Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe
 

 High-Ai Low-End

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
ricardo onga-ku
Membro AAP


Mensagens : 5429
Data de inscrição : 02/01/2012

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySab Abr 13 2019, 08:47

Mário Franco escreveu:
Sou forçado a dar a mão. Estive a ler o que escrevi e efectivamente afirmei que era uma solução de superior qualidade.

Como diz o Joevalve, "com papas e bolos se enganam os tolos". Os tais mitos.

Mário Franco escreveu:
Em relação aos outros aspectos, são muito interessantes mas não vou falar do Viriatus porque a sua sofisticação não pode ser avaliada por um amador como eu e além do mais os trabalhos do Joaquim são frequentemente pretexto para especulações,  se calhar ainda aparecia o Ricardo (que quando olha para um amplificador a válvulas não consegue perceber a diferença entre um SET e um push-pull), a dizer qualquer enormidade que leu na stereophyle.

Do pouco que falei aqui no fórum com o JP, fiquei com a impressão que ele tinha como objectivo a fidelidade ao sinal. O Nafty procura uma sonoridade perfumada mas o RMD e o Paulo respeitam a integridade do sinal e os seus equipamentos buscam o máximo que a topologia permite, tal como imagino o JP. A vantagem dos amadores, como ambos são, é terem o tempo para desenvolver os seus circuitos sem pressões comerciais ou limitações orçamentais e de tempo.

Nunca (ou)vi um Viriatus (será um SET ou um Pol-Pot?) mas por acaso acho que até escutei um Dynavox modificado pelo JP, só que as condições de escuta não eram adequadas para julgar o desempenho deste.

Mário Franco escreveu:
Quanto aos técnicos de que fala não conheço o suficiente da sua obra para poder dizer se são técnicos ou amadores que constroem aparelhos, nem se projectam ou se montam aparelhos a partir de esquemas pré-concebidos.

Técnicos que já frequentaram o fórum só conheço o Joaquim Pinto e o Rui Pinho.

O JP e o RP são "técnicos" mas o JB, o RMD e o Nafty são amadores. E o TD124?
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4445
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySab Abr 13 2019, 09:05

ricardo onga-ku escreveu:
... O JP e o RP são "técnicos" mas o JB, o RMD e o Nafty são amadores. E o TD124?

Não percebi a pergunta ... trata-se de saber se sou amador ou técnico ???

Visto que desde 1995 os meus rendimentos resultam "exclusivamente " do estudo, fabricação, venda e revenda, consulting e importação de material audio ... penso ser o que se chama globalmente um professional do audio !!!

A menos que voçês lhe déem um outro nome scratch

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
analog_sa
Membro AAP
analog_sa

Mensagens : 209
Data de inscrição : 04/05/2017
Localização : Cascais

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySab Abr 13 2019, 09:52

Whenever i read these enthusiastic review and opinions of amps like the Leben, i always start scratching my head. Never heard a Leben, true, but i have built a few very similar amps in my twenties and owned a Leak Stereo 20 over a long period of time. And the Leak got rebuilt and modified more times than i can remember.

The Leben appears very similar in topology, perhaps the only significant difference being the presence of a small choke in the ps. Passive part quality is pretty much the cheapest money can buy, but it can be argued the parts were selected to be synergistic. No idea how good is the iron, perhaps very good and so was the iron in the Leak.

For me the Stereo 20 has always been the valve equivalent of a NAD3020; very musical, very limited dynamically and in relation to the bass, pleasingly coloured. It can be a part of a fun and pleasing system, but high fidelity it is not. And no, the EL84s are not the bottleneck of the design.
Voltar ao Topo Ir em baixo
galvaorod
Membro AAP
galvaorod

Mensagens : 519
Data de inscrição : 14/04/2017

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySab Abr 13 2019, 10:36

TD124 escreveu:
ricardo onga-ku escreveu:
... O JP e o RP são "técnicos" mas o JB, o RMD e o Nafty são amadores. E o TD124?

Não percebi a pergunta ... trata-se de saber se sou amador ou técnico ???

Visto que desde 1995 os meus rendimentos resultam "exclusivamente " do estudo, fabricação, venda e revenda, consulting e importação de material audio ... penso ser o que se chama globalmente um professional do audio !!!

A menos que voçês lhe déem um outro nome scratch


Eu não sabia que era pro. Podemos ter acesso a links das marcas que vende? É sempre bom ter alguém que possa dar inside info a material que suscita a curiosidade. Mesmo daquele que não podemos comprar High-Ai Low-End - Página 5 754215

Quero catálogos!!!


Última edição por galvaorod em Sab Abr 13 2019, 19:55, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
Ghost4u

Mensagens : 5062
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySab Abr 13 2019, 16:47

ricardo onga-ku escreveu:
(...) Do pouco que falei aqui no fórum com o JP, fiquei com a impressão que ele tinha como objectivo a fidelidade ao sinal. O Nafty procura uma sonoridade perfumada mas o RMD e o Paulo respeitam a integridade do sinal e os seus equipamentos buscam o máximo que a topologia permite (...)

Prezado ricardo onga-ku,

Certamente V. Ex.ª estará equivocado no parecer sobre a amplificação do companheiro Nafty. Aliás, mesmo que esse parecer fosse extensível a outros construtores nacionais de amplificação a válvulas - JP, TD124, JG Áudio (José Gomes) ou Róskónóski (nome imaginado) - mantinha a minha posição em relação ao seu equívoco. Poderá indicar onde leu que o companheiro supracitado projecta amplificação aromatizada?

Bom fim-de-semana!
What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
Mário Franco

Mensagens : 2318
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 61

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyDom Abr 14 2019, 11:18

Podia dar resposta à conversa das papas e bolos e tolos mas como o resultado não seria bom, vamos antes por aqui, denotando a modéstia e o tipo de atitude intelectual dos que mesmo comendo muitas papas e bolos fingem que conseguem ocultar a sua tolice.


Estou encantado com a beleza deste amplificador!!

EL84 no andar de potência. Magnífico!!!!

As ECC83 no andar de pré-amplificação. Magnífico!!!!!

High-Ai Low-End - Página 5 Leben210


Soldaduras ponto por ponto com montagem em aranha e em barra. Magnífico!!! Superior aos paupérrimos circuitos impressos usados na produção em massa.

High-Ai Low-End - Página 5 Leben-10

O transformador de entrada também é magnífico.

O número de componentes é reduzido o que aponta para um desenho minimalista que como é sabido, tendo menos elementos significa uma menor "manipulação do sinal original.

Tudo isto me agrada!!!!!!



Cumprimentos

Mário
Voltar ao Topo Ir em baixo
galvaorod
Membro AAP
galvaorod

Mensagens : 519
Data de inscrição : 14/04/2017

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyDom Abr 14 2019, 12:04

analog_sa escreveu:
Whenever i read these enthusiastic review and opinions of amps like the Leben, i always start scratching my head. Never heard a Leben, true, but i have built a few very similar amps in my twenties and owned a Leak Stereo 20 over a long period of time. And the Leak got rebuilt and modified more times than i can remember.

The Leben appears very similar in topology, perhaps the only significant difference being the presence of a small choke in the ps. Passive part quality is  pretty much the cheapest money can buy, but it can be argued the parts were selected to be synergistic. No idea how good is the iron, perhaps very good and so was the iron in the Leak.

For me the Stereo 20 has always been the valve equivalent of a NAD3020; very musical, very limited dynamically and in relation to the bass, pleasingly coloured. It can be a part of a fun and pleasing system, but high fidelity it is not. And no, the EL84s are not the bottleneck of the design.


Há aqui pessoas que não percebem muito bem inglês, por isso vou traduzir este texto de maneira sucinta e resumida:

"Nunca ouvi um Leben, mas como sou técnico e ele tem uma peça baratinha lá no meio, não deve tocar grande coisa" lol!

Quando quiserem mais traduções é só dizer!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4445
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyDom Abr 14 2019, 23:35

galvaorod escreveu:
... Há aqui pessoas que não percebem muito bem inglês, por isso vou traduzir este texto de maneira sucinta e resumida:

"Nunca ouvi um Leben, mas como sou técnico e ele tem uma peça baratinha lá no meio, não deve tocar grande coisa" lol!  ...

De certeza que hà neste forum pessoas que não falam inglês ... mas todos téem o Google e podem ir buscar a tradução se quizerem compreender, é isso que o colega analog_sa faz para interpretar o que dizemos aqui em português e o amigo Manfred também. ...

Não li nada na intervenção ném de insultante ném correspondente ao que escreve, ou do menos que justifique uma ironia tão assumida. A unica alusão à escuta é dirigida ao Leak 20 que ele teve e não ao Leben ... que ele não escutou pelo que disse, mas que pela semelhança de design leva-o a pensar no Leak. Quanto ao resto, ele tém direito a escrever o que pensa desde que seja respeituoso dos outros ... como todos nòs !!!

Seria bom de evitar as intervenções puramente sarcàsticas e de continuar ontopic

cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
Mário Franco

Mensagens : 2318
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 61

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 01:36

galvaorod escreveu:
analog_sa escreveu:
Whenever i read these enthusiastic review and opinions of amps like the Leben, i always start scratching my head. Never heard a Leben, true, but i have built a few very similar amps in my twenties and owned a Leak Stereo 20 over a long period of time. And the Leak got rebuilt and modified more times than i can remember.

The Leben appears very similar in topology, perhaps the only significant difference being the presence of a small choke in the ps. Passive part quality is  pretty much the cheapest money can buy, but it can be argued the parts were selected to be synergistic. No idea how good is the iron, perhaps very good and so was the iron in the Leak.

For me the Stereo 20 has always been the valve equivalent of a NAD3020; very musical, very limited dynamically and in relation to the bass, pleasingly coloured. It can be a part of a fun and pleasing system, but high fidelity it is not. And no, the EL84s are not the bottleneck of the design.


Há aqui pessoas que não percebem muito bem inglês, por isso vou traduzir este texto de maneira sucinta e resumida:

"Nunca ouvi um Leben, mas como sou técnico e ele tem uma peça baratinha lá no meio, não deve tocar grande coisa" lol!

Quando quiserem mais traduções é só dizer!!

Li tudo e considero que o texto do analog-sa desinforma porque tenta comparar um coisa que não conhece com uma coisa que conhece. Depois chega ao exagero de avaliar um aparelho que nunca ouviu.

O sarcasmo do galvaorod é normal numa sociedade onde o humor funciona como um válvula de escape para se poder tolerar a estupidez encartada.

Aliás o sarcasmo é um instrumento de higienização.

Na sua posição de Administrador deveria explicar ao Sr analog que a falácia ainda é mais perigosa que o mito.

Fica aqui um link para que compreendam o conceito.
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Fal%C3%A1cia

É mais perigosa a falácia do que o mito, porque para detectar o mito basta um paladino mas para lutar contra a falácia é preciso um paciência de Santo.

Apesar de tudo subsiste-me uma questão importante. Num país onde o sarcasmo acerta até no presidente da república e ele não se queixa. O Paulo exagerou na sua crítica. Foi autoritário e sem sentido de humor.
Voltar ao Topo Ir em baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal

Mensagens : 673
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 09:21

O sarcasmo mata o diálogo e o debate, a ironia tempera-os.
Mas a fronteira entre sarcasmo e ironia é uma linha ténue e nem todos a entendem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4445
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 10:06

Mário Franco escreveu:
... Li tudo e considero que o texto do analog-sa desinforma porque tenta comparar um coisa que não conhece com uma coisa que conhece. Depois chega ao exagero de avaliar um aparelho que nunca ouviu.

Mário, não é mais desinformação de comparar técnicamente dois aparelhos semelhantes ou analogos, do que analisà-lo simplesmente pelas medidas da stereophile como fez o Ricardo. Lembro que o começo dessas analogias (nunca escutadas) foi a opinião do Ricardo de como "deviam" soar as colunas Zu Audio ... e ninguém tratou a sua intervenção de desinformação. De novo repito, não hà nada do qual se arrancar os cabelos na intervenção do analog_sa. A unica coisa é que senti uma certa arrogância anglo-saxona na complacência que manifesta em relação a esses aparelhos simples técnicamente ... mas não o podemos criticar por isso, cada um de nòs tém os seus preconçeitos. De novo repito, ele não fala da escuta do Leben mas do Leak 20 ... deixando em subentendido que "para ele" são sonoridades certamente proximas, mas estas analogias são banais aqui no forum.

O sarcasmo do galvaorod é normal numa sociedade onde o humor funciona como um válvula de escape para se poder tolerar a estupidez encartada.

Não sei se a estupidez de uns justifica a estupidez dos outros ... mas seria bem de se debruçar sobre a nossa propria estupidez antes de criticar a do vizinho. Foi a mensagem que tentei comunicar ao galvaorod, mas errei aparentemente ...

Aliás o sarcasmo é um instrumento de higienização.

Açeito, apesar de achar "mui ambiguo" esse pareçer, sobretudo neste caso !!!...

Na sua posição de Administrador deveria explicar ao Sr analog que a falácia ainda é mais perigosa que o mito.

(Falácia deriva do verbo latino fallere, que significa enganar. Designa-se por falácia um raciocínio errado com aparência de verdadeiro. Wikipédia)

Não conhecia o termo e fui ver, agora compreendo ... mas de novo, ném como administrador ném como membro não vejo nada que mereça esse raciocinio ... ou então o forum està cheio de exemplos desses. Fui mesmo ver o circuito do Leak S20 que é um pouco mais complexo e utilisa três ECC83 (desfasador diferente) no lugar das duas do Leben. Comparar colunas de marcas diferentes porque usam o mesmo driver, ou uma carga similar é banal aqui no forum então comparar dois aparelhos com estructuras similares (mas não idênticas) é uma "fraqueza" de técnicos ou de pseudo-técnicos, errada certo! Mas nesse caso a falàcia é quotidiana no AAP pois essa atitude de "identificação" é banal ...

PS: A minha intervenção em direção ao galvaorod foi feita como membro e não como administrador. Nada no meu texto indica uma intervenção ném de administração ném de moderação ... foi puramente pessoal!


É mais perigosa a falácia do que o mito, porque para detectar o mito basta um paladino mas para lutar contra a falácia é preciso uma paciência de Santo.

Mário, tanto um que outro são apregoados quotidianamente em todos os forums do mundo, às vezes por ignorância e outras vezes "simplesmente" para converter o outro ao nosso pensar ou crer ... mas raramente de uma maneira perversa, penso. Talvez o pior num forum seja a susceptibilidade pois esta acaba por transformar o individuo em contradição num inimigo. Pessoas que vão adorar aparelhos de um tipo vão encontrar sempre outros que preferem aparelhos diferentes ou opostos ... é mais uma banalidade de forum. As argumentações de uns e dos outros ném sempre são academicas ou fundadas, mas são opiniões que devem ser escutadas se não forem animadas pelo "simples espirito de contradição" ou no intuito de ferir o outro. Não vejo nada na intervenção do analog_sa que seja mais criticavel do que as outras intervenções do mesmo tipo neste forum, é banal. Jà a(s) atitude(s) de "trollagem" do amigo galvaorod, neste e noutros topicos me pareçe mais criticàvel. Mas é apenas o ponto de vista do membro TD124, o meu ... não o ponto de vista do administrador !!!...

Apesar de tudo subsiste-me uma questão importante. Num país onde o sarcasmo acerta até no presidente da república e ele não se queixa. O Paulo exagerou na sua crítica. Foi autoritário e sem sentido de humor.

Efectivamente o sentido de humor não é o meu ponto forte, mas em contrapartida desse defeito não sou susceptivel  Cool . Se a minha atitude foi vista como exagerada e autoritaria, e assim o galvaorod a sentiu ... terei todo o prazer de lhe apresentar as minhas desculpas. Repito que não foi uma intervenção de administrador, mas pessoal !...

cheers


_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
Goansipife

Mensagens : 3099
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 60
Localização : Freiria - Torres Vedras

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 10:43

Neste ressurgimento, reaparição, renascimento, o que quiserem chamar, do vinil como formato de registo, dito de qualidade, de música gravada, as máquinas de gravação mais clássicas (RtR até 1", mesas de pistas, etc.), de prensagem, editoras, construtores de gira-discos e tudo o que gravita à volta, anda num reboliço de lançamentos.

Não tendo nunca feito, nem lido nenhuma estatística, estou mesmo em crer que, actualmente, se lançam tantos ou mais giras no mercado, do que, num passado recente, se lançaram leitores de CD.

Por isso, não fico admirado de certas marcas, incluindo uma marca editora de discos como a MOFI - Mobile Fidelity Sound Lab Inc. (de seu nome completo) lançar uma secção de electrónica com gira-discos, células e prés de phono.

No dia em que ouvi as OMEN DIRTY WEEKEND MKII, tive a oportunidade de ouvir, do lado analógico, um pré-phono - StudioPhono MM/MC - da MOFI, que acompanhava uma "dama" de grande elegância - HOLBO - Air Bearing - que se apresenta como um gira-discos a ar e braço tangencial também a ar, acompanhado de uma Lyra Delos.

High-Ai Low-End - Página 5 Mofi_s10

Entendo, de uma forma simplista, um pré-phono, ou uma etapa de phono integrada,  como um dispositivo que serve para pré-amplificar um sinal muito fraco para a condição necessária de o elevar ao nível suficiente e ser "pegado", pela(s) etapa(s) seguinte(s) de amplificação até chegar aos nossos ouvidos, de preferência com o máximo de correcção tímbrica, dinâmica, naturalidade, sem ruídos, ou sopros espúrios, das naturais acções mecânicas dos dispositivos de reprodução, mas também sem filtragens exageradas, só para dizerem que não se ouve ruído nenhum. Tal é uma verdade, por vezes, mas também retira toda a essência do que está gravado nas espiras dos discos.

Reconheço serem estas características, aquelas tipo, que vão do "fácil" ao extremamente complicado de fazer. Tal, também se reflecte no preço final. Entendo!

Logo quando me aparece um equipamento que:

- tem leitura no modo MM e MC, com a possibilidade de manipular impedâncias de 75; 100; 500; 1k; 10k; 47k Ohms e ganhos de 40 a 66 dBs;
- Um simpático preço de tabela (€ 299,00);
- perfeito para permitir uma escuta focada, timbricamente correcta, com dinâmica q.b. e uma escala suficiente para não se tornar amorfo numa sala mediana (até 20m2);
- não minimiza, nem belisca a companhia que necessita dos seus préstimos. Muito antes pelo contrário...;

certamente tem lugar na forma como interpreto este tópico

High-Ai Low-End - Página 5 754215
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6001
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 11:25

Bom dia Gonçalo!!

Que bela partilha, não conhecia esse Pré da MoFi, apesar de já ter visto o gira-discos deles (concorrente do Rega P3!?!).

Curiosamente, esse Holbo, que também não conhecia, parece (esteticamente falando) um Rega... O braço tangencial é uma surpresa, não é convencional mesmo para o valor em jogo - esse braço fez "magia"? (é bastante elegante)

É um tipo de braço que desconheço, nunca ouvi um montado numa "grande" máquina - só me recordo de ouvir um Technics SL 10.


Mantenha as partilhas. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
Goansipife

Mensagens : 3099
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 60
Localização : Freiria - Torres Vedras

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 11:46

José Miguel escreveu:
Bom dia Gonçalo!!

Que bela partilha, não conhecia esse Pré da MoFi, apesar de já ter visto o gira-discos deles (concorrente do Rega P3!?!).

Curiosamente, esse Holbo, que também não conhecia, parece (esteticamente falando) um Rega... O braço tangencial é uma surpresa, não é convencional mesmo para o valor em jogo - esse braço fez "magia"? (é bastante elegante)

É um tipo de braço que desconheço, nunca ouvi um montado numa "grande" máquina - só me recordo de ouvir um Technics SL 10.


Mantenha as partilhas. Wink

Bom dia José Miguel

Quer os MoFi (giras) quer o Holbo estão longe de terem qualquer semelhança com os Rega

Os MoFi, porque seguem uma opção tecnológica noutro sentido

O Holbo, para além de à vista, dar logo nota de algo mais... avançado, requintado, enfim... depende do sentido estético de cada um, é também mais avançado em termos de opção tecnológica. Está mais para os lados do Bergmann, nomeadamente o Magne System.

O Braço tangencial a pressão-de-ar, é na realidade uma outra forma de andar pelas espiras. Tende a ser mais musical e timbricamente mais correcto. Não quero dizer com isto que não existam braços tradicionais que não consigam fazer o mesmo, contudo os braços tangenciais, qundo bem ajustados e equilibrados no conjunto, são realmente mágicos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6001
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 11:56

O gira-discos da MoFi a que me referia é o MoFi StudioDeck, que nos foi "apresentado" como estando no patamar do P3 - daí ter dito concorrente. Wink


O Holbo acredito que se revele muito diferente, mas eu apenas o vi no ecrã do telefone e fiquei logo a pensar na simplicidade estética. Achei curiosa a construção do braço, o "gracioso" peso na parte traseira... Bem, só vi imagens.

Fica a ideia de um dia ouvir algo assim, com tangencial, ainda que não seja para já que vá notar se as diferenças se devem ao braço. Embarassed pela falta de experiências, teria que ouvir o mesmo gira-discos com os dois tipos de braços e a mesma célula...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
Goansipife

Mensagens : 3099
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 60
Localização : Freiria - Torres Vedras

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 12:19

José Miguel escreveu:
O gira-discos da MoFi a que me referia é o MoFi StudioDeck, que nos foi "apresentado" como estando no patamar do P3 - daí ter dito concorrente. Wink

José Miguel, não leve a mal mas os Studiodeck (1.199,00 €) e Studiodeck + (1.349,00€) , estão noutro patamar de preços que o Planar 3 (690,00 €). O Studiodeck de entrada está mais para o lado do Planar 6 (1.150,00 €). Tudo isto falando de preços.

Falando de som, a minha opinião é a seguinte:

- Tudo aquilo que posso dizer do StudioPhono MM/MC, não corroboro nos giras. Os Planar, estão noutro patamar do meu gosto pessoal e, claro encaixam na perfeição deste tópico.

José Miguel escreveu:

Fica a ideia de um dia ouvir algo assim, com tangencial, ainda que não seja para já que vá notar se as diferenças se devem ao braço. Embarassed  pela falta de experiências, teria que ouvir o mesmo gira-discos com os dois tipos de braços e a mesma célula...

Mas cuidado! Quando esses braços são bons e se enquadram com o projecto, tudo bem, quando não, podem ser um autêntico desastre. É bom irmos com as expectativas não muito altas.

cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
José Miguel

Mensagens : 6001
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 37
Localização : A Norte, ainda a Norte...

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Abr 15 2019, 12:51

A conversa sobre esses gira-discos surgiu numa loja fora de Portugal, não considerarei a experiência como teste, nem estavam ligados no mesmo sistema, mas pela conversa a comparação foi com um P3 - repare que não falei de preços, apenas concorrência, mas compreendo que por esse ponto seja mesmo o P6 a ter em conta.


Para não desviar mais a conversa, registo a dica sobre o braço tangencial, se bem que eu fui aprendendo a ajustar a expectativas e acredite que ainda estou (ou estamos!) numa fase em que toda a experiência é bem-vinda e usufruida com gozo. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4445
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyTer Abr 16 2019, 09:07

Goansipife escreveu:
(...)High-Ai Low-End - Página 5 Mofi_s10

Entendo, de uma forma simplista, um pré-phono, ...  como um dispositivo que serve para pré-amplificar um sinal muito fraco para a condição necessária de o elevar ao nível suficiente e ser "pegado", pela(s) etapa(s) seguinte(s) de amplificação até chegar aos nossos ouvidos, ...

Tens razão, mas paralelamente a esse trabalho de ganho (amplificação) o pré-phono deve corrigir perfeitamente a curva RIAA. Afim que todas as frequências dos graves aos altos possam ser lidas com a mesma agulha, nos vinilos os graves são atenuados progressivamente a partir de 1khz até atingir -20dB(20Hz) e os agudos são expandidos a partir da mesma frequência até atingir +20dB(20KHz). O pré-phono vai durante a leitura corrigir inversamente e proporcionalmente esta curva afim de obter um sinal linear correspondente ao da gravação inicial. Esta correção é a tarefa mais complexa que o phono deve realisar e o ponto crucial da sua fabricação ...

... Logo quando me aparece um equipamento que:

- tem leitura no modo MM e MC, com a possibilidade de manipular impedâncias de 75; 100; 500; 1k; 10k; 47k Ohms e ganhos de 40 a 66 dBs;
- Um simpático preço de tabela (€ 299,00);
- perfeito para permitir uma escuta focada, timbricamente correcta, com dinâmica q.b. e uma escala suficiente para não se tornar amorfo numa sala mediana (até 20m2);
- não minimiza, nem belisca a companhia que necessita dos seus préstimos. Muito antes pelo contrário...;

certamente tem lugar na forma como interpreto este tópico ...

È verdade que aqui no forum fala-se mais de giras, braços ou células do que dos phonos ... portanto preponderantes no resultado final. Hoje existém phonos para todos os gostos e bolsas e a qualidade média pareçe-me melhor do que no passado. Fazes bem de mencionar um aparelho desse tipo que possa ser uma alternativa valida para aqueles que querem progredir na leitura vinilo sém ter de vender o carro...

Atenção antes da compra, porque um phono revela o melhor e sobretudo o pior de um setup ... assegurém-se que o conjunto gira/braço e célula seja coerente e equilibrado antes de investir num novo phono que pode dar uma escuta "complétamente" diferente do vosso sistema.

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
Goansipife

Mensagens : 3099
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 60
Localização : Freiria - Torres Vedras

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyTer Abr 16 2019, 10:03

Bom dia Paulo,

Tocaste aí em 2 pontos que te vou "cravar" para desenvolveres melhor para todos nós:

- Curva RIAA - É claro que também sei da importância deste factor para o resultado final, mas penso, por quem sabe, poderia ser interessante uma explicação de que todos percebam

- Sei que já fizeste uma ampla explicação da relação gira/braço/célula/phono, em outro tópico, mas agora com alguns exemplos de phonos (sem prevalência de uns sobre os outros) poderia ser interessante esclareceres a malta quais aqueles que, tendencialmente, poderão beneficiar mais uma escuta num determinado set

Que achas?

cheers
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4445
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyTer Abr 16 2019, 15:56

Goansipife escreveu:
- Curva RIAA - É claro que também sei da importância deste factor para o resultado final, mas penso, por quem sabe, poderia ser interessante uma explicação de que todos percebam

Vamos là ver juntos o que é a curva ou egalisação RIAA! Todos os que téem um amplificador integrado ou um préamplificador sabem que existe uma entrada especifica para o gira discos nomeada Phono … sém esta entrada não é possivel de ler um disco vinilo e é então necessario comprar um aparelho externo que se chama um préamplificador Phono ou simplesmente um Phono externo. Se ligarmos o gira directamente na entrada linha vamos obter um som muito fraco, sém as frequências baixas e com agudos muito pronunciados, estridentes. Isto aconteçe pois uma entrada linha não tém ganho suficiente (factor de amplificação) para amplificar suficientemente o fraco sinal da célula e porque não possui um sistema de correção do sinal gravado no vinilo, chamado curva ou egalisação RIAA … vamos là então compreender a razão desta tecnica:
High-Ai Low-End - Página 5 Sulcos10

Esta imagem mostra um diamante de célula nos sulcos imprimidos num disco vinilo. Os mais grandes representam as frequências graves e os mais pequenos os agudos. Se os sulcos fossém imprimidos sém correção, os sulcos de grave seriam tão grandes que seria necessario um pequeno prego para os ler correctamente … ora que os sulcos dos agudos seriam tão pequenos que a unica coisa audivel seria a estructura molecular da matéria plastica do disco (vinilo), ou seja do ruido de superficie! Para que ambos os sinais possam ser lidos pelo mesmo diamante (agulha), foi necessario criar uma astucia e é esta a razão da criação da egalisação RIAA. No momento de prensar o vinilo, vamos atenuar os graves para que os sulcos se torném mais pequenos e expandir os agudos para que estes mesmos sulcos se torném mais grandes, assim com o mesmo diamante vamos poder ler todos os sulcos … é como um codigo mecânico, analogico! No momento da leitura é o Phono (préamplificador Phono) que vai fazer a operação inversa e proporcionalmente expandir os graves e atenuar os agudos. No final obtemos um sinal linear tal qual como foi originalmente gravado na bobina magnética ou num gravador digital.

RIAA significa (Recording Industry Association of America) e é simplesmente a correção, entre varias outras diferente existentes no inicio do disco 33rpm, que se mantém até hoje e que é a referência utilisada nos discos vinilos que temos ...

Esta correção inversa no Phono é a parte mais complexa do trabalho deste aparelho. Ela deve ser feita com um minimo de "desvio" em relação ao que està no vinilo e as técnicas existentes para obter este resultado podem ser simples ou complexas, como sempre. As tolerâncias assim que a qualidade dos componentes é primordial durante esta tarefa e explica em parte os diferentes preços de um Phono. A soma desta exigência em qualidade e precisão dos componentes e a das técnicas utilisadas para amplificar com o minimo de ruido interno, conduz a que o préamplificador phono seja uma peça "relativamente" cara, mas imprescindivel para uma leitura vinilo de alto nivel ...

Goansipife escreveu:
- Sei que já fizeste uma ampla explicação da relação gira/braço/célula/phono, em outro tópico, mas agora com alguns exemplos de phonos (sem prevalência de uns sobre os outros) poderia ser interessante esclareceres a malta quais aqueles que, tendencialmente, poderão beneficiar mais uma escuta num determinado set

A resposta aqui é muito mais complexa pois a re-equilibragem (busca do equilibrio) de um sistema vinilo pelo Phono … é muito dificil, diria quase impossivel pela minha experiência. O equilibrio tonal e o desempenho (performances) de um sistema vinilo é essencialmente assegurado pelo conjunto gira/braço/célula … o phono serà quase sempre, se é de qualidade, o revelador deste equilibrio natural … mas pode dar uma bem-vinda ajudinha.

Dito isto e imaginando que o conjunto gira/braço/célula são suficientemente cumplices para produzir um alto desempenho e uma resposta tonal equilibrada, o Phono pode ser (e deve ser) a cereja em cima do bolo e representar o toque final que vai regojizar o seu proprietario. As regras neste caso são exactamente as mesmas que para um leitor de CD's ou outra fonte ao nivel dos casamentos. Deixo como exemplo numa busca de equilibrio tonal:

Um gira com escuta à moda antiga (Vintage) aonde as sonoridades dominantes seriam a matéria, a densidade, um som envolvente e feltrado … com um phono aéreo, dinamico, definido e rapido poderia ser o colega ideal na busca de um certo equilibrio:

Ex: Lenco L75/78 com braço de origem e célula Shure M91 com um Phono Graam Slee ou Musical Fidelity!

Um gira ligeiramente sedoso, com um equilibrio tonal subtilmente "dark side" mas dinamico e definido quanto basta para não criar frustração … poderia se dar bem com estes colegas como Phono's:

Ex: Thorens TD160 com braço de origem e Nagaoka MP110 com um Phono Cambridge audio ou Nad!

No caso em que o equilibrio tonal seja assegurado mas que o conjunto necessite um toque de peso, materia e um perfume orgânico … um Phono linear, com bons timbres e um pouco espesso pode dar o toque necessario:

Ex: Rega P3 com braço de origem e Dynavector 10X5 com phono Rega, Arcam ou mesmo Moon (Simaudio)

Um conjunto contemporaneo com uma sonoridade mais analitica, rapida, definida e clara pode necessitar um Phono que tire para o lado do feltrado e do envolvente, que seja sedoso mas linear e com relevo:

Ex: VPI Traveler V2 com braço de origem e célula Hana ML com Phono Lehmann, Sutherland ou Pathos …

Voilà, pareçe-me uma boa base para reflectir nas associações entre setup vinilo e préamplificador Phono!...

cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
Goansipife

Mensagens : 3099
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 60
Localização : Freiria - Torres Vedras

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyTer Abr 16 2019, 16:08

Da minha parte MUUUUUUUIIIIIIIIITTTTTTTOOOOOOO OBRIGRADO!

2cclzes

High-Ai Low-End - Página 5 754215 High-Ai Low-End - Página 5 754215
Voltar ao Topo Ir em baixo
agorgal
Membro AAP
agorgal

Mensagens : 673
Data de inscrição : 19/12/2012
Localização : Porto

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyTer Abr 16 2019, 17:27

São estas as leituras que fazem valer a pena andar por aqui...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mário Franco
Membro AAP
Mário Franco

Mensagens : 2318
Data de inscrição : 27/03/2013
Idade : 61

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptySeg Maio 27 2019, 23:16

TD124 escreveu:
Mário Franco escreveu:
(…) Como já devo ter dado a entender em ocasiões anteriores não tenho conhecimentos técnicos, guio-me só pelo senso comum (que é diferente do mito, embora por vezes possam coincidir).

Amigo Màrio, não quero pareçer aquele que aproveita de um conhecimento para impôr aos outros o seu ponto de vista, e tal não foi a minha intenção … nesse aspecto prefiro mesmo uma boa controversa aos dialogos do Platon. Faz bem de seguir o senso comum, mas numa disciplina como a electronica a realidade técnica ném sempre é compreendida e dà origem a mitos. Esse mito em questão foi criado pelos audiofilos japoneses nos anos setenta para explicar (entre outros) os resultados subjectivos dos aparelhos antigos que eram preferidos à escuta em relação aos da época ...

PS: Tà a ver, jà nessa época os audiofilos consideravam um Quad II mais musical do que um Sansui … ora que hoje um amplificador moderno é considerado seco em relação a esses Sansui. Isto é uma historia eterna !!!...


Mas é um aspecto que o Paulo e outros foristas poderiam ajudar a clarificar (pelo meio podem vir alguns gráficos do Ricardo, desde que sejam oportunos lol! ), nomeadamente explorando a qualidade dos filamentos do circuito integrado na óptica da espessura, proximidade dos filamentos e consequentes fenómenos de capacitância, resistência mecânica, etc. …

O circuito impresso é a evolução temporal da soldadura ponto por ponto … ele permite circuitos mais complexos, mais compactos, fiàveis e permite também aos circuitos de serem muito idênticos aquando duplicados. Ele possui uma capacitância superior ao cablagem ponto por ponto que pode ser anulada pelo desenho das pistas e ou por furos estratégicamente adicionados. A sua resistência mecânica é grande assim que a isolação … mas torna-se condutor desde que queimado !!!...

Pessoalmente e isto parecerà normal a todos … se considerasse a soldadura ponto ponto como superior utilizaria-a em permanência, ora se raramente a utilizo é porque nmho apresenta avantagens que em raros casos que posso citar:

1) Utilisação de tensões demasiado altas (superior a 750V) …

2) Com componentes cujo aquecimento excessivo poderia queimar a fibra de vidro do circuito …

3) Correntes muito elevadas nos filamentos das vàlvulas …

4) Prototipo pela facilidade de mudar os componentes e finalisar o estudo …

5) Aparelho que tém vocação a evoluir no tempo e a ter os componentes alterados …

Fora isto assim de repente não vejo razões ném objectivas ném subjectivas (mas vejo comerciais) para utilisar a soldadura ponto por ponto. Evidentemente não vejo razão também para que esta seja considerada como superior (globalmente) ao circuito impresso !!!...

Voilà o que penso !!!

Boa noite Paulo TD124

Há dias tive este circuito impresso junto de mim e lembrei-me desta nossa troca de impressões.

High-Ai Low-End - Página 5 Img_2045
High-Ai Low-End - Página 5 Img_2046

Não é para fazer braço de ferro mas é o que é.

2cclzes
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
TD124

Mensagens : 4445
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 53
Localização : França

High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 EmptyQua Maio 29 2019, 11:05

Mário Franco escreveu:
TD124 escreveu:
… mas torna-se condutor desde que queimado !!!...
...
2) Com componentes cujo aquecimento excessivo poderia queimar a fibra de vidro do circuito …

... Há dias tive este circuito impresso junto de mim e lembrei-me desta nossa troca de impressões.
High-Ai Low-End - Página 5 Img_2045...

Não é para fazer braço de ferro mas é o que é.

Olà Mário, é sempre desagradàvel de ver uma avaria ... mas seria (muito) injusto de fazer um julgamento ao circuito impresso na base desse acidente. Seria esqueçer os milhões de circuitos impressos que nos rodeiam no quotidiano como os telémoveis, computadores, televisores, carros, video, câmeras, lâmpadas, passaportes, satélites ... e mesmo os que salvam vidas como o material médico, helicopteros, GPS ou os aviões !...

Mesmo no audio, seria esqueçer que sém circuito impresso não existiriam leitores de CD, Dacs, Radios FM ou simplesmente gira-discos de motricidade directa. O Technics SL1200 nascido em 1972 tém um grande circuito impresso no interior e no entanto é considerado como um gira-discos de uma fiabilidade exemplar (comprovado pelos DJ's do mundo inteiro) ...

Lembro também, que o circuito impresso não é a causa das avarias ... são os circuitos (componentes) nele montados que avariam, como qualquer circuito existente. Um Quad II ou um MC275 com um transformador de saida em curto-circuito vão para o lixo pois a reparação seria um balurdio ... de mesmo que um TD124 ou um Garrard com o motor queimado vão para o lixo, pelas mesmas razões. Qualquer aparelho tém um fim e isso é ineluctável, que este seja feito com um circuito impresso ou em ponto por ponto !

Posso compreender que os circuitos cablados em ponto por ponto déem uma impressão de robusteza, de classicismo e mesmo (quando bem feito) uma personalidade estética unica ... mas pessoalmente penso que os circuitos impressos também podem comunicar isso ... eis um exemplo de um velho Phono que eu produzi durante muitos anos em duas marcas e que no meu conhecimento nunca tiveram avarias:
High-Ai Low-End - Página 5 Profil10

cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




High-Ai Low-End - Página 5 Empty
MensagemAssunto: Re: High-Ai Low-End   High-Ai Low-End - Página 5 Empty

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
High-Ai Low-End
Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Áudio Geral-
Ir para: