Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 consumo amplificadores

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
MicroGruas
Membro AAP


Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sex Ago 31 2012, 13:03

Eu deixei de me preocupar com os consumos electricos desde que fiz uma instalaçao externa para a minha casa

Ficou um Mimo!!!

















Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 49
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sex Ago 31 2012, 13:06

carlosjgribeiro escreveu:
Ulrich escreveu:

Onde é que se costuma encontrar esse tipo de informação?

pelos conhecimentos que tenho,um amplificador de transistores,por cada 10w de potência, consome 100w

Nao percebem nada disto!!

consome 100W porque é um 10watts em Class AAAA2

Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sex Ago 31 2012, 14:55

microseiki escreveu:
carlosjgribeiro escreveu:
Ulrich escreveu:

Onde é que se costuma encontrar esse tipo de informação?

pelos conhecimentos que tenho,um amplificador de transistores,por cada 10w de potência, consome 100w

Nao percebem nada disto!!

consome 100W porque é um 10watts em Class AAAA2



Ou então é um amp avariado. lol!

Se for classe D por cada 10W consome para aí uns 12W.


Última edição por Manel em Sex Ago 31 2012, 15:05, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sex Ago 31 2012, 14:57

microseiki escreveu:
Eu deixei de me preocupar com os consumos electricos desde que fiz uma instalaçao externa para a minha casa

Ficou um Mimo!!!















Directamente do poste. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sex Ago 31 2012, 15:09

António José da Silva escreveu:
microseiki escreveu:
Eu deixei de me preocupar com os consumos electricos desde que fiz uma instalaçao externa para a minha casa

Ficou um Mimo!!!
















Directamente do poste. lol!


E com uma puxada para cada equipamento. Ou serão 10 puxadas por equipamento?? Assim não há consumo que meta medo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 49
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 11:54

Os chineses da EDP aguentam!!!!!

É uma ligação trifásica, simétrica (o balanceado é que é!!!!!!!) e directa ao Power tranformer - um verdadeiro straight wire with gain all the way!!!
Uma ligação por aparelho!!!!!!


Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 12:00

microseiki escreveu:
Os chineses da EDP aguentam!!!!!

É uma ligação trifásica, simétrica (o balanceado é que é!!!!!!!) e directa ao Power tranformer - um verdadeiro straight wire with gain all the way!!!
Uma ligação por aparelho!!!!!!




E no mínimo, fio de 16mm2.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 49
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 12:03

16mm só para fontes
60mm para Power Amp!!!!!!!!!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 47
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 23:26

Em relação a este assunto descobri o seguinte, e vale o que vale:

O artigo não está editado por mim, este tal e qual, como o encontrei.

" A potência de saída:

É sem dúvida a característica mais importante na avaliação de um amplificador de áudio e está diretamente ligada ao seu preço e ao volume máximo de som que se deseja. Por esta razão é que encontramos no mercado amplificadores com tamanha variedade no que se refere à potência de saída.

Já ha alguns anos, por causa do avanço tecnológico em matéria de componentes eletrônicos, podemos dizer que todos os amplificadores de potência de áudio seriamente projetados, atingiram a perfeição necessária para o bom desempenho de um sistema de som.

Por ser a potência de saída um fator decisivo na escolha de um amplificador, foi necessário o desenvolvimento de um método bastante preciso para sua medição e a unidade de medida para esta grandeza é o Watt RMS.

Todo amplificador traz no seu manual, na parte de especificações técnicas, o item "Máxima potência em Watts RMS" e junto deste dado devem aparecer mais algumas informações complementares, indispensáveis à sua perfeita avaliação.

No caso dos amplificadores mono (com apenas um canal de saída), basta sabermos com que carga esta potência se desenvolve, a que nível de distorção e em que faixa de frequência.

Já no caso dos amplificadores estéreo, estéreo assimétrico ou multi canais, estes dados devem ser específicos para cada canal, quando em funcionamento individual e também para seu funcionamento conjunto uma vez que a potência chega a variar muito nessas condições.

É verdade que a potência de saída de um amplificador de áudio é diretamente proporcional ao quadrado da tensão do sinal que colocamos na sua entrada e também ao número de falantes que colocamos na sua saída, mas existem várias limitações e são estas limitações que vão distinguir um amplificador de outro.

Todo bom amplificador tem um número ideal recomendado de falantes que podemos colocar em paralelo nas suas saídas. Se colocamos menos falantes, ele terá menor potência disponível e funcionará com certa folga mantendo porém suas especificações nominais de qualidade de som. Colocando o número máximo recomendado de falantes, poderemos utilizar a sua máxima potência disponível com segurança e qualidade de som. (Não é recomendável utilizar arranjos com falantes em série, mesmo que sejam do mesmo modelo).

ATENÇÃO: Algo bem diferente ocorre quando colocamos um número excessivo de falantes na saída de um amplificador de áudio, mesmo que seja só um a mais.
O primeiro sintoma é o aumento da temperatura geral do aparelho que tenderá a se desligar por proteção térmica, sua potência máxima rapidamente cai para a metade e na maioria dos casos perdemos a qualidade do som.

A potência de saída de cada canal de um amplificador se divide igualmente entre os falantes quando estes forem do mesmo modelo e estiverem em paralelo.

Quando se coloca num amplificador um sinal senoidal de amplitude máxima e constante com distorção harmônica menor que 1%, seu consumo de energia elétrica chega geralmente a uma grandeza 1,6 vezes maior que a potência de saída nominal que vai para os falantes. Como exemplo podemos concluir que um amplificador de 2000 WRMS irá consumir 3200 Watts, na sua máxima potência.

Felizmente, esta não é a condição prática de funcionamento de um amplificador de áudio moderno.
Na prática vamos ter outras taxas médias de consumo bem menores e que dependem do tipo de programa que se vai reproduzir.

Como referência o ruído rosa, que se aproxima do aplauso constante de uma torcida, tem um ciclo útil de 50%.

Rock n' Roll de alta compressão nos médio graves, tem um ciclo útil de 40%.

Trio elétrico com seu emprego típico para as massas, tem um ciclo útil de 35% a 40%.

Jazz moderno e os programas de show brasileiro, tem um ciclo útil de 30%.

A música ambiente, tem um ciclo útil de 20%.

A voz isolada de um cantor e a conversação contínua, tem um ciclo útil de 10%.

Um sistema de chamadas de uso pouco freqüente, tem um ciclo útil de 1%.

Consumo:

Equações usadas para um calculo mais exato do consumo dos amplificadores:

Potência de entrada do amplificador



C = consumo de potência elétrica (Watts)
E = eficiência do amplificador (.65)
PN = potência nominal de saída de ambos os canais (Watts)
U = ciclo útil (porcentagem). Estes valores foram publicados na 3a parte do artigo.
Q = potência consumida em repouso (Watts). Consultar o manual do seu amplificador
(aprox.40 Watts para amps até 1500W e 80 Watts para maiores potências)

Para converter potência de entrada em Watts para corrente em Ampères.


I = corrente em (Ampères)
C = consumo de potência elétrica (Watts)
T = tensão da rede em Volts (110 ou 220)
F = fator potência. Consultar o manual do seu amplificador
(0,85 na média dos amps do mercado)

Obs.: O coeficiente [1,6] empregado nos cálculos que se encontram na 3a parte do artigo, é aproximado e já leva em conta a correção do fator potência e distorção característica da nossa rede elétrica. " atenção que o artigo é do Brasil

in Ruy Monteiro Studio R.

Abraço e boas audições



Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 23:37

Indo a um caso prático e real (o meu Viriatus), tem um fusível na entrada de 0.650mA, o seria para um consumo a rondar os 150W.
Estamos a falar de um valvulado com KT-120 que debita até apróx. 60W.

O Joaquim que me corrija pois sei que o fusível ronda esses valores, mas não tenho a certeza absoluta de qual o valo real.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 47
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 23:46

António José da Silva escreveu:
Indo a um caso prático e real (o meu Viriatus), tem um fusível na entrada de 0.650mA, o seria para um consumo a rondar os 150W.
Estamos a falar de um valvulado com KT-120 que debita até apróx. 60W.

O Joaquim que me corrija pois sei que o fusível ronda esses valores, mas não tenho a certeza absoluta de qual o valo real.


António,

Será 0,65A ou é mesmo miliAmpéres?

Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Sab Set 01 2012, 23:47

Serpigo escreveu:
António José da Silva escreveu:
Indo a um caso prático e real (o meu Viriatus), tem um fusível na entrada de 0.650mA, o seria para um consumo a rondar os 150W.
Estamos a falar de um valvulado com KT-120 que debita até apróx. 60W.

O Joaquim que me corrija pois sei que o fusível ronda esses valores, mas não tenho a certeza absoluta de qual o valo real.


António,

Será 0,65A ou é mesmo miliAmpéres?

Abraço


Sorry, 650mA obviamente.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:06

Serpigo escreveu:
Em relação a este assunto descobri o seguinte, e vale o que vale:

O artigo não está editado por mim, este tal e qual, como o encontrei.

" A potência de saída:

É sem dúvida a característica mais importante na avaliação de um amplificador de áudio e está diretamente ligada ao seu preço e ao volume máximo de som que se deseja. Por esta razão é que encontramos no mercado amplificadores com tamanha variedade no que se refere à potência de saída.

Já ha alguns anos, por causa do avanço tecnológico em matéria de componentes eletrônicos, podemos dizer que todos os amplificadores de potência de áudio seriamente projetados, atingiram a perfeição necessária para o bom desempenho de um sistema de som.

Por ser a potência de saída um fator decisivo na escolha de um amplificador, foi necessário o desenvolvimento de um método bastante preciso para sua medição e a unidade de medida para esta grandeza é o Watt RMS.

Todo amplificador traz no seu manual, na parte de especificações técnicas, o item "Máxima potência em Watts RMS" e junto deste dado devem aparecer mais algumas informações complementares, indispensáveis à sua perfeita avaliação.

No caso dos amplificadores mono (com apenas um canal de saída), basta sabermos com que carga esta potência se desenvolve, a que nível de distorção e em que faixa de frequência.

Já no caso dos amplificadores estéreo, estéreo assimétrico ou multi canais, estes dados devem ser específicos para cada canal, quando em funcionamento individual e também para seu funcionamento conjunto uma vez que a potência chega a variar muito nessas condições.

É verdade que a potência de saída de um amplificador de áudio é diretamente proporcional ao quadrado da tensão do sinal que colocamos na sua entrada e também ao número de falantes que colocamos na sua saída, mas existem várias limitações e são estas limitações que vão distinguir um amplificador de outro.

Todo bom amplificador tem um número ideal recomendado de falantes que podemos colocar em paralelo nas suas saídas. Se colocamos menos falantes, ele terá menor potência disponível e funcionará com certa folga mantendo porém suas especificações nominais de qualidade de som. Colocando o número máximo recomendado de falantes, poderemos utilizar a sua máxima potência disponível com segurança e qualidade de som. (Não é recomendável utilizar arranjos com falantes em série, mesmo que sejam do mesmo modelo).

ATENÇÃO: Algo bem diferente ocorre quando colocamos um número excessivo de falantes na saída de um amplificador de áudio, mesmo que seja só um a mais.
O primeiro sintoma é o aumento da temperatura geral do aparelho que tenderá a se desligar por proteção térmica, sua potência máxima rapidamente cai para a metade e na maioria dos casos perdemos a qualidade do som.

A potência de saída de cada canal de um amplificador se divide igualmente entre os falantes quando estes forem do mesmo modelo e estiverem em paralelo.

Quando se coloca num amplificador um sinal senoidal de amplitude máxima e constante com distorção harmônica menor que 1%, seu consumo de energia elétrica chega geralmente a uma grandeza 1,6 vezes maior que a potência de saída nominal que vai para os falantes. Como exemplo podemos concluir que um amplificador de 2000 WRMS irá consumir 3200 Watts, na sua máxima potência.

Felizmente, esta não é a condição prática de funcionamento de um amplificador de áudio moderno.
Na prática vamos ter outras taxas médias de consumo bem menores e que dependem do tipo de programa que se vai reproduzir.

Como referência o ruído rosa, que se aproxima do aplauso constante de uma torcida, tem um ciclo útil de 50%.

Rock n' Roll de alta compressão nos médio graves, tem um ciclo útil de 40%.

Trio elétrico com seu emprego típico para as massas, tem um ciclo útil de 35% a 40%.

Jazz moderno e os programas de show brasileiro, tem um ciclo útil de 30%.

A música ambiente, tem um ciclo útil de 20%.

A voz isolada de um cantor e a conversação contínua, tem um ciclo útil de 10%.

Um sistema de chamadas de uso pouco freqüente, tem um ciclo útil de 1%.

Consumo:

Equações usadas para um calculo mais exato do consumo dos amplificadores:

Potência de entrada do amplificador



C = consumo de potência elétrica (Watts)
E = eficiência do amplificador (.65)
PN = potência nominal de saída de ambos os canais (Watts)
U = ciclo útil (porcentagem). Estes valores foram publicados na 3a parte do artigo.
Q = potência consumida em repouso (Watts). Consultar o manual do seu amplificador
(aprox.40 Watts para amps até 1500W e 80 Watts para maiores potências)

Para converter potência de entrada em Watts para corrente em Ampères.


I = corrente em (Ampères)
C = consumo de potência elétrica (Watts)
T = tensão da rede em Volts (110 ou 220)
F = fator potência. Consultar o manual do seu amplificador
(0,85 na média dos amps do mercado)

Obs.: O coeficiente [1,6] empregado nos cálculos que se encontram na 3a parte do artigo, é aproximado e já leva em conta a correção do fator potência e distorção característica da nossa rede elétrica. " atenção que o artigo é do Brasil

in Ruy Monteiro Studio R.

Abraço e boas audições





Só me apraz dizer (escrever).


É que isto não tem por onde se pegue.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 47
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:10

Manel escreveu:
Serpigo escreveu:
Em relação a este assunto descobri o seguinte, e vale o que vale:

O artigo não está editado por mim, este tal e qual, como o encontrei.

" A potência de saída:

É sem dúvida a característica mais importante na avaliação de um amplificador de áudio e está diretamente ligada ao seu preço e ao volume máximo de som que se deseja. Por esta razão é que encontramos no mercado amplificadores com tamanha variedade no que se refere à potência de saída.

Já ha alguns anos, por causa do avanço tecnológico em matéria de componentes eletrônicos, podemos dizer que todos os amplificadores de potência de áudio seriamente projetados, atingiram a perfeição necessária para o bom desempenho de um sistema de som.

Por ser a potência de saída um fator decisivo na escolha de um amplificador, foi necessário o desenvolvimento de um método bastante preciso para sua medição e a unidade de medida para esta grandeza é o Watt RMS.

Todo amplificador traz no seu manual, na parte de especificações técnicas, o item "Máxima potência em Watts RMS" e junto deste dado devem aparecer mais algumas informações complementares, indispensáveis à sua perfeita avaliação.

No caso dos amplificadores mono (com apenas um canal de saída), basta sabermos com que carga esta potência se desenvolve, a que nível de distorção e em que faixa de frequência.

Já no caso dos amplificadores estéreo, estéreo assimétrico ou multi canais, estes dados devem ser específicos para cada canal, quando em funcionamento individual e também para seu funcionamento conjunto uma vez que a potência chega a variar muito nessas condições.

É verdade que a potência de saída de um amplificador de áudio é diretamente proporcional ao quadrado da tensão do sinal que colocamos na sua entrada e também ao número de falantes que colocamos na sua saída, mas existem várias limitações e são estas limitações que vão distinguir um amplificador de outro.

Todo bom amplificador tem um número ideal recomendado de falantes que podemos colocar em paralelo nas suas saídas. Se colocamos menos falantes, ele terá menor potência disponível e funcionará com certa folga mantendo porém suas especificações nominais de qualidade de som. Colocando o número máximo recomendado de falantes, poderemos utilizar a sua máxima potência disponível com segurança e qualidade de som. (Não é recomendável utilizar arranjos com falantes em série, mesmo que sejam do mesmo modelo).

ATENÇÃO: Algo bem diferente ocorre quando colocamos um número excessivo de falantes na saída de um amplificador de áudio, mesmo que seja só um a mais.
O primeiro sintoma é o aumento da temperatura geral do aparelho que tenderá a se desligar por proteção térmica, sua potência máxima rapidamente cai para a metade e na maioria dos casos perdemos a qualidade do som.

A potência de saída de cada canal de um amplificador se divide igualmente entre os falantes quando estes forem do mesmo modelo e estiverem em paralelo.

Quando se coloca num amplificador um sinal senoidal de amplitude máxima e constante com distorção harmônica menor que 1%, seu consumo de energia elétrica chega geralmente a uma grandeza 1,6 vezes maior que a potência de saída nominal que vai para os falantes. Como exemplo podemos concluir que um amplificador de 2000 WRMS irá consumir 3200 Watts, na sua máxima potência.

Felizmente, esta não é a condição prática de funcionamento de um amplificador de áudio moderno.
Na prática vamos ter outras taxas médias de consumo bem menores e que dependem do tipo de programa que se vai reproduzir.

Como referência o ruído rosa, que se aproxima do aplauso constante de uma torcida, tem um ciclo útil de 50%.

Rock n' Roll de alta compressão nos médio graves, tem um ciclo útil de 40%.

Trio elétrico com seu emprego típico para as massas, tem um ciclo útil de 35% a 40%.

Jazz moderno e os programas de show brasileiro, tem um ciclo útil de 30%.

A música ambiente, tem um ciclo útil de 20%.

A voz isolada de um cantor e a conversação contínua, tem um ciclo útil de 10%.

Um sistema de chamadas de uso pouco freqüente, tem um ciclo útil de 1%.

Consumo:

Equações usadas para um calculo mais exato do consumo dos amplificadores:

Potência de entrada do amplificador



C = consumo de potência elétrica (Watts)
E = eficiência do amplificador (.65)
PN = potência nominal de saída de ambos os canais (Watts)
U = ciclo útil (porcentagem). Estes valores foram publicados na 3a parte do artigo.
Q = potência consumida em repouso (Watts). Consultar o manual do seu amplificador
(aprox.40 Watts para amps até 1500W e 80 Watts para maiores potências)

Para converter potência de entrada em Watts para corrente em Ampères.


I = corrente em (Ampères)
C = consumo de potência elétrica (Watts)
T = tensão da rede em Volts (110 ou 220)
F = fator potência. Consultar o manual do seu amplificador
(0,85 na média dos amps do mercado)

Obs.: O coeficiente [1,6] empregado nos cálculos que se encontram na 3a parte do artigo, é aproximado e já leva em conta a correção do fator potência e distorção característica da nossa rede elétrica. " atenção que o artigo é do Brasil

in Ruy Monteiro Studio R.

Abraço e boas audições





Só me apraz dizer (escrever).


É que isto não tem por onde se pegue.

Exatamente como escrevi "vale o que vale".

Cada um interpreta o que está escrito e tem a bitola daquilo que sabe sobre o assunto.

Abraço a todos
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:15

Mas pelo menos parece-me claro que se um valvulado que inclui o aquecimento dos filamentos e com uma potencia máx. de 60W sobrevive com um fusível de 650mA, não é tão grave (a nível de consumos) como no inicio deste tópico poderia parecer crer.
Ficamos nós a ganhar pois os euros/Watt são cada vez mais assustadores.

Rapazes, parece que podemos sorrir um pouco. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 47
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:18




E ainda mais animadores se não forem válvulados.



Tal como está descrito no artigo que postei.



Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:23

Serpigo escreveu:



E ainda mais animadores se não forem válvulados.



Tal como está descrito no artigo que postei.





Sim, eu fui buscar um "mau" exemplo. Um SS anda normalmente bem abaixo disto a não ser (penso eu) algum classe A mais "garganeiro" que não fogem muito aos consumos de um valvulado.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:36

Serpigo escreveu:
Manel escreveu:
Serpigo escreveu:
Em relação a este assunto descobri o seguinte, e vale o que vale:

O artigo não está editado por mim, este tal e qual, como o encontrei.

" A potência de saída:

É sem dúvida a característica mais importante na avaliação de um amplificador de áudio e está diretamente ligada ao seu preço e ao volume máximo de som que se deseja. Por esta razão é que encontramos no mercado amplificadores com tamanha variedade no que se refere à potência de saída.

Já ha alguns anos, por causa do avanço tecnológico em matéria de componentes eletrônicos, podemos dizer que todos os amplificadores de potência de áudio seriamente projetados, atingiram a perfeição necessária para o bom desempenho de um sistema de som.

Por ser a potência de saída um fator decisivo na escolha de um amplificador, foi necessário o desenvolvimento de um método bastante preciso para sua medição e a unidade de medida para esta grandeza é o Watt RMS.

Todo amplificador traz no seu manual, na parte de especificações técnicas, o item "Máxima potência em Watts RMS" e junto deste dado devem aparecer mais algumas informações complementares, indispensáveis à sua perfeita avaliação.

No caso dos amplificadores mono (com apenas um canal de saída), basta sabermos com que carga esta potência se desenvolve, a que nível de distorção e em que faixa de frequência.

Já no caso dos amplificadores estéreo, estéreo assimétrico ou multi canais, estes dados devem ser específicos para cada canal, quando em funcionamento individual e também para seu funcionamento conjunto uma vez que a potência chega a variar muito nessas condições.

É verdade que a potência de saída de um amplificador de áudio é diretamente proporcional ao quadrado da tensão do sinal que colocamos na sua entrada e também ao número de falantes que colocamos na sua saída, mas existem várias limitações e são estas limitações que vão distinguir um amplificador de outro.

Todo bom amplificador tem um número ideal recomendado de falantes que podemos colocar em paralelo nas suas saídas. Se colocamos menos falantes, ele terá menor potência disponível e funcionará com certa folga mantendo porém suas especificações nominais de qualidade de som. Colocando o número máximo recomendado de falantes, poderemos utilizar a sua máxima potência disponível com segurança e qualidade de som. (Não é recomendável utilizar arranjos com falantes em série, mesmo que sejam do mesmo modelo).

ATENÇÃO: Algo bem diferente ocorre quando colocamos um número excessivo de falantes na saída de um amplificador de áudio, mesmo que seja só um a mais.
O primeiro sintoma é o aumento da temperatura geral do aparelho que tenderá a se desligar por proteção térmica, sua potência máxima rapidamente cai para a metade e na maioria dos casos perdemos a qualidade do som.

A potência de saída de cada canal de um amplificador se divide igualmente entre os falantes quando estes forem do mesmo modelo e estiverem em paralelo.

Quando se coloca num amplificador um sinal senoidal de amplitude máxima e constante com distorção harmônica menor que 1%, seu consumo de energia elétrica chega geralmente a uma grandeza 1,6 vezes maior que a potência de saída nominal que vai para os falantes. Como exemplo podemos concluir que um amplificador de 2000 WRMS irá consumir 3200 Watts, na sua máxima potência.

Felizmente, esta não é a condição prática de funcionamento de um amplificador de áudio moderno.
Na prática vamos ter outras taxas médias de consumo bem menores e que dependem do tipo de programa que se vai reproduzir.

Como referência o ruído rosa, que se aproxima do aplauso constante de uma torcida, tem um ciclo útil de 50%.

Rock n' Roll de alta compressão nos médio graves, tem um ciclo útil de 40%.

Trio elétrico com seu emprego típico para as massas, tem um ciclo útil de 35% a 40%.

Jazz moderno e os programas de show brasileiro, tem um ciclo útil de 30%.

A música ambiente, tem um ciclo útil de 20%.

A voz isolada de um cantor e a conversação contínua, tem um ciclo útil de 10%.

Um sistema de chamadas de uso pouco freqüente, tem um ciclo útil de 1%.

Consumo:

Equações usadas para um calculo mais exato do consumo dos amplificadores:

Potência de entrada do amplificador



C = consumo de potência elétrica (Watts)
E = eficiência do amplificador (.65)
PN = potência nominal de saída de ambos os canais (Watts)
U = ciclo útil (porcentagem). Estes valores foram publicados na 3a parte do artigo.
Q = potência consumida em repouso (Watts). Consultar o manual do seu amplificador
(aprox.40 Watts para amps até 1500W e 80 Watts para maiores potências)

Para converter potência de entrada em Watts para corrente em Ampères.


I = corrente em (Ampères)
C = consumo de potência elétrica (Watts)
T = tensão da rede em Volts (110 ou 220)
F = fator potência. Consultar o manual do seu amplificador
(0,85 na média dos amps do mercado)

Obs.: O coeficiente [1,6] empregado nos cálculos que se encontram na 3a parte do artigo, é aproximado e já leva em conta a correção do fator potência e distorção característica da nossa rede elétrica. " atenção que o artigo é do Brasil

in Ruy Monteiro Studio R.

Abraço e boas audições





Só me apraz dizer (escrever).


É que isto não tem por onde se pegue.

Exatamente como escrevi "vale o que vale".

Cada um interpreta o que está escrito e tem a bitola daquilo que sabe sobre o assunto.

Abraço a todos

Espero que não tenhas levado a mal, mas a minha critica não foi dirigida a ti. Como referes não editaste o texto, no entanto isso não te livra totalmente de responsabilidades.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 47
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Set 02 2012, 00:40



Apesar de não ter "ponta" por onde se pegar, que diz muitas verdades diz.


A interpretação depende de cada um.


A responsabilidade nunca me assustou, faz parte da minha vida!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5004
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qui Set 06 2012, 23:24

luis lopes escreveu:
bem relativo aos antigos, penso que regra geral
consomem mais que os recentes.
eu tenho um sansui 661

É verdade o meu sistema da Teleton de 1979/80 o amplificador gasta qualquer coisa como 340W ele debita 35w por canal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qui Set 06 2012, 23:26

ducar escreveu:
luis lopes escreveu:
bem relativo aos antigos, penso que regra geral
consomem mais que os recentes.
eu tenho um sansui 661

É verdade o meu sistema da Teleton de 1979/80 o amplificador gasta qualquer coisa como 340W ele debita 35w por canal.


Isso deve de ser o consumo máxima nas piores circunstancias possíveis. Em média deve de gastar uns 70W hora, se tanto.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5004
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qui Set 06 2012, 23:30

António José da Silva escreveu:
ducar escreveu:
luis lopes escreveu:
bem relativo aos antigos, penso que regra geral
consomem mais que os recentes.
eu tenho um sansui 661

É verdade o meu sistema da Teleton de 1979/80 o amplificador gasta qualquer coisa como 340W ele debita 35w por canal.


Isso deve de ser o consumo máxima nas piores circunstancias possíveis. Em média deve de gastar uns 70W hora, se tanto.

Tenho que olhar para o contador quando o ligar neste momento está a reparar deixou de dar um dos canais mas já sei que tem recuperação e com isso já fico mais descansado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qui Set 06 2012, 23:35

ducar escreveu:
... mas já sei que tem recuperação e com isso já fico mais descansado.


Felizmente, quase tudo tem reparação. Ainda bem. Pede a quem o está a reparar que aproveite e meça o consumo "real" médio e vais ver que não tens que te preocupar.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qui Set 06 2012, 23:39

Não podemos olhar para o consumo apenas em função da potência debitada.
A maioria dos amps antigos tem diversos circuitos que contribuem para o consumo. No caso dos receivers temos sempre o sintonizador, outros têm equalizador, etc.
Muitas destas funções adicionais são conseguidas à base de componentes activos, que também contribuem para o consumo total.
Mas realmente o consumo que os fabricantes apresentam será sempre o máximo, que em circunstancias normais nunca atinge.
Voltar ao Topo Ir em baixo
manuelmadeira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 109
Data de inscrição : 14/10/2012
Idade : 52
Localização : Évora

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Ter Jan 01 2013, 23:39

Os amplificadores não consomem o que está escrito atras, aquilo são potencias teóricas, temos alguns amplificadores que fazem o milagre da multiplicação, com 5X100W ou 7X100W depois tem de consumo na rede 200W ou 300W, esses dados tem em conta que nem sempre os 5 ou 7 amplificadores estão a conduzir no máximo de sua potencias, como á amplificadores que não chegam aos consumos anunciados, normalmente costumo ver pela potencia dada de consumo e o valor dividido por 4 vai dar +- a potencia de saída do amplificador, isto se for um AB.

Em relação aos Class A a coisa complica, há por ai muitos tipos de Class A, eu tenho um que tem de consumo na rede 750W que é Class A, tem 100W RMS, este mantem os transístores sempre a conduzir, como cada canal tem 4 de potencia e cada um com 200W aquece um pouco, tenho outro que é um New Class A que sem som está frio, com 2X60W e um consuma á rede de 370W, tenho outro em Class AB com 850W na rede e com 110W RMS, mas é um Dual Mono tem 2 transformadores duas fontes de alimentação independentes e cada uma com os seus condensadores niveladores o que pode ter muitas perdas, e fazer aumentar o consumo, quando se tem monstrinhos destes não se pode pensar em economia, mas sim ligar ver a luz da casa ir abaixo, e ter o prazer de os ouvir tocar sem que lhes falte a paparoca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5004
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qua Jan 02 2013, 00:47

Estou lixado os meus powers da Audiolab gastam todos juntos 1100W gasta tanto como um aquecedor a óleo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qua Jan 02 2013, 00:49

ducar escreveu:
Estou lixado os meus powers da Audiolab gastam todos juntos 1100W gasta tanto como um aquecedor a óleo.


Duvido muito que seja sequer parecido com esse tipo de consumos.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5004
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qua Jan 02 2013, 00:51

António José da Silva escreveu:
ducar escreveu:
Estou lixado os meus powers da Audiolab gastam todos juntos 1100W gasta tanto como um aquecedor a óleo.


Duvido muito que seja sequer parecido com esse tipo de consumos.

É o que diz o manual no caso do 8000P gasta 500W os dois 8000M 300x2W.
E agora?
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qua Jan 02 2013, 00:53

ducar escreveu:
António José da Silva escreveu:
ducar escreveu:
Estou lixado os meus powers da Audiolab gastam todos juntos 1100W gasta tanto como um aquecedor a óleo.


Duvido muito que seja sequer parecido com esse tipo de consumos.

É o que diz o manual no caso do 8000P gasta 500W os dois 8000M 300x2W.
E agora?


Isso provavelmente será o absoluto pico máximo em casos extremos. Mas o consumo médio deve de ser uma fração disso.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
manuelmadeira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 109
Data de inscrição : 14/10/2012
Idade : 52
Localização : Évora

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Dom Jan 13 2013, 12:55

Um bom amplificador tem sempre uma boa margem de corrente de reserva, o facto de eles terem consumos energéticos elevados descritos nas suas traseiras, não consomem isso em continuo, e talvez nem a prego com eles, os amplificadores são +- como uma torneira de água, só deita aquilo que nos queiramos, ao abrir mais a torneira ela deixa passar mais água mas temos sempre o limite das nossas tubagens e a sua pressão também, o facto de termos disponível um caudal de 100L/h não quer dizer que vamos usar isso tudo ou mesmo se temos isso disponível no momento.
Eu tenho um carro com 2700cm3 de motor, tanto me gasta 5,8L/100 como 15L/100, mas uma coisa garanto, quando faz falta andar rápido ele anda mas também gasta, se queria gastar pouco comprava um mata-velhos.
Acho pessoalmente que isso dos consumos energéticos não é muito importante, se queremos potencia temos que ter consumo energético elevado, são directamente proporcionais, a eficiência energética é outra coisa, mas como queremos bom som e não nos vamos preocupar com isso só lhes temos é que rodar o potenciómetro do volume nos sentido dos ponteiros do relógio e desfrutar dum bom som.



Voltar ao Topo Ir em baixo
masa
Membro AAP


Mensagens : 119
Data de inscrição : 29/01/2013
Idade : 73
Localização : Vale de Milhaços

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Qua Nov 26 2014, 12:16

Para saber o consumo de um equipamento o mais fácil é usar um aparelhómetro destes:


Uma "achega" . No Leroy ,passe a publicidade, estão  a vender aparelhos semelhantes que nos informam
em tempo real os valores em KW e €uros . Preço 12,99
Voltar ao Topo Ir em baixo
rodrigoctmendonca
Membro AAP
avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 17/03/2014
Idade : 43
Localização : Lisboa e Toronto

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Seg Dez 01 2014, 14:42

Boas,

Confesso que nunca dei importância a tal coisa mas... só por curiosidade, fui ver à brochura do meu pré e power e diz lá que, o pré consome 17 watts e o power 500W/900VA.

Não sei se é muito ou pouco... mas que me dá um prazer enorme cada vez que os ligo... ai isso dá


Abraços,
Rod.

Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Seg Dez 01 2014, 15:16

rodrigoctmendonca escreveu:
Boas,

Confesso que nunca dei importância a tal coisa mas... só por curiosidade, fui ver à brochura do meu pré e power e diz lá que, o pré consome 17 watts e o power 500W/900VA.

Não sei se é muito ou pouco... mas que me dá um prazer enorme cada vez que os ligo... ai isso dá


Abraços,
Rod.

Orquestra


Relembra lá de que bichos estamos a falar?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
rodrigoctmendonca
Membro AAP
avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 17/03/2014
Idade : 43
Localização : Lisboa e Toronto

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Seg Dez 01 2014, 18:06

Estamos a falar de um pré Spec-1 e power Spec-2, ambos da Pioneer...

[img][/img]

(os dois meninos à direita da foto)

smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64911
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Seg Dez 01 2014, 18:30

Grandes máquinas.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
rodrigoctmendonca
Membro AAP
avatar

Mensagens : 160
Data de inscrição : 17/03/2014
Idade : 43
Localização : Lisboa e Toronto

MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   Seg Dez 01 2014, 21:43

Não sei se são... pois não são considerados "material audiófilo" mas são aquilo que sempre quis de pequeno... desde que os vi pela primeira vez em casa de uns amigos dos meus Pais... fiquei

Passados uns 29 anos... e muita procura (e mais um tanto de dinheiro posto de lado) eis que finalmente os tenho!


Abraços,
Rod.

Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: consumo amplificadores   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
consumo amplificadores
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» consumo amplificadores
» Amplificadores Ashdown
» AMPLIFICADORES PALMER MAGNUS lll para c baixo
» Somar 2 amplificadores.
» Samples de amplificadores da Zoom B3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Estado "sólido" (transístores)-
Ir para: