Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Pensamentos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
António José da Silva
Membro AAP


Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua 25 Ago - 20:59

Também poderei chegar à conclusão de que o bom que foi feito será difícil de melhorar. Mas nesse caso, e com toda a facilidade que há com as novas técnicas, seria no mínimo de exigir que as más gravações tivessem diminuído o que de todo não é o caso.
E sim Mário, os amantes da reprodução musical com relativa qualidade sonora, estão a diminuir drasticamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua 25 Ago - 21:22

António tambêm nem tudo é mau, continuam a existir boas e excelentes gravações só que não são de músicas ou estilos de música comercial lamentávelmente.
Relativamente ao resto é uma questão de opinião penso eu, continua todo como antes até porque uma pessoa que antes escutava assim hoje não vai escutar assado !!!
E por isso António é que a pouco e pouco se queres ouvir algumas excelentes gravações tens tambêm começar a ouvir uns ficheiros HDAudio de boas gravações modernas.





Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua 25 Ago - 21:28

Vodoo escreveu:
....continua todo como antes....




Exactamente......
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 26 Ago - 11:30

Parece-me que a condição não é que vem do consumidor, mas da indústria e por isso, esta adapta-se às condições e realidades. Por isso, se as coisas estão como estão é porque a exigência de quem as faz assim o manda.
Isto até parece uma caça às bruxas!... Smile)__((:
Acontece que existe uma evolução que parece passar ao lado de quem detem «o poder». Ou seja, quem produz, parece querer culpar alguma entidade, pois se assim é «são as regras do mercado»... e se há uma evolução nem parece que haja interesse a que assim seja, pois apenas se vê um aproveitamento de oportunidade. Mas isto é geral.
O audiófilo tem que se resignar ao comsumo que lhe é proporcionado. Exigência de qualidade, diria antes, reclamar qualidade, é algo que cabe a quem a procura - o que é deveras uma minoria.
De facto não tem havido a preocupação com a qualidade. O que tem havido é uma preocupação e uma orientação pura e simplesmente virada para um processo evolutivo da tecnologia, acreditando que não há outra forma. No entanto, já quando alguém disse do CD que era o fim... um português torceu o nariz e disse para com ele «nã...» e a evolução logo mudou de rumo. Portanto, as coisas não bem o que parecem e com a entrada do CD no mercado tudo mudou e a evolução desde então, não teve seguimento devido - isto em termos de qualidade devida, ou não estivessemos tão preocupados com o analógico.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 27 Ago - 18:47

Ainda no seguimento dos meus modestos pensamentos, (II) onde disse que não tem havido uma real evolução daquilo que podemos ouvir em casa, descobri este abaixo assinado que tem como visado o Loudness War, e em que é constatado que aquilo que nos é oferecido piora a cada dia que passa.


http://dynamicrange.de/node/1

http://www.youtube.com/watch?v=3Gmex_4hreQ&feature=player_embedded

http://productionadvice.co.uk/dynamic-range-day/



Um pequeno excerto.

More Information about the “Loudness Wars”

Music is getting louder, and sounding worse.

Engineers and artists are using modern technology to push the average level of recorded music up and up and up against the “brick wall” maximum level of the CD format.

This results in distortion, lack of punch and a flat, two-dimensional, lifeless sound.

If you’ve ever wondered why you feel tired and get a headache listening to recent CDs, but not discs released back in the early nineties, the Loudness Wars are probably to blame. The most famous example in recent years is Metallica’s “Death Magnetic”, which made the headlines when over 20,000 fans signed a petition asking for the CD to be remixed or remastered.



No fundo da página podem aceder ao abaixo assinado via facebook.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 27 Ago - 19:43

Não que espere audiofilia de tipos de ofertas no mundo da música como no caso de um grupo portugues que gosto - no caso, os GNR - mas na verdade não se perderia nada em se ter mais cuidado com a qualidade. Realmente, comprei a dias o ultimo album deste grupo como já aqui disse - e embora goste do album, reparei que deveras isso que dizes é uma realidade e que aqui está um exemplo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 27 Ago - 22:57


Pela parte que me toca, apenas quero pedir-vos que tal como eu não se conformem com a situação e se manifestem contra !!!
Sim porque isto já vêm de longe, antes existiam aqueles potênciometros horrendos de bass e treble nos amplificadores que manifestamente eram prejudiciais ao som, depois aquelas porcarias de equalizadores que felizmente já morreram e agora isto !!!

Por favor já chega de colorações e aberrações nas gravações !!!!


Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3304
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 28 Ago - 11:14

António José da Silva escreveu:
...

Ao ler artigos sobre a feira High End de Munique que se realizou em Maio e que é uma das mais importantes a nível mundial no que diz respeito à electrónica de diversão, não pude deixar de reparar que este nosso hobby se tornou num tipo de "desporto extremo" no que à parte financeira diz respeito. Não são raras as colunas de som, gira discos e amps de preços estratoesféricos apresentados, e mesmo os aparelhos de gama "média" não são em nada coincidentes com o poder de compra do cidadão médio. Mesmo os aparelhos chamados de "entrada", estão muitas vezes situados num patamar que não está ao alcance (a não ser com esforço) de todos.
...
Só gostaria que houvessem mais aparelhos focados no básico, o som e para pessoas "básicas" no que ás finanças diz respeito. Penso que certos fabricantes ficariam positivamente surpreendidos com o êxito de tal equipamento
Mas isto é uma opinião e um pensamento meu. E esta minha opinião é composta por pensamentos que têm origens em muitas variáveis...

Olà,

compreendo os teus pensamentos e reflexoes, mas nao estou totalmente de acordo com elas, e penso que o problema està noutro lado. Vou-me explicar :

Começando pelo fim, eu diria que a hifi de qualidade a preço modico nao desapareçeu e que ao contrario desenvolveu-se muito. Vou tomar como exemplo a França porque é o pais que conheço melhor. No fim dos anos oitenta era complétamente impossivel de comprar um sistema com um integrado a valvulas um gira de qualidade e um par de colunas de boa marca por menos de 6500 francos ou seja 1000€. Dez anos depois jà era possivel (pelo mesmo preço) de ter um gira ProJect, Rega planar 2, um integrado a vàlvulas chinês de boa qualidade do tipo Melody, Antique sound lab ou Consonance e um par de colunas KEF, Tannoy, Warfedale, JBL, JM Lab, etc que faça verdadeiramente da musica. Hoje é possivel ainda por menos e melhor ao som !!! Actualmente por 1000€ é possivel de ter um integrado Rega Brio 3 + um Project debut III initial + um par de Davis Eva e este conjunto faz uma bela musica am relaçao ao preço, e é apenas um exemplo das possibilidades, e mesmo melhor, o conjunto que venho de citar é integralmente fabricado na europa !!!

Quanto hà evoluçao de alguns construtores em direcçao do céu financeiro, isso existiu sempre, mas é verdade que hoje existe um fenomeno de moda em fazer "vitrines tecnologicas" ou seja, aparelhos sém economia aparente e destinados a serem absolutos e raros. E um fenomeno com duas caras :
No primeiro caso os produtos sao feitos por pequenas estruturas que querem fazer um "golpe" ou seja do dinheiro rapido, em surfando sobre as novas fortunas, Russos, Chineses e outros asiaticos. Geralmente sao marcas com vida curta e a historia começa a estar cheia de exemplos disto ...
No segundo caso trata-se de construtores historicos que querem também seduzir essas novas fortunas e que utilizao esses produtos como laboratorio para desenvolver aparelhos mais modestos e a JM Lab, BW, Naim etc ... sao exemplos desta atitude.
Nos anos sessenta, muito poucos de nos poderiam posseder um thorens TD124, um McIntosh e um par de JBL, pois o preço era equivalente a dois Renault 16 aqui em França !!! Mesmo nos anos Setenta um Linn LP12 + un conjunto QUAD custava uma verdadeira fortuna. Para mim o problema està noutro lado e os forums (o nosso também), sao em grande parte os responsaveis. A maioria dos posts sao sobre produtos raros, caros e impossiveis a posseder, e que as pessoas nunca ouvirao na realidade. Mas sao esses produtos que os fazem sonhar. E assim a vida e um Ferrari é um carro mais de sonho que um Smart. Mas um Smart comporta-se melhor num meio urbano, e todos se barimbam disso ...
Hà de tudo na vida que seja em Hifi, em vinhos ou em carros, e a escolha do melhor é sempre uma escolha de iniciado baseada em varios detalhes, e que faz que muitas vezes um sistema de 1000€ em escuta cega funciona melhor do que um sistema a 10000€. Mas isto é outra historia ...
Até+
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 28 Ago - 11:23

Sim, tens toda a razão. O caro e o exótico sempre existiram. Eu sei que sempre houve e continua a haver coisas muito boas a bom preço. Mas neste meu pensamento (I) incidi sobre o facto de ser mais usual o "caro" do que o "barato". Também estou ciente de que a qualidade de componentes e design têm o seu preço.
Mas isto são só pensamentos soltos que servem para eu saber o que os outros pensam. Só esta troca de pensamentos trás verdadeira riqueza.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3304
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 28 Ago - 12:14

António José da Silva escreveu:
Sim, tens toda a razão. O caro e o exótico sempre existiram. Eu sei que sempre houve e continua a haver coisas muito boas a bom preço. Mas neste meu pensamento (I) incidi sobre o facto de ser mais usual o "caro" do que o "barato". Também estou ciente de que a qualidade de componentes e design têm o seu preço.
Mas isto são só pensamentos soltos que servem para eu saber o que os outros pensam. Só esta troca de pensamentos trás verdadeira riqueza.

Sim tens toda a razao e dou-te um exemplo que vai dar a pensar !

Uma mecanica de CD Sony custa à Rega 15€ em quantidade, uma >Philips MKII custa à Lector 60€ e uma Esoteric custa à Audioaèro 1000€ !!!

No fim isto dà um leitor a 1000€ na Rega, um a 3000€ na Lector e um a 30000€ na Audioaéro...

Se fizeres a proporçao, o mais caro é o mais barato e o mais barato o mais caro ...

Hà outros fenomenos em jogo, mas continua a ser um bom exemplo o que explica que :

A Fiat comprou a Ferrari e nao o inverso !!!

Até+
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 28 Ago - 13:32

TD124 escreveu:
..... o que explica que :

A Fiat comprou a Ferrari e nao o inverso !!!

Até+

Sim, a venda em quantidade permite preços diferentes do produto que vende algumas unidades ano.
Muitas marcas só têm alguns produtos "high end" como demonstração de capacidade e não por razões financeiras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 28 Ago - 14:13

António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:
..... o que explica que :

A Fiat comprou a Ferrari e nao o inverso !!!

Até+

Sim, a venda em quantidade permite preços diferentes do produto que vende algumas unidades ano.
Muitas marcas só têm alguns produtos "high end" como demonstração de capacidade e não por razões financeiras.

Certo, mas se há alguma intenção, seja para impressionar, ou o que quer que seja, algo escapa à suposta verdade. É certo que existem essas realidades, assim como a «engenharia financeira», mas falta saber a verdade toda. Não é por acaso que o rítmo da economia é marcado por interesses, que recorrem à publicidade para assim justificar a corrida. Mas no meio disto tudo, há um aproveitamento, sem que a publicidade tende a «caçar» o «idiota».
Infelizmente, para todos nós, a coisa não é tão simples e não se pode dizer de quem não o é que afinal é inocente. No caso de um tribunal, a inocência ou não, é declarada, mas isso não quer dizer que seja a verdade. E hoje, mais que nunca, independente dos fenómenos que se verificam e foram criados pelo sistema capitalista, acontece que discaradamente o consumidor está a ser enganado e mesmo despresado, não só pela indústria mas mesmo pelo sistema que o deveria defender.
Portanto, tal como acontece com a tecnologia, existe uma evoloção seja em que sector fôr: na banca, no direito, na política... e o cidadão vive iludido de que as coisas são mesmo assim e nem se sente enganado...

Eu compreendo as dificuldades que podem sofrer os que estão envolvidos na indústria, no comércio, etc, pois ninguém está fora do jogo. Eu próprio o sinto. Mas nada pode servir de desculpa para tal situação. Seja por combinação de prêços, espionagem, publucidade ou o que quer que seja, nada justica a causa. Ao contrário daquilo que se cultiva, os fins não justificam os meios.
Se bem que haja uma tentação igualmente por parte do consumidor, querer um Ferrari pelo preço de meia leca de base de outra marca, não é o consumidor que faz as regras nem vende o produto. Por isso e por outras razões que já falei, existem realmente razões para criticar a forma como é conduzida a realidade, neste caso do produto HI-FI.

Bem hajam.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 4 Set - 1:34

De manhã passou na tv um comentário caricato dos defensores do ambiente. Tratava-se de dizer às pessoas que levam os cães a cagar nas ruas, para levarem um saco plástico para apanharem o «presente».
É assim que se lida com a lei e com o bem comum. Não interessa aplicar a lei, pois até a polícia convive com isso, na medida em que se algum polícia tem algum cão (para não falar dos cães da própria polícia), logo trata de levar a água ao seu muinho, apelando à cumplicidade dos seus camaradas. E como não se vê forma de ver a lei a funcionar, então, como que para fazer de conta que tudo está bem, faz-se um apelo do tipo moralizador. Ora, como as pessoas estão muito preocupadas com a imagem que passam e como não querem fazer figuras tristes, pois é-lhes incutido a ideia daquilo que devem fazer e ou pensar (isto é a estética social...), então tudo parece ficar bem.
Pois é, mas é apenas a aparência, não a verdade.

Curiosamente e por falar em «merda», foi o dia de ler a sentença sobre o caso Casa Pia. Felizmente fez-se justiça, apesar de tudo. Sim, apesar de tudo, porque nem mesmo assim se pode falar disto como um «sistema de justiça», até porque enquanto houver recurso o «jogo» não acaba!...
Muito há que dizer sobre isto, mas não haveria tempo para tal.

Apenas para deixar claro o absurdo em que vivemos, lembro uma pequena amostra. Um sr. político há dias disse que o pequeno delito devia ser imediatamente julgado. Por outras palavras, disse que «quem não tem dinheiro não tem vícios», e se é suspeito, é condená-lo e pronto!... Ao contrário, se se trata de ALGUÉM que tenha recursos, não pode simplesmente ser acusado de qualquer maneira, e nem que leve toda a vida vai fazer tudo por «provar a sua inocência»...
Isto mostra realmente o absusdo que é chamar a este sistema de «justiça»!

Haja música, mas da boa! Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 4 Set - 2:13

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Pensamentos (III) O orgulho de ser   Sab 4 Set - 16:00

O Audiófilo/Melómano


Algo que tenho reparado nos últimos anos e que é recorrente tanto em sites da Internet como em conversas de fórum e pessoais, é uma certa forma negativa de falar do A/M (Audiófilo//Melómano) como se fosse algo que está na moda e é politicamente correcto. Assim como fica bem falar mal da América e dos americanos, ou falar a favor da ecologia e ser contra o aquecimento global, também me parece que é bonito falar negativamente dos A/M. Somos todos influenciáveis, fáceis de enganar, ouvimos coisas etc.
E esse ideia não vem só de fora, mas também está a fazer moda entre nós.
Em tudo, a generalização e o extremar de opiniões são algo que raramente levam seja aquilo que for a bom porto, mas neste momento e depois de anos a ler/ouvir certas coisas, apraz-me dizer, "tenho orgulho em ser A/M". Não há nada de errado em se-lo. É um hobby de grande beleza e onde a busca pelo conhecimento cultural e técnico é constante. Sim, há coisas que não dominamos e que nunca dominaremos por muito livro ou revista que leiamos. Sim, somos muitas vezes enganados por pseudó técnicos, cientistas e gurus. Uns por que nos querem enganar, outros porque querem puxar a brasa à sua sardinha, e ainda outros por pensarem que sabem "o todo" mas afinal não o sabem. Mas isso é algo que acontece em muitos outros hobbys, passatempos, desporto e paixões. Não é um problema exclusivamente nosso. Nós compramos um cabo que talvez não faça aquilo que é prometido, outros compram o óleo, filtro e ponteira de escape supostamente milagroso que aumentará em X a performance do bólide. O mercado vende sonhos e nós compramos aqueles que nos fazem sonhar.
Mas não é por isso que me deixo de sentir orgulhoso. Nem sempre o racional é apaixonante, e nem sempre o que nos apaixona é racional. Mas são as paixões que fazem despertar a alma e dão sentido à vida. A vida sem paixão é um erro. A vida sem musica é um erro. (Nietzsche)
Todos nós amamos a musica e os aparelhos são aqueles que nos permitem ouvi-la em toda a sua gloria.
Eu tenho orgulho em ser Audiófilo/Melómano. Tenho orgulho de todos os meus amigos que almejam o mesmo que eu. Todos nós fazemos parte de uma rara espécie de seres humanos com muito de positivo para dar. Todos nós alcançamos um grau de conhecimento e cultura geral e muito por culpa deste apaixonante hobby. Não há nada de errado em se-lo. Não concordo com todo o discurso depreciativo que nos querem impingir. Ainda vou mais longe. Acho o nosso hobby e a nossa gente superior a muitos praticantes de outros hobbys. (perdoem-me a falta de modéstia)

Eu só posso falar por mim. Eu tenho orgulho....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Melomaniaco
Membro AAP
avatar

Mensagens : 74
Data de inscrição : 04/09/2010

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 4 Set - 16:41

Este tópico contém várias abordagens a temas tão diversos como definições de audiófilos, melómanos, questóes técnicas (comandos de graves e agudos, equalizações, Loudness War), qualidade de gravações, enfim, quase que uma varridela sobre alguns temas controversos deste universo.

Embora sobre as questões técnicas tenha uma opinião absolutamente discordante, não creio que seja este o local apropriado para as desenvolver.

Sobre a eventual forma com que muita gente se refere aos melómanos e/ou audiófilos, creio que o velho ditado se aplica com uma certa propriedade,

»Os cães ladram e a caravana passa«.

Não haverá muito mais a dizer porque esse tipo de afirmações, na sua generalidade, é feito por pessoas com comportamentos socialmente bem definidos e, nalguns casos, passíveis de tratamento. Na maioria das vezes por uma questão de ignorância. Haverá sempre quem critique toda e qualquer actividade ou situação, Por inveja, por despeito ou ressabiamento ou talvez por não ter mais nada que fazer.

Se é certo que também há muitos audiotas e melómanos de trazer por casa, a grande maioria que dedica tempo a estas paixões, tem alguns conhecimentos e vontade de se instruir. Creio que uma forma de desprezar quem nos critica, será ouvindo boa música. E alguma paciência para tolerar disparates pseudo-intelectuais.

Cumprimentos,

JS
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 4 Set - 16:48

Concordo João. A ideia destes meus humildes pensamentos, não é aprofundar mas é sim uma forma de desabafo sobre alguns assuntos que me vêm à mente. Nem significa que eu esteja certo ou errado. Mas o que escrevestes, vai de encontro ao que penso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Dom 5 Set - 1:28

Audiófilo, sim e daí?! Mas para quê preocupar-me com rótulos?. Todos nós somos diferentes e neste caso o importante é a música. Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Dom 5 Set - 1:30

Stereo escreveu:
...o importante é a música. Orquestra


Sempre....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Dom 5 Set - 1:34



Mais nada !!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Pensamento III   Qui 23 Set - 14:22

Audiófilos e Melómanos (ou...eu sou um Áudiomelómano)

Penso muito nesta questão. Fico lixado com a noção de que ser Audiófilo é mau e Melómano é bom. Faz parte daquelas coisas da moda e que são "politicamente" correctas. E não venho aqui discar a semântica das palavras em si visto que o Melómano gosta de musica, e o Audiófilo de a ouvir bem. (simples)

"EU.....eu só ligo à musica e estou-me a borrifar para os equipamentos". (não é dito assim, mas é assim o que se quer dizer)
Balelas, tretas e outros aforismos. Mas fica bem. Sim, porque ser-se Audiófilo é mau e Melómano é bom.
Claro que é a musica que está no fulcro da questão. Óbvio que é a musica que amamos. Mas é por amor à musica que se vão desenvolvendo os aparelhos e gravações "melhores". É para podermos desfrutar da nossa paixão que buscamos um som melhor.

Ser-se Audófilo não é vergonha. Ser-se Audiófilo é (ou deveria) ser-se um Melómano com gosto pela melhor reprodução musical possível. Se o divino existe, então é na musica que ele melhor se manifesta. (pelo menos para mim) E é para ouvir o divino que nos tornamos Audiófilos. E não há nada de mal nisso.

Não tenho problemas em ouvir musica num mp3, no carro, na praia, no campo etc., desde que possa ouvir musica. Pois também eu sou um Melómano. (provavelmente mais do que aqueles que gostam de embandeirar a palavra) Mas se poder, ouço a mesma musica no meu sistema.
Quantos de nós temos discos que raramente tocam? Não por terem um mau conteúdo mas sim por soarem mal. E isso acontece-nos a todos.

Eu sou um Audiomelómano. (com a sequência das palavras ao calhas) Adoro musica reproduzida da melhor maneira possível. E não me envergonho disso.

Mas para que fique registado, sou acima de tudo um apaixonado pela musica.



Voltar ao Topo Ir em baixo
*©uℓto do Ʋıƞıℓ ®
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1377
Data de inscrição : 04/07/2010
Idade : 44
Localização : Terra da Capa Rica

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 14:40

António José da Silva escreveu:
[...
"EU.....eu só ligo à musica e estou-me a borrifar para os equipamentos"

Onde é que já ouvi isto ?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://cultovinil.blogspot.com
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 14:42

*©uℓto do Ʋıƞıℓ ® escreveu:

Onde é que já ouvi isto ?!


Numa qualquer casa perto de si.....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 17:00


Tens toda a razão António !!!
Existe apenas uma correcção que não posso deixar passar em claro, é que o Audíofilo é aquele que ouve os equipamentos e menos a música, é aquele que anda sempre a trocar e a experimentar equipamentos, etc.


Abraço

Voltar ao Topo Ir em baixo
*©uℓto do Ʋıƞıℓ ®
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1377
Data de inscrição : 04/07/2010
Idade : 44
Localização : Terra da Capa Rica

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 17:02

Como diz alguém que muito prezo, um audiofilo é sinonimo de audiota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://cultovinil.blogspot.com
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 17:31

*©uℓto do Ʋıƞıℓ ® escreveu:
Como diz alguém que muito prezo, um audiofilo é sinonimo de audiota.

É o que eles todos dizem, porém todos já tiveram N amplificadores, colunas, cabos, (nem se fala) giras leitores........porque será? Por ventura há um audiota em todos nós, mesmo nos que apregoão que os audiófilos são audiotas. Na volta também o são e não sabem. (ou não querem admitir) Como sempre, fica-nos tão bem dizer certas coisas.....
Voltar ao Topo Ir em baixo
*©uℓto do Ʋıƞıℓ ®
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1377
Data de inscrição : 04/07/2010
Idade : 44
Localização : Terra da Capa Rica

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 18:12

António José da Silva escreveu:
*©uℓto do Ʋıƞıℓ ® escreveu:
Como diz alguém que muito prezo, um audiofilo é sinonimo de audiota.

É o que eles todos dizem, porém todos já tiveram N amplificadores, colunas, cabos, (nem se fala) giras leitores........porque será? Por ventura há um audiota em todos nós, mesmo nos que apregoão que os audiófilos são audiotas. Na volta também o são e não sabem. (ou não querem admitir) Como sempre, fica-nos tão bem dizer certas coisas.....

Caro amigo eu pelo menos não me considero e sabes bem que muitas vezes fico a olhar para vós e a pensar como seria bom servirem-me um bom copo de vinho. Smile)__((:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://cultovinil.blogspot.com
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 18:27

Vodoo escreveu:

Tens toda a razão António !!!
Existe apenas uma correcção que não posso deixar passar em claro, é que o Audíofilo é aquele que ouve os equipamentos e menos a música, é aquele que anda sempre a trocar e a experimentar equipamentos, etc.


Abraço



Penso que se pode ser audiófilo sem estar sempre a trocar de equipamentos e acessórios e ouvindo muita musica.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 18:37

*©uℓto do Ʋıƞıℓ ® escreveu:


Caro amigo eu pelo menos não me considero e sabes bem que muitas vezes fico a olhar para vós e a pensar como seria bom servirem-me um bom copo de vinho. Smile)__((:

Tu apesar de isento, também procuras o melhor som possível, que possas ter. Já tivestes bem mais do que dois gira discos, e outro equipamento. E tudo isto é normal e faz de nós audiófilos, que é a diferença entre o comum mortal que ouvem musica onde calha, e nós que tentamos ter alguma qualidade na reprodução. E não há nada de errado nisso.

O que acontece, é que há alguns audiófilos que são audiotas. Mas isso há em todos os hobbys.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 19:01

António, antes da música está a armonia, e mesmo na música esta não é dispensável, ou não será música - já o diria Mozart.

Mas música só já não me chega: é preciso que seja boa. Se bem que a mais consumida seja a «pimba», em parte, não se afasta muito desta aquela que se pretende superior. Por isso digo que antes de mais, o importante é a cultura. É que aqui sim, a música é outra! Orquestra

Os equipamentos são deveras importantes e não podemos negar a sua importância. O problema é o ruído que, como em tudo, se faz e assim se desvia do exencial. Felizmente que ainda existe a possibilidade do FVM. Aqui fico-me a rir de certas coisas!...

Haja música! Orquestra
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 23 Set - 21:57



Exactamente é isso tudo, pois neste ponto todos têm razão do seu ponto de vista e ainda bêm porque senão ........ !!!


Abraço e boas audições



Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Pela Res-pública   Qua 29 Set - 1:51

O simbolismo é a forma de orientação do ser humano na sociedade. No entanto, ao contrário daquilo que daí se extrai, o importante não é o que se pretende com o símbolo, mas o que deve significar. é no seu dever que as atenções deveriam estar postas e não apenas na pretenção que suscita o simbolismo. Ou seja, em vez do ser humano procurar ser coerente, procura tentar imprecionar e ou mesmo fazer dos outros idiotas.

Nestes dias tenho assistido a praxes dos estudantes. É como uma espécie de iniciação à estupidez.
Pois bem, o simbolismo por si só é pura e simplesmente estupidez.

Perdoem-me os crentes na monarquia, mas devo lembrar que o mundo material é o mundo político e não faz sentido misturar aqui os conceitos. Por isso, se a monarquia se sustenta sobre a influência religiosa, não tem cabimento depois pensar que é uma quetão racional... Por outro lado, permitir um partido monárquico numa república também não tem cabimento. Assim se vê a irracionalidade que alimenta o simbolismo.
Mas para ir mais longe, mesmo ultrapassando questões como a democracia, etc, a coroação de um rei, visto hoje ser corrente a liberdade religiosa, será que não é melhor pensar numa espécie de eleição para eleger aquele que irá coroar o próximo rei/rainha. Isto, digamos, é um tanto pertinente!

Com o devido respeito, meus amigos, só mesmo a música para ultrapassar este mundo da... Orquestra
Mas aqui também existem simbolismos. É que a cultura também tem as suas ondas.
O mesmo acontece com a roupa... Por isso, com a onda que hoje vivemos (cintura baixa, preto...), ando há anos para comrar calças, mas cintura na anca!... Felizmente não é tanto uma questão de necessidade. Pelo menos não penso comemorar o 1º centenário da republica de calças na mão!


Última edição por Stereo em Qua 29 Set - 3:29, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: solução para a crise   Qua 29 Set - 3:22

Eu já ouvi muitas anedotase boas, mas nada se compara a esta: «qual é a sua profissão?», «vivo de rendimentos»; «e o senhor?», sou futebolista»; «eu...» «eu sei, é político»; «o sebhor?», «carpinteiro...». «Carpinteiro? Vá mas é trabalhar, malandro!»

Aquilo a que chamam justiça, tem andando pela ora da morte, isto para não dizer que é caso de morte à nascença. Agora ocupa-se de uma nova tarefa: trata dos interesses dos «fut€bolistas»! Smile)__((:

Isto é maravilhoso!... Já nem vale a pena pensar em crise de espécie alguma! Dinheiro? Faz-se no futebol! Justiça? Com o dinheiro que se ganha no futebol?!... Smile)__((:

Devem estar a pensar, que poderia ter referido outras... Sim, mas as que mencionei pareceu-me já suficiente. Por exemplo, não referi a prustituta, mas em contapartida referi o político.

PS: com o devido respeito. Sim: o seu a seu dono!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: O erro da república...   Ter 5 Out - 2:28

Como nos encontramos nesta data tão significativa, não posso deixar de partilhar convosco este pequeno pensamento.
Como já tinha falado, a res pública (cousa pública), faz-me lembrar o que uma senhora certo dia disse. E disse ela que «como figura pública, por vezes dirigiam-se a sua pessoa como mulher pública», o que seria um insulto caso fosse levado à letra. Acontece que por semelhança se aplica aqui o mesmo...
Antes demais, entender a República como um objecto é já por si um erro, pois trata-se antes demais de uma relação com o ser humano e este não é uma coisa. Ora, julgar o ser humano não é julgar uma coisa. É pois aqui que começa o erro: constitui-se um conceito, independentemente do valor e depois olha-se para o conceito como uma coisa. Rsultado: merda.
É por isso, que se vê o que se diz político tomar uma postura de destaque, como que adotando uma superioridade. Por essa mesma razão se dá a ele mesmo uma atribuição munetária que não se enquadra numa perspectiva nada séria, assim como numa monarquia, em que não se ostenta o conforto, mas a luxúria.
Isto acontece não por falta de escola mas de esclarecimento. É que a estupidez é que realmente tende a governar a política. É um pouco como o caso da «mulher pública», que levado à letra representa a prostituta. Ou seja, aquilo que tende governar não é o ser humano, mas um conceito que se revela numa tendência deste tipo: a prostituta quer vestir um casaco de peles (preferência vison) em vez de uma roupa vulgar e confortável e portanto o cliente terá que pagar. Aqui entenda-se, que não se trata da «clientela partidária», mas do povinho. Este é que tem que pagar as favas.

Ainda uma achega: por interesse destas pessoas, faz-se um jogo de interesses que, neste caso, lembro o sempre desejado enaltecer de uma ou outra personagem, para que depois lhe seja retribuido. É por isso que, por exemplo, quem matou o rei foi arrumado, não só desta vida como da história. Ou seja, a imagem que ficou deste é a que lhe correspondia - a de zé ninguém e no caso, de assassino.
Por isso não tem «identidade» na história, muito menos é lembrado como devia. Sim, porque deixem-me dizer o seguinte: se esta pessoa - que levada a tal pelos cobardes interessados - não o tivesse feito, muito sangue haveria de correr, pois sebem que já tinha havido muitas situações de luta, poderia mesmo culminar em guerra civíl. Isto por uma questão tão simples como o que deveria ser compreendido como O DEVIDO e o rei simplesmente deveria não só renunciar, mas ele mesmo proclamar a república. Simples para este não direi, mas simples em si.

Agora falta chegar à derradeira república, mas isto é um desafio para o qual ainda não se vislumbra um estar à altura em nenhuma «personagem» neste mundo. Isto é, não que eu conheça a não ser a minha pessoa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: É pró menino e prá menina!!...   Qua 20 Out - 11:57

Já agora, para variar... lembrei-me de partilhar mais um momento de expressão sem papas...

A cultura é um processo muito curioso. Se por um lado são os interesses que criam as situações, por outro, estas criam outras e assim se processa este fenómeno. E tudo é possível: o homosexualismo, o aborto, e todo um inúmero de fantasias, como a questão da igualdade, etc.
Hoje existe uma exploração de experiênicas que imitam a realidade de uma forma não menos absurda, apenas diferente. Falo de pessoas que procuram serviços que agora são prestados por empresas, como, a simulação de um sequestro, ou de passar a fronteira México/EUA. Já não basta ver filmes, com sistemas que metem medo... Agora querem experimentar algo do gênero ao vivo. Enfim, há pancada para todos os malucos.

Será que não chega a realidade para nos dar as experiências que precisamos?!... Bom, para mim vale mais a experiência da realidade que uma fantasia.
Mas para dar uma amostrasinha... Com o «simplexe» as pessoas passaram a poder tratar do IRS através da net. Eu experimentei, no ano passado. Resultado: recebi de devolução do IRS cerca de metade daquilo que costumava receber. Este ano voltei declarar à «antiga». Resultado: recebi o que recebia antes, ou seja, mais ou menos o dobro do ano passado. Delirante, não!?

Muitos «especielistas» falam da situação económica, mas ninguém dá uma para a caixa e agora, mais que nunca isso é evidente.
Os bancos e por sua vez os políticos e economistas levaram as pessoas a consumir sem terem posses para tal, ou antes, fazerem uma vida que não correspondia com a realidade.
Resultado: os bancos foram buscar dinheiro ao esterior para financiar esta situação; agora, que as pessoas já não conseguem pagar as suas contas, os bancos, os políticos e os economistas tentam convencer as pessoas para fazerem poupança. Resta saber como vão as pessoas poupar se nem as contas conseguem pagar.
Os bancos, ainda que tendo um grande problema entre mãos apresentam grandes lucos - o que não deixa de ser estranho. Os políticos, continuam a enriquecer à conta do mesmo. E a função pública (como ainda ontem houve um comentári de um juiz...) continua a querer usufruir de uma situação muito confortável - tão confortável, que não se mede em termos de percentagem relativamente ao ordenado mínimo, mas a quantos ordenados mínimos. Os capitalistas querem enriquecer um pouquinho mais, nem que seja roubando mais ao mesmo.

Digam-me lá se a realidade não é ilariante!
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qua 20 Out - 12:07

Stereo escreveu:

Digam-me lá se a realidade não é ilariante!


Preocupantemente hilariante.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 21 Out - 16:34

António José da Silva escreveu:
Stereo escreveu:

Digam-me lá se a realidade não é ilariante!


Preocupantemente hilariante.

Sim, mas essa não é uma preocupação igualmente partilhada por todos. Imagina a preocupação de alguns, como o sr. Belmiro... para este pode bem ser ilariante. Aqui já não é uma questão de ironia.
Curiosamente ouvi hoje a notícia do lançamento de um livro que fala sobre umas certas personalidades que são os «donos de Portugal». Pois uma vez mais se coloca a questão da legitimidade no mundo. Sim! E isto não é semântica nem moralidade, é a questão da legitimidade! Naturalmente que compreender isto não passa por ser idiota, perdão, uma pessoa que defende uma ideologia, pois a soloução dos problemas não passa por uma questão de perspectiva - ou se entende ou não.

É por isso que se impõe a necessidade de adesão à greve geral. É que, os sindicatos (considerados por mim um mal necessário) não podem aceitar a situação se prevê. Eu disse um mal necessário, pois como aqueles devem procurar fazer face aos problemas se preocupam antes com outras questões, depois só mesmo estas organizações para tentar responder às necessidades. Por outras palavras, mal porque também na sua luta encontra dificuldades que acabam por resultar em situações indevidas. Falo pois de ser mais fácil, pelo menos em Portugal, os sindicatos utilizarem a função pública nas suas lutas e o resultado é hoje mais que nunca este sector estar acima do privado, sendo este ainda mais penalizado por ter que sustentar também este peso.

Enfim, é ilariante também ver a prepotência que governa as mentes que vendem a ideia que são realmente superiores. Ilariante pensar que há a convicção cultural de conceitos como «igualdade», quando aquele que deveria ser cidadão, na verdade é subdito, pois tais personalidades tudo fazem para sustentar o seu altruismo, o seu estatuto; porque como malandros de 1ª assim o conseguem. Sim, malandros, pois trata-se da lógica do chico-espertismo que está em causa! Nenhuma questão de legitimidade é reclamada, mas sim de legalidade e as leis são feitas à sua medida, ou seja, à medida do interesse do poder.

Diz-me lá se não há razão para ver isto como ilariante!... Nós não achamos graça nenhuma, mas isso somos nós. Olha, por exemplo, aquele sr. que era director do Banco de Potugal que, como se viu que o tamanho da sua malandrice era de mérito, foi convidado para o Banco Central Europeu. Ilariante, não é?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 21 Out - 20:05



Poís é mesmo, deveriamos era fazer como na França e tá a andar de mota !!!

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 21 Out - 21:11

Vodoo escreveu:


Poís é mesmo, deveriamos era fazer como na França e tá a andar de mota !!!



Foi dessa maneira que a humanidade chegou ao estado civilizacional. E apesar de ser totalmente contra a violência (como todos nós) volta não volta dou comigo a pensar se.....

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 21 Out - 21:41


É isso mesmo este País e até eventualmente a CEE, está a necessitar de sêr desparasitada de energúmeros e tecnocratas do gamanço !!!
E enquanto tal não acontecer este estado de coisas não se alterará, pelo contrário.

Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64348
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 21 Out - 22:06

Vodoo escreveu:

É isso mesmo este País e até eventualmente a CEE, está a necessitar de sêr desparasitada de energúmeros e tecnocratas do gamanço !!!
E enquanto tal não acontecer este estado de coisas não se alterará, pelo contrário.



Infelizmente certos parasitas que se alimentam de quem os carrega, só saem da maneira mais dolorosa. Deixámos de ter os Reis e o Clero a roubar, para termos indivíduos que foram escolhidos por todos, a roubar descaradamente e sem vergonha. E o mais interessante é que delapidam com tanta naturalidade que para eles já é normal. E falamos baseado nas poucas coisas que vêm ao de cima. Imaginem as que nem fazemos ideia que existe. Ainda há pouco tempo soube, que semanalmente viajam na TAP (em executiva) senhoras da limpeza, que limpam as casas dos senhores deputados, e que vão mais do que uma vez por semana limpar as casas dos mesmos senhores a Bruxelas. E quem é que paga todas essas mordomias? A cada dia que passa, estão mais parecidos com a Monarquia/Clero. Gordos, Corruptos, sem Escrúpulos e Porcos. (moralmente) Chegaram a um ponto que pensam que são merecedores de serem tratados como aqueles que à muito a sociedade baniu. Basta vê-los na televisão a falar cheios de sobranceria. Usam os cargos de ministros (que significa servidor ou servo) para serem servidos. Não vão para a politica para servir, mas para se servirem. A grande maioria são a maior corja que há entre a população.
É claro que a malta se vai fartando.


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Qui 21 Out - 22:33


Poís é e depois
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 22 Out - 16:13

É claro que a coisa é demasiado complexa para se pôr de forma simplista por aqui, mas isso não é razão para deixar as coisas correrem como se não fosse nada conosco.
Já no outro forum eu falei num fenómeno que tende a ser considerado tabu ou simplesmente desvario. Mas a verdade revela-se mais tarde ou mais cedo, e, quem quiser pode concluir a soma das coisas. Por isso, disse e repito, o que está em causa é aquilo a que se pode chamar «a conspiração do poder».
Como disse ontem, foi posto à venda um livro que narra uma realidade a que intitulam «os donos de Portugal». No geral, é esso o problema. A monarquia o clero ou a borguesia procura sempre adapetar-se às realidades, e isto, naturalmente, de forma a tirar o melhor partido das situações. Por isso, seja porque a família monarca cresceu damasiado ou porque a riqueza e os interesses borgueses cresciam muito, o certo é que de alguma forma havia a necessidade de reajustar as coisas. Daí que forçosamente se impôs a necessidade de reformas que onde foi possível tomaram uma orientação, onde as coisas o exigiam tomavam outro rumo.
Seja como fôr, há sempre a necessidade de tentar justificar as causas (cousas), daí a moralidade, que toma formas ediológicas, como que representando o processo necessário para atingir o ideal. Por isso se chega à república, pois a filosofia já não era nenhuma novidade.
Mas para se compreender melhor esta realidade, vejamos o seguinte: a escravatura foi abulida, mas não por interesse dos políticos, pois isso faria com que elevasse o escravo à sua condição de cidadão; o que estava em causa era o interesse capitalista, que compreendeu que seria mais vantajoso explorar as possibilidades que envolviam estas pessoas do que sustentar o custo que até então se colocava e que tendia a crescer.

Penso que não é difícil compreender o que envolve todo o esquema. Começando com o segredo envolvente nas coisas da política e que diz respeito a todos, a obra e os seus custos, que só por um azar acaba por revelar alguma ponta solta, que ainda assim, normalmente acaba em nada; a rede que sempre povoa todos os sectores, através do povoado político, desde os simples trabalhadores aos dirigentes, seja da política ou das empresas públicas, ou através dos que fazem a ponte entre o público e o privado, estamos assim dentro de um sistema que se orienta com a lógica, não do dever, mas do poder.

É complexo, sim, mas isso não quer dizer que se deva aceitar esta realidade! Há que trabalhar no sentido de alterar este tipo de realidade e isto não é apenas a nível nacional. Uma vez mais, a realidade é complexa, por isso seria bom começar a pensar na necessidade de um espaço para tratar a mesma como ela deve ser tratada. Pela parte que me toca, estou à disposição. E se a internet serve para algo isto não é menos importante, poi, que não possa nem deva ser tratado aqui. Mas um local mais adequado será o ideal. Daí que deveria existir um espaço próprio. Eu não sei como criar esse espaço, mas se alguém tem essa facilidade...

Bem haja!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 23 Out - 0:00



Muito bêm Amigo Stereo !!!
E já agora aonselho a que tentem vêr este DVD chamado Invisible Empire - All Conspiracy, No Theory

http://www.youtube.com/watch?v=NO24XmP1c5E

Garanto que dá muito que pensar

Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 23 Out - 17:45

Nem mais Vodoo, a única forma de sustentar a situação, não sendo pela legitimidade, é pelo jogo do poder. É que, se um indivíduo nada o ou pouco pode fazer relativamente à realidade social, pode sempre juntar-se aos mais fortes e procurar a «sua parte de poder». Como diz o povo «se não podes com ele, junta-te a ele». Por isso se subestitui o dever pela «moral»; a legitimidade pela legalidade... sendo a cultura o bode espiatório e o subestituto do saber, aliás, hoje com a ajuda da ciência. Sendo que, se por um lado o pensamento pode reclamar uma «vontade» (interesse) que sustentada pela crênça religiosa, por outro, o mesmo se passa com o pensamento do tipo cientifico, e ou ateu... e assim, aparentemente, não há espaço para a dúvida, a pergunta, muito menos a verdade. Esta parece ser apenas o que se ademite.
Fala-se em conceitos, como se realmente fisesse sentido. Por exemplo, uma criança tem o direito de... E pronto, o importante é a imagem que isto cria: a preocupação com as crianças. Na prática, é só asneiras.

Enfim, Quanto à questão da conspiração, é óbvio e constante; isto é, se as pessoas estiverem realmente atentas. Por exemplo, o sr. Cavaco, segundo os seus concorrentes, tem estado em campanha sem a ter declerado. É verdade e isso será revelado. Mas acontece que todos fariam o mesmo no lugar dele, talvez de forma diferente, mas não é a forma que importa, antes a coisa em si, ou seja, a representação e o que está em causa. Quem são estas pessoas, para se mostrarem como senhores da situação?! Então não é a situação que importa e não aquilo que esses srs. dizem da mesma?

O poder tem as suas formas dentro da respectiva realidade, o idiota do Maquiavel ainda veio ajudar a fantasia destes merdas, que sonham ser uma espécie de Alexandre. No mundo capital é outra forma, é simplesmente ser dono...

Fequem bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sab 23 Out - 18:50



Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Dom 24 Out - 1:06

Alguém me sabe dizer se se pode e como é que se copia o filme do youtube, de forma a que não dependa da net para o ver?
Voltar ao Topo Ir em baixo
zaratustra
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4763
Data de inscrição : 09/07/2010
Localização : Frossos, Albergaria-a-Velha

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Dom 24 Out - 1:09

Utilizando, por exemplo, o VDownloader, deve dar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://zaratustrices.blogspot.com/
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 29 Out - 1:05

A China oferece-se para comprar a dívida (ou parte) portuguesa. Ouvindo isto hoje, logo me lembrou filmes do tipo gangsters.
É o poder em plenitude a manifestar-se de uma forma muito vulgar, que por todo o mundo se manifesta nas mais variadas formas. Realidades que esperam a morte de tais «mentes» para dar lugar a outras.
Enfim, o que preocupa mesmo é a permissividade, que de alguma forma governa toda a loucura a que chamam política. E é esta loucura que agora mesmo na Europa encontra as suas paranoias.

Haja música meus amigos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 29 Out - 1:12



Epá mas em parte isso até nem é mau de todo se depois nós pudessemos comprar high hend chinês sem pagar impostos alfandegários
É que os amarelinhos andam a fabricar por lá umas coisinhas bêm interessantes.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Stereo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3487
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 57
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Pensamentos   Sex 29 Out - 5:39

O problema é o resto! É dizer isso, por exemplo, aos tibetanos!... affraid Aliás, se bem que não tenha nada contra a cultura chineza em si, não posso dizer que até aqui há alguma razão para simpatias, apesar de tudo e principalmente das boas relações que sempre tivemos com a mesma. Admiro, sim, uma ou outra coisa, como a medicina tradicional, mas como sabem não é a excepção que faz a regra. O que eu desejo é que melhorem a sua realidade.
De resto, também não existe cultura perfeita. O que existem na vida e no mundo são ingredientes que podem ser aproveitados, para nos indicar o ideal...

Agora, só de pensar em tendências extremistas, como neste país, em cuba e tantos mais, onde uma lógica qualquer impõe uma vontade, não dando margem para a possibilidade de ir ao encontro daquilo que realmente importa, que é a condição humana!... What a Face E nem por isso o mundo em que a Europe se insere - o capitalismo - escapa a esta crítica!
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Pensamentos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» RP Online » “Gostamos da música” – Os rockeiros da banda KISS gostam de Tokio Hotel
» Ajuda
» Pensamentos
» Teste de inducao de pensamentos...

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Áudio Geral-
Ir para: