Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalPublicaçõesRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe
 

 A rodar XLV

Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
AutorMensagem
João Henrique
Membro AAP
João Henrique

Mensagens : 1514
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 54
Localização : Lisboa

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 09:35

Ghost4u escreveu:
Por serem raros os álbuns que convidam a ouvir Pat Metheny, não considero que a individualidade que reveste o meu esqueleto, seja apreciadora da obra desse guitarrista e compositor. «Still life (talking, editado à 32 anos, onde são notórias pinceladas sonoras com as cores do Brasil, é excepção ao meu parecer.
A rodar XLV Cover_555462072016_r
(Geffen, 924 145-2)

Perdoe a intromissão, venho por este meio deixar aqui esta pequena dica de um disco que me acompanha muitas noites.
Não sabendo se o ilustre fantasma já teve o prazer de ouvir este disco que, não sendo de Pat Methney Group mas sim um duo com  Charlie Haden, é um verdadeiro deleite.
A rodar XLV Missou10
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 11:02

A rodar XLV 22214

O album "Treny" (lamentações) foi a abertura do compositor Michal Jacaszek a um reconhecimento fora da polonia, o seu pais natal. Todas as caracteristicas das futuras obras jà estão presentes aqui, mesmo se o eixo central deste disco é o dualismo entre o sagrado e o profano. O começo do disco com os lençois electronicos de grave lentos e hesitantes ponctuados pelas fugazes notas de cravo, clarineta e tuba são em si a assinatura técnica do artista. Os vocalismos sugerem a musica liturgica e açentuam o aspecto austero e ameaçador desta musica que vai aos poucos se alimentar de luz e sair da escuridão. O final quase ensolarado deixa no auditor un sentimento de redenção, de liberdade! Uma musica que se escuta como um caminho de ascese e que deixa um sentimento indelével e duradouro no auditor. Uma obra exigente, potente, perturbadora mesmo, que demostra o potencial imenso da musica electronica ...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 13:09

A rodar XLV 33310

Viver o estonteamento do sublime, o chamado sindrome de Stendhal é a propriedade de poucas obras ... de mesmo que poucas cidades se comparam a florença, poucas obras modernas igualam a monumental proeza artistica do YS da Joanna Newsom. Desde o inicio o ouvinte é propulsado numa vertiginosa montanha russa que percorre estas cinco longas faixas ... sém pausa ném uma unica falta de gosto. A qualidade dos arranjos, das melodias, do canto e dos textos é continua e açentua o sentimento de escutar uma raridade. Estamos numa dessas escassas obras aonde a intervenção do divino nos pareçe ter sido uma realidade tanto a riqueza e complexidade harmonica são avassaladoras ... sempre ao serviço da beldade. O auge absoluto é atingido na épica faixa de 17 minutos "Only Skin" aquando da desdobragem da sua voz com a do Bill Callahan (Smog). O canto aéreo e sinuoso da Joanna Newsom vai encontrar como contraponto a voz grave, profunda e pousada do Smog … esticando o desenvolvimento harmonico na totalidade da banda vocal o que cria um empolgante e inspirado dialogo poético. Nesta obra esplendida em forma de caleidoscopio os empréstimos fugazes aos universos da Joni Mitchell, Kate Bush, Linda Perhacs, Coco Rosie, Liz Harris … acabam por criar uma atmosfera singular, unica e paradoxalmente familiar. Um disco inebriante, enfeitiçado e impressionante de maturidade artistica … uma obra (de) extraterrestre donde o auditor sai exausto, mas complétamente feliz !!!...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 14:52

Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLV R-2382723-1334084046.jpeg

Um álbum imenso. Quem não conhece que o conheça e quem o conhece que o oiça. lol!

Não o conheço de facto … mas a estética da capa faz-me pensar ao fabuloso papel para enrolar os cigarros françês … reputado (e com razão) de ser o melhor para fazer um bom cône Cool
A rodar XLV 4_1_2110

Haverà algo de subentendido nessa capa scratch

lol!

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 18:35

A rodar XLV 33311

O grupo Silver Mount Zion é geralmente visto como um derivado (spin-off) dos GY!BE. O grupo foi criado pelo Efrim Menuck que é um dos fundadores dos GY!BE assim que por três membros activos desse colectivo post-rock de Montreal. Apesar da partilha desses componentes humanos e da filosofia anti-capitalista a musica dos dois grupos irmãos é substancialmente diferente. A arte dos SMZ é deliberadamente extravertida, visceral e anti-conformista. Apòs os dois primeiros albuns mais contemplativos o grupo desenvolve uma energia musical que se aparenta ao Punk. Neste sétimo album o grupo atinge um novo auge e uma maturidade que provoca o respeito. Sém se renegar ném derivar um milimetro nas suas convições, os SMZ elevam a sua musica a uma altitude aonde estão sozinhos. Nenhum grupo ném artista actual pode rivalisar com a consciência social, autenticidade, radicalismo estético e exigência artistica destes "anarquistas" canadianos. Nesta eulogia do apocalipse humano, que sempre foi o elemento central da arte do grupo, os SMZ atingém um grau de amargura e de tristeza absoluta. Seria esqueçer que às vezes é necessario encarar o desespero afim de descobrir um raio de luz. Os SMZ lembram-nos neste requiem desencantado que a esperança é a ultima coisa a morrer … algo que os GY!BE apregoam hà muito! Por detràs das guitarras em distorção e dos violinos dissonantes existém almas, sentimentos, angustias, vidas e consciências ... uma obra catartica e essencial.

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 5256
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 18:51

João Henrique escreveu:
Perdoe a intromissão, venho por este meio deixar aqui esta pequena dica de um disco que me acompanha muitas noites.
Não sabendo se o ilustre fantasma já teve o prazer de ouvir este disco que, não sendo de Pat Methney Group mas sim um duo com  Charlie Haden, é um verdadeiro deleite.

Prezado João Henrique,

Não cometeu nenhuma ilegalidade para solicitar perdão. Comigo, tem liberdade para intervir nas minhas dissertações.

Quanto ao álbum, conheço, recomendo e escuto com frequência (por vezes, concluo as audições pela noite dentro com esse disco). Apesar do meu parecer de Pat Metheny em grupo, tenho a percepção a abertura de espírito musical do guitarrista, é a génese para ser aceite em universos distintos por apreciadores e músicos de jazz e rock.

Com melhores cumprimentos,
What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 20:06

A rodar XLV The-art-of-noise-in-no-sense-nonsense-lp-music-vinyl-album-cover-art-M5D781


Uma rica experiência sonora e musical
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 20:07

TD124 escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLV R-2382723-1334084046.jpeg

Um álbum imenso. Quem não conhece que o conheça e quem o conhece que o oiça. lol!

Não o conheço de facto … mas a estética da capa faz-me pensar ao fabuloso papel para enrolar os cigarros françês … reputado (e com razão) de ser o melhor para fazer um bom cône Cool
A rodar XLV 4_1_2110

Haverà algo de subentendido nessa capa scratch

lol!

Não parece ser uma coincidência. Bem visto A rodar XLV 22692
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 20:14

A rodar XLV 114777291

A rodar XLV 2441895546

Prensagem ainda república federal alemã que não é nada má. A rodar XLV 58893
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 21:48

A rodar XLV R-97230-1528561016-5882.jpeg

Mais um do baú. É uma pérola este mal amado disco.

A rodar XLV 22692
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 5256
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 24 2019, 22:47

A rodar XLV Z-Thomas-Dolby-The-Schoolmaster-Vocals-bei-The-Trail-Roger-Waters-The-Wall

Quando a pop music é delineada com cabeça, tronco, membros e despida de preconceito, revela trabalhos repletos de qualidade.

A aparência excêntrica de Thomas Dolby, pode provocar repulsa no mortal que se cruze com alguns dos seus discos, supondo tratar-se de criação menor. Todavia, «The flat Earth» é um bom produto pop do ano 1984, convidando o ouvinte a conceder atenção à medida que cada uma das sete faixas desfilam à sua frente.
A rodar XLV 81%2BVxD9r6sL._SY355_
(Capitol, CDP 7 46028 2)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Maio 26 2019, 13:49

Ghost4u escreveu:
A rodar XLV Z-Thomas-Dolby-The-Schoolmaster-Vocals-bei-The-Trail-Roger-Waters-The-Wall

Quando a pop music é delineada com cabeça, tronco, membros e despida de preconceito, revela trabalhos repletos de qualidade.

A aparência excêntrica de Thomas Dolby, pode provocar repulsa no mortal que se cruze com alguns dos seus discos, supondo tratar-se de criação menor. Todavia, «The flat Earth» é um bom produto pop do ano 1984, convidando o ouvinte a conceder atenção à medida que cada uma das sete faixas desfilam à sua frente.
A rodar XLV 81%2BVxD9r6sL._SY355_
(Capitol, CDP 7 46028 2)

Thomas Dolby tem coisas maravilhosas!

Tenho que ouvir este que desconheço confesso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Maio 26 2019, 13:50

A rodar XLV The%2BWaking%2BHour%2Bcover


Dois enormes nomes da música que neste disco não brilharam como deveriam. Ainda assim fica nesta obra soluções que vincularam Murphy durante muito tempo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Maio 26 2019, 18:28

As tardes estão mais longas e quentes, por isso lá saltou um álbum cuja origem é quente, bem quente.
A rodar XLV Imag1437
Peter King - Shango (1974...)

A Nigéria não era propriamente um bom berço para Músicos de pensamento livre, mas Peter King não baixou os braços. Esteve no Reino Unido e tocou ao lado de grandes nomes como Art Blakey, Sonny Rollins e Roland Kirk ainda na década de 60 nas tours Europeias. Não esqueceu a sua terra natal e em 1969 voltou para a Nigéria, estudou mais umas coisas sobre a Música local. Dois anos depois lá voltou a sair e o primeiro resultado desse vai e volta é este álbum.

Quem conhece Osibisa e não teme colocar um pé no território do Jazz, faça o favor de experimentar. Wink

A reedição da Mr. Bongo está muito bem, de resto esta editora já nos habituou a procurar raridades de outras latitudes e tratar delas como elas merecem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Maio 26 2019, 19:37

A rodar XLV Arctic-Monkeys-Tranquility-Base-Hotel-And-Casino-Vinyl-Color-LP-2323523_1024x1024

Depois da surpresa, a audição do disco torna-se mais intensa. Uma excelente proposta para acompanhar um jantar leve.
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Maio 26 2019, 20:04

Para continuar num registo "afro" em que se fundem influências locais com o que se fazia fora (Jazz, Funk, Rock), seguimos como MonoMono:
A rodar XLV Imag1438

Também este é um álbum que nasce pelas mãos e mentes de Músicos da Nigéria. Sair para aprender e criar de forma livre era uma necessidade, mas numca se revelou maior do que a necessidade de regressar às raízes e incorporar estas nas criações.

É muito bom viajar pelos ritmos de Awareness, o trabalho de Percussão é incrível. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyQua Maio 29 2019, 11:31

Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLV Arctic-Monkeys-Tranquility-Base-Hotel-And-Casino-Vinyl-Color-LP-2323523_1024x1024

Depois da surpresa, a audição do disco torna-se mais intensa. Uma excelente proposta para acompanhar um jantar leve.

Uma excellente proposta para acompanhar o que seja A rodar XLV 491368 ..................... A rodar XLV 843159

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyQui Maio 30 2019, 20:40

A rodar XLV MI0003515879.jpg?partner=allrovi

Um excelente álbum!


In allMusic On How Will the Wolf Survive?, Los Lobos seemed to be feeling out the boundaries of how much they could say about the hard realities of life within the framework of good-time R&B-flavored rock & roll, and on their next album, 1987's By the Light of the Moon, the group gently shifted their focus to favor their more contemplative side. While the band certainly hadn't lost the ability to rock out (check out "My Baby's Gone" or "Shakin' Shakin' Shakes" for proof), most of the album displayed a lighter touch musically, with David Hidalgo's deft lead guitar and Cesar Rosas' precise rhythm chords fueling lean but smoky R&B numbers like "Is That All There Is?" and "All I Wanted to Do Was Dance" and understated musical snapshots like "One Time, One Night" and "River of Fools." Lyrically, By the Light of the Moon is dominated by the sad mysteries of life and the less-than-generous nature of fate, as ordinary people try to come to terms with death ("One Time, One Night"), disappointment ("Is That All There Is?"), love that's faded into the shadows ("The Hardest Time"), and the mingled comfort and uncertainties of faith ("Tears of God"). While the soundtrack album to the movie La Bamba, released the same year, captured Los Lobos at their most carefree and high-spirited as they called up the spirit of Ritchie Valens, By the Light of the Moon showed the other side of the coin as the group looked into the hearts and souls of themselves and the community around them, and if it's a harder album to enjoy than those that preceded it, its depth rewards repeated listenings


In roling stone By the Light of the Moon, then, is a dense, perplexing album that raises important issues and, finally, ducks the implications of its own gritty ambitions’all the while rocking like there’s no tomorrow. Provocative, overreaching, conceptually flawed and brilliantly executed, By the Light of the Moon should spark heated debate among Los Lobos devotees, initiates and just about anyone else who cares about the direction of young American bands.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyQui Maio 30 2019, 20:48

A rodar XLV 9k=


Primeira Edição da Diapasão. Este não se encontra com facilidade.

É de facto uma figura incontornável da música Portuguesa!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyQui Maio 30 2019, 21:02

A rodar XLV 4573942929-disco-vinil-lp-vitorino-romances

Recomendo vivamente aquisição deste disco, especialmente a edição da Orfeu, vai ser uma daquelas raridades que vale a pena manter.

Um álbum puro em que a voz de Vitorino como não poderia deixar de ser assume o controle de todo o registo, num álbum que ainda que tenha a génese na mais pura música tradicional Portuguesa, consegue aqui e ali com a preciosa participação de Pedro Caldeira Cabral explorar sons medievais que se tornam quase que alternativos.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 5256
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Maio 31 2019, 14:20

Alexandre Vieira escreveu:
A rodar XLV 4573942929-disco-vinil-lp-vitorino-romances
Recomendo vivamente aquisição deste disco, especialmente a edição da Orfeu (...)

Faz muito bem em recomendar. Trata-se de um grandioso trabalho que junta o excelente instrumentista e os manos do redondense cantor. Quanto ao selo Orfeu, esse é semelhante ao algodão, por não enganar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 17:37

Depois de uns dias afastado e da voltinha habitual para tirar a ferrugem, nada melhor do que sentar, relaxar e colocar um daqueles álbuns que nunca deixa de surpreender.
A rodar XLV Imag1439
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 17:55

José Miguel escreveu:
Depois de uns dias afastado e da voltinha habitual para tirar a ferrugem, nada melhor do que sentar, relaxar e colocar um daqueles álbuns que nunca deixa de surpreender.
A rodar XLV Imag1439

Uma banana, ou qualquer outra fruta, apòs o exercicio fisico não é contra-indicado ... mas não casa com vinho lol!

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 17:58

O vinho está no frio... Hoje está bastante calor!! A rodar XLV 22692
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 18:43

José Miguel escreveu:
Depois de uns dias afastado e da voltinha habitual para tirar a ferrugem, nada melhor do que sentar, relaxar e colocar um daqueles álbuns que nunca deixa de surpreender.
A rodar XLV Imag1439

Excelente disco, do melhor que já vi a passar aí em casa, senão mesmo o melhor dvil


Por aqui em grande estilo, a onda alternativa portuguesa num dos seus melhores momentos históricos.


A rodar XLV R-1442325-1529510126-8102.jpeg
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 18:54

A rodar XLV R-1250503-1479001515-3143.png

Muito pouco conhecidos estes senhores tinham temas deliciosos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 19:03

A rodar XLV R-468795-1518355228-3384.jpeg

Não é de todo uma obra prima, mas um disco que se ouve com bastante prazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 19:12

A rodar XLV R-5544002-1396115535-8726.jpeg

Para mim, de longe, o melhor disco da história do fado.

2cclzes

Esta foi a prenda que ofereci a mim próprio no ano passado, edição Columbia.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 19:32

A rodar XLV R-477092-1119367767.jpg

E deste sortido rico acabo a noite com o maravilhoso Amigo de Portugal.

Primeiro foram os textos de Miguel Esteves Cardoso, depois o concerto de 1982 em Vilar de Mouros e dois anos mais tarde a Aula Magna em Lisboa. Na alvorada dos anos 80, os Durutti Column do inglês Vini Reilly (e do veterano, dinâmico e simpático baterista Bruce Mitchell) foram um desses casos de sedução à primeira vista com o público português. Na época tentava-se compreender o fenómeno à luz da sonoridade magoada da guitarra de Reilly e faziam-se, como sempre, comparações com a expressão melancólica do fado. Foi por essa altura que a editora Fundação Atlântica (de Pedro Ayres Magalhães, Esteves Cardoso ou Ricardo Camacho) propôs a Reilly a gravação de um disco em Portugal, numa parceria com a sua editora inglesa de origem, a histórica Factory de Tony Wilson. in Público
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 20:34

Hoje o Alexandre está uma máquina, por isso e em jeito de homenagem...
A rodar XLV Imag1440

Este álbum com esta máquina de Pré é outra coisa... Batidas tão certinhas. dvil
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 22:16

Está quase na hora da sobremesa, mas ainda há um restinho de Portal das Hortas (Região dos Verdes). Este é um vinho que poderia servir de amostra para a Região, bem fresco liberta as notas frutadas e florais. Não é dos que permanece muito tempo a ocupar o palato, mas também não fica muito tempo na garrafa e copo...

A rodar XLV Imag1441

Com a noite quente e um jantar leve, agora seguimos com um álbum que apresenta uma bela sessão ao vivo no Village Vanguard.
David Liebman tocou com muitos, mesmo em formações de Coltrane, aqui apresenta-se bem acompanhado e com boa energia - estavam em noite sim!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySab Jun 01 2019, 22:57

Com o álbum que se segue até o nosso estimado Alexandre bate o pé... E ainda faz brilhar o sistema da sala, quarto ou casa de banho. Smile

A rodar XLV Imag1442
Juntaram-se umas personagens bem catitas e o resultado é o que se pode esperar. O trabalho de Bateria é uma maravilha, a linha de Baixo marca o trilho e não permite qur ninguém se perca. Entre Trumpete e Saxofone há diálogos imperdíveis e ainda temos ao Piano um semhor que tem umas quantas falas em primeiro plano...

Merecia um volume mais generoso, mas ainda vivemos num apartamento... Uma casa isolada talvez seja o melhor upgrade que se possa fazer. Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:01

José Miguel escreveu:
Hoje o Alexandre está uma máquina, por isso e em jeito de homenagem...
A rodar XLV Imag1440

Este álbum com esta máquina de Pré é outra coisa... Batidas tão certinhas. dvil


Coitados dos Kraftwerk

Um pré valvulado para ouvir estes senhores tecnologicamente avançados é uma heresia. A rodar XLV 310490
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:01

José Miguel escreveu:
Com o álbum que se segue até o nosso estimado Alexandre bate o pé... E ainda faz brilhar o sistema da sala, quarto ou casa de banho. Smile

A rodar XLV Imag1442
Juntaram-se umas personagens bem catitas e o resultado é o que se pode esperar. O trabalho de Bateria é uma maravilha, a linha de Baixo marca o trilho e não permite qur ninguém se perca. Entre Trumpete e Saxofone há diálogos imperdíveis e ainda temos ao Piano um semhor que tem umas quantas falas em primeiro plano...

Merecia um volume mais generoso, mas ainda vivemos num apartamento... Uma casa isolada talvez seja o melhor upgrade que se possa fazer. Twisted Evil


A rodar XLV 447836 ...parece ser de facto muito bom.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:02

José Miguel escreveu:
... mas ainda há um restinho de Portal das Hortas (Região dos Verdes). Este é um vinho que poderia servir de amostra para a Região, bem fresco liberta as notas frutadas e florais. Não é dos que permanece muito tempo a ocupar o palato, mas também não fica muito tempo na garrafa e copo...

A rodar XLV Imag1441...

Não conheço esse vinho, mas quém sabe durante as férias me cruze com ele ... no entanto conheço o David Liebman, apesar de possuir um unico disco dele que é o "Homage to John Coltrane" de 1987. Visto a discografia desse senhor, seria necessario uma estante inteira sò para os albums dele e ainda busco o "John Coltrane's Meditations" !!!...

Tinhamos falado de vinhos baratos por aqui hà algum tempo e ontém encontrei um branco da minha região muito interessante e que custa apenas 3,60€. Utilisa uma mistura pouco tipica de duas cepas francesas (da Borgonha e do Rhone norte) que casam maravilhosamente e que lhe porporcionam amplitude na boca, frescura e uma relativa fineza. Nestes preços não penso que tenha jà bebido um vinho françês tão bem conseguido e tão equilibrado !...

Quanto ao disco pouco a dizer e foi-me emprestado ontém. Apòs as primeiras escutas integrou a minha lista de discos para comprar e hoje foi retirado da lista. Não que seja mau, longe de là mesmo, mas não chega que a musica seja bela e bem feita. Aqui falta-me algo de pessoal de orgânico que nmho torna a obra por demais sintética, um puro exercicio de estilo. O Olafur Arnalds adora a experimentação e tal é necessario para avançar, mas esqueçeu desta vez que a musica é feita para transmitir sensações ou dizer algo ... desta vez não compreendi a mensagem, se ela existe !!!...
A rodar XLV Dscn7011

cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:08

Alexandre Vieira escreveu:
José Miguel escreveu:
Hoje o Alexandre está uma máquina, por isso e em jeito de homenagem...
A rodar XLV Imag1440

Este álbum com esta máquina de Pré é outra coisa... Batidas tão certinhas. dvil


Coitados dos Kraftwerk

Um pré valvulado para ouvir estes senhores tecnologicamente avançados é uma heresia. A rodar XLV 310490

Caro Alexandre, pensa mesmo isso de nós!?!

Então andávamos nós aqui a ler as suas brilhantes partilhas e no final negávamos os ensinamentos!?!



Nada de válvulas, o senhor que produziu este até percebe delas... mas também percebe outras coisas. Smile  dvil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:09

José Miguel escreveu:
Alexandre Vieira escreveu:
José Miguel escreveu:
Hoje o Alexandre está uma máquina, por isso e em jeito de homenagem...
A rodar XLV Imag1440

Este álbum com esta máquina de Pré é outra coisa... Batidas tão certinhas. dvil


Coitados dos Kraftwerk

Um pré valvulado para ouvir estes senhores tecnologicamente avançados é uma heresia. A rodar XLV 310490

Caro Alexandre, pensa mesmo isso de nós!?!

Então andávamos nós aqui a ler as suas brilhantes partilhas e no final negávamos os ensinamentos!?!



Nada de válvulas, o senhor que produziu este até percebe delas... mas também percebe outras coisas. Smile  dvil

Muito bem, se calhar é pelo facto de ter a caixa vazia que toca bem dvil

Segundo o Paulo o meu precisa de enchimento para tocar melhor smedley

Caro Miguel então sistema também aguenta este:


A rodar XLV R-103913-1198270120.jpeg
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:14

Eu sempre ouvi dizer que as coisas precisam de espaço para respirar, fluir, crescer, desvelar o melhor que há nelas.

Em pleno século XXI ainda se procura chicha com fartura!?! Depois queixam-se do excesso de gordura, peso, lentidão, falta de ar... dvil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:16

A rodar XLV R-472812-1402594708-7629.jpeg


Para mim o melhor álbum do Iggy Pop que na verdade soa a David Bowie, não fosse ele autor e produtor do disco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:17

TD124 escreveu:

Não conheço esse vinho, mas quém sabe durante as férias me cruze com ele ... no entanto conheço o David Liebman, apesar de possuir um unico disco dele que é o "Homage to John Coltrane" de 1987. Visto a discografia desse senhor, seria necessario uma estante inteira sò para os albums dele e ainda busco o "John Coltrane's Meditations" !!!...

Tinhamos falado de vinhos baratos por aqui hà algum tempo e ontém encontrei um branco da minha região muito interessante e que custa apenas 3,60€. Utilisa uma mistura pouco tipica de duas cepas francesas (da Borgonha e do Rhone norte) que casam maravilhosamente e que lhe porporcionam amplitude na boca, frescura e uma relativa fineza. Nestes preços não penso que tenha jà bebido um vinho françês tão bem conseguido e tão equilibrado !...

Quanto ao disco pouco a dizer e foi-me emprestado ontém. Apòs as primeiras escutas integrou a minha lista de discos para comprar e hoje foi retirado da lista. Não que seja mau, longe de là mesmo, mas não chega que a musica seja bela e bem feita. Aqui falta-me algo de pessoal de orgânico que nmho torna a obra por demais sintética, um puro exercicio de estilo. O Olafur Arnalds adora a experimentação e tal é necessario para avançar, mas esqueçeu desta vez que a musica é feita para transmitir sensações ou dizer algo ... desta vez não compreendi a mensagem, se ela existe !!!...
A rodar XLV Dscn7011

cheers

Bela partilha caro Paulo, a imagem é sugestiva e as palavras ajudam a materializar a vontade de experimentar - mais o vinho, é certo, mas o álbum também será tocado por aqui. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:22

José Miguel escreveu:
TD124 escreveu:

Não conheço esse vinho, mas quém sabe durante as férias me cruze com ele ... no entanto conheço o David Liebman, apesar de possuir um unico disco dele que é o "Homage to John Coltrane" de 1987. Visto a discografia desse senhor, seria necessario uma estante inteira sò para os albums dele e ainda busco o "John Coltrane's Meditations" !!!...

Tinhamos falado de vinhos baratos por aqui hà algum tempo e ontém encontrei um branco da minha região muito interessante e que custa apenas 3,60€. Utilisa uma mistura pouco tipica de duas cepas francesas (da Borgonha e do Rhone norte) que casam maravilhosamente e que lhe porporcionam amplitude na boca, frescura e uma relativa fineza. Nestes preços não penso que tenha jà bebido um vinho françês tão bem conseguido e tão equilibrado !...

Quanto ao disco pouco a dizer e foi-me emprestado ontém. Apòs as primeiras escutas integrou a minha lista de discos para comprar e hoje foi retirado da lista. Não que seja mau, longe de là mesmo, mas não chega que a musica seja bela e bem feita. Aqui falta-me algo de pessoal de orgânico que nmho torna a obra por demais sintética, um puro exercicio de estilo. O Olafur Arnalds adora a experimentação e tal é necessario para avançar, mas esqueçeu desta vez que a musica é feita para transmitir sensações ou dizer algo ... desta vez não compreendi a mensagem, se ela existe !!!...
A rodar XLV Dscn7011

cheers

Bela partilha caro Paulo, a imagem é sugestiva e as palavras ajudam a materializar a vontade de experimentar - mais o vinho, é certo, mas o álbum também será tocado por aqui. Wink

O rótulo é bem bonito... dvil
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 02 2019, 19:29

Há um outro senhor que acompanhou muitos dos outros "grandes", mas que merece alguma atenção: Joe Henderson.
A rodar XLV Imag1443

Neste álbum os diálogos com o Trompete de Woody Shaw são mostra de como a força do Saxofone Tenor se joga com a delicadeza do parceiro de conversa.

Os restantes parceiros de sala não merecem menos atenção, gosto particularmente da forma como o Órgão interage... Muito bem conseguido por parte de George Cables.

Ron McClure no Baixo e Lenny White na Bateria fecham o círculo. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyQui Jun 13 2019, 19:31

Depois de uns dias fora de casa e destas lides, regresso...

Para descarregar alguma energia, lá fui dar ao pedal. A Estrada Nacional 2 mantém o seu charme e eu não lhe resisto, mas o regresso a casa foi por outra via, pelo meio de pinais e campos cultivados...

Chegado a casa e já limpinho, é tempo de sentar e relaxar, escutar um álbum que veio connosco... Ele estava na estante a pedir e nós dissemos sim! Smile
A rodar XLV Imag1444
La Düsseldorf - Viva...

O álbum deve ser conhecido de muitos e o design da capa não engana, ou pelo menos coloca o pensamento na trilha certa: Klaus Dinger esteve na fundação dos Neu! e chegou a trabalhar com os Kraftwerk, mas com La Dusseldorf ele tentou algo um pouquinho ao lado. Quem conhece Neu! (1 e 2) não vai estranhar algumas das paisagens criadas em Viva, mas este álbum não fica por aí, há uma certa frescura e arrojo, o trabalho com os sintetizadores por vezes coloca-nos perto de outro estilo, quase "Barroco"... Rolling Eyes

Vale bem a pena, quem conhece e tem que revisite, quem não conhece vá espreitar. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Jun 14 2019, 08:26

José Miguel escreveu:
(...) Vale bem a pena, quem conhece e tem que revisite, quem não conhece vá espreitar. Wink

Vou espreitar e ver o que isso dà A rodar XLV 843159

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Jun 14 2019, 08:29

Se o Paulo espreitar bem, ainda encontra o álbum aí por casa... Caído por baixo do sofá. A rodar XLV 933723
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4555
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 54
Localização : França

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Jun 14 2019, 10:21

José Miguel escreveu:
Se o Paulo espreitar bem, ainda encontra o álbum aí por casa... Caído por baixo do sofá. A rodar XLV 933723

Jà vou espreitar A rodar XLV 58893

lol!

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Jun 14 2019, 14:37

Não é muito comum a partilha de compilações, menos ainda em formato CD... Mas um dia entramos numa loja e estava a tocar a que se segue, enquanto passavamos os dedos pelos discos em formato Vinil a Música ia mexendo connosco e no final lá perguntamos o que estava a tocar. A resposta surpreendeu-nos, mas a verdade é: sabe mesmo bem ouvir esta colecção de Canções Folk/Blues bem Americanas.
A rodar XLV Imag1510

O dia por aqui está muito cinzento e este tipo de Canção vem mesmo a calhar.

Fica a lista:
A rodar XLV Imag1511
Aconselho vivamente que se espreitem algumas faixas, por exemplo a de Jake Xerxes Fussell (3), a de Michael Chapman (6), Roy Harper - Time is Temporary (11)... Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Jun 14 2019, 15:56

Continuando... A viagem segue com Zuma e o sempre pertinente Neil Young.
A rodar XLV Imag1512

Este senhor está no limite da aptidão vocal, mas compensa com a enorme capacidade de entregar cada palavra que escreve, com os belos arranjos que acompanham... Com os Músicos que o acompanham...
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6132
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 38
Localização : A Norte, ainda a Norte...

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptySex Jun 14 2019, 16:51

Os The Who tiveram as suas aventuras e criaram álbuns com grande impacto, talvez tenham sido essas mesmas criações que atiraram Pete Townshend para um canto... Com Whos's Next a banda já não se movimenta no mesmo território e dedica-se ao Rock, sem esquecer o que tem para contar - há todo o tipo de sentimentos expressos, há até uma reflexão sobre o que haviam criado antes. Não sei se tentaram fechar um capítulo, mas escreveram uma belíssima página.

A rodar XLV Imag1513
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 5196
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV EmptyDom Jun 16 2019, 13:56

A rodar XLV Gorillaz-Demon-Days-Vinyl-2LP-0977380_1024x1024

A prova de que este disco é facto intemporal é o gosto que se tem cada vez que ele toca. Um dos grandes álbuns deste millennium.

Fresco, suave, com um enorme bom gosto na sua elaboração. Músicos inteiramente dedicados (e muitos) a fazer uma experiência auditiva diferente, tais como:

De La Soul, Neneh Cherry, Martina Topley-Bird, Roots Manuva, MF DOOM, Ike Turner, Bootie Brown do The Pharcyde, Shaun Ryder, Dennis Hopper, o London Community Gospel Choir e Children's Choir of San Fernandez.




Um dos álbuns obrigatórios para constar em uma colecção com qualidade.





Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




A rodar XLV Empty
MensagemAssunto: Re: A rodar XLV   A rodar XLV Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A rodar XLV
Voltar ao Topo 
Página 1 de 9Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Música Geral :: O que andam a ouvir (a rodar)-
Ir para: