Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 RIP J.C. Verdier

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 48
Localização : Oriente

MensagemAssunto: RIP J.C. Verdier   Sex Out 03 2014, 19:21

My respects

Deixou um legado extraordinario

RIP RIP
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64328
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sex Out 03 2014, 19:32

MicroGruas escreveu:
My respects

Deixou um legado extraordinario

RIP RIP



Porra, que triste noticia de um dos grandes investigadores do áudio.


RIP

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 48
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sex Out 03 2014, 19:45





Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 48
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sex Out 03 2014, 19:59

Mr Jean Verdier was born in 1938. He started to manufacture turntables in 1963 with the well known french company ERA.

In 1972 he created his own company with the brand name "J.C.Verdier".

By the end of the seventies he invented a new concept of top quality turntable using repulsive magnets. The "Platine verdier" was born.
35 years later, the "Platine Verdier" is still manufactured with a very few changes. More than 2000 of it are in use all other the world.

During the eighties he started with tube amplifiers, responding to a new demand of the HiFi market.

Mr Jean Verdier was officially retired from active work for some years and he organised the future for the company a long time ago.
His wife personally takes care of all the commercial matters since the beginning of the company in 1972 and their son Eric Verdier has been managing the technical aspects for over 5 years.

via J. Durant
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
avatar

Mensagens : 7786
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sex Out 03 2014, 21:08

RIP RIP
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15193
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sex Out 03 2014, 22:45

O Homem era um artista e aos artistas oferece-se uma salva de palmas quando partem !



O legado será certamente continuado pela esposa e pelo filho.

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
avatar

Mensagens : 10381
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 59
Localização : Lanhelas - Minho

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 00:03

Milton escreveu:
O Homem era um artista e aos artistas oferece-se uma salva de palmas quando partem !




RIP
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3392
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 49
Localização : Palmela

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 11:59

Fez belos giradiscos e belos amplificadores a válvulas...

Nos anos 90 ouvi muitas vezes em Lisboa na loja Atitude tanto o gira Platine como o amplificador a valvulas L'Amplificateur (excelente amplificador que eu na altura adorava).

RIP

Abraço,
Jorge Ferreira
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64328
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 12:21

Jorge Ferreira escreveu:
Fez belos giradiscos e belos amplificadores a válvulas...

Nos anos 90 ouvi muitas vezes em Lisboa na loja Atitude tanto o gira Platine como o amplificador a valvulas L'Amplificateur (excelente amplificador que eu na altura adorava).

RIP

Abraço,
Jorge Ferreira


O gira já me passou pelos canais auditivos, o amp nunca tive o prazer.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3295
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 51
Localização : França

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 12:42

MicroGruas escreveu:
My respects

Deixou um legado extraordinario RIP RIP

La Platine, quer dizer em françês simplesmente "o gira", e foi o publico que o batisou "La Platine Verdier" que então quer dizer familiarmente "O gira do Verdier"!!!... Ele disse vàrias vezes, que estava mais honrado desse nome, do que se tivessem dado o seu nome a uma rua de Paris...

Penso que hoje no paraiso audiofilo aonde o seu lugar jà estava reservado hà muito tempo!... ele deve ler com emoção e orgulho modesto, as belas despedidas que todos os forums do mundo lhe dão...

Nasceu em França e deu ao mundo!!!... Bravo velho sàbio, e agora vais ter toda a eternidade para encontrar o braço que procuraste tanto para a tua platine!... Repose en paix et en musique!!!...


_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64328
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 12:44

Quer isso dizer que nunca o chegou a encontrar?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 48
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 12:53

Concerteza com um cunho diferente, mas a sua obra continua.

Um dos poucos que fica com o nome para a eternidade.

Aspiro a um Platine Verdier.

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3295
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 51
Localização : França

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 16:45

António José da Silva escreveu:
Quer isso dizer que nunca o chegou a encontrar?

Na busca "metafisisica ou poética (como queiram)", da audiofilia!... cada aparelho teria a sua "alma gémea" unica, indivisivel e complementar à qual seria acoplado... e que formaria então um "todo" indivisivel!... nesse aspecto então, ele queixou-se sempre de nunca ter encontrado, como se diz aqui, "a metade da sua cara"..., não quer dizer que não existe, simplesmente não viveu suficientemente...

Cada criador, cria antes de tudo para si proprio, então ele tinha uma visão do que queria que a sua Platine fosse... e para isso era necessario um braço que seria a continuidade natural dela... o seu companheiro, amante, amigo e musa!!!...

Tudo isto pode pareçer mistico, poeta e estupido mas,... a arte e as ideias são a unica coisa que não morrem, então... OBRIGADO a ele e a todos os outros que fizeram desta disciplina, a nossa paixão!!!... pois em nòs estarão sempre vivos...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3295
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 51
Localização : França

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 16:54

Permito-me de "copiar", para a memoria e como homenagem ao "velho sàbio", pois assim era chamado:

VERDIER "La Platine"... Um homem, um gira, um mito

Estamos no fim dos anos 70. Quase todas as marcas célebres jà existem. Durante a década os japoneses fizeram muits giras de qualidade, essencialmente em motricidade directa (direct drive), alguns de muito grande qualidade como os Denon, Technics e sobretudo Micro Seiki. Mas essa tecnologia tém inconvenientes grandes, o que explica que os ocidentais nao vao se interessar muito em prossegir as tentativas. A EMT vai fabricar no nivel professional, e a Goldmund no nivel civil. Aproveito para lembrar que a motricidade directa é uma licença que pertençe à Thorens desde os anos 30. Na realidade os Giras Japoneses dos anos setenta nao conseguem, em todos os critérios confundidos, dar melhores resultados que os TD125, LINN e outros actores de qualidade do momento. Mas algumas ideias sao geniais e vao ser pouco a pouco recuperadas e utilisadas nos GD ocidentais.

Em França nao existe praticamente nessa época nenhum fabricante de GD. No passado existiu a ERA e a Bordereau, que eram monstros pesados professionais (concurrentes da EMT e se calhar melhores), mas fora isso mais nada. Mas graças à Bordereau, a França tém grandes especialistas na concepçao como o P. Lurné que é o pai dos braços e GD da Goldmund. Vou lembrar de novo que a Goldmund é no inicio uma marca françesa que se chamava SFA (science et physique apliqué) baseada a Lyon. Depois partiram para a Suiça perto da fronteira para credibilisar os produtos. Mas a França tém uma avantagem muito grande nessa época, que é ter a revista L’Audiophile. Graças a um homem que tém a dupla nacionalidade Japonês/Françês que é J. Hiraga, os franceses conheçem os trabalhos da escola audiophila japonesa ( os pais da alta-fidelidade sem compromisso, é preciso um dia falar nisto…). Rapidamente a ideia de construir aparelhos sem nenhum compromisso aparece no seio da revista, e para os GD é o P.Lurné e o J.C.Verdier que vao desenvolver o assunto. O Lurné vai fazer o célebre MINIMUM, um gira pesado de 40Kg, e o Verdier vai começar a analisar todos os giras existentes com o objectivo de conceber a sua obra-prima que o publico vai baptisar (La platine VERDIER), ou seja, o gira-discos do VERDIER, nome que o GD tém ainda hoje. E este aparelho (o mais copiado dos giras pesados, sobretudo na Alemanha…) que vamos analisar hoje juntos :

La platine VERDIER :

Apresentaçao : Como venho de dizer o VERDIER analisou a integralidade dos GD da época e decidiu de fazer um prototipo que nao comportaria nenhum dos defeitos encontrados. Em 1997 o aparelho esta acabado, a revoluçao dos GD pesados està em marcha. Afim de perceber toda a engenhosidade e génio deste GD, e a revoluçao intelectual que ele representa vamos analisà-lo por etapas :

O prato : Quase todos os pratos da época sao escavados e moldados por uma questao de custo e de repetiçao das tolerancias de fabricaçao, o inconveniente é que eles tém uma frequencia de resonancia alta, e fazem barulho como um sino quando se bate em cima. Ele vai fazer um prato massivo em dural (aluminium duro), de 300 mm x 60 mm, inerte e de 23 Kg.

O eixo : Com um prato tao pesado um eixo descendente vai criar muita pressao sobre a esfera em volframio, e fazer dançar (efeito de piao) o alto do prato (força centrifuga) pois o centro de gravidade é mais alto que a esfera. Ele vai fazer ao contrario, o eixo é fixado no corpo do gira (inversado), e a chumaçeira vai ser torneada no prato mesmo. A esfera fica em cima, o centro de gravidade é muito mais abaixo. GENIAL !!! E o principio do giroscopio.

A repulsao magnética : Mesmo em inversando o eixo, a pressao na esfera é muito importante e provoca rumble. Ele vai meter dois imanes de 180 mm (um no prato e outro no corpo do GD) blindados e equilibrados, em oposiçao de fase (em repulsao de 17 KG), que vao ajudar a sustentar o prato e que faz que a esfera aguenta virtualmente um peso de 6 Kg. Magnifico, o rumble desaparece e a força centrifuga fica muito importante na mesma … Nenhuma fuga magnetica nao vém perturbar as células.

O corpo : Vai ser feito em pedra, marmore, composite ou bazalto negro do Zimbabué, e suspendido por três molas potentes. A suspensao equilibra-se por cima com três parafusos para meter a nivel. Isto faz do VERDIER um gira pesado, mas que é também um placa suspendida, visto ter uma verdadeira suspensao.

O motor : Para evitar que as vibraçoes do motor possam subir até ao prato, o motor vai ser separado num corpo em fonte de ferro, com a electronica de regulaçao. E um motor sincrono a 24 polos de grande precisao, com uma polia muito pequena em bronze a sulco picado para melhor agarrar o fio sem escorregar.

A correia : Para que o efeito filtrante da correia seja maximo, é preciso que ela seja longa. Ora uma correia em borracha longa é muito elastica e cria efeios de micro puxao importantes. Ele vai substituir a correia por um fio de algodao, do tipo que se mete nos rotidos do forno. Isto permete de colocar o bloco motor longe (de 1 até 1,5 métros), obtendo um efeito filtrante unico. O fio move o prato pela periferia para obter um efeito desmultiplicador màximo em relaçao à polia do motor.

O suporte de braço : Feito num bloco de pedra (que serà a mesma da base), ou em Dural, està fixado ao corpo por um parafuso de grande diametro. Três braços podem ser montados no gira. A rigidez do supporte de braço é fabulosa.


Evoluçoes actuais : As unicas coisas que evoluiram sao o motor e a chumaçeira. Hoje o motor é minusculo e a corrente continua. E um modelo a eixe titanio para utilisaçao nos misseis. A chumaçeira é agora em Zamac (o que permite tolerancias mais pequenas ) e nao em bronze, sem lubrificaçao.

Avantagens : Este gira foi concebido num espirito sem limite. O prato muito pesado e artificialmente aliviado, as tolerancias e os materiais, dignos dos helicopteros militares, e a logica geral fazem deste gira discos um dos melhores do mundo em medidas de laboratorio. E uma besta fantastica !!!

Inconvenientes : O peso e a envergadura do objecto, obrigam a posseder moveis especiais. Em fora disto nao sei o que se pode dizer… (procurei mas nao encontrei).

Escuta : A sensaçao que mais nos marca à escuta deste aparelho é o natural. Da nota mais forte de uma orquestra sinfonica, au murmurio mais suave, tudo passa com uma facilidade unica. O equilibrio geral so é limitado pelo braço e ou a célula. A banda é enorme e nos dois sentidos, ou seja baixo/cima. E um gira que é capaz de tudo (ou quase) à condiçao que o braço e a célula consigam segui-lo. Uma joia rara …

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64328
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 17:07

TD124 escreveu:
Uma joia rara …[/justify]


Sem duvida.

É interessante que apesar da sua origem francesa, o país que mais o acarinhou e com (provavelmente) a maior legião de fãs, é na Alemanha.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 48
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 17:11

António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:
Uma joia rara …[/justify]


Sem duvida.

É interessante que apesar da sua origem francesa, o país que mais o acarinhou e com (provavelmente) a maior legião de fãs, é na Alemanha.

Uma contradição!

O racionalismo germânico em oposição ao romantismo francófono!

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64328
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 17:12

MicroGruas escreveu:
António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:
Uma joia rara …[/justify]


Sem duvida.

É interessante que apesar da sua origem francesa, o país que mais o acarinhou e com (provavelmente) a maior legião de fãs, é na Alemanha.

Uma contradição!

O racionalismo germânico em oposição ao romantismo francófono!



Pois, o que deverá ser demonstrativo da grande qualidade do aparelho em questão.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 48
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 17:18

António José da Silva escreveu:
MicroGruas escreveu:
António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:
Uma joia rara …[/justify]


Sem duvida.

É interessante que apesar da sua origem francesa, o país que mais o acarinhou e com (provavelmente) a maior legião de fãs, é na Alemanha.

Uma contradição!

O racionalismo germânico em oposição ao romantismo francófono!



Pois, o que deverá ser demonstrativo da grande qualidade do aparelho em questão.

Sim , a qualidade!


Evitar julgamentos prioristicos.

Evitar "tipos" de som!

Valvulas ou transistor?
Analógico e digital?

.........................................


Última edição por MicroGruas em Sab Out 04 2014, 17:20, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3295
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 51
Localização : França

MensagemAssunto: Re: RIP J.C. Verdier   Sab Out 04 2014, 17:20

António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:
Uma joia rara …[/justify]


Sem duvida.

É interessante que apesar da sua origem francesa, o país que mais o acarinhou e com (provavelmente) a maior legião de fãs, é na Alemanha.

O povo alemão tém os seus pontos fracos!!!... e um prato de 23kg, é poesia para eles!!!...

German "finesse"!!!... , quanto mais pesado, e mais metal ... melhor!!!

Felismente que temos os suiços e os italianos, senão o amor mediria-se ao KILOGRAMM!!!

lol!

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
RIP J.C. Verdier
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Krefeld 2012 - Rui Borges
» M B Cotter B1
» RIP J.C. Verdier

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: