Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 RIP...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15209
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: RIP...   Sab Maio 30 2015, 14:50


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
pedrolopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 295
Data de inscrição : 19/03/2015
Idade : 33
Localização : Oeiras

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sab Maio 30 2015, 17:37

Um suporte que massificou a música, agora os tempos são outros voltar ao básico Smile

Achei interessante a parte que ele refere no video que os 29 fabricantes usariam o mesmo suporte e sistema, que era a primeira vez sem precedentes. Bem acho que não é bem verdade, a K7 e o vinil eram standar - se for comparativo ao VHS e beta a história é outra Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1484
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 48
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sab Maio 30 2015, 18:11

Estes artigos são óptimos ou deveriam sê-lo, para baixar ainda mais o preço dos cd,s.
Tanto jazz, tanta étnica, tanta clássica já para não falar dos rocks, que têm exelentes gravações e produções finais em cd.
Mal de muitos nós se o cd morrer. Deixaria de haver um formato com maior discografias disponível e com dac,s de conversão decentes para se ouvirem nos nossos sistemas.

Não podemos ser tão fundamentalistas. Existem óptimas malhas em CD e a baixo custo.

Não estou a deslumbrar a fabricação em massa do vinil para reeditar tudo de novo e muito menos downloads para ripar em vinil. What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2490
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sab Jun 06 2015, 22:55

Eu fico estupefacto é antigamente os cd´s exibiam as siglas AAD e o pessoal que só ouvia "digital" ficava triste, agora o pessoal que só ouve vinil pensa que ouve um sinal verdadeiramente analógico e diz que o som é muito melhor que o cd, quando na verdade 99% dos discos actuais são quase todos DDA...

Ou seja de analógico têm muito pouco e as alegadas limitações do som digital não desaparecem pelo facto do formato final ser em vinil....

Tenho encontrado, por aí Lp´s dos finais dos anos 60 e princípio dos anos 70 com um som francamente melhor que alguns discos de vinil actuais....

E também tenho encontrado cd´s de álbuns novos que tocam bem melhor que os seus semelhantes em vinil, mesmo que digam que o vinil é de 180 gramas ou mesmo de 3 quilos!!!

Parece-me que hoje em dia o purismo do "analógico" está completamente desvirtuado no que diz respeito aos novos discos! No

Voltar ao Topo Ir em baixo
fredy
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4104
Data de inscrição : 08/02/2011
Idade : 55
Localização : Casal do Marco - Seixal

MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 08:11

Olá

O radicalismo nunca levou nem leva a nada...
Actualmente tudo é feito no domínio digital, e não é só por o formato final ser em vinil que é melhor, pelo contrário, algumas edições actuais em vinil são uma grande treta, estou totalmente de acordo com o Alexandre.
Isto é como a história dos equalizadores, quem já passou por um estúdio de gravação sabe que a manipulação do som é feita até à exaustão, ou seja até estar de acordo com aquilo que se pretende...
ora em casa também queremos ter o som de acordo com o que pretendemos... por isso se acharmos necessário um equalizador... porque não.

Fredie
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidado
Convidado



MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 09:19

...? ora então!?...
Shocked
quais são os anos da fronteira?
Question
até onde estamos isentos do pecado!? ...
Rolling Eyes
desde quando se misturou com o digital?...
study
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2490
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 13:15

joaninha escreveu:
...? ora então!?...
Shocked
quais são os anos da fronteira?
Question
até onde estamos isentos do pecado!? ...
Rolling Eyes
desde quando se misturou com o digital?...
study


O primeiro disco que tive com essa "mistura" entre o digital com o analógico foi o saudoso "Stop Making Sense" dos talking heads que apregoava um muito melhor som pelo facto de ter sido gravado digitalmente. Sempre denotei que de facto aquele disco tinha um som diferente (no início todos achávamos melhor porque soava de maneira diferente) com um agudos um pouco estridentes.

Desde a vulgarização do DAT todas as maquetes de discos são digitais, se não são todas pelo menos 99,99 % são de certeza, pois como disse o Fredy é necessário efectuar a equalização das gravações e mistura e é muito mais fácil no digital do que no analógico...

Também acontece com frequência as maquetas terem passado de analógico para digital e hoje voltarem a ser impressas em discos de vinil mas com mais uma fonte pelo meio...

Os melhores discos que tenho no analógico são edições inglesas dos anos 80 principio dos anos 90. Mas rivalizam com eles também muitos discos dos finais dos 60 principio dos anos 70 da RCA que normalmente têm um som brutal.

Não existe volta a dar o digital não morreu, o que morreu foi o purismo do analógico
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15209
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 13:46

Alexandre Vieira escreveu:
[

Os melhores discos que tenho no analógico são edições inglesas dos anos 80 principio dos anos 90. Mas rivalizam com eles também muitos discos dos finais dos 60 principio dos anos 70 da RCA que normalmente têm um som brutal.
 
É aí que está o "filão" !


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1484
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 48
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 13:49

Ou seja: bom vinil só no tempo dele. afro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15209
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 14:25

Pierre escreveu:
Ou seja: bom vinil só no tempo dele. afro

"Só" não...hoje também se faz bom vinil 100% analógico sobretudo a partir de masters antigas...mas essa exclusividade tem consequências nos preços...

Mas não é isso que está em cima da mesa neste tópico, mas sim o formato CD.
O digital é o caminho a seguir e a aperfeiçoar, e ainda tem muito que palmilhar para conseguir entregar ao consumidor final um formato com a magia do belo e bom vinil.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1484
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 48
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: RIP...   Dom Jun 07 2015, 14:32

Milton escreveu:
conseguir entregar ao consumidor final um formato com a magia do belo e bom vinil.


Parece-me quase impossível. É um formato cheio de arte em todos os sentidos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2490
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: RIP...   Ter Jun 09 2015, 17:32

Milton escreveu:
Pierre escreveu:
Ou seja: bom vinil só no tempo dele. afro

"Só" não...hoje também se faz bom vinil 100% analógico sobretudo a partir de masters antigas...mas essa exclusividade tem consequências nos preços...

Mas não é isso que está em cima da mesa neste tópico, mas sim o formato CD.
O digital é o caminho a seguir e a aperfeiçoar, e ainda tem muito que palmilhar para conseguir entregar ao consumidor final um formato com a magia do belo e bom vinil.


Caro Milton a tua reflexão verbaliza aquilo que penso faz uns tempos para cá...

Senti-me estúpido quando comecei a comprar edições novas de discos feitos nestes tempos... ou mesmo de outros cujas gravações foram digitalizadas . É que a maioria das gravações é digital e as que não são passaram a ser...

Por isso cá em casa coabitam de modo próprio o vinil, o cd, os ficheiros digitais, as K7´s tendo cada um deles tem o seu espaço próprio.

Confesso que de facto o melhor som (quando a coisa está completamente afinadinha) é do vinil. A cassete "consome" sempre alguma coisa da fonte, e o seu som independentemente da gravação ser analógica ou digital tende a ser idêntico. Na verdade foi no último audio show do AAP que me deparei pela primeira vez com o facto de conseguir sentir que a gravação de uma fita que estava a passar no sistema provir de uma gravação digital, tal era a qualidade do sistema.

Relativamente ao digital existem muito boas gravações em cd ou mesmo em outros tipos de ficheiros (onde de facto temos que realçar o silêncio desta fonte como aspecto mais positivo) e existem outras que são de fugir!

Relativamente às matrizes antigas resta-me apenas dizer que as mesmas têm que ser de quando a quando renovadas senão é o mesmo que nada, lembro-me que quando chegavam a Portugal os discos da moda que vinham do "estrangeiro" normalmente o som era sempre pior do que os discos que eram cá gravados e impressos.

Por isso, como em tudo na vida, temos que escolher aquilo que efetivamente nos serve melhor e nem sempre (infelizmente) o vinil é a melhor opção de som.

Mas o que me chateia é a maior parte das editoras estar a vender gato por lebre, ou seja, levam a pensar os pobres consumidores que estão a comprar analógico, quando na verdade não o é...

Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: RIP...   Qui Jun 11 2015, 23:45

Os primeiros LP com conversão DDA que comprei foram estes: o primeiro traz uma etiqueta da JVC



Gostei tanto do primeiro que não tardou muito a comprar o segundo, mas eram caros.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1610
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 59
Localização : Paço de Arcos

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 09:35



O CD é uma porcaria

De novo me voluntario (soa mal mas é assim que se escreve) para auxiliar quem se queira ver livre dos seus CD's (além do transporte ofereço um serviço de descontaminação espiritual prestado pela grande vidente Alexandra Solnado)

 Venham eles venham eles
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 12:38

Mário Franco escreveu:


O CD é uma porcaria

De novo me voluntario (soa mal mas é assim que se escreve) para auxiliar quem se queira ver livre dos seus CD's (além do transporte ofereço um serviço de descontaminação espiritual prestado pela grande vidente Alexandra Solnado)

 Venham eles venham eles

Eu acho que tenho o primeiro em cd, tenho que ver...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2490
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 15:11

Mário Franco escreveu:


O CD é uma porcaria

De novo me voluntario (soa mal mas é assim que se escreve) para auxiliar quem se queira ver livre dos seus CD's (além do transporte ofereço um serviço de descontaminação espiritual prestado pela grande vidente Alexandra Solnado)

 Venham eles venham eles






Dividimos os custos de descontaminação a meias....
Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 16:59

ducar escreveu:
Os primeiros LP com conversão DDA que comprei foram estes: o primeiro traz uma etiqueta da JVC



Gostei tanto do primeiro que não tardou muito a comprar o segundo, mas eram caros.







Holy Shit! Isso é muita bom! Até há bem pouco tempo procurei incessantemente esta malta pelo UTube : Lee Ritenour, Dave Grusin, Abraham Laboriel. E descobri muita "tertúlia musical" interessante.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 17:03

Mário Franco escreveu:


O CD é uma porcaria

De novo me voluntario (soa mal mas é assim que se escreve) para auxiliar quem se queira ver livre dos seus CD's (além do transporte ofereço um serviço de descontaminação espiritual prestado pela grande vidente Alexandra Solnado)

 Venham eles venham eles

Tens toda a razão: já está mais do que na hora de alterar a Constituição para incluir o CD bem como subsequentes fontes digitais, como boas fontes para audição musical.

Na minha opinião, qualquer que seja o suporte houve por trás um "Zé Manel" que o Masterizou. E é precisamente aí que reside o sucesso ou fracasso da edição analógica ou digital.

Francisco Batista
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 17:17

FBatista escreveu:
Mário Franco escreveu:


O CD é uma porcaria

De novo me voluntario (soa mal mas é assim que se escreve) para auxiliar quem se queira ver livre dos seus CD's (além do transporte ofereço um serviço de descontaminação espiritual prestado pela grande vidente Alexandra Solnado)

 Venham eles venham eles

Tens toda a razão: já está mais do que na hora de alterar a Constituição para incluir o CD bem como subsequentes fontes digitais, como boas fontes para audição musical.

Na minha opinião, qualquer que seja o suporte houve por trás um "Zé Manel" que o Masterizou. E é precisamente aí que reside o sucesso ou fracasso da edição analógica ou digital.

Francisco Batista

Pois, tudo depende do "Zé Manel" que andou a mexer no zingarelho, independentemente do formato usado.
Por essa razão o cd também pode ser visto como uma boa fonte desde que seja bem aproveitada.

Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 17:21

FBatista escreveu:
ducar escreveu:
Os primeiros LP com conversão DDA que comprei foram estes: o primeiro traz uma etiqueta da JVC



Gostei tanto do primeiro que não tardou muito a comprar o segundo, mas eram caros.







Holy Shit! Isso é muita bom! Até há bem pouco tempo procurei incessantemente esta malta pelo UTube : Lee Ritenour, Dave Grusin, Abraham Laboriel. E descobri muita "tertúlia musical" interessante.

Eu já ouço esta malta desde os tempos de rapazola e vou continuar a ouvir, para mim são uma referência.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1610
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 59
Localização : Paço de Arcos

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 17:44

Alexandre Vieira escreveu:


Mas o que me chateia é a maior parte das editoras estar a vender gato por lebre, ou seja, levam a pensar os pobres consumidores que estão a comprar analógico, quando na verdade não o é...

 

Esta é a verdadeira questão

Não menosprezando o vinyl[img][/img] é importante anunciar bem alto estas idiosincrasias do fenómeno.

O consumismo acéfalo ocorre tão facilmente nesta área como noutra qualquer e a indústria conporta-se nesta área como em todas as outras do consumo (não sei por onde vou mas sei que não vou por aí)

A alienação aliás não ocorre só ao nível dos suportes, também ocorre nos equipamentos, com o consumidor a comprar gato por lebre (cabos, cabecinhas, amortecedores, ionizadores, desodorizantes etc etc) mas quem corre por gosto não cansa  lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2490
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 23:11

Mário Franco escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:


Mas o que me chateia é a maior parte das editoras estar a vender gato por lebre, ou seja, levam a pensar os pobres consumidores que estão a comprar analógico, quando na verdade não o é...

 

Esta é a verdadeira questão

Não menosprezando o vinyl" /> é importante anunciar bem alto estas idiosincrasias do fenómeno.


Com vinyl desta qualidade até ter uma origem digital, porque se é 100% analógico pode estar cheio de "pêlos"...
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: RIP...   Sex Jun 12 2015, 23:19

Alexandre Vieira escreveu:
Mário Franco escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:


Mas o que me chateia é a maior parte das editoras estar a vender gato por lebre, ou seja, levam a pensar os pobres consumidores que estão a comprar analógico, quando na verdade não o é...

 

Esta é a verdadeira questão

Não menosprezando o vinyl" /> é importante anunciar bem alto estas idiosincrasias do fenómeno.


Com vinyl desta qualidade até ter uma origem digital, porque se é 100% analógico pode estar cheio de "pêlos"...

Aproveitei à pouco para ouvir um deles, que maravilha

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
RIP...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Digital-
Ir para: