Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 As bandas da minha vida

Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
ricardo onga-ku
Membro AAP


Mensagens : 5004
Data de inscrição : 02/01/2012

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Sab Maio 20 2017, 12:31

Curiosamente nunca fui grande adepto de rockpop
à portuguesa, sempre prefiri a nossa música tradicional.
Mas aqueles de que gosto, gosto muito: Sérgio Godinho, Jorge Palma e Zeca Afonso.

R
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64737
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Sab Maio 20 2017, 12:35

ricardo onga-ku escreveu:

Mas aqueles de que gosto, gosto muito: Sérgio Godinho, Jorge Palma e Zeca Afonso.

R


I love you I love you I love you I love you I love you

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3467
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Sab Maio 20 2017, 13:53

José Miguel escreveu:
(...) o valor das palavras que muitas vezes introduzem uma faixa de um álbum, um álbum ou uma banda.

É aqui que quero chegar, às palavras... (...)

Eu sei que o José Miguel é sensivel às palavras que levam à musica, ou à musica das palavras ou mesmo às palavras da musica ... mas o exercicio tém os seus limites pois como me dou conta quando exprimo o que sinto à volta de um album, as palavras são sempre um reflecto incompléto da obra. Respeito hoje muito os criticos e as pessoas que escrevem à volta dos discos ... pois tentar representar a realidade (musica) com pincéis e cores (palavras) é uma tarefa impossivel e talvez por isso bela! Mas, estou de acordo que algumas palavras bem ditas e sentidas podem dar vontade de escutar ou de re-escutar diferentemente uma obra, às vezes Wink

Pessoalmente cada vez escuto menos musica com palavras, pois a musica por si sò repleta-me ... talvez volte atràs um destes dias scratch

cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4777
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 36
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Sab Maio 20 2017, 16:06

TD124 escreveu:
José Miguel escreveu:
(...) o valor das palavras que muitas vezes introduzem uma faixa de um álbum, um álbum ou uma banda.

É aqui que quero chegar, às palavras... (...)

Eu sei que o José Miguel é sensivel às palavras que levam à musica, ou à musica das palavras ou mesmo às palavras da musica ... mas o exercicio tém os seus limites pois como me dou conta quando exprimo o que sinto à volta de um album, as palavras são sempre um reflecto incompléto da obra. Respeito hoje muito os criticos e as pessoas que escrevem à volta dos discos ... pois tentar representar a realidade (musica) com pincéis e cores (palavras) é uma tarefa impossivel e talvez por isso bela! Mas, estou de acordo que algumas palavras bem ditas e sentidas podem dar vontade de escutar ou de re-escutar diferentemente uma obra, às vezes Wink

Pessoalmente cada vez escuto menos musica com palavras, pois a musica por si sò repleta-me ... talvez volte atràs um destes dias scratch

cheers

É verdade Paulo, eu sou sensível às palavras... de uma forma geral e com a Música e tudo o que a envolve não sou menos. Aqui podemos tratar duas questões diferentes:
1. As palavras na Música (as letras nas mais variadas formas);
2. As palavras que falam de Música (os comentários, as revisões, as experiências pessoais, ...).


O primeiro ponto é importante, quando uma Letra é bem escrita e bem trabalhada, quando se faz acompanhar dos arranjos certos, as "palavras" ultrapassam a natureza de palavras, ultrapassam os significados e referências comuns e transportam-nos para novos mundos - para os mundos de quem as escreve e arranja. Não é por acaso que a Poesia tem a capacidade de nos tocar de forma tão particular...

O segundo ponto resume o que de mais básico existe em Sociedade - Comunicação. A troca de experiências é mediada por palavras, não interessa quão incompleta pode ser a Comunicação de uma experiência, desde que bem comunicada ela chegará ao Outro.

Todos sabemos e compreendemos que é impossível Comunicar uma experiência de forma "total", partilhar o que vemos, ouvimos ou sentimos por meio de palavras é o possível - mesmo que conseguísemos recriar a experiência para o Outro, essa recriação não diria nada do que se sentiu...

Quando escolhi um álbum apenas para participar neste Tópico, escolhi aquele que é mote de várias conversas e que me tocou de uma forma peculiar. Não é que seja o melhor álbum que já ouvi ou aquele que mais contribuiu para a minha formação pessoal - eu para o compreender já tinha um passado... -, mas é o que num dado momento me permitiu olhar para a Música como nenhum outro tinha conseguido.
Do tal álbum retiro (e descontextualizo): I'm learning all about my life / By looking through her eyes...


Ontem, com a partilha do Paulo - Bruce Springsteen -, a conversa fluiu... a razão é simples, a partilha por meio de palavras permitiu-nos pensar o álbum novamente...


Tudo o que temos na cabeça são palavras, é assim que pensamos... por meio de palavras! Wink





ps.: a Música sem palavras tem um papel muito importante, de alguma forma ela permite uma maior liberdade de pensamento, promovendo o uso "das nossas palavras"... drunken vou trabalhar mais um pouquinho...
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3467
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Sab Maio 20 2017, 20:00

José Miguel escreveu:
(...) A troca de experiências é mediada por palavras, não interessa quão incompleta pode ser a Comunicação de uma experiência, desde que bem comunicada ela chegará ao Outro. ...

Tém razão, a comunicação não pode existir sém palavras e elas são a base da relação social, então fundamentais! ...

Ontem, com a partilha do Paulo - Bruce Springsteen -, a conversa fluiu... a razão é simples, a partilha por meio de palavras permitiu-nos pensar o álbum novamente...

Nesse disco existe uma perola negra pouco badalada e que não foi um hit, mas que é uma das mais belas canções do Boss e deveras representativa do clima do album que é "Downbound Train".

Fala de um homém que tinha um trabalho, uma namorada e que estava feliz. Perdeu o trabalho por causa da crise, perdeu a namorada porque perdeu o trabalho e deixou de estar feliz porque perdeu tudo. Recomeçou a vida com pequenos empregos e recomeçou também a se construire intelectualmente e sentimentalmente ... deixando uma faisca de esperança!

Uma historia tristemente banal em qualquer parte do mundo ... uma tragédia quotidiana como tantas outras mas que é a essência desse album (como de todos os outros dele...), mas que contrasta com a ideia que muitos téem desse disco...

Então as palavras porque não! ... à condição de serem compreendidas e não simplesmente escutadas  Wink

Mas jà é outro tema e aqui não é o lugar certo    


2cclzes  

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4777
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 36
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Sab Maio 20 2017, 20:17

TD124 escreveu:
José Miguel escreveu:
(...) A troca de experiências é mediada por palavras, não interessa quão incompleta pode ser a Comunicação de uma experiência, desde que bem comunicada ela chegará ao Outro. ...

Tém razão, a comunicação não pode existir sém palavras e elas são a base da relação social, então fundamentais! ...

Ontem, com a partilha do Paulo - Bruce Springsteen -, a conversa fluiu... a razão é simples, a partilha por meio de palavras permitiu-nos pensar o álbum novamente...

Nesse disco existe uma perola negra pouco badalada e que não foi um hit, mas que é uma das mais belas canções do Boss e deveras representativa do clima do album que é "Downbound Train".

Fala de um homém que tinha um trabalho, uma namorada e que estava feliz. Perdeu o trabalho por causa da crise, perdeu a namorada porque perdeu o trabalho e deixou de estar feliz porque perdeu tudo. Recomeçou a vida com pequenos empregos e recomeçou também a se construire intelectualmente e sentimentalmente ... deixando uma faisca de esperança!

Uma historia tristemente banal em qualquer parte do mundo ... uma tragédia quotidiana como tantas outras mas que é a essência desse album (como de todos os outros dele...), mas que contrasta com a ideia que muitos téem desse disco...

Então as palavras porque não! ... à condição de serem compreendidas e não simplesmente escutadas  Wink

Mas jà é outro tema e aqui não é o lugar certo    


2cclzes  
ontopic
Eu penso que este Tópico é o lugar certo para a partilha que acaba de fazer, porque revela bem a importância que um Músico/Autor pode ter nas nossas vidas - provocando a Reflexão, por exemplo, uma coisa rara! Wink


É comum letras que tocam os sentimentos serem olhadas de soslaio porque abordam sentimentos... quando muitas vezes bem analisadas as letras são reflexivas e pertinentes no contexto sócio-cultural em que estão inseridas - essa história relatada é de facto comum, mas não deixa de ser uma história que nos toca ou já tocou, que molda parte do que somos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3467
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Dom Maio 21 2017, 11:26

José Miguel escreveu:
... essa história relatada é de facto comum, mas não deixa de ser uma história que nos toca ou já tocou, que molda parte do que somos...

Perfeitamente de acordo !!! 2cclzes

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4023
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Dom Maio 21 2017, 16:22

José Miguel escreveu:
... essa história relatada é de facto comum, mas não deixa de ser uma história que nos toca ou já tocou, que molda parte do que somos...
Bandas ou intérpretes no singular, que em nada moldou parte do que sou ou serei: Zé Cabra e Iran Costa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4777
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 36
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   Dom Maio 21 2017, 17:11

Ghost4u escreveu:
José Miguel escreveu:
... essa história relatada é de facto comum, mas não deixa de ser uma história que nos toca ou já tocou, que molda parte do que somos...
Bandas ou intérpretes no singular, que em nada moldou parte do que sou ou serei: Zé Cabra e Iran Costa.

Hum...!!! scratch

Estas letras fabulosas não...

"Quando o vento bater no seu cabelo
Espalha-se a magia pelo o ar
Ele vai te encontrar esperando
Que o destino revela enfim
O segredo que tem pra te contar

Ha tanto tempo que eu te quero no meu lado
Nossos caminhos nao haviam ser cruzado
Meu coraçao bate mais forte que a emoçao que tem você
pra mim"


ou...

"Deixei tudo por ela, deixei, deixei
Deixei tudo por ela, eu sei, eu sei
Deixei a minha vida tão bonita e singela
Deixei tudo o que tinha, deixei tudo por ela


Deixei de ir ao cinema, deixei de ir ao futebol
Deixei de ir á praia, deixei de ver o sol
Deixei de me divertir, porque ... também
Deixei ... porque ela achava bem"


... não acredito que não tenham tocado... talvez tenham proporcionado a mudança de estação de Rádio que levou a uma grande descoberta... sei lá, "o bater de asas de uma borboleta na China..."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: As bandas da minha vida   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
As bandas da minha vida
Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Música Geral-
Ir para: