Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistarEntrar
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.

Ir para baixo 
+8
neo_2018
João Henrique
JPEREIRA
Alexandre Vieira
Mellowship
Ghost4u
TD124
José Miguel
12 participantes
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
José Miguel
Membro AAP



Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Jan 18 2021, 01:05

Com o tempo e com as boas conversas que por aqui foram acontecendo, aprendemos a colocar na balança a estética e a função. A estética é importante quando as coisas estão no seu estado de quietude, desligadas. Quando as coisas estão em função e no estado activo, então o melhor que elas têm para nos oferecer é desaparecer.

Não sei foi pela mudança de braço e célula, mas a verdade é que cada vez olho menos na direcção do gira-discos quando ele está a funcionar. Continuo a gostar do ritual de ir à estante, escolher um álbum. pegar e olhar a capa, retirar o disco e colocá-lo no gira-discos, baixar o braço e, com o tempo que demora a descida do mesmo, sentar-me sossegado. Até as moedas têm duas faces para se tornarem uma. Smile
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Jan 18 2021, 08:36

José Miguel escreveu:
Com o tempo e com as boas conversas que por aqui foram acontecendo, aprendemos a colocar na balança a estética e a função. A estética é importante quando as coisas estão no seu estado de quietude, desligadas. Quando as coisas estão em função e no estado activo, então o melhor que elas têm para nos oferecer é desaparecer. ...

Eu teria tendência para dizer, e é algo que reconheço, que a estética do material é importante quando ele é visivel e està numa sala de estar. No passado os anglo-saxões metiam os aparelhos, e mesmo a televisão, em movéis fechados e isso explica a falta de estética de alguns aparelhos do passado como os Quad, Marantz ou Radford ... em contrapartida as colunas eram folheadas e mesmo trabalhadas para se integrar estéticamente na sala como as Tannoy. Hoje em dia existe por aqui a tendência a fazer sobressair o sistema do resto e cada vez mais o sistema està apresentado numa espécie de pedestral que lhe permite de ter um papel de relevo na sala ... neste caso a estética, qualquer que seja, toma uma importância fundamental é claro!...

Como tenho uma sala separada a questão é segundaria e a madame ném me chateia ... mas se o sistema estivesse às vistas seria mais complicado penso Laughing
Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 11:36

José Miguel escreveu:
Nós ainda não nos decidimos sobre uma eventual troca do cabo de alimentação

Bom dia José Miguel, ainda bem que não decidiram (desperdiçar dinheiro). Ainda estão a tempo de esquecer a ideia. Wink

neo_2018 gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 11:45

ricardo onga-ku escreveu:
José Miguel escreveu:
Nós ainda não nos decidimos sobre uma eventual troca do cabo de alimentação

Bom dia José Miguel, ainda bem que não decidiram (desperdiçar dinheiro). Ainda estão a tempo de esquecer a ideia. Wink

Faz-me prazer te ler Ricardo ... andaste perdido e inquietei-me, espero que và tudo bem contigo e com a familia   Wink

Quanto ao cabo de corrente no McLaren ... que ideia utilisar um cabo mais caro do que o amplificador  affraid

lol!

ricardo onga-ku gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 12:31

ricardo onga-ku escreveu:
José Miguel escreveu:
Nós ainda não nos decidimos sobre uma eventual troca do cabo de alimentação

Bom dia José Miguel, ainda bem que não decidiram (desperdiçar dinheiro). Ainda estão a tempo de esquecer a ideia. Wink

Bom dia Ricardo, é muito bom ler as suas palavras por aqui. Wink

Nós e os cabos temos uma relação relativamente simples, sem deixar de ser apimentada pelas nossas crenças e dúvidas - no Homem e na forma como ele conhece, na Ciência, nas condições ambientais e possíveis relações que escapam às explicações.

A Luciana tem uma frase curta que diz muito: Cabos caros têm de fazer diferença, seja ela qual for. Smile

O amplificador já teve ligado a cabos bem mais caros do que ele, mesmo aquando de novo. Está da mesma forma faz tempo e até que outras condições se formem deverá manter-se. Mais depressa se troca de amplificador do que de cabo de corrente.

Posto isto, em jeito de resumo do tópico e actualização, depois de termos estabilizado a ligação do DAC (alimentação pelo computador não vale a pena, ligar a um carregador de telefone bem construído é uma boa solução; também experimentamos uma régua com alimentação por USB e o silêncio manteve-se), ele tem tocado mais do que o gira-discos. Como ando numa fase em que tenho escutado muita Música onde os pormenores são finos, o silêncio que ele garante é uma mais-valia. Ainda não tive tempo para dedicar à gravação de CDs, o computador não tem leitor e não gosto de ir à internet buscar. Das experiências que temos, via computador, a leitura de ficheiros locais e streaming não produz diferenças perceptíveis (qualidade semelhante). Assim sendo, o streaming mantém-se como ferramenta e o antigo telefone HTC 10, completamente limpo (na medida do possível), tem feito o seu trabalho de forma satisfatória e superior ao computador (em streaming).

Confesso que cheguei a acreditar que por esta hora já tivesse mais qualquer coisa para somar ao DAC, mas ando preso a algumas tarefas e a satisfação ainda não foi ameaçada. Mantenho a minha recomendação sobre este DAC, quem não quiser gastar muito e quiser escutar Música sem pensar que está ali um aparelho no caminho, o Topping E30 é uma bela opção.

A nossa busca por um DAC não se prendeu com o som do gira-discos ou do alegado "analógico", o que nós queremos é um gira-discos a chegar perto do DAC e não o contrário, pois este está mais perto de nos dar a Música como a entendemos.
Ir para o topo Ir para baixo
neo_2018
Membro AAP



Mensagens : 354
Data de inscrição : 10/09/2018
Idade : 46

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 14:00

TD124 escreveu:
Faz-me prazer te ler Ricardo ... andaste perdido e inquietei-me, espero que và tudo bem contigo e com a familia   Wink
Penso que podemos fazer nossas estas suas palavras !!!

É muito bom voltar a ler as suas palavras, @ricardo onga-ku!

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 14:19

José Miguel escreveu:

... A nossa busca por um DAC não se prendeu com o som do gira-discos ou do alegado "analógico", o que nós queremos é um gira-discos a chegar perto do DAC e não o contrário, pois este está mais perto de nos dar a Música como a entendemos.

Houve um tempo, não muito distante, aonde uma frase como esta, sobretudo num forum analogico, seria o começo de uma série de trocas enfàticas em prol do som do vinil ... hoje ela é açeite "quase" como uma evidência. Sim, as coisas avançam  Laughing
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 14:42

Quando cheguei a este espaço a comparação era com o CD e da minha parte já colocada nos mesmos moldes. Wink

Eu/nós não deixamos de usar o gira-discos e em algumas situações o resultado até parece superior - pelo menos no gozo de escuta em modo atento, mas não crítico (reservo este termo para o modo de atenção onde se procura mais do que Música). A evolução do Lenco e o pré de phono garantem bons momentos, mas na Música de rendilhado fino a conversa é outra, seja Clássica ou Post-Rock e tudo o que cabe no meio, e a única coisa que quebra o maravilhoso silêncio é a interminável obra na rua em frente de nossa casa... Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 2613325421


Creio, honestamente, que é possível ter Música com grandes condições usando um sistema com gira-discos, mas é mais fácil e barato ter com um leitor de CDs ou um DAC. Wink


Ah! Isto do DAC também tem os seus problemas, ainda esta semana deixei de escutar um álbum por não gostar de ter toda a distorção na minha frente. A distorção está no álbum, em todos os formatos, mas via DAC fica mais evidente e menos "simpática".
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 15:23

José Miguel escreveu:

... Creio, honestamente, que é possível ter Música com grandes condições usando um sistema com gira-discos, mas é mais fácil e barato ter com um leitor de CDs ou um DAC. Wink

Visto que a noção de grandes condições é globalmente vaga e não representa um valor numa escala comparativa açeito e até estou de acordo, assim como como a conclusão! Mas, o Gonçalo dizia à pouco tempo o quanto està a se dar conta das limitações do formato (vinil), coisa com a qual estou de acordo. Não posso deixar de constatar que dum lado apareçe como uma evidência, enfim reconhecida, as multiplas deficiências técnicas do vinil e do outro lado subsiste uma obstinação a considerà-lo como um formato que pode reproduzir a musica com grandes condições. O vinil continua a beneficiar de uma empatia especial pareçe-me ... penso que existe na expressão grandes condições uma boa dose de "grande prazer", o que nos leva directamente a algo de pessoal e do dominio do gosto  Wink
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 15:42

Ao longo dos anos desenvolvi crenças no que toca aos limites e possibilidades do áudio em casa. De tudo o que já ouvi, grandes e pequenos sistemas, diria que: de 0 a 100, neste momento o "céu" está nos 90 (metaforicamente falando). Ou seja, a reprodução de Música tem um elevado nível de sucesso, mas ainda faltam uns passos para dar.

Quando digo que é possível com vinil grandes condições de reprodução, eu quero dizer que é possível chegar muito perto dos tais 90. Para isto, claro está, o nível de investimento tem de ser muito mais elevado do que é necessário com um DAC ou leitor de CD. (salvaguardo para um resto de sistema semelhante)

Todos os formatos produzem defeitos e desvios, a forma de aproximação aos tais 90 não é de caminho exclusivo, o mesmo poderia dizer para as restantes peças de um sistema.


Depois o Paulo refere conceitos que estão no campo da emoção, como o "empatia" e "prazer", algo que me parece justificar a "moda" do vinil e a forma como se pensa ser possível encontrar o "som do vinil" de forma simples e barata. O "som do vinil" não é identificado com os erros do formato, antes com qualidade superior... isto mexe tanto com a cabeça das pessoas!!

A parte final eu volto a questionar o uso de "gosto", disse algures estes dias que quando se compreende as condições e se fazem as escolhas, não é mero "gosto", há muito de racional. Wink


Com tudo isto eu não quero defender um formato ou um método de reprodução, apenas levantar questões que eu próprio ainda me coloco - se há perdas por todos os lados, escolher um dos lados e algumas das perdas pode ser fruto de informação e conhecimento, da noção de compromisso.


Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 20:16

José Miguel escreveu:

...Com tudo isto eu não quero defender um formato ou um método de reprodução, apenas levantar questões que eu próprio ainda me coloco - se há perdas por todos os lados, escolher um dos lados e algumas das perdas pode ser fruto de informação e conhecimento, da noção de compromisso.

José, se estivessemos a falar de MC vs MM açeitaria sém pestanejar essa argumentação, poderia mesmo a considerar pertinente. Igualmente, se estivessemos a discutir deste tema nos finais dos anos 80 ou inicio dos 90 também açeitaria ... afinal era a época aonde eu dizia que preferia o digital menos nos agudos que me apareciam metalicos e pouco diferenciados. mas estamos a falar hoje e o digital é uma tecnologia madura em todos os pontos e o vinil pouco ou nada teve como evolução, pelo menos nada que resolva as suas deficiências historicas e cronicas...

Objectivamente, e meto neste adjectivo a noção de conhecimento, o vinil como formato não possui nenhuma qualidade que seja superior ao digital no dominio da reprodução sonora actualmente ... as suas unicas avantagens são no dominio das sensações palpaveis ou visuais pois ele não reproduz melhor nenhum ponto sobre qual a qualidade da reprodução possa ser julgada, de novo objectivamente ... é como comparar um deck de K7 com um gravador de estudio a bobines, é incomparàvel...

È por isso que eu digo que a unica coisa que justifica escutar em vinil hoje é o fetichismo e ou o gosto pessoal, algo que açeito pois é o que faço! Mas, qualquer que seja as razões que levam uma pessoa a escolher a escuta vinil, elas não são do dominio da informação ou conhecimento, ném sequer da "arte do compromisso" ... posso compreender uma escolha entre coisas comparaveis nas qualidades e defeitos, posso mesmo compreender entre coisas que possuém qualidades e defeitos em zonas especificas e que nos tocam diferentemente, mas neste caso o desiquilibrio é por demais flagrante...

Goansipife gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySab Maio 08 2021, 22:24

TD124 escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
José Miguel escreveu:
Nós ainda não nos decidimos sobre uma eventual troca do cabo de alimentação

Bom dia José Miguel, ainda bem que não decidiram (desperdiçar dinheiro). Ainda estão a tempo de esquecer a ideia. Wink

Faz-me prazer te ler Ricardo ... andaste perdido e inquietei-me, espero que và tudo bem contigo e com a familia   Wink

Quanto ao cabo de corrente no McLaren ... que ideia utilisar um cabo mais caro do que o amplificador  affraid

lol!

Olá Paulo, por cá tudo bem obrigado. Tenho tentado moderar as horas online, os meus olhos agradecem e a família também.
Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 00:28

José Miguel escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
José Miguel escreveu:
Nós ainda não nos decidimos sobre uma eventual troca do cabo de alimentação

Bom dia José Miguel, ainda bem que não decidiram (desperdiçar dinheiro). Ainda estão a tempo de esquecer a ideia. Wink

Bom dia Ricardo, é muito bom ler as suas palavras por aqui. Wink

Nós e os cabos temos uma relação relativamente simples, sem deixar de ser apimentada pelas nossas crenças e dúvidas - no Homem e na forma como ele conhece, na Ciência, nas condições ambientais e possíveis relações que escapam às explicações.

A Luciana tem uma frase curta que diz muito: Cabos caros têm de fazer diferença, seja ela qual for. Smile

O amplificador já teve ligado a cabos bem mais caros do que ele, mesmo aquando de novo. Está da mesma forma faz tempo e até que outras condições se formem deverá manter-se. Mais depressa se troca de amplificador do que de cabo de corrente.  

Posto isto, em jeito de resumo do tópico e actualização, depois de termos estabilizado a ligação do DAC (alimentação pelo computador não vale a pena, ligar a um carregador de telefone bem construído é uma boa solução; também experimentamos uma régua com alimentação por USB e o silêncio manteve-se), ele tem tocado mais do que o gira-discos. Como ando numa fase em que tenho escutado muita Música onde os pormenores são finos, o silêncio que ele garante é uma mais-valia. Ainda não tive tempo para dedicar à gravação de CDs, o computador não tem leitor e não gosto de ir à internet buscar. Das experiências que temos, via computador, a leitura de ficheiros locais e streaming não produz diferenças perceptíveis (qualidade semelhante). Assim sendo, o streaming mantém-se como ferramenta e o antigo telefone HTC 10, completamente limpo (na medida do possível), tem feito o seu trabalho de forma satisfatória e superior ao computador (em streaming).

Confesso que cheguei a acreditar que por esta hora já tivesse mais qualquer coisa para somar ao DAC, mas  ando preso a algumas tarefas e a satisfação ainda não foi ameaçada. Mantenho a minha recomendação sobre este DAC, quem não quiser gastar muito e quiser escutar Música sem pensar que está ali um aparelho no caminho, o Topping E30 é uma bela opção.

A nossa busca por um DAC não se prendeu com o som do gira-discos ou do alegado "analógico", o que nós queremos é um gira-discos a chegar perto do DAC e não o contrário, pois este está mais perto de nos dar a Música como a entendemos.

Eu não duvido que seja possível conceber cabos de sinal que o afectem, para o bem ou para o mal. Mas não vejo qual seria o mecanismo físico para que um cabo de corrente afectasse o desempenho dos equipamentos e indirectamente alterasse o sinal, a menos que o cabo tenha um filtro incorporado como este por exemplo e a fonte de alimentação do equipamento seja ineficaz. E se for esse o caso é possível comprar uma régua com filtro muito mais barata ou um filtro dedicado...

No meu ponto de vista a aquisição de um cabo "especial" só faz sentido quando existe um problema real diagnosticado. E depois é necessário que o cabo resolva o problema.
Não basta escutar pois obviamente que uma escuta comparativa sem controlo e com a expectativa gerada pelo preço, pelo aspecto, pelo interesse gerado em fórums, por uma review aliciante...

Em resposta à Luciana, a "qualquer coisa" é uma real redução do valor no saldo bancário. Perguntem ao vosso gestor de conta.
lol!

Goansipife, ricardo.canelas e neo_2018 gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 00:36

A meu ver, um investimento mais lógico passa pela aquisição de uma fonte de alimentação linear de qualidade para o T30.
Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 11:09

ricardo onga-ku escreveu:

(...)
Não basta escutar pois obviamente que uma escuta comparativa sem controlo e com a expectativa gerada pelo preço, pelo aspecto, pelo interesse gerado em fórums, por uma review aliciante...

Em resposta à Luciana, a "qualquer coisa" é uma real redução do valor no saldo bancário. Perguntem ao vosso gestor de conta.
lol!

ricardo onga-ku escreveu:
A meu ver, um investimento mais lógico passa pela aquisição de uma fonte de alimentação linear de qualidade para o T30.

É mesmo bom ter o Ricardo de volta, assim como a sua visão mais pragmática sobre estas coisas do áudio. Wink

Dentro de tópicos dedicados a conversas sobre cabos, eu (e outras pessoas) já tentei falar sobre a importância do mecanismo de percepção e sobre como este se forma. Nesses mesmos tópicos ficou claro que para a maioria as disciplinas que abordam o Conhecimento não "interessam" ao áudio e, principalmente, aos que gostam de áudio. Colocar em causa as crenças, fazer com que estas passem por um filtro de Lógica e Conhecimento é algo que deve magoar, as respostas foram do "é tudo surdo" ao "é meio mundo louco", passando claro pelo "a experiência tenho-a eu". Atenção que nos dois lados da barricada há exageros.

Como é fácil de perceber, desde logo para quem lê o que vou escrevendo desde que entrei, este tema é muito querido para mim, o que o Ricardo diz (o que sublinhei) pode ser resumido numa frase: a percepção não é a coisa.

Nós, enquanto seres de conhecimento, não temos acesso às coisas mesmo, não temos acesso à "verdade" com valor absoluto. Designamos por "verdade" o que para nós é válido e não choca com a estrutura de crenças, o que nos habituamos a percepcionar. Ninguém dentro deste fórum terá dificuldade a aceitar a designação de "mesa" para o objecto que se segue:
Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Exclusiva-e-unica-mesa-rustica-de-madeira-macica-modelo-cascata-400-x-90-mesa-curva-madeirado-3808605241393
Poderá ser uma mesa bonita ou feia, poderá ser de melhor ou pior qualidade, poderá ser de mais ou menos serventia, mas ninguém terá dificuldade em aceitar o uso da palavra "mesa" para a designar.

Outro exercício que se pode fazer é o das linhas retas:
Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 1*HGAbtslPdkAWcbXEXzI7ww

Quando observamos a imagem e os três desenhos, quando os colocamos perante crianças ou adultos, as respostas à pergunta «quantas linhas retas consegue contar?» já não serão tão alinhadas como em cima, na questão da "mesa".
Eu vejo tudo retas, para mim são tudo exemplo de retas, mas em "geometrias" diferentes. Esse exemplo permite que se pense de forma simples o que para nós são planos e como os podemos pensar no nosso planeta e universo. No caso de pessoas que nunca ouviram falar de "geometrias não-Euclidianas", a minha resposta soará tonta e sem sentido, para quem já ouviu falar a minha resposta poderá fazer algum sentido. Deixo para o fim a definição de reta, conjunto de pontos ordenados sem espaços entre eles, sem princípio nem fim.  

A percepção não é a coisa, quando nós olhamos para um linha reta, para a linha do horizonte, podemos de facto ver e só considerar algo que respeita o ângulo de 180 graus, ou podemos ver apenas algo que se aproxima ao ângulo de 180 graus e cabe na definição de reta. A coisa participa do nosso conhecimento, mas em cima dela é descarregada camada em cima de camada do nosso conhecimento prévio, da nossa experiência, da nossa vida.

Tudo isto que digo não desmente ou afirma nada sobre cabos, serve essencialmente para quem quiser conhecer melhor a forma como conhece, aplicar e tirar as suas próprias conclusões. Uma coisa eu garanto, nem todos os cabos passarão no teste, da mesma forma que alguns cabos passarão pelo teste. A frase da Luciana encerra uma provocação, obviamente que ela não olha para cabos pela etiqueta de preço, mas não deixa de pensar que quem produz cabos sabe muito bem o que faz e pode fazer muito com eles. Os cabos não são todos iguais (o Ricardo deixou um bom exemplo), logo poderão produzir efeitos diferentes sobre o som. O que sempre me admira nos debates dos cabos é o puxar da conversa para os extremos, para o tudo ou nada, para a falta de rigor nas explicações - infelizmente tenho de afirmar que quem ouve tudo pratica muito pouco as suas explicações, quem nega tudo confia cegamente num protocolo de avaliação que é incompleto. Eu, já o disse, defendo que cabos semelhantes e construídos apenas para servir o seu fim não deverão produzir efeitos audíveis, pelo menos eu não os experimento de forma a passar o teste que vai para lá da escuta de momento (que cai nos potenciais erros que o Ricardo enumerou).



Voltando ao tema do tópico, o DAC: nós queríamos ter avançado mais, este DAC foi a porta de entrada, uma prenda da Luciana. Desde Outubro de 2020 vivemos num apartamento onde as condições de habitabilidade são muito boas, mas as de usufruto do sistema não. Por total respeito pelo nosso vizinho do lado (primeira vez que nos acontece tal coisa), escutamos Música em níveis muito baixos, inferiores ao desejado para que se possa fazer uma escuta muito produtiva na maioria das vezes - média até 65db. Nestas condições não há cabo ou fonte de alimentação que resista a um teste sério, o E30 é silencioso e não vejo como retirar partido de uma fonte de alimentação dedicada - poderei estar a cair num erro de excesso de zelo com a carteira, compreendo que algo que produz efeitos, produzirá para volumes altos e baixos.

Estas condições que relato não são boas para Música, felizmente não beliscam a capacidade de pensar e procura de conhecimento. Wink
Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 12:15

Bom dia José Miguel,

Acabei de colocar um comentário no tópico "CABOS DE ÁUDIO NÃO FAZEM DIFERENÇA NO SOM" que de certo modo se enquadra nesta sua mensagem pois refere a questão dos extremismos de parte a parte, e onde também enuncio aquilo a que chamei de a via do meio, pautada por bom senso, lógica, curiosidade e abertura de mente.

A escuta e as medições são ambas ferramentas para avaliação do desempenho, não só o da fidelidade mas quando conseguimos correlacionar escuta e medições é possível também antever com exactidão relativa se iremos ou não gostar da "apresentação sonora".
Mas a meu ver escuta e medições nunca serão suficientemente eficazes quando não existe conhecimento.

Um dos aspectos que me desagrada no ASR é um certo efeito de carneirada e também alguma falta de abertura de mente, um dogmatismo que afecta até o seu dono, uma quase-igreja cujo texto sagrado é o livro do Floyd Toole.
Dogma e ciência são incompatíveis, e o recurso a estudos com limitações ou mesmo falhas para validação de uma aproximação sobre-simplificada a temas complexos é inaceitável.
Mas o fórum congrega também uma série de grandes mentes do áudio e engenheiros competentes de fabricantes reputados como a Genelec, a RME, a Kef ou a Dutch&Dutch.

Mais uma prova da importância do conhecimento tecnico pois existem armadilhas em ambos os campos: a fantasia de uma review vs. um sistema de classificação como o SINAD ou de preferência de colunas de som.


A audiofilia é um passatempo, e para além do gosto de cada um em termos de géneros musicais e de "apresentação sonora" há outros factores que pesam na escolha dos equipamentos, na composição do sistema de reprodução de música gravada.
Dependendo do peso relativo que damos a cada um desses factores, dos nossos objectivos e nível de exigência, culminando no orçamento disponível, assim efectuamos as nossas escolhas. E compreendo que para alguns o prazer esteja mais no caminho do que na chegada a um destino.


Demorei cerca de 6 anos até finalmente obter um nível de satisfação com o meu sistema de reprodução de ficheiros equivalente aquele que me dava o meu leitor de CD.
Foi um processo longo e complexo, que requeriu algum nível de experimentação e de aprendizagem técnica, e que culminou num nível de complexidade considerável (por comparação à simples caixa do leitor de CD) talvez superior ainda ao de um leitor de vinil com os seus 5 elementos constituintes.
Irei descrevê-lo no tópico que iniciei à 6 anos atrás.


Voltando ao assunto, o Topping E30 é a meu ver um excelente equipamento para início de caminho, talvez até para o destino. Assumindo, é claro, que se goste da sua "apresentação sonora".

Goansipife gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 17:35

ricardo onga-ku escreveu:

(...)
Mas a meu ver escuta e medições nunca serão suficientemente eficazes quando não existe conhecimento.

(...)

Demorei cerca de 6 anos até finalmente obter um nível de satisfação com o meu sistema de reprodução de ficheiros equivalente aquele que me dava o meu leitor de CD.
Foi um processo longo e complexo, que requeriu algum nível de experimentação e de aprendizagem técnica, e que culminou num nível de complexidade considerável (por comparação à simples caixa do leitor de CD) talvez superior ainda ao de um leitor de vinil com os seus 5 elementos constituintes.
Irei descrevê-lo no tópico que iniciei à 6 anos atrás.


Voltando ao assunto, o Topping E30 é a meu ver um excelente equipamento para início de caminho, talvez até para o destino. Assumindo, é claro, que se goste da sua "apresentação sonora".

Caro Ricardo, fui ler a intervenção no outro tópico e sim, acaba por existir alguma coincidência na abordagem ao tema. Deixo essa frase sublinhada pela sua capacidade de colocar o dedo na ferida, ainda há quem atire pedras para telhados alheios por ter muita experiência, mas perante perguntas simples e pedidos de explicações só mais pedras aparecem para serem atiradas. Experimentar muito e saber experimentar são coisas muito distintas. O que não faltam são problemas, mas há poucos que conseguem estruturar respostas ao ponto de nos oferecer soluções (endeusamentos não, muito obrigada...).

Eu tento compreender as medições e tento até compreender os limites que elas encerram. Por vezes questiono-me sobre a razão para não se utilizar passagens complexas de Música para as efectuar. Hoje temos tecnologia que conseguirá mapear as frequências, as oscilações dinâmicas, os tempos, ... numa análise por medidas de um equipamento ou conjunto de equipamentos, este tipo de passagem complexa de Música não resolveria tudo, mas era capaz de nos dar mais luz sobre as oscilações que poderão fazer colunas e amplificadores passar por momentos de "stress", eventualmente o que se passa com cabos - caso isto já se faça ou não faça sentido, corrijam-me.

Eu já questionei várias vezes no passado sobre como aparecem as diferenças audíveis no som de amplificadores e colunas que medem de forma semelhante, hoje é mais fácil para mim compreender - os picos e depressões nos gráficos podem ser utilizados de forma cirúrgica, criando a tal assinatura sónica que poderá conduzir ao agrado ou desagrado "generalizado" (as marcas não deixam a psicoacústica de fora e sabem que há "gosto" no colectivo). A forma de fazer rolar as baixas e altas frequências também é muito interessante para se chegar a públicos alvo.

Falo nisto de forma simplista e tenho em mente o que o Ricardo diz no final sobre o E30, o "gostar da sua apresentação sonora". O E30, pelos gráficos parece ser um equipamento sem falhas, eu por aqui já disse que ele parece ser algo "macio" no extremo alto do sinal. Não digo que ele tenha um corte, mas uma atenuação simpática para que não exista a questão de "fadiga" - isto poderá ser pura projecção, apenas com outro DAC em casa poderia ter a certeza disto. É curioso que não temos dúvidas sobre a transparência e melhor fidelidade, mas quando escutamos o mesmo álbum no gira-discos, o limite alto parece ter mais presença e isso com maior naturalidade (o que se espera ouvir). Em tudo o resto, o E30 é Música sem artificialismos, disse na apresentação que o maior elogio para ele é: colocado no sistema não se dá por ele.


Esperarei pela apresentação do seu "novo" sistema de leitura de ficheiros, mesmo uns passos atrás, não deixo de procurar respostas para aplicar no futuro. Wink
Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 18:10

O "macio" nos agudos é possivelmente resultado da ausência de "grão", que é um artefacto.
Quando existe extensão nas altas frequências e o som é "macio" isso é sinal de um bom desempenho.

O chip da AKM oferece 6 opções para a filtragem. Por defeito o E30 vem configurado com o filtro 3, talvez seja interessante comparar com o 4 e o sobretudo com o 6:

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 4fCBWed

Alexandre Vieira e neo_2018 gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel


Mensagens : 8914
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 40
Localização : A Norte, ainda a Norte...

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptyDom Maio 09 2021, 19:11

O nosso Topping está com o filtro 4, quando ele chegou já sabíamos dos filtros e experimentamos. Não lhe vou dizer que entre todos há diferenças significativas e/ou audíveis perante uma escuta imediata, contudo foi no 4 que sentimos que estava tudo mais equilibrado. Vou voltar a experimentar o 6 e depois digo o que se passou.


Como eu disse antes, não há dúvidas sobre onde está a fonte mais limpa, mas ainda não estou convencido com a extensão nas altas frequências - repito que pode ser coisa minha. Não gosto de colunas que nos mostram precisamente onde está e o que está a fazer o tweeter, da mesma forma não gosto de peças (amplificador/colunas/fontes) que puxam partes do espectro para terem aspecto de pormenorizados. Não é disso que quero e não é isso que estou a sentir falta, mas nas altas frequências parece-me faltar um pouco de brilho que faz parte do tom de alguns instrumentos, algo que lhes dá relevo - tive cuidado na comparação com o uso de vinil, pois a comparação peca por (grande) defeito, desde logo uma masterização diferente face ao ficheiro.


Tirando esta pequena "minhoca", que está bem controlada e não se transformará num "dragão" (nada aponta para isso), não há nada para apontar ao desempenho. A Música flui lindamente e hoje já não é apenas por comodismo ou facilitismo que se liga/escolhe o DAC para nos servir, reconhecemos o seu valor.

A evolução desta parte do sistema irá acontecer, não beliscará a outra parte da qual gostamos muito, seguiremos o nosso caminho com calma e paciência. Smile Smile

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Maio 10 2021, 08:33

ricardo onga-ku escreveu:

...Voltando ao assunto, o Topping E30 é a meu ver um excelente equipamento para início de caminho, talvez até para o destino. Assumindo, é claro, que se goste da sua "apresentação sonora".

Não posso deixar de ver na frase que sublinho uma série de elementos que me surpreendem, sobretudo vindo da tua parte. Em primeiro està a visão do Topping E30 como sendo um aparelho adaptado ao começo do caminho (iniciação) e talvez mesmo à chegada (objectivo ou meta) ... não posso deixar de ver nesta amplitude uma forma de diplomacia do estilo politiquement correct ou, ao contrario, o melhor elogio que possa ser feito a um aparelho de audio. Nos dois casos digo-me que não me habituaste a nenhuma dessas posições intelectuais macias...
Também a noção de "apresentação sonora" apareçe-me como uma boia de salvação entre a fidelidade subjectiva ou objectiva, uma espécie de elo de ligação que abre a porta à legitimidade do "gosto"! Acabo por me perguntar se estes tempos de ausência não os utilisaste para fazer um retiro espiritual, talvez budista  Wink

lol!
Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Maio 10 2021, 08:43

TD124 escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:

...Voltando ao assunto, o Topping E30 é a meu ver um excelente equipamento para início de caminho, talvez até para o destino. Assumindo, é claro, que se goste da sua "apresentação sonora".

Não posso deixar de ver na frase que sublinho uma série de elementos que me surpreendem, sobretudo vindo da tua parte. Em primeiro està a visão do Topping E30 como sendo um aparelho adaptado ao começo do caminho (iniciação) e talvez mesmo à chegada (objectivo ou meta) ... não posso deixar de ver nesta amplitude uma forma de diplomacia do estilo politiquement correct ou, ao contrario, o melhor elogio que possa ser feito a um aparelho de audio. Nos dois casos digo-me que não me habituaste a nenhuma dessas posições intelectuais macias...
Também a noção de "apresentação sonora" apareçe-me como uma boia de salvação entre a fidelidade subjectiva ou objectiva, uma espécie de elo de ligação que abre a porta à legitimidade do "gosto"! Acabo por me perguntar se estes tempos de ausência não os utilisaste para fazer um retiro espiritual, talvez budista  Wink

lol!

Foi mais um retiro com isolamento compulsivo. What a Face


...

Por acaso há muitos anos participei num seminário de iniciação ao Budismo nos Tibetanos em Lisboa com a Mestre Tsering Päldron.
Ir para o topo Ir para baixo
TD124
Membro AAP
TD124


Mensagens : 7468
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : França

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Maio 10 2021, 11:38

ricardo onga-ku escreveu:

...Por acaso há muitos anos participei num seminário de iniciação ao Budismo nos Tibetanos em Lisboa com a Mestre Tsering Päldron.

O resultado desse seminàrio e a via do meio chegou com atraso, mas acabou por chegar pelo que leio  Laughing
Ir para o topo Ir para baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
ricardo onga-ku


Mensagens : 6017
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Maio 10 2021, 12:28

TD124 escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:

...Por acaso há muitos anos participei num seminário de iniciação ao Budismo nos Tibetanos em Lisboa com a Mestre Tsering Päldron.

O resultado desse seminàrio e a via do meio chegou com atraso, mas acabou por chegar pelo que leio  Laughing

Soa a história de Hesse. lol!

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
mannitheear
Membro AAP
mannitheear


Mensagens : 1316
Data de inscrição : 01/08/2013

Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 EmptySeg Maio 10 2021, 14:29

ricardo onga-ku escreveu:

Demorei cerca de 6 anos até finalmente obter um nível de satisfação com o meu sistema de reprodução de ficheiros equivalente aquele que me dava o meu leitor de CD.
Foi um processo longo e complexo, que requeriu algum nível de experimentação e de aprendizagem técnica, e que culminou num nível de complexidade considerável (por comparação à simples caixa do leitor de CD) talvez superior ainda ao de um leitor de vinil com os seus 5 elementos constituintes.
Irei descrevê-lo no tópico que iniciei à 6 anos atrás.

Dear Ricardo,

it seems you have used the time of absence very well! And now I'm really curious.

cheers

ricardo onga-ku e Alexandre Vieira gostam desta mensagem

Ir para o topo Ir para baixo
Conteúdo patrocinado





Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty
MensagemAssunto: Re: Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.   Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa. - Página 3 Empty

Ir para o topo Ir para baixo
 
Topping E30 - o DAC que chegou a nossa casa.
Ir para o topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3

Permissões neste fórumVocê não pode responder aos tópicos
Áudio Analógico de Portugal :: Digital-
Ir para: