Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 De dentro para fora

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 14:35

Existem muitos álbuns onde a musica foi gravada "ao contrário" e só com a rotação invertida é que se ouvem as mensagem (algumas supostamente satânicas Laughing ), mas neste caso, a coisa pia mais fina e tem outra argumentação.

Penso tratar-se do primeiro álbum cortado de dentro para fora. Significa que a agulha é pousada na parte de dentro do LP e vai lendo normalmente até chegar a parte de fora, o inverso portanto aquilo que estamos acostumados. A explicação técnica é simples. Muitas obras (especialmente na clássica) vão aumentando de dinâmica, intensidade e complexidade desde o inicio ate ao fim da obra. Sendo assim, e sabendo nós a dificuldade do corte do LP, tem alguma lógica que esta técnica seja empregue.
Esta técnica de corte inverso, foi desenvolvida e está a ser posta em prática nos álbuns da editora alemã TACET.

http://www.tacet.de/main/seite1.php?language=en&filename=welcome.php&layout=willkommen


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 14:50

Também gostaria de salientar de que as edições da TACET, são totalmente produzidos no domínio analógico e a válvulas, desde a captação passando pela amplificação.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 14:56

Quem quiser o álbum que ao que tudo indica, está magistralmente gravado e prensado, está aqui.

http://www.jpc.de/jpcng/classic/detail/-/art/Maurice-Ravel-1875-1937-Orchesterwerke/hnum/3288181

Tratando-se de um álbum totalmente analógico, de gravação cuidada e audiófilo, e gravado totalmente a válvulas, nem se pode dizer que tem um preço abusado.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 14:57

António José da Silva escreveu:
Existem muitos álbuns onde a musica foi gravada "ao contrário" e só com a rotação invertida é que se ouvem as mensagem (algumas supostamente satânicas Laughing ), mas neste caso, a coisa pia mais fina e tem outra argumentação.
Mito, da tanga

António José da Silva escreveu:
Penso tratar-se do primeiro álbum cortado de dentro para fora. Significa que a agulha é pousada na parte de dentro do LP e vai lendo normalmente até chegar a parte de fora, o inverso portanto aquilo que estamos acostumados. A explicação técnica é simples. Muitas obras (especialmente na clássica) vão aumentando de dinâmica, intensidade e complexidade desde o inicio ate ao fim da obra. Sendo assim, e sabendo nós a dificuldade do corte do LP, tem alguma lógica que esta técnica seja empregue.
Esta técnica de corte inverso, foi desenvolvida e está a ser posta em prática nos álbuns da editora alemã TACET.

http://www.tacet.de/main/seite1.php?language=en&filename=welcome.php&layout=willkommen

Ispilica aí cfáshfavôre, a correlação entre as espiras (mais apertadas, ou mais largas) e a intensidade da musica (clássica, neste caso), que isso interessa-me saber.

Thanks
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:06

Tens aqui alguma explicação sobre o assunto.


http://www.emusician.com/techniques/0768/mastering-vinyl/134677

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:09

António José da Silva escreveu:
Tens aqui alguma explicação sobre o assunto.


http://www.emusician.com/techniques/0768/mastering-vinyl/134677
Porra, podias dar uma explicaçãozinha, que para googlear, também eu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:16

Fran escreveu:
António José da Silva escreveu:
Tens aqui alguma explicação sobre o assunto.


http://www.emusician.com/techniques/0768/mastering-vinyl/134677
Porra, podias dar uma explicaçãozinha, que para googlear, também eu.


Puxa um pouco por ti que tens bom cabedal. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15227
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:17

Consta que as editoras mais responsáveis colocavam no inicio dos LPs as musicas com mais dinamica e as outras eram gravadas a seguir., e nesta lógica a gravação "reversa" faz sentido.
Sabendo tambem que essa técnica está a ser utilizada com musica erudita orquestral ainda faz mais sentido e terá sido a descoberta da forma de "colocar o ovo de pé" aplicada à gravação de vinil.
O que me leva a pensar que um dia destes teremos as reedições de alguns singles em formato LP.

Mas eu pergunto :
E como é que fica o antiskating ?
Não terá implicações ?

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:21

Milton escreveu:
Consta que as editoras mais responsáveis colocavam no inicio dos LPs as musicas com mais dinamica e as outras eram gravadas a seguir., e nesta lógica a gravação "reversa" faz sentido.
Sabendo tambem que essa técnica está a ser utilizada com musica erudita orquestral ainda faz mais sentido e terá sido a descoberta da forma de "colocar o ovo de pé" aplicada à gravação de vinil.
O que me leva a pensar que um dia destes teremos as reedições de alguns singles em formato LP.

Mas eu pergunto :
E como é que fica o antiskating ?
Não terá implicações ?


Em principio será idêntico. A modulação e a rotação são as mesmas e a força será no mesmo sentido.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:41

Na volta, mesmo não sendo apaixonado por musica clássica, sou capas de vir a adquirir este álbum, só pela graça de ver uma coisa assim lol! e ouvir uma gravação tão elogiada pela qualidade de som, e totalmente analógico/valvulado. Inclusivamente, até o RtR é a válvulas. Em todo o processo, não existe um único transístor.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
scalawag
Membro AAP
avatar

Mensagens : 219
Data de inscrição : 04/04/2012
Idade : 43
Localização : Olhão

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 15:57

Tenho um disco de 1997 assim.
Penso que tenha sido feito com a intenção de ser diferente e não por causa da qualidade do som.
O disco toca bem sem mexer no antiskating.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 16:03

scalawag escreveu:
Tenho um disco de 1997 assim.
Penso que tenha sido feito com a intenção de ser diferente e não por causa da qualidade do som.
O disco toca bem sem mexer no antiskating.

Neste caso é mesmo para aproveitar e poder dar mais largura aos grooves onde mais necessita.
Já agora, podias dizer qual o álbum?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
reirato
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3029
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 73
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

MensagemAssunto: Ou de fora para dento ...   Seg Fev 04 2013, 17:03

António José da Silva escreveu:
Quem quiser o álbum que ao que tudo indica, está magistralmente gravado e prensado, está aqui.

http://www.jpc.de/jpcng/classic/detail/-/art/Maurice-Ravel-1875-1937-Orchesterwerke/hnum/3288181

Tratando-se de um álbum totalmente analógico, de gravação cuidada e audiófilo, e gravado totalmente a válvulas, nem se pode dizer que tem um preço abusado.

Pois nessa polémica não me meto... ainda por cima não entro no alemão ... e os sites de tradução são um verdadeira quebra-cabeças, lá dizem os italianos, traduttore ... traditore!? e com a sua razão!

Mas veio-me à cabeça recordar que existem gravações em vinilo, quiçá ainda em 78 rpm, dessa sublime Valsa, que o Mestre compôs e seguindo os cânones modernistas da época, desconstrói e pedaço a pedaço ( compasso ) reconstrói, para culminar num turbilhão arrasador!

Essas gravações devem ser-nos especialmente queridas, por que são dirigidas pelo nosso querido Maestro Pedro de Freitas Branco, quando na fase da sua carreira, que foi internacional e de grande relevo, conviveu intìmamente com o Mestre RAVEL e lhe foi um dos divulgadores em repetidos eaclamados concertos por essa Europa fora!

Ravel, sempre explìcitamente, dizia de Freitas Branco ser o intérprete que executava a Música que escrevia da maneira em que ele a tinha pensado!... Aquelas, as que saiam da batuta de Freitas Branco, eram as suas obras!

Pena, pena que o Mestre tenha desaparecido quando ainda teria muito para dar e de forma tão trágica...

Pena, pena que o Maestro, ao sacrificar-se pelo País que as tantas já o esqueceu, tivesse trocado uma carreira internacional que já não era promissora mas sim uma presença incontornável no Mundo musical daqueles anos 30/40, e se tivesse vindo enterrar aqui, para fundar uma orquestra (Emissora Nacional ) que atingiu grande nível e éxitos mas que hoje está reduzida a farrapos...
Onde os maestros acabam na cadeia por mais de cinco anos, por regerem não com a batuta... mas com os cartões de crédito para lingerie e jantares...

Pobres ... de nós todos!!!


Última edição por reirato em Seg Fev 04 2013, 18:16, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://arato.rocha@gmail.com
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:13

reirato escreveu:
... Essas gravações devem ser-nos especialmente queridas, por que são dirigidas pelo nosso querido Maestro Pedro de Freitas Branco, quando na fase da sua carreira, que foi internacional e de grande relevo, conviveu intìmamente com o Mestre RAVEL e lhe foi um dos divulgadores em repetidos eaclamados concertos por essa Europa fora!

Ravel, sempre explìcitamente, dizia de Freitas Branco ser o intérprete que executava a Música que escrevia da maneira em que ele a tinha pensado!... Aquelas, as que saiam da batuta de Freitas Branco, eram as suas obras!

Pena, pena que o Mestre tenha desaparecido quando ainda teria muito para dar e de forma tão trágica...

Pena, pena que o Maestro, ao sacrificar-se pelo País que as tantas já o esqueceu, tivesse trocado uma carreira internacional que já não era promissora mas sim uma presença incontornável no Mundo musical daqueles anos 30/40, e se tivesse vindo enterrar aqui, para fundar uma orquestra (Emissora Nacional ) que atingiu grande nível e éxitos mas que hoje está reduzida a farrapos ...


Bolero-La Valse, Orchestre du Théâtre des Champs Elysées direct by Pedro de Freitas Branco (1954), 10'' 33rpm German press Telefunken TW 30104
Thanks Reirato
Não fazia ideia disso, e precisava mesmo dessa informação, tendo em conta o disco da foto ... é que procurei e mais procurei, mas cá está, era tudo em alemão.

Nada como os "mais velhos" para nos ensinarem.

Muitíssimo obrigado , do fundo do coração (já ganhei o dia Wink )
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:17

reirato escreveu:
António José da Silva escreveu:
Quem quiser o álbum que ao que tudo indica, está magistralmente gravado e prensado, está aqui.

http://www.jpc.de/jpcng/classic/detail/-/art/Maurice-Ravel-1875-1937-Orchesterwerke/hnum/3288181

Tratando-se de um álbum totalmente analógico, de gravação cuidada e audiófilo, e gravado totalmente a válvulas, nem se pode dizer que tem um preço abusado.

Pois nessa polémica não me meto... ainda por cima não entro no alemão ... e os sites de tradução são um verdadeira quebra-cabeças, lá dizem os italianos, traduttore ... traditore!? e com a sua razão!

Mas veio-me à cabeça recordar que existem gravações em vinilo, quiçá ainda em 78 rpm, dessa sublime Valsa, que o Mestre compôs e seguindo os cânones modernistas da época, desconstrói e pedaço a pedaço ( compasso ) reconstrói, para culminar num torbilhão arrasador!

Essas gravações devem ser-nos especialmente queridas, por que são dirigidas pelo nosso querido Maestro Pedro de Freitas Branco, quando na fase da sua carreira, que foi internacional e de grande relevo, conviveu intìmamente com o Mestre RAVEL e lhe foi um dos divulgadores em repetidos eaclamados concertos por essa Europa fora!

Ravel, sempre explìcitamente, dizia de Freitas Branco ser o intérprete que executava a Música que escrevia da maneira em que ele a tinha pensado!... Aquelas, as que saiam da batuta de Freitas Branco, eram as suas obras!

Pena, pena que o Mestre tenha desaparecido quando ainda teria muito para dar e de forma tão trágica...

Pena, pena que o Maestro, ao sacrificar-se pelo País que as tantas já o esqueceu, tivesse trocado uma carreira internacional que já não era promissora mas sim uma presença incontornável no Mundo musical daqueles anos 30/40, e se tivesse vindo enterrar aqui, para fundar uma orquestra (Emissora Nacional ) que atingiu grande nível e éxitos mas que hoje está reduzida a farrapos...
Onde os maestros acabam na cadeia por mais de cinco anos, por regerem não com a batuta... mas com os cartões de crédito para lingerie e jantares...

Pobres ... de nós todos!!!


Obrigado por este complemento instrutivo á (sei que o acento no "a" deveria de ser grave e não agudo, mas o teclado de sua majestade não o permite) obra em questao.
Segundo dizem as más línguas, esta interpretação e o som do álbum, estão muito bem conseguidas.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:19

António José da Silva escreveu:
reirato escreveu:
António José da Silva escreveu:
Quem quiser o álbum que ao que tudo indica, está magistralmente gravado e prensado, está aqui.

http://www.jpc.de/jpcng/classic/detail/-/art/Maurice-Ravel-1875-1937-Orchesterwerke/hnum/3288181

Tratando-se de um álbum totalmente analógico, de gravação cuidada e audiófilo, e gravado totalmente a válvulas, nem se pode dizer que tem um preço abusado.

Pois nessa polémica não me meto... ainda por cima não entro no alemão ... e os sites de tradução são um verdadeira quebra-cabeças, lá dizem os italianos, traduttore ... traditore!? e com a sua razão!

Mas veio-me à cabeça recordar que existem gravações em vinilo, quiçá ainda em 78 rpm, dessa sublime Valsa, que o Mestre compôs e seguindo os cânones modernistas da época, desconstrói e pedaço a pedaço ( compasso ) reconstrói, para culminar num torbilhão arrasador!

Essas gravações devem ser-nos especialmente queridas, por que são dirigidas pelo nosso querido Maestro Pedro de Freitas Branco, quando na fase da sua carreira, que foi internacional e de grande relevo, conviveu intìmamente com o Mestre RAVEL e lhe foi um dos divulgadores em repetidos eaclamados concertos por essa Europa fora!

Ravel, sempre explìcitamente, dizia de Freitas Branco ser o intérprete que executava a Música que escrevia da maneira em que ele a tinha pensado!... Aquelas, as que saiam da batuta de Freitas Branco, eram as suas obras!

Pena, pena que o Mestre tenha desaparecido quando ainda teria muito para dar e de forma tão trágica...

Pena, pena que o Maestro, ao sacrificar-se pelo País que as tantas já o esqueceu, tivesse trocado uma carreira internacional que já não era promissora mas sim uma presença incontornável no Mundo musical daqueles anos 30/40, e se tivesse vindo enterrar aqui, para fundar uma orquestra (Emissora Nacional ) que atingiu grande nível e éxitos mas que hoje está reduzida a farrapos...
Onde os maestros acabam na cadeia por mais de cinco anos, por regerem não com a batuta... mas com os cartões de crédito para lingerie e jantares...

Pobres ... de nós todos!!!


Obrigado por este complemento instrutivo á (sei que o acento no "a" deveria de ser grave e não agudo, mas o teclado de sua majestade não o permite) obra em questao.
Segundo dizem as más línguas, esta interpretação e o som do álbum, estão muito bem conseguidas.
E já não é nada mau teres um acento no teclado UK (deve ser o apóstrofo, mas pront(e)s).

Para 1954, a gravação está EXCELENTE!!!


PS : I'm not a bad tongue
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:23

António José da Silva escreveu:



Obrigado por este complemento instrutivo á (sei que o acento no "a" deveria de ser grave e não agudo, mas o teclado de sua majestade não o permite) obra em questao.
Segundo dizem as más línguas, esta interpretação e o som do álbum, estão muito bem conseguidas.


Mesmo num fórum tão mau e pouco instrutivo, consegues aqui e ali apanhar umas coisas boas. Nem tudo está perdido.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:40

António José da Silva escreveu:
... Mesmo num fórum tão mau e pouco instrutivo, consegues aqui e ali apanhar umas coisas boas. Nem tudo está perdido.
Quem é que disse que o forum é mau e pouco instrutivo?!

Tens assim em tão má-conta o forum?!
Sinceramente .................................. um pouco de respeito pelos demais foristas, sff.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:42

Fran escreveu:

Sinceramente .................................. um pouco de respeito pelos demais foristas, sff.


Se te puder excluir, diria que tens razão. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:43

António José da Silva escreveu:
Fran escreveu:

Sinceramente .................................. um pouco de respeito pelos demais foristas, sff.


Se te puder excluir, diria que tens razão. lol!
Podes excluir-me à vontade, ainda que eu penso não poderes banir-me.


PS : às vezes sáis-te com cada uma, que mais parecem duas
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:47

Fran escreveu:

... não poderes banir-me.





Isso nunca amigo Fran, e depois a quem é que eu e mais ?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 17:49

António José da Silva escreveu:
Fran escreveu:

... não poderes banir-me.
Isso nunca amigo Fran, e depois a quem é que eu e mais ?
Deixa-te de me$&as, e não "estragues" o teu próprio tópico
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 18:00

Então pronto, mais alguma informação para elevar o nível.

Como referido, pelo nosso colega, já existiam discos cortados de dentro para fora que se chamam Inside-Out-Cut. Segundo me informei, todas as máquinas de corte da Neumann tinham essa capacidade.
Neste caso, foi realmente com a intenção de aproveitar ao máximo as possibilidades dinâmicas do disco, e o master foi feito e tratado para tal.
Antigamente já se tinha pensado nesta solução, mas devido aos muitos semi e full automáticos, o conceito foi posto de parte.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
reirato
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3029
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 73
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 18:38

Naturalmente, desconhecia esta tecnologia mas tem uma certa razão de ser.

Efectivamente o disco em questão está a um preço aceitável.

Agora só lhe vejo um pequeno mas, quando por aqui já passaram, há pouco tempo, vozes que temiam ou a quem já lhes tinha acontecido a agulha passar-se nas espiras finais da zona de recolha do braço e ir aterrar no papel com resultados nefastos para as preciosas Lyras e Sumikos, com a zona de recolha do lado de fora os resultados poderiam ser de desastre!...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://arato.rocha@gmail.com
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 19:31

reirato escreveu:
Naturalmente, desconhecia esta tecnologia mas tem uma certa razão de ser.

Efectivamente o disco em questão está a um preço aceitável.

Agora só lhe vejo um pequeno mas, quando por aqui já passaram, há pouco tempo, vozes que temiam ou a quem já lhes tinha acontecido a agulha passar-se nas espiras finais da zona de recolha do braço e ir aterrar no papel com resultados nefastos para as preciosas Lyras e Sumikos, com a zona de recolha do lado de fora os resultados poderiam ser de desastre!...


É uma questão pertinente, mas decerto que a parte de fora do disco tem uma elevação considerável neste caso. Ainda não vi, mas decerto que não foi deixado ao acaso.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 19:38

António José da Silva escreveu:
reirato escreveu:
Naturalmente, desconhecia esta tecnologia mas tem uma certa razão de ser.

Efectivamente o disco em questão está a um preço aceitável.

Agora só lhe vejo um pequeno mas, quando por aqui já passaram, há pouco tempo, vozes que temiam ou a quem já lhes tinha acontecido a agulha passar-se nas espiras finais da zona de recolha do braço e ir aterrar no papel com resultados nefastos para as preciosas Lyras e Sumikos, com a zona de recolha do lado de fora os resultados poderiam ser de desastre!...


É uma questão pertinente, mas decerto que a parte de fora do disco tem uma elevação considerável neste caso. Ainda não vi, mas decerto que não foi deixado ao acaso.
E até pode não ter, deve ter é uma "dead wax" igual às dos vinis "normais", e ter as espiras de tal maneira, que nunca chega ao final da ultima.

Tenho uns 2 ou 3 vinis dos anos 50 (da Warner Bros.), em que o comportamento da agulha/braço no "dead wax", é completamente diferente de todos os outros, ou seja, a agulha/braço vai e vem, vai e vem, sempre no "dead wax" ... a ver se filmo e partilho para quem não conheça poder ver como é (eu não conhecia até ter comprado aqueles 2 ou 3 vinis da Warner Bros.).
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 19:40

Fran escreveu:
António José da Silva escreveu:
reirato escreveu:
Naturalmente, desconhecia esta tecnologia mas tem uma certa razão de ser.

Efectivamente o disco em questão está a um preço aceitável.

Agora só lhe vejo um pequeno mas, quando por aqui já passaram, há pouco tempo, vozes que temiam ou a quem já lhes tinha acontecido a agulha passar-se nas espiras finais da zona de recolha do braço e ir aterrar no papel com resultados nefastos para as preciosas Lyras e Sumikos, com a zona de recolha do lado de fora os resultados poderiam ser de desastre!...


É uma questão pertinente, mas decerto que a parte de fora do disco tem uma elevação considerável neste caso. Ainda não vi, mas decerto que não foi deixado ao acaso.
E até pode não ter, deve ter é uma "dead wax" igual às dos vinis "normais", e ter as espiras de tal maneira, que nunca chega ao final da ultima.

Tenho uns 2 ou 3 vinis dos anos 50 (da Warner Bros.), em que o comportamento da agulha/braço no "dead wax", é completamente diferente de todos os outros, ou seja, a agulha/braço vai e vem, vai e vem, sempre no "dead wax" ... a ver se filmo e partilho para quem não conheça poder ver como é (eu não conhecia até ter comprado aqueles 2 ou 3 vinis da Warner Bros.).

Não sei qual o método usado, mas tenho quase a certeza que as pessoas envolvidas pensaram nesse aspeto e trataram o assunto com cuidado para não virem a ser "chateados".

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Seg Fev 04 2013, 19:44

António José da Silva escreveu:
Fran escreveu:
António José da Silva escreveu:
reirato escreveu:
Naturalmente, desconhecia esta tecnologia mas tem uma certa razão de ser.

Efectivamente o disco em questão está a um preço aceitável.

Agora só lhe vejo um pequeno mas, quando por aqui já passaram, há pouco tempo, vozes que temiam ou a quem já lhes tinha acontecido a agulha passar-se nas espiras finais da zona de recolha do braço e ir aterrar no papel com resultados nefastos para as preciosas Lyras e Sumikos, com a zona de recolha do lado de fora os resultados poderiam ser de desastre!...


É uma questão pertinente, mas decerto que a parte de fora do disco tem uma elevação considerável neste caso. Ainda não vi, mas decerto que não foi deixado ao acaso.
E até pode não ter, deve ter é uma "dead wax" igual às dos vinis "normais", e ter as espiras de tal maneira, que nunca chega ao final da ultima.

Tenho uns 2 ou 3 vinis dos anos 50 (da Warner Bros.), em que o comportamento da agulha/braço no "dead wax", é completamente diferente de todos os outros, ou seja, a agulha/braço vai e vem, vai e vem, sempre no "dead wax" ... a ver se filmo e partilho para quem não conheça poder ver como é (eu não conhecia até ter comprado aqueles 2 ou 3 vinis da Warner Bros.).

Não sei qual o método usado, mas tenho quase a certeza que as pessoas envolvidas pensaram nesse aspeto e trataram o assunto com cuidado para não virem a ser "chateados".
Um dos discos, é o da Warner Bros., neste tópico (ía jurar que tinha referido esse facto do vai e vem, nesse post )

http://www.audioanalogicodeportugal.net/t3596-curiosidades-em-vinil?highlight=curiosidades
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Ter Fev 05 2013, 09:34

Para entendermos melhor o significado e as razões que levaram esta empresa a fazer o corte invertido, um pouco de técnica para que se possa entender os porquês do espaço disponível para corte de uma determinada frequência na parte de fora e de dentro do LP.


A agulha, na parte exterior, percorre uma distancia de aproximadamente 31m/por minuto (52cm/por segundo), e somente 10m/por minuto (17cm/por segundo) na parte interior. Como se pode constatar, a parte interior tem muito menos espaço disponível para corte e quanto maior a dinâmica que se quer "cortar", mais espaço se necessita num espaço curto disponível.

Para vermos a correlação entre o corte/distancia percorrida/espaço necessário, vamos fazer as seguintes contas para cortar uma frequência de 17.000Hz.

Na parte interior, cortar 17.000Hz (por onda) ocupa um espaço de 0.01mm resultante da evidencia de que é o resultado de 17.000Hz a dividir por 17cm/seg. Na parte exterior o resultado já é de 0.03mm resultante de 17.000Hz a dividir por 52cm/seg. Quer isto dizer que para a mesma frequência (e dinâmica) existe 3 vezes mais espaço na parte de fora do disco do que no interior.
Sabendo nós que quanto maior a dinâmica dividida por um espaço cada vez mais reduzido, pior a leitura da célula e hipotética distorção (e difere de corte de diamante para corte de diamante), ficamos a saber a razão de os engenheiros de som irem reduzindo essa mesma dinâmica para o fim do disco, caso seja necessário, para não tornar impossível a sua leitura pela célula. Obviamente que tentam sempre minimizar que essa redução se torne muito audível.

Sendo assim, e em álbuns de dinâmica mais ou menos proporcionalmente crescente, existe uma grande vantagem em que se comece do centro para o exterior. É mais ou menos como as empresas que decidem cortar um álbum audiófilo em dois LP's e com menos musicas em cada um. Assim, evitam de ter que usar o extremo interior e podem cortar com toda a dinâmica originalmente gravada.




_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
gorogoro
Membro AAP
avatar

Mensagens : 522
Data de inscrição : 30/08/2011
Idade : 38
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Ter Fev 05 2013, 10:08

Gosto mt do bolero de ravel!

Alguma compra conjunta para isto?
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64415
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Ter Fev 05 2013, 10:13

gorogoro escreveu:
Gosto mt do bolero de ravel!

Alguma compra conjunta para isto?


É esperar pela próxima compra conjunta na jpc com os 8% de desconto para os membros do AAP e divisão de portes.
Eu gostaria de adquiri um também. Primeiro, porque também gosto do bolero, segundo, pela qualidade de som de uma gravação e masterização totalmente analógico a válvulas e prensado na Pallas, e por ultimo, pela curiosidade de ver aquilo a andar de dentro para fora.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
gorogoro
Membro AAP
avatar

Mensagens : 522
Data de inscrição : 30/08/2011
Idade : 38
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   Ter Fev 05 2013, 10:32

António José da Silva escreveu:
gorogoro escreveu:
Gosto mt do bolero de ravel!

Alguma compra conjunta para isto?


É esperar pela próxima compra conjunta na jpc com os 8% de desconto para os membros do AAP e divisão de portes.
Eu gostaria de adquiri um também. Primeiro, porque também gosto do bolero, segundo, pela qualidade de som de uma gravação e masterização totalmente analógico a válvulas e prensado na Pallas, e por ultimo, pela curiosidade de ver aquilo a andar de dentro para fora.

Sim, é como eu. é o chamado 4 em 1.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: De dentro para fora   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
De dentro para fora
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» PROMICABANA.DE: OLIVIA JONES - BILL KAULITZ TENTOU ME COLOCAR PARA FORA DO SHOW!
» Bill: Olhe para fora da janela [+ 2 respostas]
» Sem Correios: Como fazer para enviar?
» Nova Marca - SIRE - Marcus Miller fora da Fender?
» [OneHallyu] Livro de Fanfics +18 entregue para Park Chanyeol (EXO)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: