Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 *Os menos badalados do JAZZ*

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
AutorMensagem
Fran
Membro AAP


Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 15:11

Jorge Ferreira escreveu:
... Por acaso ele até não participou em muitos discos,
e como leader realmente só tem meia duzia mas esses nunca ouvi.
Pois, realmente não sei, mas sei que tocou "só" com estes gajos (pode é não ter gravado com eles todos) :

Count Basie
Freddie Green
Walter Page
Blue Devils
Lloyd Hunter
Billie Holiday
Teddy Wilson
Lester Young
Art Tatum
Duke Ellington
Ella Fitzgerald
Lionel Hampton
Coleman Hawkins
Illinois Jacquet
Harry James
Jimmy Rushing
Budd Johnson
Thad Jones
Lee Konitz
Charles Mingus
Roy Eldrigde
Lionel Hampton
Benny Goodman
Milt Buckner
Earle Warren
Jack Washington
Ben Webster
Jimmy Rushing
Ed Lewis
Benny Morton
Buddy Tate
Johnny Hodges
Dan Minor
Herschel Evans
Milt Hinton
Chuck Berry
John Coltrane
Cannonball Adderley
Gene Ammons
Buster Bailey
Sacado de http://www.drummerworld.com/drummers/Papa_Joe_Jones.html


Afinal, retiro o que disse, é que são mesmo N discos, caro Jorge :

http://www.allmusic.com/artist/jo-jones-mn0000134722/credits

Cpts


Voltar ao Topo Ir em baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3392
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 49
Localização : Palmela

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 15:28

Pelos vistos ainda gravou muita coisa, pensava que tinha gravado poucos discos...



Outra coisa muito gira que descobri à pouco tempo foi um guitarrista de Jazz Funky que nunca tinha prestado muita atenção, apesar de ele já ter trabalhado com muitos nomes muito sonantes, mas dele a solo nunca tinha ouvido disco nenhum.

Ouçam um cheirinho deste LP da groove merchant que eu mandei vir a ver se tem bom som, a musica acho um espectáculo dentro do Funky, vamos lá ver se os LP's têm bom som e se são bons, pelo menos são americanos...

O'Donel Levy "Simba" da groove Merchant :

http://www.allmusic.com/album/simba-mw0000559003

Acho um espectáculo a música deste album, very groovy and Funky Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 16:00

Vinil escreveu:
Aqui vai o meu pequeníssimo contributo. Na altura em que falei deste album no 33rpm passou despercebido, mas gosto muito da sonoridade desta gravação e o facto de ser português torna-o exótico.

Sexteto de Jazz de Lisboa
http://33rpm-discos.blogspot.pt/2012/05/ao-encontro-do-sexteto-de-jazz-de.html

Caro Vinil,
Não respondi de imediato à sua nota porque primeiro fui à procura do disco ... mas infelizmente (ainda) não o encontrei ... Crying or Very sad

Eu tenho esse disco e recordo-me que na altura fiquei surpreendido pela qualidade do som e dos músicos. Foi-me oferecido por alguém ligado ao Jazz (creio que de um programa de rádio...) possivelmente à cerca de 20 anos.
Vou continuar à procura, pois gostava de o re-ouvir. Possivelmente está em casa do meu irmão que em determinada altura (quando foi viver para Guimarães) abarbatou alguns discos ... Tenho a certeza que tem que estar nalgum lado, pois não me lembro de me desfazer dele.
Obrigado pela recordação. Wink





Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 16:06

Mister W escreveu:
Vinil escreveu:
Aqui vai o meu pequeníssimo contributo. Na altura em que falei deste album no 33rpm passou despercebido, mas gosto muito da sonoridade desta gravação e o facto de ser português torna-o exótico.

Sexteto de Jazz de Lisboa
http://33rpm-discos.blogspot.pt/2012/05/ao-encontro-do-sexteto-de-jazz-de.html

Caro Vinil,
Não respondi de imediato à sua nota porque primeiro fui à procura do disco ... mas infelizmente (ainda) não o encontrei ... Crying or Very sad

Eu tenho esse disco e recordo-me que na altura fiquei surpreendido pela qualidade do som e dos músicos. Foi-me oferecido por alguém ligado ao Jazz (creio que de um programa de rádio...) possivelmente à cerca de 20 anos.
Vou continuar à procura, pois gostava de o re-ouvir. Possivelmente está em casa do meu irmão que em determinada altura (quando foi viver para Guimarães) abarbatou alguns discos ... Tenho a certeza que tem que estar nalgum lado, pois não me lembro de me desfazer dele.
Obrigado pela recordação. Wink







A alusão a este disco passou-me despercebido mas um dia gostava de ouvir sem duvida alguma.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 16:08

Jorge Ferreira escreveu:
... Outra coisa muito gira que descobri à pouco tempo foi um guitarrista de Jazz Funky que nunca tinha prestado muita atenção, apesar de ele já ter trabalhado com muitos nomes muito sonantes, mas dele a solo nunca tinha ouvido disco nenhum.

Ouçam um cheirinho deste LP da groove merchant que eu mandei vir a ver se tem bom som, a musica acho um espectáculo dentro do Funky, vamos lá ver se os LP's têm bom som e se são bons, pelo menos são americanos...

O'Donel Levy "Simba" da groove Merchant :

http://www.allmusic.com/album/simba-mw0000559003

Acho um espectáculo a música deste album, very groovy and Funky Razz
Parece que até se ouve benzinho ... vejo que Tony Levin e David Sanborn, ainda muito pouco conhecidos em 1973, tocaram com o gajo, exactamente nesse LP.

Thanks bro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 17:17

Fran escreveu:
Boas,
E discos deste "menino" (Jo Jones), alguém tem alguma coisa?!
Pelo que conheço, este Papa Jones, como era carinhosamente conhecido, era uma grande figura e um grande performer ... que por vezes juntava a música à comédia! Um verdadeiro showman.
Quanto a discos creio que só tenho participações mas conseguem arranjar alguns títulos a preços bem acessíveis. Contudo, não serão concerteza originais.
http://www.cdandlp.com/item/2/0-240204-0-3-0/2955610423/jones-jo-our-man-papa-jo-.html

Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 17:30

Mister W escreveu:
Fran escreveu:
Boas,
E discos deste "menino" (Jo Jones), alguém tem alguma coisa?!
Pelo que conheço, este Papa Jones, como era carinhosamente conhecido, era uma grande figura e um grande performer ... que por vezes juntava a música à comédia! Um verdadeiro showman.
Quanto a discos creio que só tenho participações mas conseguem arranjar alguns títulos a preços bem acessíveis. Contudo, não serão concerteza originais.
http://www.cdandlp.com/item/2/0-240204-0-3-0/2955610423/jones-jo-our-man-papa-jo-.html

No eBay, tens bastantes hipóteses de escolha

http://www.ebay.com/sch/i.html?_trksid=p3984.m570.l1313&_nkw=Jo+Jones&_sacat=11233
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 18:23

Fran escreveu:
Mister W escreveu:
Fran escreveu:
Boas,
E discos deste "menino" (Jo Jones), alguém tem alguma coisa?!
Pelo que conheço, este Papa Jones, como era carinhosamente conhecido, era uma grande figura e um grande performer ... que por vezes juntava a música à comédia! Um verdadeiro showman.
Quanto a discos creio que só tenho participações mas conseguem arranjar alguns títulos a preços bem acessíveis. Contudo, não serão concerteza originais.
http://www.cdandlp.com/item/2/0-240204-0-3-0/2955610423/jones-jo-our-man-papa-jo-.html
No eBay, tens bastantes hipóteses de escolha
http://www.ebay.com/sch/i.html?_trksid=p3984.m570.l1313&_nkw=Jo+Jones&_sacat=11233

Obrigadinho! Esse a 700 Euros dispenso ... não gosto muito da capa ... No
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qua Set 19 2012, 18:27

Mister W escreveu:
Fran escreveu:
Mister W escreveu:
Fran escreveu:
Boas,
E discos deste "menino" (Jo Jones), alguém tem alguma coisa?!
Pelo que conheço, este Papa Jones, como era carinhosamente conhecido, era uma grande figura e um grande performer ... que por vezes juntava a música à comédia! Um verdadeiro showman.
Quanto a discos creio que só tenho participações mas conseguem arranjar alguns títulos a preços bem acessíveis. Contudo, não serão concerteza originais.
http://www.cdandlp.com/item/2/0-240204-0-3-0/2955610423/jones-jo-our-man-papa-jo-.html
No eBay, tens bastantes hipóteses de escolha
http://www.ebay.com/sch/i.html?_trksid=p3984.m570.l1313&_nkw=Jo+Jones&_sacat=11233

Obrigadinho! Esse a 700 Euros dispenso ... não gosto muito da capa ... No
Mas esse que postaste o link, também o tens no eBay, e penso que mesmo com portes, ainda te sái mais barato ... http://www.ebay.com/itm/JO-JONES-our-man-papa-jo-LP-DENON-PCM-Japan-AUDIOPHILE-JAZZ-Hank-JIMMY-OLIVER-NM-/330750863480?pt=Music_on_Vinyl&hash=item4d0249a878


Viste/leste o que escrevi sobre o titulo do LP do Chet Baker?


EDITO : Laughing Laughing Laughing o do LP do Chet Baker, afinal não é neste tópico
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 17:35

O Jazz tem adoptado ao longo dos tempos uma diversidade quase ilimitada de instrumentos. É claro que alguns são mais identificados com este estilo musical, como é o caso da "secção de metais" e em especial do Saxofone e do Trompete, cuja conotação com o Jazz é praticamente dissociável.
Outros houve que foram (e são) ocasionalmente utilizados ou até que fizeram parte de uma corrente musical em que eram, por vezes, a estrela principal da companhia.

Um dos instrumentos que foi catapultado para a ribalta (numa dessas correntes) nos anos 60 e 70 foi indiscutivelmente o Vibrafone (Vibraphone, Vibraharp ou apenas Vibes), instrumento de percussão da familia do Xilofóne e da Marimba, que produz um som muito característico e que na mente de muitos, estaria longe de fazer parte da estrutura regular de um agrupamento de Jazz. Enganaram-se os mais conservadores pois o Jazz tem esta fantástica capacidade de se re-inventar e de adoptar novas sonoridades.

É de algumas destas formações que tiveram no Vibrophone, um dos instrumentos centrais, que Vos gostaria de falar. Existem muitos nomes ligados a este instrumento mas para começar, falo-vos dos que tiveram um destaque particular no panorama do Jazz norte-americano e mundial. Fica o primeiro.

Roy Ayers Quartet-1 - (Herbie Mann Presents) Comin' Home Baby, 1969 - Columbia, Japan (Direct Cutting Series 45rpm)
Não sou um particular seguidor deste músico e em particular das fases mais Funky e R&B que lhe são conhecidas. As fases que mais me agradam são, por conseguinte, aquelas em que o Roy Ayers mantinha a boca fechada e se limitava a executar, de forma exemplar, o seu instrumento de eleição, o Vibraphone.

Este disco que Vos apresento é uma autêntica obra-prima e um dos meus preferidos. Como sabem, por mais que nos esforcemos, é extremamente difícil traduzir para palavras, o resultado da execução de um músico. Podemos falar no seu desempenho ou nas questões técnicas, mas quando chegamos à componente "feeling" começam a faltar-nos adjectivos que traduzam eficazmente o estado e a habilidade do executante. Enfim ... sem Vos pretender maçar muito mais com estas dissecações teóricas, gostaria apenas de salientar que se trata de um disco excepcional, no qual sobressai naturalmente o vibraphone de Ayers, mas igualmente todos os restantes instrumentos, executados de forma magistral.
Além de Roy Ayers, os restantes músicos (para mim desconhecidos) são: Sony Sharrock (Guitar), Miroslav Vitous (Bass) e Bruno Carr (Drums).
Um dos temas (o primeiro, por sinal) é o clássico "Unchain my Heart" celebrizado por Joe Cocker. Infelizmente, a duração deste LP é bastante curta, mas não creio que seja pelo facto de se tratar de um 45rpm. Os 4 temas no total não ultrapassam os 20 minutos ... O limitado tempo útil é no entanto compensado pela excelente qualidade da gravação.
A capa, em formato gatefold, tem muita informação (e algo que se parece com um organigrama...). Infelizmente não Vos posso dar muitos mais detalhes (ou melhor, não consigo) pois a informação referida, está, literalmente, toda em Japonês.

Para os que gostam de Jazz, façam o que estiver ao Vosso alcance para encontrar (e comprar, já agora) um exemplar deste excelente trabalho de Ron Ayers.
Até Breve.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 22:35


Viva Mister,

estou a acompanhar o tópico com muita atenção,

se não participo é para não estragar a qualidade da thread lol!

isto está a ir muito bem
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 22:39

Estive mais uma vez a "absorver" esta tua crónica sobre um artista desconhecido, mas que toca um instrumento do qual eu gosto bastante. Obrigado W. Vou ficar à espreita.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 22:48

Ulrich escreveu:

Viva Mister,
estou a acompanhar o tópico com muita atenção,
se não participo é para não estragar a qualidade da thread lol!
isto está a ir muito bem

Acho muito mal!
Acho que devias participar pois já denotaste muito bom gosto no que ao Jazz diz respeito e tens certamente material que deveria figurar deste tópico ...

Isso deve ser inércia para não lhe chamar preguicite ... Wink

Abraço




Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 22:51

Mister W escreveu:


Isso deve ser inércia para não lhe chamar preguicite ... Wink




Esta juventude de hoje...


lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 22:57

António José da Silva escreveu:
Mister W escreveu:


Isso deve ser inércia para não lhe chamar preguicite ... Wink




Esta juventude de hoje...


lol!

Eu sou como o Carrilho, muito potencial , já marco golos, mas ainda perco muitas bolas no meio campo... lol!

tenho de ficar uns tempos no banco para aprender um pouco mais
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:01

Ulrich escreveu:
António José da Silva escreveu:
Mister W escreveu:

Isso deve ser inércia para não lhe chamar preguicite ... Wink
Esta juventude de hoje...
lol!
Eu sou como o Carrilho, muito potencial , já marco golos, mas ainda perco muitas bolas no meio campo... lol!
tenho de ficar uns tempos no banco para aprender um pouco mais
Não me fales do Carrilho nem dessa cambada que anda a fingir que joga à bola ...
Não há meio de atinarem ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:03

Mister W escreveu:

Não me fales do Carrilho nem dessa cambada que anda a fingir que joga à bola ...
Não há meio de atinarem ...


Olhem que temos um tópico dedicado que foi aberto para vocês chorarem à vontade. Não estraguem este com desgraças leoninas. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:08

António José da Silva escreveu:

Olhem que temos um tópico dedicado que foi aberto para vocês chorarem à vontade. Não estraguem este com desgraças leoninas. lol!

Agora estiveste bem,


voltando ao tópico, é mesmo assim , tens razão pode ser um pouco de inércia, mas
eu acho que nesse sentido tens mais coragem , no sentido do siga para a frente

Mas a procissão ainda vai no adro, e se falar-mos de tudo agora ficamos sem conversa para nos entreter-mos até ao anúncio do sorteio do Pré-Phono MM JP lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:11

Eu suspeito que este tópico irá ficar activo e vivo por muitos meses/anos, e que vamos aprender e comprar muita bolacha à conta dele.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:12

António José da Silva escreveu:
Eu suspeito que este tópico irá ficar activo e vivo por muitos meses/anos, e que vamos aprender e comprar muita bolacha à conta dele.

é precisamente o meu sentimento em relação ao tópico
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:16

Ulrich escreveu:
António José da Silva escreveu:

Olhem que temos um tópico dedicado que foi aberto para vocês chorarem à vontade. Não estraguem este com desgraças leoninas. lol!

Agora estiveste bem,


voltando ao tópico, é mesmo assim , tens razão pode ser um pouco de inércia, mas
eu acho que nesse sentido tens mais coragem , no sentido do siga para a frente

Mas a procissão ainda vai no adro, e se falar-mos de tudo agora ficamos sem conversa para nos entreter-mos até ao anúncio do sorteio do Pré-Phono MM JP lol!
Musica a estas horas?!

Bem, por acaso até tou a ouvir um jazzezinho , o que diga-se de passagem, não é muito normal ... está a saber-me muito bem ouvir este Farmer Met Gryce edição Prestige 7085 (gravações de 1954-1955, com um grande som, sim senhor)

http://www.ebay.co.uk/itm/Art-Farmer-Quintet-Gigi-Gryce-When-Farmer-Met-Gryce-LP-Prestige-7085-/271063311838?pt=Music_on_Vinyl&hash=item3f1ca1e5de
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:21

Fran escreveu:


Bem, por acaso até tou a ouvir um jazzezinho , o que diga-se de passagem, não é muito normal ... está a saber-me muito bem ouvir este Farmer Met Gryce edição Prestige 7085 (gravações de 1954-1955, com um grande som, sim senhor)

http://www.ebay.co.uk/itm/Art-Farmer-Quintet-Gigi-Gryce-When-Farmer-Met-Gryce-LP-Prestige-7085-/271063311838?pt=Music_on_Vinyl&hash=item3f1ca1e5de


Tem muito bom aspecto, e de facto essas gravações tem muito boa reputação em termos de som...


...afinal não é só melómano, és também audiófilo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:25

Ulrich escreveu:
Fran escreveu:


Bem, por acaso até tou a ouvir um jazzezinho , o que diga-se de passagem, não é muito normal ... está a saber-me muito bem ouvir este Farmer Met Gryce edição Prestige 7085 (gravações de 1954-1955, com um grande som, sim senhor)

http://www.ebay.co.uk/itm/Art-Farmer-Quintet-Gigi-Gryce-When-Farmer-Met-Gryce-LP-Prestige-7085-/271063311838?pt=Music_on_Vinyl&hash=item3f1ca1e5de


Tem muito bom aspecto, e de facto essas gravações tem muito boa reputação em termos de som...


...afinal não é só melómano, és também audiófilo
Porra Sócio, não é preciso ser audiófilo, para perceber quando é que uma gravação dos anos 50, tem um excelente som.

Obviamente, a Prestige, também é muito conhecida

Dá para ouvir um pouco aqui http://www.jazzleadsheets.com/cart.php?m=product_list&c=140
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Qui Set 20 2012, 23:34

Ulrich escreveu:

Viva Mister,

estou a acompanhar o tópico com muita atenção,

se não participo é para não estragar a qualidade da thread lol!

isto está a ir muito bem
Tás c'ma mim.... lol!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 13:17


The Modern Jazz Quartet - Pyramid, 1960 (Atlantic LP1325) - Wax Time (771691), 2011
Na continuição do meu post anterior, dou-vos agora conta de uma formação que ao longo de quase meio século, nos deixou um extraordinário legado de mais de 100 títulos (entre originais e compilações) e que certamente não deixa indiferentes, mesmo os mais exigentes apreciadores de Jazz. Fala-vos dos The Modern Jazz Quartet (MJQ) cuja longa e produtiva carreira teve o seu inicio em 1952.

Também os MJQ basearem o seu reportório no Vibrafone, executado de forma magistral por Milt Jackson (cuja carreira a solo Vos darei conta noutra ocasião), além do não menos predestinado Ray Brown (baixo) bem como: John Lewis (Piano) e Kenny Clarke (bateria). Ray Brown e Kenny Clarke seriam entretanto substituidos por Percy Heath e Connie Kay.

O trabalho discográfico "Pyramid" de 1960 é sem dúvida, uma obra de referência na longa discografia dos MJQ. Apresentando uma sonoridade requintada e tranquila, este trabalho é executada por um excelente quarteto de onde inevitavelmente sobressai o vibrafone de Milt Jackson e num segundo plano, o piano de John Lewis.
Por se tratar de um clássico, existem algumas re-edições, não sendo portanto de esperar, qualquer dificuldade na obtenção de um exemplar desta obra.
O meu exemplar, um WaxTime de 180 ou 200 Gramas (não sei ao certo e não possuo balança para o pesar ...) não prima pela resolução e detalhe mas serve perfeitamente o seu propósito.
Se gostam da sonoridade do vibrafone, este é um trabalho bastante relaxante, que pode inclusivamente ser utilizado como música ambiente, pela excelente atmosfera que consegue recriar.
Até Breve.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 13:28

Mister W escreveu:

The Modern Jazz Quartet - Pyramid, 1960 (Atlantic LP1325) - Wax Time (771691), 2011
Na continuição do meu post anterior, dou-vos agora conta de uma formação que ao longo de quase meio século, nos deixou um extraordinário legado de mais de 100 títulos (entre originais e compilações) e que certamente não deixa indiferentes, mesmo os mais exigentes apreciadores de Jazz. Fala-vos dos The Modern Jazz Quartet (MJQ) cuja longa e produtiva carreira teve o seu inicio em 1952.

Também os MJQ basearem o seu reportório no Vibrafone, executado de forma magistral por Milt Jackson (cuja carreira a solo Vos darei conta noutra ocasião), além do não menos predestinado Ray Brown (baixo) bem como: John Lewis (Piano) e Kenny Clarke (bateria). Ray Brown e Kenny Clarke seriam entretanto substituidos por Percy Heath e Connie Kay.

O trabalho discográfico "Pyramid" de 1960 é sem dúvida, uma obra de referência na longa discografia dos MJQ. Apresentando uma sonoridade requintada e tranquila, este trabalho é executada por um excelente quarteto de onde inevitavelmente sobressai o vibrafone de Milt Jackson e num segundo plano, o piano de John Lewis.
Por se tratar de um clássico, existem algumas re-edições, não sendo portanto de esperar, qualquer dificuldade na obtenção de um exemplar desta obra.
O meu exemplar, um WaxTime de 180 ou 200 Gramas (não sei ao certo e não possuo balança para o pesar ...) não prima pela resolução e detalhe mas serve perfeitamente o seu propósito.
Se gostam da sonoridade do vibrafone, este é um trabalho bastante relaxante, que pode inclusivamente ser utilizado como música ambiente, pela excelente atmosfera que consegue recriar.
Até Breve.

Nem me digas nada que eu vendi o Django (1956) Embarassed há uns anos atrás
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 13:38

Fran escreveu:

Nem me digas nada que eu vendi o Django (1956) Embarassed há uns anos atrás
Pois, de facto esse disco (1955) não é para vender ...

De qualquer das formas, não é dos piores para se conseguir arranjar ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 13:43

Tenho alguns álbuns dos MJQ e do seu front-man Milt Jackson, e posso atestar das palavras do Mister. Jazz de primeira água. Também a solo e com outra "malta", existem obras de nos levar ao nirvana jazzistico. Aconselho fortemente as edições da Pablo onde consta o Milt Jackson. Sonoramente arrepiante.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 18:57

Dando continuidade aos The Modern Jazz Quartet, damos um saltinho até ao seu mentor e leader (um dos): Milt Jackson. Ficam dois excelentes discos, ambos do ano de 1957.

Milt Jackson - Ballads & Blues, 1957 (Atlantic) - Warner-Pioneer Co., Japan
No que respeita às linhas mestras da sonoridade, não haverá muito a dizer, já que em termos gerais, existem muitas semelhanças entre os MJQ e Milt Jackson (alguns temas deste disco tiveram mesmo a participação dos restantes membros dos MJQ).
Já no que respeita às formações, Milt Jackson optou por um formato mais flexível, onde os músicos não alteram apenas de disco para disco mas por vezes entre temas, caso deste Ballads & Blues, em que participam: Lucky Thompson (Tenor Sax), John Lewis (Piano), Skeeter Best ou Barney Kessel ou Barry Gailbraith (Guitar), Oscar Pettiford ou Percy Heath (Bass), Kenny Clarke ou Lawrance Marable (Drums).
Apesar de algumas semelhanças, este é um disco particular, como o próprio nome indica, já que inclui essencialmente baladas ou outros clássicos (inéditos ou não) com um cheirinho a blues. Dos que não são inéditos, destacam-se autores como: Cole Porter, Duke Ellington, Irving Berlin e Morgan Lewis-Nancy Hamilton (autores do sublime "How High the Moon").
A edição que possuo creio que fala por sí. Ficam as fotos.



Milt Jackson - Plenty, Plenty Soul, 1957 (Atlantic) - Atlantic (ATL50229)/Rádio Triunfo, Portugal, 1981
Este é um dos trabalhos mais cotados de Milt Jackson e conta com a participação de vários notáveis do Jazz (que diferem do lado 1 para o lado 2):
Side One: Julian Cannonball Adderley (Alto Sax), Frank Foster (Tenor Sax), Sahib Shihab (Baritone Sax), Joe Newman (Trumpet), Jimmy Cleaveland (Trombone), Horace Silver (Piano), Percy Heath (Bass), Art Blakey (Drums)
Side Two: Lucky Thompson (Tenor Sax), Joe Newman (Trumpet), Oscar Pettiford (Bass), Connie Kay (Drums).
Produção a cargo de Nesuhi Ertegun e Todos os Arranjos por Quincy Jones

A re-edição que consta da minha discografia é de Fabrico e Distribuição nacional, a cargo da Rádio Triunfo. Curiosamente, a capa é diferente da original e da maioria (senão da totalidade) das capas adoptadas pelas demais edições (que são iguais à original). Resumindo, a edição portuguesa tem uma capa exclusiva ou quase(!). Quanto à qualidade do registo, também não é nada má.
Este disco consegue-se arranjar em várias re-edições, entre as quais algumas das denominadas audiófilas e extremamente caras. No entanto, a edição portuguesa consegue-se com relativa facilidade (eu já a ví à venda mais do que uma vez) no mercado de usados e por preços quase que simbólicos. Se conseguirem uma decerto que não se arrependerão ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 20:14

Tu matas-me....



_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
tfonseca
Membro AAP
avatar

Mensagens : 821
Data de inscrição : 18/04/2012

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 21:46

Excelente tópico


Só tem um problema... vai levar-me à ruína!


Um tópico semelhante de música clássica, vá, como alguns chamam erudita, também seria interessante. Isso e arranjar um nome melhor que clássica ou erudita!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3392
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 49
Localização : Palmela

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 22:33

tfonseca escreveu:
Excelente tópico


Só tem um problema... vai levar-me à ruína!


Um tópico semelhante de música clássica, vá, como alguns chamam erudita, também seria interessante. Isso e arranjar um nome melhor que clássica ou erudita!

Já existe um tópico semelhante para a música clássica.

muito interessante essa prensagem japonesa do Ballads & Blues do Milt Jackson Mr W Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sex Set 21 2012, 22:49

tfonseca escreveu:
Excelente tópico
Só tem um problema... vai levar-me à ruína!
Um tópico semelhante de música clássica, vá, como alguns chamam erudita, também seria interessante. Isso e arranjar um nome melhor que clássica ou erudita!
Agradeço os comentários de todos. São de facto muito motivadores.

O objectivo deste tópico é enriquecermo-nos uns aos outros pelo que a palavra ruína não cabe neste espaço ... Wink
Não se esqueçam que a minha discografia de jazz (e não só) foi conseguida ao longo de vários anos e de muitas horas de audições e pesquisas. Além disso, de forma alguma considero a minha colecção grande, longe disso.
Mais importante do que a quantidade é sem dúvida a qualidade e é nessa direcção que a minha dedicação tem estado concentrada.
Hoje em dia, com a quantidade de informação ao nosso dispor, só compramos um disco que não seja do nosso agrado, por mera distração ou azar. Crying or Very sad

Nada me dá maior prazer (dentro do mundo audio, convém refirir...) do que percorrer individualmente uns quantos discos à procura de um para ouvir e confrontar-me com alguma dificuldade na escolha, pelo facto de todos eles me parecerem igualmente interessantes.

Por último, gostaria de salientar que a preparação destas crónicas também se traduz num momento de prazer para mim, pois "obriga-me" a um exercicio de recordação e de reencontro com temas e elementos que estavam esquecidos.
Portanto, podemos concluir que o prazer destas crónicas é mutuo. Very Happy

Um Abraço
MrW

P.S. Quanto à música clássica, gostava muito de ajudar, mas não tenho nem bagagem nem queda, se é que me entendem. A minha pequena colecção de discos desse género, limita-se tão somente aos clássicos intemporais (de que muito gosto) e assim não tinha "sumo" para muitas crónicas ... Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 13:55

Boas cheers
Ainda ontem, e também antes de ontem, estive a ouvir este disco, que muito me tranquilizou, pois estava um vento do caraças, e eu meio barata tonta, sem saber o que fazer e com receio do pior, avancei para este LP ... o certo é que este disco, ajudou-me bastante nessas horas "dificeis"

Art Farmer, trompetista, e Gigi Gryce no saxofone.

Este Farmer Met Gryce, possui gravações de 19 de Maio de 1954, e de 26 de Maio de 1955, onde, além de, Art Farmer e Gigi Gryce, também estão Horace Silver (piano), Percy Heath (baixo), Kenny Clarke (bateria), todos estes nas gravações de 1954 (Side A), e Freddie Redd (piano), Addison Farmer (baixo), Arthur Taylor (bateria), nas gravações de 1955 (Side B).


É uma edição Prestige LP 7085, com um som excelente, tanto mais tendo em conta os anos das gravações.
Na minha ignorância jazzística, é um jazz simples, que se ouve muito bem, sem grandes "floriados" técnicos, bastante agradável


Este, é o meu minúsculo contributo para este tópico, bastante útil e "ensinador", para os mais leigos, como eu ... fico espantado, é com a reduzidíssima participação do pessoal ... mas prontes, that's life Laughing


Cpts


PS : ah, é verdade, tem OBI, como podem ver, e não é edição japonesa, mas sim americana
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 14:01

Milt Jackson Sextet - Invitation, 1962 (Riverside9446) - OJC 260, USA
O Vibrafone consegue ser extremamente poderoso quando bem tocado. O seu quê de misterioso (...ideal para bandas sonoras de filmes policiais ou suspense) conferem-lhe uma posição de destaque no universo jazzístico, com inúmeros registos (da época) e seguidores. Eu sou um deles; e por isso não poderia terminar esta pequena viagem pela carreira dos MJQ e Milt Jackson sem falar de "Invitation" de 1962 que considero o álbum ideal para aqueles que nunca contactaram de perto com (a sonoridade d') este instrumento e pretendem estrear-se da melhor forma.

Trata-se de um excelente àlbum, não apenas pelo desempenho de Milt Jackson - que mostra neste trabalho uma maturidade de execução exemplar (psst, como que se eu percebesse alguma coisa de vibrafones ...) - mas também pela restante equipa, que confere a este disco a qualidade de uma obra excepcional. São eles: Kenny Dorham-Trumpet, Jimmy Heat-Tenor Sax, Tommy Flanagan-Piano, Ron Carter-Bass, Connie Kay-Drums e Virgil Jones-Trumpet (apenas em dois temas).
Quanto à reedição abordada nesta nota, diria que está em linha com a qualidade a que a Original Jazz Classics nos tem habituado, ou seja razoável. No entanto, o conteúdo músical desta obra e a forma com que nos absorve, remetem a qualidade da gravação para segundo plano.


Teddy Charles - The Teddy Charles Tentet, 1956 (Atlantic1229) - Warner-Pioneer Co. (P-6054A), Japan, 1972
Sem baixar a fasquia, apresento-vos um trabalho muito interessante do leader e vibrafonista Teddy Charles.
Com um reportório bastante variado, este disco tem algumas "pinceladas" de um Jazz mais liberto (free) em que nem sempre o vibrafone é o artista principal. Pudera ... este disco conta com a participação de Gigi Gryce no Saxofone (Alto) e de uma vasta lista de músicos (10) e instrumentos que dão cor e diversidade a este excelente quadro: 3 saxofones, Tuba, Guitarra, Trompete, Piano ... Vibrafone, etc.
É portanto, um disco bastante variado e que dificilmente nos cansa; até porque também tem presente o tal toque de misterioso que referí anteriormente ...
Chamo a atenção para a versão do Nature Boy (Eden Ahbez), em que a irrepreensível interpretação de Teddy Charles (bem acompanhado por Jimmy Raney na guitarra) tem o poder de nos deixar num estado de adormecimento tal, que apenas os temas seguintes conseguem (calmamente) libertar. (Este tema devia ser o último do disco).
Esta prensagem japonesa não nos deixa indiferentes (mesmo sem conhecermos outras) já que possui um elevado nível de detalhe , fazendo-nos acreditar que estamos em frente ao Tenteto do Teddy Charles (apesar de não caberem nesta sala onde me encontro... a não ser... encavalitados). Disfrutem ...


Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 16:41

Fran escreveu:
Boas cheers
Ainda ontem, e também antes de ontem, estive a ouvir este disco, que muito me tranquilizou, pois estava um vento do caraças, e eu meio barata tonta, sem saber o que fazer e com receio do pior, avancei para este LP ... o certo é que este disco, ajudou-me bastante nessas horas "dificeis"

Art Farmer, trompetista, e Gigi Gryce no saxofone.
Este Farmer Met Gryce, possui gravações de 19 de Maio de 1954, e de 26 de Maio de 1955, onde, além de, Art Farmer e Gigi Gryce, também estão Horace Silver (piano), Percy Heath (baixo), Kenny Clarke (bateria), todos estes nas gravações de 1954 (Side A), e Freddie Redd (piano), Addison Farmer (baixo), Arthur Taylor (bateria), nas gravações de 1955 (Side B).

É uma edição Prestige LP 7085, com um som excelente, tanto mais tendo em conta os anos das gravações.
Na minha ignorância jazzística, é um jazz simples, que se ouve muito bem, sem grandes "floriados" técnicos, bastante agradável

Este, é o meu minúsculo contributo para este tópico, bastante útil e "ensinador", para os mais leigos, como eu ... fico espantado, é com a reduzidíssima participação do pessoal ... mas prontes, that's life Laughing
Cpts
PS: ah, é verdade, tem OBI, como podem ver, e não é edição japonesa, mas sim americana
Com dois grandes nomes do Jazz o resultado só pode ser um... Não conheço (o disco), mas se o apanhasse à frente (e as economias do momento o permitissem) ZÁS!, não lhe dava qualquer hipótese.
O Gigi Grice pode não ser tão conhecido, mas foi igualmente um grande músico e acima de tudo um grande Homem. Participou em grandes obras, onde só há espaço para os melhores.
Infelizmente só tocou/gravou nos anos 50 e 60 já que optou pela menos exposta, mas igualmente nobre carreira do ensino. Pena nossa ...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 16:57

E assim como quem não quer a coisa, já fiquei a conhecer mais um ilustre desconhecido (Teddy Charles) e mais um para futuramente analisar.
Ainda bem que qual enciclopédia, o que está escrito fica aqui para consulta futura.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
stardrake
Membro AAP
avatar

Mensagens : 669
Data de inscrição : 29/01/2012
Localização : Cascais

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 18:29

tópico informativo e instrutivo, parabéns ao autor.
Como já devem ter reparado o JAZZ não é própriamente
a minha praia; no entanto, independentemente da classificações
mais ou menos rigorosas, gosto de ouvir boa música e bons
intérpretes, daí que nos meus arquivos figurem alguns projectos
que, pela sua excelência nas vertentes enunciadas, são-me
muito agradáveis sem que figurem obrigatóriamente nas listas
de notáveis do género.

Destaco desde já o Roma Trio, italianos de sua graça:
Luca Mannutza Piano
Gianluca RenziBaixo
Nicola AngelluciBateria

Estes rapazes têm um disco intitulado "The Four Seasons", que
nada mais é do que a versão jazzística das Quatro Estações de Vivaldi,
prensagem e produção da Venus Records editora japonesa
que produz vinyl de altíssima qualidade sónica.

Quanto ao jazz vocal feminino, ainda não foi referênciado no tópico,
pelo que mais tarde voltarei ao assunto.

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 18:34

stardrake escreveu:

prensagem e produção da Venus Records editora japonesa
que produz vinyl de altíssima qualidade sónica.


Dessa editora tenho o Steve Kuhn Trio - Plays Standards e é realmente como dizes, edições muito cuidadas tanto sonicamente falando como a nível de prensagem e até o cover.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 22:57

Não tem nada a ver com o tópico (ou se calhar, até tem), mas prontes, decidi partilhar isto que saquei, de um gajo que comentou uma foto minha no "fuças", aka facebook

http://www.myspace.com/music/player?sid=70420601&ac=now
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 23:14

E para terminar o dia em beleza ...

The Dave Pike Quartet - Pike's Peak, 1961 (Epic/Sony) - Epic(17025), 2007
Nesta incursão pelo Vibrafone, não seria justo se deixássemos o nome de Dave Pike de fora. Não foi certamente o mais "badalado" e aclamado dos executantes deste instrumento, mas "apenas" porque foi um coerente e dedicado impulsionador do mesmo (e o primeiro a amplificar o vibrafone) considero que aqui deve constar; por mérito próprio refira-se.

Eu gosto particularmente deste autor e músico, principalmente pela diversidade das suas obras e faço certamente parte de uma fatia considerável de admiradores que considera que Dave Pike ficou muito aquém de um merecido e justo reconhecimento (principalmente fora dos Estados Unidos, onde raramente é divulgado).
Controvérsias à parte, este Pike's Peak foi um dos primeiros registos de Pike como leader e para os que não conhecem, garanto que não se saiu nada mal. Apesar de contar com o apoio precioso de Bill Evans ao piano (que normalmente não se vê nestas andanças mais "jamming"), este disco é extremamente apelativo, não somente pela qualidade dos intérpretes mas principalmente pela forma como funcionam em conjunto e pela harmonia da atmosfera que conseguem recriar.
Este trabalho tem apenas um original de Dave Pike ("Why Not" que abre o disco, inspirado em Miles Davis) mas a sonoridade própria que ele atribui aos demais temas (que não são seus) através de novas "roupagens", faz com que pareçam rejuvenescidos. São o caso de In a Sentimental Mood (D.Ellington e Cia.), Vierd Blues (Miles Davis), Besame Mucho (Velázquez) e Wild is the Wind (D.Tiomkin, N.Washington). Recomenda-se.


Dave Pike - The Doors of Perception, 1970 (MPS) - Vortex, 2007
Esta outro trabalho de Dave Pike de 1970, difere consideravelmente do anterior em duas vertentes: o facto de todos os temas serem da autoria de Pike e o novo som produzido por Herbie Mann (em co-operação com Adrian Barber e Bruce Tergesen).
Trata-se efectivamente de uma sonoridade mais complexa e mais exótica, com mais efeitos sonoros, a que alguns apelidam de "acid experiment". O disco começa com uma tempestada (real, segundo dizem) e durante os cerca de 30 minutos, conta com outros efeitos, que segundo reza a história, foram a origem de algumas desavenças entre Herbie Mann e Dave Pike.
Os que conhecem toda a discografia de Pike, afirmam que é, de longe, o disco mais experimental e menos previsível, situação que parece ter pesado no escasso sucesso obtido, pois o público de então, estava mais virado para as atmosferas de influência latina, como o bossa nova. Passados vários anos, este disco (e outros de Dave Pike) parece ter recuperado algum do reconhecimento "perdido", situação que originou a re-edição (recente) da maioria das obras do Autor (ou provavelmente não estaríamos aqui a falar dele).
Este disco, conta igualmente com vários nomes conhecidos do Jazz de então como: Lee Konitz (alto sax), Eddie Daniels (tenor sax e clarinet), Don Friedman (piano), Chuck Israel (bass e Fender bass) e Arnie Wise (drums).
Gostava de Vos dar conta de outros títulos, igualmente merecedores, que possuo deste autor e que comprovam a dinâmica e a diversidade do mesmo ... mas para já fico-me por aqui.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 23:16

Fran escreveu:
Não tem nada a ver com o tópico (ou se calhar, até tem), mas prontes, decidi partilhar isto que saquei, de um gajo que comentou uma foto minha no "fuças", aka facebook
http://www.myspace.com/music/player?sid=70420601&ac=now

Mas o que é isto?! Free Jazzadas Malukas?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3392
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 49
Localização : Palmela

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Sab Set 22 2012, 23:21

Muito Bom esse Dave Pike MrW...Muito Bom...

Também achei esse Free do Fran muito interessante, embora já seja demasiado Free para o meu gosto (mas isso é um problema meu, mas achei muito interessante).

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
Jorge Ferreira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3392
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 49
Localização : Palmela

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 00:51

Já que o grande MisterW falou no Milt Jackson e no Dave Pike (se bem que no caso do Milt Jackson não se pode dizer que seja um menos badalado do Jazz), mas sendo assim gostaria de dar o meu contributo e falar de outro incontornável desse mesmo instrumento musical (e que também não se pode dizer que seja um menos badalado do Jazz).

Trata-se de Bobby Hutcherson que em principio ainda é vivo neste momento com os seus belos 71 anitos.

Nasceu em Los Angeles mas cresceu em Pasadena.

Quando ele era rapazote o seu irmão foi amigo de escola do Dexter Gordon e a sua irmã namorou com o Eric Dolphy.

Começou a aprender piano aos 9 anos mas não gostou da formalidade e rigidez da aprendizagem e na adolescência dedicou-se ao instrumento que o tornou conhecido depois de ouvir um disco do Milt Jackson.

Bobby Hutcherson estudou informalmente com Dave Pike (vejam a pertinência deste post), mas a maior parte do tempo aprendeu sozinho.

Começou a tocar ao vivo com o seu amigo, o baixista Herbie Lewis.

Depois de acabar a escola começou a tocar com os musicos locais Les McCann, Charles Lloyd, Paul Bley, Scott LaFaro e Curtis Amy.

O primeiro album em que participou como sideman foi com Amy e Frank Butler "Groovin' Blue".

Mais tarde mudou-se para São Francisco e tocou com Al Grey e Billy Mitchell, nesta altura ele começou a usar uma técnica no xilofone (ou vibrafone como preferirem) que mais tarde ficou mais associada ao Gary Burton, devido a não existir pianista no grupo e já que ele tinha começado por aprender piano usava essa técnica (four-mallet).

Por volta de 1960 ele começou a trabalhar num Album para a Pacific Jazz mas não chegou a acabar o Album que por isso não chegou a sair.

Em 1961 Hutcherson viajou para Este com o sexteto de Grey-Mitchell para umas sessões no Birdland em Nova Iorque e decidiu ficar.

Nessa altura Bobby Hutcherson começou também a trabalhar com outros Artistas inovadores como o Eric Dolphy e o Jackie McLean.

Foi a partir desta altura que Bobby Hutcherson começou a trabalhar para a Blue Note e quanto a mim fez os seus melhores trabalhos, tanto como sideman mas também como líder.

Teve umas participações simplesmente maravilhosas nos seguintes discos do Jackie McLean:



Jackie McLean "One Step Beyond" Blue Note de 1963.
Quinteto fabuloso do McLean (alto sax), Grachan Moncur III (trombone), Tony Williams (bateria), Eddie Khan (baixo) e claro está o Bobby Hutcherson.



Jackie McLean "Action" Blue Note de 1964.
Além do Jackie McLean como é óbvio...neste album fabuloso e muitas vezes esquecido tocaram também o trompetista Charles Tolliver, o baixista Cecil McBee, o baterista Billy Higgins e claro está o Bobby Hutcherson.

Ainda neste ano de 1964 participou num dos maiores clássicos da Blue Note do Eric Dolphy:



Eric Dolphy "Out to Lunch" Blue Note de 1964.
Que contou além do Eric Dolphy com o Freddie Hubbard (trompete), Richard Davis (baixo); Tony Williams (bateria) e claro está o Bobby Hutcherson.

Mais tarde Bobby Hutcherson também trabalhou e gravou mais vezes com Jackie McLean mas também com Grachan Moncur, Andrew Hill, Grant Green, Dexter Gordon, Joe Henderson, McCoy Tyner, Archie Shepp, Charles Tolliver e outros...

durante os seus longos anos da Blue Note fez muitos albums como Líder, mas aquele que é considerado por muitos como sendo o seu melhor foi logo o primeiro que saiu (embora tenha gravado primeiro o "The Kicker" em 1963 mas que só saiu muito mais tarde):



Bobby Hutcherson "Dialogue" Blue Note de 1965.
Além do Bobby Hutcherson teve a participação de Freddie Hubbard (trompete), Sam Rivers (clarinete baixo, flauta, sax soprano, sax tenor), Andrew Hill (piano), Richard Davis (baixo) e Joe Chambers (bateria).

É sem dúvida uma Obra Prima e o seu album mais Aventureiro, um Album do mais alto calibre.

Bobby Hutcherson tem muitos albums bons, mas outro album que é sem dúvida um dos melhores saiu exactamente no mesmo ano de 1965 :



Bobby Hutcherson "Components" Blue Note de 1965.
Além do Bobby Hutcherson teve a participação de James Spaulding (flauta, sax), Freddie Hubbard (trompete), Herbie Hancock (orgão, piano), Ron Carter (baixo), Joe Chambers (bateria).

Este album tem uma das composições mais conhecidas de Bobby Hutcherson ("Little B's Poem"), os temas do lado A são todos compostos por Bobby Hutcherson e são calminhos e ao estilo Hard Bop, enquanto que a totalidade do lado B tem temas compostos por Joe Chambers mais ao estilo avant-garde. Este é um excelente Album também bastante inovador e muito agradável à audição, mas infelizmente um album um pouco esquecido e ofuscado pela fama do "Dialogue" que saiu anteriormente no mesmo ano.

Bobby Hutcherson não é concerteza um dos menos badalados do Jazz, mas este seu album "Components" e os dois do Jackie McLean que falei aqui "One Step Beyond" e "Action", são sem dúvida albums menos badalados do Jazz, mas que não deveriam ser...


Abraços,
Jorge Ferreira
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 11:23

Jorge Ferreira escreveu:



Caro Amigo,
Isto de andar a postar capas de CD's em tópicos de Vinil, nem parece seu... além de que constitui uma afronta para a comunidade do vinil e deste fórum! lol!

O que lhe vale é ter postado um excelente disco do Bobby Hutcherson, que é de facto uma referência da época e do vibrafone. Este disco conta igualmente com um trompete, um clarinete, um sax e uma flauta de outro mundo, a cargo de Freddie Hubbard e Sam Rivers.

Este era um dos discos de que ía falar a seguir, mas assim sendo ... o trabalho fica feito.

Obrigado Jorge
Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Jorge Ferreira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3392
Data de inscrição : 05/11/2011
Idade : 49
Localização : Palmela

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 11:40

Mister W escreveu:
Jorge Ferreira escreveu:



Caro Amigo,
Isto de andar a postar capas de CD's em tópicos de Vinil, nem parece seu... além de que constitui uma afronta para a comunidade do vinil e deste fórum! lol!

O que lhe vale é ter postado um excelente disco do Bobby Hutcherson, que é de facto uma referência da época e do vibrafone. Este disco conta igualmente com um trompete, um clarinete, um sax e uma flauta de outro mundo, a cargo de Freddie Hubbard e Sam Rivers.

Este era um dos discos de que ía falar a seguir, mas assim sendo ... o trabalho fica feito.

Obrigado Jorge
Wink

Pois...desta vez não tive pachorra para tirar fotos aos meus discos

Mas podes aproveitar a minha dica e falar também do "Dialogue" nessas tuas análises mais profundas em relação à musica propriamente dita, que todos gostamos de ler e que fazes tão bem!!!

Vai mas é ouvir mais uma vez esse disco que já ouviste tantas vezes e conta-nos o que sentiste.


Um Grande Abraço



Última edição por Jorge Ferreira em Dom Set 23 2012, 11:56, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://farmvinyl.blogspot.pt
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 11:55

Mister W escreveu:
Fran escreveu:
Não tem nada a ver com o tópico (ou se calhar, até tem), mas prontes, decidi partilhar isto que saquei, de um gajo que comentou uma foto minha no "fuças", aka facebook
http://www.myspace.com/music/player?sid=70420601&ac=now

Mas o que é isto?! Free Jazzadas Malukas?!

Jorge Ferreira escreveu:
... Também achei esse Free do Fran muito interessante, embora já seja demasiado Free para o meu gosto (mas isso é um problema meu, mas achei muito interessante).


Pois, uma freezzada maluca, e um pouco a dar para o pesado ... achei píada o fulano ter comentado um LP do Lenny White que eu pus no "fuças", sem eu o conhecer de lado nenhum ... fui espreitar ao perfil dele, e "voilá", Free Jazz a dar para o puxado.

Para mim, o Free Jazz, vale o que vale, pois eu não conseguiria ouvir um lado inteiro seguido , mas prontes lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 12:27

Fran escreveu:
Mister W escreveu:
Fran escreveu:
Não tem nada a ver com o tópico (ou se calhar, até tem), mas prontes, decidi partilhar isto que saquei, de um gajo que comentou uma foto minha no "fuças", aka facebook
http://www.myspace.com/music/player?sid=70420601&ac=now
Mas o que é isto?! Free Jazzadas Malukas?!
Jorge Ferreira escreveu:
... Também achei esse Free do Fran muito interessante, embora já seja demasiado Free para o meu gosto (mas isso é um problema meu, mas achei muito interessante).
Pois, uma freezzada maluca, e um pouco a dar para o pesado ... achei píada o fulano ter comentado um LP do Lenny White que eu pus no "fuças", sem eu o conhecer de lado nenhum ... fui espreitar ao perfil dele, e "voilá", Free Jazz a dar para o puxado.
Para mim, o Free Jazz, vale o que vale, pois eu não conseguiria ouvir um lado inteiro seguido , mas prontes lol!
Eu gosto de algum Free Jazz (o nórdico por exemplo). Infelizmente não tenho muito material que permita fazer uma abordagem séria a esse género, que atraí cada vez mais admiradores... mas alguma coisa se há-de arranjar ...
O video seguinte mostra-nos uma formação japonesa, já com uns anitos (60/70?) o que nos leva a concluir que o Free Jazz não é tão recente quanto isso.


Sabem como é que eu consigo ver se um determinado tema de Free Jazz me agrada? Se nos primeiros 5 minutos de audição não ficar num estado de ansiedade tal, capaz de começar às cabeçadas à parede. Razz

Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 13:30

Mister W escreveu:
... o que nos leva a concluir que o Free Jazz não é tão recente quanto isso ...
Poderá não existir desde que apareceu o Jazz, mas deve andar lá "perto" ... Wolfgang Dauner, Eric Dolphy e Art Ensemble Of Chicago, são três bons exemplos disso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mister W
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4340
Data de inscrição : 07/03/2012
Idade : 51
Localização : Margem Sul... Margem Norte...

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 13:39

Descanssem os que já bufam de tédio por todos os lados, pois este vai ser o último desta série de discos ligados ao Vibrafone.

O Vibrafone tem a capacidade única de nos transportar para outras paragens e de nos fazer perder a noção da realidade ... e talvez por isso, tenha insistido na apresentação de vários discos sobre este instrumento.
Ainda há mais, e igualmente importantes... mas terão que ficar para uma segunda série... (isto de fazer planos a médio/longo prazo não é nada bom...).

Astor Piazzolla & Gary Burton - The New Tango (Recorded at the Montreux Festival), 1988 (WEA) - WEA, Inc. (Valentim de Carvalho), Portugal, 1987
O último desta série, também podia ser o primeiro; pela sua singularidade e por se tratar de um original fabricado e distribuido em Portugal pela saudosa Valentim de Carvalho. Reparem que a data da edição portuguesa é anterior à data em que o disco foi lançado (uma das duas está certamente errada).

Gravado em 1986 no Festival de Montreux, este album dá-nos a conhecer a pouco provável união, entre o leader indiscutível do movimento Novo Tango e um dos mais conceituados executantes de vibrafone.
O Acordeão e a Marimba, pela mão destes músicos de topo, ganham um novo protagonismo e por vezes, somos mesmo levados a pensar se não terão nascido um pró outro.
Os temas deste trabalho são todos da autoria de Piazzolla, que os escreveu ao longo dos mais de 40 anos de carreira. No entanto, o 2º tema (Vibraphonissimo), foi propositadamente escrito para esta colaboração e para o Vibrafone de Burton.

De salientar ainda o excelente desempenho dos restantes músicos (New Tango Quintet), que trazem a esta obra uma sonoridade bastante diversificada, onde se pode encontrar, para além do Acordeón (Bandoneón) e da Marimba, instrumentos como o violino, o piano, a guitarra e o baixo.

Não sendo propriamente um disco de Jazz, estou convencido que este disco se encontra, tanto nas prateleiras de qualquer fan do Novo Tango de Piazzolla, como também nas colecções de discos dos seguidores de Gary Burton, cuja versatilidade ficou mais uma vez demonstrada nesta obra.
E com esta obra muito especial, chegamos ao fim desta série sobre o igualmente especial, Vibrafone.

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64841
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   Dom Set 23 2012, 14:32

Porra que eu não vos acompanho . Um gajo ainda não digeriu uma das belas cronicas, e já cá cantam mais.

Assim que poder irei ler os últimos desenvolvimentos.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: *Os menos badalados do JAZZ*   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
*Os menos badalados do JAZZ*
Voltar ao Topo 
Página 2 de 10Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
 Tópicos similares
-
» *Os menos badalados do JAZZ*
» Pesos (kg) de Contrabaixos
» Squier jazz bass olympic white
» diferenças entre Jazz Bass american STD e Jazz Bass anos 70
» Fender Jazz Bass Std Made In Mexico

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Música Geral-
Ir para: