Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Pensamentos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Stereo
Membro AAP


Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex Out 29 2010, 05:39

O problema é o resto! É dizer isso, por exemplo, aos tibetanos!... affraid Aliás, se bem que não tenha nada contra a cultura chineza em si, não posso dizer que até aqui há alguma razão para simpatias, apesar de tudo e principalmente das boas relações que sempre tivemos com a mesma. Admiro, sim, uma ou outra coisa, como a medicina tradicional, mas como sabem não é a excepção que faz a regra. O que eu desejo é que melhorem a sua realidade.
De resto, também não existe cultura perfeita. O que existem na vida e no mundo são ingredientes que podem ser aproveitados, para nos indicar o ideal...

Agora, só de pensar em tendências extremistas, como neste país, em cuba e tantos mais, onde uma lógica qualquer impõe uma vontade, não dando margem para a possibilidade de ir ao encontro daquilo que realmente importa, que é a condição humana!... What a Face E nem por isso o mundo em que a Europe se insere - o capitalismo - escapa a esta crítica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1453
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 52
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex Out 29 2010, 12:10

Stereo escreveu:
... apesar de tudo e principalmente das boas relações que sempre tivemos com a mesma...

Bem as relações já foram melhores, basta relembrar que enquanto Macau foi uma colónia portuguesa as relações eram umas depois passaram a ser outras, a prova disto foi a recusa de permitir que o navio escola Sagres ancorasse em Macau, disseram os amarelinhos que era um navio de guerra, e como tal não podia entrar.
Bem navio de guerra é ele, e deve ser cá uma ameaça...
São tudo relações economicistas, nada mais.
Stereo tu não dormes? eram 05:39 da madrugada. Bem, deve estar a dormir agora


Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15173
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex Out 29 2010, 12:18

Ele é uma alma errante, um filho da noite...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab Out 30 2010, 01:42

É, infelismente eu tenho que trabalhar de noite!

Não vejo esse caso ou incidente como má relação, mas como uma consequência natural da realidade vigente. É que como Macau agora está novamente na administração da China, está sujeita - ainda que com uma realidade muito particular - à realidade do regime e como sabem é, como todos os outros absolutistas, paranóico - com o devido respeito, naturalmente. Quem estiver minimamente atento ao que vai saindo, ou antes dizendo, escapando, nas notícias, bem vê como a coisa funciona.

O incrível é que no que respeita à economia, o egoismo e o dinheiro cegam as pessoas e por isso ninguém parece perceber o problema que se está a criar. E não falo apenas numa crise económica.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Seg Nov 08 2010, 02:11

Hoje, o cansaço não me deixou fazer nada. Também não abonou em favor da paciência. Daí que nem o telejornal consegui ver.
Como já disse, e também devem ter percebido por vós mesmos, a tv, assim como todos os canais de comunicação, e por não dizer a cultura, seguem tosdos a mesma lógica. Está é um pouco a lógica dos «top+», tal como na pserspectiva da bolsa... E o verdadeiro valor fica sempre desprezado!
Assim e visto que tivemos a visita do ministro chinês, fico mais que nunca com náusias, ao ver tanta estupidez e hipocrisia!
E como em todo o lado se vê disto, muito explicitamente nos canais de comunicação, o ser humano nada tem ganho com a sua vidinha... A amizade, por exemplo, não prescinde do valor que lhe é devido, ou simplesmente não existe. Mas esta realidade é transversal a toda a existência humana socialmente falando.

É por isso que eu questiono tudo. É que não sou - e talvez nunca tenha sido - ingénuo! E por isso, infelizmente, não vejo nada neste mundo com bons olhos, a não ser o manter a esperânça de ver sempre o resultado inevitavel, como um remédio, já que não houve lugar para a razão. Sim, porque a esperânça pervalece, apesar de «adivinhar» ou se perferirem, não acreditar em nada, quanto à realidade provável.

Enfim, apesar de tudo, não rejeito nada e sei dar valor à realidade humana. Por isso, também a amizade é para mim algo que tenho mmuito em conta.
A cultura, essa, estou-me cagando para ela!

Fiquem bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Seg Nov 08 2010, 02:16



Bêm visto !!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Seg Nov 08 2010, 10:35

Bom dia caro Stereo,

Ao afirmar que »A cultura, essa, estou-me cagando para ela«, quer dizer exactamente o quê?

Cumprimentos,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
avatar

Mensagens : 10380
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 59
Localização : Lanhelas - Minho

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Seg Nov 08 2010, 20:12

M Fernandes escreveu:
Bom dia caro Stereo,

Ao afirmar que »A cultura, essa, estou-me cagando para ela«, quer dizer exactamente o quê?

Cumprimentos,

Mário

Olá Mário,
"O que quer dizer??"
Que se está a cagar para a cultura

Abraço,
Filipe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 04:34

M Fernandes escreveu:
Bom dia caro Stereo,

Ao afirmar que »A cultura, essa, estou-me cagando para ela«, quer dizer exactamente o quê?

Cumprimentos,

Mário

Tal como o nosso amigo Vodoo, eu perfiro o saber e isso é coisa que não consta na cultura (ao que inclui a ciência), pelo que, se bem que tenho que conviver com a pequenês do mundo da cultura, não será por isso que não deva querer algo mais. É precisamente essa «algo mais» que está em causa: o sentido que a razão confere não se encontra no relativismo cultural, mas na efectividade real.
A crença não é a justificação de coisa alguma e se esta é a base de toda a realidade cultural, não é aqui que se encontra a legitimidade.

Ainda hoje passou na tv (no Pos e Contras) uma boa amostra daquilo que se entende como representação... e não é por acaso que é usual falar dos políticos e outros agentes, como ACTORES, como se se tratasse de uma representação, que deveras é. Na verdade. o ser humano quase sempre representa um papel, na espectativa de conseguir um pouco mais de satisfação... e sempre com uma boa desculpa. Raramente é honesto consigo próprio e muito menos com os outros. Compreendo que para o público em geral este programa seja um exemplo de expressão máxima daquilo que deve ser a preocupação do ser humano; devo no entanto dizer que isto é nada mais que uma realidade aparente, como diria Platão - se preferirem, um espectáculo.
A sociedade é uma combinação de interesses que nada têm que ver com aquilo que deveriam representar, que é o compromisso em si.

Espero ter explicado. Compreendo que isto seja complexo, não fosse isto algo que o mundo desconhece. Mas se este se dispôr eu também assumirei a minha parte, no que toca ao esclarecimento.
Se por outro lado o mundo preferir continuar como até hoje, para mim, é «igual ao litro». Que fiquem os «srs. drs. com os seus títulos representativos» que eu cá fico bem obrigado. Como já tive a oportunidade de dizer, a verdade, independentemente de ser compreendida será sempre a verdade. E o ser humano, pode bem viver a sua fantasia, o seu drama, mas não pode fugir à verdade mesmo não tendo consciência dela.

Fiquem bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 13:06

Bom tarde caro Stereo,

Respeito a sua opinião, mas como na minha forma de pensar as opiniões alheias não se comentam, mas contradizem-se, aqui vão dois ou três reparos,

O saber e a cultura são indissociáveis. Hoje em dia, e com tantos milhões de anos atrás de nós, não há cultura sem saber, nem saber sem cultura. Se há uma carrada de anos o filósofo disse que só sabia que nada sabia, pense passados todos estes anos o que o acumular de conhecimento/saber nos trouxe.

A cultura não se encerra num universo de »pequenês« como afirma. Bem pelo contrário. Ela é Universal e transversal a povos, todos eles com as suas sub-culturas e identidades.

A cultura não tem nada de relativismo. Sendo estabelecida e alicerçada no conhecimento acumulado, é bem real. Tome por exemplo o caso da Antropologia ― estudo dos povos e das suas culturas ― qual será o grau de relatividade neste caso?

A crença não é de forma alguma a base da realidade cultural. Será uma das componentes do estudo de determinados padrões culturais, mas sempre subordinados ao conhecimento.

Não posso terminar sem referir que acho curioso que »estando-se cagando para a cultura«, cite Platão. E ao citá-lo está também a citar a sua (dele Platão) excelência e envolvimento na arte, literatura e outras formas de cultura.

Cumprimentos,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
avatar

Mensagens : 10380
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 59
Localização : Lanhelas - Minho

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 18:21

Isto é cultura.
O AAP é cultura.
" Toca " a pedir um subsídio ao ministro ( ups. sequeci-me do sr. ), digo sr. ministro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 18:24

Luis Filipe Goios escreveu:
Isto é cultura.
O AAP é cultura.
" Toca " a pedir um subsídio ao ministro ( ups. sequeci-me do sr. ), digo sr. ministro.

Que reverte a favor da administração. (como sempre)

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 18:38

Luis Filipe Goios escreveu:
Isto é cultura.
O AAP é cultura.
" Toca " a pedir um subsídio ao ministro ( ups. sequeci-me do sr. ), digo sr. ministro.

Caro Filipe,

É uma senhora. E pianista. E boa (pianista, entenda-se). E a Gabi deve estar mais arrependida que um desgraçado de um gato que entrou aqui no jardim e se deparou com nove cães.

Viva a Cultura. Viva o AAP, Viva o vinil. Viva a sanduíche de presunto que vou comer daqui a um minuto.

Abraços,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
*©uℓto do Ʋıƞıℓ ®
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1377
Data de inscrição : 04/07/2010
Idade : 44
Localização : Terra da Capa Rica

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 18:48

Pois eu apetece-me "cagar" com um bom livro.

" Cagar e meditar, ler a cagar, eis a questão"



Terminando gosto de me aculturar...mas também de cagar.

Final de conversa de m****, pelo menos para mim.

Um bem haja a todos e acima de tudo
Bons sons

Nota: o autor deste pequeno texto reserva-se ao direito de cagar seja para o que for, inclusivé para este tópico
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://cultovinil.blogspot.com
Luis Filipe Goios
Membro AAP
avatar

Mensagens : 10380
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 59
Localização : Lanhelas - Minho

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 19:46

M Fernandes escreveu:
Luis Filipe Goios escreveu:
Isto é cultura.
O AAP é cultura.
" Toca " a pedir um subsídio ao ministro ( ups. sequeci-me do sr. ), digo sr. ministro.

Caro Filipe,

É uma senhora. E pianista. E boa (pianista, entenda-se). E a Gabi deve estar mais arrependida que um desgraçado de um gato que entrou aqui no jardim e se deparou com nove cães.

Viva a Cultura. Viva o AAP, Viva o vinil. Viva a sanduíche de presunto que vou comer daqui a um minuto.

Abraços,

Mário
Eu sei, eu sei....Caro Mário
Bom apetite.
Filipe
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Nov 09 2010, 20:56

Boa noite caros foristas,

O pensamento do dia de hoje tem a ver com a disposição/colocação das colunas numa sala.

Quer se tratem de colunas de chão ou de estante com suportes (nunca percebi porque chamam às colunas mais pequenas »monitoras«), gostaria de ouvir os vossos comentários acerca da clássica disposição em triângulo equilátero.

Agradeço que justifiquem os vossos comentários (minimamente) para que o tópico se torne interessante.

Que avancem as considerações.

Cumprimentos,

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Nov 10 2010, 01:44

M Fernandes escreveu:
Bom tarde caro Stereo,

Respeito a sua opinião, mas como na minha forma de pensar as opiniões alheias não se comentam, mas contradizem-se, aqui vão dois ou três reparos,

O saber e a cultura são indissociáveis. Hoje em dia, e com tantos milhões de anos atrás de nós, não há cultura sem saber, nem saber sem cultura. Se há uma carrada de anos o filósofo disse que só sabia que nada sabia, pense passados todos estes anos o que o acumular de conhecimento/saber nos trouxe.

A cultura não se encerra num universo de »pequenês« como afirma. Bem pelo contrário. Ela é Universal e transversal a povos, todos eles com as suas sub-culturas e identidades.

A cultura não tem nada de relativismo. Sendo estabelecida e alicerçada no conhecimento acumulado, é bem real. Tome por exemplo o caso da Antropologia ― estudo dos povos e das suas culturas ― qual será o grau de relatividade neste caso?

A crença não é de forma alguma a base da realidade cultural. Será uma das componentes do estudo de determinados padrões culturais, mas sempre subordinados ao conhecimento.

Não posso terminar sem referir que acho curioso que »estando-se cagando para a cultura«, cite Platão. E ao citá-lo está também a citar a sua (dele Platão) excelência e envolvimento na arte, literatura e outras formas de cultura.

Cumprimentos,

Mário

Viva Mário,
Eu respeito as opiniões, o problema é que a minha expressão não é uma mera opinião, pois se me refiro ao saber, é como referir-me à verdade: é que se trata de algo que não depende de um tempo, de um espaço nem sequer de uma vontade, mas de uma disposição para reconhecer algo que antes de ser pensado já existia - e não é sequer uma descoberta, mas uma redescoberta.

Aquilo que o filosofo diz, «só sei que nada sei», não é senão o reconhecer que não encontrou a sabedoria. Por isso ele não é um sábio, mas um filosofo, ou seja, alguém que busca o saber.

Penso que isto já mostra que a cultura nada tem que ver com o saber. Na cultura, encontram-se conhecimentos, que servem uma realidade relativa ao tempo e ao espaço... enqunto que o saber vai de encontro à natureza das coisas, mesmo da própria cultura. É por isso que, como qualquer um eu vivo com a cultura e neste caso lembrei-me de citar a «caverna de Platão», que mesmo aqueles que a lêm nem por isso a entendem, ao contrário, eu não a li e segundo aquilo que ouvi, não preciso ler para a entender.

Eu sei que isto é algo demasiado complexo, mas não será por isso que o devam rejeitar. O não entender uma coisa não é razão para julgar de qualquer forma. Pelo contrário, o importante é o reconhecimento, pois só por esta via se ganha. Sim, pois no âmbito do saber não há competição, mas aceitação de uma realidade que é por si irrelutável.

Fiquem bem.
Fernando
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Nov 10 2010, 01:57

Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Nov 10 2010, 02:04

Viva Mário,
Bom tópico!
Eu já tenho comentado precisamente sobre essa questão... As colunas colocadas em triângulo, transmitem o som de uma forma a que pessoalmente não concordo ser a melhor, pois o som fica direcional. Por outras palavras, existe uma distorção da realidade contida no suporte, o qual tem uma disposição para mostrar que, mal ou bem feito, seja a gravação como a mistura... devem ser reveladas e só com a disposição paralela se consegue tal efeito.
Aliás, existe até o conceito «as colunas desaparecem», definindo assim também uma qualidade destas, que com as mesma montadas em triângulo não é possível perceber.

A qustão das colunas serem «monitoras» ou não tem que ver basicamente com uma questão de reprodução de banda. Mas igualmente acontece com questões do tipo económico e mesmo de economia de espaço.
Pessoalmente estou muito satisfeito com as minhas «monitoras», pois embora sejam de apenas duas vias tenho uma reprodução de banda excelente. As unidades dos graves, as ScanSpeak 15w revelator, vão aos 30hz! De resto, casadas com os Vifa XT25, fazem uma reprodução exemplar!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: sanidade mental e leberdade de expressão...   Seg Dez 13 2010, 01:31

Algures no Brasil encontra-se um certo dilema na política. O Tiririca, candidato local não preenchia os requisitos para tal e mesmo assim foi a eleições, vindo a ser eleito. Estas coisas acontecem, por incrível que pareça. Não menos estranho é mesmo dando-se conta da situação, acabar por aceitar esta, indo contra as regras.
Poderá pensar-se que é a vontade do povo, mas é um engano: é um interesse do poder.

É certo que o sr. Lula da Silva vem do «povo» (como se os outros não viessem), mas ele demonstra de alguma forma uma certa sanidade, que lhe permite olhar as coisas de forma mais realista. E isto nada tem que ver com a sanidade mental do povo, que vota sem compreender minimamente aquilo que está a julgar. Mas capacidade para entender a realidade também é algo que não cabe numa ideologia.

Enfim, não é exactamente sobre isto que venho falar. Venho falar da comunicação e da liberdade de expressão e acima de tudo da verdade, que independentemente da relação que se possa ter com ela, ninguém pode negar que é indispensável, pois sem ela nada pode ser garantido.

Na ordem do dia está também a wikileaks. Como sabem, existem muitos muitos interesses e vontades que estão contra aquilo que aqui se passa. E é por isso que então já existe uma conspiração contra o mentor deste canal.

É curioso que, um jornalista/comentador opôs-se a estas revelações, dizendo que é perigos, etc. Na verdade, se existe algum perigo não será por aí, mas por não se fazer o que se deve. E neste caso, nem se sabe se não há um propósito de passar informações. Lembro, por exemplo, que numa situação de guerra a informação faz parte da estratégia, e isto ainda há pouco, aquando o ataque ao Iraque foi claro, quando a informação tendia a ser controlada.
Mas o mesmo jornalista/comentador não deve estar lembrado, por exemplo, da fuga de informação relativamente a um caso recente, onde estava em causa o sigilo, de que dependia a boa saúde da investigação e consequente julgamento. Aqui, poder-se-ia dizer do jornalista um cúmplice de um crime. Por que é que assim não aconteceu?

Ao contrário do jornalista, que antes demais deveria defender a liberdade de expressão não o fez, o sr. Lula da Silva defendeu-a. Ora, isto merece o meu aplauso!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab Dez 25 2010, 06:03

Como nos aproximamos do próximo ano, começa a surgir uma vontade de arrumas as coisas e ponderar sobre certas questões que nos podem inquitar... Mas não é por isso que agora partilho esta impressão.

Já antes falei do anterior «manda-chuva» do Banco de Portugal que por ter sido um malandro exemplar, foi premiado com o convite para ir para o Banco Europeu. É que para roubar também é perciso ter arte e manha.

A crise não é um mal que os deuses lamçam sobre o ser humano: é a consequência da malandragem. E a própria crise é igualmente uma oportunidade para os malandros.
Não é dificil perceber como funcionam as coisas e quem aguenta sempre a situação. Resta saber, até que ponto o ser humano recusa a conscência da realidade e se submete ridiculamente à vontade do poder.

O sr. primeiro ministro receberá um prémio por bom comportamento. Um automóvel electrico, no valor de 30 000€. É assim que as coisas funcionam: a malandragem tem que ser recompensada! Isto não se chama malandragem, desculpem, pois não é favorecimento, corrupção nem nada do gênero, uma vez que não se pode provar - e não será provado, pois quando muito poder-se-á abrir um inquérito. Não se esqueçam que o poder é o que todos procuram, excepto aqueles que ao contrário se sujeitam a sustentar esse monstro. Sim, porque de outro modo, o sustentar o monstro, chama-se interesse.

Por hoje fica aqui apenas esta pequena impressão.

Fiquem bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15173
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Kalcrizekalmerde   Sab Dez 25 2010, 11:22

Há uma coisa que me anda a intrigar já á muito tempo, e prende-se com a exploração de petroleo em Portugal.
Aqui á talvez 5 anos, surgiu a noticia nos jornais e tv, da descoberta de um reservatorio de gas natural, que se estende desde Leiria, Torres Vedras até ao mar, e que seria o maior reservatorio conhecido do continente Europeu.
Noticia abafada....
Depois foi a noticia que os americanos da Mohave Oil estavam a perfurar em territorio nacional, e a gastar milhoes de dolares nessas perfurações.
Tudo caladinho....
Agora a noticia que o Comendador Berardo quer explorar esse filão do petróleo Português.....e ele é conhecido por perder muito dinheiro nos negocios.... Razz

ARRE GAITA !!!!
Mas será que ninguem vê o óbvio ????
Que ninguem vê que estamos a morrer de sede, porque não damos um passo para ir á fonte beber água????
Que ninguem vê que meia duzia de "artistas" estão a ver a melhor forma de delapidar o que é nosso ???
Que esta fortuna em petroleo e gas, num subsolo comparavel ao da Arabia Saudita, e que já foi comparada com o ouro do Brasil, é o que nos permite erguer a cabeça da crise ?
Mas parece-me que, com a Petrobras agora tambem metida no negocio, este ouro vai mesmo para o Brasil.....


http://economico.sapo.pt/noticias/petrobras-acredita-que-ha-petroleo-em-portugal_105382.html

http://economico.sapo.pt/noticias/petroleo-em-torres-vedras-sera-como-o-ouro-do-brasil_74359.html


http://economico.sapo.pt/noticias/berardo-quer-produzir-500-milhoes-de-barris-de-petroleo-em-portugal_74335.html

http://regiaodanazare.com/rn/index.php?option=com_content&task=view&id=3382&Itemid=54

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab Dez 25 2010, 11:37

Mas ainda mais estranho é, que quando esses recursos começam a ser explorados, nada altera para o comum dos cidadãos. Os preços e a percaridade dos serviços continuam os mesmo.
É estranho como é que é possível que tenhamos das electricidades, gás, telecomunicações, combustíveis etc. mais caras da Europa. Para não falar na chulice que é a compra de automóvel. Essa é outra coisa estranha. Num mercado que se diz comum, onde é possível comprar vinho (ou qualquer outro produto) em Espanha, França ou Alemanha sem qualquer problema, não é no entanto possível comprar um carro sem ter que pagar uma quantidade horrorosa de dinheiro.
Enfim, muito está mal e nós sabemos. Especialmente quem conhece bem outras realidades e que constata a enorme diferença de tratamentos e direitos das pessoas.
É o que temos. E é por isso que somos cada vez mais.....................os últimos.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Dom Dez 26 2010, 00:03

Pois é meus amigos, entraremos no nvo ano com a mesma expectativa. E a ignorância será, como sempre, aquela que a «todos» interessa. Senão veja-se.

Há pouco tempo, passou no prós e contras um programa sobre as preocupações socio-económicas, onde um dos intervenientes, um sr. professor catedrático, que não sei dizer o nome, dizia então que é preciso fazer as perguntas certas. Já não é a primeira vez que esta pessoa diz isto. Acontece que falta a disposição na sociedade para que as perguntas certas sejam feitas.
Vejam, por exemplo, a tv, canal de comunicação por excelência e que, aquilo que passa, mesmo com a desculpa de prestar um serviço público, é só tretas em cima de tretas, para enterter e vender, como quem distrai alguém para lhe ir ao bolso.
Ainda hoje, com esta onda natalícia, ouvi tanta treta sobre a «solidariedade». Aqui lembro, por exemplo, que se uns dão é para mostrar que têm, outros porque como não têm e sentem essa realidade tentam ajudar com o pouco que têm... Enfim, os problemas nunca são resolvidos, porque apenas se dipõe aquilo que interessa aos que se movimentam nesta «empresa». Por isso, não interessa resolver os problemas, pois seria o mesmo que acabar com a «empresa».

Vejam, por exemplo, os sindicatos, que reclamam direitos, como o ordenado mínimo... Por que é que não reclamam igualmente um ordenado máximo? Então não estariamos assim a aproximarmo-nos mais daquilo que seria justo, que é o valor do trabalho?
Pelos vistos, não importa muito se alguém ganha 60 ou 70 ordenados mínimos. Como se não houvesse qualquer lógica na relação das coisas.

Uma coisa vos digo, ao contrário daquilo que os interessados apregoam, o voto é um direito e um dever, mas se não em consciência mais vale não acontecer. E isto é mais que corrente! Mais: se a perspectiva é mesmo a de não votar é mesmo isso que deve ser seguido, pois pior que a falta de consciência é a inconsciência, ou seja, uma atitude inconsequente. Por isso, se o importante é a consciência, não é para acreditar em histórias, nem em pessoas que juram ser de bem em competentaes... delegando neles todo o poder que deveria pertencer à propria consciência. É como pegar no nosso dinheiro e entregar-lo a alguém para ele fazer o que entender e sem sequer ter que prestar contas.

Meus amigos, infelizmente a minha perspectiva para o novo ano não é animadora e não é por isso que vou delegar a minha parte. E reclamo por isso que me seja dado aquilo que é meu!
De qualquer forma, desejo que seja um bom ano para todos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Seg Dez 27 2010, 02:14

Dizia eu da tv: deveria ser um serviço público. Na verdade é um serviço, mas é do «caraças»!
Independentemente de serem canais públicos ou privados, funcionam todos na mesma base, mesmo oferecendo conteudos diferentes. Srevem acima de tudo interesses que não se inscrevem naquilo que se assume para sí, tomando o aspecto de «politicamente correcto - isto, naturalmente tendo em conta aquilo que assim se representa.
Por exemplo, a questão das «igualdades»; agora também do homosxualismo, que então a RTP2 se encarrega de apoiar. Enfim, o que se queira. Mas de um modo geral, importa alimentar uma aparência que serve de realidade. Seja em nome da igreja, da política, dos negócios em geral, o certo é que sempre se sustenta uma realidade e se impede que as coisas tomem outro rumo. É o «politicamente correcto».
Assim, vemos os canais de tv (enão só), um pouco como uma máfia: uma espécie de familia (quase sgrada), onde tentam ser ou parecer todos bonitos, simpáticos e boas pessoas, sempre prontas para «ajudar»... onde a empresa é a expressão única, mesmo quando negada.

Por isso, como já antes disse (salvo erro), num programa chamado Prós e Contras, certo dia aquando a intervenção de um interveniente, foi-lhe cortada a palavra, alegando estar a desviar-se da pergunta, quando na verdade a resposta estava a ser inconveniente.
E é assim: aquilo que interessa é o conveniente, e o povinho vive iludido com esta mentira a que chamam realidade.
E é assim, que igualmente não se encara os problemas e por conseguinte não se resolvem os mesmos, reinventando a realidade à medida do que convem a cada um. Daí que, coisas que deveriam ser consideradas incorrectas e inademitidas (como este caso do sr, primeiro ministro receber um automóvel), passam naturalmente como coisas normais.

Ora, inventar e ou repetir histórias, quando para as crianças, é perfeitamente natural - como é o caso do «Principe encantado», «A Cinderela», etc. Agora, pensar que só porque a alguém lembra um querer qualquer esse alguém tem logo o direito a realizar esse direito, como, por exemplo, ser senhor e dono, rei, etc, e pôr e dispôr daquilo que lhe não pertence, ou não deveria pertencer, isso é já outra coisa. Enquanto construção romântica, numa qualquer história... tudo é possível e aceitável, mas querer transpôr isto para a realidade é assumir a insanidade. Na vida real, mesmo o romance é algo muito definido, como um contrato entre duas pessoas, que assumem uma relação deliberadamente, mas é sempre algo que deve ser medido na sua natureza e respeitado como tal, e portanto, não apenas uma vontade, pois tata-se de algo maior que a própria vontade.
Por isso, o respeito não passa por nenhum tipo de vontade, mas de um dever. Haja inteligência para o reconhecer, pois a convicção não chega.

Fiquem bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15173
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 21:06

Eis uma Pessoa com o pensamento iluminado:
"Este País é uma barraca com parabólica e um submarino estacionado á porta"
http://videos.sapo.pt/JoFz521LdtWURRpTF1YY

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2950
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 21:28

ao ler estes ultimos posts, lembrei-me de algo que li, há uns domingos atras no expresso, escrito por alguem que "partiu" dias depois..

"Ernâni Lopes esteve, na semana passada, no programa da SIC-Notícias "Plano Inclinado", de Mário Crespo, para uma lição de economia, política e cidadania que devia ser retransmitida no horário nobre de todas as televisões generalistas. É economista de formação, mas a sua receita para esta crise - e para todas as crises futuras - dispensa números, gráficos, percentagens, gritaria e insultos gratuitos. Toma por adquirido que os valores, as atitudes e os padrões de comportamento são a base essencial de toda a actividade económica.
E apresenta uma cábula segura para o êxito, que aqui se reproduz:

onde existe "facilitismo", deve haver "exigência";
onde está "vulgaridade", pôr "excelência";
onde está "moleza", pôr "dureza";
onde está "golpada", pôr "seriedade";
onde está "videirismo", pôr "honra",
onde está "ignorância", pôr "conhecimento";
onde está "mandrice", pôr "trabalho",
onde está "aldrabice", pôr "honestidade".

Para vencer todas as crises, basta seguir este guia de substituição. Em casa, na escola, na empresa, no ministério, no Parlamento, até nos partidos políticos, se os valores em causa lhes parecerem compatíveis.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 21:49

Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4363
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: qual   Ter Dez 28 2010, 22:03



Última edição por ducar em Ter Dez 28 2010, 22:42, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 22:23

Mas isso teria que começar mesmo de cima. Senão repara no seguinte.

A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido excelência....trabalham segundo padrões estabelecidos.
A grande maioria dos cidadãos a quem é colocada exigência....executa normalmente o trabalho pedido.
A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido dureza....trabalha o horário normal, mais aquilo que puder fazer para sustentar a sua família.
A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido seriedade....(esta é mais complicada, mas já lá vamos)
A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido honra...(esta parece-me uma que o senhor aqui colocou para encher texto)
A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido conhecimento...(esta não me merece comentário)
A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido trabalho....(esta na generalidade é uma frase somente....triste)
A grande maioria dos cidadãos a quem é pedido honestidade. (????)

Para mim, esse senhor encheu um monte de nada com frases feitas de utopias, o que é sempre fácil.
(Eu sou contra o aborto e a favor da paz e condeno ataques terroristas....como vêm , não custa nada)

A grande maioria das pessoas, fazem o que essa senhora diz, (e muito mais que ela desconhece totalmente) por pouco mais do que ordenado mínimo nacional. (a palavra mínimo e miséria começam com a mesma duas letra)

A da seriedade é uma daquelas tramadas. Porque meio milhão de portugueses (dados oficiais, e portanto números aquém da realidade) ganham ordenado mínimo nacional, (o tal que começa pela letra M) e muitos ganham abaixo disso. (dados que infelizmente não constam porque parece mal)
Penso que não será fácil a perto de um milhão de pessoas da população portuguesa, (números por baixo) manter a seriedade quando se vêm confrontados diariamente com as orgias imorais daqueles que devassam as contas publicas. A imoralidade financeira que chega à luz do dia, (fora o que não sabemos) atinge proporções que me fazem lembrar a altura do declínio do império Romano.

Se há algo a fazer, tem que começar por aqueles que mandam, organizam, inventam, criam leis e exigem. Os restantes, os tais do ordenado mínimo, continuarão a cumprir ordeiramente. Para o bem e para o mal.

Quanto ao que o senhor Ernâni Lopes disse, tem toda a lógica, (tanta que não merece ser dita) mas não resolve absolutamente nada. São coisas lógicas e verdades universais.

Eu sou contra o aborto e a favor da paz e condeno ataques terroristas....como vêm , não custa nada. (mas não resolvi nada)



_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte


Última edição por António José da Silva em Ter Dez 28 2010, 23:32, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
vlopes
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2950
Data de inscrição : 03/07/2010
Localização : Azeitão

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 22:36

é o que tu achas, e não o que acha o autor do texto, e eu porque o subscrevi!


Ps. A sra a que referes, é um senhor, que já não está cá, economista, ex-ministro das finanças de nome Hernani Lopes (ernani, com o novo acordo ortografico)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 22:55

vlopes escreveu:
A sra a que referes, é um senhor...

Já lhe mudei o sexo.

Com que então foi ministro das finanças. Mais uma daquelas pessoas a quem não lhes foi exigido muito.
Felizmente para ele, (os do ordenado M não têm essa sorte) passado dois mandatos como deputado, têm direito a reforma vitalícia. (independentemente da idade)

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15173
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Ter Dez 28 2010, 23:07

ducar escreveu:
epa, amigo Ducar, essa foto que retiraste estava mesmo gira, e alguns (muitos) de nós reviamo-nos nela...

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4363
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: ue    Qua Dez 29 2010, 00:22

Milton escreveu:
ducar escreveu:
epa, amigo Ducar, essa foto que retiraste estava mesmo gira, e alguns (muitos) de nós reviamo-nos nela...

Pois mas estava no local errado, o assunto acima era demasiado sério, mas sendo assim vou colocar novamente.
A minha cara-metade quando a viu disse que esta imágem era muito familiar, aliás os meus filhos já fazem o mesmo.


Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 00:27

ducar escreveu:


Pois mas estava no local errado, o assunto acima era demasiado sério...

O espaço é mesmo para isso. Não há problema nenhum. Nada melhor do que algo animado para equilibrar as coisas.

Mas o que eu gostava mesmo, era de ouvir algo como isto e no sitio certo. Mas a acomodação de todos os que lá estão é grande.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
ducar
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4363
Data de inscrição : 11/11/2010

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:06

Eus também gostava, mas não vejo ninguém que os tenha no sítio para tomar iniciativas destas, enfim isto vai acabar por cair de podre.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:25

ducar escreveu:
Eus também gostava, mas não vejo ninguém que os tenha no sítio para tomar iniciativas destas, enfim isto vai acabar por cair de podre.

Mas este é o meu numero 1 e a cara chapada do que cá se passa também. Gente desta é que merecia um prémio.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:34


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:39

Por favor Luiz Carlos Prates. Vem para Portugal.




_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luis Filipe Goios
Membro AAP
avatar

Mensagens : 10380
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 59
Localização : Lanhelas - Minho

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:42

António José da Silva escreveu:
ducar escreveu:
Eus também gostava, mas não vejo ninguém que os tenha no sítio para tomar iniciativas destas, enfim isto vai acabar por cair de podre.

Mas este é o meu numero 1 e a cara chapada do que cá se passa também. Gente desta é que merecia um prémio.


Mas este Jornalista é igualzinho aos jornalistas portugueses.
Evil or Very Mad Evil or Very Mad
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:46

Era bom era.....

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:50

Tens razão António...
A coisa não é simples. Pensar que a escola de um ou de outro é diferente; que a intenção, etc, e que a situação deve depender de alguma vontade ou interesse, enfim, não é por aí. A história revela-nos aquilo que hoje mesmo nos mostra: a escola não deu a lição adequada e por isso, se hoje por «alguma razão» se reconhece que o sistema falhou, tambem se vê que nada surge para que as coisas se alterem - é que a lição é a mesma...
A tendência do ser humano é seguir simplesmente a vontade e esta varia conforme as realidades/oportunidades surgem. É uma questão de reacção. E se surge uma crise, responde-se à crise, não importando como mas porquê... em vez de evitar a crise. Tal como já aconteceram situações do tipo imperialismo. É a cede de algo de move o ser humano. E como agora o sistema nos levou à saturação e ao estrangulamento que o economicismo nos levou, nem sequer existe já interesse em investir.
O pior é que o dinheiro que supostamente deveria pertencer a quem o «produziu» está enterrado nso bolsos daqueles que apenas se aproveitaram das fraquezas do ser humano e do sistema. E espera-se que agora alguém faça um milagre.

O mal está no sistema e por isso há que primeiro perceber qual é o mal. Ora, é aqui que reside a questão. Como disse, falta fazer a pergunta certa.
Certamente que não vou aqui em duas palavras colocar a situação às claras, coisa que as universidades até hoje não o fizeram. Mas, surgindo o espaço devido (que pelo menos vocês já mostram querer), então tudo pode acontecer. Mas deverá acima de tudo ser uma lição observada pelas universidades, pois se querem representar algo e ser reconhecidas como representadoras, terão que apreender a lição.

Fiquem bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 01:57

Ora aí está mais uma amostra, de que o sistema já era. A questão que se põe é a da legitimidade, pois ainda que o povo vote não é para a malandragem se aproveitar dele. Daí que o sistema já era. Esta representação não serve a democracia, mas interesses que nada têm que ver com ela. Isso não é nenhuma novidade.
É bom que ao menos o povo abra os olhos e não continue a alimentar esta mentira. Então sim, será possível dar lugar ao que realmente se pode chamar DEMOCRACIA.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua Dez 29 2010, 02:01

Mais uma pérola. Mas por cá vivemos de uma comunicação conivente com as orgias intermináveis dos senhores do poder. É uma vergonha.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3486
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 56
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui Dez 30 2010, 17:21

António José da Silva escreveu:
Mais uma pérola. Mas por cá vivemos de uma comunicação conivente com as orgias intermináveis dos senhores do poder. É uma vergonha.


(Antáonio, hoje foi à sopa de pedra e agora até me custa estar aqui a teclar!)

É verdade! E infelizmente o mal é transversal a todos os sectores da sociedade. Por sisso se pode compreender a complexidade da situação.
É desde o sistema univertitário até à economia paralela... enfim, não ponta por onde se pegue. Mas não quer dizer que é preciso cair um anjo ou um Hitler, ou outra personagem qualquer para resolver seja o que fôr. Pelo contrário, não pode depender de nenhuma personagem, mas da abertura e atitude de quem quer que seja para que se possa olhar as coisas como deve ser e não apenas seguindo uma ideologia ou interesse.
É aqui que começa o desafio. E mesmo falando deste forum que não está para isso detinado, é já um bom começo aproveitar este espaçozinho para partilharmos esta preocupação, pois por algum lado a coisa tem que começar.

Agora vou dar uma voltinha, que tenho uns filmes para ver, mas nem posso sentar-me...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15173
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui Dez 30 2010, 20:27

Stereo escreveu:
[
(Antáonio, hoje foi à sopa de pedra e agora até me custa estar aqui a teclar!)

Não me digas que vieste a Almeirim e não disseste nada....

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui Dez 30 2010, 20:34

Milton escreveu:
Stereo escreveu:
[
(Antáonio, hoje foi à sopa de pedra e agora até me custa estar aqui a teclar!)

Não me digas que vieste a Almeirim e não disseste nada....

Nós também vamos aí muitas vezes, mas só quando é mesmo impossível, é que te dizemos. Smile)__((:
Ninguém quer nada contigo. (especialmente desde que acabou a ginja)

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milton
Membro AAP
avatar

Mensagens : 15173
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 55
Localização : Scalabicastro, naquele Jardim á beira, mal plantado

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui Dez 30 2010, 20:42


_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ferpina
Membro AAP


Mensagens : 9841
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 62
Localização : Assado - Perú

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui Dez 30 2010, 23:26

Dinheiro a quem gasta, mais trabalho a quem trabalha! Não resisto a transcrever este pequeno diálogo.

Diálogo entre Colbert e Mazarino durante o reinado de Luís XIV:

Colbert: Para encontrar dinheiro, há um momento em que enganar [o contribuinte] já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é que é possível continuar a gastar quando já se está endividado até ao pescoço…

Mazarino: Se se é um simples mortal, claro está, quando se está coberto de dívidas, vai-se parar à prisão. Mas o Estado… o Estado, esse, é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se…Todos os Estados o fazem!

Colbert: Ah sim? O Senhor acha isso mesmo ? Contudo, precisamos de dinheiro. E como é que havemos de o obter se já criámos todos os impostos imagináveis?

Mazarino: Criam-se outros.

Colbert: Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.

Mazarino: Sim, é impossível.

Colbert: E então os ricos?

Mazarino: Os ricos também não. Eles não gastariam mais. Um rico que gasta faz viver centenas de pobres.

Colbert: Então como havemos de fazer?

Mazarino: Colbert! Tu pensas como um queijo, como um penico de um doente! Há uma quantidade enorme de gente entre os ricos e os pobres: os que trabalham sonhando em vir a enriquecer e temendo ficarem pobres. É a esses que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais!
Esses, quanto mais lhes tirarmos mais eles trabalharão para compensarem o que lhes tirámos. É um reservatório inesgotável.

_________________
Cumprimentos, Fernando Pina
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui Dez 30 2010, 23:58

ferpina escreveu:
É um reservatório inesgotável.

Parece que sim, mas isto lentamente começa a enjoar.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex Dez 31 2010, 01:40

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pensamentos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» RP Online » “Gostamos da música” – Os rockeiros da banda KISS gostam de Tokio Hotel
» Ajuda
» Pensamentos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Áudio Geral-
Ir para: