Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Algumas vergonhas no nosso jardim

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20  Seguinte
AutorMensagem
vlopes
Membro AAP


Mensagens : 2993
Data de inscrição : 03/07/2010

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 19:34

“O problema da Madeira é um problema de colonização”, disse Jardim. Voltando a acusar Portugal de ser um “Estado colonial”, o chefe do governo regional e, por inerência, membro do Conselho de Estado alegou que, “em violação da carta das Nações Unidas, a Madeira está sujeita a um estatuto politico-administrativo que o seu parlamento rejeita”.


Não podemos descolonizar de imediato, assim já amanhã???

http://nblo.gs/11Yjfy

smedley smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 19:40

vlopes escreveu:
“O problema da Madeira é um problema de colonização”, disse Jardim. Voltando a acusar Portugal de ser um “Estado colonial”, o chefe do governo regional e, por inerência, membro do Conselho de Estado alegou que, “em violação da carta das Nações Unidas, a Madeira está sujeita a um estatuto politico-administrativo que o seu parlamento rejeita”.


Não podemos descolonizar de imediato, assim já amanhã???

http://nblo.gs/11Yjfy

smedley smedley

Concordo, depois do Ronaldo se reformar... lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 19:46

Vlopes escreveu:
Não podemos descolonizar de imediato, assim já amanhã???



Porra amigo Vlopes

Porra, porra,.................., porra.

Até que enfim que concordamos em alguma coisa: isto merece que se abra uma garrafa de champanhe.

Antes de continuar, faço um parêntese: apesar de desejar ardentemente que aqueles chulos dos cubanos me larguem a braguilha; a Madeira é o sitio do mundo, que eu já visitei, aquele onde eu mais gosto de tomar banho de mar.


Boas audições
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 19:56

vlopes escreveu:



Não podemos descolonizar de imediato, assim já amanhã???



Pois, não fazia mal algum, apesar de ter pena de algo que sempre foi português, o deixe de ser.
Mas seria na condição de deixar de lá enterrar dinheiro.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 21:00

Não podemos julgar o todo pela parte. A maior parte dos madeirenses são pessoal fixe. Aquele gajo é que é parvo todos os dias.
O que ele precisa é de umas boas...

lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 21:48

Manel escreveu:
Não podemos julgar o todo pela parte. A maior parte dos madeirenses são pessoal fixe.

Com certeza que sim: eu conto entre os meus amigos alguns madeirenses: e o que eu disse aqui, e o que vou dizer, já lhes disse a eles milhares de vezes, elevado a muitos milhares.

Mas o que é um facto é que o bicho não está lá por obra e graça do “Espirito Santo”: está lá porque tem o apoio da maioria dos madeirenses.

Mas o que me chateia a bom chatear, não é os cubanos beneficiarem de mordomias que não lembra ao "menino Jesus", pagas por mim: isso é mais culpa da cobardia dos políticos nacionais.

O que realmente me chateia é, apesar da chulisse toda, ainda me chamarem chulo, colonialista, cubano e outras coisas quejandas.

O que realmente me chateia é ter presenciado aqui á alguns anos, miúdos dos 10-15 anos, furiosos por terem perdido um torneio desportivo de cárácácá, andarem a partir equipamento desportivo, e a insultarem toda a gente de chulos e cubanos; e os pais a apoiar, e a bater palmas.

De modo que, caros amigos, é parar com a chulisse, e já.
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2993
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 22:57

CNeves escreveu:
Vlopes escreveu:
Não podemos descolonizar de imediato, assim já amanhã???



Porra amigo Vlopes

Porra, porra,.................., porra.

Até que enfim que concordamos em alguma coisa: isto merece que se abra uma garrafa de champanhe.

Antes de continuar, faço um parêntese: apesar de desejar ardentemente que aqueles chulos dos cubanos me larguem a braguilha; a Madeira é o sitio do mundo, que eu já visitei, aquele onde eu mais gosto de tomar banho de mar.


Boas audições

Concordamos em muito mais coisas, tenho a certeza! lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 23:42

CNeves escreveu:



O que realmente me chateia é, apesar da chulisse toda, ainda me chamarem chulo, colonialista, cubano e outras coisas quejandas.



Essa é que é essa. E demonstra mais uma vez a força da desinformação, e a estupidez das massas.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Qui Dez 11 2014, 23:43

vlopes escreveu:


Concordamos em muito mais coisas, tenho a certeza! lol!


Não sei do que falam, mas eu também concordo. Onde é que é os comes e bebes?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
reirato
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3133
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 74
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 00:07

vlopes escreveu:
“O problema da Madeira é um problema de colonização”, disse Jardim. Voltando a acusar Portugal de ser um “Estado colonial”, o chefe do governo regional e, por inerência, membro do Conselho de Estado alegou que, “em violação da carta das Nações Unidas, a Madeira está sujeita a um estatuto politico-administrativo que o seu parlamento rejeita”.


Não podemos descolonizar de imediato, assim já amanhã???

http://nblo.gs/11Yjfy

smedley smedley

Terá o pessoal já pensado  o quanto é que a Madeira vale, quando comparada com os concelhos maiorzitos do país, nem falo já de Lisboa ou Porto!? ...

Habitantes, Madeira = 265.000; Sintra = 380.000; Amadora, antes da separação de Odivelas = 320.000, depois da separação = 200.000; Cascais = 205.000; Oeiras = 175.000; Almada = 175.000.

Consumo de fuel, como bitola para o valor económico/industrial, em meados da decada de 90, era abastecida com um navio-tanque de 10.000 tons por mês, nessa altura só para a Central do Carregado saíam 2.000 tons todos os três dias de Cabo Ruivo ou Porto Brandão!? ...



E têm Presidente de Governo, Parlamento, Câmaras, Vereadores e não sei mais que pessoal político ! ...


king
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://arato.rocha@gmail.com
Ferpina
Membro AAP
avatar

Mensagens : 10218
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 63
Localização : Assado - Perú

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 00:33

Bem visto, caro reirato, por esse prisma. Mesmo muito bem observado. Assemelha-se quase a Algés onde vivo e a Belém onde resides... Somos vizinhos  Laughing

Só que existe uma pequena diferença...  No lugarejo madeirense atracam mais navios do que em qualquer porto do "contenente" e com a  consequente entrada de €€€ nos cofres de muita gentalha. Se eles são bem aplicados, é que já é outro assunto... acho eu...

Mas tens que concordar, aquela "personagem" é ímpar! Viste uns excertos hoje da Assembleia Madeirense? Alberto da Madeira no seu melhor! Mas olha que o "coelhone" lá do sítio também é bem curtido.

Pena que o Silva cá do burgo não nos dê motivo sequer de um sorriso, quanto mais uma gargalhada.

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 10:40

Ferpina escreveu:
No lugarejo madeirense atracam mais navios do que em qualquer porto do "contenente" e com a  consequente entrada de €€€ nos cofres de muita gentalha

Se procurar na internet, verá que as receitas do turismo da Madeira são um mito puro e duro: por exemplo, a região centro tem o dobro das receitas da Madeira; e só os Açores e o Alentejo, é que tem uma percentagem de receitas inferior á Madeira: as restantes regiões têm percentagens bastante superiores nas receitas do turismo nacional.

Mas mesmo que a Madeira representasse 99% das receitas do turismo, o que é facto é que o continente têm despejado rios de dinheiro “naquela coisa”; rios de dinheiro que têm servido tão só para encher os bolsos de uns quantos malandros, e para ser desbaratado a bom desbaratar em obras, e coisas, que não lembra ao “menino Jesus”.

Mas o que sobretudo dana: é que apesar disso, os gajos insultam-nos á tripa-forra.

Tentem ouvir umas coisinhas
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2993
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 18:50

[quote="CNeves"]
Ferpina escreveu:
...............
Mas o que sobretudo dana: é que apesar disso, os gajos insultam-nos á tripa-forra.
................


Completamente de acordo.

A ingratidão e boçalidade de um pé-rapado!!!

lol! lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2993
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 19:00

Não sou leitor do Sol, nem apreciador do seu director e do seu estilo. Já o detestava quando dirigia o Expresso, mas deixo aqui esta reflexão do editorial de hoje no SOL

Vale a pena ler.

"É bom recordar como a extensão do polvo socrático na sociedade portuguesa.

Governo, Parlamento, Justiça, comunicação social, banca: Sócrates controlava os três poderes do Estado – executivo, legislativo e judicial – e estendia os seus tentáculos ao quarto poder (os media) e ao poder financeiro (os bancos). Talvez muita gente não se tenha apercebido na época deste cenário aterrador.

Mas olhando para trás – e sabendo-se o que hoje se sabe – temos noção do perigo que o país correu: um homem sobre o qual pesam suspeitas tão graves chegou a deter um poder imenso, que se alargava a todas as áreas de influência.

Só de pensar nisto ficamos assustados – e é muito estranho que alguns dos que privavam com ele não se tenham apercebido de nada"
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 19:06

vlopes escreveu:
e é muito estranho que alguns dos que privavam com ele não se tenham apercebido de nada"


dvil

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 19:13

Ainda há muitas coisas para correr mal.

As próximas dificuldades das empresas portuguesas em receber dinheiro da Venezuela vão fazer manchete nos próximos anos...
As PPP's ainda vão dar que falar durante décadas...
A Parque Escolar...
A terceira travessia do Tejo...
O TGV...
A terceira autoestrada para o Porto...

Uii...

Os Grupos Lenas, as Mota Engis e tantos como eles estavam à beira do Jackpot...

E o PEC 4 ainda não mexia nisso... Esse senhor foi o mais perigoso de todos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 19:22

Rui Mendes escreveu:
Ainda há muitas coisas para correr mal.

As próximas dificuldades das empresas portuguesas em receber dinheiro da Venezuela vão fazer manchete nos próximos anos...
As PPP's ainda vão dar que falar durante décadas...
A Parque Escolar...
A terceira travessia do Tejo...
O TGV...
A terceira autoestrada para o Porto...

Uii...

Os Grupos Lenas, as Mota Engis e tantos como eles estavam à beira do Jackpot...

E o PEC 4 ainda não mexia nisso... Esse senhor foi o mais perigoso de todos...


Só faltam as inúmeras falcatruas por descobrir. Até arrepia.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 19:55

Vlopes escreveu:
Não sou leitor do Sol, nem apreciador do seu director e do seu estilo. Já o detestava quando dirigia o Expresso, mas deixo aqui esta reflexão do editorial de hoje no SOL

Vale a pena ler.

"É bom recordar como a extensão do polvo socrático na sociedade portuguesa.

Governo, Parlamento, Justiça, comunicação social, banca: Sócrates controlava os três poderes do Estado – executivo, legislativo e judicial – e estendia os seus tentáculos ao quarto poder (os media) e ao poder financeiro (os bancos). Talvez muita gente não se tenha apercebido na época deste cenário aterrador.

Mas olhando para trás – e sabendo-se o que hoje se sabe – temos noção do perigo que o país correu: um homem sobre o qual pesam suspeitas tão graves chegou a deter um poder imenso, que se alargava a todas as áreas de influência.

Só de pensar nisto ficamos assustados – e é muito estranho que alguns dos que privavam com ele não se tenham apercebido de nada"


Caro amigo

lembra-se do caso Casa Pia em que tão só foi indiciado pessoal do PS?

Lembra-se do Ferro Rodrigues, então líder do PS ter sido preso, tão só para se verificar que nada tinha a ver com aquilo?

Lembra-se que ao portas, que antes de tudo aquilo, já se dizia á boca cheia que era um dos principais frequentadores do Parque Eduardo VII, e de gostar deles bem tenrinhos, nada aconteceu nem a mínima suspeita sobre ele foi lançada.

Lembra-se dos submarinos, onde na Alemanha já houve, há vários anos, condenações das grossas, e por cá, o portas continua com um bonezinho na cabeça e a dar ao rabo todo lampeiro.

Lembra-se do deputado ppdelho António preto, ter sido apanhado com uma mala de dinheiro, e em escutas a dizer mais ou menos isto acerca de um juiz: “o gajo é dos nossos, não pode ser filiado porque é juíz, mas é dos nossos: decide de acordo com os nossos interesses.”

Lembra-se que o ministério público nada fez sobre o assunto, e nunca se veio a saber quem era o juíz; nem o preto sofreu qualquer beliscadura significativa; tendo mesmo, mais tarde, vindo a ser um destinto deputado da nação.

Não será de agora alguém pensar que o guerra, o procurador e a procuradora geral, são “juízes do preto”.

Lembra-se recentemente das escutas, onde o mundo ppdelho andou meses a guinchar a bom guinchar, que o PS andava a efetuar escutas politicas; para mais tarde se vir a saber que tudo não passava de uma intentona, liderada pelo silva, o mais alto magistrado da nação.

Sabe certamente que os casos BPN e Madeira, envolvendo os mais altos dignitários ppdelhos, capangas do silva, estão parados, paradinhos, no ministério público á espera de prescrição.

Sabe também que no caso BES, principal financiador ppdelho e do silva, ninguém tem responsabilidades: a “pu%&a” somos nós que iremos amargar mais uma vez o desconchavo ppdelho, e depois ver atirar-se as culpas para cima do Socas.

Também deve saber que o expresso e o sol são as chibatas ppdelha para conduzir o público pretensamente culto para o redil.

De modo que caro amigo, aquilo de que se queixa dos outros, aplica-se que nem uma luva a outro pessoal , e com infinita maior dimensão.

Hoje não consigo ouvir nada
Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1482
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 53
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 20:27

CNeves escreveu:
Vlopes escreveu:
Não sou leitor do Sol, nem apreciador do seu director e do seu estilo. Já o detestava quando dirigia o Expresso, mas deixo aqui esta reflexão do editorial de hoje no SOL

Vale a pena ler.

"É bom recordar como a extensão do polvo socrático na sociedade portuguesa.

Governo, Parlamento, Justiça, comunicação social, banca: Sócrates controlava os três poderes do Estado – executivo, legislativo e judicial – e estendia os seus tentáculos ao quarto poder (os media) e ao poder financeiro (os bancos). Talvez muita gente não se tenha apercebido na época deste cenário aterrador.

Mas olhando para trás – e sabendo-se o que hoje se sabe – temos noção do perigo que o país correu: um homem sobre o qual pesam suspeitas tão graves chegou a deter um poder imenso, que se alargava a todas as áreas de influência.

Só de pensar nisto ficamos assustados – e é muito estranho que alguns dos que privavam com ele não se tenham apercebido de nada"


Caro amigo

(...)
De modo que caro amigo, aquilo de que se queixa dos outros, aplica-se que nem uma luva a outro pessoal , e com infinita maior dimensão.

Hoje não consigo ouvir nada

Mas será que isso invalida a reflexão apresentada?

Os factos apresentados não minimizam a questão em causa.

Pessoalmente tento obter o máximo de informação possível, venha ela de que quadrante vier e faço o meu juízo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 20:46

João Henrriques escreveu:
Mas será que isso invalida a reflexão apresentada?

Os factos apresentados não minimizam a questão em causa.

Pessoalmente tento obter o máximo de informação possível, venha ela de que quadrante vier e faço o meu juízo.

Com certeza: está cheio de razão.

O informação tem de ser universal, sobretudo para um jornalista e para o diretor de um jornal.

Se um diretor de um jornal que atira uma pedra a uns; e aos outros carradas de perfume; quando na realidade o que o que os factos mostram, é que a esses devia ser atirado um pedregulhão, não tem de certeza princípios nem qualquer credibilidade.

Tentem ouvir algumas coisinhas
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2993
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sex Dez 12 2014, 21:12

CNeves escreveu:
Vlopes escreveu:
Não sou leitor do Sol, nem apreciador do seu director e do seu estilo. Já o detestava quando dirigia o Expresso, mas deixo aqui esta reflexão do editorial de hoje no SOL

Vale a pena ler.

"É bom recordar como a extensão do polvo socrático na sociedade portuguesa.

Governo, Parlamento, Justiça, comunicação social, banca: Sócrates controlava os três poderes do Estado – executivo, legislativo e judicial – e estendia os seus tentáculos ao quarto poder (os media) e ao poder financeiro (os bancos). Talvez muita gente não se tenha apercebido na época deste cenário aterrador.

Mas olhando para trás – e sabendo-se o que hoje se sabe – temos noção do perigo que o país correu: um homem sobre o qual pesam suspeitas tão graves chegou a deter um poder imenso, que se alargava a todas as áreas de influência.

Só de pensar nisto ficamos assustados – e é muito estranho que alguns dos que privavam com ele não se tenham apercebido de nada"


Caro amigo

lembra-se do caso Casa Pia em que tão só foi indiciado pessoal do PS?

Lembra-se do Ferro Rodrigues, então líder do PS ter sido preso, tão só para se verificar que nada tinha a ver com aquilo?

Lembra-se que ao portas, que antes de tudo aquilo, já se dizia á boca cheia que era um dos principais frequentadores do Parque Eduardo VII, e de gostar deles bem tenrinhos, nada aconteceu nem a mínima suspeita sobre ele foi lançada.

Lembra-se dos submarinos, onde na Alemanha já houve, há vários anos, condenações das grossas, e por cá, o portas continua com um bonezinho na cabeça e a dar ao rabo todo lampeiro.

Lembra-se do deputado ppdelho António preto, ter sido apanhado com uma mala de dinheiro, e em escutas a dizer mais ou menos isto acerca de um juiz: “o gajo é dos nossos, não pode ser filiado porque é juíz, mas é dos nossos: decide de acordo com os nossos interesses.”

Lembra-se que o ministério público nada fez sobre o assunto, e nunca se veio a saber quem era o juíz; nem o preto sofreu qualquer beliscadura significativa; tendo mesmo, mais tarde, vindo a ser um destinto deputado da nação.

Não será de agora alguém pensar que o guerra, o procurador e a procuradora geral, são “juízes do preto”.

Lembra-se recentemente das escutas, onde o mundo ppdelho andou meses a guinchar a bom guinchar, que o PS andava a efetuar escutas politicas; para mais tarde se vir a saber que tudo não passava de uma intentona, liderada pelo silva, o mais alto magistrado da nação.

Sabe certamente que os casos BPN e Madeira, envolvendo os mais altos dignitários ppdelhos, capangas do silva, estão parados, paradinhos, no ministério público á espera de prescrição.

Sabe também que no caso BES, principal financiador ppdelho e do silva, ninguém tem responsabilidades: a “pu%&a” somos nós que iremos amargar mais uma vez o desconchavo ppdelho, e depois ver atirar-se as culpas para cima do Socas.

Também deve saber que o expresso e o sol são as chibatas ppdelha para conduzir o público pretensamente culto para o redil.

De modo que caro amigo, aquilo de que se queixa dos outros, aplica-se que nem uma luva a outro pessoal , e com infinita maior dimensão.

Hoje não consigo ouvir nada

O meu caro Cesar, põe sempre a questão em duas barricadas: de um lado os pró-pepedelhos, do outro os não-pepedelhos, e ainda não percebeu que não sou nem dum lado nem de outro!!!

O que nos separa é apenas um facto bem real: Analiso a governação de José Socrates como a maior destruidora de valor da história recente, e voçe não.  

lol!  lol!

PS. Temos que marcar o champanhe entre o Natal e o Ano Novo.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sab Dez 13 2014, 13:53

Ontem num almoço com um grupo de amigos, os velhotes entrarem em discussão com os novos, a propósito da roubalheira do roubo das pensões.

Decidi escrever um texto sobre o assunto que enviei aos participantes do almoço, e que julgo ser de interesse partilhar com o amigos.

Aqui vai.



Caros amigos

É com muita pena que vejo que embarcaram, no privado contra público, e nova geração contra os velhotes.

Para os tentar esclarecer, e para verificarem que os ditos contras não fazem qualquer sentido, dispus-me a escrever um texto sobre o assunto.

Novos contra velhos:

O que se pede emprestado deve ser pago: é uma evidência: todos concordamos.

Temos e devemos pagar aos credores internacionais; mas também o devemos fazer, por maioria de razão, aos credores nacionais.

Ora entre estes, a maioria são os pensionistas, que emprestaram ao estado o seu dinheiro para serem pagas as pensões da altura, com a condição de mais tarde, na sua velhice, o estado pagar as suas.

Quando tinham de pagar, pagaram segundo as regras definidas pelo estado: e se por acaso quisessem pagar um tostão a menos, iam para a prisão.

Ora, agora, quando se trata de receber, o estado altera unilateralmente as regras, e diz: não pago o que me comprometi a fazer, porque não há dinheiro.

Imaginem que faziam um contrato com o estado para comprarem um terreno: o estado definia o preço, e as regras do negócio: segundo essas regras, os amigos ficaram pagavam durante cinco anos, em prestações suaves, todo o preço acordado pelo estado; findos os quais, cinco anos, recebiam o terreno.

Pagavam tudo religiosamente, e ao fim dos cinco anos, quando se tratava de receber o terreno, o estado dizia: meus amigos, não tenho dinheiro; vou precisar de metade do terreno para outras cavalarias; de modo que só recebem metade do terreno.

Os amigos concordavam de imediato, e o Bernardo batia palmas e prontamente dizia: isto tem de ser assim porque o estado não tem dinheiro.

Imaginem que era uma companhia de seguros a fazer isso!!!!!!!!
Ia tudo para a prisão.

Imaginem ainda que diziam á troica: não pagamos o que devemos, porque não temos dinheiro! Recordo que os amigos ficaram escandalizadíssimos só sobre se pôr a hipótese.

Não há dinheiro!?

Há, há: ninguém disse á troica não pagamos porque não há dinheiro.

Mas isto é pior, e mais perverso: isto é rebentar com a Segurança Social(SS).

Reparem, a partir de agora ninguém vai querer descontar para a SS.

Quem vai querer descontar uma pipa de massa, para um trafulha, que agora diz que paga, mas mais tarde, não o faz?

Quem é que quer fazer um jogo em que  se paga para entrar em jogo segundo umas determinadas regras; e depois o dono do jogo, quando se trata de pagar, altera as regras segundo a sua vontade?

Pois é: ninguém : vai passar tudo a fugir, a bom fugir, de descontar para a SS.

De modo que, caros amigos, esta perda de confiança, justo com a regressão demográfica, vai-vos lixar bem lixados: vai-vos lixar a vós muito mais do que me andam a lixar a mim.

O público contra privado fica para mais tarde para não vos dar cabo da cabeça.

Abraço

César
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Sab Dez 13 2014, 14:13

CNeves escreveu:

O público contra privado fica para mais tarde para não vos dar cabo da cabeça.

Abraço

César


Essa "guerra" que infelizmente foi lançada e absorvida por muita da população, não faz qualquer sentido, mas entrou na moda.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 14:46

Coincidências...

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/empresas-de-santos-silva-sao-as-que-mais-ganharam-com-obras-da-parque-escolar-1679258

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 15:13

Rui Mendes escreveu:
Coincidências...





Claro que é coincidência. Todas as obras, coincidiram na mesma empresa do amigalhaço do Socas.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 16:11

Vocês nunca estão contentes. Se é desgraça, é porque é desgraça; se é festa é porque é festa...  



"A Parque Escolar foi uma grande festa para o País".

A criticarem assim, qualquer dia o governo vai deixar de fazer festas.  lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1482
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 53
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 18:43

CNeves escreveu:
João Henrriques escreveu:
Mas será que isso invalida a reflexão apresentada?

Os factos apresentados não minimizam a questão em causa.

Pessoalmente tento obter o máximo de informação possível, venha ela de que quadrante vier e faço o meu juízo.

Com certeza: está cheio de razão.

O informação tem de ser universal, sobretudo para um jornalista e para o diretor de um jornal.

Se um diretor de um jornal que atira uma pedra a uns; e aos outros carradas de perfume; quando na realidade o que o que os factos mostram, é que a esses devia ser atirado um pedregulhão, não tem de certeza princípios nem qualquer credibilidade.

Tentem ouvir algumas coisinhas
Amigo CNeves o artigo em causa é um editorial, logo um artigo de opinião.
Reflecte a opinião de quem o escreveu, não é um relato de factos, se fosse uma peça do referido jornal, que não artigo de opinião aí sim concordaria consigo.
Agora se a opinião do jornalista em causa é credível, bem esse é outro assunto.
Temos de saber distinguir textos de opinião e de informação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 21:10

João Henriue escreveu:
Temos de saber distinguir textos de opinião e de informação.


Com certeza: é um artigo de opinião de um diretor de um jornal.

Mas opinião de quem quer que seja não é livre: tem de ser devidamente fundamentada, com lógica e factos.

Se uma opinião deturpa a lógica ou os factos, ou os enviesa, perde toda a credibilidade.

Foi isso que eu tentei demonstrar no meu escritinho.

Mas o caso presente é pior: trata-se do diretor de um jornal.

Um jornal, o seu diretor e os seus jornalistas, têm a obrigação, por lei, de ser isentos: não podem deturpar factos, ou serem parciais.

Ora o dito artigo de opinião é de um diretor de um jornal.

Mas diga-me por favor: se por acaso visse um árbitro,  ou um presidente da federação, que nas suas opiniões deturpasse os factos a favor  do FCP; o amigo seria de opinião que ele era um individuo credível?

Teria consideração pelos seus juisos e opiniões?

Seria de opinião que ele podia fazer com isenção uma arbitragem do Benfica?

Ou decidir sobre o assunto do Sporting?

Claro que não: e foi tão só o que eu quis mostrar:

O sol, os seus jornalistas e o seu diretor não têm qualquer credibilidade nas suas opiniões.

Diga-me por favor: considera o Sol e o Expresso jornais isentos e credíveis?

Eu também fico muitas vezes comichoso com opiniões contrárias á minha; e sou também de opinião que isso é fruto de comportamentos e raciocínios errados.

Mas não me pass de todo pela cabeça dizer o que é que outro deve ou não fazer.

Isso seria abrir a porta ao insulto.

Nós, somos um fórum de pessoas educadas; somos amantes do Vinil: temos responsabilidades.

Estou certo que depois de ler isto o amigo vai ouvir umas coisinhas com muito maior satisfação.  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 21:37

CNeves escreveu:


Um jornal, o seu diretor e os seus jornalistas, têm a obrigação, por lei, de ser isentos: não podem deturpar factos, ou serem parciais.


Que Lei é essa que impede os jornalistas de trabalharem para o Avante! ? scratch

Com certeza que deverá estar no Diário da República...

Ou então estamos a falar de Código Deontológico da profissão. Que é outra coisa... E que pode ser contornado se o dito Media estiver alinhado com um lado ou outro do quadrante político, como vemos bem delineado nos EUA em muitos jornais, por exemplo...

Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 21:49

Um jornal, ou meio de comunicação, que se diz independente está por lei, obrigado a ser isento.


Boas audições
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 21:52

E com aquilo que se sabe sobre o Sócrates, num editorial, como é que se é isento sem dizer que foi uma tragédia para Portugal que tal homem tivesse tido o poder que teve?
Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1482
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 53
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 22:01

Rui Mendes escreveu:
CNeves escreveu:


Um jornal, o seu diretor e os seus jornalistas, têm a obrigação, por lei, de ser isentos: não podem deturpar factos, ou serem parciais.


Que Lei é essa que impede os jornalistas de trabalharem para o Avante! ? scratch


Não falando dos jornais Diabo, Povo Livre e Acção Socialista.
Não deixam de ser jornais mas com textos maioritariamente opinatórios.

Eu sou contra a censura respeito-os a todos, embora não concorde com todos, mas posso dizer que em todos existe algo de verdade... e de mentira.

O que eu pretendi realçar desde a minha primeira intervenção foi simplesmente que não devemos tentar escamotear os acontecimentos actuais com outros factos.
Aquela velha história de que um sujeito é prevaricador, mas os outros também foram, não inviabiliza que o primeiro deixe de o ser, pois não?
Mas não devemos nós deixar a Justiça seguir o seu caminho?
E ele há santos?
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 22:25

Rui Mendes escreveu:
E com aquilo que se sabe sobre o Sócrates, num editorial, como é que se é isento sem dizer que foi uma tragédia para Portugal que tal homem tivesse tido o poder que teve?

Pode, e se é verdade, deve fazê-lo.

Agora tem de mostrar, com lógica e factos, que isso é de realmente  verdade: e sobretudo deve também contemplar, os factos que eventualmente contrariam essa opinião.

Claro que em Portugal ninguém faz isso: nós num jogo, vemos todos os pretensos penalies que não foram marcados a favor do nosso clube; mas metemos debaixo do tapete, os que nos penalizariam.

Repare, vou-lhe dar um exemplo, verdadeiro.

Durante a segunda guerra mundial, o chefe da contra espionagem inglesa foi ter com o diretor do jornal Times, solicitando-lhe para ele publicar uma noticia falsa.

Eram sócios do mesmo clube: um daqueles clubes ingleses muito snobes.

Abordo-o no clube e depois de um jantar, quando foram tomar o seu whisky e fumar o seu charuto.

Depois de uns momentos de conversa de chacha, o espião disse:

“ precisava que o seu jornal publicasse uma noticia falsa: que a fábrica dos aviões Mosquito tinha sido destruída.”

O outro ficou uns momentos pensativo, e depois respondeu:

“Se um jornal que se diz independente, publica deliberadamente uma noticia falsa, deixa de ser independente, e deixa mesmo de se poder dizer que é um jornal.”

O homem da contra espionagem ficou profundamente envergonhado, e ambos acordaram que aquela conversa nunca tinha tido lugar.

Isto, passou-se mesmo.

E não eram interesses de luta partidária: era mentir em favor do esforço de guerra da Inglaterra.

Como vê, esses tempos são longínquos, e se fossem agora aplicados, os mesmos critérios, não havia jornal independente no mundo que se pudesse chamar de jornal.

Mas apesar de isso ser agora a moda, continua profundamente errado.



PS: Claro que pasquins de luta partidária ou publicitários podem dizer o que quiseram, desde que não ofendam os outros.


Boas audições
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 22:42

Perdõe-me o que vou dizer a seguir; pretende tão só ser uma graça:

Vejo com muita satisfação, ver alguns amigos colocarem o Expresso e o Sol ao mesmo nível do Avante, Diabo, Povo Livre e Ação Socialista.



PS: foi só graça: não tenho satisfação nenhuma: precisamos de jornais que informem com verdade; e publicam opiniões corretas e fundamentadas.

Boas audições
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5225
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Dom Dez 14 2014, 23:30

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 06:16

ricardo onga-ku escreveu:



Um santo homem.... dvil

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:04

AJS escreveu:
Um santo homem.... : dvil


Não é, mas é quase.

Isto claro no respeitante aos atos de empreendo ismo da governação.

Agora, caso se venha a demonstrar que aquilo de que o acusam, vai para além de uma manobra ppdelha, igual á prisão do Ferro Rodrigues, e das escutas; e que o gajo se abotoou com umas massas, o caso muda de figura.

Caro amigos

Até á data não vi aqui, nem na imprensa, uma única vez que fosse, apresentarem factos reais e inequívocos do que acusam a governação do Socas.

Apenas tenho lida excertos da propaganda ppdelha apresentada por diretores de jornais, jornalistas, fazedores de opinião e sobretudo, por que é o que importa, por alguns dos meus amigos.

Vamos mudar isso:

Demonstrar com factos, que o governo de Socas foi uma m*&da.

Vamos lá a isso aqui, neste fórum de pessoas isentas e de bom gosto.

Mas como disse, com factos, não propaganda.

Mãos á obra

Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5225
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:18



Cavaco - 30mil M€ em 10 anos = 3mil M€/ano
Guterres - 36 mil M€ em 6 anos = 6 mil M€/ano
Durão/Santana - 12mil M€ em 2 anos = 6 mil M€/ano
Sócrates - 60 mil M€ em 6 anos = 10 mil M€/ano

http://rderevolucao.blogspot.pt/2011/04/defice-anual-do-estado-portugues-nos.html

Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:21



Sócrates foi primeiro-ministro entre março de 2005 e junho 2011.

6 anos interessantes para a dívida pública que, legitimamente, se deve olhar pelo menos para o final de 2012, já que o memorando que instalou cá a Troika veio com um empréstimo adicional de 78.000.000.000 euros pagos em tranches...

Foi o Sócrates que teve de o pedir, senão, nem sabemos o que teria acontecido.

Mas desconfiamos, se olharmos para a Argentina ou Grécia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:27

Rui Mendes escreveu:


Foi o Sócrates que teve de o pedir, senão, nem sabemos o que teria acontecido.

Mas desconfiamos, se olharmos para a Argentina ou Grécia.



Esqueces-te daquela "coisa 4" milagrosa que o homem disse que ia resolver todos os problemas. dvil

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:28



Nitidamente deixou o barco completamente desgovernado e a meter água por todo o lado.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:35

17 de outubro de 2010:

http://www.jn.pt/Dossies/dossie.aspx?content_id=1688314&dossier=Or%E7amento%20de%20Estado

Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:35

Caro amigo Ricardo onga-ku

A única medida credível para o défice é percentagem do valor do défice no produto interno bruto.

Apresente lá esse gráfico, e estique-o para os anos seguintes a 2010.

Vai ver a surpresa que terá.

E com uma agravante.

O governo do Socas controlou o défice como nunca tinha sido controlado nos últimos anos, antes da maior crise internacional de que há memória.

Depois incrementou-o de facto para fazer face á crise.

Mas ó surpresa das surpresas.

Os governos seguintes do silva/coelho tiveram sempre percentagens de défices bastante superiores ás do tempo de crise do Socas: com uma diferença: é que agora não há crise mundial nenhuma; até há crescimento.

Boas audições

Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:39

Amigo Rui Mendes

Estique lá o seu gráfico até 2013.

Verá que o atual governo silva/coelho aumentou mais o défice em três anos, do que o Socas em sete.


Boas audições

Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:44

Caro amigo Rui Mendes

O amigo não gosta mesmo do Socas.

Então aquilo que é descrito no artigo do JN é tão só culpa do Socas!?

É alguma do Socas certamente; mas é muito maior do atual governo silva/coelho; e é ainda culpa de todos os governos anteriores ao socas.

Boas audições
Voltar ao Topo Ir em baixo
CNeves
Membro AAP


Mensagens : 1098
Data de inscrição : 13/11/2012

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:50

Caros amigos

Vou sair.

As respostas irão demorar o seu tempo.

Boas audições
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:53

CNeves escreveu:
Caros amigos

Vou sair.



Vais a Évora? lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5225
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:55

Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5225
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:56

Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5225
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 09:57

Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Mendes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3174
Data de inscrição : 17/04/2012
Idade : 47
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Seg Dez 15 2014, 10:15

O artigo do JN é de 2010.

Pré-troika em um ano, portanto.

Pediu dados concretos e eles foram fornecidos. Eu não estou a defender os que cá estão agora. Limitei-me apenas a mostrar os números da hecatombe que aconteceu a Portugal durante a governação longa de Sócrates.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Algumas vergonhas no nosso jardim
Voltar ao Topo 
Página 19 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 11 ... 18, 19, 20  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Algumas vergonhas no nosso jardim
» Algumas vergonhas no nosso jardim
» Orgulhos do nosso Jardim
» Algumas histórias, sobre algumas músicas
» Som Nosso de Cada Dia - A história.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Off Topic-
Ir para: