Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 1º tangencial (?)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64407
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: 1º tangencial (?)   Sab Dez 13 2014, 18:05

Quem dos ilustres membros é que sabe de que ano é o primeiro braço tangencial?

Pelos vistos, é de 1910. affraid


https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=5uAnv4EiVTQ

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
fredy
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4123
Data de inscrição : 08/02/2011
Idade : 55
Localização : Casal do Marco - Seixal

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Sab Dez 13 2014, 18:26

Olá
Até já naquela altura sabiam o que era melhor...
Orquestra
smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64407
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Sab Dez 13 2014, 18:27

fredy escreveu:
Olá
Até já naquela altura sabiam o que era melhor...
Orquestra
smedley


Em minha opinião, um design digno do gramofone. dvil


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 00:07

Acabei de ouvir um gira com um braço desses em casa do Fredy e raisparta,que aquilo estava a tocar mesmo bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64407
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 07:01

luis carrilho escreveu:
..um gira com um braço desses...


O braço do Fredy é de 1910 ou o é o Fredy que é de 1910?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mozarteano
Membro AAP
avatar

Mensagens : 770
Data de inscrição : 26/08/2010
Idade : 54
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 09:21

Não faco ideia quanto e' que essa tecnologia para a leitura de vinilo apareceu, mas julgo que os Japoneses estavam sempre na crista da onda e na vanguarda da tecnologia. A National-Technics estava sempre na vanguarda e produziram alguns equipamentos com essa tecnologia, julgo...

No meu tempo de escola todos os meses convivia com tangenciais, ou seja quando chegava a altura de fazer os celebres pontos vulgo exames e os recebia as positivas que tirava eram sempre a' Tangente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64407
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 09:52

Mozarteano escreveu:
...mas julgo que os Japoneses estavam sempre na crista da onda e na vanguarda ...



Bom, ai provavelmente teremos que ir por partes. É que nos primórdios, os japoneses não são mais do que os primeiros grandes "copiadores" daquilo que se desenvolvia na Europa e na América. Eles pouco desenvolviam.
Depois de muito copiarem, é que montaram uma industria forte e começaram a desenvolver ou melhorar o existente.

Fica aqui um site com o desenvolvimento dos tangenciais e onde podes ver que no desenvolvimento, pouco há de input japonês.      


http://www.soundfountain.com/amb/ttrabco.html


Não é por acaso que muita gente intitula a China de "novo Japão" no que diz respeito a aproveitar ideias dos outros.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 11:06

António José da Silva escreveu:
luis carrilho escreveu:
..um gira com um braço desses...


O braço do Fredy é de 1910 ou o é o Fredy que é de 1910?
Boa pergunta...

smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mozarteano
Membro AAP
avatar

Mensagens : 770
Data de inscrição : 26/08/2010
Idade : 54
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 12:21

António José da Silva escreveu:
Mozarteano escreveu:
...mas julgo que os Japoneses estavam sempre na crista da onda e na vanguarda ...



Bom, ai provavelmente teremos que ir por partes. É que nos primórdios, os japoneses não são mais do que os primeiros grandes "copiadores" daquilo que se desenvolvia na Europa e na América. Eles pouco desenvolviam.
Depois de muito copiarem, é que montaram uma industria forte e começaram a desenvolver ou melhorar o existente.

Fica aqui um site com o desenvolvimento dos tangenciais e onde podes ver que no desenvolvimento, pouco há de input japonês.      


http://www.soundfountain.com/amb/ttrabco.html


Não é por acaso que muita gente intitula a China de "novo Japão" no que diz respeito a aproveitar ideias dos outros.

Obrigado pelo link. Ja' conhecia e de facto e' muito bom.

Quanto ao facto de os japoneses serem os grande copiadores, bom, ja não partilho da ideia,  estamos a falar de realidades e culturas bem diferentes em materia de audio, quer na europa, na asia  ou nos USA, cada civilização tinha as suas referencias.
A europa desenvolveu a sua cultura no audio talvez uma pouco mais tarde do que que na asia, mais concrectamente no Japao, não nos podemos esquecer que as primeiras células de leitura se não estou em erro foram criadas pelos japoneses, e tudo o resto por ai adiante.

Eu não sou historiador de audio nem pouco mais ou menos, e em electrónica sou uma verdadeira nódoa, mas desde os meus 12 anos e na mediada do possível e de acordo com as fases que atravessei na adolescência como qualquer um de nos, ia bebendo a literatura que havia e me chegava a's maos na altura e quando ia, apesar de ser muito novo a Inglaterra também ia vendo umas coisas, e as fontes que ia tendo não me pareciam ser duvidosas, acreditara mais nas fontes da altura do que nas de hoje...mas isso seria tema para outro debate, um dia talvez...por agora não...

A revistas de audio que havia na altura em Portugal, nos  finas dos anos 70 e inicio dos 80 eram diminutas, eram Inglesas de grosso modo e uma ou duas, e havia também um ou outro DIY nacional que nos tempos livres ia fazendo umas coisas em termos de amplificação, com fontes alem-fronteiras, Inglesas, e ou Americanas quando chegavam. As japonesas era mais complicado a menos que o dialecto estivesse ao alcance desses maduros nacionais para se basearem na concepção de equipamentos...

Sempre achei a industria de audio oriunda da terra do sol nascente, neste caso Japao, a melhor, a mais apurada, a mais esmiucada ou seja, aquela que sempre foi ao fundo da questão,  a mais transparente, a mais douradora, a mais combatente, aquela que sempre eu o peito as balas audiofilas, enfim, olhe-se para tras e veja-se o caminho que a industria japonesa de audio fez, em termos de analógico e amplificação, única no mundo, não 'a volta a dar e ponto final.
Lembro na altura que muitos profissionais que hoje demonstram equipamentos de milhares em eventos de audio, diziam sobre a engenharia do audio japonês no equipamentos: Maquinas de  combate...tudo dito, eram profissionais que diziam, não fui eu que inventei.

Na europa, claro, a Gra-Bretanha ja se sabe, outra grande referencia também em analógico, amplicacao e colunas, os famosos QuadII, e as famosas colunas electrostáticas, os famosos Michell, Nothingham Analogue, talvez do melhor que se fez na materia.

Os Helveticos obviamente também deixaram um grande e forte legado  em materia de analógico, também ja' todos sabemos.

Nos USA, o que me chegava mais aos ouvidos e a muitos de nos que ja andavam nestas andanças do audio como amadores e como hobbie na altura eram os Conrad Johnson os mais badalados e ''mais tarde os Mcinstosh'' mais coisa menos coisa, muito esparsamente chegava outra cultura americana em termos de audio. O japao fez o que tinha a fazer e muito bem na minha opinião, o que e' bom divulgou-se e todos nos consumimos japonês, verdade ou mentira?

Quanto a' china ser o novo Japão, eh pa' julgo ser complicado essa analogia, nunca ouvi, mas se dizes, a fama e desta não se livram tao cedo, que os chineses vao tendo por esse mundo fora, e' que o apesar do copianco ser o forte,  o resultado final costumava ser uma forte desgraça.

Eu prefiro um equipamento japonês feito com profundidade, com o habitual  tutano do que  10 ou 20 equipamentos chineses por ''muito melhor aspecto'' que possam ter. Nos dias de hoje não sei, de quando em vez ate' vou vendo algum equipamento manufacturado na china mas que não entra nos circuitos comerciais, diria,''jeitosinho'', pelo menos 'a primeira vista...mas enfim, como vou dizendo varias vezes, times are changing...
Voltar ao Topo Ir em baixo
fredy
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4123
Data de inscrição : 08/02/2011
Idade : 55
Localização : Casal do Marco - Seixal

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 16:26

Olá

Citação :
AJS escreveu...
O braço do Fredy é de 1910 ou o é o Fredy que é de 1910?
luis carrilho escreveu...
Boa pergunta...

Voltar ao Topo Ir em baixo
luis lopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4485
Data de inscrição : 25/02/2011
Idade : 50
Localização : algueirão

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Dom Dez 14 2014, 19:39

Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4491
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Qua Dez 17 2014, 11:30

Mozarteano escreveu:
António José da Silva escreveu:
Mozarteano escreveu:
...mas julgo que os Japoneses estavam sempre na crista da onda e na vanguarda ...



Bom, ai provavelmente teremos que ir por partes. É que nos primórdios, os japoneses não são mais do que os primeiros grandes "copiadores" daquilo que se desenvolvia na Europa e na América. Eles pouco desenvolviam.
Depois de muito copiarem, é que montaram uma industria forte e começaram a desenvolver ou melhorar o existente.

Fica aqui um site com o desenvolvimento dos tangenciais e onde podes ver que no desenvolvimento, pouco há de input japonês.      


http://www.soundfountain.com/amb/ttrabco.html


Não é por acaso que muita gente intitula a China de "novo Japão" no que diz respeito a aproveitar ideias dos outros.

Obrigado pelo link. Ja' conhecia e de facto e' muito bom.

Quanto ao facto de os japoneses serem os grande copiadores, bom, ja não partilho da ideia,  estamos a falar de realidades e culturas bem diferentes em materia de audio, quer na europa, na asia  ou nos USA, cada civilização tinha as suas referencias.
A europa desenvolveu a sua cultura no audio talvez uma pouco mais tarde do que que na asia, mais concrectamente no Japao, não nos podemos esquecer que as primeiras células de leitura se não estou em erro foram criadas pelos japoneses, e tudo o resto por ai adiante.

Eu não sou historiador de audio nem pouco mais ou menos, e em electrónica sou uma verdadeira nódoa, mas desde os meus 12 anos e na mediada do possível e de acordo com as fases que atravessei na adolescência como qualquer um de nos, ia bebendo a literatura que havia e me chegava a's maos na altura e quando ia, apesar de ser muito novo a Inglaterra também ia vendo umas coisas, e as fontes que ia tendo não me pareciam ser duvidosas, acreditara mais nas fontes da altura do que nas de hoje...mas isso seria tema para outro debate, um dia talvez...por agora não...

A revistas de audio que havia na altura em Portugal, nos  finas dos anos 70 e inicio dos 80 eram diminutas, eram Inglesas de grosso modo e uma ou duas, e havia também um ou outro DIY nacional que nos tempos livres ia fazendo umas coisas em termos de amplificação, com fontes alem-fronteiras, Inglesas, e ou Americanas quando chegavam. As japonesas era mais complicado a menos que o dialecto estivesse ao alcance desses maduros nacionais para se basearem na concepção de equipamentos...

Sempre achei a industria de audio oriunda da terra do sol nascente, neste caso Japao, a melhor, a mais apurada, a mais esmiucada ou seja, aquela que sempre foi ao fundo da questão,  a mais transparente, a mais douradora, a mais combatente, aquela que sempre eu o peito as balas audiofilas, enfim, olhe-se para tras e veja-se o caminho que a industria japonesa de audio fez, em termos de analógico e amplificação, única no mundo, não 'a volta a dar e ponto final.
Lembro na altura que muitos profissionais que hoje demonstram equipamentos de milhares em eventos de audio, diziam sobre a engenharia do audio japonês no equipamentos: Maquinas de  combate...tudo dito, eram profissionais que diziam, não fui eu que inventei.

Na europa, claro, a Gra-Bretanha ja se sabe, outra grande referencia também em analógico, amplicacao e colunas, os famosos QuadII, e as famosas colunas electrostáticas, os famosos Michell, Nothingham Analogue, talvez do melhor que se fez na materia.

Os Helveticos obviamente também deixaram um grande e forte legado  em materia de analógico, também ja' todos sabemos.

Nos USA, o que me chegava mais aos ouvidos e a muitos de nos que ja andavam nestas andanças do audio como amadores e como hobbie na altura eram os Conrad Johnson os mais badalados e ''mais tarde os Mcinstosh'' mais coisa menos coisa, muito esparsamente chegava outra cultura americana em termos de audio. O japao fez o que tinha  a fazer e muito bem na minha opinião, o que e' bom divulgou-se e todos nos consumimos japonês, verdade ou mentira?

Quanto a' china ser o novo Japão, eh pa' julgo ser complicado essa analogia, nunca ouvi, mas se dizes, a fama e desta não se livram tao cedo, que os chineses vao tendo por esse mundo fora, e' que o apesar do copianco ser o forte,  o resultado final costumava ser uma forte desgraça.

Eu prefiro um equipamento japonês feito com profundidade, com o habitual  tutano do que  10 ou 20 equipamentos chineses por ''muito melhor aspecto'' que possam ter. Nos dias de hoje não sei, de quando em vez ate' vou vendo algum equipamento manufacturado na china mas que não entra nos circuitos comerciais, diria,''jeitosinho'', pelo menos 'a primeira vista...mas enfim, como vou dizendo varias vezes, times are changing...

Esqueceste-te de mencionar os Holandeses que eram os reis e senhores em hifi e os alemães que eram outra grande referência como eles próprios se intitulavam neste tipo de equipamentos com a norma Din 45.500.



Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64407
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Qua Dez 17 2014, 12:37

ducar escreveu:


Esqueceste-te de mencionar os Holandeses que eram os reis e senhores em hifi e os alemães que eram outra grande referência como eles próprios se intitulavam neste tipo de equipamentos com a norma Din 45.500.





E contrariamente aos japoneses (pelo menos na genesis da questão), com desenvolvimento realmente próprio.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4491
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Qua Dez 17 2014, 16:25

António José da Silva escreveu:
ducar escreveu:


Esqueceste-te de mencionar os Holandeses que eram os reis e senhores em hifi e os alemães que eram outra grande referência como eles próprios se intitulavam neste tipo de equipamentos com a norma Din 45.500.





E contrariamente aos japoneses (pelo menos na genesis da questão), com desenvolvimento realmente próprio.

Sim, muito devemos a eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
seven
Membro AAP


Mensagens : 766
Data de inscrição : 08/08/2011

MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   Qui Dez 18 2014, 10:48

Os links são interessantes, mas, mesmo assim a história dos tangenciais fica muito incompleta, faltam os Americanos Eminent technology - braços que resultam da tentativa de fazer um tangencial acessível, leve (para ser compatível com gd suspensos) e com algumas características inimitáveis (como o ajuste do VTA em arco para não alterar a posição exacta da célula); os Suecos Airtangent ( para muitos considerados os melhores de sempre e que incluíam ajuste do vta por comando remoto para se poder ouvir do ponto de audição); os também americanos Rockport ( refinamentos dos princípios deste últimos), da eslovénia o recente Kuzma airline, da Inglaterra os acessíveis Trans.fi etc, etc.etc.

Abraço,

Seven
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 1º tangencial (?)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º tangencial (?)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: