Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Audio's Circle of Confusion

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 16:09

Tema bastante interessante e que pode responder a algumas perguntas e até confirmar aquilo que alguns de nós suspeitamos em relação ás razões da existência de más gravações, esse flagelo do amante da musica. Tema desenvolvido por Sean Olive, director da Acoustic Research Company.



Boa leitura


http://seanolive.blogspot.com/2009_10_01_archive.html


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 19:14

As minhas desculpas ao nosso Administrador AJS, mas não posso concordar que esta seja a explicação para as más gravações.

Admira-me como este senhor Olive tem um cargo importante na AES...

»The circle of confusion is graphically illustrated in Figure 1. Music recordings are made with (1) microphones that are selected, processed, and mixed by (2) listening through professional loudspeakers, which are designed by (3) listening to recordings, which are (1) made with microphones that are selected, processed, and mixed by (2) listening through professional monitors.....«

Ao descrever este »circulo de confusão« este iluminado esqueceu-se pura e simplesmente do fundamental: o factor humano.

Traduzindo para português e acrescentando o que (intencionalmente, ou não) foi omitido seria mais ou menos assim (NMMO):

As gravações de música são efectuadas por profissionais com a experiência e conhecimento dos microfones apropriados a cada situação, processados e misturados através de escuta de monitores referenciados e bem identificados, os quais foram projectados por outros profissionais com recurso a vários métodos, entre os quais a audição de determinados tipos de gravações, também elas referenciadas (pela comunidade da indústria áudio), gravações essas efectuadas por profissionais com a experiência e o saber acumulado, e por aí fora.

De repente este senhor pretende »normalizar« todo o processo. Será que ele sugere a utilização de uma norma ditada pela Harman?

Enfim, foram décadas de gravações e produções desperdiçadas em que nada de bom se fez...

Este tipo e o Toole devem ter a sua patota na AES e vai daí resolveram publicitar as suas ideias, surpresa, surpresa, em benefício da Harman.

Felizmente, dentro em breve, todos os estúdios serão equipados com monitores da Acoustic Research e as gravações pós-normalização terão um som uniforme e calibrado pela mesma bitola.

Finalmente vamos poder ouvir uma gravação de Keb' Mo' com a mesma aferição de uma obra de Beethoven. mal posso esperar.

Lixo com as Genelec, as Westlake, as Dynaudio, tudo para o lixo. Vivam os monitores da Acoustic Research.

Cumprimentos,

MJC

PS: Muito interessante o número elevadíssimo de comentários que este artigo suscitou no próprio blogue.

PPS: Tão boa ou melhor que esta, foi a tentativa da Harman de ensinar o pessoal a ouvir segundo a sua cartilha: o já famoso e ridículo »How to Listen« ou lá que raio era o nome. Até chamavam aos seguidores »Os Ouvintes Harman«.

PPPS: Na conversa que tive hoje com o nosso colega forista Rui Pinho, e posteriormente com o ilustre Ferpina, abordámos precisamente este aspecto: 'tá tudo doido no áudio.


Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 19:19

O senhor decerto que defende a sua dama. Mas decerto que poderia haver mais cuidado no equipamento usado para evitar certas desgraças. Obviamente que o gajo por detrás dos botões é enormemente importante, mas provavelmente um estúdio à altura também não fará mal.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 19:37

Ora como nalguns casos sou ainda mais radical do que o Mestre Mário, pergunto apenas ESTÚDIO ??
Estúdio para quê ??



e depois



Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 19:43

Vodoo escreveu:
Ora como nalguns casos sou ainda mais radical do que o Mestre Mário, pergunto apenas ESTÚDIO ??
Estúdio para quê ??



e depois




Realmente é verdade. Se ligares a radio, também já não há ninguém a cantar nem a tocar instrumentos.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 20:13

O homem por trás dos botões é sempre importante. Um bom engenheiro de som consegue fazer milagres com uma caixa de fósforos. Um mau engenheiro de som olha para o equipamento como boi para palácio.

No dia em que o sonho do Sr. Olive se concretizar (Deus nos livre de tal!) e todos os estúdios estiverem normalizados, as gravações executadas por um mau profissional continuarão a ser más gravações.

Aliás, assim como eu reputo o factor humano, i.e., os profissionais como os principais responsáveis pela qualidade das gravações, do mesmo modo sou o primeiro a responsabilizá-los pela falta de qualidade das mesmas.

E o que é que se pode entender por um bom estúdio? Um bom estúdio é um... bom estúdio. A generalidade dos estúdios reconhecidos como bons estúdios no circuito comercial estão equipados com tudo o que existe de bom e do melhor e, mais importante, reconhecido pela esmagadora maioria dos profissionais da indústria. Menos pelo Sr. Olive.

O meu estúdio, apesar de ter investido uns largos milhares, nunca pasou de um estúdio pindérico. Tinha equipamento de topo, mas, por exemplo, o espaço físico não foi projectado para tal nem obedeceu a um estudo rigoroso, logo as gravações que daqui sairam não as considerando más, mesmo más, também nunca poderiam ombrear com o que se faz de rotina nos estúdios comerciais dignos desse nome.

Se tudo correr como esperamos, irás (AJS) ter dentro em breve oportunidade de perguntar a um profissional digno desse nome, qual a opinião acerca do artigo do Sr. Olive e da normalização ou standartização ou lá o raio que o homem professa. Depois nos dirás qual a opinião da pessoa em causa.

Cumprimentos,

MJC

PS: Se quiseres posso-te fazer uma listagem de equipamento universalmente reconhecido como indispensável, de grande qualidade, cujas características e operação são conhecidas pela esmagadora maioria dos profissionais e cuja presença é quase obrigatória nos estúdios com um mínimo de pretensões.

PPS: É pena não podermos recuar no tempo e apresentar este texto do Sr. Olive aos responsáveis dos estúdios da Motown. Talvez os gajos não tivessem pregado a bateria ao soalho no sítio que consideraram o »sweet spot«. Teriamos perdido o som característico das secções rítmicas da Motown gravado, misturado e masterizado em carcaças velhas, cada qual mais deformada que a anterior.
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 20:22

Longe de mim dizer que tudo o que o homem disse é verdade ou mentira. Nem tenho conhecimento para tal. Só retive que se o estúdio for digno desse nome, ajudará um bom profissional a fazer o seu trabalho, e lembrei-me que por exemplo os "grandes" estúdios têm colunas B&W 803 como é o caso da BBC só para dar um exemplo.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64282
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 20:24

Também quero referir que uma normalização não significa forçosamente "tudo igual" mas pode igualmente ser no sentido de uma qualidade mínima obrigatória para uma determinada finalidade.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vodoo
Membro AAP


Mensagens : 7002
Data de inscrição : 05/07/2010
Localização : Usuário BANIDO

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Sab Jul 30 2011, 20:46

Eu é que não entendo um caraças disso, se se calhar oiço melhor que o Sr.Olive e algumas das coisas que apregoa são blasfémia e que é isto ??
Tenho alguns albuns deste Senhor abvaixo na imagem e gravados no seu estúdio caseiro com teias de aranha por causa das resonancias equipamento vintage da idade do Sr.Olive ou mais sêm porcarias e overdubs e artificialidades e são do caraças, até se ouve os perdigotos a bater no microfone !!!
E quê é esta besta para vir mandar bojardas que isto têm que sêr assim ou assado, é por causa destes e outros que tal que existe uma cruzada chamada loudness war contra as normas de porcaria !!!

E mais ainda afirmo que grande parte da tralha usada actualmente nos estúdios é para disfarçar a mediocridade de muito artista !!!




Apenas uma opinião entre imensas todas positivas:

Taledragger is a modern blues album with primitive roots. It’s a far more interesting recording because of its "impurities" — paradoxically, making it a far more "authentic" blues record because it is linked to multiple historic traditions simultaneously. It’s exponentially more enjoyable and exciting as blues than anything coming out of Chicago in the 21st century. – Thom Jurek / AMG
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Dom Jul 31 2011, 07:32

António José da Silva escreveu:
Longe de mim dizer que tudo o que o homem disse é verdade ou mentira. Nem tenho conhecimento para tal. Só retive que se o estúdio for digno desse nome, ajudará um bom profissional a fazer o seu trabalho, e lembrei-me que por exemplo os "grandes" estúdios têm colunas B&W 803 como é o caso da BBC só para dar um exemplo.

Não mencionei o fabricante B&W porque poderia parecer caseiro da minha parte.

É impossível e indesejável que os fabricantes de microfones e colunas de monitorização para estúdio (para só falar nos considerados »extremos« da cadeia se possam ou devam reger por regras de uniformização tão rígidas quanto o Sr. Olive quer dar a entender do seu artigo. Todo e qualquer fabricante sabe que o fundamental é captar/reproduzir o som da forma mais natural possível. Estarem a ditar-lhes a forma como o devem fazer impondo barreiras e objectivos pré-definidos à partida, é estar a coarctar a capacidades criativas de cada fabricante. E depois existe sempre esse (papão para alguns) factor da livre concorrência. Cada vez que um fabricante revela um novo produto, e caso esse produto triunfe, a restante indústria de imediato tenta superá-lo com todas as vantagens que daí advêm para os utilizadores.

As regras estão bem definidas há muito (não significa que pontualmente e de acordo com a evolução tecnológica não se adoptem soluções consensuais, ou bastante consensuais) e não me quer parecer que a indústria dê muita atenção a estes arremessos de carácter puramente comercial sob a capa do progresso e bem estar do áudio.

Cumprimentos,

MJC
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 46
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Dom Jul 31 2011, 09:40



Pelo pouco que li o grande problema em geral esta na monitorização do som nos estúdios.

Então faço duas perguntas "Será que todos os engenheiros de som ouvem a musica que sai desses monitores da mesma maneira?"

"Se puséssemos três ou quatro engenheiros a fazer uma mesma gravação, num mesmo estúdio elas sairiam todas da mesma maneira?".


Uma outra duvida saltou-me a ideia "todo e qualquer engenheiro de som era incapaz de produzir um má gravação num estúdio bom!?"
Voltar ao Topo Ir em baixo
MJC
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3625
Data de inscrição : 03/07/2010
Idade : 66
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Dom Jul 31 2011, 11:29

Serpigo escreveu:


Pelo pouco que li o grande problema em geral esta na monitorização do som nos estúdios.

Então faço duas perguntas "Será que todos os engenheiros de som ouvem a musica que sai desses monitores da mesma maneira?"

"Se puséssemos três ou quatro engenheiros a fazer uma mesma gravação, num mesmo estúdio elas sairiam todas da mesma maneira?".


Uma outra duvida saltou-me a ideia "todo e qualquer engenheiro de som era incapaz de produzir um má gravação num estúdio bom!?"

Bom dia Caro Sérgio,

Segundo a minha interpretação do assunto, as resposta seriam mais ou menos assim,

1- Todo e qualquer engenheiro de som, produtor, artista, convidado, encarregado de limpeza do estúdio, ouve o som que emana de qualquer transdutor de maneira diferente. Mas isso também acontece relativamente às fontes. A guitarra de Hendrix soa de forma diferente a qualquer profissional deste ramo. Isto porque, mesmo que a informação que chega ao cérebro de cada um fosse perfeitamente igual, o software que a interpreta é diferente de pessoa para pessoa. São anos de acumular de experiências que vão acrisolar esse software e a forma como cada um ouve e interpreta os sons. Resumindo é a »assinatura« de cada um reflectida obviamente no produto final.

2- Nem que pusesses 100 engenheiros no mesmo estúdio, a fazer a mesma gravação, existiriam duas iguais. A não ser que fosse combinado...

3- Imagina-me a mim à solta, por exemplo, no »Ocean Way«. Modéstia à parte, até dou uns toques de engenharia de som, mas se algum gajo lá do sítio oiuvisse a minha obra-prima, mandava-me lavar as casas de banho. E não era do estúdio. Era do diner adjacente.

http://www.oceanwayrecording.com/

Abraço,

MJ
Voltar ao Topo Ir em baixo
lore
Membro AAP
avatar

Mensagens : 1120
Data de inscrição : 11/07/2010
Localização : lisboa

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Dom Jul 31 2011, 11:39



Sitio onde deviam estar alguns profissionais da area ... Outros nem para limpar isso servem
Voltar ao Topo Ir em baixo
Serpigo
Membro AAP
avatar

Mensagens : 335
Data de inscrição : 29/10/2010
Idade : 46
Localização : Carnaxide

MensagemAssunto: Re: Audio's Circle of Confusion   Dom Jul 31 2011, 11:58



Exactamente Mário,


A única razão que vejo aqui para a uniformização dos estúdios é o monopólio do mercado por parte de determinada(s) marca(s) (que se calhar de outra maneira não conseguem o mercado que pretendem - isto sou eu a divagar).


Tal como o Mário diz um bom engenheiro de som, por vezes, faz milagres com material mais fraco.


Abraço e boas audições (que agora tenho que ir devorar uma grande almoçarada)





Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Audio's Circle of Confusion
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» IGOR (ex-vocalista de The 7th Circle)
» Como adicionar player de audio no tópico
» Groove com fretless - AUDIO
» Ultimate Audio em festa com TT Rui Borges no próximo fim-de-semana
» Colunas Monitoras Monitor Audio Silver 3i

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Áudio Geral-
Ir para: