Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Seg Out 29 2012, 16:06

Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Seg Out 29 2012, 19:06

Já vi parte desta apresentação.
Começa com uma introdução à vida profissional do Paul Barton, uma viagem pelo National Research Council do Canadá (a câmara anecóica é impressionante) e depois entra em grande força na concepção de colunas.
Muito bom!
Quem quiser saltar a introdução pode seguir este link:

http://youtu.be/NLGQnxIP2gE?t=20m46s
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Seg Out 29 2012, 19:44

ricardo onga-ku escreveu:
Já vi parte desta apresentação.
Começa com uma introdução à vida profissional do Paul Barton, uma viagem pelo National Research Council do Canadá (a câmara anecóica é impressionante) e depois entra em grande força na concepção de colunas.
Muito bom!
Quem quiser saltar a introdução pode seguir este link:

http://youtu.be/NLGQnxIP2gE?t=20m46s

Também já vi essa parte inicial, e assim que poder vou papar o resto.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MF
Membro AAP
avatar

Mensagens : 115
Data de inscrição : 16/07/2012
Idade : 41
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 01:15

Uma apresentação muitíssimo interessante
O que é curioso é que cada marca de colunas encontra soluções muitas vezes totalmente díspares para resolver os mesmos problemas... Nunca ouvi umas PSB mas fiquei com curiosidade. O trabalho de investigação que têm por trás é admirável!
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 01:22

MF escreveu:
Uma apresentação muitíssimo interessante
O que é curioso é que cada marca de colunas encontra soluções muitas vezes totalmente díspares para resolver os mesmos problemas... Nunca ouvi umas PSB mas fiquei com curiosidade. O trabalho de investigação que têm por trás é admirável!


Nao basta arranjar uns caixotes e espetar lá uns drivers. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MF
Membro AAP
avatar

Mensagens : 115
Data de inscrição : 16/07/2012
Idade : 41
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 08:41

António José da Silva escreveu:


Nao basta arranjar uns caixotes e espetar lá uns drivers. lol!

Epáááá! Isso abala pela base todas as minhas convicções lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 10:30

MF escreveu:
Uma apresentação muitíssimo interessante
O que é curioso é que cada marca de colunas encontra soluções muitas vezes totalmente díspares para resolver os mesmos problemas... Nunca ouvi umas PSB mas fiquei com curiosidade. O trabalho de investigação que têm por trás é admirável!

Segundo os testes publicados na Stereophile e na Soundstage (que utiliza o equipamento da NRC nas suas medições) as PSB têm um desempenho técnico excelente.
Mas são pouco badaladas pela imprensa e provavelmente certamente por isso não têm grande reputação entre os audiófilos. Rolling Eyes
Por cá o representante é a Esotérico e até se vendem na Fnac onde ouvi umas Alpha B1...e gostei muito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
MF
Membro AAP
avatar

Mensagens : 115
Data de inscrição : 16/07/2012
Idade : 41
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 11:53

[quote="ricardo onga-ku]
Segundo os testes publicados na Stereophile e na Soundstage (que utiliza o equipamento da NRC nas suas medições) as PSB têm um desempenho técnico excelente.
Mas são pouco badaladas pela imprensa e provavelmente certamente por isso não têm grande reputação entre os audiófilos. Rolling Eyes
Por cá o representante é a Esotérico e até se vendem na Fnac onde ouvi umas Alpha B1...e gostei muito.[/quote]

O marketing é uma arma muito forte... Imagino que tal como as PSB haja outras marcas nas mesmas circunstâncias. Ainda há bem pouco tempo, num outro fórum, um forista estava à procura de umas colunas novas para o seu sistema e depois de muitas audições acabou rendido às PSB Synchrony One. Vou passar a prestar mais atenção a esta marca!


Última edição por MF em Ter Out 30 2012, 14:00, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 39
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 13:17



É uma boa apresentação
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 14:42

Duas entrevistas ao Paul Barton:

It Doesn't Get Much Better Than That - http://www.stereophile.com/interviews/231

A Day at the NRC With Paul Barton of PSB Speakers - http://www.soundstagelive.com/factorytours/psbnrc/
Voltar ao Topo Ir em baixo
BAILOTE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1625
Data de inscrição : 16/02/2011
Idade : 45
Localização : Albufeira

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 16:11

não sei se as pequenas monitoras PSb que eu ouvi na FNAC são as alpha mas não gostei nada do que ouvi, estavam a tocar com cambrige audio e leitor cd da mesma marca e o som era metalico, barulhento com medios coloridos e confusos e sinbilantes a montes...horrivel mas acredito que o local, a distância e o cd não ajudassem,...não fiquei nada entusiasmado...pelo contrario acredito que façam melhor, mas o preço tambem tem que ser levado em conta...
Voltar ao Topo Ir em baixo
BAILOTE
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1625
Data de inscrição : 16/02/2011
Idade : 45
Localização : Albufeira

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 16:19

As monitoras em questão são as alpha LR1.
Voltar ao Topo Ir em baixo
scalawag
Membro AAP
avatar

Mensagens : 216
Data de inscrição : 04/04/2012
Idade : 43
Localização : Olhão

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 21:57

Toda a série Alpha da PSB parece ser dos anos 80 a nível de design. Estranha escolha....
O documentário por seu lado é bem bom e actual.
Obrigado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 22:05

scalawag escreveu:
Toda a série Alpha da PSB parece ser dos anos 80 a nível de design. Estranha escolha....
O documentário por seu lado é bem bom e actual.
Obrigado.

Estéticamente falando, I presume?

Assim sendo, os olhos vêem e os ouvidos ouvem.
Mas os olhos devem ter mais lugares no parlamento porque vendem-se muitas B&W CM1.
Voltar ao Topo Ir em baixo
scalawag
Membro AAP
avatar

Mensagens : 216
Data de inscrição : 04/04/2012
Idade : 43
Localização : Olhão

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 22:47

ricardo onga-ku escreveu:
scalawag escreveu:
Toda a série Alpha da PSB parece ser dos anos 80 a nível de design. Estranha escolha....
O documentário por seu lado é bem bom e actual.
Obrigado.

Estéticamente falando, I presume?

Assim sendo, os olhos vêem e os ouvidos ouvem.
Mas os olhos devem ter mais lugares no parlamento porque vendem-se muitas B&W CM1.

Sim esteticamente, claro. E claro que a qualidade de reprodução é o mais importante, mas neste caso os modelos da linha Alpha não têm nada a ver com as outras linhas, mais modernas. Daí ter referido a estranheza da escolha visual.
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Out 30 2012, 23:10

scalawag escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
scalawag escreveu:
Toda a série Alpha da PSB parece ser dos anos 80 a nível de design. Estranha escolha....
O documentário por seu lado é bem bom e actual.
Obrigado.

Estéticamente falando, I presume?

Assim sendo, os olhos vêem e os ouvidos ouvem.
Mas os olhos devem ter mais lugares no parlamento porque vendem-se muitas B&W CM1.

Sim esteticamente, claro. E claro que a qualidade de reprodução é o mais importante, mas neste caso os modelos da linha Alpha não têm nada a ver com as outras linhas, mais modernas. Daí ter referido a estranheza da escolha visual.

Segundo o fabricante a linha Alpha procura a melhor qualidade ao menor preço, ou como dizem os ingleses best sound per pound (julgo que nos últimos minutos da apresentação).
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Abr 01 2014, 09:51

Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1610
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 59
Localização : Paço de Arcos

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Abr 01 2014, 10:17

  Obrigado por este link e por outras temáticas de qualidade que pautam as tuas intervenções. Apesar das minhas abordagens iconoclastas também aprecio e consumo este tipo de artigos  
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15209
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Abr 01 2014, 15:56

Mário Franco escreveu:
Apesar das minhas abordagens iconoclastas ...:
Sempre desconfiei que eras um grandessíssimo e alternadíssimo iconoclasta...
 lol! 

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1610
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 59
Localização : Paço de Arcos

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Abr 01 2014, 16:12

Milton escreveu:
Mário Franco escreveu:
Apesar das minhas abordagens iconoclastas ...:
Sempre desconfiei que eras um grandessíssimo e alternadíssimo iconoclasta...
 lol! 

 scratch  scratch  scratch 

Agora percebo o teu olhar de desconfiança  smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15209
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Abr 01 2014, 16:31

Mário Franco escreveu:
Milton escreveu:
Mário Franco escreveu:
Apesar das minhas abordagens iconoclastas ...:
Sempre desconfiei que eras um grandessíssimo e alternadíssimo iconoclasta...
 lol! 

 scratch  scratch  scratch 

Agora percebo o teu olhar de desconfiança  smedley
  

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Esaú Cardoso
Membro AAP


Mensagens : 114
Data de inscrição : 12/11/2013
Idade : 48
Localização : Matosinhos

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Qua Abr 02 2014, 00:41

Artigos muito bons...!  

Uma coisa que achei interessante mas que não foi muito abordado foi o target da curva de resposta das colunas. Na presença de som essencialmente directo ela é habitualmente plana. Já para o som essencialmente indirecto (que é a condição habitual de audição) a curva tem que apresentar uma ligeira rampa descendente para que o som percebido seja "plano". A Bruel num artigo que já nao me recordo, aponta para um slope de 5 dB/decada a partir do 200Hz. Outros referem a mesma pendente a partir dos 1000Hz. Aparentemente, esse target está relacionado com a directividade da coluna ao longo da frequencia e do tempo de reverberacao da sala. Mas relacionar estes fatores de forma a uma obter uma curva plana (em termos de percepção) ainda é uma arte....

Uma coisa é certa: uma coluna não se avalia pela sua curva de resposta tal como é habitualmente apresentado nas revistas audiofilas da especialidade.....
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64345
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Qua Abr 02 2014, 00:59

Esaú Cardoso escreveu:


Uma coisa é certa: uma coluna não se avalia pela sua curva de resposta tal como é habitualmente apresentado nas revistas audiofilas da especialidade.....



As medições, especialmente no que a colunas diz respeito, é algo que me parece algo complexo para não dizer, utópico.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Qui Abr 03 2014, 22:54

António José da Silva escreveu:
Esaú Cardoso escreveu:


Uma coisa é certa: uma coluna não se avalia pela sua curva de resposta tal como é habitualmente apresentado nas revistas audiofilas da especialidade.....



As medições, especialmente no que a colunas diz respeito, é algo que me parece algo complexo para não dizer, utópico.

Faz um esforço e vais ver que consegues. Wink

Orquestra 
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Qui Jan 22 2015, 10:52

Esaú Cardoso escreveu:
Artigos muito bons...!  

Uma coisa que achei interessante mas que não foi muito abordado foi o target da curva de resposta das colunas. Na presença de som essencialmente directo ela é habitualmente plana. Já para o som essencialmente indirecto (que é a condição habitual de audição) a curva tem que apresentar uma ligeira rampa descendente para que o som percebido seja "plano". A Bruel num artigo que já nao me recordo, aponta para um slope de 5 dB/decada a partir do 200Hz. Outros referem a mesma pendente a partir dos 1000Hz. Aparentemente, esse target está relacionado com a directividade da coluna ao longo da frequencia e do tempo de reverberacao da sala. Mas relacionar estes fatores de forma a uma obter uma curva plana (em termos de percepção) ainda é uma arte....

Uma coisa é certa: uma coluna não se avalia pela sua curva de resposta tal como é habitualmente apresentado nas revistas audiofilas da especialidade.....

Aqui fica a referida curva da Brüel & Kjær, representando a resposta ideal de umas colunas na sala medida no ponto de escuta:


Brüel & Kjær target curve



P.S.: link para o artigo -> http://www.bksv.co.uk/doc/17-197.pdf
Voltar ao Topo Ir em baixo
FBatista
Membro AAP
avatar

Mensagens : 956
Data de inscrição : 21/03/2013
Idade : 39
Localização : Região Saloia

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Jan 27 2015, 16:35

"then again..."

É com certeza interessante. Assim que tiver tempo, "visualizarei" What a Face com toda a atenção.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Esaú Cardoso
Membro AAP


Mensagens : 114
Data de inscrição : 12/11/2013
Idade : 48
Localização : Matosinhos

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Ter Jan 27 2015, 22:36

ricardo onga-ku escreveu:
Esaú Cardoso escreveu:
Artigos muito bons...!  

Uma coisa que achei interessante mas que não foi muito abordado foi o target da curva de resposta das colunas. Na presença de som essencialmente directo ela é habitualmente plana. Já para o som essencialmente indirecto (que é a condição habitual de audição) a curva tem que apresentar uma ligeira rampa descendente para que o som percebido seja "plano". A Bruel num artigo que já nao me recordo, aponta para um slope de 5 dB/decada a partir do 200Hz. Outros referem a mesma pendente a partir dos 1000Hz. Aparentemente, esse target está relacionado com a directividade da coluna ao longo da frequencia e do tempo de reverberacao da sala. Mas relacionar estes fatores de forma a uma obter uma curva plana (em termos de percepção) ainda é uma arte....

Uma coisa é certa: uma coluna não se avalia pela sua curva de resposta tal como é habitualmente apresentado nas revistas audiofilas da especialidade.....

Aqui fica a referida curva da Brüel & Kjær, representando a resposta ideal de umas colunas na sala medida no ponto de escuta:


Brüel & Kjær target curve

P.S.: link para o artigo -> http://www.bksv.co.uk/doc/17-197.pdf

Sim, é essa a curva a que referia. No entanto, se ajustar a curva de resposta no ponto de audição tendo em conta esse "target", o mais provável é termos algumas surpresas....
O interessante e "misterioso" nesse target (como noutro qualquer target semelhante) é que, para termos a mesma percepção de resposta em frequência, em espaço aberto sem reflexões, a curva de responta medida com um microfone omni teria que ser linear. Já em sala (com reflexões), a resposta medida com o mesmo microfone teria que ser com uma pendente decrescente. O nosso ouvido não mede ou interpreta o som da mesma forma que um micofone mede....
Entre vários factores a contribuir para este fenomeno (temos dois ouvidos e não apenas um, difração da cabeça, etc), o fenomeno de loudness temporal é o que mais contribui, i.e. se recebermos sinais repetidos com a mesma amplitude, o nosso cérebro vai interpreta-los como um impulso de maior amplitude. Este fenomeno amplificador acontece até um trem de impulsos abaixo 200ms. Por esse motivo é que a curva de resposta medida em sala, com todas as suas reflexões, tem que apresentar uma pendente decrescente para "parecer"linear.

O target está por isso relacionado com muitos factores, dos quais destaco a diretividade da coluna em função da frequência e a sala (primeiras reflexões, tempo de reverberação,...)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4809
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design   Qua Jan 28 2015, 21:54

Esaú Cardoso escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Esaú Cardoso escreveu:
Artigos muito bons...!  

Uma coisa que achei interessante mas que não foi muito abordado foi o target da curva de resposta das colunas. Na presença de som essencialmente directo ela é habitualmente plana. Já para o som essencialmente indirecto (que é a condição habitual de audição) a curva tem que apresentar uma ligeira rampa descendente para que o som percebido seja "plano". A Bruel num artigo que já nao me recordo, aponta para um slope de 5 dB/decada a partir do 200Hz. Outros referem a mesma pendente a partir dos 1000Hz. Aparentemente, esse target está relacionado com a directividade da coluna ao longo da frequencia e do tempo de reverberacao da sala. Mas relacionar estes fatores de forma a uma obter uma curva plana (em termos de percepção) ainda é uma arte....

Uma coisa é certa: uma coluna não se avalia pela sua curva de resposta tal como é habitualmente apresentado nas revistas audiofilas da especialidade.....

Aqui fica a referida curva da Brüel & Kjær, representando a resposta ideal de umas colunas na sala medida no ponto de escuta:


Brüel & Kjær target curve

P.S.: link para o artigo -> http://www.bksv.co.uk/doc/17-197.pdf

Sim, é essa a curva a que referia. No entanto, se ajustar a curva de resposta no ponto de audição tendo em conta esse "target", o mais provável é termos algumas surpresas....
O interessante e "misterioso" nesse target (como noutro qualquer target semelhante) é que, para termos a mesma percepção de resposta em frequência, em espaço aberto sem reflexões, a curva de responta medida com um microfone omni teria que ser linear. Já em sala (com reflexões), a resposta medida com o mesmo microfone teria que ser com uma pendente decrescente. O nosso ouvido não mede ou interpreta o som da mesma forma que um micofone mede....
Entre vários factores a contribuir para este fenomeno (temos dois ouvidos e não apenas um, difração da cabeça, etc), o fenomeno de loudness temporal é o que mais contribui, i.e. se recebermos sinais repetidos com a mesma amplitude, o nosso cérebro vai interpreta-los como um impulso de maior amplitude. Este fenomeno amplificador acontece até um trem de impulsos abaixo 200ms. Por esse motivo é que a curva de resposta medida em sala, com todas as suas reflexões, tem que apresentar uma pendente decrescente para "parecer"linear.

O target está por isso relacionado com muitos factores, dos quais destaco a diretividade da coluna em função da frequência e a sala (primeiras reflexões, tempo de reverberação,...)


Julgo que o target é mesmo isso, um target; independentemente das características da sala, para qualquer sala.
A questão é que a distância da coluna às paredes laterais e ao tecto afecta a resposta no ponto de escuta.
Daí que Toole e C.ª defendam que a resposta polar, também chamada de power response, deve ser equilibrada (ou plana) tanto ao eixo como fora deste.

Infinity Primus 360


Por outro lado a escola BBC optou por reduzir a intensidade por volta dos 2kHz talvez porque as colunas foram concebidas para ser usadas em espaços pequenos e numa configuração de proximidade ou near-field.

Harbeth M40.1


Pessoalmente julgo que a segunda opção é a mais adequada aos ambientes domésticos europeus.


Depois temos os fabricantes que deviam ter vergonha:

Wilson Sasha W/P


Estava a esquecer-me das cornetas:

Avantgarde Uno Nano

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
The Art and Science of High Performance Loudspeaker Design
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Ken Smith e K. S. Design
» [YOUTUBE] Tocando ACES HIGH sem um braço!!!
» High End em Munique
» Antiga GAS me rondando: NS Design
» High End Phono Pre-Amplifiers XXX

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Colunas, Altifalantes e Crossovers-
Ir para: