Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio
Áudio Analógico de Portugal
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

 

 O Audio Analógico está mesmo na moda.

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
masa
Membro AAP


Mensagens : 350
Data de inscrição : 29/01/2013

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyTer Dez 08 2020, 16:59

Gostei da analogia e sei por experiência própria que a música soa melhor quando bem acompanhada .O espírito fica mais liberto .
cts

Alexandre Vieira e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyTer Dez 08 2020, 18:58

José Miguel escreveu:
... O gira-discos, globalmente falando, não será a resposta final à procura pela "melhor reprodução possível em termos de fidelidade", mas para nós é a que ainda nos faz ter um encontro mais satisfatório com o momento onde nos encontramos com a Música. Digo "ainda" consciente de duas coisas: (1) foi a fonte que procuramos faz anos e que na altura nos dizia muito sentimentalmente (emoções a puxar pela razão), (2) com o mesmo tipo de investimento pessoal e financeiro poderíamos ter uma fonte digital mais capaz do que o Lenco tal como ele está (que tem limitações e algumas qualidades).
(...)
Emocionalmente ainda estamos ligados à reprodução em vinil, mas não perdemos a razão num passeio pela montanha ou praia. Falo aqui das fontes, pois é disso que se fala aqui, neste tópico. ...

Penso que essa relação "emocional" com a leitura de discos seja uma das principais razões da "paixão" que a leitura vinilo despoleta em algumas pessoas ... a segunda é o som!

Açeito que os rituais associados ao vinil sejam apreciados e que alguns vejam mesmo uma forma de "arte de vida" nisso. A busca numa loja de um disco, as trocas com o discàrio, a atenção com o disco, a limpeza dele, o pousar da agulha, a rotação do prato, a posse do disco raro e original, os estaladiços da estàtica, o ruido de fundo, a afinagem da célula e etc ... comparada com a austera simplicidade do digital, a leitura analogica ofereçe um espaço propicio à repetição dos gestos delicados, é uma evidência!...

Açeito também que certas pessoas prefiram o som analogico ao digital, mesmo quando ambos estão num nivel equivalente de investimento ... foi o que eu quiz dizer na analogia que fiz da degustação dos dois Riesling! O som analogico é globalmente mais orgânico, suave, envolvente, sedoso, espesso, materialisado, palpàvel, simples e imperfeito ora que o digital é puro, analitico, vertical, preciso, transparente, complexo e silencioso ... dai que desde o inicio do CD o digital seja tratado de frio, é o que muitas pessoas ressentem e às vezes mesmo alguns jovens comparativamente.

Estes dois elementos favorisam o ressurgimento de uma moda à volta da leitura analogica, o passeismo e a tendência neo-vintage actual acaba por fazer o resto. Mesmo se no meu caso como jà disse existe uma boa parte de influência exterior no meu retorno ao vinil, continuo a ter duas orelhas e uma exigência de reprodução intacta. Não vou escutar musica classica em vinil mesmo se os discos custam o preço da chuva, simplesmente porque seria andar para tràs ... a musica exigente pede uma reprodução exigente! Porque razão os discos de classica, geralmente em muito melhor estado, melhor gravados e prensados não atingem ném de perto o preço dos discos de Jazz, Rock ou Electronica??? Simplesmente porque os amadores de classico jà faz 35 anos que abandonaram o vinil e nunca mais voltaram ... e que a moda do vinil toca essencialmente os amadores de outros estilos que a musica classica. O audio analogico é uma moda que se destina a um publico-alvo e que não é o mais exigente em termos de reprodução de qualidade. Porque razão no passado eram os discos de classica que eram melhor gravados e prensados? Porque o publico-alvo desses discos era exigente na reprodução siùmplesmente!!!...

A moda do analogico é compreensivel e perfeitamente açeitàvel ... mas a ideia subjacente por detràs jà o é muito menos e resumo-a assim: Os gajos que gostam de vinis escutam musica reles e não téem exigência nenhuma, podemos lhes dar o que quizer-mos pois eles engolem tudo, desde que seja analogico...

Esta é a realidade comercial por detràs da moda do analogico (reedições, giras, células e etc...) dvil
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyTer Dez 08 2020, 19:40

O Paulo é tramado... só pinta a negrito metade das frases. Smile

Eu não sou tão radical a pensar a moda, esta do vinil ou outras, mas há coisas que dão que pensar. Acompanho a ideia base que aponta a possibilidade de dar largas ao gozo de algo sem se perder a noção dos seus defeitos, creio que sempre deixei isso presente nas minhas partilhas. No fundo é isso que me deixa algo tocado quando não se passa do "gosto" - todos podemos aprender com todos.


Curiosamente tenho falado, não bebido, com um amigo sobre vinhos da Califórnia. Ele está lá e diz sempre não gostar, refere as características de que não gosta, mas fica por aí. Eu pergunto sempre se o vinho é todo assim e qual a razão... hoje eu sei parte das razões, fui tentar perceber que técnicas usam os enólogos para produzir os vinhos que aparecem até 20 dólares. A maioria usa barris velhos para passar o vinho (aparecem notas de acidez pela oxidação...), usam muitos extratos de madeira (oak) para criar uma nota vincada, nem sempre separam as uvas do engaço (taninos mais soltos), somam baunilha para criar um doce extra sem criar excesso de corpo (os Americanos adoram doce)... Para um Português esses vinhos vão ser estranhos, saber a artificiais - e são, pois da casta pouco restará.

Dito isto, há quem goste, há quem esgote vinhos desses, há quem os defenda como superiores. Resta a questão: estes vinhos são compreendidos ou meramente bebidos?

Em Portugal também há vinhos de "fórmula", lembro-me bem da conversa que tivemos com o responsável do Muralhas... simplificando, não são vinhos de enólogos, são vinhos de agentes de marketing.

Gostar não tem nada de errado, não compreender o que se passa é o caminho para cair nas mãos de quem pensa estas estratégias...


A forma como o Paulo resume e termina é agreste e dura, não a quero assinar por baixo... apenas por acreditar que é possível pensar o mundo que nos rodeia e não ser uma vítima constante dos "algoritmos" que vão ditando tendências. Rolling Eyes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 7918
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyTer Dez 08 2020, 21:41

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Pocoyo10

Quer esteja na moda ou não, além de surgirem gira-bolachas no décor de longas metragens ou séries, reparei que num conteúdo dedicado à infância, o Pocoyo também faz questão de ouvir música no gira-bolachas correspondente à imagem publicada.

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQua Dez 09 2020, 11:19

José Miguel escreveu:
... Gostar não tem nada de errado, não compreender o que se passa é o caminho para cair nas mãos de quem pensa estas estratégias...

A forma como o Paulo resume e termina é agreste e dura, não a quero assinar por baixo... apenas por acreditar que é possível pensar o mundo que nos rodeia e não ser uma vítima constante dos "algoritmos" que vão ditando tendências. Rolling Eyes

Eu apenas mostrei os bastidores, o que està por detràs, cada um faz com esses elementos o que quizer ... ainda somos donos do nosso pensar! Sei que pode pareçer duro e cinico, mas é a realidade do que se passa e passou ... vejamos as coisas com objectividade:

Actualmente: Existém reedições que ném sequer respeitam a capa de origem (Artwork) ... existém reedições que são melhores do que as originais e o contràrio também mais frequentemente ... existém prensagens actuais que passadas uma dezena de leituras começam a ter ruido de superficie ... existém distorções nativas em muitas das prensagens actuais ... o codigo gravação, mastering, edição (AAA, ADA, DDD e etc) jà não existe hà muito ... a produção dos discos é globalmente opaca ... a qualidade não aumenta globalmente mas o preço sim e poderiamos continuar a exprimir factos deste tipo até às células e braços...

Passado: Somente a musica classica ou os grupos de rock celebres e exigentes na qualidade de produção faziam uma gravação, masterisação e prensagem de qualidade. Os Beatles passavam um ano na Abbey Road ... os Zombies duas semanas! Uma sessão de Jazz (classico US) durava um dia ou dois a ser gravada ... muitas vezes numa sala de estar (R. Van Gelder) e com material inferior em qualidade aos grupos de rock e classica. A qualidade global de um disco de classica foi sempre muito superior, em todos os aspectos, aos outros estilos ... a excepção ao que digo existe, mas é muito rara! A origem da prensagem era muito influente na qualidade desta ... e etc e etc!

Continuando nos bastidores e no cinismo ... as editoras e os engenheiros de som devem rir muito quando leêm os forums analogicos pelo mundo fora pois, comparar duas copias do Kind of Blue ou duas copias do Giant Steps, é comparar coisas que são apenas médias na qualidade de gravação (estou a ser simpàtico) ... é como comparar dois vinhos reles, mas podemos sempre achar que um é menos reles que o outro Wink

Compara uma gravação de piano dos anos 60 de classica (mesmo russa) com qualquer gravação de piano do jazz americano dessa época ... é um abismo! Faz a mesma coisa nos anos 70 e compara com o Koln Concert ... o abismo é ainda maior!! Os que se queixavam das gravações da Maria Callas (màs é verdade) nunca ouviram com atenção o In the Court of the Crimson King ou o Exile on Main Street que são verdadeiramente porcarias ao nivel da gravação ... mas o rock e o Jazz estão repletos disso, somos nòs que não somos objectivos quando dizemos o contrario. Aliàs, mais o sistema vinil é de qualidade e mais esta triste realidade apareçe como uma evidência ... e de repente, comparar duas edições do Exile é escolher entre a peste ou a colera, os editores esfregam-se as mãos quando o cliente açeita de comer e beber mal, e fica contente no final Laughing

Pronto!, é cinico o que venho de escrever mas é verdade ... estamos informados da coisa e somos consumidores prevenidos, isto muda o quê? Vamos deixar de consumir discos vinis? Vamos começar a comprar discos de clàssica a 1€? Vamos à Discogs comprar uma antiga versão que não é verdadeiramente melhor do que a reedição, mas mais cara? Vamos mudar de gira para um menos transparente? Ou vamos continuar como até agora, tipo avestruz, e continuar a comparar e comprar produtos cuja qualidade é e sempre foi duvidosa? A culpa é dos editores ou do publico que està contente com o que lhe dão, e sempre esteve? Serão os amadores de classica o unico publico melomano e audiofilo? ... a esta vou responder e é Sim!!!...

Wink affraid confused dvil Censored
Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
João Henrique

Mensagens : 1553
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 55
Localização : Lisboa

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQua Dez 09 2020, 14:03

Com a última intervenção do Paulo surgiu-me a idéia em criar uma secção dentro da "Música Geral" onde cada tópico fosse o nome de uma obra e ir discutindo a qualidade das gravações dessa obra, as melhores prensagens e a qualidade das prensagens mais recentes.
Sei que já há fóruns que fazem isso, mas seria o nosso cantinho, onde poderíamos criar uma subsecção dedicada à música portuguesa.

O que pensam desta idéia?

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQua Dez 09 2020, 16:01

TD124 escreveu:
José Miguel escreveu:
... Gostar não tem nada de errado, não compreender o que se passa é o caminho para cair nas mãos de quem pensa estas estratégias...

A forma como o Paulo resume e termina é agreste e dura, não a quero assinar por baixo... apenas por acreditar que é possível pensar o mundo que nos rodeia e não ser uma vítima constante dos "algoritmos" que vão ditando tendências. Rolling Eyes

Eu apenas mostrei os bastidores, o que està por detràs, cada um faz com esses elementos o que quizer ...
(...)

Pronto!, é cinico o que venho de escrever mas é verdade ... estamos informados da coisa e somos consumidores prevenidos, isto muda o quê? Vamos deixar de consumir discos vinis? Vamos começar a comprar discos de clàssica a 1€? Vamos à Discogs comprar uma antiga versão que não é verdadeiramente melhor do que a reedição, mas mais cara? Vamos mudar de gira para um menos transparente? Ou vamos continuar como até agora, tipo avestruz, e continuar a comparar e comprar produtos cuja qualidade é e sempre foi duvidosa? A culpa é dos editores ou do publico que està contente com o que lhe dão, e sempre esteve? Serão os amadores de classica o unico publico melomano e audiofilo? ... a esta vou responder e é Sim!!!...

Wink affraid confused dvil Censored

Pelas frases que o Paulo deixou minhas, creio que compreende bem a razão de eu dizer que não assino por baixo tudo o que diz, de resto abre a pota a isso mesmo com a frase que deixo. Wink

É como ver o copo meio-cheio ou meio-vazio, eu acredito que a troca de informação e conhecimento, como está a acontecer aqui, permite que cada um se posicione face a este e outros fenómenos. O conjunto de perguntas que deixo e que são o final da sua intervenção eu compreendo quase todas e aceito-as, vejo mesmo que a resposta a cada uma deverá ser dada por cada um com Acção de Escolha. Marcas ou Editoras fecharam portas, diz-se que o Tempo é o melhor dos filtros, com a quantidade de informação que há hoje, o Tempo é cada vez mais o filtro no "quase imediato" (para o bem e para o mal, o excesso de informação não nos permite acompanhar quase nada...). As edições em vinil já foram alvo de tantas conversas, hoje compra as não oficiais quem quer, não é por falta de informação. Más prensagens ainda aparecem, mas cada vez é mais fácil identificar - eu quando as encontro partilho, desde logo com quem me vendeu (como foi o caso do LP de Rachel's ou Jorge Palma).

Isto que digo não inviabiliza a escuta de Música pela via do formato vinil, nem o que o Paulo diz. Não creio que seja cínico, é a partilha do que percepciona, que conhece e experimenta. O que cada um faz com esta informação é outra coisa, o que mais tento colocar como tema de fundo: se bem informada e ponderada, a escuta com vinil pode resultar num belo momento sem "pecado" ou necessidade de segundos pensamentos.


O Paulo fecha mais uma vez de forma algo radical, com a frase que deixei a negrito (pergunta e resposta) eu não concordo, mesmo tendo em conta a questão de audiofilia.

Já disse algures que audiófilo é aquele que procura activamente a melhoria das possibilidades de escutar Música em casa. Na altura disse que ainda não me coloco nesta categoria, pois sou demasiado calão para experimentar em casa... gosto muito de aprender e experimentar fora, mas em casa gosto pouco de mexer no que está quieto. Não tenho paciência para andar a caçar miudezas com a alteração de cabos, já tenho para a tentativa de perceber alterações de componentes activos (mas acontece pouco aqui em casa). Os amantes de Clássica estão longe de serem os únicos a entrar nesta categoria como a defino, tentar escutar muito bem um álbum mal gravado, como o dos King Crimson, não torna a pessoa menos audiófila, pelo contrário. Se essa pessoa insistir em fazer isso pela via do vinil, no máximo poderá ser um audiófilo amante desse formato. Até aqui nada nos diz que esse audiófilo não saiba reconhecer outros formatos e as suas qualidades, diz-nos que persegue o que mais lhe toca - para misturar tudo nem exercício de "faz de conta". Smile

O Paulo toca ainda um tema muito importante de ser falado: até que ponto a evolução de um sistema nos faz escolher a Música que ouvimos?
Há uma segunda pergunta muito em voga nos últimos tempos: conta mais uma boa gravação/produção de um álbum ou a resolução em que vamos escutar o álbum para o resultado final? (aqui já escorrego para o digital, mas toca o vinil, pois o formato recebe a boa gravação/produção e resolução...)

O vinil está na moda, muitos dos que aqui passam gostam dele, usam... mas parece que poucos o querem debater, assim como debater a melhor evolução possível.

"Toute nation a le gouvernement qu'elle mérite" (Toda a nação tem o governo que merece), aqui a frase poderia ser colocada de forma mais simples, cada um terá a evolução do formato que merece... via moda, exigência, aceitando a corrente, ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQua Dez 09 2020, 16:05

João Henrique escreveu:
Com a última intervenção do Paulo surgiu-me a idéia em criar uma secção dentro da "Música Geral" onde cada tópico fosse o nome de uma obra e ir discutindo a qualidade das gravações dessa obra, as melhores prensagens e a qualidade das prensagens mais recentes.
Sei que já há fóruns que fazem isso, mas seria o nosso cantinho, onde poderíamos criar uma subsecção dedicada à música portuguesa.

O que pensam desta idéia?

Abrir um tópico por álbum será algo complexo, mas a partilha das boas edições é sempre bem-vinda. Wink

Já há alguns tópicos com esse tipo de conversa, lembro-me de alguns álbuns debatidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQua Dez 09 2020, 16:56

José Miguel escreveu:
... Abrir um tópico por álbum será algo complexo, mas a partilha das boas edições é sempre bem-vinda. Wink

Já há alguns tópicos com esse tipo de conversa, lembro-me de alguns álbuns debatidos.

Tenho mesmo a impressão que no passado havia um topico dedicado à partilha das boas e màs reedições, prensagens, origens e coisas assim ... hà que averiguar study
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQui Dez 10 2020, 08:31

Durante a viagem de comboio até ao Porto espreitei as notícias cuidadosamente escolhidas para mim (estes algoritmos inteligentes sabem como me agradar), uma delas é esta:
https://www.billboard.com/amp/articles/business/chart-beat/9496442/vinyl-album-sales-hit-historic-high-in-u-s-after-black-friday-2020

Os mais vendidos costumam ser escolhas de jovens, o que diz, ou pode dizer: o analógico não é só para velhos. Smile

masa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQui Dez 10 2020, 09:14

José Miguel escreveu:
... se bem informada e ponderada, a escuta com vinil pode resultar num belo momento sem "pecado" ou necessidade de segundos pensamentos. ...

Olà José ... o cinismo das minhas ultimas intervenções era provocador, mesmo se disse verdades. Insisto na palavra "cinismo" pois as minhas intervenções tinham como objectivo de mostrar que o meu retorno ao mundo do vinil nada tém de objectivo ... então e no meu caso, sò pode ser um fenomeno de moda e de mimetismo como jà disse antes. Admito que sinto um certo prazer de vez em quando a tomar o aperitif com a madame ou com amigos a ouvir um vinil ... mas são momentos relaxados e de conversa aonde a musica é mais ouvida do que sentida, é musica de fundo...

Se eu olhar à volta de mim as dez ou quinze pessoas que gostam destas andanças, apenas um escuta mais vinis do que digital e para todos os outros o disco vinil é mais um objecto social do que de escuta. Quando vamos à casa de uns e de outros apresentamos as novas compras o que permite de ter o objecto na mão, olhar para a capa e falar da obra ... escutando-a raramente! Ora que um ficheiro obriga a lançar a musica, a escutà-la e isso é menos descontraido. Aqui no meu circulo, o disco vinil é como uma garrafa de vinho que se pode ter nas mãos e falar dela sém obrigatoriamente a abrir, nesse instante pelo menos. È um objecto social mais do que uma fonte sonora, apesar dos belos sistemas analogicos que por aqui andam...

Dito isto e para voltar à tua frase que puz em negrito, tens razão e nunca disse que o vinil era uma mà fonte ... disse sempre que o digital era uma melhor fonte, o que não é a mesma coisa. Aliàs, consoante os estilos de musica escutados e o nivel de exigência requerido, o vinil pode ser mesmo uma fonte exclusiva e conheço ao menos uma pessoa que (praticamente) sò escuta vinis! No entanto, isto leva-nos a uma situação que tém tudo do paradoxo pois, se o sistema vinil é perfeitamente transparente os defeitos ou limites do disco (vinil) apareçem de uma maneira evidente ... se o sistema é menos transparente são as deficiências do formato que apareçe (leitura analogica), num e noutro caso hà que "fingir" não escutar esses defeitos ou então "gostar" desses defeitos, não vejo uma terçeira alternativa...

Não escrevo tudo isto porque quero pousar questões aos outros, partilho simplesmente as questões que me pouso a mim mesmo e isto pela terçeira vez em trinta anos ... penso em voz alta simplesmente Laughing

masa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 7840
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyQui Dez 10 2020, 22:02

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 13060310


Pois.... O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 265963
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 07:36

39,95!!! affraid

A primeira coisa que me passou pela cabeça foi esta notícia: https://www.dn.pt/mundo/amp/ex-general-israelita-extraterrestres-existem-e-ja-criaram-connosco-uma-federacao-galatica-13118425.html

Eles já andam por aqui e só isso pode justificar tanto por tão pouco. O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 933723

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 7840
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 10:10

José Miguel escreveu:
39,95!!! affraid

A primeira coisa que me passou pela cabeça foi esta notícia: https://www.dn.pt/mundo/amp/ex-general-israelita-extraterrestres-existem-e-ja-criaram-connosco-uma-federacao-galatica-13118425.html

Eles já andam por aqui e só isso pode justificar tanto por tão pouco. O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 933723


O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 265963

Afinal esses seres que até usam "discos voadores", podem ser potenciais clientes O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 265963
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 11:47

José Miguel escreveu:
39,95!!! affraid

A primeira coisa que me passou pela cabeça foi esta notícia: https://www.dn.pt/mundo/amp/ex-general-israelita-extraterrestres-existem-e-ja-criaram-connosco-uma-federacao-galatica-13118425.html

Eles já andam por aqui e só isso pode justificar tanto por tão pouco. O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 933723

Alexandre Vieira escreveu:
... Afinal esses seres que até usam "discos voadores", podem ser potenciais clientes O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 265963

Visto o preço ... deve ser feito na tal base subterranea de Marte! È o primeiro gira extraterrestre, é um colector dvil

E como o Natal està a chegar fica aqui uma série de mobiliàrio para os giras e os vinis! O movel do Hugh Miller com o BeoGram 5000 incrustado até està bem conseguido Wink

https://www.essentialhomme.fr/donnez-a-vos-vinyles-la-place-quils-meritent/
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 11:55

Um excelente artigo (em françês) sobre a maneira como a tendência do vinil està a fragilisar a musica independente! O inicio da artigo vai logo directo ao assunto:

Em 5 anos, as vendas de vinil quintuplicaram, de acordo com o sindicato nacional das editoras fonográficas. Mas entre a proliferação das microeditoras, as reedições em cadeia dos clássicos das majors e a crise da saúde, a cadeia de produção e vendas nem sempre segue… Por isso, o mundo da música independente, que sempre apoiou o vinil, é ultrapassado por aqueles que o destruíram...

https://sourdoreille.net/vinyles-comment-la-guerre-des-pressages-fragilise-la-musique-inde/

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
masa
Membro AAP


Mensagens : 350
Data de inscrição : 29/01/2013
Idade : 75
Localização : Vale de Milhaços

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 12:22

39.95 nem na feira da bagageira ! Com uma agulha cerâmica ? Estes Romanos ,digo galáticos , são doidos .Se não prestar,também não é de admirar,o caixote é geitoso para guardar umas garrafas .
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 13:35

Um bom artigo em françês sobre o mercado das reedições em vinil aonde apareçe uma reflexão interessante:

Paradoxo engraçado, é mesmo o retorno à graça do vinil que deu um segundo fôlego ao mercado das reedições, às vezes até no que diz respeito a discos muito contemporâneos. “É um processo puramente comercial, já que o disco original não pertence ao vinil. Musicalmente, distorce o trabalho que não precisa ser retrabalhado. Tornou-se um argumento de marketing um tanto artificial ”, diz Guillaume Gilles. Como o grupo Coldplay que celebra neste inverno os 20 anos do seu álbum culto “Parachute” com uma remasterização do CD… em vinil.

https://www.lesechos.fr/weekend/spectacles-musique/musique-faut-il-ceder-a-la-tentation-des-reeditions-pour-noel-1273025

Este extracto é pertinente pois cria uma reflexão sobre o formato original! Muitos dos aficionados "puristas" do analogico véem a escuta dos Beatles (ou outro grupo pré-digital) em vinil como o consumo da obra no seu formato de origem, o que é verdade e falso. È verdade pois foi em vinil que a obra foi distribuida de origem, e é falso pois o vinil não é um método ném de gravação ném de arquivagem, é simplesmente um formato de grande distribuição da musica como foi a K7. A gravação original dos albuns dos Beatles foi feita em fita magnetica, como a maioria das gravações antigas, a partir dai ela pode ser distribuida em vinil, k7, CD, DVD audio, SACD ou ficheiro. Em contrapartida os albums modernos são gravações em ficheiro e se a mesma conversão pode ser feito ao nivel da distribuição, é evidente que um ficheiro 24bits/96Khz quando é convertido em K7 ou em vinil é como passar do CD ao MP3! Terà sentido "musicalmente" de açeitar a perda de qualidade da obra original afim de converti-la num formato com um desempenho inferior?... eis uma boa questão Wink

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 15:16

TD124 escreveu:
Um excelente artigo (em françês) sobre a maneira como a tendência do vinil està a fragilisar a musica independente! O inicio da artigo vai logo directo ao assunto:

Em 5 anos, as vendas de vinil quintuplicaram, de acordo com o sindicato nacional das editoras fonográficas. Mas entre a proliferação das microeditoras, as reedições em cadeia dos clássicos das majors e a crise da saúde, a cadeia de produção e vendas nem sempre segue… Por isso, o mundo da música independente, que sempre apoiou o vinil, é ultrapassado por aqueles que o destruíram...

https://sourdoreille.net/vinyles-comment-la-guerre-des-pressages-fragilise-la-musique-inde/

TD124 escreveu:
Um bom artigo em françês sobre o mercado das reedições em vinil aonde apareçe uma reflexão interessante:

Paradoxo engraçado, é mesmo o retorno à graça do vinil que deu um segundo fôlego ao mercado das reedições, às vezes até no que diz respeito a discos muito contemporâneos. “É um processo puramente comercial, já que o disco original não pertence ao vinil. Musicalmente, distorce o trabalho que não precisa ser retrabalhado. Tornou-se um argumento de marketing um tanto artificial ”, diz Guillaume Gilles. Como o grupo Coldplay que celebra neste inverno os 20 anos do seu álbum culto “Parachute” com uma remasterização do CD… em vinil.

https://www.lesechos.fr/weekend/spectacles-musique/musique-faut-il-ceder-a-la-tentation-des-reeditions-pour-noel-1273025

Este extracto é pertinente pois cria uma reflexão sobre o formato original! Muitos dos aficionados "puristas" do analogico véem a escuta dos Beatles (ou outro grupo pré-digital) em vinil como o consumo da obra no seu formato de origem, o que é verdade e falso. È verdade pois foi em vinil que a obra foi distribuida de origem, e é falso pois o vinil não é um método ném de gravação ném de arquivagem, é simplesmente um formato de grande distribuição da musica como foi a K7. A gravação original dos albuns dos Beatles foi feita em fita magnetica, como a maioria das gravações antigas, a partir dai ela pode ser distribuida em vinil, k7, CD, DVD audio, SACD ou ficheiro. Em contrapartida os albums modernos são gravações em ficheiro e se a mesma conversão pode ser feito ao nivel da distribuição, é evidente que um ficheiro 24bits/96Khz quando é convertido em K7 ou em vinil é como passar do CD ao MP3! Terà sentido "musicalmente" de açeitar a perda de qualidade da obra original afim de converti-la num formato com um desempenho inferior?... eis uma boa questão Wink

Estas duas mensagens contêm bons temas de reflexão e ambas acabam por tocar no monstro que é o Mercado... esse ser de terror!  dvil

O primeiro artigo refere algo que é debatido faz alguns anos, três/quatro pelo menos. As fábricas de prensagem estão cheias e não conseguem dar resposta às encomendas, obviamente que colocam na frente as encomendas das grandes Editoras, as que pedem aos muitos milhares por título. Os Músicos ou Editoras independentes têm que se preparar com um ano de antecedência, isto se tiverem uma data na cabeça... ou quiserem uma boa fábrica a tratar da edição. Eu deixei uma lista em cima que refere os álbuns mais vendidos na semana da "black friday", percebe-se perfeitamente o fenómeno.
Hoje as editoras apostam no que vende, promovem o que vendem, pagam o espaço de prateleira para o que vende... é assim faz dezenas de anos, desde que se inventou este tipo de comércio.


O segundo artigo também toca em assuntos antigos, muitas vezes debatidos. Hoje poucos estúdios promovem gravações em fita, com todo o processo em "analógico". Há exemplos, mas normalmente as edições acabam mais caras e exclusivas, não serão títulos para vender aos pontapés - também há aqui um paradoxo aparente, os títulos que mais vendem são os que mais poderiam pagar aos estúdios de eleição... mas como o Paulo já apontou, esses títulos acabam a ser escutados em colunas portáteis ou via auscultadores nas ruas barulhentas, por isso não vale a pena o trabalho.
(até as edições em vinil acabam por não ser usadas, já tinha referido isso faz uns anos no tópico que diz "e não morre...", parece que a tendência não mudou: https://www.analogplanet.com/content/black-friday-was-green-friday-1253-million-records-sold-w0-1127-123)

As reedições especiais (coloridas, de aniversário, com mais faixas, ...) tocam o tema de cima, do primeiro artigo, e creio que não há grandes dúvidas, o Mercado quer e as Editoras dão! É caso para dizer que se trata de uma situação "win-win"... a menos que...
Nem sempre o que parece é e o cuidado que se tem com as reedições está longe de ser o desejado por todos, refiro-me a reedições oficiais. Quantos de nós já apanharam discos com imenso ruído de superfície em reedições oficiais? Quantos não se queixam das inner apenas em papel e que riscam logo o vinil? Quantos não se queixam das capas em papel fino e simples, a falta de trato em reproduzir as originais gatefolds? E podia continuar... quando o consumidor não se queixa, qualquer coisa serve e sim, isto da moda do vinil não me parece estar a formar melhores consumidores.


No final o Paulo aponta dois problemas no seu comentário ao segundo artigo, o que deixei a negrito e o que deixei sublinhado. Custa-me muito entender o primeiro, o segundo menos. Por partes:

O sublinhado é o mais simples de seguir, em princípio a venda e escuta do formato ficheiro é a melhor aposta para o que sai do estúdio gravado digitalmente. Passar um formato a outro não é em si um problema, mas a lógica diz-nos que quanto mais próximos estivermos da origem, mais receberemos dela.

O ficheiro comercializado foi preparado pelos técnicos e produtores do álbum, foi ajustado às possibilidades do formato a partir do original - foi masterizado.

Qualquer formato produzido a partir do ficheiro original passa pelo mesmo processo, ou seja, passa pelas mãos de uma equipa de técnicos e produtores e acontece a masterização a apensar no formato escolhido. Eu não sou o maior conhecedor das questões técnicas, mas já acompanhei a gravação de álbuns, sei que não se deve confundir a master de CD com a master de vinil, por exemplo.

Vejamos, o vinil enquanto formato está limitado a quê?

Se o Paulo referisse que a existência de ficheiros torna o CD obsoleto, eu compreenderia. O CD é um formato limitado e exige a compressão. Parte deste problema foi ultrapassado com o aparecimento de formatos mais capazes de guardar informação (DVD, SACD). Que se questionem reedições manhosas em vinil feitas a partir de um CD, aí eu entendo... é aproveitar apenas uma parte do vinil, das suas capacidades. O vinil não exige a compressão que o CD exige e depois do mal estar feito, não há volta a dar.

Eu nunca entendi a razão das pessoas passarem CDs para cassetes, isso só aumenta distorção e ruído, não há volta a dar. A fita tem mais capacidade que o CD, mas não reinventa o sinal... ao passar pelo processo de gravação e pelo gravador, é ruído que injecta, distorção, e nada mais. Se é agradável ou não é outra questão.


Então é assim: passar um "super ficheiro" para vinil ou cassete não é o equivalente a passar de CD para MP3, esta ideia não me parece correcta. Em termos de informação não há perda nenhuma, pelo menos que eu saiba. O que há é uma potencial perda na reprodução, coisa completamente diferente.


Em cima deixei uma questão que tenho visto ser colocada faz um par de anos, muito pelo advento dos ficheiros: conta mais para os nossos ouvidos e capacidade de escuta a qualidade da gravação (realizada em estúdio ou ambiente próprio, trabalhada/masterizada de forma equilibrada) ou a resolução em que se reproduz (vinil gravado das fitas originais ou ficheiro; ficheiro de 320 kbps, CD, hi-res, DSD, MQA, ...)?


Resumindo, a frase a negrito para mim não se coloca dessa forma, mas a sublinhada é pertinente... mais ainda se colocarmos orçamentos curtos ao barulho. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySex Dez 11 2020, 21:05

José Miguel escreveu:
... Vejamos, o vinil enquanto formato está limitado a quê?

Se o Paulo referisse que a existência de ficheiros torna o CD obsoleto, eu compreenderia. O CD é um formato limitado e exige a compressão. Parte deste problema foi ultrapassado com o aparecimento de formatos mais capazes de guardar informação (DVD, SACD). Que se questionem reedições manhosas em vinil feitas a partir de um CD, aí eu entendo... é aproveitar apenas uma parte do vinil, das suas capacidades. O vinil não exige a compressão que o CD exige e depois do mal estar feito, não há volta a dar.

Eu nunca entendi a razão das pessoas passarem CDs para cassetes, isso só aumenta distorção e ruído, não há volta a dar. A fita tem mais capacidade que o CD, mas não reinventa o sinal... ao passar pelo processo de gravação e pelo gravador, é ruído que injecta, distorção, e nada mais. Se é agradável ou não é outra questão. ...

Olà José, puz a negrito a pergunta ao qual vou responder e sublinhei todos as frases que são erros pois o CD não é um formato comprimido e mesmo se é limitado, tecnicamente ele vai muito mais longe do que o vinil! Quanto a que a fita tenha mais capacidade que o CD depende do caso e não pode ser generalisado. A fita de uma K7 e qualquer que seja, em qualquer deck que seja é sempre técnicamente muito inferior ao CD e em todos os pontos. Se a comparação é feita entre um CD e uma fita de 1/2" do tipo Master então a coisa jà pode se equilibrar, dependendo do gravador Wink

Quanto a saber quais são as limitações do vinil, são tantas que assim de cabeça vou dar as mais importantes:

Ruido de fundo: Ligado à passagem da agulha nos sulcos...
Banda passante: Os agudos reduzem-se apos cada leitura e um maximo de 12Khz é obtido apos dez leituras...
Distorção: A passagem da agulha no sulco cria distorções diversas, de contacto, de ângulo e termicas...
Variação tonal: A justeza tonal é ligada à perfeita rotação do prato, qualquer micro variação varia os timbres...
Diafonia: Muito fraca e ligada às especificações da célula mas 30db é o màximo possivel...
Dinamica: Novo 50dB ... 40/30dB em média (usado) contra 100 para o CD (permanente)...
e assim de seguida...

Um CD é tecnicamente mais Hi-Fi do que um vinil é uma evidência, não é uma questão de gosto mas de potencial técnico, a escuta é outra coisa e cada um diz e pensa o que sente!...

PS: Quando eu falo de ficheiros, falo sempre dos meus CD copiados em ficheiro pois não possuo mais do que 3 albuns em alta definição 24/92! Para mim, um ficheiro é um CD desmaterialisado e não necessito nada de mais. Um CD permite de escutar Bach e Mahler... como um vinil é incapaz ... tudo està dito e voltamos a um tema anterior; porque razão os amadores de clàssica não téem saudades do vinil? pirat

PS2: O que é vàlido para a clàssica seria vàlido para os outros estilos ... ou não ... outra conversa  Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 10:17

Ontem deixei de receber notificações... mas ainda vou a tempo. Wink

Paulo, eu tive todo o cuidado a separar o formato e as suas especificidades do que é a reprodução do formato - eu sei que existem e apontei as potenciais limitações do vinil, mais ainda, até terminei dizendo que isto se eleva com os orçamentos baixos (ou peças menos capazes se quiser).

Eu não comcordo com a comparação com o MP3 por que o MP3 significa perda de qualidade por necessidade de compressão do tamanho de ficheiro (eliminando o que se repete, por exemplo). Isto não se aplica ao vinil. A perda de qualidade do vinil não está no vinil, mas no seu uso - são coisas diferentes. No vinil coloca-se lá tudo, se não se consegue extrair o problema é outro. Smile

O CD, e corrija-me se estiver errado, já representa a necessidade de compressão do ficheiro original e/ou da "tape" analógica" desde que nasceu (por limitações técnicas ou de escolha...). (Não me vou referir ao segundo processo de compressão que se dá e que se designa de "loudness", pois isso também se aplica na masterização do vinil.) Do que falo é das teóricas possibilidades de "limpar" certas faixas de frequência que não fazem falta/não as ouvimos. Este é um dos argumentos usados pelos defensores do analógico, pois "está lá tudo"... como o Paulo aponta, estará no primeiro momento, mas vai desaparecendo ou nem existe a possibilidade de extrair.

A minha guerra nunca foi e não será a do analógico vs digital, isto não me interessa enquanto guerra. O potencial de um formato e a materialização (capacidade de revelar) desse potencial nem sempre andam de mãos dadas. Podemos procurar todos os argumentos a favor de um dos formatos e mesmo assim encontraremos alguns contras... nenhum deles é perfeito, nem que se partilhasse o ficheiro alegadamente original pós masterização.


Não é a primeira vez nesta conversa que vou deixando o apontamento ao orçamento de cada um... Paulo, em casa sempre disse que era incapaz de escutar Clássica via vinil, mas com um sistema que vale mais do que esta casa já experimentei um grande momento de escuta. Em CD seria melhor!?! Em ficheiro!?!
Não sei, nessa casa isso não se usa muito... mas que em vinil foi muito bom, isso foi.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 16:56

José Miguel escreveu:
... No vinil coloca-se lá tudo, se não se consegue extrair o problema é outro. Smile

O CD, e corrija-me se estiver errado, já representa a necessidade de compressão do ficheiro original e/ou da "tape" analógica" desde que nasceu (por limitações técnicas ou de escolha...). ... 

Em CD seria melhor!?! Em ficheiro!?!
Não sei, nessa casa isso não se usa muito... mas que em vinil foi muito bom, isso foi.

Vou responder aos pontos que sublinho e tentar separar o trigo do joio  Wink

Não!, não se coloca tudo no vinil e por isso escrevi a frase antes comparando com o MP3. Um vinil mesmo muito bem prensado, saido da fabrica e nunca lido jà tém limitações técnicas em relação à Master que ela seja analogica ou digital! O vinil vai reduzir a dinamica original a 50dB, vai reduzir a diafonia a 30dB e o seu ruido de fundo serà muito superior ao da Master, mesmo analogica e antiga!... Para resumir, não se coloca tudo pois é tecnicamente impossivel e o formato do vinil impõe as suas limitações...

O CD ou o ficheiro PCM 16bits/44Khz (são a mesma coisa) não é comprimido e por si sò é capaz de copiar com um respeito integral a imensa maioria das Master analogicas produzidas durante a historia da musica ... mas não pode copiar integralmente as Masters modernas (desde os anos 90) em 24bits/98Hhz pois vai existir um downsizing e deve ser isso que chamas "compressão"! Dou um exemplo: O album Brothers in Arms dos Dire Straits tém uma Master em formato CD ou seja 16bits/44Khz e a partir dessa Master foram feitos nos anos 80 vinis, k7 e CD's evidentemente. Tenho o album original em vinilo e a copia do CD e a dinamica, banda e separação dos canais é claramente do lado do CD! Muitos albuns de classica nos anos 80 eram feitos com uma Master digital ao formato CD, e quando eram prensados em vinil as qualidades originais perdem-se em parte, é assim e o potencial dos dois formatos não é equivalente pois o CD permite mais dinamica, separação das vias e silêncio ... e sobretudo, mantém-as intactas durante toda a sua vida!!!...

A ultima pergunta sò pode ser respondida apòs uma comparação, senão é uma questão de gosto! No entanto vou te fazer um paralelo e que responde à tua questão indirectamente! Eu gosto muito do cravo como instrumento e tenho um album de um compositor português barroco tocado por uma francesa com o apoio da Gulbenkian. Ela toca num cravo português que pertençe à Gulbenkian e que tém um som unico pois possui cordas duplas que ressoam por simpatia nos graves. A gravação e execução é excepcional e é raro escutar um cravo tão expressivo no seu timbre natural que é metàlico e quente! Não creio que o vinil exista, mas se existisse em vinil ném teria necessidade de escutar o album para saber como soaria pois certas coisas seriam evidentes! Os multiplos silêncios da obra seriam preenchidos pelo ruido de superficie, mesmo fraco. As notas mais subtéis da mão direita apareceriam com menos definição e contraste pois seriam mergulhadas no ruido de superficie, alguns ecos também. A metalisação das cordas seria mais espessa e quente pois a banda seria ligeiramente cortada, são as harmonicas superiores que dão ao cravo essa metalisação brilhante ... com o vinil seria mais baço, menos acido...

Para mim seria uma perda flagrante ... outros achariam que o instrumento é mais orgânico em vinil e cada um vê as coisas como quer ou pode. Eu disse antes que o vinil cria um caso de consciência durante a escuta da musica e que é muito dificil a resolver ... deixo esse extracto para o fim:

TD124 escreveu:
... No entanto, isto leva-nos a uma situação que tém tudo do paradoxo pois, se o sistema vinil é perfeitamente transparente os defeitos ou limites do disco (vinil) apareçem de uma maneira evidente ... se o sistema é menos transparente são as deficiências do formato que apareçe (leitura analogica), num e noutro caso hà que "fingir" não escutar esses defeitos ou então "gostar" desses defeitos, não vejo uma terçeira alternativa...

PS: Enviei esta mensagem ao meio-dia mas não passou ... sò agora de volta a casa dou-me com ela por enviar, felismente não se perdeu Wink

masa e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 18:31

Não quero desviar muito este tópico, afinal o vinil está na moda e daqui a nada parece que é uma moda sem sentido, como tantas que se traduzem em "Hashtags"...

Paulo, a segunda pergunta acaba por ser uma não questão, repare que eu afirmo que a experiência foi muito boa, mas não a comparo a nada - seria loucura tentar projectar tal coisa. Um grande sistema de reprodução digital não soa menos orgânico do que um grande sistema de vinil, a tendência (já o disse no que toca a uma conversa sobre amplificadores) será para se aproximarem. Uma comparação justa entre formatos é a que resulta do mesmo tipo de investimento (não apenas financeiro, entenda-se), para que o resultado se eleve e eleve a Música ao máximo possível.

A questão do CD ou MP3, assim como a do vinil, eu compreendo e o Paulo não está longe do que eu penso. Não gosto da comparação do vinil ao MP3 pois este tipo de ficheiro requer um elevado nível de compressão, tal coisa não existe no vinil. Eu poderei estar mesmo enganado, mas da master original o vinil pode receber tudo, infelizmente ele tem limitações físicas (como bem aponta) e a sua leitura tem outras tantas... O CD recebe um ficheiro que segue um padrão, esse padrão requer cortes (ou compressão), nada de mais é verdade, apenas estava a apontar um facto.

O exemplo que o Paulo dá com o cravo, um só instrumento, ilustra bem isto que vamos falando. Agora coloque-se uma orquestra completa... o silêncio é tão importante como cada nota em Música, pois é ele que as baliza, as rodeia, as permite.

Não pense que estou aqui a debitar palavras para defender o vinil pelo vinil, eu gosto muito do formato, mas não deixo de o pensar tal como ele é. Wink


Ah! A Música é Arte, uma belíssima forma de Arte, se para ela tocar mais profundamente alguém for necessário sacrificar alguma resolução, por mim tudo bem. Um álbum magnificamente reproduzido que apenas crie essa sensação no ouvinte não vale nada... um mal reproduzido que promova o pensamento e alguma acção, vale tudo. Obviamente que o vinil enquanto moda não será grande coisa, mas se o seu corpo (rituais, capa, ...) continuar a permitir (perpetuar até) a passagem de uma mensagem, então ainda se justifica a existência (eventualmente até a passagem da mensagem que há mais Música para lá do formato). Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fernando Salvado
Membro AAP


Mensagens : 361
Data de inscrição : 02/03/2018
Localização : Parede

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: O Audio Analógico está mesmo na moda   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 18:56


Tenho lido e apreciado todas as participações neste tema e...estou quase a perder a vergonha e atrever-me a uma opinião controversa.
Gostaria de pedir ao Paulo a referência do disco tocado num cravo da Gulbenkian por uma cravista francesa.
Conheço o orgão Flentrop da Gulbenkian mas desconheço qualquer gravação num cravo da Fundação.
É uma edição recente ou já antiga.
Obrigado pela partilha.

Alexandre Vieira e masa gostam desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 19:04

Fernando Salvado escreveu:

Tenho lido e apreciado todas as participações neste tema e...estou quase a perder a vergonha e atrever-me a uma opinião controversa.
(...)

Vergonha!?!

Caro Fernando Salvado, partilhe as suas ideias, pois só dessa forma todos evoluímos. Wink

masa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 20:24

Fernando Salvado escreveu:
... Tenho lido e apreciado todas as participações neste tema e...estou quase a perder a vergonha e atrever-me a uma opinião controversa.
Gostaria de pedir ao Paulo a referência do disco tocado num cravo da Gulbenkian por uma cravista francesa.
Conheço o orgão Flentrop da Gulbenkian mas desconheço qualquer gravação num cravo da Fundação.
É uma edição recente ou já antiga. ...

Amigo Fernando ... sou eu que me sinto elogiado que me faça uma pergunta que toca à musica portuguesa, ainda por cima barroca que é a metade da minha discoteca e uma paixão devorante, como o vinho Wink
O disco em questão é este e é tocado numa copia germano-francesa idêntica ao cravo "Antunes 1758" que pertençe ao museu da musica de Lisboa e que é unico, o seu proprietario legal é a fundação Gulbenkian do que sei. Esse instrumento tém a particularidade de ter cordas duplas no grave que resoam por simpatia e então uma banda mais profunda nos graves ... estes "tentos" sò podem ser tocados num instrumento de "fabricação" portuguesa pois ao que pareçe tais cravos são unicos e especificos a Portugal ... subsiste então um unico original actualmente, é uma herança que devemos proteger e promover!!!...
O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 91afdx10

Comprei este CD nos anos 90 e não me lembro exactamente da sua data de edição! Como disse, a gravação é extraordinaria de precisão, mesmo perturbante e a musica por si é magica ... no "tento" 2 e 3 vejo mesmo o acto de nascimento do fado, e mesmo se é o meu orgulho lusitano que fala ... não estou longe da verdade!!!...
Vejo que na Amazon o disco vende-se a preços indecentes Flores de Musica, tenho-o na garagem penso pois sò escuto a sua copia feita hà quinze anos atràs ... convido-vos todos a descobrir uma das obras fundamentais da musica barroca de cravo do nosso pais e que como dizém os criticos franceses: pertençe ao patrimonio barroco da humanidade! Afinal, não é sò as caravelas que soubemos fazer Wink

Grande abraço do pais dos gauleses para si amigo Fernando cheers

masa e Fernando Salvado gostam desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 20:57

Fiquei curioso com o álbum, mas em formato físico parece não existir (edição de 1994).

Existe a possibilidade de comprar aqui:
https://www.music-bazaar.mobi/spanish-music/album/1459541/Coelho-Flores-De-Musica-Gabrielle-Marcq/

Será confiável? O Paulo conhece essa página?

Fernando Salvado gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 21:15

José Miguel escreveu:
Não quero desviar muito este tópico, afinal o vinil está na moda e daqui a nada parece que é uma moda sem sentido, como tantas que se traduzem em "Hashtags"...
...
O exemplo que o Paulo dá com o cravo, um só instrumento, ilustra bem isto que vamos falando. Agora coloque-se uma orquestra completa... o silêncio é tão importante como cada nota em Música, pois é ele que as baliza, as rodeia, as permite.

Não pense que estou aqui a debitar palavras para defender o vinil pelo vinil, eu gosto muito do formato, mas não deixo de o pensar tal como ele é. Wink

Ah! A Música é Arte, uma belíssima forma de Arte,...

José, desta vez não vou sublinhar ném por em negrito nenhuma das tuas frases ... fiz simplesmente uma escolha daquelas que me pareçem estar "no topico" e corresponder à discussão actual. Quanto a saber se a moda do vinil tém sentido ou não seria presunçoso da minha parte de opinar, não me sinto competente ... mas não é pela qualidade superior de reprodução que a moda existe, isto pareçe-me uma evidência nmho!...

Tu dizes, e com razão, que o silêncio é tão importante quanto uma nota de musica ... ora o vinil é incapaz de restituir o silêncio, é uma "nota" de musica que o formato não sabe reproduzir, tal é um defeito grave!...

Não sou, não quero ser e não serei nunca um advogado do diabo entre o vinil e o digital, açeito um papel de modesto arbitro mas nada mais. Fiz e faço giras, modifiquei células e braços ... criei muitos "phonos", sou uma pessoa que està implicada (profundamente) no vinil, de mesmo (em menos) no digital! Preciso de esforçar muito para obter no vinil o que obtenho muito mais rapidamente no digital ... negar isto, seria negar a evidência! Quando dou a mesma energia aos dois formatos o digital vai muito mais longe ... e mais a musica é complexa e subtil, e mais o digital mostra a sua superioridade, também é uma evidência que sou obrigado de assumir ... não sou hipocrita e não vou pretender o contrario, aliàs, sempre o disse!...

Sim!, a musica é uma belissima forma de arte e escutà-la da melhor maneira é uma forma de respeito! Não ponho os meus oculos de sol quando vou ver os quadros do Louvre ... portanto gosto muito dos meus oculos de sol, é complicado tudo isto  Laughing

PS: Não o deveria dizer mas vou o fazer na mesma ... em relação ao "sentido da moda do vinil", penso que não tém sentido "musical" mas apenas um sentido "social", voilà està dito o que penso e portanto "ofereci-me" dez vinis para o Natal, talvez mais mesmo  Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 7840
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 21:27

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 76859910

Hoje no expresso🤪

Como sempre pensei que era independente vou começar a comprar só cds! lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 22:00

Alexandre Vieira escreveu:
O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 76859910

Hoje no expresso🤪

Como sempre pensei que era independente vou começar a comprar só cds! lol!

Venho de fumar um cigarro no jardim e vi duas estrelas cadentes ... é raro nesta época do ano! Estou na sala de jantar com o computador portatil a "tentar " escutar Coil pois a madame e o rebento jà faz uma hora que estão a rir às gargalhadas a ver uma emissão humoristica na TV. Enquanto degusto um copo de rosé digo-me que estou a 1800Km de Portugal e que não compreendi do que fala esse artigo do Expresso ném compreendi o sentido da tua intervenção! Uma pequena tradução para os habitantes do norte s'il te plait Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 22:04

José Miguel escreveu:
Fiquei curioso com o álbum, mas em formato físico parece não existir (edição de 1994).

Existe a possibilidade de comprar aqui:
https://www.music-bazaar.mobi/spanish-music/album/1459541/Coelho-Flores-De-Musica-Gabrielle-Marcq/

Será confiável? O Paulo conhece essa página?

Olà José, ném consigo abrir a pagina pois o meu "navegador net" diz-me que é um site "desaconselhado" e nocivo! Não sei o que te responder, mas vou encontrar uma solução no que diz respeito a esse album Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fernando Salvado
Membro AAP


Mensagens : 361
Data de inscrição : 02/03/2018
Localização : Parede

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: O Audio Analógico está mesmo na moda   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 22:59

Obrigado ao Paulo e ao José Miguel pelas" dicas"sobre o disco de Manuel Rodrigues Coelho e sobre o cravo de Joaquim José Antunes.
Na realidade, nem nas visitas ao museu nem nos concertos que ali assisti, nunca prestei muita atenção a este instrumento por desatenção minha com certeza mas também porque os guias dão muito maior relevo aos violoncelos do Rei D.Carlos e de Guilhermina Suggia e ao piano de Liszt do que a este instrumento ...único no mundo como o Paulo refere muito a propósito.
...e vou tentar adquirir o disco...evidentemente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySab Dez 12 2020, 23:20

TD124 escreveu:
José Miguel escreveu:
Fiquei curioso com o álbum, mas em formato físico parece não existir (edição de 1994).

Existe a possibilidade de comprar aqui:
https://www.music-bazaar.mobi/spanish-music/album/1459541/Coelho-Flores-De-Musica-Gabrielle-Marcq/

Será confiável? O Paulo conhece essa página?

Olà José, ném consigo abrir a pagina pois o meu "navegador net" diz-me que é um site "desaconselhado" e nocivo! Não sei o que te responder, mas vou encontrar uma solução no que diz respeito a esse album Wink

No meu telefone não apareceu o aviso, mas também não uso nenhum anti-vírus para que tal acontecesse. Achei barato, até demasiado, por isso perguntei.

Há uma solução, o Paulo partilhar o ficheiro... o meu email não se fará esquisito. Smile

No Tidal encontrei obras para órgão, dois volumes:
O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Screen12

A imagem é do primeiro volume... mas não há nada sobre esse álbum com a Gabrielle Marcq.
Aqui fala-se da moda do vinil e eu andei a ouvir isso via streaming. dvil
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 09:41

José Miguel escreveu:
José Miguel escreveu:
Fiquei curioso com o álbum, mas em formato físico parece não existir (edição de 1994).

... Há uma solução, o Paulo partilhar o ficheiro... o meu email não se fará esquisito. Smile

Existe outra solução, como sou uma pessoa bem (des)organisada fui à garagem e encontrei logo a caixa na qual o CD estava arrumado ... encontrei mesmo o Oratorio barroco do F.A. de Almeida que creio ser o unico dessa época conhecido e interpretado pelo Rene Jacobs e mesmo um disco de referência sobre o Satie que é tocado no mesmo piano que o compositor tinha ... uma pura maravilha! Visto que não tens computador e que os ficheiros são muito pesados para um mail ... o melhor é que te mande directamente o(s) disco(s) Wink

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Dscn7816
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 10:25

TD124 escreveu:

(...)
Visto que não tens computador e que os ficheiros são muito pesados para um mail ... o melhor é que te mande directamente o(s) disco(s) Wink

(...)

Paulo, é uma oferta muito generoso, mas a parte do computador está meio-resolvida... as circunstâncias obrigam-me a ter um, eu é que lhe dou pouco uso (preguiça!). Como sinto que a reprodução de ficheiros melhorará em breve deste lado, creio que os CDs ficam muito melhor entregues ao seu cuidado, assim servirão para futuras referências, activarão a sua memória. Wink

As plataformas de streaming ainda não têm tudo, estão cada vez mais completas é certo, mas ainda existe a nossa natural limitação para o conhecimento e é por isso que estas trocas são uma mais-valia. Da garagem do Paulo se fez luz sobre essas obras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 7840
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 10:52

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 76859910

Hoje no expresso🤪

Como sempre pensei que era independente vou começar a comprar só cds! lol!

Venho de fumar um cigarro no jardim e vi duas estrelas cadentes ... é raro nesta época do ano! Estou na sala de jantar com o computador portatil a "tentar " escutar Coil pois a madame e o rebento jà faz uma hora que estão a rir às gargalhadas a ver uma emissão humoristica na TV. Enquanto degusto um copo de rosé digo-me que estou a 1800Km de Portugal e que não compreendi do que fala esse artigo do Expresso ném compreendi o sentido da tua intervenção! Uma pequena tradução para os habitantes do norte s'il te plait Wink

O Independente foi um jornal semanário português, fundado em 1988, detido pela SOCI - Sociedade Independente de Comunicação, fundada e presidida por Luís Nobre Guedes.O seu primeiro número foi publicado a 20 de Maio de 1988 e o último no dia 1 de Setembro de 2006. O seu primeiro diretor foi Miguel Esteves Cardoso, coadjuvado por Paulo Portas (que viria a ser o segundo diretor) e sendo subdiretor Manuel Falcão.

Era o Jornal que fazia tremer o pobre do Professor Cavaco Silva a cada fim de semana. Em minha casa como na casa de milhares de pessoas, o Pai puxava do Expresso e o filho do Independente. Não só as crónicas do MEC mas também as análises musicas do Manuel Falcão puxavam pelos mais novos, mas também a ideia de contra-poder e de que se poderia fazer jornalismo com muita isenção e verdadeiro conhecimento dos factos. Eu e outros lia-mos religiosamente, até que um dia, mais tarde, vai-se a uma banca de Jornais e pede-se o Expresso. lol!

A minha tentativa de piada é nesse sentido se o Pai compra o expresso, o Filho compra o independente; se Pai ouve vinis, os Jovens revoltosos ouvem cd´s. É a ideia de rumar contra a corrente.


Última edição por Alexandre Vieira em Dom Dez 13 2020, 14:55, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 14:26

Alexandre Vieira escreveu:
... A minha tentativa de piada é nesse sentido se o Pai compra o expresso, eu compra-se o independente,  se ouve vinis, ouvem-se os cd´s. É a ideia de rumar contra a corrente.

Ok, jà compreendo melhor pois não tinha percebido patavina ... Obrigado Alexandre 2cclzes
Voltar ao Topo Ir em baixo
taunus
Membro AAP
taunus

Mensagens : 310
Data de inscrição : 12/11/2016
Idade : 46
Localização : Maia

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 14:48

Não sei porque o pessoal do AAP anda tão preocupa com soluções técnicas complexas e dispendiosas quando pode ter:

https://www.nit.pt/compras/o-gira-discos-de-madeira-vintage-que-vai-querer-ter-na-sala-custa-3995e
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 7840
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 51
Localização : The Other Band

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 14:54

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
... A minha tentativa de piada é nesse sentido se o Pai compra o expresso, eu compra-se o independente,  se ouve vinis, ouvem-se os cd´s. É a ideia de rumar contra a corrente.

Ok, jà compreendo melhor pois não tinha percebido patavina ... Obrigado Alexandre 2cclzes

Nem sei como, o que escrevi não faz qualquer sentido e juro que pensei melhor que escrevi. É o que faz escrever no Ipad O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 524928826

Vou refazer, é uma vergonha para o Camões e Pessoa. O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 933723
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 7918
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 15:00

Pessoa Question  Efectivamente, é vergonhoso para o nosso companheiro TD124 que lá fora, luta pela vida.

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
astra
Membro AAP


Mensagens : 127
Data de inscrição : 24/11/2011

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 13 2020, 17:07

O “admirável” mundo do audio digital - Mitos e realidades.

“É desconcertante pensar que o formato de áudio que ofereceu o maior potencial de faixa dinâmica já disponibilizado ao consumidor agora é rotineiramente usado para armazenar música deliberadamente processada com a menor faixa dinâmica possível na história da música gravada!”

https://www.soundonsound.com/techniques/end-loudness-war

Alexandre Vieira e masa gostam desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
Goansipife

Mensagens : 3617
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 61
Localização : Freiria - Torres Vedras

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 07:56


Fernando Salvado gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 10:40

astra escreveu:
... “É desconcertante pensar que o formato de áudio que ofereceu o maior potencial de faixa dinâmica já disponibilizado ao consumidor agora é rotineiramente usado para armazenar música deliberadamente processada com a menor faixa dinâmica possível na história da música gravada!” ...

Um comentario muito, muito pertinente ... Bravo 2cclzes
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 14:54

O vinilo està tão na moda que venho de receber o leitor de MP3 para a prenda de Natal do meu filho mais pequeno e olhem-me para esta caixa ... com um desenho de vinil e um braço de leitura No

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Dscn7910

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 15:37

TD124 escreveu:
O vinilo està tão na moda que venho de receber o leitor de MP3 para a prenda de Natal do meu filho mais pequeno e olhem-me para esta caixa ... com um desenho de vinil e um braço (...)

Um mini-braço... que esse não chegaria ao final de muitas primeiras faixas. Laughing


Caso o pequeno um destes dias peça um gira-discos, diga que a Música via MP3 não presta, a culpa sabe de quem é!?!

Um telefone básico (capaz de ligar wifi), um pacote de dados e a aplicação de Spotify já seriam um luxo de prenda. Para o próximo natal oferecia o upgrade, assinatura de Tidal. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 16:20

José Miguel escreveu:
... Caso o pequeno um destes dias peça um gira-discos, diga que a Música via MP3 não presta, a culpa sabe de quem é!?!

Um telefone básico (capaz de ligar wifi), um pacote de dados e a aplicação de Spotify já seriam um luxo de prenda. Para o próximo natal oferecia o upgrade, assinatura de Tidal. Wink

Sim!, sei de quém seria a culpa ... seria Tua e jà estàs a querer meter ideias na cabeça do meu filho, naaaa ele vai escutar Flac's e gostar muito!!!...

O MP3 dele (que lê todos os formatos) vai-lhe permitir de escutar a discoteca do pai com uma muito boa qualidade, depois jà poderà se atacar ao resto da musica que existe. O seu MP3 é uma escola aonde ele vai aprender as bases da musica e do som, e depois vai ser a ele de nadar sozinho nestes mundos Wink

O telefone serve para telefonar e um leitor de ficheiros para ouvir musica, cada coisa no seu lugar Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 17:13

TD124 escreveu:

(...)
O MP3 dele (que lê todos os formatos) vai-lhe permitir de escutar a discoteca do pai com uma muito boa qualidade, depois jà poderà se atacar ao resto da musica que existe. O seu MP3 é uma escola aonde ele vai aprender as bases da musica e do som, e depois vai ser a ele de nadar sozinho nestes mundos Wink

O telefone serve para telefonar e um leitor de ficheiros para ouvir musica, cada coisa no seu lugar Laughing

Assim sendo, está melhor enquadrado! Smile

Comece por carregar Clash, Slint, Daft Punk, Aphex Twin, Arctic Monkeys, The National, ... depois partilhe se ele não precisa de um telefone para manter contacto com as meninas da escola. Eu só estava a tentar ajudar. Laughing


Deixe a Música Barroca para ouvir em casa...

Alexandre Vieira gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptySeg Dez 14 2020, 18:12

José Miguel escreveu:
... Comece por carregar Clash, Slint, Daft Punk, Aphex Twin, Arctic Monkeys, The National, ... depois partilhe se ele não precisa de um telefone para manter contacto com as meninas da escola. Eu só estava a tentar ajudar. Laughing

Deixe a Música Barroca para ouvir em casa...  

Ele tém um telefone, mas foi ele que pediu o leitor de ficheiros ... deve querer se desmarcar dos outros! È certo que com playlists como as que propões o sucesso vai estar garantido, jà tinha sido o caso dos irmãos mais grandes com o post-rock ... com Bach, Monteverdi e Purcell seria um suicidio Laughing

Penso que mesmo em casa o barroco não seja a sua praia ... daqui a vinte anos, talvez  scratch

Alexandre Vieira e masa gostam desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 20 2020, 08:35

O vinil está na moda, mas ainda se consegue tratar bem o formato. O vídeo que se segue já tem um ano, mas cruzei-me com ele hoje. Fala das reedições Tone Poet da Blue Note, as que são feitas de forma mais cuidada. A conversa é interessante e revela alguns truques de produção e masterização usados no passado (para fazer face às limitações).



Como se vai dizendo por aqui, o vinil requer trabalho e peças tecnicamente aptas/evoluídas, essas reedições valem a pena, quem as não consegue pagar também ficará bem servido(a) com as dos 80 anos.

masa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 6804
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 55
Localização : França

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 20 2020, 10:49

José Miguel escreveu:
O vinil está na moda, mas ainda se consegue tratar bem o formato. ...
...
Como se vai dizendo por aqui, o vinil requer trabalho e peças tecnicamente aptas/evoluídas, essas reedições valem a pena, quem as não consegue pagar também ficará bem servido(a) com as dos 80 anos.

Olà José, é verdade que existém editoras que trabalham bem e conheço vàrios casos sém ir buscar as ditas "editoras audiofilas", mesmo no rock e electronica ... mas o preço do disco vai là para os trinta e tal! È o preço que paguei duas reedições dos Coil, as duas edições dos Bark Psychosis, algumas reedições do Aphex Twin ou Autechre e etc e etc! Mesmo se o trabalho é realmente bem feito com os portes e eventualmente a alfandega são discos que custam 50 paus ... começa a ser (muito) caro para um disco que não vai soar tão bem quanto o ficheiro! Finalmente, e é a ideia que eu defendo, é o preço de um objecto de qualidade simbolico mais do que o valor "audiofilo", ou seja, o valor em qualidade da musica gravada e restituida pelo objecto! Eu sempre disse que se a musica fosse escutada às "cegas" muitas das discussões de audio não existiriam...

A França foi o unico pais ocidental que destruiu complétamente o vinil desde fim dos anos 80 por causa da Fnac e jà contei vàrias vezes como. Sò subsistiu a fabrica MPO perto de Paris que era considerada uma das melhores prensadoras do mundo. Hoje a MPO ainda existe e com a mesma qualidade e mais três ou quatro pequenos prensadores quase artesanais que trabalham com a electronica e os independentes ... a qualidade ainda existe e nunca disse o contrario! Que a exigência tenha um preço visto a complexidade de produção de um vinil de qualidade também é algo que não contesto, acho mesmo normal. Hà trinta anos atràs tinha amigos que se fizeram coleções vertiginosas de vinilos por dois tostões pois os discos eram quase dados ora que os CD custavam caros ... hoje é ao contràrio!!! No entanto o CD soa melhor do que hà trinta anos atràs pois o digital (leitores e dacs) progrediu e o vinil continua a soar como hà trinta anos atràs pois não progrediu quase nada!...

A Fnac hoje tém vinis por todo o lado e os CD são de classica essencialmente a vasta escolha pois o jazz e rock jà pouco téem em relação a antes. A moda do vinil é uma evidência e a Fnac nunca ira vender ficheiros então téem necessidade de um objecto fisico pois são uma loja fisica, isto é valido para um disco ou para um livro que hoje também pode ser ou é desmaterialisado. A minha mulher ainda lê livros, eu leio numa tablet especialisada pois não quero a casa cheia de livros. Antes não queria ver discos por todo o lado e preferia ver livros, hoje é ao contràrio ... são modas, mas fora as modas existém as bases, a essência da coisa! Quando leio Steinbeck em livro ou numa tablet encontro exactamente o mesmo texto e a minha percepção da obra é a mesma ... não tenho necessidade de sentir o tocar do papel nos dedos! Com a musica é exactamente a mesma coisa ... a magia de Bach ou Perry Blake não é de tocar no disco ou ver as vàlvulas acesas à minha frente, mas a ilusão a mais perfeita possivel de estar no lugar do microfone que captou essa musica, de estar a viver esse instante. Quando escuto Coltrane & Hartman, e apesar de possuir uma edição muito boa em vinilo, é o ficheiro que me transporta no tempo até ao estudio ... o vinil lembra-me aonde estou e a triste realidade da estàtica, do ruido de superficie e outros "defeitos" naturais do formato...

Continuo a comprar vinis e no sapatinho vou ter de novo mais uns quantos ... gosto do objecto pois começei a ouvir musica com ele e tenho uma forma de afecto, mas também tenho duas orelhas. Sempre fui eu que fiz a comer com as minhas três esposas pois gosto de comer pouco mas bem, não gosto de vinho reles e melhor ele serà e melhor o bebo e assim de seguida ... também na musica tenho essa exigência e talvez por isso fiz tantos giras e modificações de braços ou células para amelhorar a audição desse formato, mas o resultado continua a ser o mesmo quando escuto com "exigência a musica" ... o meu Dac vai muito mais longe do que qualquer sistema vinil que tenha escutado em toda a minha vida, e escutei muitos Wink

Se vale a pena continuar a gastar dinheiro para comprar vinis, células, giras, phonos e tec é a cada um de decidir ... pessoalmente estarei contente e vou ganhar dinheiro Laughing

Levar a questão para o nivel de qualidade do formato e ainda por cima para a confrontação entre os formatos sò pode ser uma questão de gosto! Açeito que uma pessoa me diga que prefere um Mouchão a um Procura Velhas Vinhas, eu não!... o gosto existe é verdade, o mau gosto também e o bom gosto està a desaparecer mas pareçe que também ainda existe ... como as boas edições em vinil Laughing

masa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 8393
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 39
Localização : A Norte, ainda a Norte...

O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 EmptyDom Dez 20 2020, 12:48

Eu partilhei o vídeo de forma apressada, mas o Paulo explicou melhor as coisas. Smile

Eu fiquei com uma frase na cabeça, que vai ao encontro do que o Paulo disse antes: os primeiros Blue Note foram produzidos com um corte nas baixas frequências para não atrapalhar a leitura (com gira-discos e células limitadas tecnicamente).

Isto não afirma o vinil inferior enquanto formato, mas o sistema de leitura... ups, foi uma afirmação e tanto, ainda bem que trocamos braço e célula. Laughing

O que está no vinil é o que é, gira-discos modernos só têm que ler o que lá está. Será que os discos Blue Note são responsáveis por trocas de colunas e amplificadores!?! Pensei nisto, chega a ter graça... pessoas menos avisadas a procurar frequências que não estão gravadas ou a tentar evitar as que foram puxadas. Smile

O resto... o resto o Paulo já colocou em palavras, dá que pensar, depois cada um decide - decisão informada acaba sempre por ser justificada. Wink

masa gosta desta mensagem

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty
MensagemAssunto: Re: O Audio Analógico está mesmo na moda.   O Audio Analógico está mesmo na moda. - Página 2 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Audio Analógico está mesmo na moda.
Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Áudio Geral-
Ir para: