Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 A rodar XLIV

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14
AutorMensagem
José Miguel
Membro AAP


Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sex Fev 08 2019, 18:02

Para terminar a tarde dedicada à Música em modo solitário, vai rodar um álbum que me diz muito, Jazz espiritual... Para seguir o que o anterior abriu.


O Paulo tem abordado o seu sistema nas partilhas e eu partilharei um sentimento semelhante: não temos um sistema de topo e está longe disso, mas a honestidade com que devolve a Música, a forma como distingue o que toca a cada momento, o que é capaz de transmitir... Bem, estas peças realmente funcionam muito bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sex Fev 08 2019, 20:47

José Miguel escreveu:
... agora vou viajar por outras paragens e paisagens, mas com um álbum que também tem tocado insistentemente.


Dhafer Youssef - Birds Requiem
...

Muito bela obra !!!!!!!!!!!!!!!!!!....................

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sab Fev 09 2019, 11:00

Bom dia!

Ontem Birds Requiem ainda voltou ao gira-discos, depois da Luciana chegar a casa lá o colocamos a dar umas voltinhas. É um álbum de rara beleza e abre paisagens largas mesmo à nossa frente...


Hoje o dia amanheceu cinzento e para condizer com ele vai rodar um que merece aparecer, mas que por norma e escutado sem direito a partilha. A forma como o jovem Benjamin nos monstra a sua mundividência em  I Tell a Fly é semelhante a uma boa chapada para acordar...

É conhecido o episódio de apresentação do álbum à sua editora e como ele se colocou nesse momento: é isto ou volto a cantar no Metro... Ainda bem que cederam.

No seu conjunto o álbum pode parecer confuso, mas quando se abordam temas que tocam os Valores ou situações Geo-Políticas de crise, não há como mostrar de outra forma.

Um grande álbum.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sab Fev 09 2019, 13:06

Roda um imenso album de electronica actualmente ... daqueles que mereçem toda a atenção !!!

Oneohtrix Point Never_Replica

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9145
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sab Fev 09 2019, 22:49




Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 4729
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Dom Fev 10 2019, 12:44

José Miguel escreveu:
(...) um álbum que também tem tocado insistentemente.
Dhafer Youssef - Birds Requiem

No ilhéu, esse álbum também se faz ouvir. Entretanto, tive o privilégio de assistir à sua actuação na Culturgest que conservo viva no disco flexível da minha Caixa Idiota Instruída.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Dom Fev 10 2019, 15:59

Qualquer estilo de musica nasce, cresce, ramifica-se e acaba por desapareçer ou transmutar-se e o jazz não é excepção. Actualmente grupos como o Michael Wollny trio vão roçar a musica clàssica romântica, outros como o EST aproximam-se do acid-jazz ou electro-jazz ou ainda o Brad Mehldau que tenta re-inventar a mecânica do trio ... sém que isto seja exaustivo das correntes actuais. Nesta profusão estilistica os ingleses de Gogo Penguin apareçem como muito originais. Eles tocam um Jazz inspirado da musica electronica mas com os instrumentos tradicionais ... o que dà um resultado entusiasmante. Uma nova energia apareçe neste estilo que mistura minimalismo, repetição e ritmica hipnotica. Durante a escuta o auditor encontra-se numa situação paradoxal ... sentir a força das composições do Aphex Twin ou dos Autechre, mas em acustico! Um desafio quase impossivel ao qual os nossos rapazes dão uma solução radical pois utilisam uma série de astucias (mecanicas) afim de dar a impressão de sonoridades electronicas. Um album a descobrir sém tardar e a degustar sém limite ...

Gogo Penguin_A Humdrum Star

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
mannitheear

Mensagens : 948
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Seg Fev 11 2019, 19:32

TD124 escreveu:
Qualquer estilo de musica nasce, cresce, ramifica-se e acaba por desapareçer ou transmutar-se e o jazz não é excepção. Actualmente grupos como o Michael Wollny trio vão roçar a musica clàssica romântica, outros como o EST aproximam-se do acid-jazz ou electro-jazz ou ainda o Brad Mehldau que tenta re-inventar a mecânica do trio ... sém que isto seja exaustivo das correntes actuais. Nesta profusão estilistica os ingleses de Gogo Penguin apareçem como muito originais. Eles tocam um Jazz inspirado da musica electronica mas com os instrumentos tradicionais ... o que dà um resultado entusiasmante. Uma nova energia apareçe neste estilo que mistura minimalismo, repetição e ritmica hipnotica. Durante a escuta o auditor encontra-se numa situação paradoxal ... sentir a força das composições do Aphex Twin ou dos Autechre, mas em acustico! Um desafio quase impossivel ao qual os nossos rapazes dão uma solução radical pois utilisam uma série de astucias (mecanicas) afim de dar a impressão de sonoridades electronicas. Um album a descobrir sém tardar e a degustar sém limite ...

Gogo Penguin_A Humdrum Star

Beautiful Album!
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9145
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Seg Fev 11 2019, 21:27



Voltar ao Topo Ir em baixo
João Henrique
Membro AAP
João Henrique

Mensagens : 1500
Data de inscrição : 21/07/2010
Idade : 53
Localização : Lisboa

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Ter Fev 12 2019, 10:58

Howard Rumsey's Lighthouse All-Stars ‎– Music For Lighthousekeeping
Remasterizado
OJC-636
Excelente gravação

Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9145
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sex Fev 15 2019, 20:44





Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 4584
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sex Fev 15 2019, 20:45

anibalpmm escreveu:





Isso é que é ser eclético!
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sab Fev 16 2019, 19:35


Nesta semana tanto o José Miguel que o nosso amigo fantasma falaram do Dhafer Youssef e do magnifico Birds Requiem ... ora nesta mesma semana vivi uma experiência estranha à volta desse grande artista. Na quarta feira escutei o ultimo album do Dhafer Youssef "Sounds of Mirrors" num belo sistema e sobretudo num grande gira que me tocou muito ... apesar de ser um velho conhecimento. Resultado gostei muito, muitissimo mesmo ... aproveitei então hoje de dar um pulo ao burgo para ir buscar um disco encomendado para o comprar. De volta a casa e com ansiedade ponho-o no prato e toca a escutar ... escuto, re-escuto e algo de estranho aconteçeu pois não gostei là muito do que ouvi!...

Sistema diferente é certo ... gira diferente também, mas o problema reside apenas parcialmente nestes elementos que por si sò não justificam o desagrado em relação à obra. È um belo disco é certo e de novo todos os musicos são fantasticos, mas senti um estranho sentimento de repetição, de reçeita musical. De novo aquele canto nasal celeste que encontra um estojo perfeito no misticismo do Birds Requiem, mas muito menos nas paisagens atmosfericas deste ultimo album. E mesmo a sensação de espiritualidade começa a andar às voltas e torna-se num alibi para a ausência de novidade, de risco artistico ...

È certo que o Pink Triangle atingiu aquele espaço hipnotico que me impediu de desgostar aquando da primeira escuta ... ora que o meu gira foi incapaz. Mas, passadas estas considerações audiofilas ou "audiopatas", apenas subsiste a musica ... e desta vez o grande musico tunisino pareçe-me ter seguido uma via consensual, fàcil. Se fosse o primeiro album que tivesse ouvido do Dhafer Youssef teria-o considerado excelente, virtuoso mesmo ... mas conheçendo a globalidade da sua obra, acho-o apenas um album a mais ou talvez demais ...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sab Fev 16 2019, 20:33

Boa noite Paulo!

Ontem, por termos comprado mais um álbum da ECM, tivemos uma conversa que tocou parte do que diz... Ali para o final dos anos oitenta, com as formações de base a repetirem-se, por vezes soa a fórmula - não falta virtuosismo e novidade pela soma de um ou dois elementos novos e que dão nome aos álbuns, mas há uma assinatura que se nota e que pertence aos Músicos.


Posto isto, não sabemos que colunas tocaram com esse sistema, mas permita mais um elogio ao belíssimo amplificador que criou - que bem merecia uma experiência em outras casas. Smile Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
anibalpmm

Mensagens : 9145
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 52
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Sab Fev 16 2019, 20:51




Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Dom Fev 17 2019, 10:22

José Miguel escreveu:
... Ontem, por termos comprado mais um álbum da ECM, tivemos uma conversa que tocou parte do que diz... Ali para o final dos anos oitenta, com as formações de base a repetirem-se, por vezes soa a fórmula - não falta virtuosismo e novidade pela soma de um ou dois elementos novos e que dão nome aos álbuns, mas há uma assinatura que se nota e que pertence aos Músicos.

Percebo perfeitamente o que diz e corresponde mesmo ao que penso. No que diz respeito ao jazz, faço parte dos que consideram muitas produções da ECM como (... sém swing, aseptisadas, frias e monocromicas, monotonas mesmo... "extrato da wikipedia"). Mas a ECM foi criada por três pessoas que sempre quizeram produzir a musica da qual gostam e da maneira que queriam ... coisa que respeito perfeitamente! O som (gravação), as fotos das capas e mesmo o conteudo é geralmente reconhecivel na ECM ... como uma assinatura, o que em si é uma demonstração de alteridade. Ora a critica que fiz ao Dhafer Youssef jà é algo de diferente. Conheçendo a globalidade da sua carreira, no inicio a sua musica era eléctrica e experimental, sempre diferente e inventiva ... ora que os ultimos três albums são (tornam-se com o ultimo) por demasiado estereotipados. Mas de certeza que ele vende melhor este tipo de musica que a do começo ... e de todas as maneiras é o seu direito de fazer o que quer!!!

Posto isto, não sabemos que colunas tocaram com esse sistema, ...

O sistema em questão funciona com as colunas ProAc D18. O gira sò foi adicionado na quarta feira pois comprado a um outro amigo ... até là o sistema era puramente digital com ficheiros. No entanto como eu disse, o problema durante a escuta do album sò é parcialmente devido às diferenças de sistemas. È certo que um Pink Triangle com uma DL103 e um phono a vàlvulas (mais um amplificador SE) torna-se num "gerador eufonico" ... nesses momentos a beleza do som reproduzido "pode" fazer esqueçer, ou tapar a realidade artistica, a musica! mas, desde que se descobre aonde o gato se esconde as coisas tornam-se diferentes ... para a semana tenho a certeza que quando re-escutar esse mesmo disco com o Pink Triangle nada vai mudar na minha opinião actual, serà mesmo pior!...

Entretanto escuto este também chegado ontém ... mas que é uma maravilha!!!

Soap & Skin_From Gas to Solid...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Dom Fev 17 2019, 10:25

anibalpmm escreveu:
......

Ora ai està um belo album de Jazz ... uma bela colheita do imenso Thelonious (Sphére) Monk!!!

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Seg Fev 18 2019, 07:10

TD124 escreveu:

(...)

O sistema em questão funciona com as colunas ProAc D18. O gira sò foi adicionado na quarta feira pois comprado a um outro amigo ... até là o sistema era puramente digital com ficheiros. No entanto como eu disse, o problema durante a escuta do album sò é parcialmente devido às diferenças de sistemas. È certo que um Pink Triangle com uma DL103 e um phono a vàlvulas (mais um amplificador SE) torna-se num "gerador eufonico" ... nesses momentos a beleza do som reproduzido "pode" fazer esqueçer, ou tapar a realidade artistica, a musica! mas, desde que se descobre aonde o gato se esconde as coisas tornam-se diferentes ... para a semana tenho a certeza que quando re-escutar esse mesmo disco com o Pink Triangle nada vai mudar na minha opinião actual, serà mesmo pior!...

Bom dia Paulo!

Antes de outra coisa, agradeço a partilha da imagem com o sistema completo. Wink

Gosto do estilo minimalista e quase despreocupado com que se apresenta, acredito que seja capaz de criar conforto para se estar perante ele umas boas horas.

Percebo o que diz sobre o desempenho, mas como muito bem se vai dizendo: tudo é uma questão de compromisso.
Não existem sistemas ou peças perfeitas, mas se as principais características e/ou qualidades desse forem ao encontro do seu dono... e não devem ser assim tão poucas as qualidades!
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Seg Fev 18 2019, 09:15

José Miguel escreveu:
... Gosto do estilo minimalista e quase despreocupado com que se apresenta, ...

... Não existem sistemas ou peças perfeitas, mas se as principais características e/ou qualidades desse forem ao encontro do seu dono...

Efectivamente o estilo despreocupado corresponde bem ao dono que é alternadamente um apaixonado de musica e de StreetArt ... então tudo acaba por estar em adequação. Efectivamente o som corresponde ao seu gosto e não é por acaso que ele escolheu peças que vão no sentido de uma escuta eufonica (actualmente) ... mas capazes por umas simples modificações de se tornarem mais contemporaneas subjectivamente. Então é um homém feliz que pode avançar na direção que queira, quando queira e sém mudar de aparelhos ... isto aumenta, ou alimenta o seu lado "despreocupado"!!!...

Dia cinzento então escuto Autechre ...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Qua Fev 20 2019, 12:41

Por causa de um outro tópico fui buscar um álbum dos The Smiths... Ao guardar esse não resisti a este, que estava tão pertinho.


Dá vontade de puxar pelo volume, desde as primeiras notas que a sala se enche de uma energia contagiante...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
Alexandre Vieira

Mensagens : 4584
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 49
Localização : The Other Band

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Qua Fev 20 2019, 19:51

José Miguel escreveu:
Por causa de um outro tópico fui buscar um álbum dos The Smiths... Ao guardar esse não resisti a este, que estava tão pertinho.


Dá vontade de puxar pelo volume, desde as primeiras notas que a sala se enche de uma energia contagiante...

É daqueles que de quando a quando toca por cá com enorme satisfação.

Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4105
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Ontem à(s) 07:18

O dia começou com este ... logo se vê o que vai seguir !!!

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 4729
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Ontem à(s) 08:18

Prezado TD124,

Porquanto escolheu «Moondance» como primeiro disco a escutar neste dia, experimente ouvir «The Prophet Speaks», o recente álbum de Van Morrison.

Bom fim-de-semana!
What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Ontem à(s) 17:46

Para enganar a mente, ou simplesmente para a ocupar com outras coisas, é chegada a hora de dar uso às peças que foram ligadas logo de manhã bem cedo e que ficaram paradas por falta de vontade...

Para começar de forma conveniente, roda este:


Com o amplificador quentinho, o som fica mais limpinho!!! Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 5660
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   Ontem à(s) 18:16

Para contimuar a "limpeza", seguirei com um que me enche as medidas...

Nem vale a pena gastar muitas palavras... É uma belíssima obra e merece a escuta atenta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A rodar XLIV   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A rodar XLIV
Voltar ao Topo 
Página 14 de 14Ir à página : Anterior  1 ... 8 ... 12, 13, 14
 Tópicos similares
-
» A rodar XVI
» A rodar II
» A rodar XX
» A rodar XIX
» A rodar XXIII

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Música Geral :: O que andam a ouvir (a rodar)-
Ir para: