Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Cambridge 640P

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
PALUSE
Membro AAP


Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 10:09

Orquestra
Bom dia.
Como é que chega ao valor de 48K no Audiolab? É desta revisão 207 ou de outra? Caso seja referente à revisão 207, então sabe a impedancia da base do transistor?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palmas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 330
Data de inscrição : 27/05/2014
Idade : 51
Localização : Maia e Coimbra

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 10:15

PALUSE escreveu:
Orquestra
Bom dia.
Como é que chega ao valor de 48K no Audiolab? É desta revisão 207 ou de outra? Caso seja referente à revisão 207, então sabe a impedancia da base do transistor?

Não sabendo qual otransistor, não sei qual o hfe e como tal não sei qual a impedancia do transistor. No entanto o transistor tem uma resistencia bastante alta no emissor o que me leva a crer que a impedancia do andar será bastante elevada, de forma a não afectar a impedancia total. Assim calculei apenas o paralelo 120k com 82k. A tolerancia destas resistencias deverá ter mais impacto na impedancia que o transistor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 10:26

Alexandre Vieira escreveu:
Cá está um tópico muitíssimo interessante.

Eu tenho cá por casa um 540P e relativamente à entrada phone do meu então amplificador residente um Rotel 840-BX4, no início pensei o mesmo. O som da entrada do amplificador era melhor. Depois de muitas experiências fazer, fui aconselhado por um Senhor que trabalhava numa casa de audio em Almada, a experimentar diversos cabos audio. Na altura recomendou-me uns Eagle. Após a colocação dos mesmos a fazer a ponte entre o amplificador e o pré, denotei um ganho enorme no som, palco, graves e definição do mesmo. Quem chegou a ouvir o aparelho a trabalhar foi o Carrilho na altura ligado a um HK. E penso que foi a primeira vez que ele pensou que o rendimento do gira-discos poderia ser superior ao do CD.

Bem sei que por aqui existem uns sépticos relativamente a estes fenómenos, mas enfim o que fazer, cada um relata as suas experiências e coloca-as para enriquecer o colectivo.
Confirmo Vieira,de facto confesso que na altura fiquei surpreendido pela qualidade de som que estavas a obter com aquele modesto Rotel.
Mas se não estou em erro na altura o amp. já éra o Primare. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 11:21

PALUSE escreveu:
Pierre escreveu:

Tive por cá o 640P para tirar as dúvidas sobre, se é ou não melhor que as entradas phono do Audiolab 8000A ou de um Kenwood 5010. Constatei após algumas experiências e com o tempo que o 640P é mauzito perante as entradas phono dos referidos integrados. O som tem mais ganho com o 640P mas é um som algo confuso, crispado, por vezes metálico e sem musicalidade.
Foi evidente quando o retirei a percepção dos riffs e acordes de uma guitarra,  maior nitidez e separação entre instrumentos.

Conclusão; dá-me cá a impressão que nestes valores dos 70-100€, não se tira grandes benefícios com pre-phonos separados, antes pelo contrário.

É a vida.


Interessante comentário...

Kenwood KA-5010 estágio de gira discos.

Não sou vidente mas aposto que o aparelho da Kenwood que usou tinha um MJM4560 no estágio de phono.
Como é típico dos projetos mid-fi japoneses, os rapazinhos usam entradas diferenciais exteriores à dos op-amps e neste caso com FET.



E isso na tua opinião é bom ou mau??
Eu agora meti-me nesta brincadeira: http://www.audioanalogicodeportugal.net/t8319-e-oficial-tornei-me-sucateiro
Pra ser sincero,a minha maior curiosidade é que tál será a qualidade do pré de phono do gajo,por comparação com a do meu Rotel RA-1520,seria uma especie de Japonês antigo vs Japonês moderno.
Cá está o esquema do gajo:



Vendo isto pelos ólhos de quem percebe da coisa e dando o desconto de ser uma velharia com 40 Anos,pela topologia usada e "coiso e tál",parece-te que isto tem potencialidade pra tocár qq coisita e valerá a pena a reparação ou será como eu digo na brincadeira,um bonito pisa-papéis que comprei por 20€??!....  
"On topic" tambem digo que concordo com o Pierre,não ecredito que um pré de phono de cento e picos €€ vá trazer grandes melhorias de som em relação ao pré de um integrado de gama media.
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 14:54

Palmas escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra
Bom dia.
Como é que chega ao valor de 48K no Audiolab? É desta revisão 207 ou de outra? Caso seja referente à revisão 207, então sabe a impedancia da base do transistor?

Não sabendo qual otransistor, não sei qual o hfe e como tal não sei qual a impedancia do transistor. No entanto o transistor tem uma resistencia bastante alta no emissor o que me leva a crer que a impedancia do andar será bastante elevada, de forma a não afectar a impedancia total. Assim calculei apenas o paralelo 120k com 82k. A tolerancia destas resistencias deverá ter mais impacto na impedancia que o transistor.


Sim, tem razão a Resistencia de 82K que vai polarizar a base do transistor e o condensador de 100uF à massa na linha de alimentação. Juntando as duas dá de facto os  48713Ohms mais os 200 em série, prefazendo cerca de 50K...
O transistor é o BC550B.
Afinal não chega para fazer a M97xE bailar com alegria.

Agradeço a atenção.
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 14:59

luis carrilho escreveu:
PALUSE escreveu:
Pierre escreveu:

Tive por cá o 640P para tirar as dúvidas sobre, se é ou não melhor que as entradas phono do Audiolab 8000A ou de um Kenwood 5010. Constatei após algumas experiências e com o tempo que o 640P é mauzito perante as entradas phono dos referidos integrados. O som tem mais ganho com o 640P mas é um som algo confuso, crispado, por vezes metálico e sem musicalidade.
Foi evidente quando o retirei a percepção dos riffs e acordes de uma guitarra,  maior nitidez e separação entre instrumentos.

Conclusão; dá-me cá a impressão que nestes valores dos 70-100€, não se tira grandes benefícios com pre-phonos separados, antes pelo contrário.

É a vida.


Interessante comentário...

Kenwood KA-5010 estágio de gira discos.

Não sou vidente mas aposto que o aparelho da Kenwood que usou tinha um MJM4560 no estágio de phono.
Como é típico dos projetos mid-fi japoneses, os rapazinhos usam entradas diferenciais exteriores à dos op-amps e neste caso com FET.




E isso na tua opinião é bom ou mau??  
Eu agora meti-me nesta brincadeira: http://www.audioanalogicodeportugal.net/t8319-e-oficial-tornei-me-sucateiro
Pra ser sincero,a minha maior curiosidade é que tál será a qualidade do pré de phono do gajo,por comparação com a do meu Rotel RA-1520,seria uma especie de Japonês antigo vs Japonês moderno.
Cá está o esquema do gajo:



Vendo isto pelos ólhos de quem percebe da coisa e dando o desconto de ser uma velharia com 40 Anos,pela topologia usada e "coiso e tál",parece-te que isto tem potencialidade pra tocár qq coisita e valerá a pena a reparação ou será como eu digo na brincadeira,um bonito pisa-papéis que comprei por 20€??!....  
"On topic" tambem digo que concordo com o Pierre,não ecredito que um pré de phono de cento e picos €€ vá trazer grandes melhorias de som em relação ao pré de um integrado de gama media.

Orquestra
Tudo tem potencial de tocar bem, se o projecto for competente e o material tiver qualidade...
smedley
Isto é o "Coiso e Tál."
Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palmas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 330
Data de inscrição : 27/05/2014
Idade : 51
Localização : Maia e Coimbra

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 15:33

PALUSE escreveu:
Palmas escreveu:


Não sabendo qual otransistor, não sei qual o hfe e como tal não sei qual a impedancia do transistor. No entanto o transistor tem uma resistencia bastante alta no emissor o que me leva a crer que a impedancia do andar será bastante elevada, de forma a não afectar a impedancia total. Assim calculei apenas o paralelo 120k com 82k. A tolerancia destas resistencias deverá ter mais impacto na impedancia que o transistor.


Sim, tem razão a Resistencia de 82K que vai polarizar a base do transistor e o condensador de 100uF à massa na linha de alimentação. Juntando as duas dá de facto os  48713Ohms mais os 200 em série, prefazendo cerca de 50K...
O transistor é o BC550B.
Afinal não chega para fazer a M97xE bailar com alegria.

Agradeço a atenção.
Se o transistor é o BC550B, o hfe de baixo sinal deverá ser superior a 300. Com uma resistencia de emissor de 56k, a impedancia do andar de transistor passa bem o MOhm, pelo que realmente não conta. No entanto a capacidade de entrada pode ser elevada devido ao efeito de Miller.
Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 16:16

PALUSE escreveu:


Orquestra
Tudo tem potencial de tocar bem, se o projecto for competente e o material tiver qualidade...
smedley
Isto é o "Coiso e Tál."
Orquestra
Pois,percebo a ideia,bom...é fazer figas e esperar que tenha sido este o caso,póde ser que ainda venha a ficar agradavelmente surpreendido com o som daquela velharia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 16:46

Palmas escreveu:
PALUSE escreveu:
Palmas escreveu:


Não sabendo qual otransistor, não sei qual o hfe e como tal não sei qual a impedancia do transistor. No entanto o transistor tem uma resistencia bastante alta no emissor o que me leva a crer que a impedancia do andar será bastante elevada, de forma a não afectar a impedancia total. Assim calculei apenas o paralelo 120k com 82k. A tolerancia destas resistencias deverá ter mais impacto na impedancia que o transistor.


Sim, tem razão a Resistência de 82K que vai polarizar a base do transístor e o condensador de 100uF à massa na linha de alimentação. Juntando as duas dá de facto os  48713Ohms mais os 200 em série, prefazendo cerca de 50K...
O transístor é o BC550B.
Afinal não chega para fazer a M97xE bailar com alegria.

Agradeço a atenção.
Se o transistor é o BC550B, o hfe de baixo sinal deverá ser superior a 300. Com uma resistência de emissor de 56k, a impedância do andar de transístor passa bem o MOhm, pelo que realmente não conta. No entanto a capacidade de entrada pode ser elevada devido ao efeito de Miller.
Orquestra
Yep; estou de acordo com a explicação até antes do efeito do Sr. Miler, que ainda vou tentar entender.
A distração com a resistência de 82K é que estragou as contas...

Os componentes estão referenciados no topo do esquemático.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palmas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 330
Data de inscrição : 27/05/2014
Idade : 51
Localização : Maia e Coimbra

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 17:15

PALUSE escreveu:
Palmas escreveu:
PALUSE escreveu:
Palmas escreveu:


Não sabendo qual otransistor, não sei qual o hfe e como tal não sei qual a impedancia do transistor. No entanto o transistor tem uma resistencia bastante alta no emissor o que me leva a crer que a impedancia do andar será bastante elevada, de forma a não afectar a impedancia total. Assim calculei apenas o paralelo 120k com 82k. A tolerancia destas resistencias deverá ter mais impacto na impedancia que o transistor.


Sim, tem razão a Resistência de 82K que vai polarizar a base do transístor e o condensador de 100uF à massa na linha de alimentação. Juntando as duas dá de facto os  48713Ohms mais os 200 em série, prefazendo cerca de 50K...
O transístor é o BC550B.
Afinal não chega para fazer a M97xE bailar com alegria.

Agradeço a atenção.
Se o transistor é o BC550B, o hfe de baixo sinal deverá ser superior a 300. Com uma resistência de emissor de 56k, a impedância do andar de transístor passa bem o MOhm, pelo que realmente não conta. No entanto a capacidade de entrada pode ser elevada devido ao efeito de Miller.
Orquestra
Yep; estou de acordo com a explicação até antes do efeito do Sr. Miler, que ainda vou tentar entender.
A distração com a resistência de 82K é que estragou as contas...

Os componentes estão referenciados no topo do esquemático.

O Sr. Miller lembrou que uma capacidade (aplica-se a qualquer elemento amplificador, inversor ou não, mas vou dar um exemplo para ser mais simples explicar) entre a base e colector do transistor pode ser muito pequena (uns 2pF no caso do BC550B), mas essa capacidade está entre dois sinais, um deles muito maior e invertido, então a capacidade percebida na base vai ser igual à capacidade real multiplicada pelo ganho em tensão +1, ou seja se o ganho for de 20, a capacidade aparente será de (20+1)x2pF=42pF...
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Seg Jan 05 2015, 23:19

Palmas escreveu:
PALUSE escreveu:
Palmas escreveu:
PALUSE escreveu:
Palmas escreveu:


Não sabendo qual otransistor, não sei qual o hfe e como tal não sei qual a impedancia do transistor. No entanto o transistor tem uma resistencia bastante alta no emissor o que me leva a crer que a impedancia do andar será bastante elevada, de forma a não afectar a impedancia total. Assim calculei apenas o paralelo 120k com 82k. A tolerancia destas resistencias deverá ter mais impacto na impedancia que o transistor.


Sim, tem razão a Resistência de 82K que vai polarizar a base do transístor e o condensador de 100uF à massa na linha de alimentação. Juntando as duas dá de facto os  48713Ohms mais os 200 em série, prefazendo cerca de 50K...
O transístor é o BC550B.
Afinal não chega para fazer a M97xE bailar com alegria.

Agradeço a atenção.
Se o transistor é o BC550B, o hfe de baixo sinal deverá ser superior a 300. Com uma resistência de emissor de 56k, a impedância do andar de transístor passa bem o MOhm, pelo que realmente não conta. No entanto a capacidade de entrada pode ser elevada devido ao efeito de Miller.
Orquestra
Yep; estou de acordo com a explicação até antes do efeito do Sr. Miler, que ainda vou tentar entender.
A distração com a resistência de 82K é que estragou as contas...

Os componentes estão referenciados no topo do esquemático.

O Sr. Miller lembrou que uma capacidade (aplica-se a qualquer elemento amplificador, inversor ou não, mas vou dar um exemplo para ser mais simples explicar) entre a base e colector do transistor pode ser muito pequena (uns 2pF no caso do BC550B), mas essa capacidade está entre dois sinais, um deles muito maior e invertido, então a capacidade percebida na base vai ser igual à capacidade real multiplicada pelo ganho em tensão +1, ou seja se o ganho for de 20, a capacidade aparente será de (20+1)x2pF=42pF...

Orquestra
Ok, temos no caso do BC550B com uma possivel corrente de colector de 2mA um hfe de 250*2+1=501pf para mais se calhar visto os tipos no projecto desejarem aproveitar o maior ganho possível e a capacidade de entrada ronda os 9pF (Veb=0,5V e f=1MHz). Talvez a razão das duas resistências de 100 ohms antes da base do TR Q201, para isolar o gerador (cabeça/célula) dessas capacidades.

Thanks
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 01:11

luis carrilho escreveu:
PALUSE escreveu:


Orquestra
Tudo tem potencial de tocar bem, se o projecto for competente e o material tiver qualidade...
smedley
Isto é o "Coiso e Tál."
Orquestra
Pois,percebo a ideia,bom...é fazer figas e esperar que tenha sido este o caso,póde ser que ainda venha a ficar agradavelmente surpreendido com o som daquela velharia.
Orquestra
Especialmente como pré amplificador se for bem tratado...
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 01:45

luis carrilho escreveu:
PALUSE escreveu:


Orquestra
Tudo tem potencial de tocar bem, se o projecto for competente e o material tiver qualidade...
smedley
Isto é o "Coiso e Tál."
Orquestra
Pois,percebo a ideia,bom...é fazer figas e esperar que tenha sido este o caso,póde ser que ainda venha a ficar agradavelmente surpreendido com o som daquela velharia.

Se desligares as linhas de alimentação ao estágio de potencia, cuidares da alimentação do estágio de phono (inclusive os dois caps de 6800uF podem passar a dois Nichicon FG ou Muse KZ de 50V/1000uF, o resto aconselho Elna Silmic II tendo atenção com as dimensões dos condensadores) e dos passivos no caminho do sinal; "subsonic do phono", etc; acredito que tenhas um prévio de phono com um bom som, o resto é passivo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Palmas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 330
Data de inscrição : 27/05/2014
Idade : 51
Localização : Maia e Coimbra

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 09:00

Só um pequeno pormenor, para o efeito de Miller apenas consideramos o ganho em tensão (depende da topologia e valores de resistencias) e não em corrente (hfe). Assim a capacidade será bastante abaixo da referida, até porque 500pF seria demasiado para uma MM.
Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 11:26

PALUSE escreveu:
luis carrilho escreveu:
PALUSE escreveu:


Orquestra
Tudo tem potencial de tocar bem, se o projecto for competente e o material tiver qualidade...
smedley
Isto é o "Coiso e Tál."
Orquestra
Pois,percebo a ideia,bom...é fazer figas e esperar que tenha sido este o caso,póde ser que ainda venha a ficar agradavelmente surpreendido com o som daquela velharia.

Se desligares as linhas de alimentação ao estágio de potencia, cuidares da alimentação do estágio de phono (inclusive os dois caps de 6800uF podem passar a dois Nichicon FG ou Muse KZ de 50V/1000uF, o resto aconselho Elna Silmic II tendo atenção com as dimensões dos condensadores) e dos passivos no caminho do sinal; "subsonic do phono", etc; acredito que tenhas um prévio de phono com um bom som, o resto é passivo...
Olá Paluse,obrigado pela analise e pelas dicas,obviamente não serei eu a reparar o aparelho (se tál fôr possivel) mas poderei discutir com o tecnico essas tuas sugestões,no entanto gostaria que na medida do possivel o aparelho não perdesse as caracteristicas originais e a sua respectiva assinatura sónica e não sei se um recap desse nivel não o iria provocar,ontem tirei umas fotos ás tripas do bicho,que poderás ver no tópico.
Mia uma vez obrigado pelas ideias e um forte abraço.
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 14:49

Palmas escreveu:
Só um pequeno pormenor, para o efeito de Miller apenas consideramos o ganho em tensão (depende da topologia e valores de resistencias) e não em corrente (hfe). Assim a capacidade será bastante abaixo da referida, até porque 500pF seria demasiado para uma MM.
Orquestra
OK. Entendido. De acordo que 500pF seria um exagero; mas questiono se as resistências em serie não "distanciam" a cabeça do gira discos (gerador) dessas capacidades presentes no transístor?
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 15:00

luis carrilho escreveu:
PALUSE escreveu:
luis carrilho escreveu:
PALUSE escreveu:


Orquestra
Tudo tem potencial de tocar bem, se o projecto for competente e o material tiver qualidade...
smedley
Isto é o "Coiso e Tál."
Orquestra
Pois,percebo a ideia,bom...é fazer figas e esperar que tenha sido este o caso,póde ser que ainda venha a ficar agradavelmente surpreendido com o som daquela velharia.

Se desligares as linhas de alimentação ao estágio de potencia, cuidares da alimentação do estágio de phono (inclusive os dois caps de 6800uF podem passar a dois Nichicon FG ou Muse KZ de 50V/1000uF, o resto aconselho Elna Silmic II tendo atenção com as dimensões dos condensadores) e dos passivos no caminho do sinal; "subsonic do phono", etc; acredito que tenhas um prévio de phono com um bom som, o resto é passivo...
Olá Paluse,obrigado pela analise e pelas dicas,obviamente não serei eu a reparar o aparelho (se tál fôr possivel) mas poderei discutir com o tecnico essas tuas sugestões,no entanto gostaria que na medida do possivel o aparelho não perdesse as caracteristicas originais e a sua respectiva assinatura sónica e não sei se um recap desse nivel não o iria provocar,ontem tirei umas fotos ás tripas do bicho,que poderás ver no tópico.
Mia uma vez obrigado pelas ideias e um forte abraço.
Orquestra
É só uma opinião. Para mim esse aparelho era para jogar o estágio de potencia no lixo, encomendar 2 PCB com regulação e filtragem simétricos, os passivos de marca para abrilhantar o desempenho, um kit pcb amplificador de auscultadores com válvulas e fazia disso um brinquedo para ligar a um amp de potencia exterior.
Tem voltagem AC quanto basta para um kit a válvulas...
Sempre se podia brincar um pouco com o ganho do phono; aí acho que "expertize" do Palmas ajudava imenso e também se podia usar os botões do tone para variar a carga de entrada do phono e a capacidade. Isto tudo depende como os PCB e os estágios estão distribuidos no projecto original, mas como naquele tempo era usados módulos com muito fio a interligar, existem boas chances. O botão do "loudness" usava-se para alterar o ganho de MM para MC se o circuito de phono permitisse. Claro que a serigrafia é que se tornava um problema, mas acho que podia ser um projecto muito curtido...
smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2522
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 22:18

luis carrilho escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
Cá está um tópico muitíssimo interessante.

Eu tenho cá por casa um 540P e relativamente à entrada phone do meu então amplificador residente um Rotel 840-BX4, no início pensei o mesmo. O som da entrada do amplificador era melhor. Depois de muitas experiências fazer, fui aconselhado por um Senhor que trabalhava numa casa de audio em Almada, a experimentar diversos cabos audio. Na altura recomendou-me uns Eagle. Após a colocação dos mesmos a fazer a ponte entre o amplificador e o pré, denotei um ganho enorme no som, palco, graves e definição do mesmo. Quem chegou a ouvir o aparelho a trabalhar foi o Carrilho na altura ligado a um HK. E penso que foi a primeira vez que ele pensou que o rendimento do gira-discos poderia ser superior ao do CD.

Bem sei que por aqui existem uns sépticos relativamente a estes fenómenos, mas enfim o que fazer, cada um relata as suas experiências e coloca-as para enriquecer o colectivo.
Confirmo Vieira,de facto confesso que na altura fiquei surpreendido pela qualidade de som que estavas a obter com aquele modesto Rotel.
Mas se não estou em erro na altura o amp. já éra o Primare. Wink

Boas!!! Carrilho bom ano!

Acho que de facto és capaz de ter razão! Mas de qualquer modo de certeza que o pré era o 540P

Com uma célula AT que ainda é a minha célula principal!

Voltar ao Topo Ir em baixo
luis carrilho
Membro AAP
avatar

Mensagens : 704
Data de inscrição : 19/01/2013
Idade : 44
Localização : Pinhal de Frades-Seixal

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Ter Jan 06 2015, 23:29

Alexandre Vieira escreveu:
luis carrilho escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
Cá está um tópico muitíssimo interessante.

Eu tenho cá por casa um 540P e relativamente à entrada phone do meu então amplificador residente um Rotel 840-BX4, no início pensei o mesmo. O som da entrada do amplificador era melhor. Depois de muitas experiências fazer, fui aconselhado por um Senhor que trabalhava numa casa de audio em Almada, a experimentar diversos cabos audio. Na altura recomendou-me uns Eagle. Após a colocação dos mesmos a fazer a ponte entre o amplificador e o pré, denotei um ganho enorme no som, palco, graves e definição do mesmo. Quem chegou a ouvir o aparelho a trabalhar foi o Carrilho na altura ligado a um HK. E penso que foi a primeira vez que ele pensou que o rendimento do gira-discos poderia ser superior ao do CD.

Bem sei que por aqui existem uns sépticos relativamente a estes fenómenos, mas enfim o que fazer, cada um relata as suas experiências e coloca-as para enriquecer o colectivo.
Confirmo Vieira,de facto confesso que na altura fiquei surpreendido pela qualidade de som que estavas a obter com aquele modesto Rotel.
Mas se não estou em erro na altura o amp. já éra o Primare. Wink

Boas!!! Carrilho bom ano!

Acho que de facto és capaz de ter razão! Mas de qualquer modo de certeza que o pré era o 540P

Com uma célula AT que ainda é a minha célula principal!

Olá Vieira,bom Ano pra ti tambem,
Sim o pré éra de certeza o 540P,o amp. é que já éra o Primare que eu nunca cheguei a ouvir aí o HK e sim,isso tocava bem,quer dizer...mais ou menos,as escolhas musicais não davam pra mais. smedley

Paluse,essa brincadeira éra gira sim sr.,mas éra se fosse eu a fazer esse trabalho,encomendar essa brincadeira a um tecnico...a coisa ia ficar bem salgada. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   Qua Jan 07 2015, 00:33

luis carrilho escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
luis carrilho escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
Cá está um tópico muitíssimo interessante.

Eu tenho cá por casa um 540P e relativamente à entrada phone do meu então amplificador residente um Rotel 840-BX4, no início pensei o mesmo. O som da entrada do amplificador era melhor. Depois de muitas experiências fazer, fui aconselhado por um Senhor que trabalhava numa casa de audio em Almada, a experimentar diversos cabos audio. Na altura recomendou-me uns Eagle. Após a colocação dos mesmos a fazer a ponte entre o amplificador e o pré, denotei um ganho enorme no som, palco, graves e definição do mesmo. Quem chegou a ouvir o aparelho a trabalhar foi o Carrilho na altura ligado a um HK. E penso que foi a primeira vez que ele pensou que o rendimento do gira-discos poderia ser superior ao do CD.

Bem sei que por aqui existem uns sépticos relativamente a estes fenómenos, mas enfim o que fazer, cada um relata as suas experiências e coloca-as para enriquecer o colectivo.
Confirmo Vieira,de facto confesso que na altura fiquei surpreendido pela qualidade de som que estavas a obter com aquele modesto Rotel.
Mas se não estou em erro na altura o amp. já éra o Primare. Wink

Boas!!! Carrilho bom ano!

Acho que de facto és capaz de ter razão! Mas de qualquer modo de certeza que o pré era o 540P

Com uma célula AT que ainda é a minha célula principal!

Olá Vieira,bom Ano pra ti tambem,
Sim o pré éra de certeza o 540P,o amp. é que já éra o Primare que eu nunca cheguei a ouvir aí o HK e sim,isso tocava bem,quer dizer...mais ou menos,as escolhas musicais não davam pra mais. smedley

Paluse,essa brincadeira éra gira sim sr.,mas éra se fosse eu a fazer esse trabalho,encomendar essa brincadeira a um tecnico...a coisa ia ficar bem salgada. Wink
Orquestra
Ui, ui, convém ser um projecto pessoal e ir fazendo com calma, se tal for viável. Por mim podes perguntar o que quiseres, para alterações em estágios discretos, aconselho uma pessoa com experiencia em contrução de projectos. Eu teria bastante mais dificuldade em informar-te qual o valor da resistência para alterar o ganho do estágio de phono para 66db por ex.
Parece-me que as partes que falei sobre o ganho e o filtro subsónico estão identificadas. Se eu estiver errado, por favor corrijam-me.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Cambridge 640P   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Cambridge 640P
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Procuro Pré-Phono MC.
» Goldring 1012 GX
» Cambridge 640P
» Pré Phono (outra vez)
» venda de pre-phono Cambridge Audio 640P

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: