Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Seg Jul 12 2010, 16:43

Contráriamente a certas pessoas que não acreditam na bondade nem na independência dos jornalistas deste meio, normalmente parto para a leitura de um teste a um qualquer equipamento, sem prejuíizo para com o jornalista e/ou o equipamento.

Não desconfio imediatamente que quem escreveu o artigo foi subornado, corrompido, ou adocicado pelo fabricante em questão, e tento tirar o máxino proveito do que está escrito, para depois interpretar à minha maneira.

Artigos existem, que independentemente de puxar para um lado ou outro, padecem de uma falta de consistência verdadeiramente inacreditável. Continuo a achar que estas revistas têm uma função também didática, mas ultimamente, o que se torna mais evidente é que o fenómeno do disparate tem alastrado para o jornalismo de alta-fidelidade. A função didática tem sido, portanto, ensinar-nos que lá fora, os ditos especialistas também fazem #*&%$.

Esta introdução vem a propósito de um comparativo de uma reputada revista de alta-fidelidade
(a qual apesar de tudo continuo a assinar, já lá vão 35 anos...).

O comparativo (com caixa na capa da revista) involve umas quantas colunas com altifalantes full-range.

Começam por dizer que afinal, nem todas as colunas testadas tem só um transdutor; depois que apenas dois dos altifalantes sâo verdadeiramente full-range.
E acabam, afirmando que as duas colunas que »vencem» o comparativo, são aquelas cuja tipologia
inclui um tweeter além do suposto full-range.

E pronto, um comparativo dos sempre em moda full-range, acaba com uma conclusão brilhante:
― Os full-range são fantásticos. São o futuro. A solução está encontrada. mas pelo sim, pelo não, metam lá um tweeterzito. E que tal um wooferzeco? E se em vez da não existência de XOver, espetassem lá um filtraço de 3ª ordem? E se fossem todos para um sítio que eu cá sei?

É só o tempo de traduzir esta cena para Inglês, e lá vai o e-mail da ordem para a dita revistinha.

Isto é ou não é pior de que um gajo receber massa para dizer bem dum equipamento?

Cumprimentos,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Seg Jul 12 2010, 16:50




Realmente é mesmo uma ofensa á inteligência do Leitor, hehehe !!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64084
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 50
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Seg Jul 12 2010, 22:01

Leio várias revistas estrangeiras da especialidade, fui inclusivamente assinante de uma revista americana que gosto bastante, (alguns temas) mas leio todos os comparativos da mesma maneira que oiço amigos a falar de equipamento de áudio. É óbvio que no caso das revistas é bem pior do que no caso de um amigo que não tem o equipamento de medição, a sala de audição, nem toda uma panóplia de material áudio à sua disposição para avaliar equipamentos. Nem tem a obrigação de informar bem.
Acredito que nem sempre a intenção seja a pior, ou que estejam sempre comprometidos, mas também é verdade que esse deverá ser muitas vezes uma condicionante.

Ficamos à espera desse comparativo das colunas que afinal não são.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Ter Jul 13 2010, 00:38

Política à parte, mas foi isto que me fez lembrar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Sex Ago 20 2010, 10:29

Cá venho eu com os meus lamentos e dúvidas. E creio que todos os meses aqui virei regularmente pois eu não vou para novo e a minha cabeça já não digere tão bem certos alimentos.

Hoje o tema é o teste de um GD de bom estábulo, com um P.V.P. no Reino Unido de aproximadamente 14.600,00 Euros. Preço aparte, porque isso são contas de outro rosário, o que me faz ficar um pouco desconcertado ― eufemismo para não perceber a ponta de um corno ― é o facto do teste do GD ser feito com um braço e uma célula, ambos de elevadíssima qualidade e portanto não termos forma de saber o que é que estamos realmente a testar. E depois lá vêm frases como ― o remoinho dos teclados electrónicos, os permonores de percussão, os coros etéreos, foram claramente delineados dentro duma caverna repleta de misteriosa escuridão ―. Fiquei tão borrado de medo que jurei a mim próprio nunca comprar este GD.

Mas qual será o elemento mais responsável pelo delineado na misteriosa escuridão? O GD? O braço? A célula?
A combinação de dois destes componentes? Os três? A moca com que o jornalista já estaria?

Quem me garante que com um charuto antigo mais o braço e a célula utilizados no teste eu não ouviria o peidejar dos morcegos ansiosos dentro da caverna? Ou aproveitando o recato e a escuridão da caverna, o sussurar da namorada para o marmanjo ― limpa-te depressa que os meus pais já devem estar desconfiados ―?

Este é mais um teste que vai direitinho para o grupo dos »Testes de Lascar«.


Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Sab Ago 21 2010, 01:18

É verdade Mário,
Apesar de também gostar de ler estas coisas - quando era consumidor destas - sempre mantive a cabêça fira, para evitar, de alguma maneira, ser levado a lado algum que não seria desejado. Isto faz-me lembrar uma série de coisas: é que a sociedade em que vivemos apenas se preocupa em vender - nem que seja a mãe!...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64084
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 50
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Sab Ago 21 2010, 01:31

Quanto à questão de "qual" o componente que possa influenciar mais a performance do conjunto, será sempre algo difícil de dizer. A minha opinião pessoal vai para pré de phono, célula, braço e gira, por esta sequência. É lógico que a qualidade e equilíbrio de todo o conjunto, são importantes. Também será um lugar comum afirmar que o total do conjunto irá ser tão bom quanto o mais fraco dos elementos.
Mas genericamente falando, e pela minha parca experiência, eu enquadro a importância das componentes pela hierarquia acima descrita.
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas   Sab Ago 21 2010, 12:04

Stereo escreveu:
É verdade Mário,
Apesar de também gostar de ler estas coisas - quando era consumidor destas - sempre mantive a cabêça fira, para evitar, de alguma maneira, ser levado a lado algum que não seria desejado. Isto faz-me lembrar uma série de coisas: é que a sociedade em que vivemos apenas se preocupa em vender - nem que seja a mãe!...

Concordo Stereo.

Mas creio que com a alguma experiência que vamos adquirindo deveremos saber navegar sem receio estas águas. Confesso que com o evoluir dos tempos, cada vez mais fico perplexo, com certos textos e artigos.
Mas apesar de tudo ainda consigo aprender muita coisa. Felizmente.

Um abraço,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Alta-fidelidade e as idiossincrasias dos seus jornalistas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» As 12 Colunas mais Importantes da História da Alta-fidelidade
» Receiver ou Rádio
» Acabo de comprar um novo pré, um Sansui CA-F1...
» Uma pequena história da Alta Fidelidade
» Alta fidelidade 1969

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Eventos * Reportagens * Recortes de Imprensa-
Ir para: