Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Poesia analogica ...

Ir para baixo 
AutorMensagem
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 7087
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySab Set 04 2010, 11:43

Olà,

O Sr Shindo é um personagem singular. A sua filosofia em relação à hifi, faz dele alguém de detestàvel ou de adoràvel (eu faço parte das pessoas divididas ...). Em 1977 ele criou a sua empresa em Saitama no Japão (Shindo labs) com uma convicção; a hifi do passado era melhor e mais humana do que a da época (é um debate antigo e muito anterior ao CD vs. vinilo). A partir dai ele recuperou todas as velhas peças de qualidade americanas ou europeias (vàlvulas, resistências, condensadores, transformadores, etc ... e mesmo aparelhos) para fazer os seus proprios elos. Assim ele constituiu o maior tresouro de guerra de peças NOS (que hoje se vendem a preço de ouro), e os seus aparelhos são sempre construidos artesanalmente com uma grande quantidade de peças originais do passado. O objectivo do Sr Shindo é de parar o tempo num espaço aonde técnica e artesanato se unem para criar a arte. Concepto poético e elegante que explica o titulo do topico. Vamos saltar as suas produçoes a vàlvulas, colunas e outros acessorios (aos quais ele dà o nome de grandes vinhos françeses) para nos interessar-mos ao conjunto gira, braço e célula da Shindo labs :

[img]Poesia analogica ... Shindo1g[/URL][/img]

O gira Shindo 301, como o seu nome indica é uma alteração propriétaria do bom velho mitico Garrard 301 original. O prato é mais largo de 2.5 – 3 cm que o original (e muito mais pesado), é feito numa liga de estanho / chumbo e cobre como os tubos antigos dos orgãos e é perfeitamente rectificado e equilibrado. O conjunto eixo / chumaçeira é modificado também, com um eixo mais largo e com tolerâncias mais serradas que o original, e este grupo é lubrificado com um oleo especial. A base-suporte (plinth) é fabricada em contreplacado de madeiras duras (diferentes e escolhidas à escuta) e depois perfeitamente laqueado à mão em varias camadas como quer a tradição japonesa. Os pés são em bronze e um puck (contrapeso de disco) especial em bronze também, completa e fecha o conjunto que é de grande beleza.

O braço é uma copia do Ortofon/EMT RF-297 de 12 polegadas mas feito com materiais modernos e com tolerâncias mais baixas. Os micro-rolamentos de tipo aviação téem um nivel de fricção e de jogo infimo e o tubo em aluminio de grau militar é amortecido por polpa de celulose para reduzir as resonâncias. A base de fixação do braço na base-suporte é muito mais larga e estàvel e permite uma melhor evacuação das vibrações e uma maior rigidez na ligação entre o braço e o gira-discos. O cabo é cablado em fio de prata e os cinch de saida são montados numa base em cerâmica. Visualmente o braço é identico ao Ortofon citado acima.

[img]Poesia analogica ... Ortofonshindo[/img]

A célula é a Ortofon SPU original muito modificada pelo Sr Shindo. O estilete (cantilever) é feito em boro e a suspensão é feita numa mistura de borracha natural, seda e algodão. O corpo em baquelite é amortecido à escuta em certos sitios, com uma massa natural à base de latex e polpa de bambu. A célula é fixada ao braço pela baioneta classica da Ortofon. Na foto acima hà a imagem das duas células, Ortofon e Shindo.

A este estado da discussão voçês devem se dizer, o que é que isto dà à escuta. Como disse acima estou dividido na minha opinião sobre a filosofia Shindo, pois no papel ela discute-se mas na realidade, em média os seus aparelhos são magnificos, mas este conjunto é fabuloso e majestuoso. O que caracterisa o 301 de origem é a energia fantastica que ele desenvolve e que é quase unica. Aqui a energia é mantida mas com um feltrado unico, criando a sensação à escuta de uma grande doçura. O nivel de detalhe do segundo e terceiro plano é fantastico e dà uma lição às células modernas hiper-técnicas. O detalho é perfeitamente lisivel, mas ao mesmo tempo, està em permanência fundido na mensagem sonora principal, coisa que poucas células modernas são capazes de fazer. O palco é cohérente e estàvel, mas dà a impressão de envolver o auditor, de implicà-lo no que se està a passar, e finalmente a magia apareçe como por encanto. Um aparelho que nos desvia da audiofilia afim de nos mergulhar ao fundo de nos mesmos e da nossa sensibilidade. Uma experiência rara e singular que me evocou este pensamento quando ouvi esta maquina pela primeira vez, “...a sensação de não ouvir a técnica, mas o homem que fez esta maquina...”. Uma grande lição de sensibilidade ...
Até+
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySab Set 04 2010, 13:19

Essa tua discrição quase "queirosiana" dá-me uma imensa vontade de querer ouvir um gira desses. Tudo o que o homem faz, deve de ser um regalo para os sentidos.
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySab Set 04 2010, 13:32

...e mais uma bela imagem cheia de poesia.

Poesia analogica ... Shindo

Ir para o topo Ir para baixo
*©uℓto do Ʋıƞıℓ ®
Membro AAP


Mensagens : 1377
Data de inscrição : 04/07/2010
Idade : 48
Localização : Terra da Capa Rica

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 17:31

Agora é que vou começar a ler alguns dos testamentos que por aqui andam, excelente que mais dizer, dá gosto ler textos com esta fluidez.

muito bom
Ir para o topo Ir para baixo
Melomaniaco
Membro AAP
Melomaniaco

Mensagens : 74
Data de inscrição : 04/09/2010

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 17:59

Muito interessante. Especialmente o contraponto com equipamentos »hiper técnicos«.

Sem a devida permissão do forista TD124 e do autor do blog Matt Mullenweg, atrevo-me a postar o seguinte link,

http://ma.tt/2009/04/visiting-shindo-labs/

Cumprimentos,

João
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 18:11

Melomaniaco escreveu:
Muito interessante. Especialmente o contraponto com equipamentos »hiper técnicos«.

Sem a devida permissão do forista TD124 e do autor do blog Matt Mullenweg, atrevo-me a postar o seguinte link,

http://ma.tt/2009/04/visiting-shindo-labs/

Cumprimentos,

João


Caro João. links com esse conteúdo quase erótico, não carecem de permissão. Poesia analogica ... 933723
Ir para o topo Ir para baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3026
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Para onde nos pode levar uma música? Para qualquer lugar onde seja capaz de voar o pensamento.

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 19:07

"Poesia Analogica"
achei que era uma hiperbole, quando vi titulo, rendi-me quando acabei de a ler.
só mesmo o Paulo.
Poesia analogica ... 754215 Poesia analogica ... 874774
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 19:16

vlopes escreveu:
"Poesia Analogica"
achei que era uma hiperbole, quando vi titulo, rendi-me quando acabei de a ler.
só mesmo o Paulo.
Poesia analogica ... 754215 Poesia analogica ... 874774


É sem duvida único. Poesia analogica ... 874774
Ir para o topo Ir para baixo
longplay
Membro AAP
longplay

Mensagens : 396
Data de inscrição : 04/07/2010
Localização : Centro

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:38

Obrigado pela "poesia em prosa"... Poesia analogica ... 22692

Como costumo dizer, já valeu a pena passar por aqui...

A mim dá simplesmente vontade de ir pôr uma bolachinha no Gira... cheers
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:40

longplay escreveu:
Obrigado pela "poesia em prosa"... Poesia analogica ... 22692

Como costumo dizer, já valeu a pena passar por aqui...

A mim dá simplesmente vontade de ir pôr uma bolachinha no Gira... cheers


Ou abrir uma latinha. (caixinha) Poesia analogica ... 491368
Ir para o topo Ir para baixo
longplay
Membro AAP
longplay

Mensagens : 396
Data de inscrição : 04/07/2010
Localização : Centro

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:42

António José da Silva escreveu:


Ou abrir uma latinha. (caixinha) Poesia analogica ... 491368

Só se for para dar comida ao Sebastião... ao gato, entenda-se... lol!
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:43

longplay escreveu:
António José da Silva escreveu:


Ou abrir uma latinha. (caixinha) Poesia analogica ... 491368

Só se for para dar comida ao Sebastião... ao gato, entenda-se... lol!

Seria uma forma airosa de (mais uma vez) insinuares o teu Revox. Poesia analogica ... 933723
Ir para o topo Ir para baixo
longplay
Membro AAP
longplay

Mensagens : 396
Data de inscrição : 04/07/2010
Localização : Centro

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:49

António José da Silva escreveu:


Seria uma forma airosa de (mais uma vez) insinuares o teu Revox. Poesia analogica ... 933723
Passou-me pela cabeça mas quero que tenhas uma noite tranquila... Poesia analogica ... 265963
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:50

longplay escreveu:
António José da Silva escreveu:


Seria uma forma airosa de (mais uma vez) insinuares o teu Revox. Poesia analogica ... 933723
Passou-me pela cabeça mas quero que tenhas uma noite tranquila... Poesia analogica ... 265963


Poesia analogica ... 271350
Ir para o topo Ir para baixo
longplay
Membro AAP
longplay

Mensagens : 396
Data de inscrição : 04/07/2010
Localização : Centro

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:56

António José da Silva escreveu:
longplay escreveu:
António José da Silva escreveu:


Seria uma forma airosa de (mais uma vez) insinuares o teu Revox. Poesia analogica ... 933723
Passou-me pela cabeça mas quero que tenhas uma noite tranquila... Poesia analogica ... 265963


Poesia analogica ... 271350

As usual... Destroying another topic... Poesia analogica ... 310490
Ir para o topo Ir para baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 54
Localização : Quinta do Anjo

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptySeg Set 06 2010, 23:57

longplay escreveu:
António José da Silva escreveu:
longplay escreveu:
António José da Silva escreveu:


Seria uma forma airosa de (mais uma vez) insinuares o teu Revox. Poesia analogica ... 933723
Passou-me pela cabeça mas quero que tenhas uma noite tranquila... Poesia analogica ... 265963


Poesia analogica ... 271350

As usual... Destroying another topic... Poesia analogica ... 310490


Peço desculpa ao td124, mas este Noé e o seu Revox fazem sempre destas. Poesia analogica ... 933723
Ir para o topo Ir para baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 60
Localização : Lisboa

Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... EmptyTer Set 07 2010, 05:52

Isto faz-me lembrar as bolachas caseiras! O pior é a dieta!... Poesia analogica ... 491368
Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado




Poesia analogica ... Empty
MensagemAssunto: Re: Poesia analogica ...   Poesia analogica ... Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Poesia analogica ...
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissão neste fórum:Você não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: