Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Qual a razão?

Ir para baixo 
+6
MicroGruas
Pierre
Milton
Jorge Ferreira
Fran
António José da Silva
10 participantes
AutorMensagem
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 12:30

Há questões que não são fáceis de entender e que provavelmente nem têm resposta.

Dos vários álbuns que ouvi ontem durante o dia, entre os quais o fabuloso Yusef Lateef - Eastern Sounds, o Tree Blind Mice do Art Blakey, parei especialmente para ouvir logo duas vezes de seguida o Someday My Prince Will Come do Miles Davis. E a minha questão é simples apesar de ser (provavelmente) de difícil resolução. O que nos leva a amar de tamanha maneira a obra musical?
Nesta álbum de beleza imensa, existem diálogos arrepiantes entre o trompete de Miles e o saxofone de Hank Mobley (excepto na musica Teo onde toca o John Coltrane), que nos levam ao céu. A bateria do Jimmy Cob sempre a impor um ritmo fabuloso como se de um bom moderador se tratasse, sem deixar que o "debate" entre os instrumentos saia do ritmo. O piano de Wynton Kelly mistura-se apaziguadoramente mas com brilhantismo no meio da conversa e tem bastante tempo de antena (felizmente) e tudo sempre acompanhado pelo baixo de Paul Chambers.
Gosto muito de Miles Davis, mas penso que a presença de Hank Mobley neste álbum, aliás, o único de Miles onde Mobley participa (álbum de estúdio), ajuda e de que maneira para aquilo que se sente ao longo deste LP.
Mas é difícil escolher o "bola de ouro" deste sexteto. Um álbum que "agarra" quem o ouve de uma maneira impressionante e onde, passados poucos minutos, já estamos profundamente embrenhados na discussão de instrumentos a que estamos a assistir e é impossível não fazer parte da mesma com o bater do pé.
Consigo tirar enorme prazer deste álbum, mesmo sendo uma edição CBS de 1981 e já tendo ouvido bem melhor por intermédio da edição da Analogue Productions a 45rpm.

O que nos leva a amar a musica desta maneira, e por outro lado, há quem não "veja" a mínima piada nisto tudo? Há uma resposta plausível? Serão gostos, sensibilidades, educação musical, ou algum fenómeno cerebral que desconhecemos?

Fica à consideração.




_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte


Última edição por António José da Silva em Dom Set 09 2012, 13:34, editado 1 vez(es)
Ir para o topo Ir para baixo
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 12:38

O eterno enigma, para o qual, na minha opinião, não há resposta.

E como tal, lei it flow


PS : racionalizar os sentimentos, não será própriamente a minha praia, e até tenho medo desse processo tipico do ser humano, de querer explicar/racionalizar tudo (que fique desde já bem claro que não é nada contra ti, António, nem contra este tópico Wink ) ... analogia parva, mas acho que é como gostar de camarão, ou de outra comida qq, gosta-se, e pronto!!!
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 12:43

Vi um livro numa livraria em Lisboa (Saldanha Residence) que abordava esta temática a um nível mais cientifico, e na altura não quis gastar o "guito". Ainda hoje me penitencio por isso, pois é algo que realmente gostaria de entender mais a fundo. Qual a razão? 317942
Mas quando lá voltar, vou ver se o encontro.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
Jorge Ferreira


Mensagens : 3386
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 53
Localização : Palmela

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 12:56

António José da Silva escreveu:
Vi um livro numa livraria em Lisboa (Saldanha Residence) que abordava esta temática a um nível mais cientifico, e na altura não quis gastar o "guito". Ainda hoje me penitencio por isso, pois é algo que realmente gostaria de entender mais a fundo. Qual a razão? 317942
Mas quando lá voltar, vou ver se o encontro.

Isso é uma tarefa tâo ingrata como comprar livros para tentar compreender as Mulheres Smile

Simplesmente esquece e desfruta!!!

Qual a razão? 438006128

Mas esse também é um dos meus favoritos do Miles,
um fluir da música que se torna numa visita ao paraiso.

As sessões gravadas ao vivo "In Person Friday and Saturday Night at the Blackhawk" (particularmente na reedição em duplo a 33rpm da IMPEX), é também um disco a ter do Miles com o Hank Mobley, particularmente nesta reedição da IMPEX, um som e música igualmente fabulosos.


Abraços,
Jorge Ferreira
Ir para o topo Ir para baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 13:20

Jorge Ferreira escreveu:
... Simplesmente esquece e desfruta!!! ...
Qual a razão? 843159
Ir para o topo Ir para baixo
Milton
Membro AAP
Milton


Mensagens : 15388
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 60
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 13:28

Sinto esse chorrilho de emoções a ouvir os albuns do Oscar Peterson, "Exclusively for my friends"...

Na 6ª feira fui ver a abertura do festival internacional de folclore, gostei imenso dos grupos estrangeiros pela alegria ,graça, elegancia e juventude , mas os nossos destacaram-se pelo contraste que fizeram ..... Mad

Curiosamente o meu sogro não achou piada nenhuma aos estrangeiros....

Duas cabeças e duas formas de pensar bem diferentes...

"Na vás ó mar tonho, co mar tá brave tonho...ái tonho, tonho...." Qual a razão? 2613325421
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 13:30

Amigo Jorge, as mulheres já nem tento compreender. lol! as questões com a musica, ainda....

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 13:31

Milton escreveu:
Sinto esse chorrilho de emoções a ouvir os albuns do Oscar Peterson, "Exclusively for my friends"...

Na 6ª feira fui ver a abertura do festival internacional de folclore, gostei imenso dos grupos estrangeiros pela alegria ,graça, elegancia e juventude , mas os nossos destacaram-se pelo contraste que fizeram ..... Mad

Curiosamente o meu sogro não achou piada nenhuma aos estrangeiros....

Duas cabeças e duas formas de pensar bem diferentes...

"Na vás ó mar tonho, co mar tá brave tonho...ái tonho, tonho...." Qual a razão? 2613325421


Pelo que se conclui que tanto o teu sogro como tu, já estão completamente xonés..... lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Pierre
Membro AAP
Pierre


Mensagens : 1576
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 52
Localização : Elvas

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 14:54

Eu de certa maneira, penso que a nossa entrega e paixão por determinado som, sonoridade, tema, terá haver com os nossos sonhos vividos ou não, emoções e paranóias repentinas, revoltas e meditações, sei lá... indentefica-mo-nos tanto com o tema, uns mais que outros conforme se "belisquem" os sentidos. Claro que a educação, a compreensão e o eclético faz parte desta "sopa".
No jazz existe muito este tipo de variáveis, principalmente nos sons aqui em causa e que o António referiu.

Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 14:57

Pierre escreveu:
Eu de certa maneira, penso que a nossa entrega e paixão por determinado som, sonoridade, tema, terá haver com os nossos sonhos vividos ou não, emoções e paranóias repentinas, revoltas e meditações, sei lá... indentefica-mo-nos tanto com o tema, uns mais que outros conforme se "belisquem" os sentidos. Claro que a educação, a compreensão e o eclético faz parte desta "sopa".
No jazz existe muito este tipo de variáveis, principalmente nos sons aqui em causa e que o António referiu.



Abordas bastantes variáveis que me parecem fazer parte desta equação complexa.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Pierre
Membro AAP
Pierre


Mensagens : 1576
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 52
Localização : Elvas

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 15:04

António José da Silva escreveu:
Pierre escreveu:
Eu de certa maneira, penso que a nossa entrega e paixão por determinado som, sonoridade, tema, terá haver com os nossos sonhos vividos ou não, emoções e paranóias repentinas, revoltas e meditações, sei lá... indentefica-mo-nos tanto com o tema, uns mais que outros conforme se "belisquem" os sentidos. Claro que a educação, a compreensão e o eclético faz parte desta "sopa".
No jazz existe muito este tipo de variáveis, principalmente nos sons aqui em causa e que o António referiu.



Abordas bastantes variáveis que me parecem fazer parte desta equação complexa.


"Sad Songs Make Me Happy!" What a Face
Ir para o topo Ir para baixo
MicroGruas
Membro AAP
MicroGruas


Mensagens : 3202
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 52
Localização : Oriente

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 15:59

Fran escreveu:
O eterno enigma, para o qual, na minha opinião, não há resposta.

, mas acho que é como gostar de camarão, ou de outra comida qq, gosta-se, e pronto!!!

Posso precisar a tua ordem de pensamento?

Como gostar de Sapateira e ao mesmo de Delicias do mar!!!

a quem não goste de sapateira e goste de Deli%%$&!"cias mar! ARRRGGGG!!!!!

penso que ao longo do nosso desenvolvimento cerebral os nossos neurónios reorganizam~se e o que os estimula torna-se mais exigente.

claro que nem todos!
ao analisarmos um peça de jazz verificamos que é mais complexa que uma Britney spears, e embora ate a BS (belo trocadilho) seja mais linear e ate talvez por isso mais harmonioso, os nossos neurónios ja não se contentam com tanta BS

Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 16:37

Assim como há malta que só gosta do Big Mac e de Coca Cola. Mas penso que no caso abordado, a coisa se reveste de maior complexidade.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Bulldozer
Membro AAP



Mensagens : 481
Data de inscrição : 12/11/2010

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 16:46

António José da Silva escreveu:
Vi um livro numa livraria em Lisboa (Saldanha Residence) que abordava esta temática a um nível mais cientifico, e na altura não quis gastar o "guito". Ainda hoje me penitencio por isso, pois é algo que realmente gostaria de entender mais a fundo. Qual a razão? 317942
Mas quando lá voltar, vou ver se o encontro.

Espero que encontres, pois tenho a certeza que vale a pena.

Apesar de não perceber nada do asssunto, acredito que o gosto e a capacidade de apreciação musical de cada um de nós é algo que não nasce connosco. Poderá naturalmente haver uma predisposição genética para a música (como em muitas outras áreas) mas essencialmente acho que se trata de uma curva evolutiva influenciada pelas demais variáveis internas e externas que vão acompanhando a nossa vivência ao longo dos anos.

O Pierre referiu e bem muitas dessas variáveis e haverá muitas mais a considerar.

Há ainda outra vertente que eu considero fascinante nisto da música e que provavelmente vou ter dificuldade em exprimir

Muito resumidamente, tenho a percepção de que há dois tipos de apreciadores de música:

- aqueles que graças à sua educação musical ou artística, horas de audições, experiência e background musical, apreciam a música de uma forma mais analítica (mais "fria", diria) capazes de avaliar de forma precisa e imparcial a obra que se lhes apresenta à sua frente; tipicamente têm uma boa capacidade de descrever aquilo que ouvem e de transmitir a outros a sua avaliação sobre a música.

- aqueles outros que, inexplicavelmente, estabelecem ligações sentimentais e quase "irracionais" com determinadas obras, mesmo não se tratanto de nenhumas obras primas do ponto de vista artístico ou criativo. Ligações do tipo que nos causam arrepios ou calafrios ao ouvir determinada música ou passagem e que até poderão ser difíceis de explicar.


Se no primeiro caso será muito mais fácil compreender e justificar um determinado nível de apetência musical influenciado por diversos factores externos, já no segundo caso considero ser matéria para a área de psicologia e que deve andar bastante perto do limiar da consciência/sub-consciência, onde a música assume quase um papel de "chave" para determinadas portas do nosso ser mais interior e que por vezes parece tocar em pontos tão sensíveis como aqueles que, por exemplo, caracterizam os laços de afinidade com os nossos entes mais queridos.

É algo difícil de explicar por palavras mas que fará todo o sentido a quem já sentiu o mesmo!

Isto tudo para lançar a questão: acham que a música nos torna pessoas melhores neste mundo? Smile
Ir para o topo Ir para baixo
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 16:51

microseiki escreveu:
Fran escreveu:
O eterno enigma, para o qual, na minha opinião, não há resposta.

, mas acho que é como gostar de camarão, ou de outra comida qq, gosta-se, e pronto!!!

Posso precisar a tua ordem de pensamento?

Como gostar de Sapateira e ao mesmo de Delicias do mar!!!

a quem não goste de sapateira e goste de Deli%%$&!"cias mar! ARRRGGGG!!!!!

penso que ao longo do nosso desenvolvimento cerebral os nossos neurónios reorganizam~se e o que os estimula torna-se mais exigente.

claro que nem todos!
ao analisarmos um peça de jazz verificamos que é mais complexa que uma Britney spears, e embora ate a BS (belo trocadilho) seja mais linear e ate talvez por isso mais harmonioso, os nossos neurónios ja não se contentam com tanta BS

Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963
Podes e deves, como tão bem o fizeste Qual a razão? 754215


Os gostos paliativos, não serão tão complexos de "explicar" uma vez que o objecto é algo que se vê e que existe fisicamente ... com os sons, aí é que a porca já torce o rabo.

Mas em todo caso, fizeste uma bela analogia/explicação, com a BS Qual a razão? 22692 , ainda que muitas das vezes, a complexidade (ou a não-complexidade) do que ouvimos, poderá não ter nada a ver, já que nem tudo o que é complexo sonoramente, nos "diz alguma coisa" (e vice-versa).
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 17:08

Bulldozer escreveu:
António José da Silva escreveu:
Vi um livro numa livraria em Lisboa (Saldanha Residence) que abordava esta temática a um nível mais cientifico, e na altura não quis gastar o "guito". Ainda hoje me penitencio por isso, pois é algo que realmente gostaria de entender mais a fundo. Qual a razão? 317942
Mas quando lá voltar, vou ver se o encontro.

Espero que encontres, pois tenho a certeza que vale a pena.

Apesar de não perceber nada do asssunto, acredito que o gosto e a capacidade de apreciação musical de cada um de nós é algo que não nasce connosco. Poderá naturalmente haver uma predisposição genética para a música (como em muitas outras áreas) mas essencialmente acho que se trata de uma curva evolutiva influenciada pelas demais variáveis internas e externas que vão acompanhando a nossa vivência ao longo dos anos.

O Pierre referiu e bem muitas dessas variáveis e haverá muitas mais a considerar.

Há ainda outra vertente que eu considero fascinante nisto da música e que provavelmente vou ter dificuldade em exprimir

Muito resumidamente, tenho a percepção de que há dois tipos de apreciadores de música:

- aqueles que graças à sua educação musical ou artística, horas de audições, experiência e background musical, apreciam a música de uma forma mais analítica (mais "fria", diria) capazes de avaliar de forma precisa e imparcial a obra que se lhes apresenta à sua frente; tipicamente têm uma boa capacidade de descrever aquilo que ouvem e de transmitir a outros a sua avaliação sobre a música.

- aqueles outros que, inexplicavelmente, estabelecem ligações sentimentais e quase "irracionais" com determinadas obras, mesmo não se tratanto de nenhumas obras primas do ponto de vista artístico ou criativo. Ligações do tipo que nos causam arrepios ou calafrios ao ouvir determinada música ou passagem e que até poderão ser difíceis de explicar.


Se no primeiro caso será muito mais fácil compreender e justificar um determinado nível de apetência musical influenciado por diversos factores externos, já no segundo caso considero ser matéria para a área de psicologia e que deve andar bastante perto do limiar da consciência/sub-consciência, onde a música assume quase um papel de "chave" para determinadas portas do nosso ser mais interior e que por vezes parece tocar em pontos tão sensíveis como aqueles que, por exemplo, caracterizam os laços de afinidade com os nossos entes mais queridos.

É algo difícil de explicar por palavras mas que fará todo o sentido a quem já sentiu o mesmo!

Isto tudo para lançar a questão: acham que a música nos torna pessoas melhores neste mundo? Smile


Mais um post de elevada qualidade. Penso que é mais ou menos neste sentido que as coisas se "movimentam". Não é fácil de resumir aquilo que poderá ter ínfimas variáveis. Sou daqueles que acredita que nem só os flocos de neve são únicos.
Mas, como somos (a maioria) seres racionais e com muitos hábitos comuns, poder-se-à estabelecer algum consenso em redor desta temática. A ver vamos.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 17:43

Na verdade, para mim, a resposta a esta questão é bem simples e não tem mistério nenhum.
Se tivermos a noção de que tudo o que existe é apenas uma determinada energia a vibrar a diferentes frequências, e que portanto nós, como indivíduos, somos únicos, ou seja cada qual vibra na sua própria frequência, se além disso considerar-mos que a música é um conjunto harmónico de determinadas frequências, é natural que uns vibrem com uma determinada musica, pois identificam-se com essa frequência, enquanto que essa mesma musica é capaz de provocar desconforto noutros que vibram a frequência diferente.
Por vezes acontece que determinadas músicas que numa altura não suportamos, noutra altura até nos fazem bater o pé. Depende do nosso estado de espírito, do nosso estado vibracional.
Por exemplo, se bebermos uns tintóis é garantido que o nosso estado de espírito se altera. Uns ficam melancólicos, outros querem partir tudo...mas também é sabido que nessas alturas até somos capazes de ouvir música que noutras condições não suportaríamos.

Pronto. Esta é a minha explicação. E sim...já bebi uns tintois. Nota-se pelo discurso, né. lol!


Última edição por Manel em Dom Set 09 2012, 17:45, editado 1 vez(es)
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 17:45

Manel escreveu:
Na verdade, para mim, a resposta a esta questão é bem simples e não tem mistério nenhum.
Se tivermos a noção de que tudo o que existe é apenas uma determinada energia a vibrar a diferentes frequências, e que portanto nós, como indivíduos, somos únicos, ou seja cada qual vibra na sua própria frequência, se além disso considerar-mos que a música é um conjunto harmónico de determinadas frequências, é natural que uns vibrem com uma determinada musica, pois identificam-se com essa frequência, enquanto que essa mesma musica é capaz de provocar desconforto noutros que vibram a frequência diferente.
Por vezes acontece que determinadas músicas que numa altura não suportamos, noutra altura até nos fazem bater o pé. Depende do nosso estado de espírito, do nosso estado vibracional.
Por exemplo, se bebermos uns tintóis é garantido que o nosso estado de espírito se altera. Uns ficam melancólicos, outros querem partir tudo...mas também é sabido que nessas alturas até somos capazes de ouvir música que noutras condições não suportaríamos.

Pronto. Esta é a minha explicação. E sim...já bebi uns tintois.
Nata-se pelo discurso, né. lol!


Fiquei a vibrar com a tua explicação. Qual a razão? 933723

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 17:48

António José da Silva escreveu:
Manel escreveu:
Na verdade, para mim, a resposta a esta questão é bem simples e não tem mistério nenhum.
Se tivermos a noção de que tudo o que existe é apenas uma determinada energia a vibrar a diferentes frequências, e que portanto nós, como indivíduos, somos únicos, ou seja cada qual vibra na sua própria frequência, se além disso considerar-mos que a música é um conjunto harmónico de determinadas frequências, é natural que uns vibrem com uma determinada musica, pois identificam-se com essa frequência, enquanto que essa mesma musica é capaz de provocar desconforto noutros que vibram a frequência diferente.
Por vezes acontece que determinadas músicas que numa altura não suportamos, noutra altura até nos fazem bater o pé. Depende do nosso estado de espírito, do nosso estado vibracional.
Por exemplo, se bebermos uns tintóis é garantido que o nosso estado de espírito se altera. Uns ficam melancólicos, outros querem partir tudo...mas também é sabido que nessas alturas até somos capazes de ouvir música que noutras condições não suportaríamos.

Pronto. Esta é a minha explicação. E sim...já bebi uns tintois.
Nota-se pelo discurso, né. lol!


Fiquei a vibrar com a tua explicação. Qual a razão? 933723

Nesse caso o objectivo foi alcançado. Qual a razão? 265963

Ir para o topo Ir para baixo
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 17:58

Manel escreveu:
Na verdade, para mim, a resposta a esta questão é bem simples e não tem mistério nenhum.
Se tivermos a noção de que tudo o que existe é apenas uma determinada energia a vibrar a diferentes frequências, e que portanto nós, como indivíduos, somos únicos, ou seja cada qual vibra na sua própria frequência, se além disso considerar-mos que a música é um conjunto harmónico de determinadas frequências, é natural que uns vibrem com uma determinada musica, pois identificam-se com essa frequência, enquanto que essa mesma musica é capaz de provocar desconforto noutros que vibram a frequência diferente.
Por vezes acontece que determinadas músicas que numa altura não suportamos, noutra altura até nos fazem bater o pé. Depende do nosso estado de espírito, do nosso estado vibracional.
Por exemplo, se bebermos uns tintóis é garantido que o nosso estado de espírito se altera. Uns ficam melancólicos, outros querem partir tudo...mas também é sabido que nessas alturas até somos capazes de ouvir música que noutras condições não suportaríamos.

Pronto. Esta é a minha explicação. E sim...já bebi uns tintois. Nota-se pelo discurso, né. lol!
Só um bocadinho lol!
Ir para o topo Ir para baixo
MicroGruas
Membro AAP
MicroGruas


Mensagens : 3202
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 52
Localização : Oriente

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 18:12

sem grandes dissertações filosófico/cientificas,

O ser humano constitui-se em dois "EU", o Social, que resultará de um determinismo geografico/cultural/historico, ou seja resulta do meio onde crescemos, com quem lidamos, os amigos, a familia, a propria geografia (se propensa a ficarmos mais ou menos em casa) as relaçoes de sociabilidade.
isto é o que ouvimos ou nos habituamos a ouvir, em familia ou no grupo de amigos. tudo o que resulta das relaçoes sociais.

O "EU" pessoal, ja será o nosso inato (talvez uma referencia biologica do que é ou agradavel fisicamente, no caso ao ouvido e ao cerebro), que sofre influencias externas Tambem.

ja conheci irmaos em ue ambos tiveram formações iguais, mas no entanto, um gosta de raves/Tecno e o outro - o mais novo- só ouve Classica e dá umas voltinhas ao jazz - Rock, Blues e afins nem pensar.
Expliquem lá isto, a não ser pelo facto do ´biologico. porque o factores externos foram comuns

O cumular de experiencias de vida evidentemente tbnos moldam e formam.
Em miudo , ouvia em casa Bob Dylan, Muddy waters , Gillespie, Coltrane,Bob marley apenas para referenciar alguns e variedades. A minha mae levava-me a ver concertos de Jazz (cascais e outros). lembro-me que ao vivo gostava de Jazz, mas nao gostava de ouvir em casa.
Estas experiencias moldaram os meus gostos musicais, para além de outras coisas que passei a ouvir. O meu irmão do meio que era uma "parede" na musica, hoje é um analogico Fervoroso. e essencilamente Classica!!!

Mas para quê tentar explicar o ser humano? Esse gajo é pior que uma mulher!! nunca podemos contar com certezas com ele

Qual a razão? 265963

Deste-me uma ideia, Vou ouvir Miles

Qual a razão? 22692
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 18:34

microseiki escreveu:
sem grandes dissertações filosófico/cientificas,

O ser humano constitui-se em dois "EU", o Social, que resultará de um determinismo geografico/cultural/historico, ou seja resulta do meio onde crescemos, com quem lidamos, os amigos, a familia, a propria geografia (se propensa a ficarmos mais ou menos em casa) as relaçoes de sociabilidade.
isto é o que ouvimos ou nos habituamos a ouvir, em familia ou no grupo de amigos. tudo o que resulta das relaçoes sociais.

O "EU" pessoal, ja será o nosso inato (talvez uma referencia biologica do que é ou agradavel fisicamente, no caso ao ouvido e ao cerebro), que sofre influencias externas Tambem.

ja conheci irmaos em ue ambos tiveram formações iguais, mas no entanto, um gosta de raves/Tecno e o outro - o mais novo- só ouve Classica e dá umas voltinhas ao jazz - Rock, Blues e afins nem pensar.
Expliquem lá isto, a não ser pelo facto do ´biologico. porque o factores externos foram comuns

O cumular de experiencias de vida evidentemente tbnos moldam e formam.
Em miudo , ouvia em casa Bob Dylan, Muddy waters , Gillespie, Coltrane,Bob marley apenas para referenciar alguns e variedades. A minha mae levava-me a ver concertos de Jazz (cascais e outros). lembro-me que ao vivo gostava de Jazz, mas nao gostava de ouvir em casa.
Estas experiencias moldaram os meus gostos musicais, para além de outras coisas que passei a ouvir. O meu irmão do meio que era uma "parede" na musica, hoje é um analogico Fervoroso. e essencilamente Classica!!!

Mas para quê tentar explicar o ser humano? Esse gajo é pior que uma mulher!! nunca podemos contar com certezas com ele

Qual a razão? 265963

Deste-me uma ideia, Vou ouvir Miles

Qual a razão? 22692

O ser humano é isso mesmo, um individuo. Individuo, significa que é único, que não há dois iguais. Não depende dos pais, do local onde nascemos, das condições com que somos educados...
Pura e simplesmente não podem haver duas pessoas iguais. Podem ser filhos dos mesmos pais, ficarem fechados num compartimento estanque por toda a vida e sujeitos às mesmas influências e mesmo assim nunca serão iguais.
Chegamos onde chegamos precisamente por isso. Não existem dois seres humanos iguais!!!! Seria uma aberração.
Façam um esforço e vejam se conseguem imaginar dois seres humanos iguais.
O que eu quero dizer com isto, é que o que afecta um de uma determinada maneira, afecta o seu "próximo" de maneira diferente.
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 21:05

Quer se concorde ou não com o que tem aqui sido explanado, o que é certo é que quanto a mim, há muita ideia a enriquecer o debate. Pode ser que mais se juntem com mais ideias.
Mesmo que sejamos indivíduos únicos, mas na grande maioria racionais, pode ser que se chegue a um consenso alargado sobre este fenómeno que é a musica e que deixa uns em êxtase e outros quase indiferentes.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 21:09

Para concluir o meu (ir)raciocinio.
Imaginando que todos tivemos origem numa onda com uma frequência fundamental e que essa mesma onda à medida que se vai propagando vai originando as mais diversas sub-frequências (talvez se possam chamar harmónicas).
Assim somos nós, na minha concepção. Todos teremos algo em comum, mas com algo sempre diferente. Nem que seja apenas numa determinada harmónica, que devido aos nossos limitados sentidos não conseguimos perceber a diferença.
Ou seja: há quem apenas se reveja na sua frequência fundamental e tudo o mais lhe cause algum desagrado/desconforto. Para outros haverá momentos em que se sentirão extremamente felizes com determinada peça/musica e se desfaçam em lágrimas noutra altura...
Para quem já se tenha perdido, imagine um rádio. Cada estação tem uma determinada frequência, mas não podem existir duas estações com a mesma frequência, senão era uma confusão. Cada vez que que se tenta sintonizar duas estações próximas há sempre algo ali pelo meio que diferencia as duas. Não há hipótese de ambas terem a mesma frequência.

Provavelmente alguns já estarão a pensar: larga mas é a ganza lol!

mas pronto...é o meu ponto de vista. Smile
Ir para o topo Ir para baixo
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 21:18

Manel escreveu:
Para concluir o meu (ir)raciocinio.
Imaginando que todos tivemos origem numa onda com uma frequência fundamental e que essa mesma onda à medida que se vai propagando vai originando as mais diversas sub-frequências (talvez se possam chamar harmónicas).
Assim somos nós, na minha concepção. Todos teremos algo em comum, mas com algo sempre diferente. Nem que seja apenas numa determinada harmónica, que devido aos nossos limitados sentidos não conseguimos perceber a diferença.
Ou seja: há quem apenas se reveja na sua frequência fundamental e tudo o mais lhe cause algum desagrado/desconforto. Para outros haverá momentos em que se sentirão extremamente felizes com determinada peça/musica e se desfaçam em lágrimas noutra altura...
Para quem já se tenha perdido, imagine um rádio. Cada estação tem uma determinada frequência, mas não podem existir duas estações com a mesma frequência, senão era uma confusão. Cada vez que que se tenta sintonizar duas estações próximas há sempre algo ali pelo meio que diferencia as duas. Não há hipótese de ambas terem a mesma frequência.

Provavelmente alguns já estarão a pensar: larga mas é a ganza lol!

mas pronto...é o meu ponto de vista. Smile
Gostei Qual a razão? 754215 , bué de bem engendrado, ainda que a dita cuja ganzinha, tenha ajudado Qual a razão? 265963
Ir para o topo Ir para baixo
MicroGruas
Membro AAP
MicroGruas


Mensagens : 3202
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 52
Localização : Oriente

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 21:20

Manel no final de contas até concordamos!

o ser Humano, é ser social, vive no grupo/comunidade e nessa molda-se, é a nossa história, cultura, o que nos apróxima enquanto Comunidade, povo, Nação.
Mas o seu ser Pessoal, é o que nos faz ser Individuos (do individual=unico), e é nesta dialectica que nascemos , crescemos e nos tornamos individuos.


Qual é o Tema do Tópico?
perdi-me!!!
Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963


António vou voltar aos comprimidos!!
Qual a razão? 758687 Qual a razão? 758687

já volto
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 21:27

microseiki escreveu:



António vou voltar aos comprimidos!!
Qual a razão? 758687 Qual a razão? 758687

já volto


Finalmente, e duplica a dose sff. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:01

Nem tudo tem uma explicação lógica /cientifica.
Por alguma razão alguém resolveu classificar determinadas bebidas como "bebidas espirituais".
Porque será???? Qual a razão? 933723
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:05

Manel escreveu:
Nem tudo tem uma explicação lógica /cientifica.


Mesmo que algumas questões não sejam fáceis de explicar, a nossa teimosia não larga com facilidade e ás vezes até saem umas parvoeiras bem interessantes. Qual a razão? 491368


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:37

António José da Silva escreveu:
Manel escreveu:
Nem tudo tem uma explicação lógica /cientifica.


Mesmo que algumas questões não sejam fáceis de explicar, a nossa teimosia não larga com facilidade e ás vezes até saem umas parvoeiras bem interessantes. Qual a razão? 491368


É verdade.
Brincadeiras à parte, já me debrucei sobre a influencia das diversas frequências sobre o nosso organismo, e as baixas frequências em particular, afectam-nos de uma maneira muito especial.
Digamos que é um desvio do tópico mas que mesmo assim pode ajudar a explicar.
Há determinadas frequências, que embora saiam da nossa gama auditiva e embora o nosso aparelho auditivo não as capte, o nosso corpo sente-as através doutros meios. Isso pode causar um desconforto inexplicável, e sentir-mo-nos nervosos de repente, sem qualquer explicação lógica. Isto está comprovado cientificamente.
Portanto, extrapolando, eu diria que o que se passa com a musica no geral, é algo do mesmo género.
Somos influenciados em menor ou maior grau pelas vibrações da musica/instrumentos musicais.
Hummm...olhando para trás parece que andei às voltas e voltei ao ponto de partida. Qual a razão? 447836
Receio que o meu raciocínio não dê para mais. Embarassed
Ir para o topo Ir para baixo
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:40

Manel escreveu:
António José da Silva escreveu:
Manel escreveu:
Nem tudo tem uma explicação lógica /cientifica.


Mesmo que algumas questões não sejam fáceis de explicar, a nossa teimosia não larga com facilidade e ás vezes até saem umas parvoeiras bem interessantes. Qual a razão? 491368


É verdade.
Brincadeiras à parte, já me debrucei sobre a influencia das diversas frequências sobre o nosso organismo, e as baixas frequências em particular, afectam-nos de uma maneira muito especial.
Digamos que é um desvio do tópico mas que mesmo assim pode ajudar a explicar.
Há determinadas frequências, que embora saiam da nossa gama auditiva e embora o nosso aparelho auditivo não as capte, o nosso corpo sente-as através doutros meios. Isso pode causar um desconforto inexplicável, e sentir-mo-nos nervosos de repente, sem qualquer explicação lógica. Isto está comprovado cientificamente.
Portanto, extrapolando, eu diria que o que se passa com a musica no geral, é algo do mesmo género.
Somos influenciados em menor ou maior grau pelas vibrações da musica/instrumentos musicais.
Hummm...olhando para trás parece que andei às voltas e voltei ao ponto de partida. Qual a razão? 447836
Receio que o meu raciocínio não dê para mais. Embarassed
De acordo, mas isso não explica a razão porque gostamos tanto de música, e outros, nem lhes interessa saber o que isso é (são indiferentes)


EDITO :
António escreveu:
O que nos leva a amar a musica desta maneira, e por outro lado, há quem não "veja" a mínima piada nisto tudo?


Última edição por Fran em Dom Set 09 2012, 22:42, editado 1 vez(es)
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:42

Manel escreveu:

Receio que o meu raciocínio não dê para mais. Embarassed


Nós apoiamos-te no que for preciso. Qual a razão? 933723

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Ulrich
Membro AAP
Ulrich


Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 43
Localização : Aveiro

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:42

Manel escreveu:
...
Há determinadas frequências, que embora saiam da nossa gama auditiva e embora o nosso aparelho auditivo não as capte, o nosso corpo sente-as através doutros meios. Isso pode causar um desconforto inexplicável, e sentir-mo-nos nervosos de repente, sem qualquer explicação lógica. Isto está comprovado cientificamente.

Temos um membro no Fórum que está sempre a afirmar isso, o Mattos, que tem
umas fantásticas colunas, de Cinema, numa sala com 10m2 Qual a razão? 491368

não se ouve, mas sente-se diz ele study
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:51

Ulrich escreveu:
Manel escreveu:
...
Há determinadas frequências, que embora saiam da nossa gama auditiva e embora o nosso aparelho auditivo não as capte, o nosso corpo sente-as através doutros meios. Isso pode causar um desconforto inexplicável, e sentir-mo-nos nervosos de repente, sem qualquer explicação lógica. Isto está comprovado cientificamente.

Temos um membro no Fórum que está sempre a afirmar isso, o Mattos, que tem
umas fantásticas colunas, de Cinema, numa sala com 10m2 Qual a razão? 491368

não se ouve, mas sente-se diz ele study


Nem aparece aqui, passa a vida esmagado contra a parede por frequências que nem as ouve. Qual a razão? 933723

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Fran
Membro AAP
Fran


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 22:52

António José da Silva escreveu:
Ulrich escreveu:
Manel escreveu:
...
Há determinadas frequências, que embora saiam da nossa gama auditiva e embora o nosso aparelho auditivo não as capte, o nosso corpo sente-as através doutros meios. Isso pode causar um desconforto inexplicável, e sentir-mo-nos nervosos de repente, sem qualquer explicação lógica. Isto está comprovado cientificamente.

Temos um membro no Fórum que está sempre a afirmar isso, o Mattos, que tem
umas fantásticas colunas, de Cinema, numa sala com 10m2 Qual a razão? 491368

não se ouve, mas sente-se diz ele study


Nem aparece aqui, passa a vida esmagado contra a parede por frequências que nem as ouve. Qual a razão? 933723
Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963



Qual a razão? 22692

EDITO : f&%da-se, esta m*&da já descambou (para variar) Qual a razão? 936335
Ir para o topo Ir para baixo
MicroGruas
Membro AAP
MicroGruas


Mensagens : 3202
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 52
Localização : Oriente

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:03

um satisfeitissimo cliente do ultimo modelo de Horns Mau Audio

Qual a razão? Testing2482

Só lhe sobraram 10 metritos
mas com uma impacto
Ir para o topo Ir para baixo
Ulrich
Membro AAP
Ulrich


Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 43
Localização : Aveiro

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:07

Fran escreveu:
António José da Silva escreveu:
Ulrich escreveu:
Manel escreveu:
...
Há determinadas frequências, que embora saiam da nossa gama auditiva e embora o nosso aparelho auditivo não as capte, o nosso corpo sente-as através doutros meios. Isso pode causar um desconforto inexplicável, e sentir-mo-nos nervosos de rep
ente, sem qualquer explicação lógica. Isto está comprovado cientificamente.

Temos um membro no Fórum que está sempre a afirmar isso, o Mattos, que tem
umas fantásticas colunas, de Cinema, numa sala com 10m2 Qual a razão? 491368

não se ouve, mas sente-se diz ele study


Nem aparece aqui, passa a vida esmagado contra a parede por frequências que nem as ouve. Qual a razão? 933723
Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963



Qual a razão? 22692

EDITO : f&%da-se, esta m*&da já descambou (para variar) Qual a razão? 936335

E assim é que está bem, senão o pessoal estranhava Suspect

Viva o AAP cheers

lol!
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:09

Ulrich escreveu:


E assim é que está bem, senão o pessoal estranhava Suspect

Viva o AAP cheers

lol!


O fórum onde tudo descamba, mas sempre volta ao normal.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Manel
Membro AAP
Manel


Mensagens : 1410
Data de inscrição : 12/06/2012

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:10

Fran escreveu:


(...)

Qual a razão? 22692

EDITO : f&%da-se, esta m*&da já descambou (para variar) Qual a razão? 936335

Não há pachorra. Um homem aqui a esforçar-se para ter uma conversa séria... Qual a razão? 57537















Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963 Qual a razão? 265963
Ir para o topo Ir para baixo
Ulrich
Membro AAP
Ulrich


Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 43
Localização : Aveiro

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:11

António José da Silva escreveu:


O fórum onde tudo descamba, mas sempre volta ao normal.

ou seja : descambado


lol!
Ir para o topo Ir para baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
Jorge Ferreira


Mensagens : 3386
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 53
Localização : Palmela

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:29


O único forum Português que está completamente alinhado com a realidade Portuguesa, Não tem ponta por onde se lhe pegue...
Ir para o topo Ir para baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptyDom Set 09 2012, 23:32

Jorge Ferreira escreveu:

O único forum Português que está completamente alinhado com a realidade Portuguesa, Não tem ponta por onde se lhe pegue...

Bom, também não exageres, o país ainda está pior. lol!

Mas a ver se contribuis para o tema em questão.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
Jorge Ferreira


Mensagens : 3386
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 53
Localização : Palmela

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptySeg Set 10 2012, 00:01

Existem dois factores na razão de uma música nos agradar especialmente.

Um factor é puramente dos sentidos, sensorial auditiva, dos sons, dos tons, dos timbres.
Este factor pode ser atingido com um som fantástico, que nos faz soar essa campainha dos sentidos auditivos dentro de nós.

O outro factor é o da recepção, descodificação e entendimento da mensagem, como sendo algo com o qual nos identificamos muito e que para nós faz todo o sentido, este factor é intelectual e não sensorial.
Este factor pode ser atingido com as letras das músicas, a interpretação do artista, a forma como o músico toca, algo ligado ao coração e ao sentimento, ao intelecto, que nos faz soar essa campainha do coração que está dentro de nós.

Quando estes dois factores estão presentes ao mesmo tempo, ou seja tocam simultâneamente nas campainhas dos sentidos auditivos e da mensagem no coração, nessa altura estamos perante a razão daquilo que te aconteceu.


Abraços,
Jorge Ferreira

Ir para o topo Ir para baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptySeg Set 10 2012, 08:35

Jorge Ferreira escreveu:
Existem dois factores na razão de uma música nos agradar especialmente.

Um factor é puramente dos sentidos, sensorial auditiva, dos sons, dos tons, dos timbres.
Este factor pode ser atingido com um som fantástico, que nos faz soar essa campainha dos sentidos auditivos dentro de nós.

O outro factor é o da recepção, descodificação e entendimento da mensagem, como sendo algo com o qual nos identificamos muito e que para nós faz todo o sentido, este factor é intelectual e não sensorial.
Este factor pode ser atingido com as letras das músicas, a interpretação do artista, a forma como o músico toca, algo ligado ao coração e ao sentimento, ao intelecto, que nos faz soar essa campainha do coração que está dentro de nós.

Quando estes dois factores estão presentes ao mesmo tempo, ou seja tocam simultâneamente nas campainhas dos sentidos auditivos e da mensagem no coração, nessa altura estamos perante a razão daquilo que te aconteceu.


Abraços,
Jorge Ferreira



Faz sentido. Qual a razão? 754215


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
chicosta
Membro AAP
chicosta


Mensagens : 1074
Data de inscrição : 25/02/2012
Idade : 51

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptySeg Set 10 2012, 11:11

António José da Silva escreveu:
Assim como há malta que só gosta do Big Mac e de Coca Cola. Mas penso que no caso abordado, a coisa se reveste de maior complexidade.

Isso era alguma piada a alguém que por acaso na 6ªfeira passada esteve a almoçar à minha direita???

Qual a razão? 265963
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva


Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Quinta do Anjo

Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? EmptySeg Set 10 2012, 16:57

chicosta escreveu:

Isso era alguma piada a alguém que por acaso na 6ªfeira passada esteve a almoçar à minha direita???

Qual a razão? 265963


Bingo.... Qual a razão? 265963

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Qual a razão? 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado





Qual a razão? Empty
MensagemAssunto: Re: Qual a razão?   Qual a razão? Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Qual a razão?
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissões neste fórumVocê não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Música Geral-
Ir para: