Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Ratoeiras do "digital"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
António José da Silva
Membro AAP


Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 10:59

Eu fui pelo caminho do formato que realmente me dá prazer. E não tenho saudades de voltar para trás.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1482
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 48
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 11:12

Uma das caracteristicas que me impressiona é a dita ciência do vinil. Como é que um processo tão estranho e mesmo "jurássico" de uma agulha aos saltos e tremideiras nuns vales arenosos, reproduzem um som tão exepcional!!?

Por outro lado, lembrei-me agora de um inconveniente no meu caso pessoal. Após colocar um disco, sento-me no maple que por vezes deixo-me ao relax total e chego até fazer uma mini-sesta, não despresando óbviamente o que esteja a tocar. A grande chatisse quando estou nesse estado "zen" é levantar-me para virar o Lp pra não estar no fim do mesmo a célula a marterizar-se.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 11:29

Pierre escreveu:
Uma das caracteristicas que me impressiona é a dita ciência do vinil. Como é que um processo tão estranho e mesmo "jurássico" de uma agulha aos saltos e tremideiras nuns vales arenosos, reproduzem um som tão exepcional!!?

Por outro lado, lembrei-me agora de um inconveniente no meu caso pessoal. Após colocar um disco, sento-me no maple que por vezes deixo-me ao relax total e chego até fazer uma mini-sesta, não despresando óbviamente o que esteja a tocar. A grande chatisse quando estou nesse estado "zen" é levantar-me para virar o Lp pra não estar no fim do mesmo a célula a marterizar-se.


Então é esse o problema, passas o tempo a dormir e não te apercebes das diferenças.  lol! 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1482
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 48
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 11:33

António José da Silva escreveu:
Pierre escreveu:
Uma das caracteristicas que me impressiona é a dita ciência do vinil. Como é que um processo tão estranho e mesmo "jurássico" de uma agulha aos saltos e tremideiras nuns vales arenosos, reproduzem um som tão exepcional!!?

Por outro lado, lembrei-me agora de um inconveniente no meu caso pessoal. Após colocar um disco, sento-me no maple que por vezes deixo-me ao relax total e chego até fazer uma mini-sesta, não despresando óbviamente o que esteja a tocar. A grande chatisse quando estou nesse estado "zen" é levantar-me para virar o Lp pra não estar no fim do mesmo a célula a marterizar-se.


Então é esse o problema, passas o tempo a dormir e não te apercebes das diferenças.  lol! 

Já sabia que irias sair-te com uma dessas!  

  
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 22:03

António José da Silva escreveu:
Também pode ser num Lenco (100 euros) e com uma Shure 75 (50 euros). A tareia é idêntica.   

  
Holly shit, com €150 + 60 de cabos IC um tipo desgraça um leitor de SA-CD/DVD-Audio "kitado" como o Pio LX-50 que eu tenho. Sim, custou €150 na Worten e os updates chegaram aos €50.
Bom, andam "mano a mano" no preço, sem dúvida, mas o que eu já suspeitava é que o gira " Kolossus" (imagem abaixo) desgraçava o Clearaudio Innovation Compact com uma Performer V2...  
  

Inté
 smedley
 lol! 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 22:07

PALUSE escreveu:
o gira " Kolossus"


Se confirmares que esse Kolossus da imagem é um Phillips, então tenho que dizer que ouvi muitos anos (desde os meus 4) musica numa coisa dessas que os meus pais tinham lá em casa.   

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 22:43

ricardo onga-ku escreveu:
Qual era a fonte digital nessas duas audições comparativas?

É que, como costumo frisar, o preço e a griffe (palavra que o Holbein e o meu avô utilizam para designar marca de luxo) não são indicativos de um bom desempenho.
Digital não é só 00s e 11s…há que ter em conta a qualidade do andar de saída, o grounding, a fonte de alimentação, etc., como aliás tem demostrado o PALUSE com as suas modificações/optimizações.
E, sim, até os melhores equipamentos podem ser melhorados.

 Orquestra 
Caro Ricardo, eu tenho andando tentado a pedir uma audição de uma dac externo artilhado com os Wolfson  WM8740. É um DAC que só recebe PCM de forma nativa.

O sucessor hierárquico, já conta com uma interface DSD  e um arranjo interno "mirabolante".

Bom o que está a jeito é o Dac Magic + da Cambridge, mas com aqueles opamps e os condensadores de filtragem "Made in China", o que é que se podia esperar?

Os "reviews" criticam o tom demasiado aberto e consequentemente "cansativo". Maldito digital.
  
O problema é que um tipo "esbardalha" €500 e depois tem que "espatifar" mais €70 para fazer o trabalho de casa na peça. Depois "BANG"; aquela mer*a até que toca bem.
Só quando chegarem à Worten a €150 ou menos...
Note-se que eu tenho consciência das limitações da fonte de alimentação daquele projeto e para variar a possibilidade de um oscilador de melhor precisão não seria de descartar...
 smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 22:48

Eu diria antes, maldito (andar) analógico. What a Face 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 23:15

Orquestra 

PALUSE@AJS: Sim é um Philips com tracção por "roda de borracha". Tem um "Wow" desprezivel (no mau sentido, porque tem que se desprezar) e um "trémulo" inesquecível.
Tem 16 rpm, 33,(3)rpm, 45rpm e 78rpm. Completamente automático, suportava até 7 discos empilhados com ajuste automático de VTA. Cabeça "cerâmica" - RIAA para quê??
Agulha para modulação lateral (16, 33,(3) e 45rpm e outra agulha para modulação vertical 78rpm.
Amplificação em classe C e coluna de uma via; a chamada "ou-via-se" muito mal.
  

PALUSE@RICARDO:
... e não só. As linhas de alimentação digital também beneficiam o som se forem filtradas e estabilizadas de forma a desempenharem melhor.
O oscilador também manda e bem...embora os DACs recente sejam brutalmente imunes ao "jitter"
Por o que conheço de um DAC Wolfson modesto que acompanha o Sony BDP-780, dá para ter vontade de ouvir os irmãos mais velhos da família.
Sem esquecer o ESS Sabre e o Crystal CS4398, que parece que são executantes exímios.
A Texas Instruments/Burr Brown é que devem estar a cozinhar algo novo para lançar em breve. Juntando as melhorias do bloco digital e as do bloco "analógico" do chip, (esperemos algo acima do desempenho do opa1611) existe sempre a possibilidade de virem "partir a loiça toda" dentro em breve, espero eu...
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Seg Mar 17 2014, 23:52

Chegaste a ouvir este maluco sobre o novo D/AC da PS Audio?

Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Ter Mar 18 2014, 01:10

Orquestra 
Caro Ricardo, o "rapaz" está a vender o peixe dele, como toda  agente faz.
Nesta questão eu estou de acordo, DSD512 é uma "possivel" estupidez, mas DSD256 é uma realidade nos sistemas Pyramix, pelos menos a possibilidade de se trabalhar com essas velocidades de dados. Não conheço qual o rack com ADCs a funcionar em DSD256. Por o que li de quem supostamente já ouviu DSD256, faz diferença pela positiva do DSD128. A verdade é que exige muito trabalho de grande nível técnico para fazer a diferença e isso custa dinheiro.
Sobre o jitter ele é "macaco", porque aplica uma rede de "filtros passa-banda" muito estreito e dessa forma limpa o "relógio" de forma eficiente. O que o tipo está a propor é converter tudo em DSD128 e passar a "analógico". Essa tanga já os amplificadores digitais fazem há uma década e as colunas é que são o filtro passa-baixo só que tem amostragens mais baixas, senão os custo dos transístores de potencia ficam muito mais caros.
O segredo mantém-se: Grandes fontes de alimentação, muito bons osciladores, muito bons DACs e muito bons estágios analógicos.
Sinceramente duvido que o tipo bata os grandes DACs "chips" da empresas da especialidade. Se os instalarem com a mesma qualidade de alimentação, estágios de saída e osciladores, o rapazinho é capaz de ficar apeado.Para chatear ainda usa transformadores da Jensen na saída e isso ajuda como a malta sabe...
Se eu retirar o sinal DSD de cada canal do leitor, colocar um opamp rápido com uma malha de filtragem em "feedback", suspeito que vai-se ter na saída o bom do sinal analógico, mas sem a acrobacia de "upsampling" que o chip de DAC faz para formatar a ruideira a níveis ultrassónicos. O processo é fractaliano...
Se bem me lembro, a frequência de amostragem para modular um sinal analógico áudio em monobit na forma mais simples, ascendia a 3Ghz, se não me falha a memória.
Tal amostragem é ridícula e por isso é que se faz toda a ginástica dentro dos circuitos para "enviar" o ruído para uma banda confortável.
Agora só falta ouvir o "calhau" que o tipo quer vender.
Eu estou por tudo o que é evolução, até nos leitores de vinil a LASER.
 farao
Voltar ao Topo Ir em baixo
ribeiro3955
Membro AAP


Mensagens : 63
Data de inscrição : 16/02/2014

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Ter Mar 18 2014, 12:20

boas, deixem-me colocar alguma entropia.

1) grande partes dos discos vinil que possuem resultam de digital, PCM ou DSD e quando os ouço agradam-me, percebo a ligação entre músicos, as emoções de quem toca etc, etc. Resultado, o digital é bom e não tenho dúvida que o é.

2) Até a versão menos abonatória do digital o será. Estou me a referir aos 44.1k

3) o problema está (opinião minha) em alguns aspetos difíceis de resolver na reprodução: jitter onde o impacto vai sendo menor à medida que se utilizam frequências de amostragem superiores e erros de leitura impossíveis de resolver porque o sistemas funcionam em contínuo.

4) gravações extremamente manipulados por pessoas da produção, sobretudo na passagem de frequências de amostragem na ordem dos 48khz para os 44.1k o que implica uma nova amostragem com interpolações.

5) eletrónica menos adequada como abuso de opamp e funções críticas como a conversão I/V . os dac modernos também fazem uma série de operações sobre o sinal PCM porque eles são nativos DSD. OS dac R2R como o PCM1704 são muito caros mas são os melhores para PCM.

Sugestão que me parece ser o futuro da coisa
1) ripar os cds em pc
2) utilizar um PC para reproduzir . eu estou a usar um raspberry com imagem raspyfi. depois com um tablet ou outra coisa parecida para controlar do sofá as operações.
3) converter USB para i2S --> parte do segredo reside aqui a conversão não necessita ser em contínuo e diz-se que é assíncrona. (existem vários eu usei JLsounds da bulgária)

um dac porreiro e voilá -> a audição digital de música ficam bem melhor e mais barata.

Abraços
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Ter Mar 18 2014, 22:54

ribeiro3955 escreveu:
quando os ouço agradam-me, percebo a ligação entre músicos, as emoções de quem toca etc, etc.

Ora aqui está algo que está muito para além da minha capacidade de percepção, ou mesmo de compreensão... scratch 

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 00:11

Orquestra 
Eu continuo a afirmar que não vale a pena chatearem-se com o assunto "Digi-Ana". São como um casal rabugento, mas não passam um sem o outro.
A malta tem que se lembrar que há sistemas de giras-vinil a tocar muito bem mesmo e há "digitálios" a tocar muito mal.
Eu responsabilizo o marketing do digital pelo problema. Apesar da tecnologia digital ter perto de 50 anos e a "analógica" ter perto de 140 anos, existe muito mais horas de desenvolvimento no "analógico" e sabe-se que a coisa tem que estar ao "milimetro" para tocar bem e tem custos inerentes a essas exigências.
No digital veio o marketing a apergoar que aquilo não tinha espigas, pois a distorção e a resposta em frequência eram do melhor e até são, a linearidade e THD tem de facto bons valores.
Como tinham o desempenho técnico garantido por pouco dinheiro, os fabricantes e os produtores de música desprezaram o "som", porque o digital aguentava toda a porcaria que era feita em registo; a distorção é baixa ao máximo de entrada e a resposta é linear até aos 20Khz. Para os descuidos temos os limiters e toca a pôr agudos nesta treta, que é o que a malta gosta. Note-se que a tenra idade dos sistemas digitais de estúdio também não ajudavam e um bom transfer para CD feito nos dias de hoje comparado com o da década de 80 tem diferenças mais que óbvias.
O que importa é que ambos os suportes melhoram com a idade e nunca vão-se dissociar. Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...
Façam como eu, ouçam um formato de cada vez...
Quando ouvem um CDzito ou um DSDzito lavem uns LPs na Knosti e ponham-os a secar.
Há problemas mais importantes para gastar neurónios.
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 05:08

PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 804
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 07:41

It's not only the blame of the digital playback gear which causes frustration with digital but also the quality of the music files. A few days ago I purchased the new Pat Metheny "Kin" as 96/24 "Studio Master" file from Quobuz and while it not sounding bad of course, the sound quality is not as immediate, natural and dynamic as what I would expect from a "Studio Master". I suspect this album is a little overproduced and wonder if the LP would have been better in any regard.
Heard then some tracks from "Keith Jarrett at the Blue Note" (CD-rip) and this recording is not far from the illusion of being "there".
Voltar ao Topo Ir em baixo
ribeiro3955
Membro AAP


Mensagens : 63
Data de inscrição : 16/02/2014

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 09:04

Sobre as emoções que a música transporta: depende da sensibilidade de cada um …, mas seguramente todos notam as diferenças entre a música tocada ao vivo e a reproduzida em casa. Poderia continuar mas julgo que seria maçador.
Sou um fervoroso ouvinte de vinil, e tal como referi anteriormente, parte dos meus discos foram DIGITAIS "numa vida anterior" (provavelmente gravados de digital de alta definição) e não é por isso que deixam de fazer o seu papel (música de boa qualidade).
Sobre as afinações do vinil, lamento desapontar algumas almas mas apenas as fiz (no passado) quando montei a coisa e de vez em quando confirmo o peso (tenho crianças pequenas em casa) e garanto que no meu sistema nunca tive a “maluqueira” de alinhar rigorosissimamente e sistematicamente a agulha. Sublinho, para mim, que este problema não passa de um mito.
Abraços
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 804
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 09:40

ribeiro3955 escreveu:

3) converter USB para i2S --> parte do segredo reside aqui a conversão não necessita ser em contínuo e diz-se  que é assíncrona. (existem vários eu usei JLsounds da bulgária)

um dac porreiro e voilá -> a audição digital de música ficam bem melhor e mais barata.

Abraços

Thanks for mentioning JLSounds, I did not know them before.
They offer interesting products:

- I2SoverUSB with AK4396 board
can playback DSD and PCM audio data, as Fs from 44.1 kHz to 192kHz and DSD64 according to its’ datasheet; Proprietary solution for 352.8 kHz, 384 kHz and DSD128 -> 120 €! Add a power supply (20 €), a case, plugs and some accessories and a DIY DAC for all formats under 200 € is possible.

Do this DAC need an additional output buffer stage?

Voltar ao Topo Ir em baixo
PAINTER
Membro AAP


Mensagens : 972
Data de inscrição : 06/10/2012

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 09:41

mannitheear escreveu:
It's not only the blame of the digital playback gear which causes frustration with digital but also the quality of the music files. A few days ago I purchased the new Pat Metheny "Kin" as 96/24 "Studio Master" file from Quobuz and while it not sounding bad of course, the sound quality is not as immediate, natural and dynamic as what I would expect from a "Studio Master". I suspect this album is a little overproduced and wonder if the LP would have been better in any regard.
Heard then some tracks from "Keith Jarrett at the Blue Note" (CD-rip) and this recording is not far from the illusion of being "there".

Para meu gosto, os cds do Pat Metheny soam melhor que os vinis... já ouviu o UPOJENIE (Pat Metheny & Anna Maria Jopek)?
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qua Mar 19 2014, 22:47

mannitheear escreveu:
ribeiro3955 escreveu:

3) converter USB para i2S --> parte do segredo reside aqui a conversão não necessita ser em contínuo e diz-se  que é assíncrona. (existem vários eu usei JLsounds da bulgária)

um dac porreiro e voilá -> a audição digital de música ficam bem melhor e mais barata.

Abraços

Thanks for mentioning JLSounds, I did not know them before.
They offer interesting products:

- I2SoverUSB with AK4396 board
can playback DSD and PCM audio data, as Fs from 44.1 kHz to 192kHz and DSD64 according to its’ datasheet; Proprietary solution for 352.8 kHz, 384 kHz and DSD128 -> 120 €! Add a power supply (20 €), a case, plugs and some accessories and a DIY DAC for all formats under 200 € is possible.

Do this DAC need an additional output buffer stage?


 Orquestra 
Agree, but the AK4396 it's 10 yers old. A newer DAC is more advisable, dont you agree?
Have you ever listen the Oppo BDP-105 with the stereo board populated with power regulation, DACs and output stage?
 elephant
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 08:53

PALUSE escreveu:
mannitheear escreveu:
ribeiro3955 escreveu:

3) converter USB para i2S --> parte do segredo reside aqui a conversão não necessita ser em contínuo e diz-se  que é assíncrona. (existem vários eu usei JLsounds da bulgária)

um dac porreiro e voilá -> a audição digital de música ficam bem melhor e mais barata.

Abraços

Thanks for mentioning JLSounds, I did not know them before.
They offer interesting products:

- I2SoverUSB with AK4396 board
can playback DSD and PCM audio data, as Fs from 44.1 kHz to 192kHz and DSD64 according to its’ datasheet; Proprietary solution for 352.8 kHz, 384 kHz and DSD128 -> 120 €! Add a power supply (20 €), a case, plugs and some accessories and a DIY DAC for all formats under 200 € is possible.

Do this DAC need an additional output buffer stage?


 Orquestra 
Agree, but the AK4396 it's 10 yers old. A newer DAC is more advisable, dont you agree?
Have you ever listen the Oppo BDP-105 with the stereo board populated with power regulation, DACs and output stage?
 elephant

Why do you think that a new D/AC (chip) more advisable/performs better?  scratch 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ribeiro3955
Membro AAP


Mensagens : 63
Data de inscrição : 16/02/2014

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 08:55

A placa JLsounds AK4396 possui uns OP amp na saída, não deverá precisar de buffer.
Sublinho a questão anterior!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 16:14

mannitheear escreveu:

Why do you think that a new D/AC (chip) more advisable/performs better?  scratch 

  
IMHO it's a natural step in evolution. But of course, further revisions can keep the product up to the competition. The Wolfson WM8740 its 14 years old and it still "sings" at the production line of new equipments.
 study
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4428
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 21:33

António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho, foi gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 21:35

ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.







Esse é só um dos milhares que colocam praticamente tudo o que foi feito na era digital no bolso das calças.  smedley 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4428
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 21:39

António José da Silva escreveu:
ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.







Esse é só um dos milhares que colocam praticamente tudo o que foi feito na era digital no bolso das calças.  smedley 

Pois é, e a versão em digital nem lhe chega aos calcanhares.

  
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 22:50

ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho, foi gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.


Tens aqui informação técnica sobre a gravação:

http://www.audioanalogicodeportugal.net/t4292-jazz-at-the-pawnshop-em-ingles
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Qui Mar 20 2014, 23:03

ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho, foi gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.


  
Epá, essa edição não conheço.

Só esta com 2 SACD...

...transferida para DSD com a igualização Nagra e não a CCIR, como parece que aconteceu com as transfers anteriores, ou seria só um erro no texto?
 smedley 
 
P.S. Ainda voltando um pouco ao tema, descobri algo nas notas da última edição desta saga que tem 3 SACD e 1 DVD...

... é interessante ler o último parágrafo da página 4.
Eu não tenho esta edição, chega-me a dos dois SACD  

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 06:15

Quem diria que algo gravado com meios aparentemente ultrapassados,   tenha um som que enche a alma.
Raramente oiço este disco que está sem duvida bem gravado/produzido/misturado, apesar de preferir ainda mais as velhas gravações de Miles (entre muitos outros) do fim dos anos 50 e depois 60/70, com material ainda mais ultrapassado.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 10:19

António José da Silva escreveu:
Quem diria que algo gravado com meios aparentemente ultrapassados,   tenha um som que enche a alma.
Raramente oiço este disco que está sem duvida bem gravado/produzido/misturado, apesar de preferir ainda mais as velhas gravações de Miles (entre muitos outros) do fim dos anos 50 e depois 60/70, com material ainda mais ultrapassado.  

Mas será o som aquilo que nos enche a alma, ou a música e a forma como esta é interpretada? Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 10:55

ricardo onga-ku escreveu:


Mas será o som aquilo que nos enche a alma, ou a música e a forma como esta é interpretada? Cool

É obviamente a musica e a forma como é interpretada, especialmente quando o som ajuda a encher a alma.   Se assim não fosse, a todos bastava um qualquer meio rudimentar para ouvir a musica.





 smedley 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 14:02

Orquestra 
Para vos ser sincero, não é um projeto que me cative, tanto a nível musical como técnico.
  
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 14:24

PALUSE escreveu:
Orquestra 
Para vos ser sincero, não é um projeto que me cative, tanto a nível musical como técnico.
  

Como dizem os ingleses, "great minds think alike"  farao 
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 14:50

ricardo onga-ku escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra 
Para vos ser sincero, não é um projeto que me cative, tanto a nível musical como técnico.
  

Como dizem os ingleses, "great minds think alike"  farao 

 scratch 
If my mind was "great" i wasn't unemployed today...
 ontopic
 afro 
 smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 15:01

PALUSE escreveu:

If my mind was "great" i wasn't unemployed today...
 ontopic
 afro 
 smedley


Isso não quer dizer grande coisa. Os do (des)governo de Portugal estão empregados, e olha que muitos são tudo menos mentes brilhantes.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4428
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 23:05

PALUSE escreveu:
ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho, foi gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.


  
Epá, essa edição não conheço.
:

Não conheces, é pena não sabes o que perdes.
  
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 21 2014, 23:14

ducar escreveu:
PALUSE escreveu:
ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho, foi gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.


  
Epá, essa edição não conheço.
:

Não conheces, é pena não sabes o que perdes.
  

 Orquestra 
Essa edição tem 2 LPs não é?
Até me admiro que após tantas reedições desta sessão, não o tenham feito em vinil, também.
Para competir amigavelmente existe também a edição do Clark Terry no Village Gate, só que em CD Chesky e possivelmente HD-Track e SACD; tem Jazz mais ao meu gosto.

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 804
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 22 2014, 10:22

PALUSE escreveu:

Have you ever listen the Oppo BDP-105 with the stereo board populated with power regulation, DACs and output stage?
 elephant

Oppo 105 is on my shortlist of devices to be evaluated. It could replace 4 (!) devices here (SACD-Player, Bluray-Player, DAC and the 5.1 Receiver).

Power regulation is well adressed on my current "commercial" DAC, too:
(Picture property of friends-of-audio.de)


But the other, much more simple DAC plays well, either. Sometimes I think even better...
(Picture property of hifidiy.net)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4428
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 22 2014, 16:05

PALUSE escreveu:
ducar escreveu:
PALUSE escreveu:
ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
PALUSE escreveu:
Orquestra  Vocês acham que se faziam registos analógicos com a qualidade do "Give it up to love" do Mighty Sam McClain  na década de 70? "Fiem-se na Virgem"...


Até acho que se fez muito, e bem melhor.

Claro queres um bom exemplo este que aqui tenho, foi gravado nos anos 70 com dois Nagras analógicos.


  
Epá, essa edição não conheço.
:

Não conheces, é pena não sabes o que perdes.
  

 Orquestra 
Essa edição tem 2 LPs não é?
Até me admiro que após tantas reedições desta sessão, não o tenham feito em vinil, também.
Para competir amigavelmente existe também a edição do Clark Terry no Village Gate, só que em CD Chesky e possivelmente HD-Track e SACD; tem Jazz mais ao meu gosto.

 

Não é apenas um LP gravado pela Propius.


Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sex Mar 28 2014, 15:40

mannitheear escreveu:
António José da Silva escreveu:
Talvez algum problema com o teu front end analógico.   

Maybe...?
I know this issue well as I had any possible analogue frontend problem the last 30 years!
Only lately I detected a loose bearing in the tonearm... Now everything is fixed and analog sounds (again) better than digital.

I still cannot explain why even microlevel information like ambient sound, microdynamics and quiet sounds like ppp played stings are more "present" with analogue than with digital (even with 96/24 files) while the plain technical data of vinyl playback is so much worse. 

  
Analisando o referido acima, talvez os sistemas digitais mal amados tenham os rolamentos do motor que assistem o disco ótico, gripados  e as "calhas" do grupo ótico do laser com folga acima das tolerâncias.
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 804
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 09:00

PALUSE escreveu:

  
Analisando o referido acima, talvez os sistemas digitais mal amados tenham os rolamentos do motor que assistem o disco ótico, gripados  e as "calhas" do grupo ótico do laser com folga acima das tolerâncias.
 

  

No, my best sounding digital chain is: Macbook with Audirvana -> optical out -> Mini Olympic DAC 1543 -> Preamp

Better than North Star Essensio via USB.

Feeding the DACs from Coaxial out of a CD-Player is worse.

Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 11:59

mannitheear escreveu:
PALUSE escreveu:

  
Analisando o referido acima, talvez os sistemas digitais mal amados tenham os rolamentos do motor que assistem o disco ótico, gripados  e as "calhas" do grupo ótico do laser com folga acima das tolerâncias.
 

  

No, my best sounding digital chain is: Macbook with Audirvana -> optical out -> Mini Olympic DAC 1543 -> Preamp

Better than North Star Essensio via USB.

Feeding the DACs from Coaxial out of a CD-Player is worse.


  
A TDA1543 DAC? Holly shit!
There is some madness about the TDA1543 chip...

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 12:29

I had a NOS D/AC with the TDA1543…from the datasheet:

The TDA1543 is a monolithic integrated dual 16-bit digital-to-analog converter (DAC) designed as an economy version for use in hi-fi digital audio equipment such as Compact Disc players, digital tape or cassette recorders, digital sound in TV sets and in digital amplifiers.

http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-pdf/view/19214/PHILIPS/TDA1543.html

I don't think it's being used for it's performance but probably due it's easy implementation(?) and of it's lower price and availability.

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 15:58

ricardo onga-ku escreveu:
I had a NOS D/AC with the TDA1543…from the datasheet:

The TDA1543 is a monolithic integrated dual 16-bit digital-to-analog converter (DAC) designed as an economy version for use in hi-fi digital audio equipment such as Compact Disc players, digital tape or cassette recorders, digital sound in TV sets and in digital amplifiers.

http://pdf1.alldatasheet.com/datasheet-pdf/view/19214/PHILIPS/TDA1543.html

I don't think it's being used for it's performance but probably due it's easy implementation(?) and of it's lower price and availability.

R

 Orquestra 
Se implementassem um Wolfson, um Crystal ou mesmo o ESS Sabre  em vez de 8 TDA1543, com as alimentações dos sectores digital e analógico devidamente estabilizadas e filtradas, na placa apresentada acima, então eu acho que o desempenho deveria ser mais estimulante...
 smedley 
... aproveito para opinar que os opamps do projecto, os OPA2604 podem ser substituídos por algo mais... tu sabes "Ambrósio".
 

Sim "Condensa", já tomei as providencias...mas temos que nos acautelar com as voltagens de offset nas entradas e na saída!
 smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
PALUSE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1384
Data de inscrição : 07/11/2010
Idade : 52
Localização : Vale da Amendoeira.

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 16:38

 
Apresento para avaliação, a proposta para mudar o nome do tópico:

O ratos do analógico...

e do digital.

 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 16:40

PALUSE escreveu:
 
Apresento para avaliação, a proposta para mudar o nome do tópico:

O ratos do analógico...

e do digital.

 


Nem tem comparação.  lol! 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 804
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 20:01

The 1543 DAC and the Essensio (Burr-Brown PCM1795) sound very similar. The 1543 has lower output and needs the aid of a preamp. The Essensio is dead quiet while the 1543 has a little noise when volume is turned fully up. But this noise is inaudible under listening condition, even at very loud levels.
But the Essensio has a certain hardness on some recordings in the midrange which the 1543 has not. I have even the impression that the 1543 shows more micro-details, which is hard to believe.
As power supply I use a NiMH battery (for model racing cars) with the 1543. It hasn't even a case yet...  
What puzzles me:
- the DAC of the Essensio is superior (technical)
- the Essensio has asynchronous USB input which should be better than Toslink
- the Essensio has 32 bit
- the Essensio does upsampling to 192/32
It should sound lightyears better - but it doesn't. This does not mean, that the Essensio sounds bad, far from that! As I said yet, they sound quite similar.
 

And I'm not dogmatic! I would really like to have a DAC which sounds better than analog. It's simply more convenient... 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 20:08

mannitheear escreveu:
It's simply more convenient... 


More convenient???????????    (I think you could see this coming)  lol! 


Apart from the superior sound quality of the analogue playback gear, a little walk every 20 min. is very healthy. This is what I call "convenient".  

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 804
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 20:46

António José da Silva escreveu:
mannitheear escreveu:
It's simply more convenient... 


More convenient???????????    (I think you could see this coming)  lol! 


Apart from the superior sound quality of the analogue playback gear, a little walk every 20 min. is very healthy. This is what I call "convenient".  

That was a check if you are awake and alert. 
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 20:51

mannitheear escreveu:


That was a check if you are awake and alert. 


Even when I'm in a deep deep sleep, as soon as digital gets praised by any of the AAP members, I wake up immediately and hit with full power.    I will not admit any kind of blasphemy in this forum.   


 

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Ratoeiras do "digital"   Sab Mar 29 2014, 21:33

mannitheear escreveu:
The 1543 DAC and the Essensio (Burr-Brown PCM1795) sound very similar. The 1543 has lower output and needs the aid of a preamp. The Essensio is dead quiet while the 1543 has a little noise when volume is turned fully up. But this noise is inaudible under listening condition, even at very loud levels.
But the Essensio has a certain hardness on some recordings in the midrange which the 1543 has not. I have even the impression that the 1543 shows more micro-details, which is hard to believe.
As power supply I use a NiMH battery (for model racing cars) with the 1543. It hasn't even a case yet...  
What puzzles me:
- the DAC of the Essensio is superior (technical)
- the Essensio has asynchronous USB input which should be better than Toslink
- the Essensio has 32 bit
- the Essensio does upsampling to 192/32
It should sound lightyears better - but it doesn't. This does not mean, that the Essensio sounds bad, far from that! As I said yet, they sound quite similar.
 

And I'm not dogmatic! I would really like to have a DAC which sounds better than analog. It's simply more convenient... 

The question is, why not use the TDA1541 instead?
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Ratoeiras do "digital"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Sistema wireless digital Line6 XDS95
» Pintura digital
» Considerações sobre Áudio Digital - Parte 2
» Ratoeiras do "digital"
» Mesas de gravação digitais

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Digital-
Ir para: