Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1

Ir para baixo 
+7
Milton
fredy
Fernando Mota
António José da Silva
Mr Bojangles
Mozarteano
FBatista
11 participantes
AutorMensagem
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Nov 25 2013, 15:54

Finalmente a publicação do processo de restauro do meu Thorens TD145 MK1 que tenho vindo a levar a cabo nos últimos meses, à medida que o tempo e a vida autorizam.

Após estudar o manual de serviço e de pesquisar mais alguma informação, esta 1ª etápa (tenho a consciência disso Smile) contou com as seguintes tarefas :

Recap da placa de controlo do Auto-Stop
Ajuste do Auto-stop de acordo com o manual de serviço
Lubrificação do motor
Lubrificação do veio do prato
Correia nova
Ajuste do azimute do motor
Limpeza e lubrificação do CUE do braço
Ajuste da suspensão do chassis
Ajuste de folgas nos comutadores internos (nada foi feito, está óptimo)
Substituição do cabo de massa da sub-base
Substituição do cabo phono (QED Performance 2: muito rígido não era o mais apropriado)
Substituição do cabo phono (Klotz MC5000 : seguindo uma recomendação do AAP, gostei do cabo)
Eliminação da tomada da Shell (ficando apenas com um cabo do braço sem cortes, soldaduras ou
interrupções, mas também com montagem de cabeças, um pouco mais complicada - coisa que não me aflige)
Substituição do cabo do braço por um Cardas
Novos pés de apoio Rega
Cabeça Goldring GX 1012  Nova
Ajuste total do braço e cabeça
Lavagem da totalidade das bolachas (cabeça nova, discos lavados já dizia o poeta Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 936335 )
Aquisição de alguns acessórios básicos
Instalação final à parede


Terminada a 1ª fase de restauro, já há umas semanas e que culminou com a aquisição da cabeça nova Goldring em conjunto com a "perda de cabeça" na compra de umas quantas bolachas para comemorar o feito, apercebo-me estar com "vontadinha" de começar a pensar numa 2ª etápa de evolução.

Neste novo contexto, começei por fazer uma nova tampa inferior para o Thorentino, que substitui a original e deprimente tampa em platex (fotos no fim deste tópico)


Para não tornar o tópico maçador vou resumir-me ao esquema : fotos muito resumidas com legenda ao lado.
Isto práticamente nem precisa de fotos. Há muitas na net sobre os mais variados Thorentinos baseados no mesmo chassis.

Cá vai, espero que gostem e seja útil :

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 7fne Aqui está a unidade com mais de 40anos, a precisar de um merecido trato

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Dezn Com uma cabeça Ortofon VMS20MK2 em final de vida. Este deve ter sido o último disco que tocou antes de ir para estaleiro

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Iq0y Início dos trabalhos : tampa fora, visível à esquerda e no topo o sistema de tirantes típico nestes chassis. E à direita, , o CUE, a base do pilar e a placa de comando do auto-stop

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 43ut começei exactamente por aqui, o recap (troca de condensadores) do auto-stop. Não funcionava de todo! Depois do recap, ficou a 100%. Restava verificar o ajuste do magneto e da placa de acordo com o manual de serviço Thorens

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Ny6k um condensador trocado, utilizei vulgares electrolíticos

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 C870 por baixo do cilindro branco está um magneto que faz fecho de fluxo magnético (conforme o movimento horizontal do braço) com o restante magneto bobinado. Este ajuste é algo chato, se se tentar afinar o "Lead out" de Singles e LP's, que ocorre em diâmetros (ou posições) diferentes do prato, mas ainda assim com uma certa região comum. Mais fácil se se tentar afinar para LP's apenas.
Por fim na placa há pontas de teste para afinar a frequência de ressonância que é o que dispara própriamente o circuito e o CUE.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Mhak Kit do Joel completo com espelho. Este senhor é um bom apoio no tema. Devia estar presente no Portugaudio lol

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 H9hu início dos trabalhos do motor. Ao que dizem é um ponto fraco destes modelos devido ao ruído produzido. Resolvi investigar, começando por sacar os 3 pernos cravados e desarmar o mesmo com cuidado.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 42ih uma vez desarmado foi fácil chegar às chumaceiras assinaladas pelo Joel, limpá-las e lubrificá-las.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Ikif

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Xkjd Aspecto curioso é que as chumaceiras comportam-se como rótulas, isto é : existe um casquilho interior que se movimenta em qualquer direcção. Há quem realize trabalho mais extenso nestas chumaceiras. Não foi o meu caso. O motor é algo a que vou voltar na 2ª etápa de evolução do gira.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 34cj

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 J3g1 As 2 bobinas completamente seladas, não permitem modificações.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Uhaw No re-arme do motor não utilizei os mesmo grampos cravados, mas sim varões roscados, tendo a montagem sido feita com cola de rosca e o aperto das roscas medido com chave dinamométrica, para que a carcaça deste ficasse capazmente "equilibrada" no aperto.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 8dc5 Inicio do desarme do braço.Os pivots de movimento horizontal são na realidade 2 rolamentos. Foram limpos e lubrificados. Os pivots de movimento vertical são pinos cónicos de assentamento simples. Este ajuste é primordial. O simples aperto das contra-porcas no final do ajuste é o suficiente para que fique novamente desajustado - com folga.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Es6i Braço totalmente removido. Sobrava o CUE que também foi removido, limpo e lubrificado com massa amortecedora, fornecida pelo amigo Joel (o Belga Smile)

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Hyzm O prato assenta no sub-prato, por encaixe simples. Aproveitando ferramenta minha de outras lides, resolvi assentar e marcar o prato na posição em que houvesse o menor empeno possível - ou seja o menor movimento na vertical do prato. Diz o meu registo escrito (lol um caderno de notas) que a melhor medida que "saquei" foi 0,07mm +-0,01mm. A folga axial ficou nos 0,05mm +-0,01mm. Não me preocupa absolutamente nada a axial, porque se não for o prato descentrado será certamente a bolacha. É práticamente impossível adquirir um disco perfeitamente centrado, e que imponha um movimento da cabeça inerte a quaisquer outros movimentos que não seja o da espiral de leitura (grooves).

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 G1az Tentativa de dar graxa ao cágado. Uma brincadeira. Não tenho paciência para isto, confesso. Prefiro as mais de 2 horas a tentar ajustar o magneto do auto-stop (descrito acima)

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6nln Mas até que cheguei a algum lado no sub-prato.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Sdch Pormenor da tampa rectangular na base do pilar do braço. Esta tampa é pintada no seu interior com tinta condutora. É de uma eficácia de blindagem completamente "Faradayana" impedindo com grande eficácia interferências no sinal de phono no cabo do braço e soldadura com o cabo phono. Na foto é visível o cabo "QED AudioPerformance 2". Foi uma opção que decidi experimentar. Este cabo é muito rígido, nem sequer é fácil fazer curvas vigorosas, logo num giradiscos de suspensão teria o problema de trazer vibrações mecânicas para a parte suspensa.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 7u2j De qualquer maneira gosto muito deste cabo para chicotes DIN-DIN. É muito bem construido e perfeito para IC's ! Já agora aproveito para confessar predilecção por fichas DIN de 4 ou 5 pinos (conforme). RCA rubbish! Peço desculpa Mr. Mainstream!

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Qcfc

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 J78cComo referi não é fácil curvaturas com o Cabo QED.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Shqq Novo cabo Phono Klotz e cabo de braço Cardas com soldadura a prata.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 5zm9O cabo Phono Klotz MC5000 foi uma boa recomendação que encontrei no AAP. É também bastante robusto, de boa construção e bastante mais flexível, por ser na verdade cabo de microfone. A Massa de sinal e chassis que segui foi a original Thorens. Se tudo estiver bem com as massas eléctricas da sub-base e do braço, não vejo necessidade de as separar da massa de sinal.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 UplkPormenor do interior da tampa da base do pilar, mostrando exactamente a camada de tinta eléctricamente condutora.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 W9ak Remoção da tomada na shell do braço. O objectivo foi eliminar interrupções de sinal. Contam-se aqui soldaduras, contactos macho-fêmea, contactos cravados, presentes na configuração original. Ou seja em termos de adulteração de sinal, são ao todo cerca de 8 interrupções num de sinal de baixíssima amplitude. Ora, se qualquer alteração de transporte de sinal por materiais diferentes, causa refracção de parte desse sinal é fácil perceber a vantagem desta montagem, aliás presente em modelos High End.

Na prática esta alteração merece o torcer de nariz de alguns; para mim é caminhar no sentido correcto. O sinal sofre refracção em apenas em 3 pontos: cabeça, soldadura na base do pilar e ficha DIN.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Qzz4 Pormenor do cabo Cardas fornecido com terminais banhados e manga retractil à cor.

A troca do cabo do braço e a eliminação das tomadas da Shell, implicou redução do peso do mesmo. Mas ao nível da compliance não houve alteração que impedisse a instalação da cabeça escolhida. Mesmo que houvesse haveria solução.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 22ix  E portanto saí a ponta do cabo Cardas que monta directamente na cabeça. A montagem não fica especialmente difícil. É perfeitamente possível utilizar a régua Thorens, fazer o aperto e ajuste.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 2mff Na foto não se percebe bem, mas o Thorentino conta agora com novos pés Rega. Muito robustos. Se há coisa que gosto desta marca é dos pés de Giras :DAqui também já tinha a sub-base nivelada.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Dimo Nova cabeça Goldring 1012Gx e a velhinha VMS20 de volta à caixa para souvenir.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 0vf8 Não percebia nada de escolha de cabeças. Precisava de opiniões. Ouvidas as que surgiram resolvi delegar a escolha no modelo e a sua montagem numa casa especialista no assunto. Nesta altura precisava consolidar tudo o que fui pesquisando e perceber se o que fiz teria ficado bem feito. Aparente sucesso. Mas nesta ocasião, levei uns discos comigo para a loja, para testar uma sibilância especialmente incomodativa em certas passagens por mim conhecidas. E o resultado não foi positivo!
Dias depois, já em casa acabei por re-montar a Goldring dando especial atenção à afinação do VTA; tendo chegado a bom porto ajustando este por ouvido e conseguindo reduzir a sibilância ao mínimo. Desde então (cerca de há um mês para cá) têm-se mantido o nível de sibilância que em boa verdade vai tanto do giradiscos como da qualidade das bolachas.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 O7sy Eis senão quando surge a maravilhosa Knosti! Esta maquineta merecia um prémio EISA Very Happy!

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 U94m Para fechar a 1ª etápa de evolução, resolvi adquirir uns básicos que qualquer ouvinte de vinil decente (não o faço por menos) deve ter. Uma escova anti-estática. Um aparato qualquer para limpeza de células (do tipo escova líquida  ou Dustbuster) e uma caneta microscópica, que já tinha mas que acho absolutamente importante para manter a célula nas melhores condições possíveis ao longo do tempo. A juntar a isto um nível de "Spindle" para regularmente verificar o prato a nível. E um conjunto de níveis mais pequenos para o pilar e para a "Shell".

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 8dn3 Admirador que sou de mobiliário fixo à parede, resolvi fugir a uma antipática prateleira metálica Apollo que me obrigaria a retirar a tampa do Thorens sempre que quisesse ouvir música, resolvi adaptar um "BESTA" do IKEA com poleias em aço.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 TxfiEsta montagem para mim fecha a 1ª etápa. O móvel ficou nivelado

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 E3pq E convenientemente testado. Tinha de o fazer, este móvel alberga o Thorens e a restante instalação a ele ligado : QUAD 33, FM3 e 405. Juntando uns quantos discos, chega fácilmente aos 35kg de peso de equipamento. O teste com as duas colunas e o 405 somou 60KG sem qualquer click-a-brack de falência da estrutura.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 4vdb Parte da montagem final que não está terminada. Falta a ocultação de cabos em canalização separada : alimentação e sinal.

Fim da 1ª etápa, início da 2ª etápa.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Gm3v Novamente a tampa original do giradiscos feita em Platex.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Z3g3 O inícios de 2ºs trabalhos : uma tampa a partir de um paínel em pinho (nothing fancy), com a furação original, suprimida da saída Phono a qual afastei e movi para longe do motor e do cabo AC. À furação original acresce 1 novo furo para consegui nivelar totalmente o prato, nos 3 ajustes, sem tirar a tampa. A tampa conta ainda, no seu interior com a famosa espiral de arquimedes. Não faço ideia se isto resulta : nem quero saber. Em termos teóricos acredito que funcione. Na prática é mais questão de dizer "Been there, done that" : não me é especialmente crítico. Falta preencher o sulco, ainda não sei com quê.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Nkak Pormenor da parte exterior da tampa, já testada no plinto. Ficou bastante bom o encaixe no embutido da plinto.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Nfe2 Feito há 2 dias, falta envernizar. Aqui já com a furação para os pés definida e um certo aspecto final.

Espero que gostem do relato desta experiência.
Foi uma aprendizagem, deu-me alguma luta mas imenso gozo fazer isto.
Vou tentar evoluir mais esta base sem nunca descaracterizar este modelo.

Consultando o meu cadernito de notas study  : tenho na calha para esta 2ª etápa :
- o reforço da sub base, no troço chumaçeira do prato e base do pilar (cujo conteúdo intelectual foi generosamente fornecido - como é seu feitio - pelo TD124 num tópico do AAP)
- melhoramentos ao nível da redução de ruído produzido no motor
- nova tampa inferior (que já está práticamente acabada)
- polimento do prato e braço
- polimento da tampa acrílica (que ainda é a original fumada)
- tratamento da madeira da plinto original
- experiências e evolução ao nível da pré-amplificação
- outras que pelo caminho se revelem

Na altura da montagem da cabeça foi-me sugerido a mudança do braço. Francamente acho que este modelo não se presta a isso. Perder funcionalidade e ficar com um botão de comando da CUE, inutilizado era uma tontice das antigas. Para isso servem outros modelos baseados no mesmo chassis como o 160Super que já não tem o botão de CUE. Há modelos entre nós, bem interessantes a exemplificar isso mesmo.

Abraços
FBatista
Ir para o topo Ir para baixo
Mozarteano
Membro AAP
Mozarteano


Mensagens : 770
Data de inscrição : 26/08/2010
Idade : 58
Localização : Usuário BANIDO

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Nov 25 2013, 17:00

Laughing Oh Amigo e prezado Fbaptista, não sou só eu que escreveo uns textos jeitosos, é que pelo vistos temos artista e desenvoltura também na escrita, é que nos dias de hoje a escrita e a linguagem que se vai lendo e ouvindo por aí é de levar as mãos á cabeça, e encontrar textos jeitosos em fóruns de aúdio é uma raridade.
Depois da sua brilhante descrição quase que diria em jeito de humor, que dá vontade de ter um Thorens...Laughing

Abraço
Ir para o topo Ir para baixo
Mr Bojangles
Membro AAP
Mr Bojangles


Mensagens : 757
Data de inscrição : 17/02/2013
Idade : 44
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Nov 25 2013, 17:17

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 22692
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Nov 25 2013, 21:00

O prémio de maior e mais descritivo post de todos os tempos do AAP já é teu de certeza absoluta. Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 

Fantástico trabalho que demonstra persistência, carinho e saber/vontade de aprender. Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 491368 

E o trabalho de partilhares tudo isto connosco, merece sem duvida o nosso aplauso.Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 874774 


Quanto ao preenchimento "caracol", há que use silicone, blu-tack ou massa dos vidros (daquela que não fica em pedra).

Quanto aos efeitos do dito caracol, segundo já li várias vezes, tem fundamento cientifico e faz efeito.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Fernando Mota
Membro AAP
Fernando Mota


Mensagens : 2075
Data de inscrição : 31/12/2012
Idade : 46
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Nov 25 2013, 23:51

Como disse o nosso amigo Mozarteano, e passo a citar "Depois da sua brilhante descrição quase que diria em jeito de humor, que dá vontade de ter um Thorens...Laughing"
Eu sou daqueles que digo, que irei ter no futuro um Thorens.
Sou da mesma opinião do AJS, a melhor descrição de um trabalho feito. Muitos Parabéns e já vi que tem muita paciência para o bricolage. Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 
Um abraço
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Nov 26 2013, 11:47

Caros amigos como é próprio das "teses de mestrado" Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 758687  já vou ter que rever o texto sobre coisas incompletas ou mal descritas.
Peço desculpa pelo tamanho da coisa, mas este é o resultado depois de já ter sido encolhido. São cerca de 42 imagens, quando horas antes eram 57.


Caro Mozarteano não se deixe enganar com a minha conversa. Um Thorens vale muito mais que isso. Obrigado pela sua apreciação!

Ilustre Obervald, ias dizer qualquer coisa, mas no teu post só apareceram 2 smiles rs rs....Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 2912087259 Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 758687 

Prezado António José da Silva, assim não vale : agradeço a tua sugestão para o preenchimento do "caracol". Muito certamente vou seguir uma das tuas sugestões. Mas,..."eh pá"...isso mostra que só leste a parte final do restauro Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 758687
Estou obviamente a brincar. Obrigado pela tua atenção e apreciação!

Camarada fernando3728 já tive menos paciência do que tenho hoje. Porventura estou em vantagem! Mas, ainda assim, tento vingar-me da falta de tempo e também do tempo que passa (e não volta), tentando fazer as coisas bem à primeira. Não é questão de talento!
Obrigado pela sua apreciação!

Como disse, vou corrigir umas coisitas e se o pessoal discordar, tiver novas ideias ou sugestões, façam favor de dizer!
Tenho mais fotos, sobre outras coisas que fui fazendo nos últimos meses, as quais tentarei, com o maior gosto e espírito de partilha, publicar ainda esta semana.

Abraços
FBatista
Ir para o topo Ir para baixo
fredy
Membro AAP
fredy


Mensagens : 5094
Data de inscrição : 08/02/2011
Idade : 59
Localização : Casal do Marco - Seixal

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Nov 26 2013, 15:24

Olá
Desde já os meus parabéns pelo magnifico trabalho.
Quando se faz algo com amor e carinho o resultado sé podia ser este documentado nas fotos...
Sónicamente também deve estar algo magnifico.
Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 874774 
Fredie
Ir para o topo Ir para baixo
Milton
Membro AAP
Milton


Mensagens : 15388
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 60
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Nov 26 2013, 15:35

Isso está fabuloso FBatista !!
É um gira que merece e corresponde todo o carinho que hoje lhe dás.

Tenta arranjar uma pedra para assentares entre o dito e o móvel do Ikea, é que esses moveis são bonitos mas são de cartolina...
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7254
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Nov 26 2013, 16:41

FBatista escreveu:
Finalmente a publicação do processo de restauro do meu Thorens TD145 MK1 que tenho vindo a levar a cabo nos últimos meses, à medida que o tempo e a vida autorizam.
...

Espero que gostem do relato desta experiência.
Foi uma aprendizagem, deu-me alguma luta mas imenso gozo fazer isto.
Vou tentar evoluir mais esta base sem nunca descaracterizar este modelo.

...

Abraços
FBatista
Olà FBatista, Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 874774 

palavras sàbias, apòs uma restauração de grande qualide baseada no respeito do produto e no bom sentido !!!... os meus sincéros parabens pelo excelente trabalho e artigo (que enalteçe o AAP), e tenho a certeza que o seu "novo e jovem" Thorens, o acompanharà numa longa, feliz e musical vida audiofila...

Até+
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Nov 26 2013, 17:56

FBatista escreveu:


Mas,..."eh pá"...isso mostra que só leste a parte final do restauro

Descubriste-me a careca. lol! 

Obviamente que li e vi tudo. O restante está tão cuidadosa e carinhosamente feito, que não merece (quanto a mim) qualquer reparo, só elogio. Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
jose.ribeiro
Membro AAP



Mensagens : 701
Data de inscrição : 06/12/2012
Idade : 40
Localização : Gondomar

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Nov 27 2013, 13:04

Companheiro,

Os meus sinceros parabens pelo trabalho e pela partilha.Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 22692 

Abraços e força aí.
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Nov 27 2013, 21:08

Caros amigos (todos os intervenientes no tópico) agradeço as vossas palavras!
Voçês não são nada digitais(discretos) nas vossas apreciações. Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 

Este artigo também é dedicado ao AAP; pelas pessoas que vou conhecendo por aqui e pelo valor de conteúdo que o AAP tem.

Bem, estou a ver que a 2ª fase vai ter que ser mesmo à séria - sob pena de vos saber a pouco e de eu ser corrido do forum
Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 809774   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 758687

Pessoal dos TD's (não Turbo-Dieseis, mas sim Thorens TDxxx Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 317942 ), façam favor de opinar e perguntar. Esta "carroçaria" tem muito para dar.
Ir para o topo Ir para baixo
fu-leng
Membro AAP
fu-leng


Mensagens : 333
Data de inscrição : 19/09/2013
Localização : Amadora

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Dez 02 2013, 08:23

Muito bom sim senhor.
Parabéns pelo resultado obtido. Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 
Ir para o topo Ir para baixo
http://rollake35.blogspot.pt/
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Dez 10 2013, 23:32

Novo update :

cabo phono e braço numa peça única sem interrupções ou soldaduras.
A Cardas possuí um cabo próprio para o efeito, tem bainha plástica e malha isoladora. E muito mais leve que o Klotz.

Cabo Phono e braço Cardas

Mesmo com o cabo Klotz tenho notado alguma "ancoragem" da sub-base suspensa por efeito deste cabo. Pretendo portanto desacoplar a sub-base o mais possível, eliminando também a transmissão de vibrações indesejadas, através do próprio cabo.

Existe também a vantagem de ser menos uma soldadura e menos disparidade de materiais no transporte de sinal.
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 05:14

FBatista escreveu:


Existe também a vantagem de ser menos uma soldadura e menos disparidade de materiais no transporte de sinal.


É algo que não é assim tão linear e existe muita malta que acha (por cálculos) que é uma desvantagem, mas se te está a agradar, tanto melhor.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 20:44

Yes my friend i know!

Bem os cálculos são com certeza complicados : eu nem lhes pego.

E, se for o que estou a pensar, é uma questão que tem a ver com a "ordem de harmónicos no transporte de sinal" e que esta tem directamente a ver com o número de vezes que o sinal é interrompido ou refractado ao longo de um condutor - ou trajecto, neste caso.

Matemáticamente é muito interessante, para quem sabe massajar esses cálculos. Na prática, ou resulta como vou fazer, ou terei que acrescentar mais um corte ao longo do cabo, para "acertar as coisas".
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 20:49

Tem bastante a ver com a resistência do cabo interno do braço em relação à resistência de um cabo IC. Muitos são da opinião de que o melhor é manter o cabo interno o mais curto possível.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 20:58

Very Well : por acaso no link do cabo (que comprei) que postei ontem à noite...vinha a designação "Litz" que desconhecia totalmente o que significava. Fui investigar e gostei francamente, pois é uma característica do cabo. Básicamente diz que cada fio fino que perfaz as 4 malhas do cabo tem uma camada de verniz (tal como as bobinas), o que aumenta notóriamente a secção disponível para transporte de sinal e lógicamente baixa a resistividade do mesmo.

Se calhar é banha de cobra, ou pode-me estar a falhar alguma coisa, vamos a ver.

Se estiver a perceber bem o que dizes trata-se do "Skin Effect". E pode ser realmente um problema.

A minha célula é MM o que pode piorar esse aspecto.
Mas não há-de ser nada. É resolver um problema e tropeçar noutro Very Happy
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 21:01

http://www.ebay.co.uk/bhp/tonearm-rewire

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo


Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 61
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 21:10

António José da Silva escreveu:
Tem bastante a ver com a resistência do cabo interno do braço em relação à resistência de um cabo IC. Muitos são da opinião de que o melhor é manter o cabo interno o mais curto possível.

Ora aí está, António, mais um quebra cabeças! O cabo de GD volta a ser tema...
Uma questão que deve ser considerada é a resistência e o que vejo normalmente é o torcer os fios uns nos outros, o que leva a contribuir para esse fenómeno. É uma tendência para se usar este tipo de topologia, para evitar ruídos, mas continuo com dúvidas quanto a isso, pois há igualmente a possibilidade de contaminação entre condutores.
Isto é algo que merece muito a nossa atenção. Eu continuo a querer fazer muitas experiências nesta matéria...

Força nisso! Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 22692 
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 21:21

O cabo que comprei é como esses : vem na configuração Litz e entrançado.
O que tem a mais é um condutor exterior de shield (isolamento Electromagnético) e uma bainha.
O diâmetro total do cabo é cerca de 3mm.

Comprei 3 (pés) cerca de 90cm. Quando o instalar vou descarnar cerca de 25cm para percorrer o interior do braço, a prumada do pilar e sair na base do pilar já encoberto com o shield e com este ligado à massa do chassis do Thorentino. Depois, uma folguita para deixar à vontade a sub-base suspensa. E só depois caçá-lo do lado de dentro da Plinto, já na parte de bainha plástica (ou lá o material que é) fazendo-o sair do gira para o pré.


Obrigado pelo Link Very Happy
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyQua Dez 11 2013, 21:22

Stereo escreveu:
António José da Silva escreveu:
Tem bastante a ver com a resistência do cabo interno do braço em relação à resistência de um cabo IC. Muitos são da opinião de que o melhor é manter o cabo interno o mais curto possível.

Ora aí está, António, mais um quebra cabeças! O cabo de GD volta a ser tema...
Uma questão que deve ser considerada é a resistência e o que vejo normalmente é o torcer os fios uns nos outros, o que leva a contribuir para esse fenómeno. É uma tendência para se usar este tipo de topologia, para evitar ruídos, mas continuo com dúvidas quanto a isso, pois há igualmente a possibilidade de contaminação entre condutores.
Isto é algo que merece muito a nossa atenção. Eu continuo a querer fazer muitas experiências nesta matéria...

Força nisso! Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 22692 


O cabo entrelaçado evita a contaminação e o aumento da resistência está relacionando com o aumento do comprimento, o que neste caso me parece pouco relevante.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Jun 30 2014, 22:15

Pessoal "si preparem porqui o bixo vai pegáa" Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 317942 

Dentro de uns dias (uiii uiiii...semanas LOL) segue a 2ª parte (ou "mais uma", se quiserem) do restauro ao meu Thorentino TD145 MK1

Francisco Batista
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Jun 30 2014, 22:53

FBatista escreveu:
Pessoal "si preparem porqui o bixo vai pegáa" Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 317942 

Dentro de uns dias (uiii uiiii...semanas LOL) segue a 2ª parte (ou "mais uma", se quiserem) do restauro ao meu Thorentino TD145 MK1

Francisco Batista


Força nisso.  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptySeg Jun 30 2014, 23:14

António José da Silva escreveu:
FBatista escreveu:
Pessoal "si preparem porqui o bixo vai pegáa" Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 317942 

Dentro de uns dias (uiii uiiii...semanas LOL) segue a 2ª parte (ou "mais uma", se quiserem) do restauro ao meu Thorentino TD145 MK1

Francisco Batista


Força nisso.  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 754215 

Thank u Sir! Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 22692 

(parte foi sendo feito. o resto está em andamento)
Ir para o topo Ir para baixo
FBatista
Membro AAP
FBatista


Mensagens : 1000
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 43
Localização : Lisboa

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 EmptyTer Jul 15 2014, 14:26

Cabo de braço e phono numa única secção

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Cb4343
Cabo Litz Cardas, cerca de 1.1mt de secção awg 33

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Bcdc53
Pormenor da constituição do cabo, 2 fases esquerda e direita, 2 massas esquerda e direita, bainha em fita de teflon, bainha exterior metálica em malha cardada.
Nesta foto estava a colocar o cabo novo. Pelo braço TP-16 circulam apenas os 4 condutores. Por conseguinte o cabo : foi desfiado da malha porque é inútil a dupla-blindagem rádio-eléctrica. Beneficia da blindagem do braço TP-16. Foi também desfiado da malha de teflon para reduzir peso no braço e oferecer a menor interferência possível no movimento do mesmo, junto à articulação do pilar (gimball).

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 7dcc9c
Aqui já se pode ver em concreto o que referi anteriormente. Só na base do pilar do braço é que surge a bainha de teflon e a blindagem rádio-eléctrica. Re-lembro que esta "câmara" é blindada de tinta condutora na parte visível bem como na tampa que surge na foto a seguir.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 C458ca
Tampa colocada, a partir daqui o cabo segue com a sua blindagem própria.
Contráriamente à configuração original, foi separada a massa do chassis da massa dos canais. Isto traz o benefício de permitir que a impedância `da cabeça "flutue" na entrada do andar de phono. Na prática obtém-se um ligeiro  melhoramento na relação sinal-ruído. É uma das primeiras modificações que o pessoal dos Thorens costuma fazer.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 803212
Prosseguindo com a soldadura dos terminais para a cabeça - foi utilizada solda de prata, na quantidade mínima possível, para não acrescentar peso. Em si este peso é irrisório, mas quando aplicado num braço a x cm de distância, tem a sua influência.

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 25824e
Aplicação de manga retráctil à cor correspondente

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Da79a8
colocação da cabeça no seu encaixe, ligação e afinação

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 3fc5e7
Obra acabada - pormenor já da 1ª etápa do restauro : não existe mais encaixe intermédio, fonte de maus contactos e degradação de sinal.


Outros melhoramentos

Redução de ruído do motor, por ajuste das chumaceiras no veio - eliminou bastante oscilação vertical que o motor ainda tinha. O ruído é agora apenas audível aproximando o ouvido do prato.

Novo pré-de-phono : ligado ao velhinho e fiel Quad 33 (também restaurado), resolvi experimentar um novo andar de phono interno da Net-Audio que foi um passo muito positivo. Em termos sonoros, só tenho a dizer que GOSTO E MUITO do resultado. Técnicamente esta placa é bem concebida : possúi vários níveis de filtragem a alimentar 2 ampops OP134 (característicos de muito baixo ruído). Possuí um regulador de tensão por cada ampop. E utiliza componentes de bons fabricantes. Só tenho a agradecer a pessoa que desenvolve este equipamento e que pelas suas mãos mostra a dedicação, admiração e respeito que tem pela herança vintage da QUAD.

"A versão da placa que ele agora disponibiliza é diferente da que aparece no link. Aqui ficam ambas : a original e o modelo corrente Net-Audio Phono Amplifier"

Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 5e48bb Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 709b2e
À esquerda a original 33 com transístores BC109 (originais) e eléctrolíticos não originais(obviamente)
À direita a placa Net-Audio : no mínimo notável!
(fotos a substituir assim que possível, por outras de melhor qualidade)

Para já é tudo : de momento estou a trabalhar na fonte de alimentação do 33. Esta em conjunto com o andar de phono são na minha opinião os 2 maiores defeitos deste pré-amplificador. Mas tenciono continuar com ele!

E o prazer de ouvir vinil é cada vez mais o grande benefício de tudo isto!  Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 843159 

Francisco Batista
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado





Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty
MensagemAssunto: Re: Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1   Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1 Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Restauro, 1ª etapa : Thorens TD145 MK1
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissões neste fórumVocê não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Restauro & DIY-
Ir para: