Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Gira Bolachas - A Dúvida

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3
AutorMensagem
MJC
Membro AAP


Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Ter Maio 22 2012, 20:03

nbunuel escreveu:


O homem da Quad sabia bem o que criou...O Quad II nem sequer pode ser considerado um aparelho de alta fidelidade uma vez que é um poço de distorções...


Ora aí está uma afirmação com a qual todos, mas todos, os audiófilos do mundo inteiro concordam.

Deve ser a questão que reúne a maior unanimidade no mundo do áudio.

E acrescentaria que se um Quad II estiver a passar o sinal para uma Quad ESL 57, então nem de fidelidade poderemos falar.

Saudações Analógicas,
MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Ter Maio 22 2012, 20:26

ricardo onga-ku escreveu:


Caro unidade,

São raras as vezes que não saio dos xôs desapontado com a maioria dos sistemas aí demonstrados.
As causas são várias mas julgo que a mais importante é esta moda de exagerar a "presença" e acentuar o extremo agudo e são essas causas que me levam a pensar que os sistemas analiticamente frios e agressivos não se compõem afinal de equipamentos tecnicamente irrepreensíveis; infelizmente high-end (já?) não é sinónimo de excelência técnica e de bom desempenho mas significa antes que se tratam de produtos caros, peças de joalharia destinadas a uma clientela endinheirada que muitas vezes compra pelo preço e pelo hype (estou a generalizar mas acho que se trata da maioria).

Mas não posso negar que a gravação e reprodução doméstica de música é uma tecnologia demasiado imperfeita e que pode beneficiar de algum "tempero" mas penso que este seria mais eficaz quando adaptado ao prato em questão

Boas audições,
Ricardo

Indiscutível, do meu ponto de vista, que o chamado Hi-End, já foi mais Hi e muito melhor End, e como qualquer negócio o preço sobre sobre muito sobre valorizado é sempre uma tentação para muita ganância e neste mundo ela também não falta.

Contudo seria injusto da minha parte não reconhecer que neste mundo especializado do audio ainda existe imensa gente séria e com pretensões sérias de fazer algo diferente, pelo gosto da realização e da criatividade. Portanto cuidado com as generalizações

Não tenho duvida que um Dan D'Agostino Momentum a puxar por umas Wilson (só este conjunto pode ultrapassar os 200K €) é algo de outro mundo e para outro mundo de bolsas, mas também não tenho dúvidas que existem muitos sistemas que custam entre 1% e 3% deste valor (entre 2.000 e 6.000 €) a fazer muito mortal feliz por muitos e muitos anos.

Afinal tudo é relativo.

Os Shows são contudo locais de promoção e não de audição, mas são muitas das vezes os únicos sítios onde poderemos ver estes monumentos de criatividade e inovação tecnológica
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Ter Maio 22 2012, 20:51

Goansipife escreveu:


»...Portanto cuidado com as generalizações...«


Sábias palavras.

Saudações Analógicas,
MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4811
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Ter Maio 22 2012, 22:00

Goansipife escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:


Caro unidade,

São raras as vezes que não saio dos xôs desapontado com a maioria dos sistemas aí demonstrados.
As causas são várias mas julgo que a mais importante é esta moda de exagerar a "presença" e acentuar o extremo agudo e são essas causas que me levam a pensar que os sistemas analiticamente frios e agressivos não se compõem afinal de equipamentos tecnicamente irrepreensíveis; infelizmente high-end (já?) não é sinónimo de excelência técnica e de bom desempenho mas significa antes que se tratam de produtos caros, peças de joalharia destinadas a uma clientela endinheirada que muitas vezes compra pelo preço e pelo hype (estou a generalizar mas acho que se trata da maioria).

Mas não posso negar que a gravação e reprodução doméstica de música é uma tecnologia demasiado imperfeita e que pode beneficiar de algum "tempero" mas penso que este seria mais eficaz quando adaptado ao prato em questão

Boas audições,
Ricardo

Indiscutível, do meu ponto de vista, que o chamado Hi-End, já foi mais Hi e muito melhor End, e como qualquer negócio o preço sobre sobre muito sobre valorizado é sempre uma tentação para muita ganância e neste mundo ela também não falta.

Contudo seria injusto da minha parte não reconhecer que neste mundo especializado do audio ainda existe imensa gente séria e com pretensões sérias de fazer algo diferente, pelo gosto da realização e da criatividade. Portanto cuidado com as generalizações

Não tenho duvida que um Dan D'Agostino Momentum a puxar por umas Wilson (só este conjunto pode ultrapassar os 200K €) é algo de outro mundo e para outro mundo de bolsas, mas também não tenho dúvidas que existem muitos sistemas que custam entre 1% e 3% deste valor (entre 2.000 e 6.000 €) a fazer muito mortal feliz por muitos e muitos anos.

Afinal tudo é relativo.

Os Shows são contudo locais de promoção e não de audição, mas são muitas das vezes os únicos sítios onde poderemos ver estes monumentos de criatividade e inovação tecnológica

Se dei ênfase ao "generalizar" foi com alguma intenção. Cool

Não gosto do som das Wilson; não nego que têm qualidades mas também têm defeitos inadmissíveis para o preço.
Mas lá está, são consideradas pela maioria dos fazedores de opinião (também conhecidos por reviewers) como a crème de la crème, o nec-plus-ultra.
Quanto a esses Momentum, ouvi-os a alimentar umas Magico num dos últimos xôs e o som era mau (para os meus requisitos); claro que uma parte da culpa pode ser atribuída à sala mas ainda assim...
Não sei se é o seu caso mas muitos audiófilos deixam-se facilmente deslumbrar pelos acabamentos luxosos e caem que nem moscas na teia propagandista que alimenta estes grandes mitos do audio.

Ricardo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Ter Maio 22 2012, 22:26

ricardo onga-ku escreveu:
Goansipife escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:


Caro unidade,

São raras as vezes que não saio dos xôs desapontado com a maioria dos sistemas aí demonstrados.
As causas são várias mas julgo que a mais importante é esta moda de exagerar a "presença" e acentuar o extremo agudo e são essas causas que me levam a pensar que os sistemas analiticamente frios e agressivos não se compõem afinal de equipamentos tecnicamente irrepreensíveis; infelizmente high-end (já?) não é sinónimo de excelência técnica e de bom desempenho mas significa antes que se tratam de produtos caros, peças de joalharia destinadas a uma clientela endinheirada que muitas vezes compra pelo preço e pelo hype (estou a generalizar mas acho que se trata da maioria).

Mas não posso negar que a gravação e reprodução doméstica de música é uma tecnologia demasiado imperfeita e que pode beneficiar de algum "tempero" mas penso que este seria mais eficaz quando adaptado ao prato em questão

Boas audições,
Ricardo

Indiscutível, do meu ponto de vista, que o chamado Hi-End, já foi mais Hi e muito melhor End, e como qualquer negócio o preço sobre sobre muito sobre valorizado é sempre uma tentação para muita ganância e neste mundo ela também não falta.

Contudo seria injusto da minha parte não reconhecer que neste mundo especializado do audio ainda existe imensa gente séria e com pretensões sérias de fazer algo diferente, pelo gosto da realização e da criatividade. Portanto cuidado com as generalizações

Não tenho duvida que um Dan D'Agostino Momentum a puxar por umas Wilson (só este conjunto pode ultrapassar os 200K €) é algo de outro mundo e para outro mundo de bolsas, mas também não tenho dúvidas que existem muitos sistemas que custam entre 1% e 3% deste valor (entre 2.000 e 6.000 €) a fazer muito mortal feliz por muitos e muitos anos.

Afinal tudo é relativo.

Os Shows são contudo locais de promoção e não de audição, mas são muitas das vezes os únicos sítios onde poderemos ver estes monumentos de criatividade e inovação tecnológica

Se dei ênfase ao "generalizar" foi com alguma intenção. Cool

Não gosto do som das Wilson; não nego que têm qualidades mas também têm defeitos inadmissíveis para o preço.
Mas lá está, são consideradas pela maioria dos fazedores de opinião (também conhecidos por reviewers) como a crème de la crème, o nec-plus-ultra.
Quanto a esses Momentum, ouvi-os a alimentar umas Magico num dos últimos xôs e o som era mau (para os meus requisitos); claro que uma parte da culpa pode ser atribuída à sala mas ainda assim...
Não sei se é o seu caso mas muitos audiófilos deixam-se facilmente deslumbrar pelos acabamentos luxosos e caem que nem moscas na teia propagandista que alimenta estes grandes mitos do audio.

Ricardo
Pois é nunca ouviu estas peças na melhores condições e portanto não sabe avaliar. Mas a Imacustica pode proporcionar-lhe uma audição a sério.

Ah e já agora não sou audiófilo e nunca fui. Só gosto de ouvir a minha música servida nas melhores condições possíveis. Mas também não tenho nada contra os audiófilos e muito menos tenho a panca do anti qualquer coisa. Quando é bom é bom e como já ando nestas coisas há muitos anos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
nbunuel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2453
Data de inscrição : 07/07/2010

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Ter Maio 22 2012, 22:57

MJC escreveu:
nbunuel escreveu:


O homem da Quad sabia bem o que criou...O Quad II nem sequer pode ser considerado um aparelho de alta fidelidade uma vez que é um poço de distorções...


Ora aí está uma afirmação com a qual todos, mas todos, os audiófilos do mundo inteiro concordam.

Deve ser a questão que reúne a maior unanimidade no mundo do áudio.

E acrescentaria que se um Quad II estiver a passar o sinal para uma Quad ESL 57, então nem de fidelidade poderemos falar.

Saudações Analógicas,
MJC
caro MJC... naturalmente que existe notoriamente uma diferenciação entre o que eu considero alta fidelidade e o conceito que Vª Exª1
vejamos
" A alta fidelidade não significa apenas a capacidade de reprodução de sons de uma vasta gama de frequências, mas também a de seguir fielmente as variações sem vazios ou saltos, respeitando o timbe e a profundidade ambiental do lovcal em que foi feita a execução.
Os aparelhos de alta fidelidade devem ter a capacidade de reproduzir sons com frequência compreendidas entre os 30-30Hz e 15-20.000Hz" in TV rádio esterofonia- Ed àtica
Ora o que me oferece dizer de um aparelho que quase não consegue reproduzir os 50Hz e mais 15.000Hz e que tem quase 6db de desvio no 1Khz! ??
Abraço

Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4811
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Angles

MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    Qua Maio 23 2012, 11:21

Goansipife escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Goansipife escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:


Caro unidade,

São raras as vezes que não saio dos xôs desapontado com a maioria dos sistemas aí demonstrados.
As causas são várias mas julgo que a mais importante é esta moda de exagerar a "presença" e acentuar o extremo agudo e são essas causas que me levam a pensar que os sistemas analiticamente frios e agressivos não se compõem afinal de equipamentos tecnicamente irrepreensíveis; infelizmente high-end (já?) não é sinónimo de excelência técnica e de bom desempenho mas significa antes que se tratam de produtos caros, peças de joalharia destinadas a uma clientela endinheirada que muitas vezes compra pelo preço e pelo hype (estou a generalizar mas acho que se trata da maioria).

Mas não posso negar que a gravação e reprodução doméstica de música é uma tecnologia demasiado imperfeita e que pode beneficiar de algum "tempero" mas penso que este seria mais eficaz quando adaptado ao prato em questão

Boas audições,
Ricardo

Indiscutível, do meu ponto de vista, que o chamado Hi-End, já foi mais Hi e muito melhor End, e como qualquer negócio o preço sobre sobre muito sobre valorizado é sempre uma tentação para muita ganância e neste mundo ela também não falta.

Contudo seria injusto da minha parte não reconhecer que neste mundo especializado do audio ainda existe imensa gente séria e com pretensões sérias de fazer algo diferente, pelo gosto da realização e da criatividade. Portanto cuidado com as generalizações

Não tenho duvida que um Dan D'Agostino Momentum a puxar por umas Wilson (só este conjunto pode ultrapassar os 200K €) é algo de outro mundo e para outro mundo de bolsas, mas também não tenho dúvidas que existem muitos sistemas que custam entre 1% e 3% deste valor (entre 2.000 e 6.000 €) a fazer muito mortal feliz por muitos e muitos anos.

Afinal tudo é relativo.

Os Shows são contudo locais de promoção e não de audição, mas são muitas das vezes os únicos sítios onde poderemos ver estes monumentos de criatividade e inovação tecnológica

Se dei ênfase ao "generalizar" foi com alguma intenção. Cool

Não gosto do som das Wilson; não nego que têm qualidades mas também têm defeitos inadmissíveis para o preço.
Mas lá está, são consideradas pela maioria dos fazedores de opinião (também conhecidos por reviewers) como a crème de la crème, o nec-plus-ultra.
Quanto a esses Momentum, ouvi-os a alimentar umas Magico num dos últimos xôs e o som era mau (para os meus requisitos); claro que uma parte da culpa pode ser atribuída à sala mas ainda assim...
Não sei se é o seu caso mas muitos audiófilos deixam-se facilmente deslumbrar pelos acabamentos luxosos e caem que nem moscas na teia propagandista que alimenta estes grandes mitos do audio.

Ricardo
Pois é nunca ouviu estas peças na melhores condições e portanto não sabe avaliar. Mas a Imacustica pode proporcionar-lhe uma audição a sério.

Ah e já agora não sou audiófilo e nunca fui. Só gosto de ouvir a minha música servida nas melhores condições possíveis. Mas também não tenho nada contra os audiófilos e muito menos tenho a panca do anti qualquer coisa. Quando é bom é bom e como já ando nestas coisas há muitos anos...

Calma aí; pode dizer que as condições não eram favoráveis mas daí a afirmar que eu não sei avaliar!!! Evil or Very Mad

Além disso nunca falei (bem ou mal) dos audiófilos (na mensagem que cita), só critiquei o(s fabricantes de) ai-ende e um género/espécie de consumidores destes produtos (muitíssimo raro no nosso país). Razz

É isto que eu critico, esta falta de pudor que envergonharia o maior vendedor de banha da cobra:

"Audiophiles know Dan D’Agostino as the world’s most skilled and passionate designer of audio electronics, and the first to champion the use of high-powered solid-state amplifiers in high-end audio.
With the Momentum monoblock amplifier, he begins anew with revolutionary concepts, innovative materials and a fresh-slate design.
The momentum sounds warmer, more musical, more alive than any other amplifier Dan has designed—and any other amplifier, period."


Sim é tudo muito polidinho, 60kg de ferro com mostradores analógicos e ouro de 700 quilates, mas quando passamos às avaliações técnicas e à escuta silent (não me refiro ao Momentum mas ao ai-ende em geral...estou a generalizar)
Enche o ouvido, sim, mas através do olho...e da propaganda...e da imprensa da especialidade...espera lá, imprensa = propaganda.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Gira Bolachas - A Dúvida    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Gira Bolachas - A Dúvida
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 3Ir à página : Anterior  1, 2, 3
 Tópicos similares
-
» Dúvida entre Gira-Discos Pionner PL-514 vs Dual CS 505-3
» Curiosidades interessantes da vida de Michael Jackson
» Pomba-Gira tocando baixo?
» Parabéns Fórum Contrabaixo BR - 1 Ano de Vida!
» Corda - Dúvida

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: