Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 O IC que surpreende!...

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1576
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 49
Localização : Elvas

MensagemAssunto: O IC que surpreende!...   Seg Mar 05 2012, 19:01


Três pedaços de fio V 1,5mm o mais curto possivel.
Para um canal, esquerdo ou direito, apenas um fio soldado ao rca, pois a massa é comum. No outro canal vão os dois fios.

RCA«------fio 1,5mm-------------»RCA
«------fio 1,5mm-------------»

rca«------fio 1,5mm------------»rca


Uma manga termo rectrátil a isolar e...

Baixo custo + Baixa mão de obra + Baixa capacidade = ALTO DESEMPENHO

Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
ANTONIO CARLOS ROQUE



Mensagens : 25
Data de inscrição : 11/05/2012
Idade : 63
Localização : Rio de Janeiro - Brasil

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qua Out 24 2012, 14:46

Olá! Deixe-me ver se entendi a idéia. Em um cabo a ligação é feita somente com um fio, soldado digamos no miolo (deixar livre a massa) e no outro cabo a soldagem é feita utilizado o miolo e a massa nos dois lados. È isto? grato!
Voltar ao Topo Ir em baixo
rcarreira
Membro AAP


Mensagens : 321
Data de inscrição : 13/12/2010
Idade : 43
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qua Out 24 2012, 23:07

Entao não era isto que acontecia nas fichas DIN de que ninguem gosta? Para além de serem mais praticas, diminuírem a quantidade de esparguete atras dos aparelhos, ainda tinham massa comum e blindagem...

Ricardo
Voltar ao Topo Ir em baixo
MicroGruas
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3204
Data de inscrição : 12/11/2011
Idade : 49
Localização : Oriente

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qua Out 24 2012, 23:26

Fichas Din que tem a Naim como possivelmente a unica marca a defendelas.

E as cablagens deles nem são "ezotérikas", talvez saibam algo que nós não sabemos?!?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1576
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 49
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 08:43

microseiki escreveu:
Fichas Din que tem a Naim como possivelmente a unica marca a defendelas.

E as cablagens deles nem são "ezotérikas", talvez saibam algo que nós não sabemos?!?

O segredo...é simplicidade acima de tudo.
Para lá disto é artificialisar e lucrar com "dogmas", superstições e invenções no que se refere aos contactos e cablagens.
Voltar ao Topo Ir em baixo
rcarreira
Membro AAP


Mensagens : 321
Data de inscrição : 13/12/2010
Idade : 43
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 08:49

Ora aqui vai alguma informação...
Mas quer-me cá parecer que os cabos DIN se prestam menos ao "voodoo" das fichas douradas, materiais exóticos, isolantes da NASA e coisas assim. Se à partida é uma solução tecnicamente mais sã, um cabo é um cabo, desde que feito com qualidade. Olha só o negocio que se perdia se todos os fabricantes continuassem a usar fichas DIN.

http://forums.naimaudio.com/displayForumTopic/content/1566878607154829?nc=1

Ricardo
Voltar ao Topo Ir em baixo
jpamplifiers
Membro AAP
avatar

Mensagens : 608
Data de inscrição : 16/09/2011
Localização : Sintra

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 10:27

Pierre escreveu:

Três pedaços de fio V 1,5mm o mais curto possivel.
Para um canal, esquerdo ou direito, apenas um fio soldado ao rca, pois a massa é comum. No outro canal vão os dois fios.

RCA«------fio 1,5mm-------------»RCA
«------fio 1,5mm-------------»

rca«------fio 1,5mm------------»rca


Uma manga termo rectrátil a isolar e...

Baixo custo + Baixa mão de obra + Baixa capacidade = ALTO DESEMPENHO

Orquestra

experimente aumentar um pouco o som e coloque a mão num dos fios, depois conte-nos o resultado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 11:15

microseiki escreveu:
Fichas Din que tem a Naim como possivelmente a unica marca a defendelas.

E as cablagens deles nem são "ezotérikas", talvez saibam algo que nós não sabemos?!?

Já conheces "A história do cabo de coluna" escrita pelo Roger Russell?

http://www.roger-russell.com/wire/wire.htm

Vou citar uma parte mas vale a pena ler até ao fim...

The Truth about Speaker Wire

Despite the effectiveness of Gordon's* cable demonstration and the truth about speaker wire, people visiting the McIntosh room at the shows, who had not experienced the cable demonstration, were disturbed that we were using ordinary heavy zip cord instead of one of the popular brands of speaker wire. Instead of listening to the McIntosh speakers and electronics, they recalled "bad" things they had been told about "common" speaker wire and this promoted questions about the "inferior" wire being used. When we changed the wire to a popular brand of wire, customers were happy with the setup, and directed their attention to the McIntosh equipment.

The demand for high quality speaker wire was increasing and appeared to be a new marketing area for several companies. McIntosh did not make or sell speaker wire. The solution seemed very obvious--rather than spend time and effort to create negative sales for McIntosh dealers who were beginning to sell speaker wire, it seemed best to encourage the speaker owner/customer to consult with the dealer about what speaker wire to use. Consequently, I no longer recommended the kind of wire or wire sizes in the speaker manuals.

By 1988, McIntosh no longer supplied audio interconnects with the electronics. Again, many kinds of special audio cables were available to the customer/owner. The dealer could also be consulted about what cables to use.

I credit the success of the speaker wire industry to their expert sales and marketing ability. However, it is my experience that ordinary copper wire, as long as it's heavy enough, is just as good as name brands.

Looking at this from a different perspective, there will always be those who will want expensive wire, not because there is an audible difference, but because they may value pride of ownership and prestige in a similar way to that of owning a Tiffany lamp or a Rolex watch.


* - Gordon Gow, presidente da McIntosh Laboratory


Última edição por ricardo onga-ku em Qui Out 25 2012, 13:18, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 12:51

Os belos e lindos cabuus

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pierre
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1576
Data de inscrição : 24/11/2010
Idade : 49
Localização : Elvas

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 13:39

jpamplifiers escreveu:
Pierre escreveu:

Três pedaços de fio V 1,5mm o mais curto possivel.
Para um canal, esquerdo ou direito, apenas um fio soldado ao rca, pois a massa é comum. No outro canal vão os dois fios.

RCA«------fio 1,5mm-------------»RCA
«------fio 1,5mm-------------»

rca«------fio 1,5mm------------»rca


Uma manga termo rectrátil a isolar e...

Baixo custo + Baixa mão de obra + Baixa capacidade = ALTO DESEMPENHO

Orquestra

experimente aumentar um pouco o som e coloque a mão num dos fios, depois conte-nos o resultado.

Não é para colocar as mãos!... Pureza desta natureza é intocável!

( até com uns blindados se unir-mos um pouco os cabos com o volume alto nota-se um aumento de ruido)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Manel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1414
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 14:22

Também fiz uns há uns anos, quando o Jorge Santos (tube dude) apareceu aí nos forums com essa "mézinha".
Não se portam mal se estiverem afastados de todas as interferências. No meu setup tive que os pôr de lado pois captavam tudo e mais alguma coisa. Nem podia ligar o plasma que tenho pendurado na parede. Era cá uma chiadeira.
Num setup simples e com poucos equipamentos onde se consigam afastar os cabos uns dos outros é capaz de funcionar bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 20:03

Continuo a ver alguma falta de bom senso em torno desta matéria...
É claro que o mercado explora as oportunidades que há, seja as de bolso pequeno ou grande e, como se tem visto, houve mesmo um aumento da parada, na medida em que houve ultimamente um crescimento na facilidade com que alguns são capazes de dispor de dinheiro para seja o que for e daí que parece ter surgido aparelhos escandalosamente caros. Naturalmente que a qualidade deve ser questionada, pelo menos considerando as quantias em causa. Mas ainda assim, lembro que existem condensadores... que custam uma pequena «fortuna» e isso também serve de desculpa para se ver tais preços.
Nos cabos acontece o mesmo. Não é o preço que define a qualidade. Agora pensar que o material é tudo o mesmo, é simplesmente falta de bom senso. Seja a questão de condução dos materiais, seja a fluidez... não é por acaso que existe uma constante investigação - é que, realmente, qualquer situação pode fazer uma diferença e, muitas vezes, grande. Por exemplo, o Neotheck tem o Legenburg rectangular que, apenas por ter essa forma, é superior ao redondo, que é igualmente de topologia chamada «grão único». E o resultado é incomparável com qualquer outro. No entanto, não assim tão caro...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 20:17

Stereo escreveu:
Seja a questão de condução dos materiais, seja a fluidez... não é por acaso que existe uma constante investigação - é que, realmente, qualquer situação pode fazer uma diferença e, muitas vezes, grande. Por exemplo, o Neotheck tem o Legenburg rectangular que, apenas por ter essa forma, é superior ao redondo, que é igualmente de topologia chamada «grão único». E o resultado é incomparável com qualquer outro. No entanto, não assim tão caro...



Mas olha que só por tu dizeres que é falta de senso e que faz muita diferença, não torna isso numa verdade adquirida, ou torna?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 21:49

António José da Silva escreveu:
Stereo escreveu:
Seja a questão de condução dos materiais, seja a fluidez... não é por acaso que existe uma constante investigação - é que, realmente, qualquer situação pode fazer uma diferença e, muitas vezes, grande. Por exemplo, o Neotheck tem o Legenburg rectangular que, apenas por ter essa forma, é superior ao redondo, que é igualmente de topologia chamada «grão único». E o resultado é incomparável com qualquer outro. No entanto, não assim tão caro...



Mas olha que só por tu dizeres que é falta de senso e que faz muita diferença, não torna isso numa verdade adquirida, ou torna?

Não é o que digo ou deixo de dizer que faz a verdade, mas aquilo que se procura quando se tenta de alguma forma alcançar uma melhoria e se consegue.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Qui Out 25 2012, 21:51

Stereo escreveu:


Não é o que digo ou deixo de dizer que faz a verdade, mas aquilo que se procura quando se tenta de alguma forma alcançar uma melhoria e se consegue.


Continua a ter a mesma validade de outros que procuraram e chegaram à conclusão de que é tudo mentira.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sex Out 26 2012, 21:51

António José da Silva escreveu:
Stereo escreveu:


Não é o que digo ou deixo de dizer que faz a verdade, mas aquilo que se procura quando se tenta de alguma forma alcançar uma melhoria e se consegue.


Continua a ter a mesma validade de outros que procuraram e chegaram à conclusão de que é tudo mentira.

Mentira?! Então, se quando alguém troca de amplificador, fonte ou colunas e, pensa que foi um erro ou então, pelo contrário, foi uma óptima compra, está a relativizar? Então qual é o sentido de falar de qualidade, quando apenas se pensa falar de vontade ou de gosto... e que afinal se admite que é tudo relativo?... Pensar que ouvir um gira de plástico ou um RB é a mesma coisa, não será aceitável, não?
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sex Out 26 2012, 21:54

Stereo escreveu:
António José da Silva escreveu:
Stereo escreveu:


Não é o que digo ou deixo de dizer que faz a verdade, mas aquilo que se procura quando se tenta de alguma forma alcançar uma melhoria e se consegue.


Continua a ter a mesma validade de outros que procuraram e chegaram à conclusão de que é tudo mentira.

Mentira?! Então, se quando alguém troca de amplificador, fonte ou colunas e, pensa que foi um erro ou então, pelo contrário, foi uma óptima compra, está a relativizar? Então qual é o sentido de falar de qualidade, quando apenas se pensa falar de vontade ou de gosto... e que afinal se admite que é tudo relativo?... Pensar que ouvir um gira de plástico ou um RB é a mesma coisa, não será aceitável, não?


Exatamente, Se ouvires um componente e não ouvires diferença, não ouves e tens tanto direito a dizeres que não ouves como o que diz que ouve.
Eu já fiz muita comparação com cabos até que me deixei disso. Mas quem quer acreditar...be my guest.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sex Out 26 2012, 22:40

António José da Silva escreveu:
Stereo escreveu:
António José da Silva escreveu:
Stereo escreveu:


Não é o que digo ou deixo de dizer que faz a verdade, mas aquilo que se procura quando se tenta de alguma forma alcançar uma melhoria e se consegue.


Continua a ter a mesma validade de outros que procuraram e chegaram à conclusão de que é tudo mentira.

Mentira?! Então, se quando alguém troca de amplificador, fonte ou colunas e, pensa que foi um erro ou então, pelo contrário, foi uma óptima compra, está a relativizar? Então qual é o sentido de falar de qualidade, quando apenas se pensa falar de vontade ou de gosto... e que afinal se admite que é tudo relativo?... Pensar que ouvir um gira de plástico ou um RB é a mesma coisa, não será aceitável, não?


Exatamente, Se ouvires um componente e não ouvires diferença, não ouves e tens tanto direito a dizeres que não ouves como o que diz que ouve.
Eu já fiz muita comparação com cabos até que me deixei disso. Mas quem quer acreditar...be my guest.

Grande confusão! Ouvir ou não ouvir nada tem que ver com o acreditar ou deixar de acreditar. Certamente que não compras-te nem o amplificador nem o gira... só porque acreditas-te que ouvias algo de melhor...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sex Out 26 2012, 22:44

Stereo escreveu:


Grande confusão! Ouvir ou não ouvir nada tem que ver com o acreditar ou deixar de acreditar. Certamente que não compras-te nem o amplificador nem o gira... só porque acreditas-te que ouvias algo de melhor...


Eu acredito que melhorei e que oiço uma diferença. Pode haver que não oiça nem concorde.
Todavia, nos cabos é bem pior em minha opinião, pois na maioria das situações o Placebo deve de rondar os 95% para ser meigo. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sex Out 26 2012, 22:57

Eu não nego a existência certos cabos ("maus" condutores ou simplesmente inadequados a uma dada tarefa) que atenuam as altas frequências ou alteram o equilíbrio tonal do sistema mas isso deve-se à topologia (afastamento, diâmetro e arquitectura dos condutores) e não a uma secreta filosofia do fabricante, tecnologia avançada ou um qualquer material raro e de difícil transformação.

O componente mais importante é a coluna porque é coluna e a relação desta com o espaço de escuta que apresenta mais distorções e é ela também o componente que apresenta maior variação de desempenho de modelo para modelo.

Para mim, gastar 300€ em cabos e 1000€ num par de colunas faz tanto sentido como gastar 3.000€ em 4 pneus e 10.000€ no automóvel.


Última edição por ricardo onga-ku em Sex Out 26 2012, 22:59, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sex Out 26 2012, 22:58

ricardo onga-ku escreveu:
Eu não nego a existência certos cabos ("maus" condutores ou simplesmente inadequados) que atenuam as altas frequências ou alteram o equilíbrio tonal do sistema mas isso deve-se à topologia (afastamento, diâmetro e arquitectura dos condutores) e não a uma secreta filosofia do fabricante, tecnologia avançada ou um qualquer material raro e de difícil transformação.

O componente mais importante é a coluna porque é coluna e a relação desta com o espaço de escuta que apresenta mais distorções e é ela também o componente que apresenta maior variação de desempenho de modelo para modelo.

Gastar 300€ em cabos e 1000€ num par de colunas faz tanto sentido como gastar 3.000€ em 4 pneus e 10.000€ no automóvel.


Gastar dinheiro em cabos faz tanto sentido como...

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1482
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 53
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 02:01

António José da Silva escreveu:
Gastar dinheiro em cabos faz tanto sentido como...

Bem é preciso por lá qualquer coisita para aquilo tocar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 05:59

João Henrique escreveu:
António José da Silva escreveu:
Gastar dinheiro em cabos faz tanto sentido como...

Bem é preciso por lá qualquer coisita para aquilo tocar...


O que não implica gastar dinheiro.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 11:48

António José da Silva escreveu:
João Henrique escreveu:
António José da Silva escreveu:
Gastar dinheiro em cabos faz tanto sentido como...

Bem é preciso por lá qualquer coisita para aquilo tocar...


O que não implica gastar dinheiro.
Não me digas que também "andas ao cobre", para juntar uns trocos!?
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 11:53

Fran escreveu:

Não me digas que também "andas ao cobre", para juntar uns trocos!?


Muita da malta que ai anda, podia vender os milhares de euros que gastou em cabuuus e deveria de render uns 10 euros em cobre. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 13:22

António José da Silva escreveu:
Fran escreveu:

Não me digas que também "andas ao cobre", para juntar uns trocos!?


Muita da malta que ai anda, podia vender os milhares de euros que gastou em cabuuus e deveria de render uns 10 euros em cobre. lol!
Olha, os meus cabuuus special one, são daqueles de cobre, um para cada
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 14:06

Fran escreveu:

Olha, os meus cabuuus special one, são daqueles de cobre, um para cada


Um dos grandes problemas é mesmo esse. A eletricidade não sabem nem liga nem é influenciada pelo tipo de cobre que passa especialmente em percursos de um metro.
O que existem são características como secção que alteram certos comportamentos, o que nada tem a haver se o cabo é quadrado, redondo, triangular ou espalmado. Um bom exemplo são os famosos DNM Reson que certas pessoas adoram pois o som fica muito "melhor". É óbvio que um cabo de coluna com uma secção de 0.5mm vai provocar fenómenos elétricos que alteram o som e até pode ser para o lado positivo (na perspetiva de quem ouve apesar de tecnicamente incorreto), mas é um fenómeno puramente elétrico que nada tem a ver com o enorme Voodoo que foi criado em torno dos cabos.
Mas mesmo certas diferenças mínimas que existem, são muitas vezes inaudíveis e nem se consegue provar com medições.
Mas o efeito placebo trata de dizer a muitos audiófilos que "pareceu-me ouvir uma diferença, e contra isso parece não haver nada a fazer.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 22:09

Os meus, são mais do que vulgares, 20 metros, 10 aéreos, se tanto


António José da Silva escreveu:
... Voodoo ... scratch
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Sab Out 27 2012, 22:26

Fran escreveu:
Os meus, são mais do que vulgares, 20 metros, 10 aéreos, se tanto


António José da Silva escreveu:
... Voodoo ... scratch


Tens razão, porra. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 58
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 17:16

Os materiais têm todos comportamentos diferentes em situações diferentes, sejam em termos de condução, isolamento... Interferências são apenas alguns dos problemas que se podem mencionar. A resistência, a capacitância... são alguns dos problemas que devem ser considerados, mas que, a não ser por quem os produz, normalmente não dizem muito...
Ainda têm dúvidas, de que a construção do próprio metal tem a sua importância? A questão da pureza, da estrutura, relativamente a ser composto de cristais de x ou y comprimento, ou então, de «grão único»... Por fim, se é composto por vários filamentos, multi-filar, ou pelo contrário, uni-filar; se o seu formato é redondo ou não... Enfim, tudo isto pode e deve ser compreendido.
Agora, há um «problema»: se não se consegue ouvir a diferença e insiste-se por isso em afirmar que tal não existe... e ou que aqueles que dizem ouvir estão apenas a ser atingidos por uma espécie de paranóia, então não faz qualquer sentido falar, pois é o mesmo que assumir simplesmente que se está a falar daquilo que se não sabe. Não se trata portanto de acreditar ou não que se ouve, de compreender o que se realmente ouve, ou seja, ter a sensibilidade necessária para tal reconhecimento e para assumir, honestamente, seja para com os outros, como para consigo mesmo, aquilo que se ouve.
O problema não está sequer na questão preço, mas na exigência, pois é esta que leva alguns a construir os seus cabos... É claro que a questão preço tem o seu peso, mas falo por mim, porque mesmo que tivesse dinheiro para comprar os cabos mais caros do mundo, tenho as minhas dúvidas de que ficaria satisfeito. Por outro lado, com as experiências que com o tempo vou fazendo, acabo por gastar bastante dinheiro, por isso, mais uma vez, é a questão de exigência que está em causa e isto não é ficção, pois por pouco que possa gastar, a mim custa-me muito ganhar esse dinheiro!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 17:31

Stereo escreveu:
Os materiais têm todos comportamentos diferentes em situações diferentes, sejam em termos de condução, isolamento... Interferências são apenas alguns dos problemas que se podem mencionar. A resistência, a capacitância... são alguns dos problemas que devem ser considerados, mas que, a não ser por quem os produz, normalmente não dizem muito...
Ainda têm dúvidas, de que a construção do próprio metal tem a sua importância?

Eu tenho.

Stereo escreveu:
Por fim, se é composto por vários filamentos, multi-filar, ou pelo contrário, uni-filar; se o seu formato é redondo ou não... Enfim, tudo isto pode e deve ser compreendido.

Há quem defenda que um cabo multi-unifilar é susceptível à indução de correntes parasitas (DNM) mas se essas mesmas interferências no sinal são relevantes ou audíveis em cabos de coluna com 3 ou 5m isso já é outra história.

Penso que não será errado estabelecer como princípio que o diâmetro e forma do condutor, a geometria da arquitectura do cabo e a composição do isolamento irá definir as características de indutância, capacidade e resistência do cabo.
E com base nesse princípio podemos afirmar que o desempenho de um cabo nada tem a ver com o preço ou com a pesquisa & desenvolvimento secretos levados a cabo pelos fabricantes de cabos (que curiosamente recorrem muitas vezes ao outsourcing).

No fundo passa-se com os cabos o mesmo que podemos observar com os fabricantes de amplificadores a transístores e leitores de CD: qualquer um deles consegue fabricar um equipamento relativamente "transparente" e só não o faz para que existam diferenças entre os seus produtos e aquelas fabricados pelo resto da manada.
Isso também acontece em menor escala com as colunas embora aqui se esteja a falar de um equipamento cuja topologia e componentes utilizados produzem uma assinatura mais acentuada; apesar disso muitos fabricantes optam por "afinar" a resposta de frequências ao som da casa para tentar sobressair nas escutas comparativas efectuadas nas lojas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 17:32

Amigo Fernando. Reduzes a força da sugestão (placebo) a algo inexistente. É algo a que todos estamos sujeitos, só que alguns em estado agudo.
A verdade (para mim e muitos) é que a diferença sonora entre cabos é inaudível se é que existe.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 17:35

Julgo que existem, ligeiras, mas não valem 300€...ou 5000.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 17:41

ricardo onga-ku escreveu:
Julgo que existem, ligeiras, mas não valem 300€...ou 5000.


Eu duvido muito que as diferenças sejam audíveis mantendo os parâmetros mínimos para que nada se altere a nível de circuito eletrifico. E mesmo alterando (e desde que não seja ao nível da asneira), não sei se é assim tão evidente.
Em testes que eu fiz, e com mais malta usando coisas bem diferentes, a diferençaras eram nulas ou no mínimo impercetíveis.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 17:55

António José da Silva escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
Julgo que existem, ligeiras, mas não valem 300€...ou 5000.


Eu duvido muito que as diferenças sejam audíveis mantendo os parâmetros mínimos para que nada se altere a nível de circuito eletrifico. E mesmo alterando (e desde que não seja ao nível da asneira), não sei se é assim tão evidente.
Em testes que eu fiz, e com mais malta usando coisas bem diferentes, a diferençaras eram nulas ou no mínimo impercetíveis.

A questão é que os fabricantes fazem tudo para dar nas vistas...ou neste caso nos ouvidos. Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 18:01

ricardo onga-ku escreveu:


A questão é que os fabricantes fazem tudo para dar nas vistas...ou neste caso nos ouvidos. Very Happy


A propaganda feita nos últimos anos em relação aos cabos foi tão grande que houve uma altura que era feio dizer que não se ouviam diferenças. Muita malta engolia em seco depois de gastar o dito dinheiro e refugiava-se no silencio e dizia que sim para não ser gozado. Felizmente que as coisas vão mudando lentamente e já não são só os defensores de uma imaginária diferença a falar.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 18:05

Os cabos esotéricos (leia-se caros) devem ser a mercadoria com maior margem (para revendedores e, quem sabe, até para reviewers).
Além disso comparam-se e mudam-se mais facilmente os cabos do que qualquer outra peça do sistema.
Voltar ao Topo Ir em baixo
reirato
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3152
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 74
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

MensagemAssunto: Auspicioso HALLOWEEN/2012   Dom Out 28 2012, 18:23

Que as bruxas os iluminem, INCRÉUS!!!



bom bom bom
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://arato.rocha@gmail.com
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 18:32

reirato escreveu:
Que as bruxas os iluminem, INCRÉUS!!!



bom bom bom


E que ardamos na fogueira eterna.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
stardrake
Membro AAP
avatar

Mensagens : 674
Data de inscrição : 29/01/2012
Localização : Cascais

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 18:47

Esta conversa sobre a audição de cabos é, no mínimo, da treta.
Apenas o Stereo tem procurado esgrimir argumentos com sentido e algum
rigor científico.

Na verdade,no caso das cablagens associadas a sistemas de produção de som, as mesmas
são elementos passivos do respectivo processo e em consequência não são audíveis; agora,
o processo em que estão inseridas, é audivel, e com resultados diferentes, em função dos
pressupostos técnológicos objecto das especificações definidas para o resultado pretendido.

Afirmar que os materiais utilizados, para satisfazer uma dada especificação, são irrelevantes
para o resultado final, é pura ignorância.

Aceito que haja quem não queira dar significado especial à questão das cablagens, de interligação
dos elementos activos do sistema, só peço que substituam os cabinhos dos interior dos seus
amplificadores (po exemplo) por um esparguete de cabos de candieiro de mesinha de cabeceira;
é uma experiência simples e que, segundo vocês, não produzirá qualquer alteração na qualidade
do desgraçado do amplificador.

Perguntem ao JPinto se ele pode fazer uma demonstração deste tipo, de preferência num teste
cego, embora seja bom que os testadores não sejam invisuais, por razões óbvias.

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:14

stardrake escreveu:

Apenas o Stereo tem procurado esgrimir argumentos com sentido e algum
rigor científico.


Mário


Mário, tem a santa paciência. De rigor cientifico não podemos falar de certeza absoluta. Alias, se se quiser chamar a ciência a conversa, todas as tentativas de medir ou explicar as hipotéticas diferenças falharam, excetuando as diferenças óbvias causadas por erros na conformidade elétrica como é o caso de certos cabos de colunas com secção reduzida. Depois posso informar, que esses testas já foram feitos em grande quantidades por essa Europa fora e tenho lido muitos desses testes feitos na Alemanha sempre com os mesmos resultados que é a impossibilidade de se saber pela audição qual o cabo ligado.

Depois ainda há a questao de que para se falar ao nível cientifico, exigia conhecimentos pelo menos mínimos de certas questões, coisa que não é o caso da maioria (por mim falo), e portanto, tudo o que podemos fazer é tentar descobrir por nós próprios se as hipotéticas diferenças existem ou não que foi o que fiz.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:21


Vejam , nem que seja pela decoração

Voltar ao Topo Ir em baixo
stardrake
Membro AAP
avatar

Mensagens : 674
Data de inscrição : 29/01/2012
Localização : Cascais

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:25

stardrake escreveu:


Na verdade,no caso das cablagens associadas a sistemas de produção de som, as mesmas
são elementos passivos do respectivo processo e em consequência não são audíveis;

Mário

António, desculpa lá estar-me a citar, mas nesse aspecto das audições o que escrevi está bastante
claro, pela citação supra.

O que eu quero reafirmar é que o desempenho dos cabos, enquanto elementos passivos, tem
consequências no resultado final que não devem ser desprezados. Agora se se ouvem ou não
não interessa nada; o que interessa é se a perfomance projectada para o conjunto interligado
está optimizada ou não.

Mário


Última edição por stardrake em Dom Out 28 2012, 19:53, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64941
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:25

No trabalho não dá...

Mas podias descrever só para mim.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:31

António José da Silva escreveu:
No trabalho não dá...

Mas podias descrever só para mim.

o fulano faz uma comparação com um cabo audiófilo, um normal e um feito com o metal de um cabide, lindo lol! ...

Voltar ao Topo Ir em baixo
lore
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1197
Data de inscrição : 11/07/2010
Localização : lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:37



Diz que faz ... nao vi nada a nao ser imagens da capa !


Voltar ao Topo Ir em baixo
Fran
Membro AAP
avatar

Mensagens : 8496
Data de inscrição : 08/12/2011
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:40

Eu não percebo nada disto, mas na minha ignorante opinião, o que interessa para a obtenção de um bom som, serão a agulha/cabeça, amp e colunas.


Fico deveras espantado com as pipas de massa que se gastam em GDs, quando na minha opinião, a diferença está na "peça" que faz a leitura (quais suspensões, quais estabilidade, quais rotações ) ... o mesmo, acho eu, se passa com os cabos.


Já alguém fez testes cegos com GDs muito distintos, e em que tudo o resto, agulha/cabeça, amp e colunas, fossem iguais?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ulrich
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4947
Data de inscrição : 06/10/2011
Idade : 40
Localização : Aveiro

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:43

lore escreveu:


Diz que faz ... nao vi nada a nao ser imagens da capa !




se non è vero è ben trovato
Voltar ao Topo Ir em baixo
reirato
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3152
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 74
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:49

Eu de científico não presumo, Deus me livre e guarde...

Mas tenho aqui dois ICs que utilizo correntemente e os quais aprecio muito positivamente (isto já é subjectivo, concordo...), tanto que os tenho em permanência montados no sistema com os BATs, um na saída do deck CD e o outro na saída do pre de phono, e com eles tenho 100% de certeza que serão absolutamente inconfundíveis e reconhecidos, em teste cego ou não, de luzes acesas ou às escuras (cuidado com essas mãozinhas... ), òbviamente experimentados num sistema com componentes constantes, trocando apenas os ditos ICs!
Tão diferentes são eles!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://arato.rocha@gmail.com
ricardo onga-ku
Membro AAP
avatar

Mensagens : 5278
Data de inscrição : 02/01/2012
Localização : Terra d'Anglos...e Saxões

MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   Dom Out 28 2012, 19:52

Fran escreveu:
Eu não percebo nada disto, mas na minha ignorante opinião, o que interessa para a obtenção de um bom som, serão a agulha/cabeça, amp e colunas.


Fico deveras espantado com as pipas de massa que se gastam em GDs, quando na minha opinião, a diferença está na "peça" que faz a leitura (quais suspensões, quais estabilidade, quais rotações ) ... o mesmo, acho eu, se passa com os cabos.


Já alguém fez testes cegos com GDs muito distintos, e em que tudo o resto, agulha/cabeça, amp e colunas, fossem iguais?!

Não leste este tópico?

http://www.audioanalogicodeportugal.net/t3296-analise-a-velocidade-dos-giras
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O IC que surpreende!...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O IC que surpreende!...
Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» A cada dia passa o meu SX me surpreende mais...
» O IC que surpreende!...

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Cabos-
Ir para: