que nos árabes.

Os árabes têm tão só direito a meia página do livro.

Só que, quer queiramos quer não,  a maioria do nosso sangue é árabe.

O mesmo na cultura: a nossa cultura é árabe.

Infelizmente, nessa cultura, temos  esquecido a tolerância; que é um dos princípios culturais, mais querido dos árabes.

Quando estamos a falar com um Inglês ou um nórdico, não sabemos nada do que eles estão a pensar:

pelo contrário, falamos com um argelino, e é um “gajo da malta”.

Há quem considere isso uma “chatice”: mas não há volta a dar-lhe:

O nosso sangue e cultura são árabes.

Pensem no assunto enquanto ouvem algumas coisinhas.


Nota: bom apontamento, como sempre, amigo  W. Paris 7-01-2015  754215
Ir para o topo Ir para baixo
mannitheear
Membro AAP
mannitheear

Mensagens : 1274
Data de inscrição : 01/08/2013

Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  EmptySeg Jan 26 2015, 19:08

Some believe it could have been a false flag attack with the single intention to enrage population groups against each other.

The "arab terrorist" seem to be very accurate people - each time they plan a terror attack they carry a passport.

Here in Germany we have PEGIDA and Anti-PEGIDA, both fed by politicians and the press, it is tremendous.
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado




Paris 7-01-2015  Empty
MensagemAssunto: Re: Paris 7-01-2015    Paris 7-01-2015  Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Paris 7-01-2015
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissão neste fórum:Você não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Off Topic-
Ir para: