Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Duvidas existenciais

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
JCF
Membro AAP


Mensagens : 218
Data de inscrição : 08/07/2010
Idade : 54
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 15:26

Pois é caros amigos, não sei bem o que fazer. Tenho neste momento 3 GD a saber:

Um Dual 505-4 com cabeça de origem e agulha 168E ja usada e uma 20 praticamente nova. Está em muito bom estado sem riscos ou sinais de uso e toca bastante bem para o aparelho que é. Não tem o silencio dos Thorens, nem a definição e palco. A agulha original dava um som um pouco menos definido e ligeiramente aspero mas com a agulha OM 20 nova a definição é boa embora como referi não tem a separação de instrummentos, o palco a extensão de graves dos GD mais elaborados.

Um Thorens TD160B mkII que comprei no ebay. Montei-lhe um braço Linn basik plus usado mas em bom estado e uma Audio Technica AT440MLa nova e uma armboard em aluminio da sound supports. Toca muitissimo bem, é silencioso, tem boa extensão de grave e boa separação de instrumentos, palco muito profundo e focado. Apenas lhe noto uma saida um pouco mais baixa do que por exemplo a Ortofon ou a Goldring 1012GX (esta tem 6.5v de saida). A impressão é o de uma menor dinamica mas tal pode dever-se a tal saida mais baixa, para dar realmente alto tenho de por o volume nas 12h o que com CD seria impensável. Gosto muito deste GD pois para alem de tudo foi montado e afinado por mim.

Um Thorens TD 126 mkIII com um braço SME serie 3 e uma Goldring 1012GX já usada. É um GD bastante volumoso, ve-se que tem já uns bons anos mas está em bom estado. O elevador do braço já me deu alguns problemas, já lhe tive de mexer algumas vezes mas ha uns meses que nao tem dado problemas. É muito silencioso, não menos que o 160. O som é mais dinamico (saida mais alta) o palco é bom no geral, tem boa definição mas tende para o aspero. Suspeito que a agulha já não estaja no melhor estado mas nao tenho meios de a inspecionar, tenho uma lupa mas não é suficiente. Foi afinado por mim, a cabeça está +/- alinhada mas o braço não está com a distancia recomendada pelo que a cabeça fica muito ligeiramente desalinhada da shell.

Agora o meu problema. Não se justifica ter 3 giradiscos e portanto 1 deles terá de ir à vida. Gosto de ter um GD semi automático pois nem sempre estou a ouvir com atenção e preocupa-me que a agulha fique ali largos minutos no fim do disco. Em principio a minha ideia seria vender o 126, poderá ter maior valor de venda. Alem disso para ficar com ele terei de pensar numa agulha nova ou seja 150 euros no ebay ou pouco mais em PT. Acredito que com a agulha nova possa ficar a ser o melhor dos 3 em termos de som mas será sempre um aparelho delicado devido à complexidade. O 160 tem despertado algum interesse mas como o comprei as peças ficou relativamente caro e poderei vir a perder bastante dinheiro. O Dual tem pouca procura no mercado embora sinceramente ele bata facilmente e por boa margem qq Project Debut III...

Resumindo estou algo tentado em comprar a agulha Goldring nova mas receio que seja dinheiro deitado à rua caso a venda do 126 se concretize. Está à venda no Ocasião, quando tiver tempo coloco anuncio também aqui. Aceitam-se ideias e opiniões sobre o que fazer.

PS: Atenção que isto não é um tópico de oferta pelo que agradeço não sejam colocadas quaisquer questões dessa indole neste tópico. Obrigado
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15223
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 15:44

Ficas com o 160 e vendes os outros.
Compras um bom deck de fitas et voilá, já podes ouvir musica despreocupadamente.
Mais, passas a ouvir musica despreocupadamente com a mesma qualidade que ouves com o 160...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
JCF
Membro AAP


Mensagens : 218
Data de inscrição : 08/07/2010
Idade : 54
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 18:12

Por acaso tenho um deck de cassetes da Denon que era razoavel mas notava sempre alguma perda do original para a gravação. Alem de que o sistema tambem não é perfeito, a resposta em frequencia é limitada (tirando fitas metálicas, etc), ha erros de azimuth, dolby's diferentes, etc. Sinceramente não estou a pensar enveredar por ai.

O 160 é o GD que eu gosto mais principalmente porque fui eu que juntei as peças. Não tem a dinamica do 126 e talvez não tenha o silencio mas em parte a culpa pode ser da Goldring. É uma cabeça mais cara que a 440 MLa e tem uma saida de 6.5v que pode ser mais adequada ao meu pre, um 640p.

Seja qual for o GD que eu venda vou ter pena de o ver partir... ;-(
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 20:15

Boa noite JCF.

Sem me querer imiscuir nos factores financeiros que poderão influenciar a sua decisão, o meu conselho iria no sentido de conservar o Thorens TD 126 MkIII e ver-se livre do SME Series III.

O braço SME Series III foi o maior flop da SME. Aliás o próprio fabricante o reconheceu. Creio que se investir noutro conjunto braço/célula (talvez se reinvestir algum do capital realizado na venda de um ou dos outros dois GDs) ficará com um front-end analógico para o resto da vida. E que em termos de desempenho envergonhará muitos sistemas bem mais caros.
Partindo do principio que o TD 126 MkIII está de boa saúde e afinado, nmmo, constitui uma plataforma excelente para a montagem de um braço e uma célula de nível superior.

Cumprimentos,
MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 21:22

Milton escreveu:
Ficas com o 160 e vendes os outros.
Compras um bom deck de fitas et voilá, já podes ouvir musica despreocupadamente.
Mais, passas a ouvir musica despreocupadamente com a mesma qualidade que ouves com o 160...

O que é isso de um deck de fitas. Será algo que tem uma roda com +/- 13" de diâmetro, uma base de madeira ou outro material um braço com uma célula de leitura na ponta, um motor síncrono e um elemento de tracção, que no final é decorado com umas fitas ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64400
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 21:24

Em minha opinião, a sugestão do MJC é a que mais se enquadra com aquilo que eu também penso e que deverias de considerar.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15223
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 56
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 21:30

Goansipife escreveu:
Milton escreveu:
Ficas com o 160 e vendes os outros.
Compras um bom deck de fitas et voilá, já podes ouvir musica despreocupadamente.
Mais, passas a ouvir musica despreocupadamente com a mesma qualidade que ouves com o 160...

O que é isso de um deck de fitas. Será algo que tem uma roda com +/- 13" de diâmetro, uma base de madeira ou outro material um braço com uma célula de leitura na ponta, um motor síncrono e um elemento de tracção, que no final é decorado com umas fitas ?
Sim, um bom deck pode ser , por exemplo, uma boa base para treinar o swing de golfe...
lol!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Ter 22 Maio - 21:37

Milton escreveu:

Sim, um bom deck pode ser , por exemplo, uma boa base para treinar o swing de golfe...
lol!
E eu que pensava que tu andavas a treinar a gravar com qualidade Afinal usas o swing de golfe para demonstrares a tua frustaçao após uma gravação daquelas



Fui albino
Voltar ao Topo Ir em baixo
JCF
Membro AAP


Mensagens : 218
Data de inscrição : 08/07/2010
Idade : 54
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 13:22

Obrigado pelas respostas.

Infelizmente o dinheiro não abunda e a capacidade de investimento é algo limitada. Para trocar de braço só por outro SME com o mesmo tipo de montagem pois não deve ser facil arranjar uma armboard para o 126. Um SME 3009 seria a unica hipotese já que é o unico com preços acessiveis. Não sei se será muito melhor que este, a unica vantagem +/- evidente é a shell destacavel. Não sei se este braço será compativel com o automatismo do 126, este que tenho o Series III improved é.

Entretanto ontem voltei a entreter-me com o TD 160B. Desde que veio nunca lhe tinha visto o oleo. A verdade é que é bastante silencioso e portato não me pareceu urgente estar a ver esse aspecto. Ontem resolvi por mãos à obra.

Não tinha muito oleo lá dentro, posivelmente nem 1 cc. Limpei com papel absorvente e por fim com um cotonete. Depois andei a ver na net qual seria o oleo mais indicado. Tenho um frasquinho de oleo vendido no ebay pela Exact audio o XTT0. Também tenho um frasco com valvulina salvo erro 80/90 que era o recomendado pela systemdeck. Acabei por optar pelo primeiro.

Não sei qual a quantidade de oleo recomendada pelo que fui metendo de 5 em 5 gotas. A certa altura o sub-prato começava a fazer efeito mola isto é o ar demorava algum tempo a sair e pareceu-me que o oleo estaria quase a vir até cima. Limpei o espigão e voltei a meter e ficou assim, acredito que esteja quase até cima.

Com oleo para motores electricos da Mobil coloquei uma pequena gota na ponta da chave de fendas e coloquei no eixo por baixo do motor. Outra pequena gota na base da polia mesmo perto onde o veio entra no chassis. O motor ficou mais silencioso e parece-me que vibra menos.

Agora o resultado final. Ficou bem mais silencioso e já não noto diferença com o 126. Depende dos discos, claro, mas com os mais silenciosos nota-se a diferença, o volume pode estar nas 14h sem se ouvir mais do que um rumor. Medios e agudos ficaram bem, boa focagem, boa profundidade. Vozes tonais e sem ser agressivo. No gave é que estou com duvidas. O grave parece-me ter aumentado em volume e até em extensão. O que parece faltar um pouco é o recorte. Creio que anteriormente notava um pouco mais de recorte nas notas mais graves.

O que poderá ser? Oleo a mais? Oleo desadequado?
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64400
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 14:04

O óleo se não me engano são umas 8 gotas. Quanto a qualidade, recomendo que compres o Kit do Joel e ficas descansado. Ainda por cima, o Kit inclui uma correia de qualidade.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 15:04

JCF escreveu:
Obrigado pelas respostas.

... Não sei se este braço será compativel com o automatismo do 126, este que tenho o Series III improved é....


Boa tarde JCF.

Podia descrever quais as funções do automatismo que funcionam com o SME Series III?

Obrigado,

MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
enxuto
Membro AAP


Mensagens : 1284
Data de inscrição : 14/05/2011
Idade : 43

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 15:09

JCF escreveu:


Seja qual for o GD que eu venda vou ter pena de o ver partir... ;-(

Já me tem acontecido muitas vezes.
Enfim às vezes parece que os objectos são mais do que isso mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.abportal.net
JCF
Membro AAP


Mensagens : 218
Data de inscrição : 08/07/2010
Idade : 54
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 16:22

MJC escreveu:
JCF escreveu:
Obrigado pelas respostas.

... Não sei se este braço será compativel com o automatismo do 126, este que tenho o Series III improved é....


Boa tarde JCF.

Podia descrever quais as funções do automatismo que funcionam com o SME Series III?

Obrigado,

MJC

Viva

Basicamente é o levantar a agulha e desligar o motor no fim do disco. Creio que tem um sistema optico qualquer que funciona com o braço. Não sei se será compativel com qualquer braço que se monte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 18:28

Obrigado pela resposta.

Portanto quando o braço SME chega às espiras de saída do disco, o elevador original do TD 126 sobe. Correcto?

Tenho imensa curiosidade em saber como é que a detecção do fim de disco é feita. No braço original, sei como é, porque tive uma trabalheira desgraçada para afinar um TD 126 cujo proprietário tinha montado outro braço e quando o vendeu resolveu montar o original.

Se o sistema de fim de disco que está montada no Series III funciona bem, também funcionará com outro braço.

Cumprimentos,
MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
JCF
Membro AAP


Mensagens : 218
Data de inscrição : 08/07/2010
Idade : 54
Localização : Alfragide

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 18:37

MJC escreveu:
Obrigado pela resposta.

Portanto quando o braço SME chega às espiras de saída do disco, o elevador original do TD 126 sobe. Correcto?

Sim é isso mesmo, sobe e desliga o motor embora seja possível que não desligue, é regulado num botão. Pode não fazer nada, subir o elevador ou subir o elevador e desligar o motor.

Tenho imensa curiosidade em saber como é que a detecção do fim de disco é feita. No braço original, sei como é, porque tive uma trabalheira desgraçada para afinar um TD 126 cujo proprietário tinha montado outro braço e quando o vendeu resolveu montar o original.

Se o sistema de fim de disco que está montada no Series III funciona bem, também funcionará com outro braço.

Sim funciona impecavelmente

Cumprimentos,
MJC

Respostas a azul

Este automatismo para mim é relativamente importante pois facilmente me posso esquecer do GD a funcionar e ficar largos minutos no fim do disco. O Dual também tem este automatismo o que num uso despreocupado é bom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   Dom 27 Maio - 19:04

Olá mais uma vez.

Como escrevi antes, se o automatismo característico do TD 126 funciona bem com o SME Series III, funcionará da mesma forma com um 3009 ou com outro braço. É uma questão de estudar o posicionamento do sistema de detecção e afiná-lo para o braço em questão.

Se o automatismo de fim de disco é muito importante para si, creio que será esta mais uma razão para conservar o TD 126.

Não lhe será muito difícil arranjar um braço que lhe potencie o magnífico GDs que é o TD 126. Qual é a célula que tenciona montar no TD 126?

peço desculpa de fui agressivo ao rotular de flop o SME Series III. Mas de facto não encontro outras palavras. De quaçlquer modo é um braço que conseguirá vender muito bem (sabe-se lá porque razão ainda tem tanta saída) e a verba realizada permitir-lhe-à seguramente adquirir um braço bastante superior.

Se um dia tiver oportunidade e paciência, tire umas fotografias ao sistema de detecção montado no SME. Deve ter sido um trabalho de grande precisão que a malta aqui gostaria de conhecer.

Cumprimentos,
MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Duvidas existenciais   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Duvidas existenciais
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Duvidas Cubase
» Algumas duvidas que todo mundo tem.
» tamanho da escala e nº de trastes
» Slap no Acústico -- (Duvidas de um iniciante)
» Duvidas sobre Ampeg Ba115t - 100w e Hartke A100

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: