Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 O regresso dos amplificadores com DAC

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: O regresso dos amplificadores com DAC   Seg Jul 28 2014, 21:02

Na década de 80 os japoneses lançaram amplificadores e pré-amplificadores com DAC incluído. O fenómeno contagiou as várias marcas e apareciam sobretudo nos topos de gama.

Aguns exemplos:

Akai AM-95:


Technics SU-100D (perto de 30Kg)




Pré-amp Sony TA-E77ESD


Prá-amp Denon DAP-2500A


Sansui 777DG


Kenwood DA-9010


Pioneer A-90D


E eis que... a moda está a voltar!
Numa era em que os dados digitais são hegemónicos (o próprio CD já está meio-morto), existe um mercado natural para quem quer ter apenas uma peça e não duas (amplificador + DAC separado). Isto não é muito diferente da antiga filosofia Receiver. Tal como na era dos receptores, esta solução destina-se apenas a um grupo de utilizadores, mas o mercado existe.
Estes DAC's internos são diferentes dos anteriores da mesma forma que os DAC's actuais o são - também têm entrada USB e convertem mais formatos de resolução superior. Os antigos limtavam-se a 16/32,44,48KHz.

O que me surpreendeu foi ver marcas mais conservadoras aderirem a esta solução, como este Mcintosh MA-6700:


ou este Jadis I-50:


A sobrevivência das empresas depende da sua constante capacidade de adaptação a um mundo em permanente mutação.  Cool 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64359
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Seg Jul 28 2014, 21:15

Digital Man escreveu:


A sobrevivência das empresas depende da sua constante capacidade de adaptação a um mundo em permanente mutação.  Cool 



Seja a adaptação algo que nos agrade ou sonoramente positiva ou não, sem ela as grandes empresas morrem.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Seg Jul 28 2014, 22:45

Falta ai nessa lista um dos mais importantes o Philips DFA888.

E esse Pre-amp Denon DAP-2500A tinha um andar de phono que era uma desgraça .
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 00:08

Muitos desses amplificadores foram criados para trabalhar em conjunto com leitores de cd só com transporte, como o caso da Kenwood, Philips e da Sony e também com gravadores DAT.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 10:00

ducar escreveu:
Muitos desses amplificadores foram criados para trabalhar em conjunto com leitores de cd só com transporte, como o caso da Kenwood, Philips e da Sony e também com gravadores DAT.

Sem dúvida. Em alguns casos chegavam mesmo a escrever DAT num dos inputs digitais.
O DAT ficou completamente pelo caminho - nem sequer está num estado zombie como o vinil e as fitas. A última vez que vi cassetes dessas foi num mini-computador - era usado para backup do sistema.

Nessa altura foi essencialmente uma tara dos japoneses. Agora é de todos os continentes. Até os ingleses nas marcas budget, como este NAD C356BEE DAC com entrada USB e óptica:


Ainda no segmento low-end Rotel na sua linha, desde o topo RA-1570 ao RA-11 de 40W:




A Meridian tem o controlador 812-V2 com 12 entradas digitais e 6 analógicas. Etc.

Isto pode ir mais longe do que estamos a supor - no futuro os amplificadores vão passar a ter exclusivamente entradas digitais. tongue Shocked 
Numa primeira fase mantêm algumas analógicas para compatibilidade com equipamento legacy...
No futuro os vinilistas, tapistas, e CDistas têm que comprar um conversor AD para usarem as suas preciosas fontes. Shocked tongue
Para quê entradas analógicas se não vão existir fontes analógicas? Os amplificadores ficam mais baratos e resolve-se o problema da compatibilidade de impedâncias. Além disso já se perspectiva num futuro não muito distante um lucrativo mercado highend de conversores AD para os velhinhos do Restelo.
 smedley 

Eis um vislumbre desse futuro: A TEAC chamou a este amplificador "USB DAC Amplifier". É apenas um brinquedo, mas isto é um sinal do princípio do fim da era analógica (pelo menos nos grandes números):



Vá lá - ainda deixaram duas entradas analógicas...  Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 10:18

Já agora, o "brinquedo" tem 90W (classe D) e um BurrBrown PCM 5102 de 32bits.
Em preto é ainda mais charmoso.  Cool  Página oficial: http://www.teac-audio.eu/en/products/ai-501da-90193.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 10:53

No que se refere a vislumbres futuristas acho esta proposta bem mais interessante:



Mas é bastante caro…

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 10:59

Digital Man escreveu:
ducar escreveu:
Muitos desses amplificadores foram criados para trabalhar em conjunto com leitores de cd só com transporte, como o caso da Kenwood, Philips e da Sony e também com gravadores DAT.

Sem dúvida. Em alguns casos chegavam mesmo a escrever DAT num dos inputs digitais.
O DAT ficou completamente pelo caminho - nem sequer está num estado zombie como o vinil e as fitas. A última vez que vi cassetes dessas foi num mini-computador - era usado para backup do sistema.

Nessa altura foi essencialmente uma tara dos japoneses. Agora é de todos os continentes. Até os ingleses nas marcas budget, como este NAD C356BEE DAC com entrada USB e óptica:


Ainda no segmento low-end Rotel na sua linha, desde o topo RA-1570 ao RA-11 de 40W:




A Meridian tem o controlador 812-V2 com 12 entradas digitais e 6 analógicas. Etc.

Isto pode ir mais longe do que estamos a supor - no futuro os amplificadores vão passar a ter exclusivamente entradas digitais. tongue Shocked 
Numa primeira fase mantêm algumas analógicas para compatibilidade com equipamento legacy...
No futuro os vinilistas, tapistas, e CDistas têm que comprar um conversor AD para usarem as suas preciosas fontes. Shocked tongue
Para quê entradas analógicas se não vão existir fontes analógicas? Os amplificadores ficam mais baratos e resolve-se o problema da compatibilidade de impedâncias. Além disso já se perspectiva num futuro não muito distante um lucrativo mercado highend de conversores AD para os velhinhos do Restelo.
 smedley 

Eis um vislumbre desse futuro: A TEAC chamou a este amplificador "USB DAC Amplifier". É apenas um brinquedo, mas isto é um sinal do princípio do fim da era analógica (pelo menos nos grandes números):



Vá lá - ainda deixaram duas entradas analógicas...  Cool

É um facto incontornável e os sistemas AV deram um grande impulso com os sistemas multimédia e ligações simplificadas do tipo USB/Digitais, é um futuro recente e nada o vai fazer parar.
O futuro do analógico será sempre um nicho de mercado, pode ter a sua pequena cota no mercado mas não passa disso.

Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 11:11

ricardo onga-ku escreveu:
No que se refere a vislumbres futuristas acho esta proposta bem mais interessante:



Mas é bastante caro…

R

E raro, só mesmo quem for fã do analógico é que vai investir nesses equipamentos, e mesmo assim têm que ser peças em formato analógico de grande calibre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 11:28

ricardo onga-ku escreveu:
No que se refere a vislumbres futuristas acho esta proposta bem mais interessante:



Mas é bastante caro…

R

Muito interessante. Inovadora a utilização flexível das entradas! Pode ter até um máximo de duas entradas analógicas, excepto se uma for o phono, nesse caso é só uma, mas entradas digitais não lhe faltam dado que todas as entradas excepto uma podem ser digitais.
De acordo com a Stereophile todas as entradas analógicas são convertidas para digital através do TI PCM4220... passam pelo volume digital... e são novamente convertidas para analógico pelos Burr-Brown PCM1792. Ou seja, as entradas analógicas são apenas um "nice to have" para ligar  equipamento legado e não vão explorar todo o potencial da máquina.
Esta máquina está claramente vocacionada para fontes digitais.
Tem múltiplas entradas digitais, volume digital, DAC de topo - é um amplificador highend do futuro.

Embora não pudesse comprar, gostava de ouvir.  tongue 
A minha experiência auditiva no que respeita a amplificadores de classe D é muito reduzida. No entanto ouço dizer que tem havido grandes progressos e pode vir a tornar-se o padrão...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 11:55

ducar escreveu:

O futuro do analógico será sempre um nicho de mercado, pode ter a sua pequena cota no mercado mas não passa disso.

Atenção que o CD, que também é um suporte digital, também segue o mesmo caminho. As vendas têm caído de tal forma ano após ano que até se pode colocar a dúvida se o mercado não se vai extinguir.
Eu acredito que não - que tal como aconteceu com o vinil não vai desaparecer totalmente - mas num futuro próximo a maioria dos novos títulos não vai estar disponível em CD. No entanto pode-se converter o formato digital para CD-R (até muitos dos leitores mais antigos papam estes CD-R), ainda que isso se traduz numa perda de informação caso seja alta-resolução.
Além disso vai existir um grande mercado de CD's usados.  Cool 

A mudança está a ser muito rápida. Nunca pensei que o CD morresse tão depressa.  Neutral 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 12:58

Digital Man escreveu:
ducar escreveu:

O futuro do analógico será sempre um nicho de mercado, pode ter a sua pequena cota no mercado mas não passa disso.

Atenção que o CD, que também é um suporte digital, também segue o mesmo caminho. As vendas têm caído de tal forma ano após ano que até se pode colocar a dúvida se o mercado não se vai extinguir.
Eu acredito que não - que tal como aconteceu com o vinil não vai desaparecer totalmente - mas num futuro próximo a maioria dos novos títulos não vai estar disponível em CD. No entanto pode-se converter o formato digital para CD-R (até muitos dos leitores mais antigos papam estes CD-R), ainda que isso se traduz numa perda de informação caso seja alta-resolução.
Além disso vai existir um grande mercado de CD's usados.  Cool 

A mudança está a ser muito rápida. Nunca pensei que o CD morresse tão depressa.  Neutral 

Se reparares a Linn foi das primeiras editoras a disponibilizar as suas edições em ficheiros e já o faz à uns anitos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 13:27

Germany's Growing CD, Vinyl Market Bolstered by Digital Sales

According to the Federal Association of Music Industry (BVMI) in Berlin, Germans are still buying more CDs than other Europeans.
Last year, CD purchases accounted for two-thirds of Germany's total music sales, which overall amounted to EUR 1.45 billion and registered a gain of 1.2 percent in 2013 after 15 years of decline.


http://www.billboard.com/biz/articles/news/global/5930119/germanys-growing-cd-vinyl-market-bolstered-by-digital-sales

No Japão passa-se o mesmo.



R
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 13:38

ricardo onga-ku escreveu:
Germany's Growing CD, Vinyl Market Bolstered by Digital Sales

According to the Federal Association of Music Industry (BVMI) in Berlin, Germans are still buying more CDs than other Europeans.
Last year, CD purchases accounted for two-thirds of Germany's total music sales, which overall amounted to EUR 1.45 billion and registered a gain of 1.2 percent in 2013 after 15 years of decline.


http://www.billboard.com/biz/articles/news/global/5930119/germanys-growing-cd-vinyl-market-bolstered-by-digital-sales

No Japão passa-se o mesmo.



R

Será que esses números tem alguma coisa a haver com o aumento de vendas de sistemas usados?


Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 14:39

ducar escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Germany's Growing CD, Vinyl Market Bolstered by Digital Sales

According to the Federal Association of Music Industry (BVMI) in Berlin, Germans are still buying more CDs than other Europeans.
Last year, CD purchases accounted for two-thirds of Germany's total music sales, which overall amounted to EUR 1.45 billion and registered a gain of 1.2 percent in 2013 after 15 years of decline.


http://www.billboard.com/biz/articles/news/global/5930119/germanys-growing-cd-vinyl-market-bolstered-by-digital-sales

No Japão passa-se o mesmo.



R

Será que esses números tem alguma coisa a haver com o aumento de vendas de sistemas usados?



Acho que não…
Os audiófilos são uma minúscula minoria, nem entram nas estatísticas. cyclops 

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 15:02

ricardo onga-ku escreveu:
Germany's Growing CD, Vinyl Market Bolstered by Digital Sales

According to the Federal Association of Music Industry (BVMI) in Berlin, Germans are still buying more CDs than other Europeans.
Last year, CD purchases accounted for two-thirds of Germany's total music sales, which overall amounted to EUR 1.45 billion and registered a gain of 1.2 percent in 2013 after 15 years of decline.


http://www.billboard.com/biz/articles/news/global/5930119/germanys-growing-cd-vinyl-market-bolstered-by-digital-sales

No Japão passa-se o mesmo.



R

Falta aí Portugal nesse gráfico!  Cool  Mas é capaz de não andar longe da Alemanha e Japão... Excepto no que se refere ao aumento global das vendas! Mas enquanto a Alemanha está num estado de pleno-emprego, já nós...  Crying or Very sad 

Olhando apenas para os EUA, no que respeita à comparação das vendas entre 2012 e 2013:
- Em 2012 venderam-se 193 milhões de CD's, e em 2013 165 milhões, confirmando a tendência de queda dos últimos anos.
- O vinil cresceu de 4.5 para 6 milhões.   Basketball 

Agora é preciso ver que ali por 1999 vendiam-se 2.5 mil milhões de CD's, para os quais muito contribuiriam os cerca de 900 milhões de CD vendidos nos EUA.
Já no primeiro semestre de 2014 só se venderam 63 milhões de CD's nos EUA - antevendo um total de 130 milhões para 2014, mantendo a queda acentuada dos últimos 14 anos.
A queda a nível mundial do CD é menos acentuada do que nos EUA, mas mesmo assim é inquestionável:


Já o vinil nos EUA cresceu quase 40% - venderam-se quase tantos discos no primeiro semestre de 2014 como em 2012:


A manter-se o actual ritmo de crescimento do vinil e descida do CD, nos EUA as linhas encontram-se dentro de 5 anos, em cerca de 40 milhões de vendas anuais. Shocked É no entanto um número baixo face ao volume de vendas digitais.

ducar escreveu:
Será que esses números tem alguma coisa a haver com o aumento de vendas de sistemas usados?

Pelo menos no que respeita aos discos pretos é muito provável que o parque de gira-discos dos EUA sejam essencialmente legados da golden-era desse formato.
A relação preço-qualidade do equipamento vintage é excepcional. Agora não parece haver meio-termo - modelos de entrada e gira-discos high-end a preços no mínimo questionáveis, mas de certeza só acessíveis à bolsa de 10^-7 % dos habitantes da terra.
 smedley

A manter-se este crescimento do vinil creio que vamos ver as máquinas usadas subir de preço e aparecerem novos modelos no mercado de qualidade interessantes e acessíveis.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 15:20

P.S.: Eu encontro-me dentro daquele grande grupo de alemães, japoneses e portugueses que ainda compra CD's.  Cool 
Só compro um de vez enquanto, é verdade, mas isso deve-se unicamente a constrições de bolsa conjunturais...
Com um bom transporte/DAC o formato CD não fica assim tão longe do vinil...  
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jul 29 2014, 22:50

Digital Man escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Germany's Growing CD, Vinyl Market Bolstered by Digital Sales

According to the Federal Association of Music Industry (BVMI) in Berlin, Germans are still buying more CDs than other Europeans.
Last year, CD purchases accounted for two-thirds of Germany's total music sales, which overall amounted to EUR 1.45 billion and registered a gain of 1.2 percent in 2013 after 15 years of decline.


http://www.billboard.com/biz/articles/news/global/5930119/germanys-growing-cd-vinyl-market-bolstered-by-digital-sales

No Japão passa-se o mesmo.



R

Falta aí Portugal nesse gráfico!  Cool  Mas é capaz de não andar longe da Alemanha e Japão... Excepto no que se refere ao aumento global das vendas! Mas enquanto a Alemanha está num estado de pleno-emprego, já nós...  Crying or Very sad 

Olhando apenas para os EUA, no que respeita à comparação das vendas entre 2012 e 2013:
- Em 2012 venderam-se 193 milhões de CD's, e em 2013 165 milhões, confirmando a tendência de queda dos últimos anos.
- O vinil cresceu de 4.5 para 6 milhões.   Basketball 

Agora é preciso ver que ali por 1999 vendiam-se 2.5 mil milhões de CD's, para os quais muito contribuiriam os cerca de 900 milhões de CD vendidos nos EUA.
Já no primeiro semestre de 2014 só se venderam 63 milhões de CD's nos EUA - antevendo um total de 130 milhões para 2014, mantendo a queda acentuada dos últimos 14 anos.
A queda a nível mundial do CD é menos acentuada do que nos EUA, mas mesmo assim é inquestionável:


Já o vinil nos EUA cresceu quase 40% - venderam-se quase tantos discos no primeiro semestre de 2014 como em 2012:


A manter-se o actual ritmo de crescimento do vinil e descida do CD, nos EUA as linhas encontram-se dentro de 5 anos, em cerca de 40 milhões de vendas anuais. Shocked É no entanto um número baixo face ao volume de vendas digitais.

ducar escreveu:
Será que esses números tem alguma coisa a haver com o aumento de vendas de sistemas usados?

Pelo menos no que respeita aos discos pretos é muito provável que o parque de gira-discos dos EUA sejam essencialmente legados da golden-era desse formato.
A relação preço-qualidade do equipamento vintage é excepcional. Agora não parece haver meio-termo - modelos de entrada e gira-discos high-end a preços no mínimo questionáveis, mas de certeza só acessíveis à bolsa de 10^-7 % dos habitantes da terra.
 smedley

A manter-se este crescimento do vinil creio que vamos ver as máquinas usadas subir de preço e aparecerem novos modelos no mercado de qualidade interessantes e acessíveis.

Eu continuo a achar que esta história do Vinil é moda muito devido ao mercado de usados estar em alta, mas vai acabar por abrandar e se realmente aparecerem equipamentos novos de qualidade com bastantes facilidades dificilmente ficarão para segundo plano.


Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 09:29

Eu acho que o regresso do vinil está muito associado ao revivalismo, ao gosto pelas coisas antigas (vintage), e como tal é natural que os coleccionadores de LPs adquiram equipamentos igualmente antigos (por pouco não escrevi ultrapassados cyclops ).

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 09:53

ducar escreveu:
Digital Man escreveu:

ducar escreveu:
Será que esses números tem alguma coisa a haver com o aumento de vendas de sistemas usados?

Pelo menos no que respeita aos discos pretos é muito provável que o parque de gira-discos dos EUA sejam essencialmente legados da golden-era desse formato.
A relação preço-qualidade do equipamento vintage é excepcional. Agora não parece haver meio-termo - modelos de entrada e gira-discos high-end a preços no mínimo questionáveis, mas de certeza só acessíveis à bolsa de 10^-7 % dos habitantes da terra.
 smedley

A manter-se este crescimento do vinil creio que vamos ver as máquinas usadas subir de preço e aparecerem novos modelos no mercado de qualidade interessantes e acessíveis.

Eu continuo a achar que esta história do Vinil é moda muito devido ao mercado de usados estar em alta, mas vai acabar por abrandar e se realmente aparecerem equipamentos novos de qualidade com bastantes facilidades dificilmente ficarão para segundo plano.

 

Concordo mas o mais difícil vai ser os fabricantes actuais (ou novos) conseguirem fazer boas máquinas a baixo preço. Os bons modelos vintage resultam do aperfeiçoamento contínuo ao longo de anos de todos os materiais, engenharia, e truques do processo de fabrico, mas essa malta já está toda reformada. Além disso produziam muitas unidades o que rentabilizava o investimento e baixava o custo final.

Um outro fenómeno extra-preço é a mais valia que muitos audiófilos dão agora a usar uma peça vintage, que alia o bom som a uma boa construção e charme. É uma escolha ecléctica, é como descobrir uma caixa mágica que sabe descodificar a essência da mensagem musical dos discos pretos. É uma espécie de passagem secreta para um jardim secreto... Cool 

Creio portanto que os gira-discos do passado que não foram parar ao lixo (muitos terão ido), ainda vão representar a grande fatia do mercado nos próximos 3-4 anos.
Entretanto falta comprovar se esta taxa de crescimento acelerada na venda de novos discos pretos tem sustentação...
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 10:12

Eu concordo se estivermos a falar de topos de gama: os antigos são muito mais baratos.

Mas vejo por aí muita gente a comprar giras antigos de entrada ou até de média gama que não valem um "chavo", só porque giram, têm uma agulha…e lêem os discos.
Nesses casos mais vale poupar umas massas e comprar um gira-discos moderno, nem que seja usado.

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 10:45

ricardo onga-ku escreveu:
Eu concordo se estivermos a falar de topos de gama: os antigos são muito mais baratos.

Mas vejo por aí muita gente a comprar giras antigos de entrada ou até de média gama que não valem um "chavo", só porque giram, têm uma agulha…e lêem os discos.
Nesses casos mais vale poupar umas massas e comprar um gira-discos moderno, nem que seja usado.

R

Ou então... um bom leitor de CD's! que vai esmagar em todas as áreas esses gira-discos de gama ultra-baixa.  smedley 
Já ouvi alguns em casas de amigos e familiares que nem para música de fundo serviam!

O que falta agora no mercado é o segmento médio com boa relação preço-qualidade. O segmento high-end já está saturado. No Top dos 20 giradores mais caros não há máquinas abaixo dos $100.000. Entre os $5.000 e os $100.000 há centenas de modelos. Bom, imagino que alguns só devem vender meia-duzia de unidades em todo o mundo...  scratch
A ideia que eu tenho é que da forma como está o mercado os bons modelos vintage estão como peixe em água.  Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 15:18

ricardo onga-ku escreveu:
Eu concordo se estivermos a falar de topos de gama: os antigos são muito mais baratos.

Mas vejo por aí muita gente a comprar giras antigos de entrada ou até de média gama que não valem um "chavo", só porque giram, têm uma agulha…e lêem os discos.
Nesses casos mais vale poupar umas massas e comprar um gira-discos moderno, nem que seja usado.

R

Eu por acaso tenho alguns sistemas de entrada de gama e média gama, mas apenas os tenho por carolice e gosto pessoal e não os compro a pensar que tenho ali ouro, penso que o problema maior é a falta de conhecimento geral das pessoas e comem muitas vezes pelos olhos, quando quero ouvir musica a sério tenho o meu sistema principal que para as minhas necessidades chega perfeitamente e depois de ouvir alguma coisa nesse sistema apetece-me deitar os outros pela janela fora.
E claro concordo perfeitamente, quem pretende apenas um sistema para ouvir vinil mais vale comprar um gira-discos moderno e usado que têm valores mais reais, mas não aqueles que foram fabricados pelas marcas generalistas na era de ouro do CD.





Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 15:36

Digital Man escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Eu concordo se estivermos a falar de topos de gama: os antigos são muito mais baratos.

Mas vejo por aí muita gente a comprar giras antigos de entrada ou até de média gama que não valem um "chavo", só porque giram, têm uma agulha…e lêem os discos.
Nesses casos mais vale poupar umas massas e comprar um gira-discos moderno, nem que seja usado.

R

Ou então... um bom leitor de CD's! que vai esmagar em todas as áreas esses gira-discos de gama ultra-baixa.  smedley 
Já ouvi alguns em casas de amigos e familiares que nem para música de fundo serviam!

O que falta agora no mercado é o segmento médio com boa relação preço-qualidade. O segmento high-end já está saturado. No Top dos 20 giradores mais caros não há máquinas abaixo dos $100.000. Entre os $5.000 e os $100.000 há centenas de modelos. Bom, imagino que alguns só devem vender meia-duzia de unidades em todo o mundo...  scratch
A ideia que eu tenho é que da forma como está o mercado os bons modelos vintage estão como peixe em água.  Cool

Isto do high end é engraçado, quando estamos a criar um sistema de som facilmente conseguimos um som que nos agrada com uma boa relação preço/qualidade, mas quando queremos dar o salto para melhorar alguns aspectos menos positivos e ficar com um sistema final que nos encha as medidas ainda se chega lá, o pior é quando queremos atingir o santo graal só porque sim e muitas vezes sem necessidade, gasta-se uma pipa de massa muitas vezes o dobro ou triplo ou mais ainda de massa para ir buscar uma melhoria irrisória de qualidade de som e continua-se insatisfeito.
Resumindo é preciso saber quando se deve parar a tempo de evitar dissabores.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Digital Man
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1055
Data de inscrição : 09/01/2012

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 16:19

ducar escreveu:

Isto do high end é engraçado, quando estamos a criar um sistema de som facilmente conseguimos um som que nos agrada com uma boa relação preço/qualidade, mas quando queremos dar o salto para melhorar alguns aspectos menos positivos e ficar com um sistema final que nos encha as medidas ainda se chega lá, o pior é quando queremos atingir o santo graal só porque sim e muitas vezes sem necessidade, gasta-se uma pipa de massa muitas vezes o dobro ou triplo ou mais ainda de massa para ir buscar uma melhoria irrisória de qualidade de som e continua-se insatisfeito.
Resumindo é preciso saber quando se deve parar a tempo de evitar dissabores.

Sábias palavras...  

Já agora, mais alguns exemplos da nova vaga de amplificadores com DAC:

Pré-amplificador Primare PRE 32 com módulo MM:


Hegel H300 - Integrado com DAC


Peachtree Audio Nova (híbrido - 80W)



Wyred 4 Sound mINT (classe D, 100W)


Prá-amp Naim NAC-N 172 XS
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Qua Jul 30 2014, 20:26

Esse pré da Naim promete

  

Um que eu não desgosto mas já com uns bons anos no lombo é o Tag MacLaren 30 ou 32.

Ficava bem no meu sistema mas depois tinha que arranjar um andar de Phono e eu ia direitinho para o PPA e eu prometi a mim mesmo que ali não mexo, e tenho-me aguentado bem durante estes anos.
Por essa razão vou-me divertindo com os Hi FI da plebe.

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Sex Ago 01 2014, 00:25

ricardo onga-ku escreveu:
ducar escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Germany's Growing CD, Vinyl Market Bolstered by Digital Sales

According to the Federal Association of Music Industry (BVMI) in Berlin, Germans are still buying more CDs than other Europeans.
Last year, CD purchases accounted for two-thirds of Germany's total music sales, which overall amounted to EUR 1.45 billion and registered a gain of 1.2 percent in 2013 after 15 years of decline.


http://www.billboard.com/biz/articles/news/global/5930119/germanys-growing-cd-vinyl-market-bolstered-by-digital-sales

No Japão passa-se o mesmo.



R

Será que esses números tem alguma coisa a haver com o aumento de vendas de sistemas usados?



Acho que não…
Os audiófilos são uma minúscula minoria, nem entram nas estatísticas. cyclops 

R

  
Eu não quero saber dos gráficos. O que interessa é como toca...
 ontopic
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64359
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Sex Ago 01 2014, 00:39

PALUSE escreveu:

Eu não quero saber dos gráficos. O que interessa é como toca...
 ontopic


Acho muito bem, vou já elaborar um gráfico.   

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Sex Ago 01 2014, 11:52

António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:

Eu não quero saber dos gráficos. O que interessa é como toca...
 ontopic


Acho muito bem, vou já elaborar um gráfico.   

que andas tu aqui a fazer?
Deves ter-te enganado no tópico, só pode.

   
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1610
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 59
Localização : Paço de Arcos

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Sex Ago 01 2014, 12:48

Digital Man escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Eu concordo se estivermos a falar de topos de gama: os antigos são muito mais baratos.

Mas vejo por aí muita gente a comprar giras antigos de entrada ou até de média gama que não valem um "chavo", só porque giram, têm uma agulha…e lêem os discos.
Nesses casos mais vale poupar umas massas e comprar um gira-discos moderno, nem que seja usado.

R

Já ouvi alguns em casas de amigos e familiares que nem para música de fundo serviam!


Ouvidos com que amplificador? com que colunas? com que pré?

Já vi giras muito modestos com resultados satisfatórios ( baixa distorsão em amplitude e baixa distorsão em frequência) quando integrados num sistema de qualidade.
Voltar ao Topo Ir em baixo
tomaz
Membro AAP


Mensagens : 199
Data de inscrição : 21/10/2010
Idade : 44
Localização : Torrão

MensagemAssunto: O regresso dos amps com DAC   Sab Ago 02 2014, 23:03

Para mim o Futuro também passa por aqui. Gostava de ouvir que tipo de som este "canivete Suiço" reproduz.

http://www.wadax.eu/?page_id=642

Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Dom Ago 03 2014, 16:12

tomaz escreveu:
Para mim o Futuro também passa por aqui. Gostava de ouvir que tipo de som este "canivete Suiço" reproduz.

http://www.wadax.eu/?page_id=642


Este realmente faz tudo só falta saber se faz tudo bem.

Voltar ao Topo Ir em baixo
ribeiro3955
Membro AAP


Mensagens : 63
Data de inscrição : 16/02/2014

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 13 2015, 22:00

Existem demasiados mitos na comunidade interessada por reprodução áudio E existem demasiados a tentar fazer dinheiro à custa desses mitos e/ou crenças...


Para mais ....

Se pensarmos em áudio digital, comprado em vitrina (cd e ou sacd) que utiliza o disco real (comprado ,m loja), pagamos uma nota preta (ou dois braços, duas pernas e o dedo mindinho do pé direito.). Se pensarmos em áudio analógico (gira discos), bem um bom set-up custa mais ou menos a mesma coisa, talvez mais,... Em resumo, penso que o gira discos tenha uma curva (preço/performance) que para baixos orçamentos se destaque comparativamente ao digital. Para digital é preciso pagar uma boa quantia ou em alternativa ... ser dIY...
Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 20 2015, 01:09

O contributo do Digital Man em conteúdo para o AAP é de se lhe tirar o chapéu.
Da minha parte segue o meu agradecimento por isso.


Em relação a amplificadores com DAC, posso apenas afiançar o que sei, que é paralelamente o que tenho : o ROTEL RA-11 - uma unidade bastante interessante a todos os níveis.

O RA-11 tem 4 entradas digitais : 2 ópticas e 2 coaxiais. Da entrada USB frontal (única) experimentei algumas vezes a pen bluetooth que acompanha esta unidade. Como não gosto de fios pendurados no paínel frontal em equipamento moderno, sempre utilizei quaisquer das outras 4 entradas posteriores.
Não detecto qualquer diferença sonora entre as 2 ópticas e as 2 coaxiais.

Muito bem construido : todo o paínel frontal é em metal, exceptuando o display digital e os botões imediatamente abaixo deste.
Aliás 95% da carcaça do amplificador é metal. Tem realmente um feeling muito sólido.

Estéticamente, dá gozo olhar este rasteirinho e ouvir o que é capaz de reproduzir.

Gosto de tal maneira deste amplificador que em tempos cheguei a equacionar a compra do RA-1570 que me apareceu a um preço consideravelmente mais baixo.

(editado para inserção de foto do fulano)
Versão de cor preta que a meu ver é bem mais bonito que o cinza.



E também foto do paínel posterior


Francisco Batista
Voltar ao Topo Ir em baixo
light_in_tunel
Membro AAP


Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/09/2013

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 27 2015, 12:43

EU que tenho um rotel 04SE + Micromega DAC já ponderei várias vezes mudar para este. Tudo em um, sem chatices. Mais ano menos ano é isso que faço pois estou contente com a combinação com as minhas B&W685
Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 27 2015, 13:18

Mas, que chatices tens no teu sistema?

Já tendo práticamente o mesmo amplificador e se gostas do som, eu diria que mais vale experimentar outros DAC's. Podes ter boas surpresas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
light_in_tunel
Membro AAP


Mensagens : 36
Data de inscrição : 13/09/2013

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 27 2015, 14:20

A maior "chatice" é que não tenho comando (o 04 não tem comando) nem o DAC. Basicamente é isso. Quanto ao som estou contente. Imagino que seja possível melhorar, mas não procuro o Santo Graal

FBatista escreveu:
Mas, que chatices tens no teu sistema?

Já tendo práticamente o mesmo amplificador e se gostas do som, eu diria que mais vale experimentar outros DAC's. Podes ter boas surpresas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15212
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 27 2015, 14:24

FBatista escreveu:
O contributo do Digital Man em conteúdo para o AAP é de se lhe tirar o chapéu.
Da minha parte segue o meu agradecimento por isso.



Francisco Batista

Subscrevo !!


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Jan 27 2015, 16:24

light_in_tunel escreveu:
A maior "chatice" é que não tenho comando (o 04 não tem comando) nem o DAC. Basicamente é isso. Quanto ao som estou contente. Imagino que seja possível melhorar, mas não procuro o Santo Graal

FBatista escreveu:
Mas, que chatices tens no teu sistema?

Já tendo práticamente o mesmo amplificador e se gostas do som, eu diria que mais vale experimentar outros DAC's. Podes ter boas surpresas!

Concordo : um comando remoto é bastante útil.
O RA-11 tem comando sim senhor.

Tenho a certeza que aí tens uma boa base. Isso é ouvir música e esquecer que o equipamento existe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
johnnys14
Membro AAP
avatar

Mensagens : 568
Data de inscrição : 22/02/2015
Idade : 46
Localização : Amadora

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Dom Fev 22 2015, 19:11

Olá toda esta questão de analógico e digital tem pano para mangas, eu na minha simples e humilde opinião é que eu prefiro ter um sistema onde consiga ter um bom aparelho high-end seja ele leitor de cd´s prato ou deck ou desses novos A/V é claro que quem quer ter do bom e do belo tem de pagar e sempre foi assim... falando nos cd players vejo que os bons usados continuam a ser bastante procurados porque há uma grande diferença na qualidade sonora, os low cost são usados como lixo, e só ainda tocam porque entretanto as pessoas compraram os cd´s

eu comprei um muito recentemente e muito sinceramente prefiro um usado bom que muita porcaria nova que custa um dinheirão made in indonésia, malásia e china.

Pela sensação que tenho do mercado é que os bons que saíram há 20, 30, e mais estão a ter uma procura absurda e vejo preços a subir novamente, e de certa forma até tem sentido porque vejamos nos dias de hoje um aparelho por melhor que seja raramente dura mais de 7, 8 anos pois já o programaram para dar o berro e recorrer á marca ou ao técnico e gastar umas coroas, e os antigos duram e duram até os lasers cabeças e agulhas pifarem de tanto uso.

Os decks estão numa época em que vale a pena investir (falo sempre da gama alta)

os pratos esses é procurar, procurar e procurar até encontrar a melhor relação preço qualidade mas abaixo de 350€ não há nada que valha a pena, o pior do vinil são as reproduções a partir de gravações que sabe-se lá de onde apareceram...

depois o mp3 deu uma martelada no audio de tal forma que fabricantes se vem á nora para ultrapassar a crise...

fabricar hoje um aparelho ao nivel dos que produziam nos anos 70, 80 e 90 o preço dispara para mais de 2000€ e assim vai o mundo entretanto surgiu os A/V que reproduzem e descodificam tudo e mais alguma coisa, desde música online(streaming) dacs, sei lá eu até acho que fazem torradas e lavam a loiça
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Dom Fev 22 2015, 19:19

johnnys14 escreveu:
Olá toda esta questão de analógico e digital tem pano para mangas, eu na minha simples e humilde opinião é que eu prefiro ter um sistema onde consiga ter um bom aparelho high-end seja ele leitor de cd´s prato ou deck ou desses novos A/V é claro que quem quer ter do bom e do belo tem de pagar e sempre foi assim... falando nos cd players vejo que os bons usados continuam a ser bastante procurados porque há uma grande diferença na qualidade sonora, os low cost são usados como lixo, e só ainda tocam porque entretanto as pessoas compraram os cd´s

eu comprei um muito recentemente e muito sinceramente prefiro um usado bom que muita porcaria nova que custa um dinheirão made in indonésia, malásia e china.

Pela sensação que tenho do mercado é que os bons que saíram há 20, 30, e mais estão a ter uma procura absurda e vejo preços a subir novamente, e de certa forma até tem sentido porque vejamos nos dias de hoje um aparelho por melhor que seja raramente dura mais de 7, 8 anos pois já o programaram para dar o berro e recorrer á marca ou ao técnico e gastar umas coroas, e os antigos duram e duram até os lasers cabeças e agulhas pifarem de tanto uso.

Os decks estão numa época em que vale a pena investir (falo sempre da gama alta)

os pratos esses é procurar, procurar e procurar até encontrar a melhor relação preço qualidade mas abaixo de 350€ não há nada que valha a pena, o pior do vinil são as reproduções a partir de gravações que sabe-se lá de onde apareceram...

depois o mp3 deu uma martelada no audio de tal forma que fabricantes se vem á nora para ultrapassar a crise...

fabricar hoje um aparelho ao nivel dos que produziam nos anos 70, 80 e 90 o preço dispara para mais de 2000€ e assim vai o mundo entretanto surgiu os A/V que reproduzem e descodificam tudo e mais alguma coisa, desde música online(streaming) dacs, sei lá eu até acho que fazem torradas e lavam a loiça

Sabes que nos usados o valor pedido versus valor do aparelho em si não andam muitas vezes de mãos dadas.

Agora afirmar que gira discos de valor abaixo dos 350€ não vale a pena comprar, isso depende da sorte de cada um, como tu próprio o dizes é preciso procurar, procurar e procurar.



Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Set 29 2015, 14:36

Up
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4437
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Set 29 2015, 23:24

Belo tópico e com grande pena minha esquecido, ainda por cima trás logo na primeira imagem um amplificador Akai Digital como o meu.

cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
johnnys14
Membro AAP
avatar

Mensagens : 568
Data de inscrição : 22/02/2015
Idade : 46
Localização : Amadora

MensagemAssunto: Re: O regresso dos amplificadores com DAC   Ter Set 29 2015, 23:46

Pois ainda questiono se devo adicionar ao meu sistema um dos novos HAP-Z1ES mas só em 2a mão (fonix aquilo é carote) smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
majesties
Membro AAP
avatar

Mensagens : 196
Data de inscrição : 04/02/2015
Idade : 52
Localização : Algarve

MensagemAssunto: Sansui AU 911 DG   Qui Out 15 2015, 23:32

Eu sou um feliz possuidor de um vintage Sansui AU X911DG que é a versão europeia do SANSUI AU-α777DG.
Ainda hoje tem um som fantástico e é um prazer escutar cd's com o Marantz CD 63 SE, bem como pelo seu dac MASH com o Marantz a servir de transporte, bem como um sonos connect ligado. Também ligado ao Gira Discos Sonab 85 S  soa muito bem. Voltando ao MASH parece que os engenheiros da Marantz se inspiraram na Sansui para fazer os cd players de hoje..

retirado do forum Audio Karma
"Sansui AU X911DG incudes also a D/A converter, to bypass the internal converters from any CD player with digital output. Sansui engineers beleaved that the main culprit to "digital" sounding of early CD players was the D/A converter AND the so-called "clock", or oscillator which contribute to deleterious effect of jitter to the sound. That's the reason they used lithium-tantal oscillators, known to be more reliable, and less prone to losses and imprecisity over time.

This is not dissimilar from nowadays philosophy of Marantz and Danish company LC-audio which are now selling the "special" LC-clock (a regulated oscillator) and "beat-stream" (this is similar to MASH) DA converter, acclaimed for "analogue", "best" and "natural" sound without "digitalitis", - a digital nasties genuine to CD reproduction.

Looking all these old Sansui Cd players and modern Marantz players, I'm really wondering: Does Marantz are imitating once famous brand Sansui in their CD players? Does maybe some of the Marantz constructors IS some of former Sansui employers?

Just look at the Marantz's "secret" HDAM shielded analogue stage module and extensive copper plating in "KI-signature" modifications of standard models... you can find them in every high-end Sansui CD players as Sansui routinly incorporate fully discrete (J-FET or MOSFET) operational amps both in the amps and in the players ("Diamond Differential circuit"), and copper plating."


majesties
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O regresso dos amplificadores com DAC
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» O regresso dos amplificadores com DAC
» Amplificadores Ashdown
» AMPLIFICADORES PALMER MAGNUS lll para c baixo
» Somar 2 amplificadores.
» Regresso ao Futuro

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Digital-
Ir para: