Áudio Analógico de Portugal
Bem vindo / Welcome / Willkommen / Bienvenu

Áudio Analógico de Portugal

A paixão pelo Áudio


Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...
 
InícioPortalCalendárioPublicaçõesFAQGruposRegistrar-seConectar-se
Fórum para a preservação e divulgação do áudio analógico, e não só...

Compartilhe | 
 

 Dez giras para a historia...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
José Miguel
Membro AAP


Mensagens : 4301
Data de inscrição : 16/08/2015

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Set 22 2016, 19:36

Boa tarde/noite Paulo!


Ainda bem que ambos se enganaram, porque assim mais li e retirei desta conversa.

Esse gira-discos da EMT tem um aspecto de tecnologia industrial/profissional, bem sei que foi pensado para isso e não duvido que seja uma belíssima referência para se ter face a todos os outros.


Na outra mensagem referiu o seu e eu entendo que reserve a sua opinião sobre o Anti-Lenco (ou outros já preparados por si) para outros espaços e conversas. Claro que gostava de saber como coloca o seu Anti-Lenco face ao EMT 950 (a referência), mas deixarei que essa opinião surja um dia em outro contexto. Wink


Uma coisa é certa para mim: ler sobre estas máquinas tem ajudado a evoluir e enquanto escrevo ouvimos Bob Dylan - Desire, ouvimos sem dúvida de forma diferente e isso deve-se as peças que medeiam a relação que temos com a Música.

Curiosamente este tópico acabou por revelar máquinas cujos valores nem são astronómicos, o próprio EMT está ao alcance de um ano de salários mínimos Portugueses... (não é para todos, mas haverão alguns capazes...)
Onde é que quero chegar com esta conversa: será possível (já que o Paulo também domina essa arte!) um tópico semelhante sobre amplificadores (power ou integrados, válvulas ou transístores, híbridos, ...)?

Quem sabe se sobre colunas também... as/os dez mais influentes...


Já escreveu sobre as melhores peças entre os elementos de um sistema, mas se sentir os dedos a formigar já sabe - terá leitor atento!!!


Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sex Set 23 2016, 07:34

José Miguel escreveu:
... Esse gira-discos da EMT tem um aspecto de tecnologia industrial/profissional, bem sei que foi pensado para isso e não duvido que seja uma belíssima referência para se ter face a todos os outros.

Para se ter não sei, pois o aparelho é grande, disgracioso e não é musicalmente uma grande espingarda. Mas objectivamente é aquele que cumula mais qualidades e menos defeitos na minha opinião. Então prefiro mais respeità-lo do que possui-lo...

Na outra mensagem referiu o seu e eu entendo que reserve a sua opinião sobre o Anti-Lenco (ou outros já preparados por si) para outros espaços e conversas. Claro que gostava de saber como coloca o seu Anti-Lenco face ao EMT 950 (a referência), mas deixarei que essa opinião surja um dia em outro contexto. Wink

Eu não tenho problemas a falar do Anti-Lenco ou qualquer um dos meus aparelhos... no entanto não posso analisà-los pois não seria objectivo. Comparar um Anti-Lenco com qualquer outro aparelho, é um exercicio que não ferei pois não sou a pessoa indicada para fazer esse trabalho. Voce acreditaria num artigo feito numa revista sobre um aparelho aonde fosse o criador que escreve sobre ele... eu não! No entanto posso falar da historia, do desenvolvimento, das ideias, das dificuldades mas não do som é claro. Então me ver escrever sobre o som dos meus aparelhos (ou comparà-los com outro) não serà ném para hoje ném para amanhã ...

...Curiosamente este tópico acabou por revelar máquinas cujos valores nem são astronómicos, o próprio EMT está ao alcance de um ano de salários mínimos Portugueses... (não é para todos, mas haverão alguns capazes...)
Onde é que quero chegar com esta conversa: será possível (já que o Paulo também domina essa arte!) um tópico semelhante sobre amplificadores (power ou integrados, válvulas ou transístores, híbridos, ...)? ...

Uma pessoa que decide de falar de carros e que se mete a escrever sobre os veiculos de formula 1 (ném digo carro) està a fazer um erro, pois um formula 1 não é um carro ném tém o direito de circular na estrada. Muitos giras a preços astronomicos são um exercicio de estilo que faz algumas coisas muito bem, mas não tudo (como o formula 1)... então concentrei-me sobre os verdadeiros giras, e não sobre os objectos de vaidade que são muitas vezes mais estilo que exercicio. Sim, vai haver um topico equivalente sobre os amplificadores a vàlvulas...

cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
mannitheear
Membro AAP
avatar

Mensagens : 808
Data de inscrição : 01/08/2013

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sex Set 23 2016, 08:26

At first I want to say a heartly thank you to TD124 for this outstanding topic which contributes to the uniqueness of the great AAP!!!

I've much much less experience than TD124 but want to answer the question of a personal reference turntable anyway
If I did not came across the fantastic Anti-Lenco which does all I ever wanted from a turntable (and goes in some aspects much further...) it would be the Feickert Blackbird.
The reasons:
- neutral, dynamic sound
- solid construction
- Easy, unfussy setup and operation
- clean and beautiful design

Cheers M
Voltar ao Topo Ir em baixo
unidade
Membro AAP
avatar

Mensagens : 201
Data de inscrição : 08/03/2012
Idade : 55
Localização : Almada

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sex Set 23 2016, 11:13

Caro Paulo

Já estou na fila,  
esperando pelas suas considerações/experiência/criação relativa aos (pre) e amplificadores a válvulas.

Nunca cheguei a "deter" permanentemente  algum, (apesar de algumas tentativas fugazes) tendo sido cativado à uns anos, apesar de lhe reconhecer significativas limitações, pela "musicalidade" de um Audio Note Se, com umas Sonus Faber Minueto.

Relembro igualmente, mas no outro extremo... um audio Note Ongaku, a encantar com umas Sonus Faber Guarneri, afinadas pela batuta da Digison, num Audio show

Igualmente me encantaram algumas combinações de Nagra com Audio Phisic e Conrad jonhson com Avalong, mas confesso-me fundamentalmente pouco conhecedor, das melhores criações em equilibrio/pujança/musicalidade e boa relação preço/qualidade...

Pode ser, que finalmente agora, adquira os conhecimentos necessários, para estreitar o leque de opções, e deste modo com mais informação, seleccionar, para audição, futuros candidatos, quem sabe  um single ended  

Saudações cordiais


Última edição por unidade em Sex Set 23 2016, 15:32, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sex Set 23 2016, 12:42

mannitheear escreveu:
At first I want to say a heartly thank you to TD124 for this outstanding topic which contributes to the uniqueness of the great AAP!!!




_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: O Well Tempered Lab Amadeus   Qui Out 06 2016, 08:55


O contexto técnico : Um gira discos é aparentemente um aparelho simples, e é realmente, mas a realidade fisica torna o seu funcionamento extremamente complicado. Pelos precedentes textos compreenderam, como um dos mais simples dos aparelhos audio, no absoluto é um quebra-cabeças que resiste à perfeição desde hà mais de cinquenta anos. Um bom gira, deve rodar a uma velocidade (determinada) constante, e sem variação, qualquer que seja a profundidade (frequência) do sulco do vinilo lido, assim que o peso aplicado à célula. Ao mesmo tempo, ele deve evitar que as vibrações externas ou internas, enviadas pelas péças moveis (motor e prato), chegem até à célula. O gira deve garantir que o suporte do braço e o eixo do prato estejam perpendiculares em permanência, afim de assegurar uma geometria optima à célula. A partir destas exigências, o homém criou tecnologias para as respeitar au maximo possivel. Mas a natureza detesta a ordem e a desordem ao mesmo tempo, então as forças fisicas vão impedir que estas simples funções se executem fàcilmente. A fricção do eixo, a rotação do motor, a elasticidade da correia, a eléctronica de controlo, as resonâncias do braço, a inércia do prato… são apenas alguns, dos multiplos pontos chave, aonde a perfeição (ainda) não existe e que vão poluir a leitura musical do precioso sucalco…

O Passaporte : No final dos anos setenta o William H. Firebaugh trabalha no departamento aeroespacial da Ford. È ai que ele toma conhecimento das anàlises feitas aos braços de leitura com os analisadores modernos da Brüel & Kjaer. Ele compreende que os pivôs e o tubo dos braços são um ninho de resonâncias que desiquilibram a justeza tonal da leitura. Ele começa a imaginar um braço revolucionàrio que eliminaria esses defeitos, mas muito ràpidamente compreende que o ideal é de associar um braço a um gira em imaginando ambos como um todo. Em meados dos anos oitenta o primeiro gira da Well Tempered Lab nasçe e faz sensação desde a primeira apresentação. Se a estructura do chassis é aparentemente convencional, o braço com a bola de golfe (hoje mitico) provoca o espanto e a surpresa geral. Nunca ninguém tinha imaginado um braço sém pivô mergulhado num liquido de silicone e mantido por um fio… o amigo Firebaugh entra de pé direito na historia imediatamente…

O Mito : Se uma das estradas para o mito é a criação de um sistema funcional e original que servirà de alicerce para a evolução e para os outros, então a Well Temperd entrou no mito desde a sua criação, no meio dos anos oitenta. Reconhecivel entre todos pelo seu braço unico, este gira surprende também pelas escolhas técnicas escondidas. Efectivamente sendo o gira pensado como um todo (total concept), cada aposta técnica visa à adequação perfeita entre cada sub-elemento, afim de criar um sistema funcional perfeito… ou com menos defeitos que os outros. Pelo resultado obtido, assim que pelo radicalismo das soluções encontradas, o estatuto de mito é merecido então…

Apresentação : Visualmente o Well Tempered Lab Amadeus é parecido com a primeira versão dos giras do Firebaugh, mas no detalhe muita coisa mudou. A chumaçeira em forma de estrela do primeiro com um eixo mergulhado na massa como o Garrard 301 grease, é hoje triangular e com oleo (mas pode funcionar sém lubrificação). A chumaçeira em téflon triangular é uma ideia de génio pois ela elimina o desgaste localisado. Como o prato é tirado pela correia do motor, numa chumaçeira circular o eixo cola-se à parede da chumaçeira mais proxima do motor e esta fricção ponctual cria desgaste que com o tempo cria o efeito de pião. Este movimento pendular durante a leitura prejudica a leitura independente dos sucalcos laterais e destroi a precisão do palco, entre outras coisas. O motor DC (a corrente continua) regulado eléctronicamente, é actualmente minusculo e com o corpo em plastico. Naturalmente amortecido pelo material do corpo, o motor està encapsulado numa esponja o que elimina as vibrações residuais. Consciente dos inconvenientes das correias em borracha (fenomeno de puxa/tira que destabilisa a velocidade imediata), o Amadeus é equipado com uma correia feita de fio de polyester no espirito do Verdier. O corpo é feito a partir de duas placas de MDF (médio) coladas e técnicamente é uma tàbua como os Rega. Mas a cereja em cima do bolo é o braço, pois trata-se de um modelo original e complétamente diferente de tudo o que existe. Uma bola de golfe acoplada na parte superior a um tubo de carbono, està parcialmente mergulhada num oleo de silicone e suspensa por um fio de nylon. O braço em carbono é amortecido com areia afim de eliminar as resonâncias proprias. O funcionamento é anisotropico, pois o braço ofereçe uma resistência mais elevada ao movimento vertical do que ao horizontal, o que é ideal para a leitura. Trata-se de um braço altamente amortecido, neutro no seu funcionamento e haveria ainda muito a dizer sobre este elemento que é deveras inteligente na concepção…

Avantagens : O funcionamento anisotropico do braço assim que a ausência de suspensão elàstica permitem de cumular precisão e resposta dinamica. O braço muito amortecido filtra perfeitamente as vibrações do corpo, e isto nas nas duas direções. O motor estabilisado electronicamente assegura (com a ajuda da correia em fio) uma rotação regular e estàvel.

Inconvenientes : A rigidez braço/corpo é inferior aos outros giras o que pode criar « crosstalk » nos momentos com forte modulação dinamica. O movel deve ser estàvel e de preferência mural. A correia e o braço (fio) são mais fràgeis do que nos giras clàssicos…

Escuta : O Amadeus surprende pela clareza e pela fineza sistemàtica dos contornos musicais. A mensagem musical é lida com uma grande neutralidade tonal, sendo sistemàticamente leve sém ser diáfana. Este paradoxo explica-se pela resposta impulsional ràpida e coerente que cria um som veloz e imediato, mas aonde a ausência de resonâncias do braço permite de respeitar a justeza tonal. Harmonicamente é um gira muito rico capaz de alternar timbres complexos com facilidade. A banda é larga mas não possui nos graves a densidade e a profundidade dos giras pesados ou a roda. Em contrapartida a zona baixa do espectro é nitida e transparente permitindo de seguir as linhas de contrabaixo sém esforço intelectual. Os agudos são finos e delicados com uma extensão rara e surpreendem pela diversidade tonal. Um gira que em priviligiando a compreensão musical, torna-se numa màquina excitante com a musica moderna mas algo viciante (hipnotica) com o clàssico ou o jazz…

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry


Última edição por TD124 em Qui Out 06 2016, 13:45, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 08:59

TD124 escreveu:
Os dois proximos e ultimos giras serão uma piscadela de olhos e um acto de prazer. Evidentemente a trama e o sério serão exactamente os mesmos que guiaram os ultimos onze...

O primeiro dos ultimos jà està... sò falta o ultimo dos ultimos Wink cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 13:25

Excelente crónica sobre um gira que gosto bastante de ouvir. Não o ouvi muitas vezes, mas sempre houve algo que me cativou sempre que o ouvi.


Obrigado Paulo.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 14:02

TD124 escreveu:
TD124 escreveu:
Os dois proximos e ultimos giras serão uma piscadela de olhos e um acto de prazer. Evidentemente a trama e o sério serão exactamente os mesmos que guiaram os ultimos onze...  

O primeiro dos ultimos jà està... sò falta o ultimo dos ultimos Wink     cheers

É o Meu  

Mais uma vez       Excelente

Bom... o da foto não é bem o meu. O que eu tenho é o modelo de evolução deste, o Amadeus GTA. A última versão, a MKII já traz um braço, com o mesmo conceito, mas numa peça só. Acho mais piada ao meu braço, em 5 peças separadas, por causa da rusticidade que o conjunto gera. Diferenças, não sei distinguir. Mas, claro, eu não tenho ouvidinhos de ouro  



António José da Silva escreveu:
Excelente crónica sobre um gira que gosto bastante de ouvir. Não o ouvi muitas vezes, mas sempre houve algo que me cativou sempre que o ouvi.


Obrigado Paulo.

Poderás sempre ouvir as vezes que quiseres. É só dizeres. E ainda bebes umas...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 14:04

Sabes bem qual é o meu problema, infelizmente. O tempo é mesmo escasso, mas a ver se se organiza algo.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: O Vintage audio Matière   Qui Out 06 2016, 15:08


O contexto historico : A frança não tém um grande passado em gira-discos. Nos anos cinquenta e sessenta existiram grandes giras professionais (fabulosos mesmo…) como os Bourdereau, Lie-Belin, Schlumberger, Clément e mesmo a ERA que eram giras de sala, mas fora isso muito pouco ou nada. Então é surpreendente quando em 2005 uma marca francesa lança um gira discos, num momento aonde mesmo o leitor de CD’s começa a ser suplantado pela desmaterialisação. Nessa época fora o Verdier não existia nenhum construtor de gira-discos em frança. Efectivamente a pàtria do Moliére, foi o primeiro pais a abandonar complétamente a produção e a revenda dos vinilos,… e isto por causa da FNAC ! Nos anos oitenta a empresa é tentacular e detém quase 90% da revenda de discos, então quando o CD apareçeu a FNAC decidiu de sò vender esse novo formato o que conduziu ao desaparecimento progressivo dos vinilos no mercado nacional… ora que hoje, é essa mesma empresa que se gaba de vender mais vinilos do que os outros !...

O Passaporte : Em meados dos anos 2000 uma jovem empresa francesa decide de fabricar um gira discos que seria uma discreta homenagem aos grandes giras historicos e à audiofilia em geral. A maquina deveria ser elegante estéticamente, nobre pelos materiais utilisados, simples de utilisação, com uma grande musicalidade, original pelas escolhas técnicas, com um toque subtilmente clàssico e sobretudo a um preço razoàvel. Conceptualmente é possivel de fazê-lo e a Rega jà o tinha feito com brio, assim como a ProJect mais recentemente. Mas, fazer simples e original jà é mais complicado, pois em meio-século de historia dos giras quase tudo foi experimentado. Os portugueses em frança são mais conhecidos por serem grandes pedreiros do que fabricantes de gira discos. Mas como neste gira havia madeira e areia… ninguém se admirou que fosse um lusitano que estivesse por detràs do projecto. Muitos viram no nome da marca Vintage audio uma alusão aos aparelhos do passado ora que na realidade era uma homenagem a um grande vinho… ao Porto Vintage. O logo da marca representava de uma maneira estilisada vàrias garrafas deitadas com as cores violetas do envelhecimento…

O Mito : O Matiére é o primeiro gira feito em frança por um português… ou o primeiro gira português a ser feito em frança. È uma mistura de Rega, Garrard, Funk firm, Well Tempered, Onken e mesmo com uma pitada de TD124. Se com isto tudo não entra no mito então seria uma grande injustiça !!!   Very Happy

Apresentação : Estéticamente o Matière é uma tàbua como os Rega ou os ProJect, mas a comparação acaba aqui. O corpo é feito em MDF com alvéolos e rigidificações recoberto de contraplacado de faia de 5mm. Cada alvéolo é cheio de areia fina e calibrada, assim o corpo é naturalmente auto-amortecedor. O prato muito pesado é em Zamac e assenta num contraprato aonde a correia é aplicada. Na realidade o gira tém duas correias opostas. Uma que vai da polia do motor ao subprato e outra que parte deste ultimo até uma polia passiva ao oposto da posição do motor. Assim a tensão da correia sobre o eixo é equilibrada pela segunda e a rotação é estàvel e auto centrada. O motor repousa em três agulhas que entram na areia e aboia num gel de silicone. Este tratamento original e radical anula a transmissão das vibrações de rotação até ao corpo. O motor pode ser regulado electronicamente com uma alimentação externa opcional. A chumaçeira ajustada a cada eixo possui uma lubrificação mixta pois feita de oleo/massa/oleo em três camadas. O gira podia ser equipado com um braço Jelco ou com um ProJect em fibra de carbono muito modificado. Ambos tinham o tubo amortecido por espuma de poliuretano que era injectada e misturada com particulas de celulose. Este amortecimento que não modifica o peso do braço regularisa e atenua as resonâncias altas e baixas. O interruptor invisivel, estava em baixo do gira para não romper o minimalismo estético. O aparelho està pousado em três pés feitos de shock bullets, que são ogivas em borracha especial para amorteçer as vibrações. Cada ogiva pode ser ajustada afim de pôr o aparelho a nivel, o que pode ser controlado através de uma bolha de ar pousada discrétamente em baixo do prato (alusão ao TD124)…

Avantagens : As diversas astucias técnicas permitem de resolver vàrios problemas sém afectar a estética que é simples e minimalista. A utilisação do aparelho é muito simples e com um minimo de funções. Apesar de não ser suspendido, o gira é pesado e relativamente insensivel ao movel…

Inconvenientes :
A fabricação era feita ao conta gotas e poucos giram foram produzidos… fora isto deixo aos ilustres propriétarios de se exprimir sobre os eventuais inconvenientes…  Laughing

Escuta : Jà compreenderam que é um aparelho meu  Wink  … dai as notas de humor e a brincadeira. Então é evidente que não posso analisà-lo, mas deixo a sintese do artigo que o Jean Hiraga fez sobre ele, e no qual lhe deu cinco estrelas e uma recomendação, que eram as cotações mais altas da sua revista :

… Pensei que seria sensato de conservar a célula preconisada pela Vintage audio ou seja a Sumiko Pearl. Apesar de ser mais cara do que a classica Sumiko Black, ela tém como avantagens de possuir um equilibrio espectral ainda mais justo tanto no alto-grave que no baixo-médio, que são zonas ricas em informações sonoras e musicais, mas fàcilmente "coloridas" pelas resonâncias do corpo ou do tubo do braço. O Matière tém como grande mérito "de cantar como um grande gira" mas com um preço de pequeno. O corpo rigido em madeira cheio de areia, o braço em fibra de carbono amortecido internamente com espuma de poliuretano e celulose assim que uma data de outras ideias de "tuning" deram os seus frutos, suficientemente para fazer corar muitos dos concurrentes. O fraco ruido de superficie que não suja a musica, a densidade dos ataques, a consistência dos sons, o escalonamento da dinamica assim que o superbo equilibrio tonal que valorisa a beldade dos timbres, são as qualidades que fazem dele um belo sucesso. …

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry


Última edição por TD124 em Qui Out 06 2016, 18:05, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 15:16

Goansipife escreveu:
É o Meu   ...

E desta vez é o meu... apòs o do Gonçalo. Eu disse que isto acabaria com uma piscadela de olhos e uma nota humoristica... mas desta vez està verdadeiramente acabado !!!

Aproveitem do topico para discutir e partilhar sobre estas màquinas que vém do passado e que ainda dão arrepios de prazer ou de emoção de vez em quando a cada um de nòs...

Obrigado pelo vosso apoio e consideração cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3565
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 15:19

No representante lusitano, onde funcionam gira-bolachas germânicos, fabricados em acrílico, sempre preferi a versão Simplex do Well Tempered Lab Amadeus. Aliás, quando o ouvi pela primeira vez em confronto directo com um dos exemplares bonitinho, muito dispendioso e equipado com braço tangencial, recordo que o meu comentário foi o seguinte:
- Finalmente, um gira-discos competente! Eis uma alternativa a ter em conta para quem tem um Rega P5 ou P7 e pretende dar o salto qualiitativo sem dispender um camião cheio de "euricos"...
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 15:20

Paulo quantos foram feito no total?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ghost4u
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3565
Data de inscrição : 13/07/2010
Localização : Ilhéu Chão

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 15:21

António José da Silva escreveu:
Paulo quantos foram feito no total?

Cuuuussssco Exclamation Exclamation Exclamation   Tens alguma coisa com isso Question
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 15:59

António José da Silva escreveu:
Paulo quantos foram feito no total?

Diria um pouco mais de uma dezena, mas sém certeza nenhuma... scratch

Ghost4u escreveu:
(...) recordo que o meu comentário foi o seguinte:
- Finalmente, um gira-discos competente! Eis uma alternativa a ter em conta para quem tem um Rega P5 ou P7 e pretende dar o salto qualiitativo sem dispender um camião cheio de "euricos"...

Reflexão pertinente amigo Ghost... e que é vàlida noutros casos também... Wink


_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 16:01

TD124 escreveu:


Diria um pouco mais de uma dezena, mas sém certeza nenhuma...  scratch






Equacionas que possa voltar a fazer parte do teu catálogo?

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 16:19

António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:


Diria um pouco mais de uma dezena, mas sém certeza nenhuma...  scratch






Equacionas que possa voltar a fazer parte do teu catálogo?

É bem bonito, apesar de estar a ver uma foto a preto e branco

Não conheço, mas se tiver o cunho do AntiLenco

António, Já percebi que andas há muito a tentar substituir o RB. Primeiro pelo do Fredy, agora por um Vintage Audio Matière. Hummm
smedley
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 16:29

Goansipife escreveu:

António, Já percebi que andas há muito a tentar substituir o RB. Primeiro pelo do Fredy, agora por um Vintage Audio Matière. Hummm
smedley



Só substituo (ou troco) pelo do Fredy. lol!

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 17:00

António José da Silva escreveu:
... Equacionas que possa voltar a fazer parte do teu catálogo?

Não, é uma historia do passado amigo Antonio... mas guardei um que é o da foto !...

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 17:07

Goansipife escreveu:
... Não conheço, mas se tiver o cunho do AntiLenco ...

Apesar de possuirem o mesmo criador, o Matière e o AntiLenco possuem bases tecnologicas e conceptuais muito diferentes... então é dificil de imaginar que possam convergir na sonoridade, mas são irmãos em alguns pontos é certo. No entanto creio que o Matière com o braço carbono do AntiLenco e a M75 poderia ser uma grande bomba, então um destes dias vou montar um nele para experimentar... Idea

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 17:15

TD124 escreveu:


Apesar de possuirem o mesmo criador, o Matière e o AntiLenco possuem bases tecnologicas e conceptuais muito diferentes... então é dificil de imaginar que possam convergir na sonoridade, mas são irmãos em alguns pontos é certo. No entanto creio que o Matière com o braço carbono do AntiLenco e a M75 poderia ser uma grande bomba, então um destes dias vou montar um nele para experimentar... Idea

Sim! Calor que sim. Percebi isso. Eles recorrem a modelos tecnologicamente diferentes. Mas, quando falo do mesmo "cunho" refiro-me ao prazer de audição. À vontade de ouvir um disco após o outro. As questões sónicas específicas raramente me interessam no audio. O que me interessa sempre é o prazer de estar horas a ouvir, sempre com a mesma vontade e entusiasmo.  

cheers
Gonçalo
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 18:02

Goansipife escreveu:
... As questões sónicas específicas raramente me interessam no audio. O que me interessa sempre é o prazer de estar horas a ouvir, sempre com a mesma vontade e entusiasmo. ...

Compreendo perfeitamente... mas um bom aparelho não é sempre um aparelho musical ném excitante, e um aparelho excitante e musical não é sempre um aparelho justo. A neutralidade que é uma grande qualidade em hifi (fundamental mesmo!), apareçe muitas vezes como uma sonoridade insonsa, chata e sém luz, levando esses aparelhos a serem mal compreendidos muitas vezes...

O tempo passa, mas o audio continua a ser um dominio muito fàcil a sentir, mas extremamente complexo a compreender... cheers


_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
José Miguel
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4301
Data de inscrição : 16/08/2015
Idade : 36
Localização : A Norte, ainda a Norte...

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 06 2016, 19:56

Agora vou escrever já ao som de: Oscar Peterson, Niels Henning Orsted Pedersen, Louis Hayes - Great Conection.

Ler estes últimos dois textos soube muito bem e ainda abriu o apetite... (venho de falar de vinhos... mas já coloquei o jantar no forno!)

O tópico ajudou a perceber algumas coisas algo complexas, mas agora faltam as experiências. Seria muito interessante poder ter três ou quatros dessas peças juntas para que pudessem ser experimentadas, como se de uma aula se tratasse.

A "estrela" é muito sugestiva e explicativa, mas honestamente há pormenores que são pormaiores que só com experiência se chega lá.

O Paulo disse quase tudo de forma simples em uma frase:
"O tempo passa, mas o audio continua a ser um dominio muito fàcil a sentir, mas extremamente complexo a compreender..."

Fica a minha pergunta: como se pode compreender o que efectivamente não se conhece?

Não falo de Conhecimento enciclopédico, porque esse pouco me interessa e não gosto, mas falo de Conhecimento capaz de alicerçar um "edifício" pessoal para armazenar umas quantas ideias bem arrumadinhas.

O "nosso gosto" nós vamos conhecendo e apesar de ser verdade que ele vai mudando/evoluindo, nem sempre acontece que se "case" com as noivas certas.


Fica a dica, outra dica, por mim podem trazer os gira-discos aqui para casa e passaremos umas boas horas! Wink


Vou virar o disco de Face...





Voltar ao Topo Ir em baixo
Alexandre Vieira
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2549
Data de inscrição : 11/01/2013
Idade : 47
Localização : Outra Banda

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sex Out 07 2016, 08:12

Estimado PAULO os seus artigos são implacáveis porque dizer impecáveis é pouco!
Voltar ao Topo Ir em baixo
zaratustra
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4763
Data de inscrição : 09/07/2010
Localização : Frossos, Albergaria-a-Velha

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sex Out 07 2016, 17:45


Olá Paulo.

Os meus sinceros parabéns pela partilha de (mais) um tópico para a História do AAP!

Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://zaratustrices.blogspot.com/
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sab Out 08 2016, 00:45

Amigos.

Fiz uma compilação de todos os 13 giras apresentados pelo amigo Paulo e tenho o ficheiro em Word.
Quem quiser tudo em forma de "revista" (59 paginas), é só enviar pm com email que eu envio.

Eu vou imprimir para mim porque assim posso reler tudo sem ser ao computador.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Sab Out 08 2016, 18:38

Aqui está ele para todos.
Anexos
Dez giras para a historia.docx
Você não tem permissão para fazer download dos arquivos anexados.
(1.8 Mb) Baixado 9 vez(es)
Dez giras para a historia.pdf
Você não tem permissão para fazer download dos arquivos anexados.
(1.4 Mb) Baixado 15 vez(es)

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
zaratustra
Membro AAP
avatar

Mensagens : 4763
Data de inscrição : 09/07/2010
Localização : Frossos, Albergaria-a-Velha

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Dom Out 09 2016, 06:45


Obrigado, António.

Wink

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://zaratustrices.blogspot.com/
Goansipife
Membro AAP
avatar

Mensagens : 2205
Data de inscrição : 04/12/2011
Idade : 58
Localização : S. Domingos de Rana

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Dom Out 09 2016, 10:12



Obrigado António

cheers
Gonçalo
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
avatar

Mensagens : 7789
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Dom Out 09 2016, 20:29

AJS
Voltar ao Topo Ir em baixo
PedroGV
Membro AAP


Mensagens : 570
Data de inscrição : 17/03/2013
Idade : 60
Localização : Parede/Cascais

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Dom Out 09 2016, 21:10



Muito obrigado
Voltar ao Topo Ir em baixo
unidade
Membro AAP
avatar

Mensagens : 201
Data de inscrição : 08/03/2012
Idade : 55
Localização : Almada

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Seg Out 10 2016, 08:12

Grato
Voltar ao Topo Ir em baixo
mango
Membro AAP
avatar

Mensagens : 629
Data de inscrição : 04/10/2010

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Seg Out 10 2016, 08:55

António José da Silva escreveu:
Aqui está ele para todos.

obrigado pelo trabalho. Boa liçao de historia sem duvida. E não é facil encontrar resumos destes em portugues.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Aspra
Membro AAP
avatar

Mensagens : 348
Data de inscrição : 23/10/2010
Idade : 53
Localização : Porto ( para já... )

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Seg Out 10 2016, 09:35

Obrigado ao António e ao Paulo

Só foi pena foi o RB UNO não fazer parte da lista. Será no futuro, certamente.

Grande trabalho do AAP.


Parabéns.

Aspra
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Seg Out 10 2016, 11:35

O grande trabalho foi sem duvida o do Paulo que mais uma vez nos presenteou com textos fabulosos.

E terei todo o gosto em fazer novo resumo. Desta vez pode ser de valvulado, ou de outra coisa qualquer que lhe dê na gana escrever.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ajgarcia
Membro AAP


Mensagens : 222
Data de inscrição : 04/09/2011
Idade : 56
Localização : Portalegre

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Seg Out 10 2016, 18:14

Obrigado a ambos (ao autor e ao "editor")
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Ter Out 11 2016, 07:42

Ajgarcia escreveu:
Obrigado a ambos (ao autor e ao "editor")

Excelente   ... o que seria de um autor sém o editor e o publico !!!... então obrigado a nòs todos

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Riscofino
Membro AAP


Mensagens : 50
Data de inscrição : 27/06/2014
Idade : 46
Localização : Cacem

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Ter Out 11 2016, 10:40

Muito obrigado pelo texto
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 19:37

TD124 escreveu:
Cerca de 5000 TD124 foram produzidos mais 3000 MKII, entre 1957 e 1968.


Paulo, os números que tenho lido são algo diferentes. Segundo o que se lê em fóruns e o que vem no livro do Joachim Bung, foram produzidos um total de 95.000 giras.

Como tenho estado de volta dos textos, chamou-me a atenção este pormenor.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 20:14

António José da Silva escreveu:
TD124 escreveu:
Cerca de 5000 TD124 foram produzidos mais 3000 MKII, entre 1957 e 1968.


Paulo, os números que tenho lido são algo diferentes. Segundo o que se lê em fóruns e o que vem no livro do Joachim Bung, foram produzidos um total de 95.000 giras.

Como tenho estado de volta dos textos, chamou-me a atenção este pormenor.

Eu tenho os meus dados pelo colecionador suiço que me ofereçeu os meus 124... e ele diz-me que 95000 é o n° total de giras Thorens produzidos a roda TD124, TD135 e modelos derivados...

Não sei então quem tém razão Neutral ... mas vou tentar saber exactamente através do Schopper! cheers

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 20:27

Vou perguntar ao Joel.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 20:51

Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000


_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
avatar

Mensagens : 7789
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 22:17

António José da Silva escreveu:
Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000

Traduz lá isso
Voltar ao Topo Ir em baixo
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 22:34

anibalpmm escreveu:
António José da Silva escreveu:
Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000

Traduz lá isso


Está a falar dos dois tipos de rolamentos.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
avatar

Mensagens : 7789
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 22:34

António José da Silva escreveu:
anibalpmm escreveu:
António José da Silva escreveu:
Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000

Traduz lá isso


Está a falar dos dois tipos de rolamentos.
Isso já eu percebi
e.....
Voltar ao Topo Ir em baixo
reirato
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3029
Data de inscrição : 08/11/2010
Idade : 73
Localização : Stª Maria de Belém, Lisboa

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 23:07

anibalpmm escreveu:
António José da Silva escreveu:
Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000

Traduz lá isso

?nas pregas ... doi-te??...

Era o que diziamos lá pelas alemanhas quando queriamos meter conversa com as fraulein, ao que elas respondiam invariàvelmente com: " Ya, Ya!..."



king
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://arato.rocha@gmail.com
António José da Silva
Membro AAP
avatar

Mensagens : 64409
Data de inscrição : 02/07/2010
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qua Out 12 2016, 23:17

anibalpmm escreveu:
António José da Silva escreveu:
anibalpmm escreveu:
António José da Silva escreveu:
Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000

Traduz lá isso


Está a falar dos dois tipos de rolamentos.
Isso já eu percebi
e.....

E??????????? Está lá. 18 mil de um e 60 mil de outro, que mais queres tu? lol!


Apesar de ele dizer que os 60 mil não tem a absoluta certeza, podem ter sido mais.

_________________
Digital Audio - Like Reassembling A Cow From Mince  


If what I'm hearing is colouration, then bring on the whole rainbow...


The essential thing is not knowledge, but character.
Joseph Le Conte
Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
avatar

Mensagens : 7789
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 13 2016, 08:59

Este daqui a 10 ou 20 anos deverá fazer parte das novas crónicas
http://thevinylfactory.com/vinyl-factory-news/levitating-turntable-mag-lev-audio/

Voltar ao Topo Ir em baixo
anibalpmm
Membro AAP
avatar

Mensagens : 7789
Data de inscrição : 05/03/2012
Idade : 51
Localização : Quinta do Anjo

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 13 2016, 09:04

E q tal as 10 células para a história
E os 10 braços para a história
Este pessoal a pedir não é nada meigo TD124
Voltar ao Topo Ir em baixo
TD124
Membro AAP
avatar

Mensagens : 3314
Data de inscrição : 07/07/2010
Idade : 52
Localização : França

MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   Qui Out 13 2016, 09:09

António José da Silva escreveu:
Resposta do Joel.


Mit NylonLager = 18 000

Mit Sinterlager = 60 000


Jà està actualisado com as datas (e sém numeros...)!!!... tenho a certeza que assim està certo

_________________
Il semble que la perfection soit atteinte, non quand il n'y a plus rien à ajouter mais quand il n'y a plus rien à retrancher... Antoine de Saint-Exupéry
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Dez giras para a historia...   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Dez giras para a historia...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Dez giras para a historia...
» Video aula completo do Arismar do Espirito Santo
» Dez amps para a historia...
» Melhor ampli para o Rickenbacker
» O que todos devem saber antes de abrir a boca para falar mal de Michael Jackson!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Áudio Analógico de Portugal :: Phono Geral-
Ir para: