Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe
 

 Algumas vergonhas no nosso jardim

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 13 ... 20  Seguinte
AutorMensagem
Ferpina
Membro AAP


Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyDom Out 16 2011, 03:04

Sinal de crise

Sinal de crise económica não é cobrarem as rodelas de limão da coca-cola!
Nem é O VÍCIO de beber a ÁGUA SUJA DO IMPERIALISMO, apaladada de vitamina C!

Sinal de crise é uma rodela de limão já valer muito mais do que uma acção do BCP!

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Sinaldecrise
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyDom Out 16 2011, 09:39

Ferpina escreveu:
Sinal de crise

Sinal de crise económica não é cobrarem as rodelas de limão da coca-cola!
Nem é O VÍCIO de beber a ÁGUA SUJA DO IMPERIALISMO, apaladada de vitamina C!

Sinal de crise é uma rodela de limão já valer muito mais do que uma acção do BCP!

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Sinaldecrise

Certo! Infelizmente a crise é muito mais ampla do que aquilo que se tem tratado: não é apenas a crise económica, pois existem outras questões que ainda não estão a ser contabilizadas e que se irão inevitavelmente somar a estas. Por exemplo, a questão da alteração climatérica...
É por isso que ainda estamos longe da verdadeira crise e de a tratar como deve ser. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774

Estamos cada vez mais a mostrar uma posição de contestação, tal como este fim-de-semana, mas ainda não existe espaço para tratar as coisas como deve ser, e tratá-las desta forma também não adianta muito. Apenas podemos mudar como quem muda de partido ou regime, mas tudo voltará ao «mesmo»: desta forma, que é a orientação dependente de uma qualquer teoria, sempre será representada e tomada pelo poder, o que nos continuará a dominar em vez conter. É que o problema do poder está em depender de uma «vontade» em vez de obedecer à razão. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyDom Out 16 2011, 13:28

O Silva das vacas

Algumas das reminiscências da minha escola primária têm a ver com vacas.
Porque a D.ª Albertina, a professora, uma mulher escalavrada e seca, mais mirrada que uva-passa, tinha um inexplicável fascínio por vacas.
Primavera e vacas. De forma que, ora mandava fazer redacções sobre a primavera, ora se fixava na temática da vaca. A vaca era, assim, um assunto predilecto e de desenvolvimento obrigatório, o que, pela sua recorrência, se tornava insuportavelmente repetitivo.

Um dia, o Zeca da Maria "gorda", farto de escrever que a vaca era um mamífero vertebrado, quadrúpede ruminante e muito amigo do homem a quem ajudava no trabalho e a quem fornecia leite e carne, blá, blá, blá, decidiu, num verdadeiro impulso de rebelião criativa, explicar a coisa de outra forma. E, se bem me lembro ainda, escreveu mais ou menos isto:
"A vaca, tal como alguns homens, tem quatro patas, duas à frente, duas atrás, duas à direita e duas à esquerda. A vaca é um animal cercado de pêlos por todos os lados, ao contrário da península que só não é cercada por um. O rabo da vaca não lhe serve para extrair o leite, mas para enxotar as moscas e espalhar a bosta. Na cabeça, a vaca tem dois cornos pequenos e lá dentro tem mioleira, que o meu pai diz que faz muito bem à inteligência e, por não comer mioleira, é que o padre é burro como um tamanco. Diz o meu pai e eu concordo, porque, na doutrina, me obriga a saber umas merdas de que não percebo nada como as bem-aventuranças. A vaca dá leite por fora e carne por dentro, embora agora as vacas já não façam tanta falta, porque foi descoberto o leite em pó. A vaca é um animal triste todo o ano, excepto no dia em que vai ao boi, disse-me o pai do Valdemar "pauzinho", que é dono
do boi onde vão todas as vacas da freguesia. Um dia perguntei ao meu pai o que era isso da vaca ir ao boi e levei logo um estalo no focinho.
O meu pai também diz que a mulher do regedor é uma vaca e eu também não entendi. Mas, escarmentado, já nem lhe perguntei se ela também ia ao boi."

Foi assim. Escusado será dizer que a D.ª Albertina, pouco dada a brincadeiras criativas, afinfou no pobre do Zeca um enxerto de porrada a sério.
Mas acabou definitivamente com a vaca como tema de redacção.

Recordei-me desta história da D.ª Albertina e da vaca do Zeca da Maria "gorda", ao ler que Cavaco Silva, presidente da República desta vacaria indígena, em visita oficial aos Açores, saiu-se a certa altura com esta pérola vacum: "Ontem eu reparava no sorriso das vacas, estavam satisfeitíssimas olhando o pasto que começava a ficar verdejante"!

Este homem, que se deixou rodear, no governo, pelo que viria a ser a maior corja de gatunos que Portugal politicamente produziu; este homem, inculto e ignorante, cuja cabeça é comparada
metaforicamente ao sexo dos anjos; este político manhoso que sentiu necessidade de afirmar publicamente que tem de nascer duas vezes quem seja mais honesto que ele; este "cagarola" que foi humilhado por João Jardim e ficou calado; este homem que, desgraçadamente, foi eleito presidente da República de Portugal, no momento em que a miséria e a fome grassam pelo país, em que o desemprego se torna incontrolável, em que os pobres são miseravelmente espoliados a cada dia que passa, este homem, dizia, não tem mais nada para nos mostrar senão o fascínio pelo "sorriso das vacas", satisfeitíssimas olhando o pasto que começava a ficar verdejante"! Satisfeitíssimas, as vacas?! Logo agora, em tempos de inseminação artificial, em que as desgraçadas já nem sequer dispõem da felicidade de "ir ao boi", ao menos uma vez cada ano!

Noticiava há dias o Expresso que, há mais ou menos um ano e aquando de uma visita a uma exploração agrícola no âmbito do Roteiro da Juventude, Cavaco se confessou "surpreendidíssimo por ver que as vacas, umas atrás das outras, se encostavam ao robô e se sentiam deliciadas enquanto ele, durante seis ou sete minutos, realizava a ordenha"! Como se fosse possível alguma vaca poder sentir-se deliciada ao passar seis ou sete minutos com um robô a espremer-lhe as tetas!!

Não sei se o fascínio de Cavaco por vacas terá ou não uma explicação freudiana. É possível. Porque este homem deve julgar-se o capataz de uma imensa vacaria, metáfora de um país chamado Portugal, onde há meia-dúzia de "vacas sagradas", essas sim com direito a atendimento personalizado pelo "boi", enquanto as outras são inexoravelmente "ordenhadas"! Sugadas sem piedade, até que das tetas não escorra mais nada e delas não reste senão peles penduradas, mirradas e sem proveito.

A este "Américo Tomás do século XXI" chamou um dia João Jardim, o "sr. Silva". Depreciativamente, conforme entendimento generalizado. Creio que não. Porque este homem deveria ser simplesmente "o Silva".
O Silva das vacas. Presidente da República de Portugal. Desgraçadamente.

Luís Manuel Cunha in Jornal de Barcelos de 05 de Outubro de 2011.

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyDom Out 16 2011, 14:16

Esta foi o máximo, Fernando! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 265963

É verdade, este homem é uma nódua! Ainda há minutos ouvi dizer algo com o que concordo: o «sr. Silva» «é o presidente menos imparcial políticamente que já tivemos desde o 25 de Abril». Não seriam exactamente estas as palavras, mas ilustram o que pretendia. Por isso, dizer que está a ser o presidente de todos os portugueses será dizer pouco. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Seja como for, este sr. é mais um bom exemplo da mentira que insistimos em comprar. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3001
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyDom Out 16 2011, 14:16

"Este homem, que se deixou rodear, no governo, pelo que viria a ser a maior corja de gatunos que Portugal politicamente produziu; este homem, inculto e ignorante, cuja cabeça é comparada
metaforicamente ao sexo dos anjos; este político manhoso que sentiu necessidade de afirmar publicamente que tem de nascer duas vezes quem seja mais honesto que ele; este "cagarola" que foi humilhado por João Jardim e ficou calado; este homem que, desgraçadamente, foi eleito presidente da República de Portugal, no momento em que a miséria e a fome grassam pelo país, em que o desemprego se torna incontrolável, em que os pobres são miseravelmente espoliados a cada dia que passa, este homem, dizia, não tem mais nada para nos mostrar senão o fascínio pelo "sorriso das vacas"


esta frase é um hino á indignação, parabens ao autor!
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 754215
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySeg Out 17 2011, 21:15

Na época da ditadura...

Podíamos acelerar os nossos automóveis pelas auto-estradas acima dos 120km/h sem nenhum risco e não éramos multados por radares maliciosamente escondidos mas... não podíamos falar mal do presidente.

Podíamos comprar armas e munições à vontade, pois o governo sabia quem era cidadão de bem, quem era bandido e quem era terrorista mas... não podíamos falar mal do Presidente.

Podíamos dar piropos à funcionária, à menina do "guiché" das contas a pagar ou à recepcionista sem correr o risco de sermos processados por "assédio sexual" mas..., não podíamos falar mal do Presidente.

Não usávamos eufemismos hipócritas para fazer referências a raças, credos ou tendências sexuais e não éramos processados por "discriminação" por esse motivo mas... não podíamos falar mal do presidente.

Podíamos tomar nossa redentora cerveja no fim do expediente do trabalho para relaxar e dirigir o carro para casa, sem o risco de sermos jogados à vala da delinqüência, sendo presos por estarmos "alcoolizados" mas... não podíamos falar mal do Presidente.

Podíamos cortar a árvore do quintal, empestada de praga, sem que isso constituísse crime ambiental mas... não podíamos falar mal do presidente.

Podíamos ir a qualquer bar ou boite, em qualquer bairro da cidade, de carro, de autocarro, de bicicleta ou a pé, sem nenhum medo de sermos assaltados, sequestrados ou assassinados mas... não podíamos falar mal do presidente.

Hoje, a única coisa que podemos fazer...

...é falar mal do presidente!

E isto é a evolução politico-social!!!

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Out 18 2011, 13:14

INDIGNAÇÃO DO BISPO ... D. JANUARIO TORGAL FERREIRA E O ORÇAMENTO 2012 (14.10.2011)

Para quem não viu, aqui está! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 754215

Felicito D.Januário por esta intervenção, pela sua coragem, pela sua clarividência e porque é cada vez mais raro ouvir um Homem falar abertamente e a dizer o que pensa. E a dizê-lo bem!



_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10


Última edição por Ferpina em Qua Nov 09 2011, 12:16, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Out 18 2011, 18:28

Eu normalmente tenho uma postura muito crítica sobre a intervenção da igreja na política, pois é sempre perigoso que aja qualquer mistura, mas tendo em conta uma possível falta de pretenção, contando que não será a pessoa da igreja a falar mas o cidadão, então só posso tomar estas palavras como se fosse outra pessoa qualquer. E neste sentido, sim, haja quem fale a verdade! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 22692
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Out 19 2011, 21:58

Leiam de uma ponta à outra, e vejam o tamanho dos tentáculos do polvo e a razão de todos os impostos serem sempre insuficientes.


A revista Sábado que ontem chegou às bancas dedica oito páginas a Duarte Lima, desde o tempo em que, órfão de pai aos 11 anos, ajudava a mãe a vender peixe em Miranda do Douro. À beira de completar 56 anos (Novembro), Duarte Lima tornou-se um homem imensamente rico. A investigação de António José Vilela e Maria Henrique Espada está recheada de detalhes picantes. Na sua casa da Av Visconde de Valmor, em Lisboa, Duarte Lima dava jantares impressionantes, confeccionados in situ por Luís Suspiro; no fim do ágape, o chef vinha à sala explicar aos convidados -- entre outros, Manuel Maria Carrilho, Ricardo Salgado, João Rendeiro, Horácio Roque, Adriano Moreira e José Sócrates -- a génese das suas criações. Ângelo Correia, que o lançou na política em 1981, nunca foi convidado para esses jantares. O andar da Visconde de Valmor foi decorado por Graça Viterbo: a decoradora cobrou 705 mil euros. Quando entrou para a Universidade Católica, graças a uma bolsa que o isentou das propinas, foi ignorado pelos colegas: era pobre, vestia-se mal e vinha da província. Só Margarida Marante se aproximou dele. Duarte Lima oferecia-lhe alheiras confeccionadas pela mãe. Em 1980 já era maestro do coro da Católica. Pacheco Pereira e Santana Lopes assistiam embevecidos aos seus concertos de órgão. O estágio de advocacia foi feito no escritório do socialista José Lamego, então casado com Assunção Esteves, actual presidenta da AR. O primeiro casamento (1982) foi celebrado pelo bispo de Bragança. Em 1983 chegou a deputado e, em 1991, a líder parlamentar e vice-presidente do PSD. Nos anos 1980-90 era das poucas pessoas a quem Cavaco atendia o telefone a qualquer hora. Até que, em 1994, o Indy, então dirigido por Paulo Portas, obrigou o Ministério Público a investigar as suas contas. Demitiu-se de cargos políticos e aguardou a conclusão do processo. Com o assunto arrumado, candidatou-se em 1998 à Distrital de Lisboa do PSD. Ganhou, derrotanto Passos Coelho e Pacheco Pereira. A leucemia afastou-o do cargo. Volta ao Parlamento por dois mandatos: 1999-2002 e 2005-2009. Segundo a revista, Duarte Lima depositou nas suas contas, entre 1986 e 1994, mais de cinco milhões de euros, parte considerável (25%) em cash. É membro da Comissão de Ética do Instituto de Oncologia de Lisboa e fundou a Associação Portuguesa Contra a Leucemia. Agora é o principal suspeito do assassinato de Rosalina Ribeiro.

Nada disto me impressiona, excepto o facto de Duarte Lima ter obtido do BPN, em 2008, pouco antes da nacionalização do banco, um empréstimo de 6,6 milhões de euros, «contraído sem a apresentação de qualquer garantia». O affaire Duarte Lima é um caso de polícia. Mas o affaire BPN, sendo também um caso de polícia, é sobretudo um assunto de Estado. E nenhum jornal ou revista investiu ainda o bastante para o dilucidar.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQui Out 20 2011, 14:26

Abolição de Feriados

O primeiro feriado a ser anulado deve ser o 25 de Dezembro, pois sem o respectivo subsídio não faz sentido comemorar tristezas!
Depois o 1º de Maio, uma vez que estamos praticamente comO a maioria dos trabalhadores, no desemprego!
O 25 de Abril deve ser só considerado tolerância de ponto entre as 00H00 e as 6H00 da manhã!
O 10 de Junho deve ser eliminado, uma vez que quem manda nisto é a troika!
Contudo, devemos manter-nos inflexíveis na defesa do 1º de Novembro, pois é o dia dos mortos.

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 21 2011, 00:00

Ainda não viram nada: esperem até surgir o resultado das parcerias publico/privadas! É que além da roubalheira que são as obras públicas, nas parcerias o lema é o povo paga, no público, da parceria comem e dão a comer os do privado, o qual é o propósito de tal parceria.
Como vêem, é só jogadas! E o povinho, o que é que faz?! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 874774
Voltar ao Topo Ir em baixo
jpamplifiers
Membro AAP
jpamplifiers

Mensagens : 608
Data de inscrição : 16/09/2011
Localização : Sintra

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 21 2011, 01:53



Quem tiver tempo leia
Já tem uns meses e a tradução não é excepcional, mas o texto é muito interessante e aborda o país de uma forma um pouco diferente da que estamos habituados a ler/ouvir…



Jornal Russo "Pravda.ru" escreve sobre Portugal


“Foram tomadas medidas draconianas esta semana em Portugal pelo Governo liberal de José Sócrates, um caso de um outro governo de centro-direita pedindo ao povo Português a fazer sacrifícios, um apelo repetido vezes sem fim a esta nação trabalhadora, sofredora, historicamente deslizando cada vez mais no atoleiro da miséria.

E não é porque eles serem portugueses.

Vá ao Luxemburgo, que lidera todos os indicadores socioeconómicos, e você vai descobrir que doze por cento da população é português, o povo que construiu um império que se estendia por quatro continentes e que controlava o litoral desde Ceuta, na costa atlântica, tornando a costa
africana até ao Cabo da Boa Esperança, a costa oriental da África, no Oceano Índico, o Mar Arábico, o Golfo da Pérsia, a costa ocidental da Índia e Sri Lanka. E foi o primeiro povo europeu a chegar ao Japão....e Austrália.
Esta semana, o Primeiro Ministro José Sócrates lançou uma nova onda dos seus pacotes de austeridade, corte de salários e aumento do IVA, mais medidas cosméticas tomadas num clima de política de laboratório por académicos arrogantes e altivos desprovidos de qualquer contacto
com o mundo real, um esteio na classe política elitista Português no Partido Social Democrata e Partido Socialista, gangorras de má gestão política que têm assolado o país desde anos 80.
O objectivo? Para reduzir o défice. Por quê?
Porque a União Europeia assim o diz. Mas é só a UE? Não, não é. O maravilhoso sistema em que a União Europeia deixou-se a ser sugado é aquele em que a agências de Ratings, Fitch, Moody's e
Standard and Poor's, baseadas nos estados unidos da América (onde havia de ser?) virtual fisicamente controlam as políticas fiscais, económicas e sociais dos Estados-Membros da União Europeia através da atribuição das notações de crédito.

Com amigos como estes organismos, e Bruxelas, quem precisa de inimigos?
Sejamos honestos. A União Europeia é o resultado de um pacto forjado por uma França tremente e com medo, apavorada com a Alemanha depois que suas tropas invadiram seu território três vezes em setenta anos, tomando Paris com facilidade, não só uma vez mas duas vezes, e por uma astuta Alemanha ansiosa para se reinventar após os anos de pesadelo de Hitler. França tem a agricultura, a Alemanha ficou com os mercados para sua indústria.

E Portugal? Olhem para as marcas de automóveis novos conduzidos por motoristas particulares para transportar exércitos de "assessores" (estes parecem ser imunes a cortes de gastos) e adivinhem de qual país eles vêm? Não, eles não são Peugeot e Citroen ou Renault. Eles são Mercedes e BMWs. Topo-de-gama, é claro.

Os sucessivos governos formados pelos dois principais partidos, PSD (Partido Social Democrata, direita) e PS (Socialista, de centro), têm sistematicamente jogado os interesses de Portugal e dos portugueses pelo esgoto abaixo, destruindo sua agricultura (agricultores portugueses são pagos para não produzir) e sua indústria (desapareceu) e sua pesca (arrastões espanhóis em águas lusas), a troco de quê?
O quê é que as contra-partidas renderam, a não ser a aniquilação total de qualquer possibilidade de criar emprego e riqueza em uma base sustentável?

Aníbal Antóni Cavaco da Silva, agora Presidente, mas primeiro-ministro durante uma década, entre 1985 e 1995, anos em que estavam despejando bilhões através das suas mãos a partir dos fundos estruturais e do desenvolvimento da UE, é um excelente exemplo de um dos melhores
políticos de Portugal.
Eleito fundamentalmente porque ele é considerado "sério" e "honesto" (em terra de cegos, quem vê é rei), como se isso fosse um motivo para eleger um líder (que só em Portugal, é) e como se
a maioria dos restantes políticos (PSD/PS) fossem um bando de sanguessugas e parasitas inúteis (que são), ele é o pai do défice público em Portugal e o campeão de gastos públicos.

A sua "política de betão" foi bem concebida, mas como sempre, mal planeada, o resultado de uma inepta, descoordenada e, às vezes inexistente localização no modelo governativo do departamento do Ordenamento do Território, vergado, como habitualmente, a interesses investidos que sugam o país e seu povo.

Uma grande parte dos fundos da UE foram canalizadas para a construção de pontes e auto-estradas para abrir o país a Lisboa, facilitando o transporte interno e fomentando a construção de parques industriais nas cidades do interior para atrair a grande parte da população que
assentava no litoral.
O resultado concreto, foi que as pessoas agora tinham os meios para fugirem do interior e chegar ao litoral ainda mais rápido.
Uma grande percentagem do dinheiro dos contribuintes da UE vaporizou em empresas e esquemas fantasmas.
Foram comprados Ferraris. Foram encomendados Lamborghini. Maserati. Foram organizadas caçadas de javali em Espanha. Foram remodeladas casas particulares. O Governo e Aníbal Silva ficou a observar, no seu primeiro mandato, enquanto o dinheiro foi desperdiçado.
No seu segundo mandato, Aníbal Silva ficou a observar os membros do seu governo a perderem o controle e a participarem. Então, ele tentou desesperadamente distanciar-se do seu próprio partido político. E ele é um dos melhores.
Depois de Aníbal A. Cavaco da Silva veio o bem-intencionado e humanitário, António Guterres (PS), um excelente Alto Comissário para os Refugiados e um candidato perfeito para Secretário-Geral da ONU, mas um buraco negro em termos de (má) gestão financeira.
Ele foi seguido pelo diplomata excelente, mas abominável primeiro-ministro José Barroso (PSD) (agora Presidente da Comissão da EU, "Eu vou ser primeiro-ministro, só que não sei quando") que criou mais problemas com seu discurso do que ele resolveu, passou a batata quente para Pedro Lopes (PSD), que não tinha qualquer hipótese ou capacidade para governar e não viu a armadilha.

Resultando em dois mandatos de José Sócrates; um Ministro do Ambiente competente, que até formou um bom governo de maioria e tentou corajosamente corrigir erros anteriores. Mas foi rapidamente asfixiado por interesses instalados.
Agora, as medidas de austeridade apresentadas por este primeiro-ministro, são o resultado da sua própria inépcia para enfrentar esses interesses, no período que antecedeu a última crise mundial do capitalismo (aquela em que os líderes financeiros do mundo foram buscar três triliões de dólares de um dia para o outro para salvar uma mão cheia de banqueiros irresponsáveis, enquanto nada foi produzido para pagar pensões dignas, programas de saúde ou projectos de educação).
E, assim como seus antecessores, José Sócrates, agora com minoria, demonstra falta de inteligência emocional, permitindo que os seus ministros pratiquem e implementem políticas de laboratório, que obviamente serão contra-producentes.
Pravda.Ru entrevistou 100 funcionários, cujos salários vão ser reduzidos. Aqui estão os resultados:

Eles vão cortar o meu salário em 5%, por isso vou trabalhar menos (94%);
Eles vão cortar o meu salário em 5%, por isso vou fazer o meu melhor para me aposentar cedo, mudar de emprego ou abandonar o país (5%);
Concordo com o sacrifício (1%) Um por cento.
Quanto ao aumento dos impostos, a reacção imediata será que a economia encolhe ainda mais enquanto as pessoas começam a fazer reduções simbólicas, que multiplicado pela população de Portugal, 10 milhões, afectará a criação de postos de trabalho, implicando a obrigatoriedade do Estado a intervir e evidentemente enviará a economia para uma segunda (e no caso de Portugal, contínua) recessão. Não é preciso ser cientista de física quântica para perceber isso.

O idiota e avançado mental que sonhou com esses esquemas, tem resultados num pedaço de papel, onde eles vão ficar. É verdade, as medidas são um sinal claro para as agências de ratings que o Governo de Portugal está disposto a tomar medidas fortes, mas à custa, como sempre, do povo português.
Quanto ao futuro, as pesquisas de opinião providenciam uma previsão de um retorno para o PSD, enquanto os partidos de esquerda (Bloco de Esquerda e Partido Comunista Português) não conseguem convencer o eleitorado de suas ideias e propostas.

Só em Portugal, a classe elitista dos políticos PSD/PS seria capaz de punir o povo por se atrever a ser independente. Essa classe, enviou os interesses de Portugal no ralo, pediu sacrifícios ao longo de décadas, não produziu nada e continuou a massacrar o povo com mais castigos.
Esses traidores estão levando cada vez mais portugueses a questionarem se deveriam ter sido assimilados há séculos, pela Espanha.
Que convidativo, o ditado português "Quem não está bem, que se mude". Certo, bem longe de Portugal, como todos os que possam, estão fazendo. Bons estudantes a jorrarem pelas fronteiras fora.

Que artigo lamentável para um país maravilhoso, um povo fantástico, e uma classe política abominável.”


Timothy Bancroft-Hinc

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 21 2011, 11:28

A corja é linda.....




Alberto João Jardim, tem uma reforma do Estado de 4.124 Euros, obtida num serviço público onde nunca trabalhou (Secretaria Regional de Turismo), recebe um ordenado por inteiro de 84 mil Euros. Acresce a este valor mais 40% de despesas de representação, o que dá 94.467 Euros, ganha mais do que o primeiro-ministro Espanhol.

Cavaco Silva recebe do Banco de Portugal 4.152 Euros, da Universidade Nova de Lisboa 2.328 Euros e de primeiro-ministro 2.876 Euros.

Manuel Alegre recebe um valor de 3.219,95 Euros por ter trabalhado um ano RDP num cargo que nem ele sabe qual era (1974/1975).

Santana Lopes obteve uma reforma de primeiro-ministro após seis meses de trabalho, que acumulou depois com a reforma de deputado.

Marques Mendes mal fez 50 anos de idade, tratou de logo de requerer uma pensão de 2.905 Euros.

Freitas do Amaral, ao saber que lhe faltava pouco tempo para obter a reforma vitalícia de deputado, desligou-se do CDS, mas não da Assembleia da Republica enquanto não completou o tempo necessário para a obter.

Carlos Brito, quando obteve a sua reforma, mandou "passear" o PCP, onde durante décadas militou.

Fernando Rosas, dirigente do Bloco de Esquerda, quando atingiu os 8 anos necessários para solicitar a sua reforma de deputado, mandou a Assembleia às urtigas.

Mira Amaral, antigo ministro de Cavaco Silva depois de obter uma reforma de deputado, em 21 meses obteve uma reforma da Caixa Geral de Depósitos no valor de 18.000 Euros mensais.

Campos e Cunha, ministro das finanças de Sócrates, após ter trabalhado 6 anos no Banco de Portugal, e com apenas 49 anos, obteve uma reforma de 114.784 Euros.

Diogo Leite Campos, do PSD. À semelhança de outros camaradas de partido, bastarem-lhe 6 anos no Banco de Portugal para obter mais uma reforma do Estado.

Vasco Franco, figura de proa do PS, obteve uma reforma de deputado de 3.035 Euros. Recebe ainda uma outra como deficiente de guerra por ter sido ferido em Moçambique depois de 1974. Centenas de governantes e deputados de todas as cores políticas, independentemente da sua idade ou da sua competência,têm sido contemplados e nós, os nossos filhos e os nossos netos iremos suportar por muitos e bons anos estas reformas douradas.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 21 2011, 21:01

António José da Silva escreveu:
A corja é linda.....




Alberto João Jardim, tem uma reforma do Estado de 4.124 Euros, obtida num serviço público onde nunca trabalhou (Secretaria Regional de Turismo), recebe um ordenado por inteiro de 84 mil Euros. Acresce a este valor mais 40% de despesas de representação, o que dá 94.467 Euros, ganha mais do que o primeiro-ministro Espanhol.

Cavaco Silva recebe do Banco de Portugal 4.152 Euros, da Universidade Nova de Lisboa 2.328 Euros e de primeiro-ministro 2.876 Euros.

Manuel Alegre recebe um valor de 3.219,95 Euros por ter trabalhado um ano RDP num cargo que nem ele sabe qual era (1974/1975).

Santana Lopes obteve uma reforma de primeiro-ministro após seis meses de trabalho, que acumulou depois com a reforma de deputado.

Marques Mendes mal fez 50 anos de idade, tratou de logo de requerer uma pensão de 2.905 Euros.

Freitas do Amaral, ao saber que lhe faltava pouco tempo para obter a reforma vitalícia de deputado, desligou-se do CDS, mas não da Assembleia da Republica enquanto não completou o tempo necessário para a obter.

Carlos Brito, quando obteve a sua reforma, mandou "passear" o PCP, onde durante décadas militou.

Fernando Rosas, dirigente do Bloco de Esquerda, quando atingiu os 8 anos necessários para solicitar a sua reforma de deputado, mandou a Assembleia às urtigas.

Mira Amaral, antigo ministro de Cavaco Silva depois de obter uma reforma de deputado, em 21 meses obteve uma reforma da Caixa Geral de Depósitos no valor de 18.000 Euros mensais.

Campos e Cunha, ministro das finanças de Sócrates, após ter trabalhado 6 anos no Banco de Portugal, e com apenas 49 anos, obteve uma reforma de 114.784 Euros.

Diogo Leite Campos, do PSD. À semelhança de outros camaradas de partido, bastarem-lhe 6 anos no Banco de Portugal para obter mais uma reforma do Estado.

Vasco Franco, figura de proa do PS, obteve uma reforma de deputado de 3.035 Euros. Recebe ainda uma outra como deficiente de guerra por ter sido ferido em Moçambique depois de 1974. Centenas de governantes e deputados de todas as cores políticas, independentemente da sua idade ou da sua competência,têm sido contemplados e nós, os nossos filhos e os nossos netos iremos suportar por muitos e bons anos estas reformas douradas.



Que artigo lamentável para um país maravilhoso, um povo fantástico, e uma classe política abominável.”


Timothy Bancroft-Hinc


A cultura não é coisa leve, mas nem com tamanha evidência o povo enxerga?! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774 A ignorância é algo terrível, mas isto - ao contrário daquilo que é vendido - não se mede com a quantidade do conhecimentos... Mais que isso vale o bom-senso e este está fora dessa teoria. Se bem que é difícil o comum se libertar do conceito «dr.», não quer dizer que não seja capaz de pensar.
Ainda ontem ouvi alguém dizer que o sr. presidente da CM de Oeiras fez muita obra e não faz sentido a perceguição de que é vítima... Como se a obra justificasse tudo. O mesmo se pode dizer do sr. Jardim, que muito embora tenha outra história a contar, também tem a obra como escudo.

E Eu volto a perguntar: que raio, custa assim tanto pensar um bocadinho?! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySab Out 22 2011, 10:44

O buraco das PPP já é conhecido - isto segundo os contornos da borucracia que rege o sistema. Falta conhecer o fim da história. Diria que o buraco é de 15 mil milhões, mas até agora. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
Milton

Mensagens : 15373
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 58
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Out 26 2011, 15:38


O SUBSÍDIO DE NATAL OU 13º MÊS NUNCA Existiu...


Os trabalhadores ingleses recebem os ordenados semanalmente! Mas há
sempre uma razão para as coisas e os trabalhadores ingleses, membros
de uma sociedade MAIS crítica do que a nossa, não fazem
nada por acaso!

Lembrando que o 13º MÊS em Portugal foi criado logo depois do 25 de Abril de
1974 no governo de VASCO GONÇALVES e que nenhum governo depois do
dele mexeu nisso, "fala-se agora que o governo pode vir a não pagar
aos funcionários públicos o 13º mês ou subsídio de natal.Se o fizerem,
é uma roubalheira sobre outra roubalheira.

O 13º mês é uma das mais escandalosas de todas as mentiras dos donos
do poder, quer se intitulem "capitalistas" ou "socialistas", e é
justamente aquela que os trabalhadores mais acreditam.

Eis aqui uma modesta demonstração aritmética de como foi fácil enganar
os trabalhadores.

Suponhamos que você ganha €700,00 por mês. Multiplicando-se esse
salário por 12 meses, você recebe um total de €8.400,00 por um ano de
doze meses.
€700,00 X 12 = € 8.400,00

Em Dezembro, o generoso governo manda então pagar-lhe o conhecido 13º Mês

€ 8.400,00 (Salário anual)
+ €700,00 (13º salário) =
--------------------------------------------------------
€ 9.100,00 (Salário anual + o 13ºMês)


O trabalhador vai para casa todo feliz com o "governo amigo dos
trabalhadores" que mandou o patrão pagar o 13º.

Agora veja bem o que acontece quando o trabalhador se predispõe a
fazer uma simples contas que aprendeu no Ensino Fundamental:

Se o trabalhador recebe €700,00 mês e o mês tem quatro semanas,
significa que ganha por semana € 175,00.

€700,00 (salário mensal) e 4 (semanas que tem o mês) = € 175,00 ( de
salário semanal)

O ano tem 52 semanas. Se multiplicarmos

€ 175,00 (Salário semanal)
X 52 (Número de semanas anuais)
-------------------
€ 9.100,00.

O resultado acima é o mesmo valor do Salário anual + o 13º salário .

Surpresa, surpresa? Onde está, portanto, o 13º Salário?

A explicação é simples, embora os nossos conhecidos líderes nunca se
tenham dado conta desse fato simples:

A resposta é que o governo, que faz as leis, lhe rouba uma parte do
salário durante todo o ano, pela simples razão de que há meses com 30
dias, outros com 31 e também meses com quatro ou cinco semanas (ainda
assim, apesar de cinco semanas o governo só manda o patrão pagar
quatro semanas) o salário é o mesmo tenha o mês 30 ou 31 dias, quatro
ou cinco semanas.
No final do ano o generoso governo presenteia o trabalhador com um 13º
salário, cujo dinheiro saiu do próprio trabalhador.
Se o governo retirar o 13º salário ou subsídio de natal dos
trabalhadores da função pública, o roubo é duplo.


Como palavra final para os trabalhadores inteligentes:

Não existe nenhum 13º salário. O governo apenas devolve e manda o
patrão devolver o que sorrateiramente foi tirado do salário anual.

Conclusão:

Os Trabalhadores recebem o que já trabalharam e não um adicional.



13º NÃO É PRÊMIO, NEM GENTILEZA, NEM CONCESSÃO. É SIMPLES PAGAMENTO
PELO TEMPO TRABALHADO NO ANO!

E EU QUE NUNCA TINHA PENSADO NISSO ...




_________________
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Garfie10
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Out 26 2011, 17:59

Algumas das vergonhas que são conhecidas e declaradas. Claro que a corja tem uma realidade bem mais imponente e vergonhosa. Cambada de chulos que se alimentam do bom e do melhor.


Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e

sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas...'


Guerra Junqueiro, in "Pátria", escrito em 1896


Diário da República nº 28 - I série- datado de 10 de Fevereiro de 2010 - RESOLUÇÃO da Assembleia da República nº 11/2010.

Poderão aceder através do site http://WWW.dre.pt

Algumas rubricas do orçamento da Assembleia da Republica
1 - Vencimento de Deputados .................................................12 milhões 349 mil Euros
2 - Ajudas de Custo de Deputados.............................................2 milhões 724 mil Euros
3 - Transportes de Deputados ...................................................3 milhões 869 mil Euros
4 - Deslocações e Estadas .........................................................2 milhões 363 mil Euros
5 - Assistência Técnica (??) .......................................................2 milhões 948 mil Euros
6 - Outros Trabalhos Especializados (??) ...................................3 milhões 593 mil Euros
7 - RESTAURANTE,REFEITÓRIO,CAFETARIA...............................................961 mil Euros
8 - Subvenções aos Grupos Parlamentares................................................970 mil Euros
9 - Equipamento de Informática ................................................2 milhões 110 mil Euros
10- Outros Investimentos (??) ....................................................2 milhões 420 mil Euros
11- Edificios ...............................................................................2 milhões 686 mil Euros
12- Transfer's (??) Diversos (??)................................................13 milhões 506 mil Euros
13- SUBVENÇÃO aos PARTIDOS na A. R. .................................16 milhões 977 mil Euros
14- SUBVENÇÕES CAMPANHAS ELEITORAIS ...........................73 milhões 798 mil Euros


NO TOTAL a DESPESA ORÇAMENTADA para o ANO de 2010, é :

€ 191 405 356,61 (191 Milhões 405 mil 356 Euros e 61 cêntimos) - Ver Folha 372 do acima identificado Diário da República nº 28 - 1ª Série -, de 10 de Fevereiro de 2010.


É VERGONHOSO....,O POVO É QUE TEM DE PAGAR !!!!!!!!!!!! REPASSEM PARA QUE TODOS SAIBAM ACERCA DOS QUE FALAM EM NOME DO POVO E DOS INTERESSES DO PAÍS


O porquê de Portugal estar na falência!
Como se chama a isto em Português?

PORQUE ESTAMOS NA FALÊNCIA??????

420.000,00 €


TAP


administrador
Fernando Pinto

371.000,00 €


CGD


administrador
Faria de Oliveira

365.000,00 €


PT


administrador
Henrique Granadeiro

250.040,00 €


RTP


administrador
Guilherme Costa

249.448,00 €


Banco Portugal


administrador
Vítor Constâncio

247.938,00 €


ISP


administrador
Fernando Nogueira

245.552,00 €


CMVM
Presidente
Carlos Tavares

233.857,00 €


ERSE


administrador
Vítor Santos

224.000,00 €


ANA COM


administrador
Amado da Silva

200.200,00 €


CTT
Presidente
Mata da Costa

134.197,00 €


Parpublica


administrador
José Plácido Reis

133.000,00 €


ANA


administrador
Guilhermino Rodrigues

126.686,00 €


ADP


administrador
Pedro Serra

96.507,00 €


Metro Porto


administrador
António Oliveira Fonseca

89.299,00 €


LUSA


administrador
Afonso Camões

69.110,00 €


CP


administrador
Cardoso dos Reis

66.536,00 €


REFER


administrador
Luís Pardal: Refer

66.536,00 €


Metro Lisboa


administrador
Joaquim Reis

58.865,00 €


CARRIS


administrador
José Manuel Rodrigues

58.859,00 €


STCP


administrador
Fernanda Meneses

3.706.630,00 €












51.892.820,00 €
Valor do ordenado anual (12 meses + subs Natal + subs férias)



926.657,50 €


Média Prémios





52.819.477,50 €












900,00 €
Média de um funcionário público





58.688,31 - nº de funcionários públicos que dá para
pagar com o mesmo dinheiro...

E DEPOIS AINDA QUEREM SABER SE A MALTA
ESTÁ DISPOSTA A ABDICAR DO SUBSÍDIO DE
FÉRIAS E/OU NATAL PARA AJUDAR O PAÍS...

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Out 26 2011, 18:22

Uma canção que descreve na perfeição muita coisa que se passa.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
gorogoro
Membro AAP
gorogoro

Mensagens : 530
Data de inscrição : 30/08/2011
Idade : 40
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQui Out 27 2011, 09:50

António José da Silva escreveu:
Algumas das vergonhas que são conhecidas e declaradas. Claro que a corja tem uma realidade bem mais imponente e vergonhosa. Cambada de chulos que se alimentam do bom e do melhor.


Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e

sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas...'


Guerra Junqueiro, in "Pátria", escrito em 1896


Diário da República nº 28 - I série- datado de 10 de Fevereiro de 2010 - RESOLUÇÃO da Assembleia da República nº 11/2010.

Poderão aceder através do site http://WWW.dre.pt

Algumas rubricas do orçamento da Assembleia da Republica
1 - Vencimento de Deputados .................................................12 milhões 349 mil Euros
2 - Ajudas de Custo de Deputados.............................................2 milhões 724 mil Euros
3 - Transportes de Deputados ...................................................3 milhões 869 mil Euros
4 - Deslocações e Estadas .........................................................2 milhões 363 mil Euros
5 - Assistência Técnica (??) .......................................................2 milhões 948 mil Euros
6 - Outros Trabalhos Especializados (??) ...................................3 milhões 593 mil Euros
7 - RESTAURANTE,REFEITÓRIO,CAFETARIA...............................................961 mil Euros
8 - Subvenções aos Grupos Parlamentares................................................970 mil Euros
9 - Equipamento de Informática ................................................2 milhões 110 mil Euros
10- Outros Investimentos (??) ....................................................2 milhões 420 mil Euros
11- Edificios ...............................................................................2 milhões 686 mil Euros
12- Transfer's (??) Diversos (??)................................................13 milhões 506 mil Euros
13- SUBVENÇÃO aos PARTIDOS na A. R. .................................16 milhões 977 mil Euros
14- SUBVENÇÕES CAMPANHAS ELEITORAIS ...........................73 milhões 798 mil Euros


NO TOTAL a DESPESA ORÇAMENTADA para o ANO de 2010, é :

€ 191 405 356,61 (191 Milhões 405 mil 356 Euros e 61 cêntimos) - Ver Folha 372 do acima identificado Diário da República nº 28 - 1ª Série -, de 10 de Fevereiro de 2010.


É VERGONHOSO....,O POVO É QUE TEM DE PAGAR !!!!!!!!!!!! REPASSEM PARA QUE TODOS SAIBAM ACERCA DOS QUE FALAM EM NOME DO POVO E DOS INTERESSES DO PAÍS


O porquê de Portugal estar na falência!
Como se chama a isto em Português?

PORQUE ESTAMOS NA FALÊNCIA??????

420.000,00 €


TAP


administrador
Fernando Pinto

371.000,00 €


CGD


administrador
Faria de Oliveira

365.000,00 €


PT


administrador
Henrique Granadeiro

250.040,00 €


RTP


administrador
Guilherme Costa

249.448,00 €


Banco Portugal


administrador
Vítor Constâncio

247.938,00 €


ISP


administrador
Fernando Nogueira

245.552,00 €


CMVM
Presidente
Carlos Tavares

233.857,00 €


ERSE


administrador
Vítor Santos

224.000,00 €


ANA COM


administrador
Amado da Silva

200.200,00 €


CTT
Presidente
Mata da Costa

134.197,00 €


Parpublica


administrador
José Plácido Reis

133.000,00 €


ANA


administrador
Guilhermino Rodrigues

126.686,00 €


ADP


administrador
Pedro Serra

96.507,00 €


Metro Porto


administrador
António Oliveira Fonseca

89.299,00 €


LUSA


administrador
Afonso Camões

69.110,00 €


CP


administrador
Cardoso dos Reis

66.536,00 €


REFER


administrador
Luís Pardal: Refer

66.536,00 €


Metro Lisboa


administrador
Joaquim Reis

58.865,00 €


CARRIS


administrador
José Manuel Rodrigues

58.859,00 €


STCP


administrador
Fernanda Meneses

3.706.630,00 €












51.892.820,00 €
Valor do ordenado anual (12 meses + subs Natal + subs férias)



926.657,50 €


Média Prémios





52.819.477,50 €












900,00 €
Média de um funcionário público





58.688,31 - nº de funcionários públicos que dá para
pagar com o mesmo dinheiro...

E DEPOIS AINDA QUEREM SABER SE A MALTA
ESTÁ DISPOSTA A ABDICAR DO SUBSÍDIO DE
FÉRIAS E/OU NATAL PARA AJUDAR O PAÍS...

Roubei parte para o meu facebooka..
Voltar ao Topo Ir em baixo
jpamplifiers
Membro AAP
jpamplifiers

Mensagens : 608
Data de inscrição : 16/09/2011
Localização : Sintra

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQui Out 27 2011, 16:12

António José da Silva escreveu:
A corja é linda.....




Alberto João Jardim, tem uma reforma do Estado de 4.124 Euros, obtida num serviço público onde nunca trabalhou (Secretaria Regional de Turismo), recebe um ordenado por inteiro de 84 mil Euros. Acresce a este valor mais 40% de despesas de representação, o que dá 94.467 Euros, ganha mais do que o primeiro-ministro Espanhol.

Cavaco Silva recebe do Banco de Portugal 4.152 Euros, da Universidade Nova de Lisboa 2.328 Euros e de primeiro-ministro 2.876 Euros.

Manuel Alegre recebe um valor de 3.219,95 Euros por ter trabalhado um ano RDP num cargo que nem ele sabe qual era (1974/1975).

Santana Lopes obteve uma reforma de primeiro-ministro após seis meses de trabalho, que acumulou depois com a reforma de deputado.

Marques Mendes mal fez 50 anos de idade, tratou de logo de requerer uma pensão de 2.905 Euros.

Freitas do Amaral, ao saber que lhe faltava pouco tempo para obter a reforma vitalícia de deputado, desligou-se do CDS, mas não da Assembleia da Republica enquanto não completou o tempo necessário para a obter.

Carlos Brito, quando obteve a sua reforma, mandou "passear" o PCP, onde durante décadas militou.

Fernando Rosas, dirigente do Bloco de Esquerda, quando atingiu os 8 anos necessários para solicitar a sua reforma de deputado, mandou a Assembleia às urtigas.

Mira Amaral, antigo ministro de Cavaco Silva depois de obter uma reforma de deputado, em 21 meses obteve uma reforma da Caixa Geral de Depósitos no valor de 18.000 Euros mensais.

Campos e Cunha, ministro das finanças de Sócrates, após ter trabalhado 6 anos no Banco de Portugal, e com apenas 49 anos, obteve uma reforma de 114.784 Euros.

Diogo Leite Campos, do PSD. À semelhança de outros camaradas de partido, bastarem-lhe 6 anos no Banco de Portugal para obter mais uma reforma do Estado.

Vasco Franco, figura de proa do PS, obteve uma reforma de deputado de 3.035 Euros. Recebe ainda uma outra como deficiente de guerra por ter sido ferido em Moçambique depois de 1974. Centenas de governantes e deputados de todas as cores políticas, independentemente da sua idade ou da sua competência,têm sido contemplados e nós, os nossos filhos e os nossos netos iremos suportar por muitos e bons anos estas reformas douradas.




Os politicos são como as fraldas, devem ser trocados com frequencia, pelas mesmas razões.
Eça de Queirós.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQui Out 27 2011, 18:00

jpamplifiers escreveu:




Os politicos são como as fraldas, devem ser trocados com frequencia, pelas mesmas razões.
Eça de Queirós.


Cada vez que trocamos a merda....desculpem, os políticos, estamos a abrir as portas para que arranjem mais tachos para amigos e familiares. Muitas vezes ponho-me a pensar se a mudança e alternância não será ainda pior para o povo.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 00:17

António, isso está longe de ser tudo. Lembro as PPP; as obras públicas; as vendas, nomeadamente edifícios que depois passam a ser arrendados ao estado por uma fortuna...
E já não sabem onde ir buscar (roubar) mais. Agora andam a tentar sacar dinheiro a pessoas que têm placas nos seus terrenos com publicidade. Eu foi hoje buscar o carro e larguei 400€ porque lá tinha posto o nº de tm para vender o carro. Entretanto, já accionei a coisa, pois pretendo exigir contas. A ver vamos, se não me devolvem tudo com o acrescimo de uma indeminização pelos danos.

Aquilo que vos posso dizer é que o mundo está a chegar ao limite e a ordem das coisas terá que mudar. Entretanto, por cá cabe-nos procurar lutar e de preferência acelarar as coisas, pois quanto mais se adia pior.

Poder-se-ia dizer: A REVOLUÇÃO JÁ! Mas aquilo que sugiro é antes uma outra coisa, quem ando a escrever noutro sítio, e isso é o que deve ser dito: A ULTIMA REVOLUÇÃO, JÁ! É que o que está em causa é mesmo global.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 01:07

Stereo escreveu:
... ... Eu foi hoje buscar o carro e larguei 400€ porque lá tinha posto o nº de tm para vender o carro. Entretanto, já accionei a coisa, pois pretendo exigir contas. A ver vamos, se não me devolvem tudo com o acrescimo de uma indeminização pelos danos... ...

Queres explicar melhor a coisa?

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 17:14

Ferpina escreveu:
Stereo escreveu:
... ... Eu foi hoje buscar o carro e larguei 400€ porque lá tinha posto o nº de tm para vender o carro. Entretanto, já accionei a coisa, pois pretendo exigir contas. A ver vamos, se não me devolvem tudo com o acrescimo de uma indeminização pelos danos... ...

Queres explicar melhor a coisa?

O que aconteceu foi que há cerca de 2 semanas estacionei, como sempre, na zona onde devo, que é a que pertence ao dístico que tenho de morador e, passados dois dias o carro não estava lá. Perguntei a uma pessoa junto do local e disse-me que tinha sido rebocado.
Imediatamente escrevi à polícia a saber o porquê, ao que, demorado tanto tempo e sem resposta - só depois de tratar da situação recebi - tratei de saber do carro. Foi à polícia, perto do aeroporto, para onde tinha escrito, disseram-me que o carro se encontrava junto do CC Colombo; lá disseram-me que não, que estava perto do Campo Grande, junto do Júlio de Matos. Lá foi e, enfim, resolvi a situação.
Ainda há uns pormenores que nem vale a pena contar, mas aquilo que dizem ser a causa é por ter o nº de tm no vidro do carro, estando este estacionado na zona de parque. Mas isso é o que vamos ver. Poupando aqui pormenores, a coisa resolver-se-á na justiça.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 18:17

As pessoas que não podem mais, são forçadas a ajudar o país, os que têm muito estão-se, desculpem a expressão, a cagar.

Vejam....

http://sicnoticias.sapo.pt/economia/article729353.ece

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3001
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 20:41

O cerco começa a apertar-se para esta classe de destruidores de valor.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537


Cavaco Silva entre os chefes de Estado mais gastadores da Europa - Dinheiro Vivo

(consegue gastar o dobro do Rei de Espanha!!!)


http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/Artigo/CIECO019900.html

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 20:44

vlopes escreveu:
O cerco começa a apertar-se para esta classe de destruidores de valor.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537


Cavaco Silva entre os chefes de Estado mais gastadores da Europa - Dinheiro Vivo

(consegue gastar o dobro do Rei de Espanha!!!)


http://www.dinheirovivo.pt/Empresas/Artigo/CIECO019900.html



Gosto desta parte que é bem demonstrativa da corja que nos rodeia.

Este número sustenta 12 assessores e 24 consultores, além dos restantes elementos do séquito pessoal que assegura o financiamento da presidência da República, de acordo com o jornal i.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 21:07

Já agora... Começo a dar conta, isto é, a conjecturar com os meus poucos botões, da quantidade de escândalos, tramóias, usurpações, corrupções, abusos de poder, etc... e agora até assassinatos, da corja que gravitava há uns anos à volta de tal personagem.

Mas será que estamos todos imbecilizados?
P.S. Mas há infelizmente mais personagens na triste opereta a que estamos a assistir :GDM:

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySex Out 28 2011, 21:43

É claro que a malandragem irá tentar resistir até ao fim, mas este já esteve mais longe! Mesmo com a engenharia financeira, com todos os esquemas que possam inventar não conseguem escapar e a situação ditará as regras quer queiram ou não. Não importa se reduzem os gastos... nem se os offshores são a forma de se safarem... o dia chegará, em que tudo isto terá um fim! Se agora tentam tudo para roubar o povo, amanhã talvez o doce lhes saiba a amargo!
Agora, não podemos baixar os braços. Há que estar atento e crítico, pois a certa altura será preciso assumir uma posição e dar a resposta certa!

Lembro-me ainda ontem falar da ciência. Dizia eu mais ou menos que a ciência é a doutrina do modernismo. E se bem que aquilo que dizia não era bem aceite, lembrei que o ser humano esquece facilmente a sua responsabilidade, como se a única coisa que importasse fosse o «seu brinquedo», sendo que tende a demitir-se das responsabilidades. Por exemplo, a questão da poluição, das alterações climáticas... No caso da ciência, para que ela fizesse sentido, teria que se limitar à teoria até que a observação passasse pelo crivo da ética, para então ter a aplicação devida.
Todos sabem que a ciência está ao serviço de interesses que nada têm que ver com o bem social, ou seja, com o interesse superior do ser humano. Por isso, todos os dias vemos os problemas gerados por esta aberração. Ora, se bem que vivemos sinais económicos deste efeito, não vemos tanto quanto deveríamos. No entanto sofremos. E numa observação mais cuidada, as coisas começam a fazer sentido.
A própria economia terá que ser vista de forma diferente graças às alterações climáticas e isto é dizer pouco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySab Out 29 2011, 08:15

Stereo escreveu:
É claro que a malandragem irá tentar resistir até ao fim, mas este já esteve mais longe! Mesmo com a engenharia financeira, com todos os esquemas que possam inventar não conseguem escapar e a situação ditará as regras quer queiram ou não. Não importa se reduzem os gastos... nem se os offshores são a forma de se safarem... o dia chegará, em que tudo isto terá um fim! Se agora tentam tudo para roubar o povo, amanhã talvez o doce lhes saiba a amargo!
Agora, não podemos baixar os braços. Há que estar atento e crítico, pois a certa altura será preciso assumir uma posição e dar a resposta certa!

Lembro-me ainda ontem falar da ciência. Dizia eu mais ou menos que a ciência é a doutrina do modernismo. E se bem que aquilo que dizia não era bem aceite, lembrei que o ser humano esquece facilmente a sua responsabilidade, como se a única coisa que importasse fosse o «seu brinquedo», sendo que tende a demitir-se das responsabilidades. Por exemplo, a questão da poluição, das alterações climáticas... No caso da ciência, para que ela fizesse sentido, teria que se limitar à teoria até que a observação passasse pelo crivo da ética, para então ter a aplicação devida.
Todos sabem que a ciência está ao serviço de interesses que nada têm que ver com o bem social, ou seja, com o interesse superior do ser humano. Por isso, todos os dias vemos os problemas gerados por esta aberração. Ora, se bem que vivemos sinais económicos deste efeito, não vemos tanto quanto deveríamos. No entanto sofremos. E numa observação mais cuidada, as coisas começam a fazer sentido.
A própria economia terá que ser vista de forma diferente graças às alterações climáticas e isto é dizer pouco.

Mais uma vez, uma noite de merda! A esta hora ainda devia estar a dormir, mas esta noite, 3 ou 4 horas devem ter sido o meu sono. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 317942

Voltando ao assunto. Para deixar a coisa um pouco mais clara, tenho que voltar atrás no tempo... Não me lembro se já aqui comentei sobre a situação que resultou na minha saída do último emprego. Mas o que está em causa está ligado.
Tudo começa com uma situação insustentável, que colocava uma pessoa de forma delicada... e que para não continuar a comprometer a minha posição relativamente à lei me levou a participar uma realidade às autoridades. Neste caso, a polícia camarária.
A participação deveria manter-se em sigilo. Na verdade o patrão acabou com uma cópia da denúncia. Assim, como se costuma dizer, uma pessoa é «presa por ter cão e presa por não o ter».
Com isto, imediatamente apresentei queixa na polícia contra desconhecido, que era então a polícia da câmara. O resultado foi que me escreveram dizendo que não encontraram razão para dar seguimento e assim seria encerrado o processo. Por outras palavras, o processo simplesmente não existiria, esperando que assim ficasse. Só que enviei o assunto ao Misnistério Público.
Entretanto, tenho andado a pensar, pois não sabia bem o que fazer, uma vez que, se por um lado sou aguém lesado, por outro todos sabemos como anda a justiça.

Agora acontece isto. Sendo que não posso provar nada, devo no entanto mostrar indícios que me levam a desconfiar de uma ligação entre toda esta situação. E como já mostrei, o corporativismo é óbvio, neste caso, na polícia municipal.
Quando foi buscar o carro, este tinha uma coisa interessante... como podem ver na foto.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Merdao



Agora, além de sentir a necessidade de ser indemenizado pelo estado, pergunto, até que ponto o mesmo garante ao cidadão que a polícia existe realmente para zelar pelos seus interesses e não dos deles?! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySab Out 29 2011, 21:15

Hoje achei curioso nas notícias passarem a mudança de discurso, tanto do sr. Cavaco como do sr. Coelho. Além de mostrarem a sintunia ideológica, gora revelam estar de acordo quanto à questão da crise, afinal ser mundial! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774 Que será que querem dizer com isto?! affraid
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyDom Out 30 2011, 22:47

Stereo escreveu:
Hoje achei curioso nas notícias passarem a mudança de discurso, tanto do sr. Cavaco como do sr. Coelho. Além de mostrarem a sintunia ideológica, gora revelam estar de acordo quanto à questão da crise, afinal ser mundial! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774 Que será que querem dizer com isto?! affraid

Agora o sr. Passos já diz que o acordo com a TROIKA tem que ser revisto; que deve haver um acordo com o maior partido da oposição... E este, foi a Paris ter com o sr. Sócrates. Será que lhe foi pedir concelhos? Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Pois é, as coisas nesta zona - a cinzenta - só são o que convêm ser e logo deixam de ser quando a necessidade o exige. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySeg Out 31 2011, 18:32

Parece que aquilo que alguns não queriam admitir (a nossa semelhança com a Grécia) está cada vez mais perto de ser uma realidade.

http://www.telegraph.co.uk/finance/financialcrisis/8854267/Europes-rescue-euphoria-threatened-as-Portugal-enters-Grecian-vortex.html

A shrinking money supply is dangerous for countries with a high debt stock. Portugal’s public and private debt will reach 360pc of GDP by next year, far higher than in Greece.


Assustador.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySeg Out 31 2011, 18:47

Que grande lata.

Os jovens portugueses desempregados devem emigrar, em vez de ficarem na sua «zona de conforto», disse no sábado o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Alexandre Miguel Mestre.

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/economia/jovens-desemprego-desempregados-emigrar-agencia-financeira/1294064-1730.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+iol%2Fagenciafinanceira+%28Ag%C3%AAncia+Financeira%29

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
Milton

Mensagens : 15373
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 58
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySeg Out 31 2011, 19:23

Vamo-nos "ver gregos".....

_________________
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Garfie10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySeg Out 31 2011, 20:50

E mais esta pérola...

Casas perto dos transportes vão pagar mais imposto

http://www.agenciafinanceira.iol.pt/dinheiro/casas-habitacao-impostos-imi-transportes-agencia-financeira/1293847-3851.html




_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptySeg Out 31 2011, 20:56

É claro, se a cultura hoje é mais do que nunca a do chico-espertismo!... Não é por acaso que a grande maioria procura de alguma forma alcançar algum tipo de privilégio, como se realmente estivessem no seu direito. E se bem que vemos os recem-formados a sair e alguns mostram preocupação em ver os «cerebros» a fugir para fora, jamais se vê ou ouve alguém a denunciar a falta que aqui se encontra relativamente à cidadania. É que a cultura manda mesmo a que cada um olhe pelos seus interesses e nada mais. E se o custo existe, faz de conta que se paga através de uma propina... Sendo que acontece como em tudo na sociedade: uns usufruem, outros pagam; uns têm os direitos, os outros os deveres. E é assim, que o povinho vive, contente com a sua esperteza! Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774

Mas a questão da cidadania não se fica por aqui. Como disse, em tudo se vê a esperteza (saloia). Ainda hoje ouvi dizer que vamos ser polícias à força: até para um café temos que pedir factura, sobe pena de apanhar uma coima até 2000€.
Agora eu pergunto, se agora a economia paralela passa a ser o alvo, será que vai ser possivel viver neste país? Mais: aqueles que já trabalharam muito, mas que porque têm mais de 35 ou 40 anos e não conseguem mais arranjar trabalho, já não têm direito ao trabalho? E se assim é, não têm o direito de mandar à fava tais leis e trabalhar dentro da economia paralela?
Que rai entendem estes malandros sobre cidadania, se só fazem é merda e só se interessam com os seus interesses, como se estivessem no direito de fazer o que bem entendem?! Desta realidade à da Líbia de Kadafi já não fata muito, por isso seria bom que tivessem mais cuidado com aquilo que andam a fazer. Já houve sinais evidentes de que a situação não pode continuar assim, mas estes idiotas ainda não perceberam, como se tivessem tudo sobe control.

Veremos até onde o chico-espertismo nos leva! Eu cá já sei que é a lado nenhum, mas isso é algo que para a maioria é, normalmente, «só vendo para crer». O problema é que normalmente também é só fazendo merda que se chega à conclusaõ que se fez merda. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3001
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: É O CÚMULO E NINGUÉM, A NÃO SER OS INTERESSADOS, SABIA...    Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 13:46



http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/13496446/1

É O CÚMULO E NINGUÉM, A NÃO SER OS INTERESSADOS, SABIA...

Durante muito tempo todos censuravam os " privilégios" da Função Pública. Vejam aqui o que são, na realidade, os privilégios de classe e quem deles usufruía. Tratam-se de empresas públicas com muitos milhões de prejuízos acumulados, e / ou insolventes.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 13:48

vlopes escreveu:


http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/13496446/1

É O CÚMULO E NINGUÉM, A NÃO SER OS INTERESSADOS, SABIA...

Durante muito tempo todos censuravam os " privilégios" da Função Pública. Vejam aqui o que são, na realidade, os privilégios de classe e quem deles usufruía. Tratam-se de empresas públicas com muitos milhões de prejuízos acumulados, e / ou insolventes.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537

Eles sabem o que fazem, e o que fazem é tudo para o beneficio de alguns.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
vlopes

Mensagens : 3001
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 13:52

viste o video ate ao final? Eu nao vi a entrevista nem conhecia esta realidade.

mas é espantoso!!!
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 13:55

vlopes escreveu:
viste o video ate ao final? Eu nao vi a entrevista nem conhecia esta realidade.

mas é espantoso!!!
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537

E não imaginamos os "podres" que ainda não conhecemos e muitos que não viremos a conhecer.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 17:25

Juiz brasileiro decreta prisão preventiva de Duarte Lima

Juiz brasileiro decreta prisão preventiva de Duarte Lima

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 17:41

António José da Silva escreveu:
Juiz brasileiro decreta prisão preventiva de Duarte Lima

Juiz brasileiro decreta prisão preventiva de Duarte Lima

Já deve estar em companhia do "outro" debaixo de um coqueiro em Cabo Verde, gozando o espólio BPN

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyTer Nov 01 2011, 21:15

vlopes escreveu:


http://www.tvi24.iol.pt/videos/video/13496446/1

É O CÚMULO E NINGUÉM, A NÃO SER OS INTERESSADOS, SABIA...

Durante muito tempo todos censuravam os " privilégios" da Função Pública. Vejam aqui o que são, na realidade, os privilégios de classe e quem deles usufruía. Tratam-se de empresas públicas com muitos milhões de prejuízos acumulados, e / ou insolventes.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 57537

É pena só alguns dos portugueses verem isto. Eu farto-me de tentar mostrar estes podres, mas às vezes parece-me que cai «em saco roto».
Ainda no último poste escrevi sobre a treta que se cultiva, como se se tratasse da cidadania, pois aqui está um exemplo. Uns usufruem, os outros pagam. Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Nov 02 2011, 08:39

A família (da corja) é o mais importante.

383 milhões em offshores

Empresa criada em 2000 no paraíso fiscal de Gibraltar movimentou autênticas fortunas. Gestores são tio, tia e primos do ex-primeiro-ministro

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/exclusivo-cm/383-milhoes-em-offshores-215912803

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Nov 02 2011, 14:56

Pois é, mas parece que as pessoas não percebem isto... e que a riquesa existe e não deveriamos estar a passar por esta situação.
Hoje, cada vez mais, as famílias têm que pedir insolvência. Mas parece que ninguêm se questiona sobre os porquês, como se apenas estivesse em causa a irresponsabilidade destas famílias. As pessoas esquecem-se dos interesses que estão em causa e que geram mesmo uma cultura que envolve as pessoas e as leva a seguir de alguma forma uma certa filosofia. Esquecem-se da cultura do consumismo; que os especuladores exploraram ao máximo as oportunidades, nomeadamente os bancos, que sabiam que as famílias não teriam como fazer face aos emprestimos que se lhes prestava... e ninguém quis saber das consequências do caminho que se estava a seguir. Até o banco de Portugal, sabia muito bem de toda a realidade e fez de conta que não; e por tal esperteza, o sr. director foi convidado para o Banco Central Europeu.

Isto mostra bem que as pessoas têm que abrir os olhos e contrariar esta realidade; exigir prestação de contas e acabar com este tipo de organização. Não é possivel continuar a ignorar isto e não pedir a cabêça desta malandragem E isto passa por questionar o próprio sistema jurídico, os juizes, advogados e todo aquele que compõe o sistema.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Nov 02 2011, 18:47

TRÍADE...
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Trade003

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
António José da Silva

Mensagens : 64575
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 53
Localização : Quinta do Anjo

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Nov 02 2011, 18:51

Os amigos protegem-se uns aos outros e estão todos bem na vida (bom, um talvez não).

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 6xxboo


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP
Ferpina

Mensagens : 10424
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 64
Localização : Assado - Perú

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Nov 02 2011, 19:20

António José da Silva escreveu:
Os amigos protegem-se uns aos outros e estão todos bem na vida (bom, um talvez não).

Quando se atinge um determinado estágio, está-se sempre bem! O Portugal contemporâneo, leia-se de há uma vintena de anos a esta parte, está recheado de exemplos. Fala-se da Grécia! Coitados... os gregos comparados connosco são uns meninos de coro! Mas têm uma coisa que nós não temos... têm tomates! Desafiam o regime! Basta ver as imagens filtradas das televisões. O mesmo regime que nós e a Europa (alguma Europa) têm!
E nós que fazemos? Elegemos um para PR (é verdade que também não havia grande escolha), outros para a AR, outros para o PE, outros para as Câmaras e até adoramos um cherne, em vez de o comer em sushi!
O regime está podre, é preciso enterrá-lo!
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Cid_2F86274D33394F9591F2DFB0BF2C61E2xpcomputador

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10 Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Vu-1_z10
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQua Nov 02 2011, 23:24

Pois é, este país é um paraíso!... Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: TRIBUTO AO CÚMULO DA ESTUPIDEZ   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 EmptyQui Nov 03 2011, 14:16

TRIBUTO AO CÚMULO DA ESTUPIDEZ

Sobre as correntes notícias sobre a Grécia e a relação com a EU não vale a pena fazer comentários, apenas assistir incrédulo. É que a estupidez persiste.
Isto serve apenas de introdução para um exemplo da cultura vigente.

Hoje foi a uma entrevista ao centro de emprego. Na verdade, era no centro de emprego, mas a entrevista era feita por e para uma empresa de trabalho temporário.
Feito o esclarecimento para a razão da entrevista, foi-nos pedido o nome, habilitações literárias e contacto. Depois, começou-se a «entrevista», onde se perguntava coisas como as capacidades em línguas, em informática… assim como interesses e disponibilidade. Ao que todos se limitavam a responder, cada um mostrando a sua posição, mas sempre de forma que simplesmente cooperavam e aceitavam a situação, como cordeiros.
Até que chegou à minha vez. Já um pouco farto de lá estar, mas… Então, pedi compreensão para uma breve nota antes de prestar as minhas informações… Assim, comentei que, achava simplesmente vergonhosa aquela situação, pois além da proposta ser a de oferecer 20 ou 30 dias de trabalho sobre o ordenado mínimo, pedindo ainda facilidades sobre línguas, informática… ainda por cima, isto passava-se mesmo no centro de emprego. Ainda, como era obrigado por lei disponibilizar-me, assim o faria, dentro de uma situação provável, mas jamais seria de bom grado.
Claro que ficaram super constrangidas, mas que remédio, contidas. Apenas se limitaram a tomar nota das minhas informações e desejarem que saísse o mais depressa possível, pois estavam com um grande melão.
À medida que as pessoas eram entrevistas, iam saindo. Os que ainda ficaram para a entrevista, ficaram incrédulos, e certamente como se nada fosse com eles. Como se realmente a sua natureza fosse aquela e aquilo que ali tivessem que representar fosse o papel de cordeiro. Como se não fossem cidadãos. Mas igualmente os entrevistadores, assim como os responsáveis no centro de emprego, como se ninguém fosse cidadão. Ou seja, a cidadania parece ser algo que só serve para reclamar direitos.
Acontece que a tal empresa, que se auto denomina de «gestão de recursos humanos», na verdade é uma empresa de exploração de recursos humanos. E o centro de emprego, que deveria cuidar dos interesses do cidadão, acaba por cooperar nesta especulação, neste crime, nesta aberração!

E é assim; a estupidez é precisamente a ignorância e o desrespeito por tudo o que possa ser valor humano. E este é apenas mais um de muitos exemplos possíveis.
Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 809774
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty
MensagemAssunto: Re: Algumas vergonhas no nosso jardim   Algumas vergonhas no nosso jardim - Página 6 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Algumas vergonhas no nosso jardim
Voltar ao Topo 
Página 6 de 20Ir à página : Anterior  1 ... 5, 6, 7 ... 13 ... 20  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Off Topic-
Ir para: