Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe
 

 ?... !...

Ir em baixo 
AutorMensagem
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

?... !... Empty
MensagemAssunto: ?... !...   ?... !... EmptyTer Ago 24 2010, 02:04

Porquê? Porque sim! É algo que de alguma forma descreve a realidade cultural e que se poderia resumir a uma espécie de românce, onde o único discurso tem como base uma linguagem do tipo poetica. É certo que há sempre formas de confuindir as coisas e tentar justificar as mesmas de alguma forma, tal como acontece com as várias disciplinas, que a sociedade «consome». Mas isto é já outra coisa, na medida em que se presupõe algo que não se concebe verdadeiramente - que é o saber. Para subestituir de alguma forma esta lacuna, reivindica-se tal proforma e poder a disciplinas suas representadoras, mas o seu efeito, ainda que insconciente, é perverso e isso pode ser lido nas entrelinhas que a realidade nos mostra, como por exemplo, a questão das alterações climáticas.

Deixem-me mostrar alguns fenómenos, para que compreendam um pouco aquilo que está em questão. A mulher em geral, procura dentro dos possíveis, mostrar-se como intemporal, numa idade simbolica, que ideal para o sexo e a reprodução... e procura assim representar certos padrões, que de alguma forma foram impostos na sociedade como a estética a seguir. Assim, nos dias de hoje, a mulher sente o desejo de parecer loira e morena ao mesmo tempo. Por isso pinta o cabelo e tenta bronzear a pele. Ao mesmo tempo, tenta a todo o custo disfarçar a idade que deveras tem.
Por outro lado, o ser humano sente o desejo de possuir algo e normalmente á através do dinheiro que isso é possível. Ora, sabendo que é ai que reside o poder, a tendência é óbvia - quanto mais dinheiro melhor. Para que então possam entender a verdadeira importância do dinheiro, vou lembrar apenas um exemplo. Existe correntemente uma espécie de novela nos noticiários, que é sobre a questão da morte de uma mulher no Brasil e da relação com uma herança multimilionária. Trata-se de uma riqueza deixada por um português no brasil, que disse da própria filha «uma víbura, que só quer a sua morte para herdar a sua fortuna» e assim mostrou que o dinheiro nada vale.

Acontece que o ser humano procura, não só a satisfação que pode obeter, seja com o que for, pois sempre procura a satizfação e isto não cabe em nenhuma medida do mundo, ou seja, procura a plena satisfação. talvez não o saiba e ou não o ademita, mas inconscientemente a sua acção assim o denuncia.
É por isso que sempre o ser humano invoca um mundo de «variáveis infinitas», como se assim a coisa ficasse explicada, ou então não houvesse explicação.

Bom, pessoalmente, prefiro compreender as coisas. É por isso que a minha exigência me leva a ter uma postura, por exemplo, no áudio, em que preciso e por isso procuro a melhor forma possível para obeter a revelação que o suporte tiver para dar. Por exemplo, ainda hoje tive o prazer de ouvir um disco e, uma das coisas que me pareceu importante é, independentemente da qualidade, é obter a alma e a natureza, ou seja, ouvir tudo, como por exmplo, a diferênça entre as várias gravações que se fiseram na contituição daquele disco.

Revelação é a palavra que melhor descreve aquilo que me interessa. Mas isto é pessoal. De qualquer forma, acho que devo partilhar convosco isto.
É por isso que hoje vou abrir uma excepção. Vou partilhar convosco algo de especial, mas desde já vos digo que não estou aberto a quaisquer considerações relativamente a isto. Por isso, não me enviem mensagens sobre isto, pois não responderei, pois isto não é uma coisa qualquer e impessoal, se assim fosse então estaria a indicar-vos um livro ou algo do gênero.

http://www.tprf.org/
http://www.prem-rawat-maharaji.info/
http://theypi.net/

Fiquem bem
Fernando
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
MJC

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 68
Localização : Lisboa

?... !... Empty
MensagemAssunto: Re: ?... !...   ?... !... EmptyTer Ago 24 2010, 08:56

Caro Fernando,

Pela primeira vez neste fórum, vou ter que discordar consigo.

Escreveu o Fernando que quer partilhar algo connosco,e depois excusa-se a dialogar sobre o assunto. Que raio de partilha vem a ser esta que fica imobilizada à partida?

Finalmente, também discordo totalmente com a sua afirmação de um livro é qualquer coisa de impessoal.
E estou aberto a debater esta minha afirmação.

Sinceramente,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
Milton

Mensagens : 15373
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 58
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

?... !... Empty
MensagemAssunto: Re: ?... !...   ?... !... EmptyTer Ago 24 2010, 09:24

Tens toda a razão, o dinheiro não é tudo na vida....


...tambem há os cheques, os cartões de débito e o ebanking...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
Stereo

Mensagens : 3493
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 59
Localização : Lisboa

?... !... Empty
MensagemAssunto: Re: ?... !...   ?... !... EmptyQua Ago 25 2010, 01:38

M Fernandes escreveu:
Caro Fernando,

Pela primeira vez neste fórum, vou ter que discordar consigo.

Escreveu o Fernando que quer partilhar algo connosco,e depois excusa-se a dialogar sobre o assunto. Que raio de partilha vem a ser esta que fica imobilizada à partida?

Finalmente, também discordo totalmente com a sua afirmação de um livro é qualquer coisa de impessoal.
E estou aberto a debater esta minha afirmação.

Sinceramente,

Mário

Viva Mário,
O que acontece é que, como disse, não se trate de uma coisa qualquer e por isso não cabe em nenhum tipo de coisa nem de conceito. Por isso, não há aqui nenhuma questão de diálogo... E, por outro lado, ao contrário de um livro, que pode bem ser um objecto para qualquer um, se assim se pode dizer, aquilo que estou a partilhar convosco é a possibilidade de cada um poder ter um experiência única. Portanto, é algo esclusivamente pessoal. E terá que ser cada um por si a procurar essa mesma experiência.
Posso ainda acrescentar que devem adoptar aqui uma postura de abertura, procurando deixar de lado os conceitos, pois trata-se de algo que é precisamente o oposto aquilo que possam conhecer. tentando imaginar algo do mais simples possivel, ainda ficam longe, pois nem a imaginação vos consehue levar lá. Por isso, apenas se requer tempo e disposição. Mais não posso fazer. Apenas vos posso dizer que se estou a partilhar isto convosco é porque assim posso de alguma forma agradecer esta dávida - que é precisamente aquilo que é.

Fiquem bem!
Fernando
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




?... !... Empty
MensagemAssunto: Re: ?... !...   ?... !... Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
?... !...
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Off Topic-
Ir para: